É Incrível como as fake news se espalham e fica difícil acabar com ela

Por que não é correto medir a temperatura no punho. Como dissemos, o termômetro mede a temperatura de qualquer coisa que encontrar pela frente. Então por que estaria errado medirmos nossa temperatura no punho? Há dois motivos principais para isso:

1) Nosso punho e outras regiões na extremidade do corpo costumam ser mais frias, o que prejudicaria a medição correta. Na imagem abaixo, as áreas azuis são mais frias, e as alaranjadas e vermelhas, mais quentes. Isso se deve, por exemplo, a irrigação sanguínea e atividade metabólica de cada área do corpo.

2) Esses termômetros costumam vir calibrados antes de serem distribuídos e comercializados, e geralmente a testa é utilizada como área referência para calibração. Medir no punho daria valores alterados em comparação com a calibragem de fábrica,

Tem enfermeiras reclamando q as pessoas chegam no PS e não deixam aferir na testa. Primeiro q a temperatura não é decisivo p gente saber se a população está com COVID ou não. Segundo que se os comércios estão fazendo essa aferição, que pelo menos façam da forma correta, ou vamos deixar pessoas com temperaturas febris passarem despercebidas.

Como funciona o termômetro?

Ao contrário do que muitos pensam, o termômetro infravermelho não emite radiação! Como falamos, o infravermelho está relacionado a agitação térmica, então tudo que tem temperatura emite infravermelho. Assim, se você parar pra pensar, tudo a sua volta emite essa radiação, inclusive você! O que o termómetro faz é simplesmente detectar a radiação infravermelha que você está emitindo e medi-la. Aquela luzinha vermelha que apontam em você nada mais é do que uma luz para mira, não é um raio ionizante ou nada do tipo que cause qualquer problema. Inclusive, se você desligar essa luz, o termômetro continua medindo a temperatura!

De onde saiu que o termômetro é radioativo???
Meu Deus

About the author

Coren/SP 411339.
Enfermeira do trabalho, estomaterapeuta (concluindo), dedicada em saúde coletiva e atuante como professora em escola de enfermagem nível técnico. Atua em assistência domiciliar de enfermagem; orientações específicas à equipe de enfermagem.

Atua também com indicação médica na reabilitação do assoalho pélvico feminino.

Camila Campos

Coren/SP 411339. Enfermeira do trabalho, estomaterapeuta (concluindo), dedicada em saúde coletiva e atuante como professora em escola de enfermagem nível técnico. Atua em assistência domiciliar de enfermagem; orientações específicas à equipe de enfermagem. Atua também com indicação médica na reabilitação do assoalho pélvico feminino.

One thought on “É Incrível como as fake news se espalham e fica difícil acabar com ela

Faço seu comentário

%d blogueiros gostam disto: