Recordações dos Grandes Mestres

Infância me lembro com riquezas de detalhes, momentos incríveis e outros nem tanto.
Tive grandes Mestres.
Em primeiro lugar Dona Eneida, minha Mãe… Bravíssima, Leoa, sempre protegendo, cuidando, me enchendo de “esporros” , agradeço todos os puxões de orelhas, pelos elogios raramente recebidos, o lema dela , “não pode elogiar muito, senão estraga” .
Muita garra , força e determinação, sua busca para que eu sempre fizesse o meu melhor, nunca estava bom, sempre poderia melhorar, sua insistência me moldou, graças a ela, posso me lapidar dia a dia, dona de uma rigidez exagerada, quando na verdade na medida certa! Reconheço seu comportamento, era extremamente necessário, obrigada.

Guardo boas lembranças
(Usarei somente as iniciais)
Primeiras professoras (Tia Ju e Tia Lu).
Como dizia Tia Ju, “dona de perguntas desconcertantes”.

Tenho uma certa admiração por educadores, o que seríamos sem eles?!?
No ginásio, tive o prazer de conhecer as professoras: AM Maia (História) metodologia incrível era possível visualizar as cenas do passado e ThSilva (Língua Portuguesa), carinhosamente conhecida por Thsinha , sem palavras, grande amiga, mãezona.

Segundo grau, nooossa, tudo novo, adolescência, fase cri cri, rsrs
O time aumentou, falecido professor AL (Língua Portuguesa) e seu trocadilho marcante “Uns tem Fé demais, outros Fé de menos”
MS (História) bela calegrafia, sua aula era um longo bate papo.
MM (Matemática), sério toda vida, controlava o riso pra não criar intimidade com os alunos, ele era bravo.
TBC (Física), não lembro nada, rsrs, mas ele tinha um domínio aplausivo da disciplina.
RD (Eletricidade), que pessoa!, professor de curso de Kumon, raciocínio lógico que nunca compreendi, tentei, ele estimulava isso, suas explicações eram tão claras, estava sempre disposto a ajudar.
ZM (Eletrônica e afins), sem comentários, grande admiração, ele não era carrasco, era na dele , sempre fazia as mesmas perguntas:
-“Estou aqui porque?? -Vocês fazem curso de corte e costura?!?”
Acho que ele sentia prazer na resposta em coro: Nãooooo.

  • Vocês estão aqui pq?!?
    Em coro novamente: -Eletrônica!!!
    JA (Desenho de circuito), torcedor do América, rsrs , muito brincalhão, sempre dizia:
    -“Vou cumprimentar os seres superiores da turma, meninas, agora falarei com os seres inferiores, meninos.” Seu comentário, era sempre motivo de riso.

Não posso esquecer da coordenadora ANL (mãe loira), me “chamava na chincha” dia sim, outro também , por fim ela cansou da minha presença (duvidoooo), havia outras demandas, não podendo me dar atenção, me encaminhou para o Serviço de Orientação Educacional (SOE), nunca vi um lugar tão agradável, fazia teste vocacional, refletia, filosofava com a pedagoga LS, virei freguesa, rsrs
Época boa…

Mais à frente, tive o prazer de conhecer MC (Filosofia) ele falava tanto, a disciplina exigia e eu ficava muito perdida, me mandou pra P3 por 0,5, quando questionei, um trabalhinho, meio pontinho, duramente me respondeu: “-Sei que és capaz, vc anota tudo, leia seu resumo que vc se sairá bem!!”
Senti uma raiva sem igual, muito bolada, me preparei, fiz a prova, qdo saiu o resultado, ele me olhou e disse: “- Sempre soube que vc conseguiria!”

Ah professora ZD, (Psicologia da Educação), dona de um gestual incrível, excelente referência afrodescendente, seus vestidos afros e seus turbantes magníficos, contava muitos “causos” que justificavam as travessuras das crianças e sua incrível terapia do abraço!!!
Suas aulas eram descontraídas e relaxantes.

Vamos aproveitar esse momento e o espaço, convido nossas amigas leitoras a deixarem seu recado para aquele educador(a) que marcou sua vida.
Carinhosamente, ॐ∞

About the author

Lorena Pelais, mulher afrodescendente
Filha da Dona Eneida Bernardes
(guerreira sinistra / Sargentão, rsrs)
Nasci em 02/12 de um ano qualquer, pra que se prender a detalhes, rs
Mãe de duas princesas fantásticas (sou suspeita, mãe sempre é, elas são super amigas, incentivadoras, maior riqueza que possuo)
Casada há 10 anos.

Atualmente e há alguns anos, mãe em tempo integral, busco me especializar, graduar, (verdadeiro intensivão), reinvento técnicas de como cuidar, educar e preparar as crias para viverem suas vidas de maneira digna , correta e promissora, tudo com simplicidade e alegria, uma dose generosa de "Não", poucos "Sim", aprimorando os conceitos de respeito a si mesmo, ao próximo, sempre ressaltando que nossa existência está atribuída a Deus ( O Criador).

Lorena Pelais

Lorena Pelais, mulher afrodescendente Filha da Dona Eneida Bernardes (guerreira sinistra / Sargentão, rsrs) Nasci em 02/12 de um ano qualquer, pra que se prender a detalhes, rs Mãe de duas princesas fantásticas (sou suspeita, mãe sempre é, elas são super amigas, incentivadoras, maior riqueza que possuo) Casada há 10 anos. Atualmente e há alguns anos, mãe em tempo integral, busco me especializar, graduar, (verdadeiro intensivão), reinvento técnicas de como cuidar, educar e preparar as crias para viverem suas vidas de maneira digna , correta e promissora, tudo com simplicidade e alegria, uma dose generosa de "Não", poucos "Sim", aprimorando os conceitos de respeito a si mesmo, ao próximo, sempre ressaltando que nossa existência está atribuída a Deus ( O Criador).

Faço seu comentário

%d blogueiros gostam disto: