Mulheres Revolucionárias: Kathrine Switzer

Kathrine Virginia Switzer, ou apenas Kathy, entrou para a história sendo a primeira mulher a participar da Maratona de Boston, em 1967, uma época na qual acreditavam que as mulheres não eram capazes de correr maratonas, mas Kathrine provou que todos estavam errados.

Durante várias décadas, apenas homens podiam participar de atividades e eventos como uma maratona. Para poder participar da corrida, quando foi preencher o formulário de inscrição, colocou apenas as iniciais de seu nome (K. V. Switzer) e por ser um nome neutro, todos acharam que era um homem. O clima de frio e chuva foi um aliado pois todos estavam de agasalho e capuz, fazendo com que ela se camuflasse e ninguém a notasse.

Mas isso não durou muito tempo pois um carro com a imprensa e alguns organizadores do evento passou ao seu lado e logo perceberam que aquela pessoa não era um homem. No mesmo instante começaram a gritar e perseguir a mulher, que não se intimidou.

Imagem do Google

Para ajudar, o namorado de Kathy foi na direção do organizador que gritava ameaças e o derrubou no chão.

Mesmo com todos os obstáculos, ela sabia que precisava continuar e terminar a corrida, pois só assim as mulheres seriam vistas como capazes.

Porém mesmo finalizando a prova, as mulheres só seriam aceitas na prova cinco anos depois.

Últimos posts por Paula Santinati (exibir todos)

1 pensou em “Mulheres Revolucionárias: Kathrine Switzer

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.