Inflação das famílias de baixa renda sobe para 1,39%

Puxado pelos gastos com habitação, o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 registrou alta de 1,39% em dezembro, frente a 0,95% em novembro. Com isso, o indicador acumulou alta de 6,30% em 2020. Inflação das famílias de baixa foi mais sentida.

Os dados, que medem a variação de preços de produtos e serviços para famílias com renda entre 1 e 2,5 salários mínimos, foram divulgados nesta quinta-feira (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado ficou acima do verificado em 2019, quando a inflação medida pelo índice para essa faixa da população foi 4,60%.

Além do custo com habitação, os gastos com vestuário, saúde e cuidados pessoais, e despesas diversas também pressionaram o índice em dezembro. Itens como tarifa de energia elétrica e calçados influenciaram a alta de preços no mês pesquisado.

Já os itens como educação, leitura e recreação, alimentação, transportes e comunicação apresentaram recuo em suas taxas de variação. Passagens aéreas, hortaliças e legumes, e mensalidade da internet foram os responsáveis pela redução.

“Inflação das famílias de baixa renda sobe para 1,39%” é com informações de Agência Brasil

Gostou de “Inflação das famílias de baixa renda sobe para 1,39%“?

Então, assine nossa Newsletter. Não deixe de comentar logo abaixo também.

Leia mais sobre Economia.

Inflação das famílias de baixa

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.