Os livros de Star Wars – O filme que mudou o cinema

Poucos filmes mudaram a história do cinema e influenciaram a cultura ocidental como Star Wars. Um arsenal infinito de livros, histórias em quadrinhos, jogos eletrônicos, brinquedos, miniaturas, séries e demais produtos foi lançado no mercado, com a marca Star Wars.

Tratando-se de uma coluna cultural sobre livros, vamos falar logo de cinco: os livros de Daniel Wallace para Star Wars: O Caminho Jedi, o Livro dos Sith, o Manual do Império, O Arquivo Rebelde e O Código do Caçador de Recompensas.

Daniel Wallace fez com estes cinco livros algo que raramente se vê: o que você tem em mãos é o livro “real”, ou seja, não é um livro, mas o “verdadeiro” manual que foi encontrado em algum lugar, com anotações de pessoas ligadas ao tema.

O livro de O Caminho Jedi está “comido” nas bordas, como se tivesse sido manuseado por diversas pessoas ao longo dos anos. A apresentação é assinada por Luke Skywalker, de modo que você, leitor, o recebeu das mãos do mesmo, com anotações em grafias e cores diferentes, de Yoan, Thame Cerulian, Dookan, Qui-Gon Jinn, ObiWan Kenobi, Anakin Skywalker, Ahsoka Tano, Darth Sidious e finalmente o Luke. Somente na última página que vemos informações de edição. Assim, o leitor é mergulhado na fantasia-realidade desde a primeira página.

O Livro dos Sith é composto de vários pedaços de livros diferentes, encadernados por Darth Sidious, mas encontrado por Luke, que entregou ao leitor. Darth Sidious juntou os pedaços dos livros, e comenta cada um deles: um pedaço das anotações de Mar Sorzus Syn, um texto de Darth Malgus, um outro de Darth Bane, outro da Mãe Talzin e um de Darth Plagueis (mestre de Darth Sidious). Como o anterior, só há informação de editora e autor na última página. O leitor é mergulhado no mundo dos Sith.

O Manual do Império é um guia para o comandante, ensinando como funciona o Império e as forças armadas dele. É incrível que todo o tempo o livro (encontrado por Luke, e entregue a você, leitor) fala claramente que o Império é a salvação da galáxia, que os cidadãos são protegidos da escória rebelde, e que é um orgulho participar do Império como oficial. É prefaciada pelo próprio Imperador Palpatine. Obra belíssima.

Em O Arquivo Rebelde há uma coletânea meio desorganizada de informações da Aliança Rebelde, extremamente descentralizada, que teria sido finalizada alguns anos antes de Star Wars: Uma Nova Esperança. Da mesma forma, o livro tem a textura diferente dos demais, como se fosse um material mais resistente, por passar de mão em mão, recheado de informações de inteligência coletada pela Aliança contra o Império.

Na derradeira obra, O Código do Caçador de Recompensa, a Aliança entrega a você, leitor, uma encadernação do Código em sua última versão, a Imperial, mais um adendo (com papel diferente e tinta diferente) das Sentinelas da Morte, com anotações de Boba Fett, Jango Fett entre outros, falando detalhes extremamente práticos do ofício de Caçador de Recompensa. O livro chega a ser realista demais.

Enfim, temos no Brasil todas as obras publicadas, de excelente aparência e em bom papel, tinta impecável, que te faz mergulhar de cabeça no mundo imaginado por George Lucas. Infelizmente, O Caminho Jedi só é encontrado em sua versão usada, pois não localizei versão nova do mesmo. As demais obras são encontradas em livrarias novas em folha. Se é para mergulhar de cabeça no mundo de Star Wars, estes cinco livros são um oceano de fantasia.

Onde comprar? Na Amazon você encontra todos os títulos, acesse neste link.

Gostou “Os livros de Star Wars – O filme que mudou o cinema”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais resenhas e obras em nosso Caderno Cultural.

Os livros de Star Wars – O filme que mudou o cinema

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.