Banco Central inicia primeira fase do open banking

Começa a ser implementado hoje o chamado Open Banking, que é o compartilhamento de dados bancários para melhorar a oferta de serviços financeiros. O Banco Central inicia esta primeira fase.

A partir da troca de dados entre os bancos, os clientes terão acesso às informações levantadas pelas instituições financeiras; e poderão buscar outros bancos por serviços e crédito mais barato e de melhor qualidade. Essa é a ideia do Open Banking.

A implementação vai acontecer em quatro etapas. A segunda fase está prevista para 15 de julho; a terceira em 30 de agosto; e a quarta e última fase em 15 de dezembro.

Na etapa final, os bancos poderão trocar informações entre si para oferecer produtos personalizados a cada cliente.

Inicialmente, o programa estava previsto para começar no fim de novembro do ano passado, mas foi adiado a pedido das próprias instituições financeiras. Alegaram o aumento dos serviços tecnológicos por causa da pandemia de covid-19, como as transações eletrônicas, o pagamento do auxílio emergencial e a implementação do Pix.

Para o consultor do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do Banco Central, Mardilson Fernandes Queiroz, o Open banking vai mudar o funcionamento do sistema financeiro.

E a mudança tem várias vantagens: a oferta de produtos com juros mais adequados a cada cliente; o aumento da concorrência; e a inclusão de brasileiros no sistema bancário.

Com informações de Agência Brasil.

Gostou de “Banco Central inicia primeira fase do open banking”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Banco Central inicia primeira fase do open banking

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.