Transportes metropolitanos tem queda média de 10%

O Governo de São Paulo anunciou queda média de 10% no número de passageiros nos transportes metropolitanos – CPTM, Metrô e EMTU – em comparação com as últimas semanas. A redução ocorre após o início da fase emergencial do Plano São Paulo, quando houve orientações de escalonamento do horário de entrada e saída de trabalhadores da indústria, de serviços e do comércio.

mobilidade transporte público eleições


“Nós reforçamos essa medida do escalonamento. Ela é fundamental para que nós consigamos mais um elemento para reduzir o contato entre as pessoas e manter o distanciamento”, afirmou o Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, Paulo Menezes.

“O meu apelo é que todos os setores e todas as empresas contribuam com a sua parte para nós podermos reduzir a transmissão do vírus e sair da situação em que nós estamos”, completou Paulo Menezes. O anúncio ocorreu durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira (17).

Nesta terça-feira (16), a redução de passageiros chegou a 61% na média, entre as três empresas, em comparação com o período antes da pandemia do coronavírus, quando transportavam cerca de 10,5 milhões de passageiros por dia.

O Governo do Estado recomenda o escalonamento de horários de entrada e saída de trabalhadores em atividades essenciais para evitar a concentração de passageiros nos períodos de pico no transporte, que ocorre das 5h30 às 7h30 e das 17hs às 19h30. A orientação para trabalhadores da indústria é de entrada no trabalho entre 5h e 7h e saída entre 14h e 16h.

Para trabalhadores de serviço, a indicação é de entrada entre 7h e 9h e de saída entre 16h e 18h. Para funcionários do comércio, a recomendação é de entrada entre 9h e 11h e de saída entre 18h e 20h.

Associações dos setores de alimentação, automotivo, comércio e serviços, têxtil e químico, plástico e beleza estão contribuindo para o escalonamento proposto pelo Governo de São Paulo, impactando 3,7 milhões de trabalhadores.

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos está com a “Operação Monitorada” desde o início da quarentena. A operação é avaliada ininterruptamente, sobretudo em horários de pico e, quando constatada a necessidade, mais trens são dispostos nas linhas da CPTM e do Metrô para buscar a melhor distribuição de passageiros.

O sistema de trilhos foi projetado e construído para transportar um aglomerado de pessoas em grande escala.

Gostou de “Transportes metropolitanos tem queda média de 10%?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Publicado em Sem categoria por Paula Santinati. Marque Link Permanente.

Sobre Paula Santinati

Sou uma jornalista de 21 anos e quero te trazer informações que te façam refletir e ter novas perspectivas. Já existe muita injustiça no mundo, você não acha? Quando eu puder defender aqueles que acho que estão certos, farei. Com a minha coluna, pretendo mostrar e explicar acontecimentos e curiosidades sociais que definiram o mundo como ele é hoje.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.