Palmeiras revive sonho pelo Mundial, 21 anos depois

O Palmeiras está em Doha, capital do Catar, para lutar pelo título Mundial de Clubes. Palmeiras revive sonho do título.

Em 1999, o time comandado por Felipão quase chegou lá. A equipe que tinha Alex, o colombiano Asprilla, o paraguaio Arce e Júnior Baiano não superou o Manchester United. O gol dos ingleses nasceu de uma falha de um dos maiores ídolos do clube, São Marcos, assim chamado pelos palmeirenses. A camisa 21 do goleiro foi imortalizada e ninguém mais a usa.

Coincidentemente, 21 ano depois, no ano 21 do século XXI, o Palmeiras está novamente na briga por um Mundial. O primeiro passo para levantar este título é vencer o Tigres do México ou o Ulsan da coreia do sul. Eles jogam nesta quinta-feira (4), e um dos dois vai enfrentar o time brasileiro, que estreia domingo (7) na competição.

Na outra chave, se a lógica prevalecer, o que nem sempre acontece no futebol, o Bayern de Munique deve chegar à final. Os alemães já venceram três vezes este torneio. A primeira delas em 1976, derrotando o Cruzeiro.

Os bávaros repetiram o feito em 2001 e 2013. O mundial para o Bayern não é uma obsessão, mas tampouco uma taça a ser desprezada. A equipe de Muller, do arqueiro Neuer e do melhor jogador do mundo, Lewandowsk, venceu tudo o que disputou até agora. Ganhar no Catar representa o status de melhor do mundo e a coroação de uma temporada perfeita.

Nos últimos anos, o abismo entre times europeus e sul-americanos aumentou demais. Nas últimas 16 edições dos mundiais, as equipes do Velho Continente ganharam em 12 ocasiões.

No futebol nada é impossível e todo mundo sabe, que o verde é a cor da esperança.

Com Agência Brasil.

Gostou de “Palmeiras revive sonho pelo Mundial, 21 anos depois“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Palmeiras revive sonho

Petrobras bate recorde de produção em 2020

A Petrobras bate recorde de produção em 2020. Foram alcançadas as marcas de 2,28 milhões de barris diários de petróleo e gás natural. Também a extração de óleo superou todos os resultados anteriores, ao atingir 2,84 milhões de barris por dia. O resultado é o maior obtido em cinco anos.

Mesmo em um cenário internacional adverso, provocado pela pandemia de Covid-19, a empresa encerrou o ano com recorde também de exportações. Em abril, por exemplo, no ápice da crise sanitária, foram exportados 1 milhão de barris por dia.

Para o bom desempenho, a companhia destaca a mudança no perfil da produção. Os campos do pré-sal fecharam o ano respondendo por 66% da produção. Em 2015, essa participação era de 24%.

De acordo com a prévia operacional, divulgada pela companhia nesta quarta-feira (3), no quarto trimestre de 2020, foram assinadas as vendas de 27 campos de terra e águas rasas, localizados nas Bacias do Recôncavo e de Sergipe-Alagoas.

Um número menor de intervenções em relação ao previsto para combate à corrosão nos dutos submarinos de injeção de gás, por meio do desenvolvimento de novas ferramentas e tecnologias de inspeção, também ajudou no melhor desempenho da Petrobras.

Seguindo a tendência de alta em 2020, a produção de derivados cresceu aproximadamente 3%. O diesel S-10, com baixo teor de enxofre, tem alcançado recordes desde julho. Implementadas pela companhia para ampliar a oferta desse produto em substituição ao S-500, com objetivo de lançar produtos mais limpos para a preservação do meio ambiente, a produção total do S-10 atingiu patamar de 121 milhões de barris.

No quarto trimestre de 2020, a geração de energia aumentou aproximadamente 315% em relação ao trimestre anterior. Esse aumento, segundo a Petrobras, foi reflexo da escassez de chuvas, o que gerou aumento na demanda por gás natural, em substituição à geração de energia hidrelétrica.

Com informações de Agência Brasil.

Gostou de “Petrobras bate recorde de produção em 2020“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Petrobras bate recorde de produção em 2020

Divulgados os resultados da pré-seleção do Fies 2021

O resultado da pré-seleção do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021 está disponível no site do programa.

Os candidatos para as cerca de 93 mil bolsas oferecidas pelo Ministério da Educação (MEC) já podem consultar o resultado no site do programa ou na instituição para a qual se inscreveu.

De acordo com o MEC, serão disponibilizados R$ 500 milhões para as bolsas de financiamento estudantil. Os candidatos pré-selecionados deverão complementar sua inscrição entre os dias 3 e 5 de fevereiro de 2021. Além disso, os candidatos não selecionados integrarão uma lista de espera, podendo ser convocados a qualquer momento, entre os dias 3 de fevereiro e 18 de março.

Com informações de Brasil 61.

Gostou de “Divulgados os resultados da pré-seleção do Fies 2021“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Divulgados os resultados da pré-seleção do Fies 2021

Brasil registra em 2020 abertura de 3,3 milhões de empresas

Em 2020, 3,3 milhões de empresas foram abertas no Brasil. A informação está no Mapa de Empresas divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Economia. 

O estudo mostra que o Micro Empreendedor Individual tem grande participação na abertura das empresas no país. Dessas 3 milhões e 300 mil empresas abertas no ano passado, cerca de 2,6 milhões foram de MEIs. Elas representam atualmente 56,7% das empresas do país, totalizando mais de 11 milhões de micro empreendedores.

E um dos setores que mais cresceu no ano passado foi o de fornecimento de alimentos preparados para o consumo em casa. Esse setor registrou crescimento na abertura de MEis de mais de 47% em relação a 2019.

Um desses empreendedores que abriu o negócio no ramo de alimentação foi o analista de TI Guilherme Casteli. De família italiana, ele abriu o registro de micro empreendedor individual no ano passado e começou a vender tortinhas caseiras. 

Para o secretário adjunto de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Gleisson Rubin, o crescimento do setor da alimentação a domicílio revela uma tendência geral de substituição de negócios e lojas físicas para o e-comerce.

O mapa de empresas do ministério da economia também revelou que diminuiu o tempo para se abrir uma empresa. Em 2020 gastou-se em média 2 dias e 13 horas para se abrir um negócio, em 2019 o tempo era de 4 dias e 1 hora.

O estado que tem o menor tempo de abertura de empresas é Goiás com 1 dia e 2 horas. Já o estado mais lento é a Bahia, em que o tempo pode chegar a 6 dias e 20 horas para abrir um negócio. Mas vale registrar que esse tempo diminuiu em 22 horas no estado em comparação ao ano de 2019.

Para o secretário Gleisson Rubin essa diminuição de tempo pode ser atribuída às medidas de desburocratização adotadas por todas as esferas de governo e a lei da liberdade econômica sancionada em 2019.

Em parceria com Agência Brasil.

Gostou de “Brasil registra abertura de 3,3 milhões de empresas em 2020“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Brasil registra em 2020 abertura

Estudante já pode conferir aprovação na primeira fase da Fuvest

Fuvest divulga a lista dos aprovados para a segunda fase do vestibular 2021. Estudante já pode conferir.

São 33 mil 315 candidatos aptos para participar da próxima etapa, no dias 21 e 22 de fevereiro.

Desse total, 21 mil 262 foram convocados pela modalidade de ampla concorrência.

Outros oito mil 997 são estudantes que, independentemente da renda, cursaram o ensino médio em escola pública.

A lista ainda inclui três mil e 56 candidatos que se autodeclararam pretos, pardos ou indígenas, além de terem cursado o ensino médio na rede publica.

A Fuvest oferece neste vestibular oito mil 242 vagas em cursos de graduação da Universidade de São Paulo, a USP.

Para outras duas mil 905 vagas, os estudantes são selecionados por meio do Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, que utiliza a nova do Enem.

Na próxima fase da Fuvest, o primeiro dia será de provas de língua portuguesa e literatura, além da redação.

No segundo dia, os candidatos responderão questões de duas a quatro disciplinas, de acordo com o curso escolhido.

A primeira chamada dos aprovados no vestibular da Fuvest será em 19 de março. 

Em parceria com Rádio2.

Gostou de “Estudante já pode conferir aprovação na primeira fase da Fuvest”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Estudante já pode conferir aprovação na primeira fase da Fuvest

Venda de máquinas e equipamentos sobe 5,1%, em 2020

Venda de máquinas e equipamentos sobe 5,1%, em 2020, e atinge R$ 144,5 bilhões. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Só em dezembro do ano passado, as vendas tiveram alta de 36,7%, na comparação com o mesmo mês de 2019, alcançando R$ 13,4 bilhões em faturamento.

Os segmentos que mais contribuíram com o resultado são máquinas para bens de consumo, em especial, máquinas para madeiras, alimentos e refrigeração. A Abimaq estima aumentar as vendas em 7%, em 2021.

No entanto, a exportação do setor diminuiu 23,7% em 2020, se comparado a 2019, somando R$ 7,3 bilhões em equipamentos.

A geração de empregos no setor de máquinas aumentou em 2020, em relação ao ano anterior. Em dezembro, foram registrados 326,5 mil postos de trabalho – cerca de 24 mil a mais que o observado em 2019.

Em parceria com Brasil 61

Gostou de “Venda de máquinas e equipamentos sobe 5,1%, em 2020”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Venda de máquinas e equipamentos sobe 5,1%, em 2020

País registrou 2,6 milhões de novos MEIs em 2020

Brasil tem cerca de onze milhões e 300 mil empreendedores individuais, os MEIs. Apenas em 2020, o país registrou 2,6 milhões novos MEIs.

O programa foi criado para permitir que pequenos empresários saiam da informalidade e abrange mais de 460 atividades.

O profissional recebe o CNPJ MEI e pode cadastrar uma atividade principal e até 15 secundárias.

Em 2020, o País registrou dois milhões e 600 mil novos microempreendedores individuais, a maior adesão dos últimos cinco anos.

O número foi levantado pelo Serviço de Apoio à Pequena e Média Empresa, o Sebrae, com base nos dados da Receita Federal.

Em entrevista ao G1, o analista de Gestão Estratégica do Sebrae, Thomaz Carrijo, diz que em tempos de recessão é comum que os brasileiros recorram ao empreendedorismo como alternativa de ocupação e renda.

De acordo com o especialista, a tendência foi verificada entre 2014 e 2016, período em que o Brasil passou por uma crise econômica.

Uma das exigências para se tornar MEI é ter faturamento de no máximo 81 mil reais por ano.

O empreendedor paga todos os impostos pelo Documento de Arrecadação do Simples Nacional, o DAS, e o valor pode variar entre 55 reais e 61 reais por mês.

Em parceria com Rádio2.

Gostou de “País registrou 2,6 milhões de novos MEIs em 2020”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

País registrou 2

Financiamentos imobiliários crescem 58% em 2020, novo recorde

Financiamentos imobiliários com recursos da poupança crescem e batem recorde em 2020.

O aumento foi de 58 por cento sobre 2019, com a concessão de 124 bilhões de reais.

Os dados são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, a Abecip.

A entidade informa que o volume supera o patamar de 2014, quando os financiamentos chegaram perto de 114 bilhões de reais.

No ano passado, foram financiadas 426 mil 771 unidades.

O crescimento é de 43 por cento na comparação com as 297 mil 961 unidades financiadas em 2019.

Somente em dezembro de 2020 foram quase 56 mil unidades, 20 por cento a mais que em novembro.

Em relação ao mesmo mês do ano anterior, o aumento foi de 76 e meio por cento.

Para 2021, a expectativa é que o crédito imobiliário tenha crescimento de 21 por cento.

Em parceria com Rádio2.

Gostou de “Financiamentos imobiliários crescem 58% em 2020, novo recorde”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Financiamentos imobiliários crescem 58% em 2020, novo recorde
Save money for home cost

Inscrições para o Prouni estão abertas até sexta (15)

Estão abertas até sexta-feira (15) as inscrições para o Prouni (Programa Universidade para Todos). De acordo com o Ministério da Educação (MEC), há mais de 162 mil bolsas para instituições de ensino superior. A pasta vai divulgar o resultado da primeira chamada da seleção no dia 19 de janeiro. 

Além da primeira chamada, o Prouni dá mais duas chances para os candidatos que concorrem às bolsas de estudo: a segunda chamada, cujo resultado sai em 1º de fevereiro, e a lista de espera, a qual o aluno já inscrito no programa manifesta interesse em participar. 

O Prouni é uma oportunidade de acesso ao ensino superior para quem não tem diploma de graduação. O programa oferta bolsas integrais, que cobrem o custo da mensalidade do curso, e parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade, em instituições privadas de ensino. 

O candidato que deseja se inscrever deve acessar a página prouniportal.mec.gov.br/ e inserir a senha e o login dos portais de serviços do governo federal.

“Inscrições para o Prouni estão abertas até sexta (15)” é com informações de Brasil 61

Gostou da matéria “Inscrições para o Prouni estão abertas até sexta (15)”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que forem publicadas, ou como desejar. Portanto, para periodicidade, confira informações no email recebido. Então, aproveite e leia mais sobre o ENEM.

Inscrições para o Prouni estão abertas até sexta (15)

Exportações do agro ultrapassam os US$ 100 bi em 2020

É a segunda vez na história que as exportações do agro ultrapassam esse valor em vendas.

Pela segunda vez na história, as exportações brasileiras do agronegócio ultrapassaram os US$ 100 bilhões. O resultado foi registrado no ano passado, quando o valor foi inferior, apenas, ao de 2018, ano em que o agro exportou US$ 101,17 bilhões. 

Na comparação com 2019, as vendas para o exterior cresceram 4,1% no setor em 2020. De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o agronegócio respondeu por quase metade de todas as exportações brasileiras no ano passado, alcançando 48% de participação. 

O complexo soja (grão, óleo e farelo) foi o principal responsável pelo resultado. Ao todo, o País arrecadou mais de US$ 35 bilhões com a exportação do produto.  Em segundo lugar, vêm as carnes, que renderam de US$ 17 bilhões. Já as importações registraram queda de 5,2%, com US$ 13,05 bilhões. 

“Exportações do agro ultrapassam os US$ 100 bi em 2020” em parceria com Brasil 61

Gostou da matéria “Exportações do agro ultrapassam os US$ 100 bi em 2020”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que publicadas, ou como desejar. Portanto, para periodicidade, confira informações no email recebido. Então, aproveite e leia mais sobre Economia Brasileira.

Exportações do agro ultrapassam
Plantação de Café

Setor de Serviços avançou 2,6% em novembro

O setor de serviços avançou 2,6% na passagem de outubro para novembro, mas apesar de apresentar alta no sexto mês seguido, a atividade ainda se mantém abaixo do nível de antes da pandemia.

Na comparação com novembro de 2019, o total do volume de serviços caiu 4,8%, marcando a nona taxa negativa seguida neste índice. Os dados da Pesquisa Mensal de Serviços divulgados nesta quarta-feira pelo IBGE.

No acumulado no ano, a queda do indicador é de 8,3% frente ao mesmo período de 2019. Já em 12 meses, o recuo foi de 7,4%, o resultado negativo mais intenso desde o início da série, em dezembro de 2012.

No entanto, na passagem de outubro para novembro, todas as cinco atividades investigadas na pesquisa tiveram crescimento com destaque para os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que registrou alta de 2,4%, e serviços prestados às famílias, que avançou 8,2%.

O gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, explica que a recuperação é positiva, mas ainda condicionada à pandemia.

Apenas serviços de informação e comunicação e de outros serviços já superaram o nível de fevereiro, segundo o IBGE, impulsionados pelos bons desempenhos dos segmentos de tecnologia da informação e dos serviços financeiros auxiliares.

“Setor de Serviços avançou 2,6% em novembro” é com informações de Agência Brasil

Gostou da matéria “Setor de Serviços avançou 2,6% em novembro”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que forem publicadas, ou como desejar. Para periodicidade, confira informações no email recebido. Leia mais sobre Economia.

Setor de Serviços avançou
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Retrospectiva 2020 – Revisitando notícias e informações

Nesta retrospectiva 2020, veremos assuntos e pautas importantes noticiadas. Um dos quadros em destaque, que abordou as principais temáticas, foi o Entrevistado da Semana. Com notoriedade para as mais diversas áreas, como saúde, educação, economia, política e infraestrutura, os bate-papos contaram com participação exclusiva de diversas figuras do setor público e da iniciativa privada.

Entre eles esteve o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroudi, que falou sobre o auxílio financeiro da União aos estados, Distrito Federal e municípios, tratado no mês de junho. Ele afirma que o dinheiro ajudou, mas que não foi suficiente para recuperar as perdas que estados e municípios sofreram com a pandemia. Aroldi também criticou o fato de o governo federal ter reduzido o valor que seria repassado inicialmente, antes de o projeto ser analisado pelo Senado Federal.

“Primeiro, o valor é importante e nós agradecemos ao governo e ao Congresso Nacional, mas ele não será suficiente. R$ 74 bi será a queda e nós estamos recompondo R$ 23 bi, apenas 30% desse valor. Em segundo lugar, o projeto 149 estava propondo a recomposição do ICMS e do ISS até o final do ano. Aprovou na Câmara, mas quando chegou no Senado mudou a proposta. O governo interferiu dizendo que não teria esse valor para estados e municípios e que precisaria mudar a proposta”, considerou.

Retrospectiva 2020 em entrevistas

O presidente do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos também esteve entre os convidados. Durante a entrevista concedida ao portal Brasil61.com, ele comentou sobre um dos temas mais discutidos ao longo do ano: saneamento básico. Édison destacou a importância da aprovação de um marco legal para o setor, o qual pudesse viabilizar a universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto e distribuição de água.

“Metade da população brasileira não tem saneamento, não tem coleta de esgoto. Temos 35 milhões de brasileiros que não têm água tratada em plena pandemia do novo coronavírus. Ou seja, pessoas que não podem cumprir a recomendação dos órgãos de saúde de higienizar as mãos porque não têm água tratada. É um quadro sanitário complicado, o Brasil é um País muito heterogêneo. Temos regiões que avançaram mais, regiões que não avançaram quase nada”, pontuou.

No final das contas, o Congresso Nacional aprovou e o governo federal sancionou a medida. O marco estabelece a data de 31 de dezembro de 2033 para a universalização dos serviços de saneamento. O novo marco legal determina a realização de licitação, com participação de empresas públicas e privadas, e acaba com o direito de preferência das companhias estaduais.

Retrospectiva 2020:Política

Outro participante do Entrevistado da Semana foi o cientista político Newton Marques. Durante o quadro, ele comentou sobre o impacto das eleições municipais deste ano dentro de um contexto da pandemia. Ao portal Brasil61.com, o especialista analisou os cenários e destacou o salto do grupo de partidos políticos conhecido como “Centrão” no pleito municipal de 2020.

“Podemos fazer algumas considerações: a de que os candidatos ao governo federal foram os maiores perdedores, assim como os outros partidos que já governaram o Brasil como o PT e o PSDB. Quem ganhou foi o chamado “Centrão”, pois os partidos que se mantiveram mais ao centro foram os que conseguiram sucesso na maior parte dos municípios”, avaliou.

A relevância das microempresas e empresas de pequeno porte também foi destaque no Entrevistado da Semana em 2020. Com a crise econômica provocada pela pandemia, pequenos empreendimentos conseguiram se reinventar e manter os negócios em andamento, o que ajudou a taxa de desemprego a não cair tanto. Nesse sentido, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, aproveitou o espaço dado pelo portal Brasil61.com para destacar o potencial desses empreendimentos.

Retrospectiva 2020: Crise para empresas

“A micro e pequena empresa, no Brasil e no mundo inteiro, é a teia que sustenta qualquer País. É a padaria, a loja de roupa, todos os segmentos da sociedade. O Brasil vem aperfeiçoando esse ambiente de melhoria de convivência com a micro e pequena empresa. Representamos hoje sete milhões de micro e pequenas empresas e 11 milhões de MEIs. Nesse setor, também se fatura, aproximadamente, 30% da riqueza do Brasil e emprega 55% dos brasileiros com carteira assinada”, salientou.

O atual ministro da Cidadania também passou pelos questionamentos da equipe de reportagem do portal Brasil61.com. Na ocasião, Onyx Lorenzoni comentou sobre a ideia do governo de criar o programa Renda Brasil. Segundo o líder da Pasta, a medida estimularia a procura por empregos, o que ajudaria o País na retomada econômica.

“O objetivo é termos um programa que estimula as pessoas a buscarem sua emancipação sem os riscos de hoje. Vamos tornar prática essa conversa: a pessoa está cadastrada no Bolsa Família e recebe, por exemplo, uma oferta de emprego. A grande maioria por temor de perder a sua condição no programa não aceita assinar a carteira. No Renda Brasil o cidadão vai poder trabalhar, e vai ter estímulos para isso, inclusive para as empresas, e entrar talvez com aquela ideia do ministro Paulo Guedes do Carteira Verde e Amarela, onde se reduzem os custos sobre o trabalho e se estimula a empregabilidade”, pontuou.

Apesar dos esforços do governo, o programa não saiu do papel. O plano inicial era que o Renda Brasil substituísse o Bolsa Família. A previsão era que o novo benefício oferecesse o pagamento de R$ 250,00 a R$ 300,00 mensais aos cidadãos de baixa renda.

A Pandemia

A pandemia do novo coronavírus trouxe muitas mudanças comportamentais, inclusive na maneira de trabalhar, quando muitas empresas passaram a adotar o sistema home office. Para isso, dependendo da atividade, é claro, é necessário o uso de internet. E, por isso, a ideia de melhorias de acesso a esse tipo de rede também foi abordado no Entrevistado da Semana, com o presidente da ABRINTEL, Luciano Stutz.

Durante o bate-papo, ele explicou como funciona a distribuição da cobertura de internet e criticou a legislação municipal em vigor que impede a expansão dos serviços, principalmente porque inviabiliza a instalação de novas torres de transmissão.  

“Não conseguimos superar esses desafios sem superar a questão das leis municipais. Brasília acabou de aprovar uma nova lei de antenas. Agora está claro quais são as regras para você colocar uma antena no Distrito Federal e cobrir uma região. Essa lei é importante porque dá clareza para qualquer investimento que seja feito. Você sabe o recuo que tem que ter, a forma que tem que ser feita, a garantia que tem e o prazo de licenciamento. Infelizmente essa não é uma realidade dos nossos grandes municípios”, destacou.
 

Retrospectiva 2020 é oferecimento da parceira Brasil 61

Jornal Grande ABC

Retrospectiva 2020

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 266 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Salário mínimo em 2021 será de R$ 1.100

Novo valor do salário mínimo em 2021 consta em MP publicada nesta quinta-feira (31)

O salário mínimo em 2021 será de R$ 1.100. A decisão consta em Medida Provisória (MP) publicada nesta quinta-feira (31) no Diário Oficial da União. O valor está acima dos R$ 1.088 previstos pela equipe econômica e autorizados pelo Congresso Nacional. 

O novo salário mínimo já passa a valer a partir de 1º de janeiro, mas como toda MP, é necessária a aprovação de deputados e senadores dentro de 60 dias.  Os R$ 1.100 representam um aumento de 5,26% em relação ao salário mínimo atual, que é de R$ 1.045. 

Em parceria com Brasil 61

Jornal Grande ABC

Salário mínimo em 2021

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 266 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Portanto, aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site em seus favoritos. Volte Sempre! Agradecemos a sua audiência.

Mega da Virada 2020 terá prêmio de R$300 milhões

Você pode apostar valores a partir de R$ 4,50. Confira as chances de acertar os números da mega da virada 2020.

Anote aí. 31 de dezembro, 20h, a Mega da virada 2020 premiará sortudo (ou sortudos) que acertar as seis dezenas. Ao menos, R$ 300 milhões. Afinal, a Caixa Econômica Federal afirma que o sorteio não acumula, alguém ganhará. Porém, caso de ninguém acertar todos os números, o prêmio será dividido entre os apostadores que acertarem cinco dezenas, e assim por diante, até aparecer um ganhador.

Ano passado, 4 pessoas dividiram prêmio superior a 304 milhões da Mega da Virada. Veja até quando fazer a aposta, as chances de ganhar na Mega da Virada e também como retirar o prêmio.

Até quando pode apostar na Mega da Virada?

As apostas da Mega da Virada serão aceitas até 17h da próxima quinta-feira (31) em casas lotéricas, pelo portal Loterias Online, pelo aplicativo Loterias Caixa para iOS. Além disso, os correntistas do banco também conseguem realizar as apostas através do Internet Banking Caixa.

Quais as chances de ganhar na Mega da Virada 2020?

Segundo a Caixa Econômica Federal, quanto mais números o apostador marcar, maior o valor da aposta, e também as chances de ganhar o prêmio da Mega da Virada. Todavia, a aposta mínima de seis dezenas custa R$ 4,50. A aposta mais cara por exemplo, de 15 dezenas, custa R$ R$ 22.522,50.

Se você optar por jogar uma dezena a mais (custo de R$ 31,50), a probabilidade de vencer na Mega da Virada aumentam. Então, sendo de uma em 7.151.980. Por fim, quem pagar mais de R$ 22,5 mil na aposta, com 15 dezenas, terá uma chance em 10.003 de acertar todos os números e se tornar milionário. 

Além disso, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário da Mega da Virada, com a aposta simples, é de uma em 50.063.860, conforme divulga a Caixa Econômica Federal.

Ganhei! Como recebo o meu prêmio?

A retirada do prêmio da Mega da Virada pode ser feita em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da Caixa Econômica Federal. Entretanto, no caso de prêmio líquido superior a R$ 1.332,78 (sem descontos, R$ 1.903,98), o dinheiro só pode ser retirado nas agências da Caixa.

Vale lembrar que os valores que foram iguais ou acima de R$ 10 mil são pagos após dois dias da apresentação do bilhete da aposta na agência da Caixa. O(s) ganhador(es) da Mega da Virada possuem até 90 dias, a partir da data do sorteio da Mega da Virada, para retirar a premiação.

Jornal Grande ABC

Mega da Virada 2020

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 266 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Mensagens de Feliz Natal 2020

Dia 25 de dezembro, data que marca o nascimento de Jesus Cristo. Durante a época natalina, as comemorações relembram importantes valores, por exemplo, a família, renovação, esperança, amor e compaixão. Para este momento, separamos seleção das melhores frases de natal. Então, compartilhe com palavras de carinho e felicidade! Compartilhe as Mensagens de Feliz Natal 2020!

Ainda mais neste momento tão delicado, em que famílias evitam de se encontrarem, ao menos todos os parentes. A pandemia nos afastou, fisicamente. Não permita que a distância do dia-a-dia esfrie vossos corações. Portanto, escolha suas mensagens, copiem, colem, compartilhem e espalhem alegria.

MENSAGENS DE FELIZ NATAL 2020 – AMOR 

Mande mensagem de feliz natal para a pessoa que você ama. Portanto, veja algumas mensagens românticas. Afinal, a data proporciona no coração daquele que você mais quer bem!

A época natalina nos convida a olhar em volta e agradecer as nossas bênçãos. Sendo assim, que a harmonia reine entre nós e possamos celebrar esta data com as pessoas que mais amamos.

Passar esta data ao seu lado é o melhor presente que eu poderia ganhar. Feliz Natal, meu amor! 

Eu me emociono toda vez que vejo o presente que Deus me deu quando me colocou no seu caminho. Feliz Natal, meu amor!  

Que este espírito natalino de amor, união e paz se prolongue por toda a nossa vida. Feliz Natal, meu amor! 

Em silêncio, olhos nos olhos e sob esta mágica do Natal eu quero te prometer amor eterno e verdade incondicional. Eu te amo, meu bem!  

Adoro o fim de ano, mas não tanto como adoro você. Feliz Natal, meu amor! 

FRASES DE FELIZ NATAL PARA AMIGOS 

Natal além de ser um tempo de família, é dos amigos também já que vocês fazem parte da minha família! Desejo que estejamos todos unidos nessa época mesmo que não seja em presença física, mas juntos no sentimento de amizade e amor. Feliz Natal, meus queridos amigos.  

O melhor presente de Natal é aquele que surge de dentro do coração e que se irradia através de um abraço pronunciando uma única frase que diz: Feliz Natal! 

Paz é a generosidade e ter graça é compreender o verdadeiro significado de Natal. Então, que esta data te ilumine, meu amigo! 

Nem preciso de presente de Natal, porque vocês, meus amigos, são o melhor que algum dia recebi. Boas Festas! 

Compartilho a vocês, meus amigos, que neste Natal me sinto muito grata e feliz por ser rodeada de pessoas que me fazem bem. Desejo prosperidade a pessoas com quem divido a minha vida e que seja assim sempre.

Celebrar o Natal é crer na força do amor. É isso que transforma as pessoas e deixa o mundo mais feliz. Um ótimo Natal!

Nem preciso de presente de Natal, porque vocês, meus amigos, são o melhor que algum dia recebi. Boas Festas!

Durante o ano compartilhamos de dias com muitos desafios. Agora é tempo de natal, tempo de renovarmos nossas forças e juntos superarmos tantos outros desafios que estão por vir! Portanto, tenha um natal maravilhoso!

Mensagens de Feliz Natal 2020

MENSAGENS DE FELIZ NATAL 2020

Ilumine o seu coração e o das demais pessoas que você conhece. Portanto, compartilhe com essas mensagens lindas de feliz natal!

Desejo que o seu Natal seja brilhante de alegria, iluminado de amor, cheio de harmonia e repleto de paz!

Que a paz e a harmonia festejadas no Natal estejam presentes em todos os dias do seu ano novo. Feliz Natal e Boas Festas!

O Natal não acontece somente uma vez por ano, no dia 25 de dezembro… É Natal a cada momento que abrimos o nosso coração e deixamos Jesus renascer dentro de nós.

Jesus chegou e procura um lugar em seu coração. Feliz Natal!

Quando viramos adultos, a nossa lista de presentes de Natal vai diminuindo. Porque percebemos que o que realmente desejamos, não pode ser comprado.

Melhor do que todos os presentes embaixo da árvore de Natal é a presença de uma família feliz.

Natal é tempo de comemorar a vida, espalhar o amor e semear a esperança. Sendo assim, tenha um Feliz Natal!

Melhor do que todos os presentes por baixo da árvore de natal é a presença de uma família feliz.

Mensagens de Feliz Natal 2020 para família

Curtir o Natal com a família e amigos é das melhores sensações que se pode ter. Todos ao redor da mesa, cânticos natalinos, comidas deliciosas, além disso, sobremesas com muito doce. Além disso, alegra o humor, também acrescentando alguns quilinhos a mais no nosso corpo. Enfim, nesse momento tão especial de reunião de pessoas importantes, não deixe de demonstrar o quanto elas importam em sua vida e quão grato você está agora.

Natal tem tudo a ver com amor. É a época do ano em que nossos corações estão mais receptivos e harmoniosos e nossas esperanças são renovadas.

Natal é tempo de comemorar a vida, espalhar o amor e semear a esperança. Tenha um Feliz Natal!

Que os bons momentos sejam eternos. Feliz Natal!

Que possamos aquecer os nossos corações com o clima de Natal e transmitir esse amor a todos que nos rodeiam.

Natal é o nascimento de Cristo. Ano Novo é o nascimento de uma nova esperança. Que o seu Natal seja brilhante de alegria e iluminado de amor.

Votos de um feliz Natal com muito amor, paz e alegria para você e sua família!

Que o Menino Jesus faça morada em seu coração, irradiando-o com sua luz e seu amor. Feliz Natal!

Feliz natal amor, que seja só mais uma das lindas datas que poderemos passar juntos em família. Melhor presente do que esse para a vida não há!

Obrigado por sua visita, volte sempre ao Jornal Grande ABC.

Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Dessa maneira, nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 266 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Portanto, aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Boas Festas 2020: Google Doodle celebra Natal e Ano Novo

O dezembro no seu Google Doodle tem uma imagem festiva. Sendo assim, focando as comemorações de fim de ano, Natal e Ano Novo, sim 2020, finalmente, está acabando. Boas Festas 2020! 2021 está aí!

O Google celebra desde o início de dezembro em seu tradicional Google Doodle. Portanto, este é uma imagem festiva focando as comemorações de fim de ano. Sim 2020, finalmente, está acabando.

Então, para dar um ar mais leve, agradável, para o início deste mês de dezembro de 2020, quando você clicar no Google Doodle, as buscas são relacionadas a frase Boas Festas 2020.

Boas festas 2020 – Saiba o que tem no Doodle

  • Imagens natalinas
  • Imagens de fim de ano
  • Mensagens de Boas Festas
  • Cartões de Natal
  • Cartões de Ano Novo
  • Mensagens Natalínas
  • Mensagens de Feliz Ano Novo
  • Vídeos no Youtube sobre boas festas.
Boas festas 2020
Doodle do Google. Acesse http://www.google.com e clique na imagem

Você não conhece o Google Doodle? São versões diferentes do logotipo do Google para homenagear um personagem histórico ou datas comemorativas. Assim, neste caso falando sobre as Boas festas de 2020.

Portanto, o que podemos esperar para este mês de dezembro? Bom, apenas o futuro dirá. Contudo, esperamos com certeza que seja um mês mais leve, mais afetivo, com mais amor, mais bondade, mais união.

Sabemos que será um dezembro atípico por conta da quarentena do COVID-19, mas que nunca venhamos a perder nossa fé, nossa esperança, nosso amor ao próximo.

Que assim como o Google Doodle, possamos ver coisas boas neste mês de dezembro e que 2021 comece incrivelmente melhor e totalmente diferente de 2020.

Por fim, mas não última, a tão esperada vacina contra o coronavírus chegue até a população o mais rápido possível para nossa vida voltar ao normal.

Boas festas 2020

O Jornal Grande ABC e nossos parceiros desejam a todos Boas Festas, Feliz Dezembro e que as celebrações renovem as esperanças para 2021.

Fique por dentro sobre tudo que envolve tecnologias e novidades, acesse Dica App do Dia.

Candidaturas de sacerdotes religiosos batem recorde em 2020

Maior parte dos candidatos que declararam profissão ligada à religião é homem, negro, tem Ensino Médio completo e disputa eleição no estado de São Paulo

Texto: Bruno Fonseca, Mariama Correia | Infográficos: Larissa Fernandes
Da Agência Pública

Pastores, padres, bispos e outras lideranças religiosas vão aparecer mais nas urnas este ano. Segundo apuração da Agência Pública, a partir de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as eleições 2020 registraram um recorde de candidatos que declararam como principal ocupação “sacerdotes, membros de ordem ou de seita religiosas”. São 885 ao todo, o maior número nessa categoria em eleições municipais desde 2008. 

Além dos candidatos que declararam que sua principal ocupação é ser membro de grupo religioso, mais de 8,7 mil candidatos utilizam nomes ligados a religião, como pastor, pastora, padre, missionário e apóstolo, dentre outros, segundo levantamento do G1. A maior parte desses candidatos, contudo, declararam outras ocupações, como dona de casa e empresário.

Bruno Fonseca e Larissa Fernandes/Agência Pública

A maior parte das candidaturas (101) é do Republicanos, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus —  cujo presidente é o deputado federal Marcos Pereira, bispo da Universal e vice-presidente da Câmara dos Deputados. A cada dez candidatos que declararam como profissão cargos religiosos em 2020, um é do partido. Republicanos é historicamente uma das legendas que mais concentra candidatos nessa categoria: foi o partido com mais candidatos com profissão ligada a igrejas e grupos religiosos em 2008 e 2012, quando utilizava a sigla de PRB. Nas últimas quatro eleições, reuniu mais de 300 candidatos que declaram ocupações ligadas a igrejas.

O segundo partido com mais candidatos neste grupo  — 79 postulantes — é o PSC (Partido Social Cristão),que tem como presidente nacional licenciado o Pastor Everaldo da Assembleia de Deus. Foi ele o responsável pelo batismo do presidente Jair Bolsonaro no Rio Jordão, em Israel. Bolsonaro foi filiado ao PSC entre 2016 e 2018, quando mudou para o PSL. Atualmente o pastor Everaldo está preso sob acusações de participação em esquemas de desvio de recursos públicos da saúde no Rio de Janeiro.

Entre os dez partidos que lançaram mais sacerdotes e profissionais do campo religioso para as disputas eleitorais este ano, todos possuem perfil mais conservador e estão alinhados à direita.

Bruno Fonseca e Larissa Fernandes/Agência Pública

O perfil mais comum de candidatos é homem, com Ensino Médio completo, autodeclarado negro e concorrendo em São Paulo. O estado é o que registrou a maior quantidade de líderes religiosos disputando cargos públicos, mas o Amapá é onde esse número é proporcionalmente maior. Em seguida estão Mato Grosso do Sul e o Pará.

O número de candidatas mulheres tem aumentado ano após ano — já são um quinto do total de candidaturas cuja profissão está ligada a igrejas, mas ainda abaixo da média de 30% definida por lei por partido.

Bruno Fonseca e Larissa Fernandes/Agência Pública

Apesar de numerosos, candidatos com profissão religiosa são eleitos abaixo da média total: cerca de 8% dos que concorreram se elegeram em 2016, contra quase 14% de todos os candidatos no ano. A maior parte dos candidatos religiosos, contudo, encontra uma forma de entrar na política via suplência. A cada candidato com profissão ligada à religiões que foi eleito, oito se tornaram suplentes. “A suplência é uma forma de estabelecer pactos”, analisa o  professor de Sociologia da UFSCar e pesquisador do Núcleo de Religião, Economia e Política, André Ricardo de Souza. “Quando você coloca suplentes vinculados a instituições religiosas, está buscando apoio dos eleitores dessa religião”, considera. 

Bruno Fonseca e Larissa Fernandes/Agência Pública

Entre os 885 candidatos que disseram ter o sacerdócio como ocupação profissional há pelo menos 387 pastores e pastoras e 28 padres, além de bispos, bispas e missionários. Esses títulos são geralmente associados a religiões cristãs, como a católica e a evangélica.

Candidato a vereador pelo Republicanos no município de Americana, em São Paulo, o pastor Miguel Pires, 48 anos, não pretende se afastar das atividades como pastor da Igreja Quadrangular de Jardim América 2, que tem 200 membros, durante a campanha. 

Em sua primeira disputa eleitoral, Pires resolveu entrar para a política depois de 20 anos atendendo dependentes químicos no Projeto Uma Nova História, casa de recuperação evangélica mantida por ele, onde abriga 20 pessoas. “Estou sempre batendo na porta da Câmara dos Vereadores. As ONGs, projetos sociais como o meu enfrentam dificuldades. Precisa ter alguém lá dentro da Câmara”, argumenta. O candidato diz que “a igreja precisa tomar seu assento na política”. “Senão vão aprovar muitas leis contra as famílias cristãs”, diz, dando como exemplo projetos relacionados a aborto e questões de gênero. 

Candidaturas confessionais 

Quando escolhe levar um título religioso para as urnas, o candidato procura legitimidade entre os membros de sua instituição religiosa, que são seus primeiros eleitores, analisa Brenda Carranza, cientista social, professora de Antropologia da Religião na Unicamp. “Se candidatar como padre, pastor, missionário – sobretudo em um partido conservador, neste momento de alta do conservadorismo dá prestígio.” Ela chama atenção para o aumento da confessionalidade na política brasileira como um fenômeno recente. 

“A participação de sacerdotes na política sempre aconteceu, mas era um ativismo via lobby, nos corredores do poder. Hoje, com a pluralização da participação religiosa, fundamentalmente pentecostal, na esfera pública, a disputa partidária nos pleitos eleitorais é mais acirrada, obrigando representantes a se identificar institucionalmente para marcar presença e visibilidade”, explica. 

O engajamento político-partidário de representantes de instituições religiosas cresce no Brasil desde a Constituinte, quando a Assembleia de Deus decidiu se engajar na política partidária, lembra o pesquisador do Núcleo de Religião, Economia e Política, André Ricardo de Souza,  “Posteriormente a Igreja Universal do Reino de Deus assumiu um posicionamento muito firme neste sentido. Isso explica o grande protagonismo do PSC e do Republicanos nessas candidaturas.” 

Embora legislação eleitoral não estabeleça restrição à candidatura de pessoas que ocupam cargos religiosos e a tese sobre punições para abuso de poder religioso não tenha prosperado, o advogado eleitoral Fernando Neisser esclarece que, se o postulante decidir manter atividades sacerdotais durante a campanha, não pode usar o espaço da instituição religiosa para ganhar eleitores. “Por exemplo, aproveitar o púlpito para pedir votos é irregular.”

Bolsonaro, política e religião 
O maior número de candidatos sacerdotes nestas eleições também está relacionado à eleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), avalia o professor de Sociologia da UFSCar e pesquisador do Núcleo de Religião, Economia e Política, André Ricardo de Souza. “A sua candidatura e atuação relacionada ao espectro cristão conservador (Bolsonaro é católico e sua esposa é evangélica) estimula candidatos neste segmento.”

Para ele, a maior projeção dos evangélicos em cargos no governo federal, como a ministra de Direitos Humanos, Mulher e Família, Damares Alves, também incentiva candidaturas, além do próprio interesse de instituições religiosas em terem representantes que possam defender suas pautas no Legislativo e no Executivo.

“Nós não endeusamos o presidente Bolsonaro, mas ele representa ideias, projetos, coisas que são caras para nós”, confessa o pastor presbiteriano Izaias Meireles, candidato a vereador em Curitiba pelo Avante. Ele resolveu ingressar na política partidária por sugestão dos membros de sua igreja, com 200 integrantes. Para os presbiterianos – uma denominação evangélica tradicional, que têm pelo menos dois pastores no Planalto, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça e o ministro da Educação, Milton Ribeiro – a mistura entre religião e política não é um tabu, diz o pastor candidato. 

“Vivemos em sociedade, usamos serviços públicos. Acreditamos que devemos participar dos processos políticos e servir a Deus com isso.” Meireles não usa o título de pastor na candidatura e se afastou das atividades pastorais para fazer a campanha.

Domínio cristão 
Pai Ivon de Oyá, do terreiro Ilê Cultural Axé Oyá Egun, em Olinda (PE), com 30 membros, é um dos poucos sacerdotes do candomblé na disputa eleitoral deste ano. Candidato a vereador pelo PCdoB em Olinda, ele faz um trabalho social com mulheres e crianças em situação de vulnerabilidade e diz que se sentiu obrigado a entrar na política. 

“Porque existe forte representação de outras religiões, mas as de matriz africana e indígena, o povo negro e indígena, não estão representados”, considera. O candidato pretende continuar realizando suas atividades no terreiro durante a campanha. 

O avanço político do segmento afro foi incentivado pelos movimentos sociais nos últimos anos, considera Christina Vital da Cunha, professora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFF e colaboradora do Instituto de Estudos Religiosos (ISER). “Esse movimento tem feito crescer o número de candidaturas de pais e mães de santo.”

Ela considera que candidaturas de sacerdotes religiosos, de modo geral, são uma estratégia de fortalecimento do capital político, de uma conexão com nichos.“Para os cargos proporcionais esta estratégia continua sendo valorizada. Vale observar que para os cargos majoritários as estratégias são outras. Justamente porque se espera que nesta posição o candidato seja capaz de se comunicar com múltiplos setores sociais”, analisa. 

A estratégia de nicho, diz Christina, é observada também em candidaturas de militares, professores, médicos. “São identidades que geram expectativas públicas, além de conectar emocional e ideologicamente os atores sociais neste contexto político.”

Metodologia da análise de dados

Todos os dados foram retirados do repositório de dados eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral das eleições municipais dos anos de 2008, 2012, 2016 e 2020. Para chegar aos dados de candidatos sacerdotes religiosos, filtramos os candidatos que informaram na categoria “Ds Ocupação” a ocupação de “sacerdotes, membros de ordem ou de seita religiosas”.