Festival de Publicidade do Alcina volta a ser presencial

O tradicional Festival de Publicidade dos alunos formandos do curso técnico da escola municipal Profª Alcina Dantas Feijão, de São Caetano do Sul, volta a ser presencial neste ano de 2021, ainda sem portas abertas, apenas com a participação dos alunos e professores da escola. Entretanto todo o evento terá transmissão simultânea pelas redes sociais da escola, tanto pela página do Técnico no Facebook, como no canal do Festival no YouTube.

O Festival é um tradicional evento acadêmico, que já está na sua 42ª edição, onde os alunos apresentam seus trabalhos de conclusão de cursos numa mostra competitiva de companhas publicitárias. Nessa edição estarão disputando os 6 troféus do Festival duas agências experimentais criadas pelos alunos: Sense, com formados do curso do meio do ano, e o Grupo Meraki, com alunas que se formam nesse fim de ano.

Vale salientar que a banca é composta por dez jurados sendo todos ex-alunos do curso e que estão atualmente trabalhando no mercado publicitário em grandes e renomadas agências.

O Festival de Publicidade será no dia 10 de dezembro, às 20 horas e poderá ser assistido nesses links:
https://www.facebook.com/TecnicoAlcinaDantasFeijao
https://www.youtube.com/publicidadealcina

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “Festival de Publicidade do Alcina volta a ser presencial“?

Festival de Publicidade do Alcina volta a ser presencial
Imagem: Festival de Publicidade do Alcina volta a ser presencial neste ano de 2021 – Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia e Jornal Grande Rio.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

13 anos do ABCclick

Confira sobre os 13 anos do ABCclick; Por Ailton Tenório, 1º Secretário e Sócio Fundador do Fotoclube ABCclick

Em novembro de 2008, 13 anos atrás, eu estava junto com fotógrafo Celso Vick no Parque da Independência, Ipiranga/SP, fazendo uma saída fotográfica conjunta com os alunos de nossos cursos de fotografia, para exercitar a arte fotográfica nos jardins do local, uma prática comum em nossos cursos e oficinas de fotografia. Também conosco muitos ex-alunos de cursos já realizados, que não queriam parar de se reunir com amigos das turmas anteriores.

Foi nesse espírito que sugerimos fundar um fotoclube aqui no ABC Paulista, para reunir todos os interessados. Eu já tinha participado do Fotoclube ASA 1000, nos anos 90, depois fiz parte do Foto Cine Clube Bandeirante junto com o Vick, mas como ficava a sede do Bandeirante na Rua Augusta, nem sempre eu conseguia acompanhar as suas atividades.

Dessa forma, reunir interessados aqui na região foi uma ideia que rapidamente agrupou muitos fotógrafos, amadores ou hobistas, que juntos, assinamos a ATA de fundação do Fotoclube ABCclick, em 8 de novembro de 2008.

Logo no ano seguinte fizemos diversas outras saídas fotográficas, que resultou em nossa primeira exposição coletiva , aberta em 28 de março de 2009 e que reuniu 38 fotografias da cidade de São Caetano do Sul, produzidas por 18 autores. Eram cenas do cotidiano da cidade, fragmentos de suas praças e monumentos, igrejas e parques, em cenas diurnas e noturnas.

Em nossa segunda exposição apresentamos uma mostra de 20 fotografias do centro histórico da capital de São Paulo. Intitulada “Caçadores de Balaustres”, a exposição foi apresentada no Bar e Restaurante Armazém, tradicional recanto de atividades culturais da cidade de São Caetano do Sul. Já a 3ª Exposição do Fotoclube aconteceu no mês de junho de 2009 no “O Pirata – Frutos do Mar e Costelaria”, restaurante tradicional da cidade, penetrando assim em espaços alternativos para mostrar as suas fotografias.

O Fotoclube ABCClick já reunindo na época dezenas de fotógrafos amadores e profissionais da região do Grande ABC, formalizou uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) da Prefeitura de São Caetano do Sul para registrar os Jogos Abertos do Interior. O resultado dessa parceria foi a exposição fotográfica 73º Jogos em 73 Clicks (4ª exposição coletiva), onde os sócios do ABCclick selecionaram as mais marcantes imagens dos esportistas, do público e das torcidas. Numa ação inédita, o Fotoclube disponibilizou mais de 8.000 imagens em alta resolução na internet de forma gratuita.

O ano de 2009 passou rápido com tantas ações e exposições, como também esses 13 anos de nossa existência. Nesse período já produzimos 11 Semanas de Fotografia, além da realização dos nove Salões Nacionais de Arte Fotográfica e uma Bienal. Fizemos inclusive uma exposição internacional, na Universidade de Salamanca – Espanha, em 2018, com 39 fotos selecionadas, por concurso, de diversos fotógrafos do Brasil.

Ampliamos as ações nas cidades vizinhas, como de Santo André, realizando, divulgado ou apoiando os três Concursos Fotográficos de Parques e Jardins e também realizamos uma Semana de Fotografia em São Bernardo do Campo, em 2018, com um concurso de fotografia da Pinacoteca da cidade. Neste ano de 2021 avançamos para a capital de São Paulo, com duas exposições/concurso em parceria com o Metrô de São Paulo.

Para 2022 já temos o projeto da 12ª Semana de Fotografia de São Caetano do Sul aprovado e estamos na gestação do nosso 10º Salão com novidades importantes, e temos uma Convocatória aberta para nosso novo projeto, o Paranapiacaba – Salamanca.

Hoje temos mais de 50 fotógrafos atuantes, uma boa parte longe de nosso ABC, mas a pandemia nos ensinou que podem estar muito pertos e atuantes, por meio digital. Parabéns ABCclick pelos seus 13 anos de existência e ação cultural no ABC e em diversas cidades do Brasil, por meio de seus associados atuantes.

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “13 anos do ABCclick“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Photo Nature International: ABCclick é o melhor Fotoclube brasileiro

Confira sobre o ABCclick e premiações na quinta edição do Photo Nature International

Vários podem ser os motivos para se entrar num Fotoclube: participar de saídas fotográficas, frequentar de cursos, aprender um pouco mais sobre fotografia tanto em conversas como em reuniões com os outros participantes. Um atrativo a mais pode ser participar de Salões Fotográficos organizados por outros fotoclubes, alguns em abrangência nacional, sob a tutela da CONFOTO – Confederação Brasileira de Fotografia, ou até mesmo internacionais, supervisionados pela FIAP – Federation Internationale De L’Art Photographique ou pela PSA – Photographic Society of America.

A participação em um Salão Fotográfico é uma forma de se obter reconhecimento da
qualidade fotográfica da uma fotografia, uma vez que quem faz essas escolhas ou julgamento, normalmente são pessoas com excelente conhecimento fotográfico de atuação nacional ou mesmo internacional. Esse reconhecimento fica agregado aos currículos dos fotógrafos que tem fotos premiadas, mesmo que tenha sido uma aceitação. Normalmente são muitos fotógrafos e belas fotos envolvidas na disputa, e uma simples aceitação, quando a foto entra num nível que garante sua exibição, tem grande valor para quem a consegue.

Um dos Salões Internacionais de Fotografia organizado no Brasil por um fotoclube com maior participação de fotógrafos do mundo todo é o Photo Nature International, gerido pela AJAC – Associação Jauense de Ambiente e Cultura de Jaú, com patronagem tripla da CONFOTO, da FIAP e da PSA, que em 2021 atingiu sua quinta edição. E nessa edição o Fotoclube ABCclick ficou em festa, tendo se posicionado em Primeiro Lugar entre os Fotoclubes brasileiros.

O Salão contou com a participação de 594 fotógrafos (178 brasileiros) de 63 países que enviaram 6690 fotos, sendo que 23 fotógrafos do ABCclick tiveram 46 fotos entre as premiadas e aceitas, o que possibilitou ter atingido a classificação final, informa o presidente do Fotoclube ABCclick, Marcos Sanchez.

A lista abaixo apresenta os autores das fotos premiadas no Salão e na galeria todas as fotos selecionadas (premiadas e aceitas).

Fotos Premiadas do ABClick:
IAAP Bronze Medal: ELIAS ROSAL (Brazil) – Garotos voadores de Humaitá
IAAP Ribbon: Magali Maschi (Brazil) – Fúria urbana
PSA Honorable Mention: Edmilson Sanches (Brazil) – sozinho na plataforma
IAAP Gold Medal: RICARDO Q T Rodrigues (Brazil) – Passing over
FIAP Blue Ribbon: RICARDO Q T Rodrigues (Brazil) – Jumper

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “Photo Nature International: ABCclick é o melhor Fotoclube brasileiro“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Passeio Catraia

Mari Leal é Fotógrafa membro do ABCclick e autora de “Passeio Catraia” e das fotos presentes neste artigo.

Desde 2012 faço parte do quadro de sócios do ABCclick e já tive a oportunidade em participar de vários passeios e concursos fotográficos, mas com a pandemia os passeios foram cancelados, mas nunca me senti tão ativa no fotoclube como agora, pois iniciamos em 2020, reuniões virtuais, que proporcionaram conhecimento, novas amizades e um bate-papo animado, que compensou esse distanciamento físico.

Com a vacinação e a flexibilidade no acesso aos locais, os passeios fotográficos aos poucos estão retornando, com todas as medidas de prevenção ao Covid-19 sendo respeitadas, por isso sai da cidade onde moro, Nova Odessa SP e fui encontrar mais uma vez meus amigos fotoclubistas do ABCclick, na cidade de Santos, para um agradável passeio de Catraia, que durou 04h.

O dia amanheceu muito agradável, com céu azul, pouco vento e o mar calmo, o grupo se reuniu com o barqueiro as 08h, passamos bem próximos aos navios cargueiros, que estavam ancorados, mas o que chamou a minha atenção foram os barcos antigos, que ficam em um local chamado de cemitério dos barcos, que fica próximo a um mangue, neste local muitas aves se alimentam e descansam, aproveitei para incluí-las em minhas capturas fotográficas.

O grupo terminou o passeio na Ilha Diana, que só tem acesso via barco, nesta ilha há uma colônia de pescadores e onde nosso grupo parou para almoçar, foi uma manhã divertida, que terminou com um almoço saboroso e rendeu fotos de ângulos bem interessantes, como vocês poderão acompanhar nas minhas fotos abaixo e dos sócios e amigos do Fotoclube ABCclick.

Mari Leal, Agosto de 2021.

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “Passeio Catraia“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

A FOTOGRAFIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL

Nilvane Machado é Fotógrafa, Assistente Social, Especialista em Psicologia Social Pichoniana, membro do ABCclick e autora de “A FOTOGRAFIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL” e das fotos presentes neste artigo.

Se pensarmos na fotografia como uma escrita pessoal, onde podemos através do nosso pensar, sentir e fazer, traduzir o que passamos naquele momento, podemos chegar à conclusão de que a ela pode mostrar caminhos de elaboração de processos que internamente estão depositado em nós.

“A arte, o ato de criar, a fotografia, bem como as várias formas de linguagem, que têm relação com o sintoma, são formas de se lidar com o vazio e com o sofrimento provocado pela dimensão trágica que, no âmbito da saúde mental, abarcam muitas vezes a existência. (FRANCISQUETTI, 2005)”. Entretanto, tomando a dialética e a citação de PICHON -RIVIÉRE, no processo criador “o sinistro, ao ser elaborado como vivência estética se transformou em maravilhoso”, temos outra dimensão, a do bem-estar, logo que no processo de criação saímos do sinistro para o maravilhoso.

Em 1931, Walter Benjamin no livro “Pequena História da Fotografia” apontava uma ressonância considerável entre o que faz uma fotografia e a interpretação psicanalítica. Para este autor, a fotografia é possuidora de uma potência analítica, sendo capaz de revelar algo oculto à visão.

Nesse sentido, algumas experiências com a fotografia são colocadas em pauta, para atuar no bem-estar psicossocial das pessoas e as experiências abaixo mostram algumas formas de utilizar das imagens e da fotografia para a busca da saúde mental:

  1. A fotografia para o auxílio no combate a depressão.
    No livro, Como Vencer a Depressão Através da Fotografia, Joelmir Carvalho Barbosa, fotógrafo de natureza, relata sobre a ausência do olhar no nosso cotidiano, não permitindo que vejamos além. Quando acordamos todo dia e abrimos nossa janela, deparamos com a mesma paisagem e não percebemos o que há de belo ali, o que aquele lugar pode nos oferecer.

    A fotografia é vista como a arte que ajuda tratar a depressão. Para o doutor em psicologia, André Piccoli, o contato com expressões artísticas melhoram o processo do tratamento.

    A fotografia nos permite treinar o olhar para ver o que deixamos escapar do cotidiano e permite o olhar sobre nós mesmos. A representação dos sentimentos na arte ajuda na compreensão de quem somos e essa compreensão além de, passa a ser um instrumento de terapia.
  2. A fotografia contemplativa – Mindful photo
    Na mindfullness (atenção plena) podemos encontrar o caminho para a saúde mental. Quando caminhamos estendendo o olhar não só para questões técnicas da fotografia e ampliamos para o que está dentro de nós, o intuito é trazer nossas sensações e sentimentos.

Com a fotografia contemplativa precisamos sair do automático e procurar perceber o que está a nossa volta. Essa modalidade com ensinamentos da meditação, embora não tenha cunho religioso, pode ser um resgate a simplicidade. Para Yuri Bittar, fotógrafo e historiador e professor de fotografia contemplativa, é importante observar o presente, fazer reflexões sobre si mesmo e o mais importante, discernir a forma de se ver o mundo e de viver, encontrando na caminhada fotográfica o “flash de percepção”.

O fotógrafo relata que tudo que fizemos antes de conhecer a fotografia contemplativa pode ser até parecido, mas não é de fato tão sensível.

Chögyam Trungpa Rinpoché foi quem deu a base para o que viria a ser a Fotografia Contemplativa. Lama tibetano, saiu do Tibet e passou por vários países, Índia, Inglaterra e, no Canadá onde desenvolveu técnicas de ensinamentos budistas através da cultura ocidental, especialmente por meio do teatro, do cinema e da fotografia.

Foram seus discípulos quem definiram os conceitos da Fotografia Contemplativa. O slogan da fotografia contemplativa “Arte na vida cotidiana e vida cotidiana na arte”, nos mostra muitas perspectivas. Na arte da fotografia temos a busca da inspiração e reflexão e na criação, a oportunidade da saúde mental.

  1. A fotografia como instrumento da Escrita Reparadora
    Quando se pensa na fotografia como aporte à saúde mental se faz necessário mostrar que a imagem desperta percepções e sensações cinestésicas que associamos também a nossa mente e que pode ancorar significados. É na semântica (semas- unidade mínima dos sentidos) que ela irá produzir significados e significantes na mente humana. Nesse sentido a fotografia conecta o que vemos com nossas experiências. Graciela Chatelain, Psicóloga Social pela Escola de Psicologia Social de Buenos Aires, Argentina, criadora do Método Terapêutico de Formação Teórico Vivencial Escrita Reparadora, utiliza a imagem como ferramenta para a exprimir vivências, perdas ou de situações significativas que bloquearam outras aprendizagens, atrelando aos fundamentos da Psicologia Social Pichoniana, por meio do processo de criação de Enrique Pichon-Rivière e da área de Letras com a finalidade de aproximar dos cenários, personagens e vínculos significativos nas nossas vidas.

    A fotografia pode fazer um papel de metáfora, comunicando aquilo que não se expressa literalmente, assim a significação pode emergir e é no momento grupal com o compartilhamento das leituras e reflexão em grupo operativo que ocorre o espaço de sustentação do psiquismo, promovendo a saúde mental.

    Isto é uma pincelada do que temos na arte da fotografia para cuidar da na saúde psicossocial. É um começo para pensar nela como algo maior, há muito mais…

A fotografia está no meu mundo interno e a vontade de melhorar me faz buscar possibilidades de me reconhecer nos registros que faço. Hoje, estando no ABCclick, além da promoção da fotografia através de exposições, concursos, eventos, etc., encontro também o compartilhamento, a troca e as parcerias que contribuem para minha prática, meu processo criativo, como o aprimoramento a técnica e um olhar mais próximo da arte fotográfica.

Nilvane Machado
Assistente Social
Especialista em Psicologia Social Pichoniana
Formada no Método Terapêutico de Formação Teórico Vivencial Escrita Reparadora de Graciela Chatelain
Fotógrafa

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “A FOTOGRAFIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Expedição ao Sertão e seus frutos

O artigo Expedição ao Sertão e seus frutos e as fotos (após o texto veja a galeria completa) são de autoria de Magali Antunes Maschi.

Às margens do rio São Francisco, num lindo entardecer em Petrolina, foi onde tive o prazer de conhecer o pequeno grupo de fotógrafas e o querido fotógrafo responsável, André Dib. Esse foi nosso ponto de encontro. 

Me aventurar pelo sertão foi uma experiência única, pois jamais imaginei explorar além das lindas praias nordestinas.

Numa van, durante uma semana, percorremos um circuito em plena caatinga, seca e retorcida, mas cheia de vida! Estivemos por toda região de Canudos, onde o povo luta diariamente, num Brasil, que, embora negligenciado, é rico em tradições, generosidade e pureza. Foi uma imersão ao sertão baiano, numa expedição que foi além da fotografia, onde pudemos documentar, através do turismo de convivência, nossa experiência nesse ambiente tão diverso.

Fomos recebidos por Victor Bigoli, fundador e atuante do Projeto Canudos. Foi uma honra ter conhecido de perto esse trabalho que, entre muitas outras atividades, promove expedições fotográficas para geração de renda em prol da comunidade, resgatando e enaltecendo a cultura regional, tornando viável o turismo de base, permanecendo assim a cultura sólida e sustentável.

Pernoitamos em casas de moradores locais, onde pudemos vivenciar e fotografar costumes e tradições. Navegamos pelo Açude de Cocorobó, visitamos famílias de grande representatividade sertaneja, vimos mulheres tecendo redes de pesca, a lida com cabras e bodes, além da Pega de Boi dos Vaqueiros de Gibão. Em um dos finais de tarde, nos fizeram uma linda e alegre apresentação musical. Sr.Landinho “Pé de Bode”, com sua sanfona 8 baixos, Sr. Olímpio com seu pandeiro e, aos poucos, uma animada roda foi se formando, com os músicos, suas esposas, filhos e netos. Não posso deixar de mencionar também o restaurante de Dona Madalena, conhecido em toda região, que serve, entre vários pratos típicos, um delicioso e inesquecível pirão de peixe, feito pela anfitriã e proprietária.

Além da experiência sociocultural, fotografamos também a natureza e a vida selvagem da caatinga, em especial a Ararinha-azul-de-lear, uma das aves mais raras do mundo, em risco de extinção, num amanhecer no Raso da Catarina, guiados por um especialista do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave).

A despedida foi em Petrolina e de lá seguimos nossos destinos, felizes e gratas por todo o acolhimento que tivemos.

Voltei então para São Paulo com uma infinidade de imagens e, no 2º semestre de 2020, através de uma publicação em rede social, fiquei sabendo do Salão Fotográfico do Fotoclube ABCclick. Nunca tinha participado desse tipo de concurso. Inscrevi uma foto que gosto muito, nomeada Sertão e tive ótima colocação. Esse resultado foi um estímulo muito grande para dar um passo seguinte na minha caminhada fotográfica. Me filiei ao Fotoclube ABCclick e hoje, ser fotoclubista, tem sido uma atividade bem importante, pois, embora amadora, a participação de reuniões online, onde acontecem curadorias, trocas de informações, é estímulo para meu desenvolvimento e crescimento fotográfico.

É através do Fotoclube que acompanho a agenda de salões e concursos e, aos poucos, vou mostrando minha experiência inesquecível no sertão baiano.

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “Expedição ao Sertão e seus frutos“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nossos parceiros FotoClube ABCclick e Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Balé em Fotos

Nilo Piccoli é Santista, professor de biologia, portuário aposentado, fotógrafo amador membro do ABCclick e autor de “Balé em Fotos”

Ao mostrar minhas fotografias, quero apenas compartilhar com meus amigos e familiares esse gosto e mostrar que o resultado é espelho do desejo de felicidade que tenho com todos.

Minha relação com a fotografia vem das lembranças do passado. Sempre gostei das explicações dadas por minha mãe ao abrir uma caixa de camisa repleta de fotografias em preto e branco e detalhar quem eram as pessoas estampadas naquelas imagens. Contudo, ao passar do tempo, essas fotografias foram se perdendo e quando dei por mim não havia restado uma sequer.

O meu gosto em fotografar só se tornou realidade quando do nascimento da minha filha há 23 anos. Queria deixar para ela uma herança além das lembranças, assim coleciono umas cinco mil fotografias impressas e mais alguns milhares em arquivos digitais.

Fotografava todos e quaisquer momentos em casa, passeios, natação, escola, amigos, festas (passava dos limites). Mas o que mais passei a gostar foi fotografá-la em apresentações de balé.

Na dança é muito importante nitidez e foco. Os primeiros anos de apresentações com uma Sony P200, lógico que foram um fracasso e passei a desejar um equipamento mais eficaz, sempre com o intuito de fotografá-la.

Em 2011 fiz um curso de Fundamentos Básicos da Fotografia, além de pesquisas em livros e internet. Com equipamentos mais adequados, entusiasmei-me com um resultado de melhor qualidade o que me permitiu fotografar alguns espetáculos de dança e balé.

Não me considero um especialista nesse ou em qualquer outro tema, minha única técnica é gostar de fotografar, mas aprendi a sentir a emoção das músicas, dos movimentos e do momento certo dos meus cliques.

O ABCclick através de suas diversas atividades como concursos, exposições e encontros com outros fotógrafos, faz com que, a troca de experiências torne-se fundamental para o desenvolvimento de novos olhares.

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “Balé em Fotos“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

ABCclick e Metrô SP abrem concurso fotográfico

O Fotoclube ABCclick, em parceria com o Metrô de São Paulo, abre as inscrições para o concurso fotográfico ABCclick no Metrô – SP, que tem por objetivo estimular os moradores retratarem a arquitetura das cidades brasileiras. O concurso é gratuito e aberto para qualquer interessado do Brasil e não tem taxa de inscrição. As inscrições se encerram no dia 25 de julho.

Renan Andrade, Coordenador de Ação Cultural e Acervo do Metrô de São Paulo, explica que por meio desse concurso o Metrô de São Paulo pode oferecer aos passageiros e ao público em geral “exposições sobre a diversidade da cultura e da visualidade brasileiras além de instigar a discussão, através da imagem, sobre a cidade, o espaço urbano e arquitetura”. E complementa que a parceria com o Fotoclube ABCclick permite “trazer à tona o trabalho de artistas, fotógrafos e interessados em imagem para podermos pensar, por meio da fotografia, as diversas formas de olhar e perceber o mundo, nesse importante trabalho dos fotoclubes”.

Para participar é necessário fazer o cadastro no site do Fotoclube ABCclick ( www.abcclick.com.br/ConcursoMetroSP), para receber o código e senha de acesso, quando então o participante poderá inscrever até 4 fotografias. As melhores imagens serão selecionadas por Votação Popular, no conceito de Foto versus Foto.

O presidente do Fotoclube ABCclick, Marcos Sanchez, afirma que o tema proposto nesse Concurso vai permitir que o Voto Popular determine se existe alguma diferença significativa entre o Olhar Fotoclubístico e o Olhar do Fotógrafo em geral, uma vez que em Arquitetura Urbana, a estética escolhida vai contribuir muito com o resultado final. Sendo que não se deve esquecer que os próprios fotoclubistas fazem parte do Voto Popular, e que no sistema de votação do ABCclick ganham as melhores fotos e não as fotos de quem tem mais popularidade nas Redes Sociais.

As 30 fotografias mais votadas serão selecionadas e farão parte da Exposição Fotográfica a ser exibidas nas redes sociais do Fotoclube ABCclick e do Metrô de São Paulo, cuja abertura será no dia 19 de agosto de 2021, no Dia Mundial da Fotografia.

Mais informações, no site do Fotoclube: www.abcclick.com.br/ConcursoMetroSP

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “ABCclick e Metrô SP abrem concurso fotográfico“?

ABCclick e Metrô SP abrem concurso fotográfico

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Concurso Photo Nature Brasil: Fotoclube ABCclick conquista o 2ª lugar

Um dos mais prestigiados concursos fotográficos, o concurso Photo Nature Brasil, foi literalmente invadido pelo Fotoclube ABCclick, cujos fotógrafos associados emplacaram ao total de 113 fotos selecionadas, entre elas uma Medalha de Prata, duas de Bronze e sete Menções Honrosas, conquistando assim o segundo lugar entre todos os fotoclubes brasileiros.

A Medalha de Prata foi conquistada pela fotógrafa Magali Antunes Maschi, cuja imagem retrata uma cena rural em preto e branco. A Medalha de Bronze foi conquistada pelo fotógrafo Esequiel Alves Bicudo Junior retratando uma flor e seu reflexo na água. A outra medalha foi conquistada por Ricardo Q. T. Rodrigues, cuja imagem em preto e branco retrata uma moto em pleno salto, visto por baixo dela.

Concurso Photo Nature Brasil: Fotoclube ABCclick conquista o 2ª lugar
Medalha de Prata – autora Magali Antunes Maschi –  título da foto: Lendários de Canudos Velho
Concurso Photo Nature Brasil: Fotoclube ABCclick conquista o 2ª lugar
Medalha de Bronze – autor: Esequiel Junior Zi – título da foto: Reflexos
Concurso Photo Nature Brasil: Fotoclube ABCclick conquista o 2ª lugar
Medalha de Bronze – autor: Ricardo Q T Rodrigues  – título da foto: Flying over

As outras mais de 100 fotos foram imagens aceitas para compor a exposição fotográfica. Com esse resultado, o Fotoclube ABCclick alcançou o segundo lugar entre os fotoclubes participantes, sendo que o Clube do Fotógrafo de Caxias do Sul, de Caxias do Sul – RS, obteve o primeiro lugar, e o Foto Clube de Londrina, no Paraná, ficou em terceiro.

O concurso fotográfico Photo Nature Brasil 2021, que é organizado pela Associação Jauense de Ambiente e Cultura, recebeu ao total mais de 5.500 fotografias, em suas 5 categorias, na edição deste ano de 2021.

Fotógrafos com fotos aceitas e premiadas:
Ailton Tenório, Angela Horokosky, Angela Macário, Angelo Pinto, Aretusa Sousa, Carlos Cesar Pereira da Cunha, Cesar Ferraro, Clelgen Luiz Bonetti, Elias Rosal, Esequiel Alves Bicudo Jr, Guto Pinto, Heidi Amstalden, Luis Teixeira Mendes, Magali Maschi, Marcele Siqueira, Marcos Sanchez, Mari Leal, Nilo Piccoli, Nilvane Machado Novais, Norma Vasconcelos Saldanha Marinho, Ricardo Q T Rodrigues, Rose Battistella, Soll Domingues e Sueli Mozeika.

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “Concurso Photo Nature Brasil: Fotoclube ABCclick conquista o 2ª lugar“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Mestres da Fotografia: Videobiografias são lançadas por professor

Nos cursos de fotografia é comum o professor apresentar fotos de famosos e mestres fotógrafos, mundialmente reconhecidos, e a partir delas fazer análises e considerações de sua composição, técnica e mensagem.

Ailton Tenório, fotógrafo e professor de fotografia, sempre buscou usar esses exemplos em suas aulas de composição fotográfica ou técnica fotográfica, mas sentia grande dificuldade ter sempre a mão uma lista de bons exemplos para passar aos seus alunos.

“A internet ajuda muito, mas ficamos sempre nas mesmas imagens dos consagrados fotógrafos que estão na rede”, comentou Tenório. Partindo dessa necessidade, ele lança no dia 29 de maio em seu canal no YouTube uma série de vídeos apresentando um resumo da vida dos principais fotógrafos mundiais e mostrando suas famosas fotos.

O professor fez no formato de vídeo, uma curta viodebiografia de diversos fotógrafos mundialmente reconhecidos, chamado por muitos de Mestres da Fotografia. “Será um resumo de sua vida e a apresentação de dezenas das imagens por eles produzidas e divulgadas”, afirma Ailton Tenório.

O Professor começa com o fotógrafo americano Ansel Adams, conhecido pelo seu perfeccionismo na captura de cenas da natureza. O segundo vídeo será a vida do fotógrafo brasileiro Gaspar Gasparian, um dos percussores da chamada Escola Paulista, movimento que aflorou nos anos 1950. Depois será lançado o vídeo sobre o fotógrafo Henri Cartier-Bresson, que fundou a agência Magnum. Em produção está o quarto vídeo sobre a primeira mulher fotojornalista dessa agência, a fotógrafa Eve Arnold.

A cada quinzena um novo vídeo será lançado no canal do professor Ailton Tenório no YouTube (youtube.com/ailtontenorio). No dia 29 de maio, às 15h30, em uma live o professor irá trazer outros profissionais para comentarem sobre esses Mestres da Fotografia.

Mestres da Fotografia: Videobiografias são lançadas por professor

Serviço:
A série Mestre da Fotografia apresenta as mais importantes e famosas fotos realizadas pelos grandes fotógrafos e fotógrafas do mundo, com relatos de sua carreira e também o que pouca gente conta, na sessão Fora de Foco.

https://youtu.be/0TEjCer3zoU – Ansel Adams – estreia 29/05 – 16h15

https://youtu.be/oXyJXJvKz5s – Gaspar Gasparian -– estreia 29/05 – 16h30

https://youtu.be/8gY6NKPORVs – Henri Cartier-Bresson -– estreia 29/05 – 16h45

www.youtube.com/ailtontenorio

Contatos: ailton@tempo-t.com.br – (11) 99122.6977

fb.com/ailton.tenorio.foto

Instagram.com/ailtonten

@ailtontiktok

Gostou da nossa matéria “Mestres da Fotografia: Videobiografias são lançadas por professor“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Um mosteiro no caminho dos fotógrafos

Clelgen Luiz Bonetti e Norma Vasconcelos Saldanha Marinho são autores do texto “Um mosteiro no caminho dos fotógrafos” e das fotos neste artigo.

Fé e beleza se encontraram no bairro do Paraíso, em uma cidade do interior paulista a cerca de 300 km, da Capital.

Lá fica o Mosteiro do Paraíso, que segue a ordem beneditina: oração, silêncio e trabalho.

O mosteiro é um cenário fotográfico a céu aberto! Misticismo e beleza integrados pela arquitetura, pelas obras de artes de artistas locais e pela predominância da cor azul.

Foi planejado sob a forma de jardins temáticos abrangendo as principais datas do catolicismo. O suporte do mosteiro é a comunidade do bairro com vocação agrícola, composta de aproximadamente 100 famílias e cujo guia espiritual é o padre Nilton.

Nós, membros do fotoclube ABCclick temos o hábito de passear e fotografar. O fotoclube nos ajuda a desenvolver o nosso olhar e a usar instrumentos (hardwares e softwares) que possibilitam chegarmos através das imagens naquilo que imaginamos dos lugares. O resultado deste treinamento/aprendizado foi um livro de fotografia sobre este mosteiro maravilhoso que descobrimos quando estávamos passando pela região de Piracicaba.

Somos médicos e fotógrafos amadores.

Vista parcial da Capela de São José do Paraíso, de noite.
Um mosteiro no caminho dos fotógrafos
Capela de São José do Paraíso, de frente
Formação que deu origem ao nome da cidade de Torrinha.
Um mosteiro no caminho dos fotógrafos
Lago com as vias Lucis, Crucis e Sacra.
Jardim do Advento
Um mosteiro no caminho dos fotógrafos
Capela do Santo Sepulcro
Entrada da Capela da Figueira
Um mosteiro no caminho dos fotógrafos
Uma das dezenas de espécies de aves do mosteiro

Gostou da nossa matéria “Um mosteiro no caminho dos fotógrafos“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Obras selecionadas do 9º Salão expostas na Linha de Cultura do Metrô SP

O Metrô de São Paulo apresenta a partir de hoje, 11 de maio, a exposição virtual Cenários, com fotos selecionadas do 9º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick, publicada na Linha da Cultura da Biblioteca Neli Siqueira, página na internet do Metrô de SP dedicada às artes.

Nessa primeira mostra foram selecionadas pela Diretoria Executiva do Fotoclube ABCclick 27 imagens que trazem perspectivas visuais com três pilares na narrativa: humanos, animais e a natureza, dentro de cenários variados mas sempre com uma conexão entre eles.

Para o Diretor de Fotografia do ABCclick, Clelgen Luiz Bonetti, “uma foto tem que revelar uma história que sensibilize o observador” como podemos perceber nesta exposição. “Não basta apenas a beleza visual, que por si só é incompleta”.

Todas as 27 fotos são em preto e branco, e com uma grande potência emocional, fazem parte das 100 fotografias classificadas e premiadas do 9º Salão Nacional de Arte Fotográfica do Fotoclube ABCclick realizado no começo deste ano. As demais fotos serão apresentadas nos próximos meses.

Fazem parte deste mostra as obras dos fotógrafos e fotógrafas Andreza Cunha, Antônio Ferreira, Cezar Magalhães, Cleusa Migliorini, Deborah Dias, Ederaldo Veronese, Elias Rosal, Gutemberg Ostemberg, Helder Fontenele, Ivan Cavas, Leny Fontenelle, Luís Carlos Martinelli, Magali Maschi, Patricia Marcondes, Peterson Azevedo, Raoni Frizzo, Régis Santos, Ricardo Fernandes, Ricardo Takamura, Roberto Soares Gomes, Thais Andressa, Thelmå Gatuz o e Valdeci de Oliveira.

A linha de Cultura pode ser acessada nesse link: https://biblioteca.metrosp.com.br/index.php/ptbr/359-linha-visuais/957-abcclick

O 9º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick foi um projeto aprovado e financiado pela Lei Aldir Blanc, através da Secretaria Municipal de Cultura de São Caetano do Sul, sendo realizado pelo Fotoclube ABCclick.

Serviço:
9º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick
Realização: Fotoclube ABCclick ( www.abcclick.com.br)
Parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de São Caetano do Sul
Projeto aprovado e financiado pela Lei Aldir Blanc
Supervisão da Confederação Brasileira de Fotografia (CONFOTO)
Mais informações pelo site www.abcclick.com.br/9salao

Obras selecionadas do 9º Salão expostas na Linha de Cultura do Metrô SP

Gostou da nossa matéria “Obras selecionadas do 9º Salão expostas na Linha de Cultura do Metrô SP“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

FOTOGRAFIA, ALÉM DE UMA PROFISSÃO É UMA ARTETERAPIA

Autoria de Sueli Mozeika, Médica Psiquiatra e amante da fotografia, “FOTOGRAFIA, ALÉM DE UMA PROFISSÃO É UMA ARTETERAPIA”.

A palavra fotografia, do grego phosgraphein, significa registrar, desenhar na luz.

Nestas poucas palavras vou me ater, não na profissão fotógrafo, mas na fotografia como um registro biográfico do tempo, da história, um registro da nossa vida, de nossos sentimentos e emoções e, principalmente, como um instrumento terapêutico.

A fotografia, o registro de uma simples imagem, nos remete à história de uma época, de uma cultura, de um momento alegre ou triste, registra a vida como ela é, repleta de emoções.

A fotografia é uma memória visual e como tal pode ser utilizada como arteterapia, um tratamento coadjuvante na recuperação e preservação da memória em pacientes que sofreram traumas neurológicos ou que estão entrando num processo demencial.

Vou utilizar minha experiência pessoal para relatar como a fotografia pode ser um forte elemento terapêutico, eliminador do estresse e da depressão.

Não sou fotógrafa profissional, mas sempre gostei de fotografia, uma herança paterna de registrar momentos familiares, hoje gosto de registrar a natureza.

Há cerca de uns dez a doze anos, filiei-me no Fotoclube ABCclick e me deliciava com as saídas fotográficas, eram momentos que me desligava das tensões e exigências do dia a dia e me conectava com a natureza e recarregava minha bateria com uma energia agradável e saudável.

Em função da doença da minha mãe tive que ir diminuindo as minhas saídas, mas registrava o que tinha em casa, meus cachorros, minhas plantinhas e isto manteve a chama da vida dentro de mim, até que em um dado momento tive que parar completamente com meu lazer.

Quando comecei a retornar as minhas atividades e reingressei no Fotoclube ABCclick, em meio a pandemia, que nos aprisiona dentro de casa, encontrei no grupo a conexão que estimula a nossa criatividade mantém a chama de continuarmos escrevendo a nossa história, na luz.

Como disse, não sou fotógrafa mas, vou deixar aqui algumas fotos que registrei dentro de casa, durante esta pandemia. O ato de fotografar, de fazer o “tratamento” na imagem nos desvia de uma realidade dura, limitante e nos transporta para um momento aonde nos conectamos com a nossa essência e podemos ver a beleza da vida, mesmo quando ela insiste em nos mostrar a sua “feiúra”.

A fotografia pode ser uma arteterapia onde podemos fazer uma ressignificação da nossa vida e de nossa história.

ARTETERAPIA
ARTETERAPIA
ARTETERAPIA
ARTETERAPIA

Gostou da nossa matéria “FOTOGRAFIA, ALÉM DE UMA PROFISSÃO É UMA ARTETERAPIA“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Uma pandemia

Colaboração de Aretusa Sousa, do ABCclick Fotoclube “Uma pandemia”

O que você enxerga quando você vê?

Uma pandemia, todos sem poder sair de casa e um hobby que precisa de elementos para acontecer – em geral a rua, paisagem, pessoas  – foram os ingredientes para uma atividade coletiva no Fotoclube ABCclick. O desafio era fotografar um utensílio de cozinha da forma que cada um quisesse.

Objetos que nos são úteis no dia a dia, foram capturados conforme a visão de cada fotógrafo. Nosso grupo é misto em todos os sentidos, composto por pessoas da região e de outros estados, com profissões diversas. O resultado foram  imagens cheias de personalidade, algumas com poucos elementos mostrando uma abordagem minimalista, outras super produzidas com acessórios de família e ainda composições de dar água na boca de todos.

Cada fotografia conta uma história, traz consigo a personalidade de quem a faz. Nessa brincadeira o fotógrafo seleciona e interpreta uma cena e assim a codifica e o observador a decodifica interpretando ou lendo.

Estão prontos para decodificar nossas imagens? Que tal também produzir a sua? Mostre seu resultado marcando o #jornalgrandeabc e o #abcclickfotoclube.

Envie sua foto, com seu nome e título para redacao@gmail.com.br

Gostou da nossa matéria “Uma pandemia“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Cão Cidadão é a foto vencedora do 9º Salão

O 9º Salão Nacional de Arte Fotográfica divulgou neste domingo em uma live o resultado e as obras classificadas, sendo que a fotografia intitulada Cão Cidadão recebeu a Medalha de Ouro nesse concurso nacional promovido pelo Fotoclube ABCclick, de São Caetano do Sul.

De autoria de Joilton Elias, morador de São Paulo capital, a foto recebeu uma média de 8 votos em cada 10 jurados que a avaliaram. O Júri Técnico foi composto por duas dezenas de representantes de fotoclubes brasileiros.

Cão Cidadão é a foto vencedora do 9º Salão
Cão Cidadão. Foto: Joilton Elias

Elias conta que “chegando na casa de um amigo, visualizei a cena. Por obra do acaso, a câmera estava no banco de trás, incrivelmente algo não tão comum. Fiz uns sete ou oito cliques”. Mas quem acha que ele gostou de imediato da foto, não foi bem assim. “Ficou guardada no HD desde 2016, quando fiz a foto, pois não enxergava potencial na imagem”. O fotógrafo conta que nos dias seguintes apresentou a um amigo professor de fotografia que sugeriu convertê-la em PB. “Então a magia se fez”, completa Joilton Elias.

Cão Cidadão é a foto vencedora do 9º Salão
Olha a Chuva Foto: Andreza Cunha

Já a segunda colocada, que recebeu a Medalha de Prata, é de autoria de Andreza Cunha, afiliada ao Fotoclube de Cine Foto Clube de Amparo, da cidade de mesmo nome no interior de São Paulo. A terceira colocada, Medalha de Bronze, recebeu a mesma quantidade votos, sendo o desempate deferido pela colocação da fase anterior, da Votação Popular. De autoria de Priscila Beal, sócia do Foto Clube Rio Preto e Branco, da cidade de São José do Rio Preto, SP.

Isolamento. Foto: Priscila Beal

Todas as 100 fotos selecionadas estão expostas virtualmente no site do Fotoclube ( www.abcclick.com.br/9salao). Da região do Grande ABC houve diversos classificados, como a fotógrafo Priscila Zambotto e Douglas Almeida, esse último com duas fotos recebendo Medalha de Honra. Além deles, Clelgen e Magali Maschi também foram agraciados com Medalhas de Honra, fazendo assim que o Fotoclube ABCclick fosse o mais pontuado entre todos os fotoclubes.

O 9º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick foi um projeto aprovado e financiado pela Lei Aldir Blanc, através da Secretaria Municipal de Cultura de São Caetano do Sul, sendo realizado pelo Fotoclube ABCclick. A etapa do Júri Técnico será em março de 2021 e os resultados divulgados após essa fase.

Serviço:
9º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick
Realização: Fotoclube ABCclick ( www.abcclick.com.br)
Parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de São Caetano do Sul
Projeto aprovado e financiado pela Lei Aldir Blanc
Supervisão da Confederação Brasileira de Fotografia (CONFOTO)
Mais informações pelo site www.abcclick.com.br/9salao

Gostou de “Cão Cidadão é a foto vencedora do 9º Salão?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece nas cidades do Grande ABC. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes