Governo restringe entrada de estrangeiros no Brasil

O Governo Federal restringe entrada de estrangeiros no território brasileiro por rodovias, meios terrestres ou transporte aquaviário. A medida está valendo desde a última terça-feira (26), com a publicação da Portaria Nº 652, que trata sobre a restrição excepcional conforme recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O texto cita como justificativa os potenciais riscos das duas variantes da Covid-19 detectadas originalmente no Reino Unido e na África do Sul – consideradas versões com maior poder de contaminação pelo vírus.

Segundo a portaria, essas restrições não impedem a entrada de estrangeiros no País  por via aérea “desde que obedecidos os requisitos migratórios adequados à sua condição, inclusive o de portar visto de entrada, quando este for exigido pelo ordenamento jurídico brasileiro”. Assim, para entradas por avião, o governo exige comprovante de um teste negativo para a Covid-19 do tipo RT-PCR, que precisa ter sido realizado em um intervalo de no máximo 72 horas antes do embarque. Além disso, ficam proibidos voos internacionais para o Brasil que tenham origem ou passagem por aeroportos do Reino Unido ou da África do Sul.

Em parceria com Brasil 61

Gostou de “Governo restringe entrada de estrangeiros no Brasil
“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Desenvolvimento Sustentável.

Governo restringe entrada de estrangeiros
Photo by Pixabay on Pexels.com

PF apreende 21 kg de cocaína

PF apreende 21 kg de cocaína: Passageiro tentava embarcar com a droga em voo para a Etiópia

A PF prendeu nesta quinta-feira (26/11) , no Aeroporto Internacional de São Paulo, um homem tentando embarcar com grande quantidade de droga em voo internacional.

Policiais federais, que atuam na fiscalização de bagagens despachadas, identificaram com o auxílio do aparelho de raio-x, diversos volumes suspeitos. Dentro destes, estavam compostos por substância orgânica, dentro de malas despachadas para voo com destino a Addis Ababa, na Etiópia.

O proprietário das malas, um homem, nacional de Burquina Faso, de 35 anos, foi localizado e conduzido à delegacia para, na presença de testemunhas, acompanhar a realização dos exames periciais. Dentro das malas, no interior de suportes para papel toalha, os policiais encontraram diversos volumes contendo cocaína, cujo peso somou quase 21 kg. O suspeito recebeu voz de prisão.

O preso será encaminhado à Justiça Federal, onde responderá pelo crime de tráfico internacional de drogas.

PF apreende 21 kg de cocaína

PF apreende 21 kg de cocaína

Polícia Federal aperta o cerco PF apreende 21 kg de cocaína

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal deflagraram nesta segunda-feira (23) a Operação Enterprise. Somente no dia, cerca de 670 policiais federais e mais 30 servidores da Receita cumpriram 149 mandados de busca e 66 mandados de prisão. As ações forma nos estados do Paraná, de Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, do Pará, Minas Gerais, do Rio Grande do Norte, da Bahia e de Pernambuco. As medidas foram expedidas pela 14ª Vara Federal de Curitiba.

A Interpol também foi acionada para a prisão de oito investigados que estão no exterior, assim como a identificação e sequestro de bens em outros países. “É a maior operação do ano no combate à lavagem de dinheiro do tráfico de drogas e uma das maiores da história na apreensão de cocaína nos portos brasileiros, uma vez se tratar de uma organização criminosa especializada no envio de cocaína para a Europa”, destacou a assessoria da PF.