Shopping Praça da Moça vira ponto de arrecadação de eletrônicos para alunos de Diadema

Nesta quarta-feira, 28 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Educação e o Shopping Praça da Moça convida seu público a colaborar com projeto de arrecadação de eletrônicos, que visa diminuir a falta de acesso das crianças ao sistema de aulas online por não terem equipamentos.

Em tempos de ensino remoto, muitas crianças não conseguem acompanhar as aulas por não ter dispositivos de acesso. No Brasil, segundo o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (SARESP) de 2019, 42% das casas não possuíam computadores e 33% não tinham acesso à internet e, dos 3,6 milhões de estudantes da rede estadual de SP, apenas 60% possuíam notebooks e 30% tablets.

Pensando em ajudar a diminuir estas dificuldades, o Shopping Praça da Moça abraça o projeto “Ajude a não deixar nenhum estudante para trás”, liderada pelo professor da rede estadual de ensino Milton Pereira de Barros, que convida o público a doar celulares, tablets e notebooks usados que serão direcionados para os estudantes.

A partir desta semana, quem passar pelo empreendimento pode deixar sua doação no ponto de coleta do Piso Paineira, no espaço Coworking (em caso de doações de notebook, procurar equipe de segurança). A equipe voluntária fará uma revisão técnica e encaminhará para alunos de escolas estaduais de Diadema, iniciando pelas E.E. Antonieta Borges Alves e E.E. José Piaulino.

“É uma satisfação poder contribuir para essa causa tão urgente no nosso País. A pandemia vai passar, mas o reflexo destas ações na vida destas crianças e adolescentes com certeza vai ficar. Vamos reunir o máximo de doações possíveis para ajudar o projeto”, comenta Daniel Lima, gerente de marketing do Shopping Praça da Moça.

Para quem vai doar, é importante que o aparelho esteja em funcionamento. Alguns requisitos solicitados são:

  • Celular e tablet: até 4 anos de idade, deve ligar normalmente, conexão wi-fi e 3G funcionando, ser doado com o carregador, não é preciso enviar com acessórios (capinha, fones de ouvido etc).
  • Notebook: até 6 anos de idade, deve ligar normalmente, ser doado com o carregador, conexão wi-fi funcionando, pelo menos 1 porta USB funcionando, HD com capacidade mínima de 256GB e memória RAM mínima de 4GB.

Shopping Praça da Moça
Telefone: (11) 4057-8900
WhatsApp: (11) 94709-5754
www.shoppingpracadamoca.com.br
Rua Manoel da Nóbrega, 712 – Centro, Diadema
Estacionamento:  Carros 9 reais até 3 horas + 1 real por hora adicional ou fração / Motos 9 reais a diária

Gostou da nossa matéria “Shopping Praça da Moça vira ponto de arrecadação de eletrônicos para alunos de Diadema“?

Shopping Praça da Moça vira ponto de arrecadação de eletrônicos para alunos de Diadema
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 674 outros assinantes

Maxwell dos Santos lança conto gratuito sobre mazelas da educação

‘Senza pietà’ se passa em Vitória e debate o fracasso e as mazelas da educação.

A clássica questão do fosso entre o ensino público e o privado é a tônica de ‘Senza pietà’, conto do jornalista Maxwell dos Santos disponível para download gratuito em http://bit.ly/contosenzapietapdf (PDF), http://bit.ly/contosenzapietaepub (EPUB) e http://bit.ly/senzapietamobi (MOBI)

Este conto tem o claro objetivo de debater o fracasso escolar na rede particular de ensino e desconstruir o conceito de meritocracia, onde o sucesso e o fracasso dependem exclusivamente do indivíduo, mas no caso é o aluno Rodrigo, que acabara de perder a bolsa de estudos no Michelangelo, o colégio mais caro de Vitória, onde estudam os filhos dos donos do PIB do Espírito Santo e devolvido à escola pública de origem, como se fosse uma experiência que deu certo.

Vindo de escola pública, com o ensino precário e constantes graves, o adolescente não estava preparado para o altamente conteudista e vestibulável currículo daquela escola de elite, tampouco tinha inteligência emocional para suportar as pressões por resultados, entrando em conflito com os alunos.

Espera-se que este opúsculo contribua com os debates sobre a educação no Brasil.

Maxwell dos Santos lança conto gratuito sobre mazelas da educação
Jornalista e autor Maxwell dos Santos. Foto: Divulgação

Sobre Maxwell dos Santos

Maxwell dos Santos é brasileiro, nasceu em Vitória/ES em 1986 e mora na referida cidade. É jornalista, radialista, designer gráfico e servidor público da Prefeitura de Cariacica desde 2017 e professor de Literatura Brasileira dos cursinhos populares Risoflora e Atitude. É técnico em Multimídia pelo CEET Vasco Coutinho, licenciado em Letras/Português pelo Instituto Federal do Espírito Santo, licenciando em História pelo Centro Universitário Internacional, pós-graduando em Letras: Português e Literatura pela Faculdade de Ciências da Bahia e especialista em Educação Especial com Ênfase em Transtornos Globais do Desenvolvimento e Superdotação pela Faculdade de Educação Paulistana.

Gostou da nossa matéria “Maxwell dos Santos lança conto gratuito sobre mazelas da educação“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Caderno Cultural. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 674 outros assinantes

WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone

Diversos fatores determinam o comportamento do consumidor e, entre eles está a praticidade, um dos motivos que posicionou o aplicativo como instrumento de negócio nos últimos anos. Desenvolvido e utilizado inicialmente para entretenimento e relacionamento, passou a se firmar como o principal canal entre empresas e clientes, desde o último ano, com o impacto da pandemia. O Whatsapp tem sido aplicado às empresas não apenas como um meio de comunicação, mas também como um canal direto para vendas e captação de alunos.

Convencer potenciais alunos a efetivarem suas matrículas é um grande desafio, porém, existem alternativas. Por este motivo, essa manobra tem sido destaque no setor educacional. “O WhatsApp já se tornou o principal canal de conversão, mas cuidado para não se tornar um spammer”, alerta o especialista André Sales, sobre saber abordar e não cruzar a barreira da inconveniência.

“Conversaremos sobre a importância do WhatsApp no processo de captação, seu protagonismo em termos de canal e como fazer uma boa abordagem sem ser invasivo ou chato”, completa o head of sales, da Faculdade Descomplica.

  • Como utilizar o WhatsApp na captação de alunos?
  • O que deu certo e o que deu errado?
  • O WhatsApp é complementar a outros canais de vendas?
  • Como fazer a gestão da qualidade e da produtividade da equipe?
  • O uso da API official.

Esses são alguns dos questionamentos que serão respondidos por André Sales, na live realizada pela Persone Educação, no dia 22 de abril, em seu canal do YouTube (www.persone.com.br/live).

A tecnologia é um braço na conversão de leads e uma ferramenta para gerenciar esse momento de incertezas que tem ganhado destaque é o aplicativo de relacionamento. No início de 2020, o WhatsApp marcou presença em 99% dos smartphones brasileiros, conquistando uma base de mais de 120 milhões de usuários.

O relatório CX Trends 2020, identificou que, até fevereiro, o app já era usado por 57% dos clientes para falar com empresas, tendo na sequência o e-mail, com 47%, site (44%), Facebook (37%) e chat online (33%).

Essa live, que abordará as possibilidades dentro dessa temática, terá duração de até 20 minutos. Durante o bate-papo os participantes podem enviar suas dúvidas, que serão esclarecidas pelo convidado.

Serviço:

Live: WhatsApp para captação de alunos?

Quando: 22 de abril

Horário: às 20h

Onde: YouTube www.persone.com.br/live

Sobre Helen Toyama

Helen Toyama, CEO e fundadora da Persone, tem larga experiência em marketing e vendas. Ao longo de sua carreira passou por grandes players do setor educacional, atuando como Gerente de Marketing, Diretora Administrativa e Consultora em Empresas como Insper e Hoper. Bacharel em Publicidade e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Gestão de Vendas, pela ESPM.

Em 2013, tomou a decisão de abrir sua própria empresa de soluções em atendimento e vendas para o segmento educacional. Mais de sete anos depois, a Persone é reconhecida pela expertise e qualidade nos processos de atendimento e vendas.

Helen tem participação ativa em processos de reestruturação organizacional e planejamento estratégico, também se destacando por desenvolver parcerias com empresas como Apple, Microsoft, J&J, Embraer, Cisco, SAP.

Sobre a Persone

Empresa de soluções em atendimento e vendas formada por profissionais que atuam há mais de 18 anos nos segmentos de tecnologia e educação, fornece consultoria e outsourcing de processos, sistemas e equipe de vendas.

A Persone dispõe de uma equipe especializada em implantação, gestão e execução de operações de vendas, retenção, relacionamento e atendimento ao cliente.

Utilizando as mais diversas tecnologias – sistemas de CRM, CTI, chat, chatbot, inbound, BI, e-mail marketing, SMS e WhatsApp, a Persone executa o processo de vendas do início ao fim.

Gostou da nossa matéria “WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone“?

WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 674 outros assinantes

Homeschooling não é pauta prioritária. Educação pública sim

Ana Paula de Andrade Janz Elias é autora de “Homeschooling não é pauta prioritária. Educação pública sim”.

O governo federal quer aprovar o homeschooling ainda no primeiro semestre deste ano. Há quem defenda e há quem condene. O homeschooling é a chamada educação familiar, ou seja, pais ou tutores responsáveis tornam-se professores das crianças sem que elas precisem frequentar a escola.

Diante desta situação, é possível levantar a seguinte questão: o homeschooling deveria estar entre as prioridades de uma pauta de governo neste período que estamos vivendo enquanto sociedade? Em tempos de pandemia, de crianças que não têm acesso à internet para poder assistir as aulas, seria coerente que a principal pauta do governo para o ensino fosse melhorar as condições e a infraestrutura das instituições públicas.

Novamente, a educação pública no Brasil é deixada à margem! Entra governo e sai governo e os estudantes que precisam frequentar as escolas públicas não têm as mesmas condições de aprendizagem que àquelas que estudam em escolas privadas. Professores com salários baixos, por vezes, ainda são tratados como os responsáveis pelo declínio no sistema educacional brasileiro.

O homeschooling pode até ser o direito de algumas famílias, mas quais delas teriam efetivamente condições de educar os filhos em casa? Certamente aquelas de classe alta ou de classe média. Pois, ter em casa uma estrutura para educar os filhos não é a realidade de um grande percentual dos brasileiros. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) de 2019 apontaram que mais de 80% de alunos da Educação Básica estão matriculados na rede pública de ensino. Essa é a prioridade.

A escola pública precisa de investimento! Chega de deixar a maior parte da população à margem. Homeschooling não é uma pauta prioritária, a qualidade da educação pública sim! 

Ana Paula de Andrade Janz Elias é Mestre em Ensino em Ciências e em Matemática. Doutoranda em Educação. Docente na área de Exatas da Escola Superior de Educação do Centro Universitário Internacional Uninter. Email: ana.el@uninter.com

Gostou de “Homeschooling não é pauta prioritária. Educação pública sim?

Homeschooling não é pauta prioritária. Educação pública sim
Ana Paula de Andrade Janz Elias. Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira as notícias do Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 674 outros assinantes

Balanço do programa ExploreCarlotas com vídeo e relatório anual

2020 foi o ano de estabelecer relações de convívio coletivo mais saudáveis e de respeito, cada um em sua casa. Confira o balanço do programa ExploreCarlotas

Em um ano desafiador para a educação brasileira, a empresa Carlotas mostra em vídeo a retrospectiva do programa ExploreCarlotas com o ponto de vista de professores e professoras que enfrentaram a pandemia mostrando dedicação e coragem.

O programa ExploreCarlotas, que cria espaços de diálogo e aprendizagem por meio de oficinas, tem como objetivo levar reflexões sobre diversidade, respeito e empatia de forma lúdica para crianças, jovens e educadores em escolas públicas e instituições de assistência gratuitamente.

O vídeo ilustra os sentimentos e emoções vividos nesse ano de incertezas, além de trazer depoimentos de professoras das escolas públicas. Veja aqui:  https://youtu.be/ESINKOT2QlQ. Em 2020 o Programa ExploreCarlotas focou em acolher e criar vínculos com os professores e professoras de escolas públicas. Os participantes dividiram com Carlotas seus medos, aflições, aprendizados e como foi o ano mais difícil de suas carreiras.

O programa ExploreCarlotas que é financiado com 10% do faturamento da empresa, esteve em 14 escolas públicas. Nestes encontros foram explorados temas tão relevantes quanto atuais como empatia, acolhimento e a importância do olhar para a diversidade com um material inédito: a BOX Carlotas, uma caixa repleta de ferramentas lúdicas focadas em educação emocional para o uso em sala de aula. Nas duas unidades da Fundação Casa, Azaléia e Chiquinha Gonzaga, os relatos de que quem passou pela experiência foi de que os encontros transformaram a maneira como veem o mundo, as pessoas e a si mesmas.

Balanço do programa ExploreCarlotas

Devido à pandemia, os instrumentos de apoio foram apostilas de histórias, atividades lúdicas e jogos para falar sobre as emoções com crianças e jovens. O primeiro Café Virtual foi um encontro remoto para dialogar e organizar as experiências internas com o tema: “Saúde Emocional dos educadores em Tempos de Pandemia.” Com esta atividade a devolutiva de professores, educadores, pais e mães foi muito positiva.

Ao todo 517 educadores participaram de 6 oficinas presenciais e 30 oficinas online onde 6 macrotemas foram abordados: Saúde Emocional, Arteterapia e Saúde, Tempos de Incerteza, o livro Saudade Sabor Chocolate, o Poder Transformador das Histórias e Empatia, Diversidade e Segurança Psicológica.

Um material digital inédito foi construído: uma trilha de aprendizagem em educação emocional adaptado para todas as faixas etárias (de 0 a 17 anos). Respeitando os pilares da UNESCO (aprender a ser, a conhecer, a fazer e aprender a conviver) e fortalecendo as competências socioemocionais da Base Nacional Comum Curricular – BNCC (autoconhecimento, autogestão, amabilidade, relações e tomada de decisão responsável). Com isso, 6 apostilas garantem que educadores e educandos tenham acesso a informações de qualidade. Para mais informações do relatório do Programa ExploreCarlotas clique aqui para fazer o download: http://bit.ly/2020_ExploreCarlotas.

Sobre Carlotas 

Uma empresa com propósito social, localizada no Brasil, nos Estados Unidos e na Alemanha, que busca realçar o potencial da empatia, por meio de uma abordagem única. Carlotas ilustra o diálogo sobre a desconstrução do perfeito e aceitação da diversidade, por meio da arte e do lúdico, encoraja o desenvolvimento das habilidades socioemocionais para melhorar as relações humanas. Para mais informações acesse: https://carlotas.org/

Gostou de “Balanço do programa ExploreCarlotas com vídeo e relatório anual?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais em nosso Caderno Cultural. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 674 outros assinantes

Matrícula de alunos da Florestan Fernandes

A Fundação Florestan Fernandes, instituição profissionalizante mantida pela Prefeitura de Diadema, dispensou os alunos aprovados em seu último processo seletivo da exigência de comparecerem antes do início das aulas para a matrícula presencial.

Agora todos os alunos aprovados estão automaticamente pré-matriculados e precisarão levar a documentação apenas durante a primeira semana de aulas, de 5 a 9 de abril.  

Matrícula de alunos da Florestan Fernandes


Com a mudança, busca evitar-se o deslocamento dos alunos em um contexto de alta no número de mortes e de casos de covid-19. Neste sábado (6/3), o Estado de São Paulo entrará na fase vermelha, a mais restritiva da quarentena.

Caso a documentação apresentada na primeira semana de aulas não esteja completa ou candidatos venham a ser considerados inabilitados por algum outro motivo, como não cumprir os requisitos para o curso, serão convocados os estudantes da lista de suplentes.
Para este semestre, são oferecidas 1.496 vagas gratuitas, voltadas exclusivamente a moradores do município, em 35 cursos de áreas como administração, beleza, gastronomia, juventude, terapias naturais, setor automotivo, eventos e festas, informática, serviços e construção civil.


DOCUMENTAÇÃO
Os candidatos aprovados deverão levar, durante a primeira semana de aulas, os originais e cópias de toda a documentação exigida, como RG, CPF e comprovantes de escolaridade (diploma, histórico escolar ou declaração de escolaridade) e de residência recente (com até dois meses).  


Caso não possua comprovante de residência em seu nome, o candidato pode comparecer com originais e cópias do comprovante de residência da casa em que mora e do título de eleitor ou cartão da UBS (Unidade Básica de Saúde), caso vote no município ou o cartão seja de Diadema. Quem realizou a prova para dois cursos e passou nos dois deverá trazer duas cópias da documentação (uma para cada curso).


Para os candidatos aprovados para as vagas de Pessoas com Deficiência, é necessária a entrega do laudo médico. Candidatos aprovados para as Vagas Sociais devem apresentar a carta de encaminhamento fornecida pela Rede de Assistência Social do município. A lista completa dos aprovados e dos suplentes pode ser acessada no site da Florestan: www.florestan.org.br.

SOBRE A FUNDAÇÃO FLORESTAN FERNANDES

A Fundação Florestan Fernandes oferece 35 cursos gratuitos profissionalizantes direcionados à população de Diadema. As aulas proporcionam o aprimoramento profissional e pessoal, facilitando a inserção no mercado de trabalho e transformando positivamente a vida dos estudantes. Fundada em 1996, a instituição recebe cerca de 1.500 estudantes por semestre e é apoiada pela Prefeitura de Diadema, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social da cidade. Mais informações podem ser obtidas na página: http://florestan.org.br/

Gostou de “Matrícula de alunos da Florestan Fernandes”?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Parcela extra para alimentação escolar em estados e municípios

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu parcela extra para alimentação escolar, no valor de R$ 366,3 milhões para alunos matriculados na rede pública de ensino. Do montante, R$ 114,9 milhões são para os Estados, enquanto R$ 251,3 milhões são para os municípios.

Os recursos são referentes a mais uma parcela extra do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE, e estão disponíveis nas contas dos entes federativos nesta segunda-feira (1º). O FNDE já havia transferido R$ 394 milhões da primeira parcela extra acordada junto ao Ministério da Educação (MEC). 

Os recursos adicionais têm o objetivo de auxiliar estados e municípios a garantir a segurança alimentar e nutricional dos estudantes em meio à pandemia da Covid-19. Todos os anos, o programa repassa dinheiro em dez parcelas, de fevereiro a novembro. 

Devido à situação de exceção, duas parcelas extras foram transferidas em dezembro e, agora, em janeiro. 

Em parceria com Brasil 61.

Gostou de “Parcela extra para alimentação escolar em estados e municípios”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Parcela extra para alimentação escolar em estados e municípios

Sustentabilidade vista pelos jovens em concurso de desenho

Exposição “Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” está disponível no site do Acervo do Estado. Resultado demonstra como a sustentabilidade vista pelos jovens hoje em dia.

O Governo do Estado divulgou neste sábado os 20 desenhos vencedores do Concurso de Desenho “Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. A exposição virtual está disponível em www.acervo.sp.gov.br.

Alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (6º. ao 9º. anos) e do Ensino Médio da rede pública estadual foram convidados a participar. Dessa forma, mostrar por meio de desenhos realizados com diferentes técnicas, como eles entendem as cinco áreas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Estas, estabelecidas na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) – pessoas, planeta, paz, prosperidade e parcerias.

A iniciativa marca a comemoração dos 75 Anos da ONU. Além disso, é fruto da parceria entre as Secretarias da Casa Civil, da Educação, de Governo e de Relações Internacionais. O Acervo Artístico-Cultural dos Palácios, vinculado à Secretaria de Governo, também participou da organização do concurso e realizou a exposição virtual com os trabalhos vencedores. O projeto teve o apoio da Representação da UNESCO no Brasil – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Concurso mostra sustentabilidade vista pelos jovens

Comissões multidisciplinares formadas nas escolas e nas Diretorias de Ensino avaliaram os trabalhos inscritos e selecionaram 200 desenhos finalistas. Uma comissão julgadora integrada por representantes das Secretarias responsáveis pela organização do concurso. Além disso, de consultoras do setor de Educação da UNESCO no Brasil, definiu os vencedores.

Os critérios de avaliação foram a pertinência em relação ao tema, criatividade e originalidade e qualidade plástica da produção artística, dentre outros. Todos os desenhos apresentados foram acompanhados por um texto explicativo sobre o conceito da criação.

Sustentabilidade vista pelos jovens

Agenda 2030 no Currículo Paulista

A Agenda 2030 dialoga com todas as áreas de conhecimento e componentes curriculares do Currículo Paulista.

“Uma das competências trabalhadas nas escolas é a defesa de ideias que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável. Os 17 ODS e os 5P´s da sustentabilidade tratam desses temas com uma linguagem universal e os alunos souberam traduzir esses conteúdos em seus desenhos”, explica Rossieli Soares da Silva, Secretário da Educação.

Ana Cristina Carvalho, Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo, destacou a conscientização dos alunos da rede pública sobre os temas da Agenda 2030. Por exemplo, como o enfrentamento da pobreza, da fome e a busca pela equidade. “Em cada desenho há uma descoberta de caminhos e muita esperança”, registrou.

Para a Coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero, o concurso contribui para o alcance da meta 4.7 do ODS 4 – Educação de Qualidade, que visa, até 2030, promover a educação para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida sustentáveis. Portanto, estabelecendo uma ponte com o conjunto dos ODS. “A UNESCO no Brasil reconhece que esta iniciativa do concurso está alinhada com os princípios da Educação para o Desenvolvimento Sustentável”, afirmou.

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Sendo assim, nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 674 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Portanto, aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Escolas de Ribeirão Pires preparam surpresas para estudantes

Os estudantes das escolas municipais de Ribeirão Pires estão participando de atividades que marcam o encerramento do ano letivo de 2020. Na Escola Municipal Fiorindo Roncon, no bairro Roncon, por exemplo, foi feito nesta quinta-feira, dia 10, um ‘drive-thru’. Dessa maneira, houve a entrega de lembranças e certificados elaborados pela equipe da unidade. 

A ação contou com a presença do super-herói “Mister Mão”, personagem que integra a “Turminha do Trânsito”. Durante a atividade, o personagem, que também usa máscara obrigatória de proteção contra a COVID-19, interagiu com alunos e familiares.

Sendo assim, as atividades de encerramento do ano letivo estão sendo programadas pelos gestores das 33 unidades escolares. Cada unidade desenvolve uma ação mais adequada à realidade dos estudantes e suas famílias. O ano letivo na rede municipal terminará no dia 23 de dezembro. As escolas municipais de Ribeirão Pires seguem as recomendações sanitárias, de controle e prevenção da COVID-19.

Nesse ano, como forma de manter as atividades pedagógicas durante a pandemia do coronavírus, os cerca de 7.500 alunos da rede municipal de Ribeirão Pires tiveram acesso a conteúdos por meio de canais digitais. Além disso, a medida faz parte da ação “Aprendendo em Casa”, desenvolvida pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, e que teve início em abril.

Fotos: Divulgação/Prefeitura de Ribeirão Pires

SP: 750 mil chips com internet gratuita a alunos e professores

O objetivo é garantir conexão à internet para o ensino remoto e híbrido, afim de minimizar a evasão escolar no período da suspensão das aulas presenciais devido à pandemia de Covid-19.

Serão distribuídos 750 mil chips de telefone celular para alunos, professores e servidores da rede estadual em São Paulo. O objetivo é garantir conexão à internet para o ensino remoto e híbrido, entre outras atividades pedagógicas online.

O item subsidiado pelo governo tem a intenção de minimizar a possibilidade de abandono e evasão escolar que podem ocorrer por conta do período da suspensão das aulas presenciais, devido à pandemia de Covid-19. 

Serão 250 mil unidades mensais destinadas para professores e servidores, com 5 gigas de internet, além de acesso a ligações e mensagens de SMS. 

Os 500 mil chips mensais para os alunos terão 3 gigas de internet e vão atender os estudantes mais vulneráveis. Receberão os chips alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental e de todas as séries do ensino médio, em situação de pobreza e extrema pobreza no CadÚnico. 

O investimento da ação é de R$ 75 milhões, para 12 meses. A distribuição ocorrerá nas Diretorias de Ensino e escolas, entre os meses de novembro e dezembro.

Fonte: Brasil 61

Inscrições para a 5ª edição do Festival Flink Sampa 2020 terminam nesta quarta (30)

Alunos de todos os ciclos de ensino podem participar do concurso em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares e ONG Afrobras

Secretaria da Educação do Estado, por meio do Centro de Inclusão Educacional e do CRE Mario Covas, realiza em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares e ONG Afrobras a 5ª edição do Festival Afro Minuto (Flink Sampa 2020).

Para participar do concurso, alunos da rede estadual que estejam cursando qualquer ciclo deverão produzir e enviar vídeos que visem valorizar a diversidade e respeitar os processos históricos de resistência negra desencadeada pelos africanos escravizados no Brasil.

O tema deste ano é uma homenagem à vida e obra de Milton Santos. Cada escola deverá inscrever apenas um vídeo por categoria, sendo: Ensino Fundamental Anos Iniciais, Ensino Fundamental Anos Finais, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A produção dos vídeos ficará por conta dos estudantes, sob orientação e acompanhamento do(a) professor(a) orientador(a). O regulamento do concurso pode ser consultado no site do CRE Mário Covas: http://www.escoladeformacao.sp.gov.br/portais/Default.aspx?tabid=9180.

A lista de vencedores será divulgada em novembro, considerando os protocolos sanitários vigentes, a premiação está prevista para ocorrer virtualmente ou em local a ser definido, na segunda quinzena do mesmo mês.

Fonte: Governo de SP

SCS testa comunidade escolar para mapear pandemia na rede de ensino

Alunos, professores e funcionários participam de inquérito sorológico para saber quem teve contato com o vírus. Se exame der positivo, é realizado o PCR em seguida.

A Prefeitura de São Caetano do Sul iniciou nesta segunda-feira (14) um inquérito epidemiológico para mapear a situação da pandemia de Covid-19 da rede de ensino na cidade do ABC. O resultado da pesquisa mostra a quantidade de pessoas que já tiveram contato com o novo coronavírus e pode ser um indicativo para a volta às aulas.

Os testes serão feitos em parceria com o Inpes/USCS (Instituto de Pesquisa da Universidade Municipal de São Caetano do Sul) exclusivamente em alunos, professores e funcionários das 64 escolas municipais do município.

Serão feitos 2.400 testes rápidos (sorológicos), número que representa uma amostra de cerca de 7,5% de cada grupo a ser testado. De acordo com a prefeitura, a escolha dos participantes foi feita de modo aleatório por computador.

A secretária municipal da Saúde, Regina Maura Zetone, disse que o inquérito funciona como uma pesquisa. “É importante pra gente fazer uma radiografia do ponto zero da comunidade escolar no município de São Caetano do Sul. É um estudo que a gente vai comparar entre as faixas etárias porque são todos os grupos escolares que nós estamos estudando”, disse.

O inquérito sorológico vai testar 400 alunos de cada fase: ensino infantil, fundamental I e II, ensino médio e universidade, além de 400 funcionários da rede que atuam em todos esses ciclos.

O resultado do teste sorológico, que identifica a presença de anticorpos de coronavírus no sangue, sai em poucos minutos. Se der positivo, a pessoa faz o exame PCR, que é colhido no mesmo instante e identifica a presença do vírus em amostras coletadas no nariz e garganta. O resultado fica pronto em até 48 horas.

Fonte: G1