Bairro Boa Vista São Caetano do Sul

O Bairro Boa Vista passou pelo mesmo processo de formação ocorrido nos demais bairros de São Caetano do Sul. As antigas vilas, chácaras e grandes terrenos foram extintos para dar lugar aos lotes urbanos. 

A Vila Palmeiras foi loteada no final da década de 1940. Neste período teve início a urbanização do Boa Vista. Essa vila, uma das áreas loteadas mais antigas, também faz parte da formação do Bairro Nova Gerty. Dessa forma, a história do Boa Vista mistura-se com a do Nova Gerty, sendo até mesmo uma sequência urbana dele. 

Não só a Vila Palmeiras, mas também outras vilas, como Aurora e Gisela, foram comuns para a formação de ambos os bairros. Na criação do Boa Vista ainda se incluem os loteamentos surgidos a partir das vilas Júlia e Ida. A Vila Júlia era localizada no meio do bairro, prolongamento da Vila Palmeiras. Já a Vila Ida (de Ida Vital), dos terrenos das Indústrias Reila e de parte da antiga Vila Santa Maria (dos irmãos Pujols). A Mata da Viúva, que figura na história dos bairros Boa Vista e Nova Gerty, era uma extensa área onde a meninada passava a tarde procurando ossos de animais. O terreno foi loteado e no lugar surgiram as vilas Gisela, Aurora e Júlia. 

Origem do Nome

O nome do bairro deve-se à chácara do alemão Hidat, de grande extensão e localização privilegiada (na parte alta da cidade), que proporcionava boa visão para muitos lugares, sendo bastante frequentada por aqueles que queriam apreciar a boa vista. Na porteira dessa chácara havia, numa placa, a frase Quinta da Boa Vista, que acabou, primeiramente, dando nome à antiga Estrada de Santo André – agora conhecida como Rua Boa Vista – e, posteriormente, ao bairro. 

Famílias como os Rodrigueiros eram famosas no bairro pelos serviços de carpintaria. Outras famílias também fazem parte da história local: Fantinatti, Falzarano, Thomé, Monteiro, Garcia, Graciute, Ribeiro e Venturine. Assim como o Nova Gerty, o Boa Vista também presenciou a chegada de migrantes que se fixaram em São Caetano em busca de trabalho. 

Escola Estadual Padre Alexandre Grigolli 

Bairro Boa Vista São Caetano do Sul
Escola Senai Armando de Arruda Pereira. Foto: Divulgação

Até o final da década de 1950, o bairro carecia de infraestrutura básica. Por exemplo, calçamento, transporte, redes de água e esgoto. Somente na década seguinte implantaram os primeiros melhoramentos urbanos. Uma das primeiras escolas a atender a comunidade, a EEPG Padre Alexandre Grigolli, encontra-se atualmente no bairro vizinho, o Nova Gerty. A EEPG Professor Décio Machado Gaia, entretanto, nasceu no próprio bairro. Em 1967, o Bairro Boa Vista recebeu a Biblioteca Municipal Esther Mesquita. Esta, a primeira construída naquela região e a segunda do município. Até hoje, ela ainda é uma das mais importantes referências da memória local.

Foto em destaque e conteúdo da Fundação Pró-Memória São Caetano do Sul Bairro Boa Vista São Caetano do Sul