Festival Cultura Solidária arrecada mais de 1,5 tonelada de alimentos em sua 2ª edição

O 2º Festival Cultura Solidária, evento da Prefeitura de Diadema transmitido online, arrecadou mais de uma tonelada e meia de alimentos, que serão destinados a famílias em situação de vulnerabilidade social.Realizado em parceria com a campanha “Sua Vida Importa pra Mim e Sua Fome me Incomoda”, o festival levou ao internauta apresentações ao vivo, entrevistas e depoimentos de artistas.

As doações de alimentos foram recebidas durante a realização do evento no Centro Cultural Diadema – Teatro Clara Nunes. Também foram arrecadados recursos para o Fundo de Solidariedade de Diadema.

Apresentado pela cantora e atriz diademense Ana Cacimba, o festival mesclou shows ao vivo, de ritmos como pop, rap e samba, a vídeos gravados contendo depoimentos e apresentações de artistas representativos da cultura popular.

O internauta que desfrutou essa tarde cultural conferiu artistas como Levi Cintra, com canções de MPB, pop e rock, o sambista Caco Oliveira, o grupo de Hip-Hop Mentes do Gueto, além dos grupos Tambor de Crioula da Encantada Dona Teresa, Mucambos de Raízes Nagô e Celso Ohi e a tradição de Bonecos. O festival também homenageou a Companhia de Danças de Diadema, que completou 26 anos de existência em 2021.

Festival Cultura Solidária arrecada mais de 1,5 tonelada de alimentos em sua 2ª edição

Para o secretário de Cultura Deivid Couto, o festival se notabilizou por “um trabalho belíssimo”, mostrando para quem está em casa que “em Diadema temos artistas de primeira qualidade”. Inês Maria de Filippi, presidenta do Fundo Social de Solidariedade, destacou que já foi possível doar mais de cem toneladas arrecadadas a partir da campanha de combate à fome. “E o envolvimento é cada vez maior”, completa.

Segundo Patty Ferreira, vice-prefeita e secretaria de Assistência Social, as doações estão “alcançando aquelas pessoas que estão sofrendo muito com a pandemia”. “Estão vindo de todo lugar, da indústria, do comércio, da sociedade civil, das entidades, das ONGs, mas vêm também da pessoa que está em casa”, afirma.


Comitê de Combate à Fome
A campanha é uma ação organizada pelo Comitê de Combate à Fome, instituído por decreto e que envolve diversas secretarias municipais, entidades da sociedade civil e o Fundo Social de Solidariedade. Todas as frentes de trabalho têm o mesmo objetivo: diminuir os efeitos sociais da crise da pandemia do coronavírus.

FOTOS: DINO SANTOS

Gostou de “Festival Cultura Solidária arrecada mais de 1,5 tonelada de alimentos em sua 2ª edição“?

Festival Cultura Solidária arrecada mais de 1,5 tonelada de alimentos em sua 2ª edição

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 999 outros assinantes

Justiça e Shopping Light arrecadam 540 kg de alimentos para população LGBTQIA

Três instituições foram beneficiadas com o total coletado na iniciativa promovida ao longo do mês de agosto

A campanha de doação de alimentos e produtos de higiene, promovida pela Secretaria da Justiça e Cidadania em parceria com o Shopping Light, arrecadou 540 kg de alimentos e 54 produtos de higiene. A ação ocorreu durante todo o mês de agosto.

O total coletado foi distribuído para três instituições que se dedicam à promoção, amparo, proteção e isonomia dos direitos da população LGBTQIA+. “O Shopping Light está sempre aberto às boas iniciativas, que promovem a inclusão e incentivam o respeito e a solidariedade”, ressaltou Rodrigo Moysés, superintendente do centro comercial.

A iniciativa consolida uma série de ações entre a Secretaria da Justiça e o Shopping Light. Em junho, a iluminação da fachada do shopping apresentou as cores da bandeira LGBTQIA+.

“Precisamos de parcerias fortes e atitudes concretas para resgatar a dignidade da pessoa humana, em especial da população LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade”, afirmou o coordenador de Políticas para a Diversidade Sexual, Marcelo Gallego.

Fonte: Governo de SP