Feira Artes do Mundo chega ao Shopping ABC

O Shopping ABC recebe a Feira Artes do Mundo, que convida o público a uma viagem cultural, com artesãos e expositores de diversos países e mais de 3 mil produtos no total a partir de 10 reais, representando cada um dos cinco continentes.

Localizada no Térreo, próxima da entrada principal, a Feira encanta com beleza e variedade cultural de artesanatos e itens típicos como as peças esculpidas em madeira da Tailândia, o ouro 24 quilates decorando os produtos da Turquia, as famosas pashminas e pratas da Índia, calçados e acessórios diretamente do Paquistão, cristais e artigos terapêuticos da Polinésia Francesa, roupas repletas de estampas coloridas e alegres do Quênia e amuletos e objetos de decoração da Grécia.

O Brasil também está muito bem representado com as delícias gastronômicas trazidas diretamente do Rio Grande do Sul, além de uma imensa variedade de produtos naturais.

Alguns dos destaques da Feira Artes do Mundo são as esculturas tailandesas em madeira esculpidas no país famoso pelas praias tropicais e palácios reais suntuosos e as pedras de proteção energética trazidas diretamente do Paquistão.

As cores, formas, sons e aromas transportam os visitantes para uma verdadeira viagem pelo mundo apresentada por diferentes idiomas dos expositores.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Feira Mundial de Artesanato
Até 2 de julhoTérreo

Shopping ABC
Av. Pereira Barreto, 42, Vila Gilda – Santo André – SP
Telefone: (11) 3437-7222
WhatsApp: (11) 95691-0070
Estacionamento visitantes: Carros 10,00 até 3 horas + 2,00 por hora adicional ou fração

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Feira Artes do Mundo chega ao Shopping ABC”?

Feira Artes do Mundo chega ao Shopping ABC

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.338 outros assinantes

Barracão Teatro leva para a sua casa “Zabobrim, o Rei Vagabundo”

Como transpor para os limites da tela um espetáculo concebido para dialogar com o público? Com o desafio lançado, o Barracão Teatro – importante centro de investigação e pesquisa das artes da cena, localizado em Campinas (SP) – apresenta a adaptação de “Zabobrim, O Rei Vagabundo” (um dos clássicos do repertório do grupo) para os formatos digitais.

Filmado e formatado para a realização de uma série de seis apresentações on-line, gratuitas, nas plataformas sociodigitais do Barracão Teatro, “Zabobrim, O Rei Vagabundo Online” tem sua estreia nesta sexta-feira, 16 de abril, às 20h. A temporada, contemplada pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC), com recursos da Lei Aldir Blanc, se estende nos dias 17, 18, 23, 24 e 25 de abril.

A temporada on-line terá uma novidade: o grupo receberá o público,, às 19h40, em uma antessala da plataforma Zoom, para conversar com os participantes. O link de acesso para a noite de estreia, sexta-feira, dia 16, é http://bit.ly/zoom_antessala_estreiazabobrim. Nos outros dias, o link estará disponível no Youtube e Instagram do Barracão Teatro.

Barracão Teatro leva para a sua casa "Zabobrim, o Rei Vagabundo"

Sob nova perspectiva
O espetáculo “Zabobrim, O Rei Vagabundo”, foi concebido, na sua origem, para ser uma obra volátil que dialogasse diretamente com público. Para a adaptação do espetáculo aos formatos digitais, o Barracão Teatro contou com a parceria da produtora de vídeo Mapache Filmes – fundada e dirigida pelo videomaker e cineasta Levi Munhoz.

“Entendemos que essa ressignificação não foi simplesmente o ato de filmar um espetáculo teatral já concebido, mas criar uma adaptação da obra feita exclusivamente para ser vinculada e apresentada nas redes a fim de possibilitar um diálogo presente com o espectador que assiste do outro lado da tela”, destaca a diretora Tiche Vianna.

Transpor uma linguagem para outra sem querer ter perdas é uma tarefa árdua e seria uma “prepotência dizermos que conseguimos fazer isso”, reforça Tiche. Em “Zabobrim, o Rei Vagabundo Online”, a equipe teve, acima de tudo, a possibilidade de estudar, revisitar, desmontar e remontar um espetáculo teatral sob uma nova perspectiva.

Quais os desafios? “A primeira coisa que perderíamos seria a relação interativa com o público e por conta disso, seria necessário modificar a narrativa. Isso diminuiu consideravelmente o tempo de realização das cenas o que favoreceu muito a apresentação através da tela”, afirma.

Segundo ela, “é diferente gravar um espetáculo teatral e reinventar a teatralidade no ‘teatro audiovisual’. Como a câmera se aproxima e às vezes entra na cena, atrizes e atores tiveram que condicionar corpos habituados ao exagero, a não caminhar as distâncias cênicas e recriar seus movimentos: tanto da máscara em si, que pressupõe sutilezas do rosto (coisa que não vemos no teatro por causa da distância), quanto da coluna e transferência de peso, redesenhando seus gestos. Tudo ganhou outra dimensão e é por meio do retorno, que poderemos ter através do público, após as apresentações, que saberemos com mais profundidade como operar essa outra perspectiva de trabalho, que parece ser o que nos moverá nos próximos meses”, reflete.

Do outro lado da tela
Desde sua estreia, em 2015, o espetáculo circulou por diversas cidades, apresentando em festivais, mostras e temporadas. Em cada lugar, e diante de cada público diferente, a peça, na improvisação direta com a plateia, ia se reconfigurando na atualização de piadas, interações e comentários (tudo isso a partir dos acontecimentos atuais e do retorno do espectador).

Agora, sob a nova perspectiva virtual, a diretora é enfática: “Longe de termos uma câmera que captura imagens fiéis ao realismo, temos uma câmera que vasculha alguns ângulos distintos da cena, na busca de uma intimidade que só a presença cênica é capaz de revelar. Ainda temos muito a aprender e o desafio é esse. Quanto mais caminho pela frente, maior a vontade de realizar a possibilidade do agora”, conclui Tiche Vianna com muitas ideias na cabeça e, definitivamente, uma câmera na mão.

Ficha técnica

Dramaturgia
Tiche Vianna – Esio Magalhães

Direção
Tiche Vianna

Atuação
Cintia Birocchi
Esio Magalhães
Fernando Fubá
Kara Ariza
Raissa Guimarães
Rodrigo Nasser
Ulisses Junior

Direção Musical
Marcelo Onofri

Direção de arte (figurinos)
Antonio Apolinário

Designer Gráfico
Ana Muriel

Técnico de Iluminação
Erico Damineli

Produtora Executiva
Cau Vianna

Assistente de Produção
Thomas do Anjos

Sinopse do espetáculo
Na peça, Zabobrim, o palhaço vagabundo remexe o lixo e encontra uma lâmpada mágica. Um gênio lhe concede três pedidos e ele pede para se tornar rei. Seu desejo é realizado e Zabobrim retorna ao passado, quando o fim da monarquia se anuncia e os reis estão perdendo suas cabeças.

Serviço
“Zabobrim, o “Rei Vagabundo On-Line”
Quando: 16, 17 e 18 de abril (sexta a domingo); 23, 24 e 25 de abril (sexta a domingo), sempre às 20h.
Ondehttps://www.youtube.com/barracaoteatro 
Recepção do público: plataforma Zoom, às 19h40. Link de acesso para a estreia, sexta-feira, dia 16, é http://bit.ly/zoom_antessala_estreiazabobrim. Nos outros dias, o link estará disponível no Youtube e Instagram do Barracão Teatro.
Classificação indicativa: 12 anos.

Projeto: Zabobrim, o Rei Vagabundo Online, contemplado pelo Programa de Apoio Cultural Expresso Lei Aldir Blanc nº36 – Produção e temporada de espetáculo de teatro com apresentação on-line, da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo.

Gostou da nossa matéria “Barracão Teatro leva para a sua casa “Zabobrim, o Rei Vagabundo”“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Caderno Cultural. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.338 outros assinantes

Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba terá edição virtual

A tradicional Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba agora vai ter uma nova edição a partir desta sexta-feira (12/03). Devido a pandemia do coronavírus a atividade acontecerá pelas redes sociais.

A novidade é que a programação virtual se estenderá até 30 de abril. Além de 43 expositores, a programação terá a participação de artistas visuais, além de apresentações de música, teatro e circo, saraus, entre outros, num total de 130 eventos.

Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba terá edição virtual

Segundo os organizadores, os recursos provenientes da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc do Estado de São Paulo tornaram possível a ampliação da programação e a contratação de mais de 220 artistas de diversas áreas.

Os destaques são o Sarau da Floresta, com poemas que contam histórias indígenas e da Mata Atlântica e o Sarau Paranapiacaba: afetos e memórias com histórias da vila ferroviária de Santo André. O público poderá conferir ainda grupos como: Irmandade do Blues, Serial Funkers, Os Desconhecidos, O Bardo e o Banjo, Fanta Konatê e Trupe Djembedon, Cia. Corpo Mágico e Irmãos Becker.

Já os grupos infantis farão, entre outros espetáculos, releituras de grandes clássicos como Três Porquinhos, Pinóquio e o Flautista de Hamelin. Entre os músicos participarão Ellen Oléria, Kleber Albuquerque, Graça Cunha, Rodrigo Régis, Marquinho do Pandeiro e Adriano Grineberg. Nas artes visuais, destaque para Valdo Rechelo, Milton Toller, Edu Guimarães, Elton Hipólito e Croma. Todas as atividades poderão ser conferidas no site

https://www.fparanapiacaba.com/, no Facebook (@feiraparanapiacaba), no Instagram (@fparanapiacaba) e no canal do YouTube da feira.

História – A Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba é realizada desde 2015 com expositores da Região Metropolitana de São Paulo, inclusive com moradores da vila de Paranapiacaba. Entre as artes, há o tradicional artesanato em tecidos, linhas e pedras e antiquários. A feira também tem parceria com grupos que buscam novas formas de interagir com o mercado de trabalho de forma coletiva, como a Associação Fibras da Serra e o Coletivo FOOP.

Nesta edição a produção executiva e a curadoria são de Anita Carvalho e Leonete Accetto e a proponente do projeto foi a empresa Ba Rocco Produções.

Serviço:

Feira de Artes e Artesanato de Paranapiacaba – edição virtual

Além de 43 expositores, participação de artistas visuais, além de apresentações musicais, saraus, teatro e circo, entre outros, num total de 130 eventos.

Confira a programação em: https://www.fparanapiacaba.com/

De 12 de março a 30 de abril.

Transmissão pelo site: https://www.fparanapiacaba.com/, Facebook (@feiraparanapiacaba), Instagram (@fparanapiacaba) e canal do YouTube da feira.

O projeto contou com o apoio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc do Estado de São Paulo.

Atividades gratuitas.

Gostou de “Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba terá edição virtual?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 2.338 outros assinantes

ParkShopping recebe Feira de Artesanato Nações & Artes

Pela primeira vez na cidade de São Caetano do Sul, o maior espaço de artesanato internacional do Brasil, a Feira Nações & Artes traz a cultura do mundo para a cidade do grande ABC. O espaço internacional de artesanato e decoração, acontece até 30 de outubro no ParkShopping São Caetano. O evento se preparou para o novo normal, e estará cumprindo todos os protocolos exigidos. Todos os produtos higienizados, álcool em gel para os visitantes e todos os colaboradores usando máscaras. 

Culturas de diversas partes do mundo, representadas em itens de decoração, artesanato, acessórios, joias e semijoias, obras de arte, tecidos, artigos e tapeçaria, estarão reunidos nesse espaço único. 

O Espaço Internacional Nações e Artes faz um intercâmbio cultural entre países como o Chile, Marrocos, Bolívia, Índia, Indonésia, Guiania Francesa, Paquistão e Brasil. 

Antes de chegar em São Caetano do Sul, a feira já passou por mais de 50 cidades do país. “Acredito que o evento será um sucesso, pois o objetivo é causar uma sensação única aos clientes, possibilitando o contato com diferentes países”, afirma Juliano Michei, idealizador do evento.

Além de visitar a feira, os clientes do shopping podem adquirir as peças disponíveis a venda com exclusividade, levando consigo uma lembrança cultural estrangeira para vestir ou decorar o ambiente. A Nações & Artes está exposta durante o funcionamento do shopping: de segunda a sábado, entre 12h e 20h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h. A entrada é gratuita.

Serviço:

Nações & Artes – Feira Internacional de Artesanato e Decorações

Local: Park Shopping São Caetano

Horário: De segunda a sábado, das 12h às 20h. 

Domingos e Feriados:  das 14h às 20h.

Entrada: Gratuita

ParkShopping São Caetano

Endereço: Alameda Terracota, 545, Espaço Cerâmica, São Caetano do Sul – SP

Informações: 4003-4174 e www.parkshoppingsaocaetano.com.br 

Facebook e Twitter /pssaocaetano 

Instagram /parkshoppingsaocaetano

Sobre o ParkShopping São Caetano

Inaugurado no final de 2011, o ParkShopping São Caetano foi construído no novo bairro da cidade de São Caetano do Sul, o Espaço Cerâmica: um complexo multiúso com edifícios residenciais e comerciais em uma área de 300 mil m². O shopping possui 218 lojas, sendo 15 âncoras e megalojas distribuídas em dois pisos (São Caetano e São Paulo). Com foco nos públicos das classes A e B, o ParkShopping São Caetano atende não só as cidades do Grande ABC como também a bairros de São Paulo localizados em seu entorno, como Ipiranga, Nova Saúde, Mooca, Vila Prudente, entre outros. O empreendimento, portanto, tem a característica de ser regional e, para isso, há a preocupação constante em aperfeiçoar o seu mix de lojas para ser o mais completo nas áreas de moda, serviços, lazer e alimentação da região. Outra preocupação é sempre trazer ao consumidor da região novas operações até então inéditas em shoppings do ABC.  O ParkShopping São Caetano conta ainda com o Supermercado St Marche.

Sobre a Multiplan

A Multiplan possui atualmente 19 shopping centers em operação e é uma das maiores empresas do setor no Brasil. A companhia também atua estrategicamente no desenvolvimento de imóveis comerciais e residenciais, com projetos multiúso que geram sinergias para as operações de shopping centers, oferecem conveniência e comodidade aos usuários, e geram valor a seus ativos. Fundada em 1974 como empresa full service, é responsável pelo planejamento, desenvolvimento, propriedade e administração de um dos melhores portfólios de empreendimentos imobiliários do país. O ParkJacarepaguá, em construção no Rio de Janeiro, será o 20º shopping da companhia.

Os shopping centers da Multiplan totalizam mais de 5.800 lojas, tráfego anual estimado em 190 milhões de visitas e área bruta locável (ABL) de 835 mil m². Ao final do segundo trimestre de 2020, a Multiplan também detinha dois conjuntos de torres comerciais que somados à ABL de shopping centers resultam em ABL total de 922 mil m². Mais informações em www.multiplan.com.br.

Assessoria de imprensa 

MktMix Assessoria de Comunicação
Ana Claudia Gomes – anaclaudia.gomes@mktmix.com.br
Virgínia Ribeiro – virginia@mktmix.com.br
Luís Dolci – luisdolci@mktmix.com.br
Whatsapp (11) 96327-8417

Escolas Livres de Teatro e de Dança recebem inscrições

Oportunidades são para Terreiros de Estudos da ELT e para o projeto Selfdário da ELD

Santo André, 29 de setembro de 2020 – As Escolas Livres de Teatro e Dança, espaços de formação mantidos pela Secretaria de Cultura de Santo André, estão com inscrições abertas para série de atividades gratuitas. Para os ‘Terreiros de Estudos’ da Escola Livre de Teatro (ELT), as inscrições podem ser feitas até 2 de outubro. E o projeto ‘Selfdário’, laboratório de criação orientada para jovens, da Escola Livre de Dança (ELD), recebe inscrições até 16 de outubro. Os links estão disponíveis na Agenda Cultural (http://www3.santoandre.sp.gov.br/agendacultural/).

Na ELT, o processo seletivo destina-se à composição do quadro de aprendizes para aulas remotas/virtuais. As oportunidades são para oito ‘Terreiros de Estudos’, territórios autônomos de encontro e pesquisa em teatro, que se propõem a criar um espaço de convívio e de socialização do conhecimento, onde seja possível o estudo de outras narrativas de mundo.

Terão duração de cinco encontros no período noturno e podem participar candidatos e candidatas de todo o País. Os temas são: ‘Atuação Cênica e Multinaturalismo Ameríndio: Aproximações, Negociações e Conflito’, com orientação de Antonio Salvador; ‘Memória e Presença de Dramaturgias Trans no Brasil, com Ave Terrena; ‘Lete (O Esquecimento), Aletéia (A Verdade), Mnemósina (A Memória) e Uma Aproximação Do Trágico’, com Jean Pierre Kaletrianos; ‘Sonhando Paraquedas Coloridos – Criação Cênica A Partir da Memória e da Investigação do Sonho Como Simulação de Futuro’, com Cris Rocha; ‘Dramaturgias Estruturais do Teatro Ocidental – Lado B’, com Alex Tenório; ‘Corpo Morada’, com Janette Santiago; ‘Lutas Culturais e Formas Artísticas: Política, Ideologia e Estética’, com Judson Cabral, e ‘Vigiar e Punir: Os Mecanismos de Controle e Interdição da Atividade Teatral no Brasil ou A Censura Ontem e Hoje’, com Felipe de Menezes.

Escola Livre de Dança – Já a Escola Livre de Dança (ELD) disponibiliza vagas para orientações artísticas direcionadas a adolescentes e jovens interessados em produzir criação envolvendo imagem, dança e escrita, a partir do projeto Selfdário.

Selfdário é uma série virtual de dança para adolescência produzida pela equipe pedagógica da ELD e disponível no YouTube, que provoca a criação de um diário imagético sobre esse atípico ano de 2020, onde a vida mudou de forma por conta da quarentena.

Ao longo de 12 episódios, as artistas educadoras Camila Bronizeski e Paula Petreca apresentaram provocações sensíveis e referências artísticas estimulando a criação autoral de um diário de selfies (fotografias, vídeos, textos escritos) que agora ao longo de quatro semanas poderão ser elaborados como um exercício de obra multimídia sob orientação dessas artistas.

Para se inscrever é fundamental assistir primeiro aos 12 vídeos disponíveis na playlist Escola Livre de Dança, no Canal Cultura Santo André, do YouTube. Depois disso, deve-se enviar nome, idade, endereço e obrigatoriamente as quatro propostas de retrato, a partir dos exercícios sugeridos em cada episódio da série, para o email selfdario.eld@gmail.com.

Os que enviarem suas propostas no prazo irão ter quatro encontros com as educadoras, através da plataforma Google Meet nos dias 21 e 28 de outubro e 4 e 11 de novembro, das 14h às 16h, para as orientações artísticas. A série Selfdário está disponível no endereço https://www.youtube.com/playlist?list=PLk73B9e63GO5TdkJc4JOQX9wlDvUCu4T6

Serviço:

Inscrições para atividades nas Escolas Livres de Teatro e Dança

Escola Livre de Teatro – Inscrições para oito Terreiros de Estudos, cada um com duração de cinco encontros virtuais no período noturno.

Informações e inscrições até 2 de outubro

Escola Livre de Dança – Inscrições para o projeto Selfdário.

Informações e inscrições até 16 de outubro

Mais informações e links para inscrições: http://www3.santoandre.sp.gov.br/agendacultural/

| Texto: Marcos Imbrizi
mlimbrizi@santoandre.sp.gov.br / 4433-0142
| Foto: Divulgação/PSA

Fonte: Prefeitura de Santo André