Previsão do tempo Grande SP para o fim de semana

Frente fria irá passar, além de um sistema de baixa pressão, causando queda de temperatura dia a dia. Confira a Previsão do tempo Grande SP:

A previsão do tempo para as cidades do Grande ABC e região metropolitana de São Paulo indica instabilidade para o primeiro fim de semana de dezembro. A população perceberá a mudança no clima. Portanto, as pessoas deverão se preparar para chuvas fortes e em grandes volumes. As informações são do Climatempo.

Uma frente fria irá passar. Além disso, um cavado meteorológico e de um sistema de baixa pressão, irão causar queda de temperatura dia a dia, segundo a previsão do tempo para Grande São Paulo.

Sexta-feira (4/12/2020)

O dia inicia abafado e com sol, mas deve terminar fresco, com a queda de temperatura no decorrer da noite. Pela tarde, ocorrerá aumento da quantidade de nuvens. Dessa forma, os paulista poderão registrar a chuva chegar nas primeiras horas. A temperatura máxima alcança os 28°C e os índices de umidade oscilam entre 45% e 95%. Máxima de 29°C e mínima de 20°C.

Sábado  (5/12/2020) Previsão do tempo Grande SP

No sábado, a previsão para Grande São Paulo é de outra leve queda na temperatura. A taxas de unidade do ar entre 55% e 95%. Ainda assim, as chuvas devem ocorrer de forma isolada com intensidade fraca entre o fim da tarde e o início da noite. Os termômetros registrarão máxima de 25°C e mínima de 18°C.

Previsão do tempo Grande SP

Domingo (6/12/2020)

Porém, no domingo, o tempo ter uma mudança brusca e a sensação de frio pode predominar. Há chances de chuva pela pela manhã e vão se seguir tarde e pela noite, por isso, o paulistano deve ficar atento e não esquecer o guarda-chuva caso precise sair.

Além disso, as temperaturas vão permanecer baixas. Nesse sentido, a temperatura máxima deverá ser de 24°C, e a mínima de 17°C.

Feriado de Finados será chuvoso

Final de semana terá feriado prolongado de finados e a previsão do tempo não é das mais animadoras em todas as regiões do País

A chuva já acontece desde a sexta-feira no estado de São Paulo, e ainda há condições para chuvas de moderada a forte, com raios e ventania Não se descarta o risco de alagamentos, inclusive na cidade de São Paulo. A Defesa Civil monitora os riscos.

Segundo a previsão do tempo em SP do Climatempo, no fim de semana as condições de chuva vão diminuir no estado, mas ainda pode chover em áreas do norte, noroeste e leste do estado. As temperaturas vão permanecer amenas.

No feriado de Finados, na segunda-feira, o tempo já fica firme no estado de São Paulo. Há chance de uma chuva leve pela manhã em áreas do litoral, e nos Vales do Paraíba e Ribeira, mas aos poucos a chuva perde força.

Pelo Sudeste, no sábado, segundo a previsão do tempo do Climatempo, chove em grande parte do dia no leste de São Paulo, incluindo o litoral e a Região Metropolitana da capital, o estado do Rio De Janeiro e em quase todo Espírito Santo e Minas Gerais.

No domingo a situação deve se repetir. Apenas no feriado da segunda-feira que quase toda a Região Sudeste terá elevação de temperatura, períodos com sol, mas muitas nuvens e pancadas de chuva principalmente à tarde e à noite.

Estados se unem em prol da solução da crise climática

Gilberto Gil fará a abertura do evento, que contará com a presença dos governadores João Doria (SP), Flávio Dino (MA), Renan Filho (AL), Waldez Góes (AP), Renato Casagrande (ES), Paulo Câmara (PE), entre outros. O evento também reúne Ignacio Ybañez Rubio, embaixador da União Europeia (UE) no Brasil, e Jerry Brown, ex-governador da Califórnia (EUA). 

Proporcionar o intercâmbio de boas práticas entre as experiências dos estados brasileiros e de outros países e convidar os governadores estaduais comprometidos com a solução da crise climática para liderar a construção de uma rede de ações para uma governança climática sustentável. São estes os objetivos principais do I Encontro Internacional Governadores pelo Clima, que acontece nesta quinta-feira (29), às 14h, pelo Centro Brasil no Clima (CBC), instituição dedicada a aumentar a conscientização e promover mobilizações para a ação climática. O evento acontecerá no formato virtual, com transmissão ao vivo em http://bit.ly/GovernadoresPeloClima2020

O cantor e compositor Gilberto Gil fará a abertura do evento, cantando a música Refazenda especialmente para o evento, a fim de sensibilizar os participantes para a importância da tomada de ação para resolver a questão climática. Entre as presenças confirmadas, estão os governadores Renan Filho (Alagoas); Waldez Góes (Amapá); Renato Casagrande (Espírito Santo); Flávio Dino (Maranhão); Helder Barbalho (Pará); Paulo Câmara (Pernambuco); Wellington Dias (Piauí); Cláudio Castro (Rio de Janeiro); Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte); Eduardo Leite (Rio Grande do Sul); João Doria (São Paulo) e ainda os vice-governadores Marcus Vinicius Britto de Albuquerque Dias (DF) e Wanderlei Barbosa Castro (Tocantins). Outros governadores estão em fase de confirmação.Também participam Ignacio Ybañez Rubio, embaixador da União Europeia (UE) no Brasil; Yvon Slingenberg, diretora de Ação Climática da Comissão Europeia, e Jerry Brown, ex-governador da Califórnia (EUA), além de Israel Klabin, associado e membro-fundador do CBC. 

Durante o encontro, que será mediado pela jornalista Andreia Coutinho e terá tradução simultânea, serão apresentadas as experiências exitosas já realizadas por governadores de outros países e regiões, como Estados Unidos, Argentina e União Europeia.

“O objetivo da articulação Governadores Pelo Clima é somar forças dos Estados visando cumprir os compromissos do Brasil no Acordo de Paris; discutir sobre as oportunidades de geração de empregos da economia verde e estruturar canais de intercâmbio internacional entre movimentos similares de outros países”, destaca Sérgio Xavier, articulador político do CBC e coordenador da realização no Brasil de projeto apoiado pelo SPIPA – Strategic Partnerships for the Implementation of the Paris Agreement, iniciativa da União Europeia.

“Durante o encontro, teremos a oportunidade de refletir como a experiência europeia pode nos inspirar sobre a implantação de abordagens transversais para enfrentar as mudanças climáticas, de discutir os  desafios e oportunidades que as iniciativas implantadas em outros países possuem, além de debater como os governadores e a sociedade podem estabelecer um diálogo mutuamente benéfico para a prevenção e adaptação aos impactos climáticos”, declarou Guilherme Syrkis, Diretor Executivo do CBC.

Carta de Compromisso

Na ocasião, será apresentada a carta de compromisso para institucionalizar o Conselho de Governadores pelo Clima e criar sua base executiva, composta por representantes dos governadores. O documento ressalta o papel central dos governos subnacionais (ou seja, os governos estaduais) no esforço global para manter o aquecimento da Terra bem abaixo de 2 °C e para acelerar a transição para uma economia limpa e inclusiva, que beneficiará a segurança, a prosperidade e a saúde de toda a população.

“Considerando tais urgências e oportunidades, os governadores brasileiros signatários da presente carta instituem a aliança Governadores pelo Clima, em sintonia com outras iniciativas similares nos diversos continentes. Seremos uma coalizão suprapartidária, agregando ideias, forças e conhecimentos para enfrentar essa ameaça existencial. Com o compromisso de ação continuada, os governadores signatários indicarão representantes executivos para consolidar a institucionalidade da aliança e construir uma agenda estratégica nacional e internacional”, ressalta um dos trechos do documento.

Sobre o Centro Brasil no Clima

Fundado por Alfredo Sirkis, um dos principais líderes do movimento ambientalista no país, o Centro Brasil no Clima (CBC) é um think tank sediado no Rio de Janeiro que tem como objetivo estimular o debate público para resultar em uma sociedade mais sustentável. Desde 2018, a instituição realiza um projeto no âmbito das Parcerias Estratégicas para a Implementação do Acordo de Paris (SPIPA, em inglês), uma iniciativa da União Europeia, para desenvolver e reforçar a governança subnacional na área de mudança do clima.  

 Programação 

●             Abertura – Gilberto Gil, cantor e compositor; Guilherme Syrkis, diretor executivo do Centro Brasil no Clima (CBC), e Israel Klabin, associado e membro-fundador do CBC.

·       Ignacio Ybañez Rubio, embaixador da União Europeia (UE) no Brasil

●            Ação climática na Europa – A importância de uma abordagem transversal e multinível – Yvon Slingenberg, Diretora de Ação Climática da Comissão Europeia.

●             Mensagem em vídeo de Jerry Brown (ex-governador da Califórnia).

●             Alianças de Governadores dos Estados Unidos: Reed Schuler (conselheiro-sênior de política do governador Jay Inslee, de Washington) e Aimee Barnes (consultora-sênior do ex-governador Jerry Brown, da Califórnia)

●             Alliance for Climate Action – ArgentinaManuel Jaramillo, diretor-geral da Fundación Vida Silvestre.

●             Participação dos governadores brasileiros: Alagoas – Renan Filho; Amapá – Waldez Góes; Espírito Santo – Renato Casagrande; Maranhão – Flávio Dino; Pará – Helder Barbalho; Pernambuco – Paulo Câmara; Piauí – Wellington Dias; Rio de Janeiro – Cláudio CastroRio Grande do Norte – Fátima Bezerra; Rio Grande do Sul – Eduardo Leite; São Paulo – João Doria e os vice-governadores do Distrito Federal  – Marcus Vinicius Britto de Albuquerque Dias e do Tocantins – Wanderlei Barbosa Castro. Outros governadores ainda estão em processo de confirmação de presença.

●             Apresentação da carta de compromisso para institucionalização do Conselho de Governadores pelo Clima.

●             Encerramento, conclusões e próximos passos – Sergio Xavier, Coordenador e Articulador Político do CBC.

·         Apresentação e moderação – Andrea Coutinho, jornalista.

Serviço

  • I Encontro Internacional Governadores pelo Clima
  • Quinta-feira (29), às 14h (Hora de Brasília)
  • Duração aproximada de duas horas e tradução simultânea português-inglês
  • Transmissão em: http://bit.ly/GovernadoresPeloClima2020 

Fim de semana no Grande ABC terá predomínio de céu nublado

O Centro de Gerenciamento de Emergências ABC (CGE ABC), mantido pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC, informa a previsão do tempo para o próximo fim de semana na região.

Segue abaixo resumo regional da previsão do tempo. Em anexo, há o boletim completo por cidades.

“Neste sábado, a entrada de umidade do oceano no continente, influenciará o tempo na região do ABC. Assim, o predomínio será de céu nublado, com pancadas de chuva na madrugada, passando para chuva fraca isolada no decorrer do dia. Os ventos estarão moderados e as temperaturas amenas, com máxima de 22°C e mínima de 15°C. A partir do domingo, um sistema de alta pressão volta a atuar e o tempo ficará estável, sem chuva”.

Previsão de tempo com chuva, neste sábado (3)

A temperatura mínima na região é de 15ºC e a máxima pode passar dos 40ºC

A chegada de uma nova frente fria e presença de um sistema de baixa pressão atmosférica provoca chuva em boa parte da região Sudeste, neste sábado (3). Chove no leste de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e em Minas Gerais. O choque entre massas de ar frio e quente deve causar temporais isolados nessas áreas. Nas demais localidades, o calor persiste, mas as temperaturas têm uma leve queda na comparação com os dias anteriores. 

A temperatura mínima é de 15 e a máxima pode passar dos 40 graus. A umidade relativa do ar pode variar entre 12 e 100 por cento.

As informações são do Somar Meteorologia.

Felipe Moura, o tempo e a temperatura.

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.000 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

AÇÕES E POLÍTICAS GLOBAIS PARA UM BRASIL CARBONO NEUTRO

O Seminário Internacional Inovações Pelo Clima foi capitaneado pelo CBC- Centro Brasil no Clima e contou com a participação de representantes da União Europeia e Abema.

Cerca de trinta representantes de dezoito estados brasileiros se reuniram esta semana em um seminário virtual para apresentar ações e estabelecer metas que permitam que os estados cumpram o acordo de Paris e executem políticas que evitem o aquecimento global. O encontro teve como objetivo criar uma sinergia de políticas globais, nacionais e subnacionais que discutam pautas de proteção ao meio ambiente. O Seminário Internacional Inovações Pelo Clima foi coordenado pelo CBC- Centro Brasil no Clima e contou com a presença de representantes da União Europeia e da Abema.

A reunião foi comandada pelo Diretor Executivo do Centro Brasil no Clima, Guilherme Syrkis, e pelo articulador político do CBCSergio Xavier. O debate foi aberto ao público e trouxe exemplos e soluções para tornar a economia e as cidades mais sustentáveis. O encontro completo pode ser acessado através do: https://www.youtube.com/c/CentroBrasilnoClima/null.

Dos 27 estados brasileiros, apenas 14 apresentam maior engajamento com as questões climáticas e considerando a relação dos estados com o Governo Federal, no âmbito do desmatamento e agricultura para a redução de carbono, foi alertado que o uso do solo, no Brasil é o maior emissor de gases de efeito estufa, o que faz o país ser o sétimo maior emissor de GGE,  no mundo.

Inácio Acenjo, representante da Delegação da União Europeia, no Brasil apontou, que é possível ter crescimento econômico e contemporaneamente, uma redução dos gases do efeito estufa, através de um sistema de governança baseado em objetivos e cumprimento de metas.

“Estamos fazendo assim e está dando certo na Europa. Mas esse é um fato recente, pois há 10 anos ainda se duvidava dos efeitos das mudanças climáticas e questionavam os cientistas. Devemos levar em conta que sem o consenso sobre essa necessidade urgente de uma governança mundial sustentável, não será possível criar políticas de preservação fortes. E quem cria essa consciência, quem faz as cobranças que geram a mudança, somos nós. Políticos, jornalistas e sociedade civil. Essa é realmente a base pra fazer algo sério e eficaz contra as mudanças climáticas. Esse é o único método de assegurar o crescimento do futuro”, afirmou Inácio.

Artur Lemos, Secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, além de apresentar as soluções que estão sendo implementadas no estado, comentou durante a reunião, que o meio ambiente não deve ser visto como um problema político e social. Que é preciso ver a sustentabilidade do país como uma solução de saúde pública, ambiental, social e econômica. O secretário ressaltou alguns dos efeitos das mudanças climáticas vivenciados no mundo. “A Gripe Espanhola, o H1N1, o coronavirus, tudo isso tem haver com as mudanças climáticas e não podemos negar. Precisamos criar soluções que possam mitigar o que nós aceleramos com a execução de políticas não sustentáveis”, afirmou.

Entre os presentes na reunião, o Secretário Executivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas, Mauricio Moleiro Philipp (SEMA/MT) – Coordenador de Mudanças Climáticas da Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso, José Bertotti (SEMAS/PE) – Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, Sádia Gonçalves de Castro (SEMAR/PI) –  Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, Marcílio Leite Lopes (SEDAM/RO) – Secretário do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia, Artur Lemos (SEMA/RS) – Secretário de Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, Celso Lopes de Albuquerque Junior (SEMA/SC) – Secretário Executivo do Meio Ambiente de Santa Catarina, Luiz Santoro (SIMA/SP) – Secretário Executivo de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, José Sarney Filho (SEMA/DF) – Secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal e outros.

SERVIÇO:

CBC Apresenta: Seminário Inovações Pelo Clima
Assessoria de Imprensa:
Luma Araujo – (81) 9 8532.6635 / lumali.araujo@gmail.com