Estudante já pode conferir aprovação na primeira fase da Fuvest

Fuvest divulga a lista dos aprovados para a segunda fase do vestibular 2021. Estudante já pode conferir.

São 33 mil 315 candidatos aptos para participar da próxima etapa, no dias 21 e 22 de fevereiro.

Desse total, 21 mil 262 foram convocados pela modalidade de ampla concorrência.

Outros oito mil 997 são estudantes que, independentemente da renda, cursaram o ensino médio em escola pública.

A lista ainda inclui três mil e 56 candidatos que se autodeclararam pretos, pardos ou indígenas, além de terem cursado o ensino médio na rede publica.

A Fuvest oferece neste vestibular oito mil 242 vagas em cursos de graduação da Universidade de São Paulo, a USP.

Para outras duas mil 905 vagas, os estudantes são selecionados por meio do Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, que utiliza a nova do Enem.

Na próxima fase da Fuvest, o primeiro dia será de provas de língua portuguesa e literatura, além da redação.

No segundo dia, os candidatos responderão questões de duas a quatro disciplinas, de acordo com o curso escolhido.

A primeira chamada dos aprovados no vestibular da Fuvest será em 19 de março. 

Em parceria com Rádio2.

Gostou de “Estudante já pode conferir aprovação na primeira fase da Fuvest”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Estudante já pode conferir aprovação na primeira fase da Fuvest

Conta de energia em janeiro será em bandeira amarela

A conta de energia em Janeiro terá bandeira amarela. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) mudará a bandeira tarifária, com relação ao mês de Dezembro. Sendo assim, o valor cobrado deixará a bandeira vermelha para amarela, no início de 2021. Portanto, é provável que as contas dos consumidores sejam menores.

Segundo a agência, a previsão de janeiro do aumento da quantidade de água nos principais reservatórios de água. Portanto, maior produção hidrelétrica é esperado, o que diminuirá os custos relacionados ao risco hidrológico, o que permite a redução da tarifa.

Conta de energia em janeiro

Quanto será a conta de energia em janeiro?

A taxa extra será de R$ 1,343 a cada 100kWh consumidos, a partir de 1º de janeiro. Todavia, a taxa na bandeira vermelha patamar 2, utilizada em dezembro, era de R$ 6,243 para cada 100KwH.

O sistema de bandeiras tarifárias esteve suspenso, desde maio, para reduzir as contas dos consumidores. Nesse sentido, uma das medidas de enfrentamento aos efeitos econômicos da crise do coronavírus. Porém, a cobrança da taxa extra retornou agora em dezembro.

A atualização das bandeiras tarifárias são feitas todos os anos. A Aneel leva em conta parâmetros diversos. Por exemplo, estimativas de mercado, inflação, projeção de volume de usinas hidrelétricas, histórico de operação do Sistema Interligado Nacional.

A Aneel criou o sistema de bandeiras em 2015. O intuito original era de ressarcir os custos com as usinas termoelétricas. Esta fonte de energia é mais cara, frente ao gerado nas hidrelétricas. A indicação do valor da tarifa é feito com as cores verde, amarela ou vermelha, na conta de energia.

A variação ocorre, em especial, em épocas com menos chuvas nas bacias dos principais reservatórios do sistema elétrico nacional. Neste cenário, a agência poderá acionar as bandeiras amarela e vermelha. Por outro lado, quando o nível está dentro do esperado e operacional, a bandeira verde é mantida e sem valores adicionais.

Quando chove menos os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais térmicas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.