EXPOSIÇÃO ORIGENS #3 RETRATA NOSSO PAÍS SOB A VISÃO DE ARTISTAS DA PERIFERIA

Em uma ação coletiva cinco artistas da quebrada remontam caminhos para entender as origens diaspóricas africanas que fundaram nosso país

Exposição Origens #3 acontece em formato totalmente virtual, até o dia 30 de janeiro de 2021, com mais de 50 obras de 5 artistas plurais que refletem os resultados da diáspora africana nas realidades periféricas em que vivem. Com curadoria de Priscila Magalhães os trabalhos, são compostos por pinturas, colagens, artes digitais e fotografias. Os trabalhos ficarão expostos no site do Festival Cultural Pangeia, com acesso gratuito. Os artistas convidados são: Isabela Alves “Afrobela”, Cauã Bertoldo, Cassimano, Paulo Chavonga e Ione Maria.

Planejada para ocorrer no formato físico, a exposição que inclui fotografias, colagens e artes plásticas ganhou as redes. São obras que retratam nossas origens diaspóricas envolvidas no cotidiano de cada artista e podem ser conferidas através do site https://www.festivalpangeia.com/ “Transformar a exposição para o ambiente virtual proporciona um alcance maior para a reflexão sobre o tema que é Conexão Américas e África”, comenta Priscila. A diretora do festival, Pauliana Reis, fala sobre o desafio de realizar o evento em um novo formato. “Tínhamos tudo preparado para o formato tradicional e de repente nos vimos em um grande desafio de mudar completamente, alterar cronogramas e adaptar a exposição. Ao mesmo tempo que foi trabalhoso, está sendo muito gratificante ver o alcance das ações”.

VISÃO DE ARTISTAS DA PERIFERIA – Exposição Origens #3 Artistes Convidades:

Ione Maria:25 anos, diretamente de Vila Albertina, SP. Colagista há 5 anos, também trabalha com design e direção de arte. A colagem, em particular, é o campo de pesquisa da artista, evidenciando a cultura afro-brasileira através do formato analógico/manual. A arte, por sua vez, vem do lugar de colocar narrativas negras em espaços dignos de realeza através das imagens que a cercam. Há o costume de criar também com amigos e familiares, costurando relações mais firmes e afetivas em seu trabalho. No design, se destaca pela linguagem afro-futurista, articulada também através do movimento independente preto, para fins comunicativos e artísticos.

Cauã Bertoldo: Artista visual, desenvolve a identidade poética de seu trabalho desde 2014. Se expressa em técnicas de pintura diversas, dentre elas a aquarela, arte digital, grafitti etc. Sua pesquisa em arte, trata das questões do sujeito negro e queer periférico, através de retratos mergulhados em metáforas e interpretações multilaterais, onde cada um se conecta e se vê a sua maneira.

Isabela Alves – AfroBela: Multiartista e futurista. Reside no bairro Jd. João XXIII, e é nesse território que cria e desenvolve suas linguagens, trabalhando com colagem digital, tela e tinta acrílica, fotografia e escrita. Seus projetos pessoas discutem sempre sobre sexualidade e identidade, sendo o maior deles a plataforma afetiva A Perfeita Queda dos Búzios, também idealizada por Jéssica Ferreira, e residente no Teatro de Contêiner.

Cassimano: Nascido e criado na periferia de São Paulo, ainda adolescente despertou seu interesse pela fotografia nas ruas ao trabalhar como mensageiro. Em 2012 viajou para Moçambique para realizar um intercâmbio cultural e fazer o registro fotográfico dessa viagem. Desde 2016 realiza o projeto “Galeria Fotográfica de rua” projeto deintervenção urbana com suas fotografias ampliadas em grandes formatos e aplicadas em diversos suportes comcolagens. Com o mesmo projeto promove cursos de fotografia, de ampliação e aplicação das colagens para jovens da periferia.

Paulo Chavonga: Artista plástico autodidata, Produtor cultural, muralista e arte educador angolano, teve seu início nas artes plásticas aos 7 anos de idade na cidade de Benguela – Angola, tendo a pintura em tela como sua primeira plataforma de produção. Seu fascínio pela expressão humana e das culturas africanas resulta em estudos dos povos de lugares em que já passou. São a tradução de dias passados no Kandongueiro, no kimbo, festas de quintal, conversas em volta da fogueira.

Sobre o Festival Cultural Pangeia

O nome do festival é uma referência a Pangeia, que era o grande continente, a primeira crosta terrestre que existiu antes da separação que formaram os seis continentes que conhecemos hoje: África, Ásia, Europa, Oceania, América e Antártida. Apesar das divisões continentais, a proposta é a união das culturas, influenciada e construída a partir de intervenções artísticas com diversas atrações e o mapeamento de artistas. 

O Festival Cultural Pangeia foi contemplado nos anos de 2016 e 2017 pelo Programa VAI da Secretaria de Cultura de São Paulo. Na atual edição o festival foi contemplado em 2019 no 4º Programa de Fomento a Periferia com o projeto “Conexão Américas e África”, relacionando a influência da cultura Afrodiaspórica nas Américas.

Serviço: 
Site: https://www.festivalpangeia.com/

Redes Sociais:
Facebook – www.facebook.com/festivalpangeia 
Instagram – @festivalpangeia 
YouTube – Festival Cultural Pangeia

Exposição Kizomba de Fabio Galvão no Museu de Mauá

Exposição no Museu Barão de Mauá
Vamos Kizombar gente…
Fiquem ligados, na próxima semana nossa jornada se inicia e claro você é nosso convidado.
02/12 ás 20 horas abertura e intervenção artística da Instalação “KIZOMBA PRA PRETO” 
09/12 ás 20:00 horas intervenção artística.
Presença de atores e músicos para narrar a história e importância do SAMBA para nosso país.
Você ainda poderá conferir neste período, até 20/12 toda a exposição que fica em cartaz nesta casa histórica.
Contamos com sua presença. 
#kizombaprapreto #ancestralidade #samba #carnaval #culturapopular

Exposição Kizomba de Fabio Galvão no Museu de Mauá
Foto: Divulgação

Conheça melhor nosso projeto!

 KIZOMBA PRA PRETO .  Oh velho Deus dos homens eu quero ser tambor e nem rio e nem flor e nem zagaia por enquanto e nem mesmo poesia. Só tambor ecoando como a canção da força e da vida Só tambor noite e dia Dia e noite só tambor até à consumação da grande festa do batuque! Oh velho Deus dos homens deixa-me ser tambor só tambor!   “José Craveirinha”  Me entrelacei nas raízes ancestrais e nesta instalação artística irei narrar a trajetória do “SAMBA E O CARNAVAL, Tia Ciata, sambadeiras, capoeiristas e poetas relembram as primeiras manifestações em nome deste patrimônio Nacional.

A exposição traz imagens dos primeiros batuques neste reduto chamado de pequena África no Rio de Janeiro, esculturas de personagens tradicionais do Carnaval e objetos sobre o samba e toda sua gloriosa trajetória tão marginalizada, o seu povo, sua cultura enraizados na identidade deste país. Em sua CONSTRUÇÃO toda carga emocional e histórica, através de falas e canções que ilustram a cena, o projeto visa propagar e manter viva esta tradição que pode agonizar mas jamais morrer. KIZOMBA PRA PRETO celebra meu povo, minha raça a nossa história.  Sejam todos bem vindos. #KIZOMBAPRAPRETO

Curador Fabio Gouveia 11 95484-5405

Serviço: Museu Barão de Mauá
Av. Dr. Getúlio Vargas, 276, Vila Guarani, Mauá, SP, Brasil. Telene: 11 4519-4011

Espaço do Movimento Consciência Negra é inaugurado no Metrópole

O Shopping Metrópole, em São Bernardo do Campo, inaugurou um espaço do Movimento Consciência Negra dedicado a reflexões e informações sobre a urgente necessidade de se combater o racismo no Brasil e no mundo.

Até o fim do ano, quem passar por lá poderá ver fotos e conhecer histórias de personalidades que se sobressaem na luta antirracista.

“A ação e a consciência contra o racismo deveriam estar presentes não só Dia da Consciência Negra (20/11) e no mês de novembro, que se tornou referência para o tema, mas o tempo todo, em nosso dia a dia. Isso precisa ser incorporado pela sociedade para que, um dia, exista igualdade de oportunidades”, declara Rodrigo Rufino, gerente de marketing do Shopping Metrópole. 

O espaço foi inaugurado dia 20/11, tem como parceiro o Instituto Iris e está localizado próximo à loja Renner.

Agenda

Espaço Movimento Consciência Negra – “Histórias de vida que merecem um tempo da sua”

Onde: Shopping Metrópole – Praça Samuel Sabatini, 200, Centro, São Bernardo do Campo/SP

Quando: segunda-feira a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 14h às 20h

Sobre o Shopping Metrópole: Inaugurado em maio de 1980, o empreendimento conta com 173 operações, entre elas, cinco âncoras (Academia Smart Fit, C&A, Renner, Lojas Americanas e Marisa), três restaurantes (Outback, Si Señor e Pecorino) e nove salas de cinema multiplex PlayArte (três em 3D e 1 Extreme). Em 2008, o shopping foi o primeiro empreendimento da região do ABC a receber a certificação segundo a norma ISO 14001 do seu Sistema de Gestão Ambiental. Horário de funcionamento: segunda-feira a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 14h às 20h. Praça Samuel Sabatini, 200, Centro, São Bernardo do Campo (SP). SAC: 11 4003-7370. www.shoppingmetropole.com.br

Sobre o Movimento Consciência Negra: o objetivo do movimento é reconhecer a relevância da luta antirracista no Brasil e no mundo, apresentando personalidades que nos fazem refletir e aprofundar nossa percepção sobre discriminações racistas e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas.

Funcionamento de órgãos estaduais no Dia da Consciência Negra

Alguns serviços no estado de São Paulo poderão apresentar alterações na grade de horários nesta sexta-feira (20)

Em razão do feriado do Dia da Consciência Negra, nesta sexta-feira (20), alguns serviços públicos em órgãos estaduais poderão apresentar mudanças na grade de funcionamento. Vale destacar os serviços online oferecidos por vários órgãos no período, também em função da pandemia de COVID-19.

Veja como ficam os horários programados para serviços estaduais:

Poupatempo

As unidades do Poupatempo em todo o Estado funcionarão normalmente nesta sexta-feira (20), data em que se comemora o Dia da Consciência Negra. Para ser atendido, é preciso agendar horário pelo portal www.poupatempo.sp.gov.br ou aplicativo Poupatempo Digital.

Após fechamento temporário, devido à pandemia do novo coronavírus, os postos do programa foram reabertos gradativamente, com a adoção de medidas preventivas e protocolos sanitários, seguindo as diretrizes do Plano São Paulo, para minimizar os riscos de transmissão e garantir a segurança da população e dos colaboradores.

A capacidade de atendimento foi readequada em todas as unidades, priorizando serviços que necessitam da presença do cidadão para serem concluídos, como solicitação de RG, transferência interestadual e mudança de características do veículo, por exemplo.

Outras, mais de 90 opções, como a primeira e segunda vias da CNH, renovação da habilitação, solicitação da Carteira de Trabalho, seguro desemprego, licenciamento, IPVA, e transferência de veículo, devem ser feitas de forma remota, pela internet, nas plataformas digitais do programa.

Para entrar nos postos do Poupatempo é obrigatório ter horário agendado, fazer uso de máscara, realizar medição de temperatura, higienização das mãos com álcool em gel e dos calçados com tapete sanitizante.

A manutenção do distanciamento entre as pessoas foi reforçada com sinalização nos bancos de espera, marcações no chão e orientação. A presença de acompanhantes só é permitida somente em casos de crianças, idosos ou pessoas com deficiência.

Todas as informações, endereços e horários de funcionamento dos postos podem ser consultadas no site www.poupatempo.sp.gov.br.

Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde divulga a dinâmica de funcionamento dos serviços de saúde durante o feriado de sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, na cidade de São Paulo. Os hospitais estaduais manterão o funcionamento normal para atendimento às urgências e emergências, tanto nos prontos-socorros como nos setores de internação e centros cirúrgicos.

As unidades da Fundação Pró-Sangue permanecerão abertas normalmente na sexta-feira (20), ficando fechados somente os postos de Barueri e Stella Marris, que retornarão com o funcionamento na segunda (23). No sábado (21) só os postos das Clínicas e de Osasco farão atendimento. O posto das Clínicas funcionará das 8h às 17h, e a unidade de Osasco das 8h às 16h. Para a realização da doação na sexta e no sábado, é necessário fazer o agendamento online em um dos postos. O agendamento pode ser feito pelo site http://www.prosangue.sp.gov.br ou pelo link prosangue.hubglobe.com.

As Farmácias de Medicamentos Especializados, conhecidas como “de alto custo”, também terão funcionamento especial nesta sexta-feira (confira tabela abaixo).

Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG), na Zona Leste, não funcionará na sexta-feira (20), retornando o atendimento a partir da segunda-feira (23). O Centro de Referência ao Idoso (CRI Norte) abrirá normalmente na sexta-feira, das 7h às 17h e no sábado (21) das 8h às 14h.

Os atendimentos nos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) ocorrerão normalmente em todas as unidades na sexta-feira (20). O funcionamento ocorrerá normalmente neste sábado (21), nas unidades que têm atendimento previsto no programa “Filho que ama leva o pai ao AME”: Américo Brasiliense, Araçatuba, Barretos-Geral, Bauru, Caraguatatuba, Carapicuíba, Franca, Jundiaí, Mauá, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Ourinhos, Praia Grande, Presidente Prudente, Promissão, Rio Claro, Santos, São João da Boa vista, Sorocaba, São José do Rio Preto, Taboão da Serra, Tupã, Votuporanga; na capital, o Barradas (Heliópolis) e o Centro de Referência do Idoso na Zona Norte (CRI Norte).

CETESB

Na CETESB não haverá expediente nesta sexta-feira (20). Será mantido o plantão para situações de emergência, feito pelas agências ambientais e equipe de atendimento a emergências da Cetesb para reclamações da comunidade, mortandade de peixes e acidentes com produtos químicos, entre outros.

Banco do Povo

unidade da Boa Vista, na capital paulista, estará fechada nesta sexta-feira (20). Em relação aos municípios, cada unidade obedecerá as determinações das respectivas prefeituras.

Jucesp

Fechado.

PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador)

Fechado na capital. No interior, é recomendado que o munícipe consulte diretamente o PAT da cidade.

Procon-SP

O Procon-SP informa que, devido ao feriado em comemoração ao Dia da Consciência Negra e determinação do decreto estadual número 65.297, as audiências, setor administrativo, Ouvidoria, atendimento eletrônico assim como os Núcleos Regionais não funcionarão nesta sexta (20).

Os postos de atendimento pessoal dentro dos Poupatempos Sé, Santo Amaro e Itaquera, assim como no posto avançado no 8º DP Brás, funcionarão normalmente por meio de agendamento (faça aqui).

O Atendimento telefônico (151) está suspenso durante o período de quarentena. O aplicativo do Procon-SP funciona ininterruptamente para consultas e reclamações. A abertura dos Procons municipais fica a critério da administração municipal.

CDHU

Amanhã, dia 20 de novembro, o expediente é normal. Portanto, as gerências regionais e os postos de atendimento funcionarão normalmente, com exceção dos locais onde há feriado municipal. No sábado, não há expediente

Fábricas de Cultura celebra mês da Consciência Negra

Atividades são conduzidas pela temática que atravessa o mês de novembro no país e promove reflexão sobre o tema

Durante o mês de novembro, as Fábricas de Cultura, equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciadas pela Poieis, apresentam uma extensa programação dedicada ao mês da Consciência Negra. As atividades são gratuitas e on-line e acontecem pelas plataformas das Fábricas de Cultura no Facebook, YouTube e Instagram sem necessidade de inscrição.

Na atividade Memória e História: Uma conversa sobre Tula Pilar, será celebrada a trajetória de Tula Pilar. A escritora mineira, chegou à São Paulo motivada por trabalho e em sua trajetória imprime o “ser Carolina” deste país. Tula é autora de livros “Palavras Inacadêmicas”, produzido de forma independente em 2004, e “Sensualidade de fino trato”, publicado pelo selo do Sarau do Binho em 2017. A conversa acontecerá no dia 18 de novembro, quarta-feira, às 15h no YouTube.

Em História Cantada: Olêlê – Uma cantiga da África, por meio de brincadeiras musicais e histórias cantadas do universo infantil, será apresentada a canção Olelê. A história encoraja as crianças a encarar os desafios da vida e a entender e respeitar os fluxos da natureza e os que vieram antes de nós. A exibição da atividade acontecerá no dia 19 de novembro, quinta-feira às 15h, pelo YouTube. No mesmo dia, será apresentado às 19h pelo Facebook o livro O Nômade por meio de um vídeo realizado por Gaspar, autor da obra e integrante do grupo Z’África Brasil.

Casa verde, território negro tem como objetivo apresentar o livro “Casa Verde, uma pequena África paulistana” de Tadeu Kaçula, que narra as manifestações culturais do bairro da Casa Verde e a forte influência das manifestações de matriz africana para a construção deste território, evidenciando a importância de reafirmar territórios negros na cidade de São Paulo. A atividade estará disponível no YouTube no dia 20 de novembro, sexta-feira, às 11h. Às 15h, o Quiz da Memória apresentará célebres personalidades negras brasileiras em um jogo para exercitar a memória sobre o protagonismo negro.

Na Oficina Comicidade Negra, a Cia Trupe Liuds introduzirá os participantes no universo da palhaçaria. Serão apresentados aspectos da dramaturgia, musicalidade, história e construção corporal do palhaço, sob um olhar de quebra de estereótipos da população negra, estimulando a crítica pelo riso (comicidade). Pelo YouTube, a atividade será disponibilizada às 15h do dia 20 de novembro, sexta-feira.

O desfile virtual Africanidade: África através dos panos, abordará o pertencimento do corpo negro no cenário da moda, por meio da ancestralidade, identidade, memórias coletivas, cultura, com o intuito de fazer da moda a mola propulsora como ferramenta do processo Corpo Manifesto. No desfile, serão apresentadas as marcas independentes Makida e Femi. O desfile será exibido no Facebook no dia 20 de novembro, sexta-feira, às 17h.

Em seguida, às 18h pelo YouTube, o grupo musical paulistano Senzala Hi-tech fará um pocket show em um repertório que une o o hip-hop à influências musicais do funk/soul, samba, reggae, dub e sons da África às Américas. A identidade visual do grupo é inspirada em referências do Afrofuturismo, movimento estético-artístico que valoriza a ancestralidade africana na formação das culturas afro diaspóricas e suas conexões com o futuro através da arte.

Os artistas que constroem o CITA – Canto de Integração de Todas as Artes, se unem em uma vídeo performance para refletir sobre a consciência negra a partir do olhar para a ancestralidade e o fazer artístico do território. Esse trabalho busca observar sobre como as raízes profundas que temos, literais ou não, seguem fortificando nossas trajetórias. O trabalho será apresentado no Facebook dia 21 de novembro, sábado, às 19h.

O Cine Raiz Forte exibirá três episódios da websérie Raiz Forte acompanhados da fala da diretora Charlene Bicalho. O projeto propõe sensibilizar o público a respeito da temática étnico-racial, contribuindo com o combate ao racismo cotidiano, e promover reflexões sobre o respeito às diferenças, visando a construção de processos de educação antirracista. Os episódios serão transmitidos pelo IGTV, no Instagram das Fábricas de Cultura, às segundas-feiras, 23 e 30 de novembro e 7 de dezembro, às 18h.

Em Representatividade Negra na Palhaçaria, o objetivo é apresentar palhaças e palhaços negros e suas representatividades. Com a proposta de compartilhar informações sobre projetos e pesquisas negras dentro da comicidade brasileira, o encontro virtual trará conhecimentos importantes para a pesquisa artística dentro da Palhaçaria. O encontro acontecerá na segunda-feira, dia 23 de novembro, às 11h pelo YouTube.

No vídeo É preciso falar de Lélia Gonzalez, será exibida a trajetória e biografia da militante, dilósofa, historiadora, antropóloga, política e intelectual Lélia Gonzalez que contribuiu fortemente para a história afro-ameríndia. O vídeo será exposto no dia 23 de novembro, segunda-feira, às 15h pelo YouTube.

A oficina de Máscaras Africanas tem como objetivo trabalhar o senso criativo utilizando como referência a cultura Africana, com variados modelos para enfeitar o ambiente com essa arte milenar. A atividade será exibida pelo YouTube no dia 27 de novembro, sexta-feira, às 15h.

O projeto Filosofia do Samba visa apresentar, por meio de produções audiovisuais, análises de sambas históricos feitos por compositores pretos e como estes, muitas vezes sem uma formação acadêmica tradicional, criaram obras que analisaram a sociedade de maneira tão crítica quanto os maiores pensadores acadêmicos de todas as épocas. O projeto será apresentado no YouTube, no dia 27 de novembro, sexta-feira, às 18h.

O Festival de RAP terá a presença de Winnit que propõe um espaço para o diálogo sobre racismo, amor, superação, e ascensão do povo preto, muito improviso e música. O festival também receberá T Mac, que traduz em música, a experiência de equilibrar os desafios do cotidiano, como pagar as contas, ter condições para o lazer com esposa e família, estudar para gerenciar a carreira, cursar espanhol, estudar canto, e ainda separar uma grana para investir nos custos de música independente. O show será exibido pelo YouTube, no dia 28 de novembro, sábado, às 20h.

A dançarina Jeniffer de Paula apresentará o espetáculo Dançando com o Sagrado, inspirado nos ritmos africanos dos Òrìṣà. A atividade será gravada presencialmente e exibida on-line pelo YouTube no dia 30 de novembro, segunda-feira, às 19h.