Semana Nacional do Meio Ambiente – Como ajudar?

Dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e o tema deste ano é a Restauração de Ecossistemas! No Brasil, temos a Semana Nacional do Meio Ambiente, que em 2021 será celebrada de 5 a 9 de junho, a data é ideal para pôr a mão na consciência e começar a colocar na rotina ações práticas que contribuem para a restauração do ecossistema.

O nome pode assustar, mas a restauração do ecossistema é mais fácil do que parece e pode ocorrer de várias formas. O professor de sustentabilidade da ESPM, Marcus Nakagawa, em seu livro 101 Dias com Ações Mais Sustentáveis para Mudar o Mundo (http://www.editoralabrador.com.br/produto/101-dias-com-acoes-mais-sustentaveis-para-mudar-o-mundo/), dá dicas simples para você ajudar o ecossistema.

Sabia que comer um produto orgânico já é uma atitude sustentável? A dica número 13, do seu livro: Coma um produto orgânico ou, quem sabe, mais, ressalta a importância de consumir produtos sem agrotóxicos, hormônios, drogas veterinárias, adubos químicos, antibióticos ou transgênicos em qualquer fase da produção. “Os benefícios que os alimentos orgânicos trazem vão muito além dos efeitos para a saúde humana. O não uso de produtos químicos ajuda o solo a se manter mais saudável, diminuindo a poluição ambiental; além disso, os orgânicos protegem a biodiversidade”, explica o autor.

Outra ação, a número 4, é muito simples e está presente na vida da maioria da população mundial, que é: Apague a luz. Nakagawa ressalta que a atualmente, a energia é o grande problema da humanidade, quem tem energia tem poder, polui menos o meio ambiente e esquenta menos o planeta. Então quanto menos

mantivermos as luzes acesas sem necessidade, menos gastaremos energia. “Algumas ideias para sempre se lembrar de apagar as luzes, podem parecer bobas, mas são muito úteis, como deixar uma mensagem perto do interruptor. Ou sempre tentar verificar se as luzes estão apagadas. No caso dessa dica, é questão de costume. Quanto mais você fizer, mais a ação se tornará parte de sua rotina”, finaliza o professor.

Sobre Marcus Nakagawa

Especialista em sustentabilidade, Nakagawa é coordenador do Centro ESPM de Desenvolvimento Socioambiental (CEDS); idealizador, ex-presidente e conselheiro da Abraps (Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável); palestrante sobre sustentabilidade, empreendedorismo e estilo de vida. 

Marcus é criador da plataforma Dias Mais Sustentáveis (www.diasmaissustentaveis.com), vencedor do Prêmio Jabuti 2019/Economia Criativa com o livro 101 Dias com Ações Mais Sustentáveis para Mudar o Mundo e coautor dos livros “Marketing para Ambientes Disruptivos Administração” por competências e “Nosso mundo: não temos plano B”.

Também participou, em 2020, do TEDx Coutdown, iniciativa global para acelerar as soluções dos problemas climáticos do planeta: www.marcusnakagawa.com.

Gostou da nossa matéria “Semana Nacional do Meio Ambiente – Como ajudar?“?

Semana Nacional do Meio Ambiente - Como ajudar?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.138 outros assinantes

Consórcio ABC participa de revisão do Plano de Resíduos Sólidos

Iniciativa é realizada pela Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente 

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC participou na terça-feira (29/9), por meio de videoconferência, de audiência pública sobre a revisão do Plano de Resíduos Sólidos do Estado de São Paulo, convocada pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema). A revisão está sob responsabilidade da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA). 

O coordenador de Planejamento de Ambiental da pasta estadual, Gil Scatena, destacou que a abordagem do plano é baseada em cenários com metas quantificáveis e mensuráveis fortalece o planejamento e seu acompanhamento. “É importante que o plano seja factível”, afirmou.

Durante a audiência, que  contou com participação dos coordenadores do Comitê de Integração de Resíduos Sólidos (CIRS), José Valverde e Ivan Mello, foi apresentada a estrutura do Plano, incluindo questões como panorama, regionalização e dinâmicas territoriais, cenários e metas e fonte de dados. Foi informado ainda que foram levantadas não só as ações mas também as fontes de financiamentos.

Em sua fala, o secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão, apontou pontos positivos no plano, como o Planejamento a partir das Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI) em detrimento do planejamento por regiões administrativas, a incorporação do conceito de economia circular na estruturação do plano e a contextualização do histórico e do Sistema Paulista de Meio Ambiente.


“O plano coloca os arranjos intermunicipais dos consórcios no centro da gestão de resíduos com metas específicas para seu fortalecimento, com duas metas específicas para a gestão e capacitação para os planos regionais até 2025, não os citando como uma apenas opção”, ressaltou o secretário-executivo do Consórcio ABC.

Brandão destacou o capítulo específico para a regionalização e dinâmicas como um grande avanço para as políticas do segmento.

O plano está aberto a consulta e contribuições até 6 de outubro.