Consórcio ABC participa de revisão do Plano de Resíduos Sólidos

Iniciativa é realizada pela Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente 

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC participou na terça-feira (29/9), por meio de videoconferência, de audiência pública sobre a revisão do Plano de Resíduos Sólidos do Estado de São Paulo, convocada pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema). A revisão está sob responsabilidade da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA). 

O coordenador de Planejamento de Ambiental da pasta estadual, Gil Scatena, destacou que a abordagem do plano é baseada em cenários com metas quantificáveis e mensuráveis fortalece o planejamento e seu acompanhamento. “É importante que o plano seja factível”, afirmou.

Durante a audiência, que  contou com participação dos coordenadores do Comitê de Integração de Resíduos Sólidos (CIRS), José Valverde e Ivan Mello, foi apresentada a estrutura do Plano, incluindo questões como panorama, regionalização e dinâmicas territoriais, cenários e metas e fonte de dados. Foi informado ainda que foram levantadas não só as ações mas também as fontes de financiamentos.

Em sua fala, o secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão, apontou pontos positivos no plano, como o Planejamento a partir das Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI) em detrimento do planejamento por regiões administrativas, a incorporação do conceito de economia circular na estruturação do plano e a contextualização do histórico e do Sistema Paulista de Meio Ambiente.


“O plano coloca os arranjos intermunicipais dos consórcios no centro da gestão de resíduos com metas específicas para seu fortalecimento, com duas metas específicas para a gestão e capacitação para os planos regionais até 2025, não os citando como uma apenas opção”, ressaltou o secretário-executivo do Consórcio ABC.

Brandão destacou o capítulo específico para a regionalização e dinâmicas como um grande avanço para as políticas do segmento.

O plano está aberto a consulta e contribuições até 6 de outubro. 

Fóruns paulista e nacional de Mobilidade Urbana destaca inovações

Consórcio ABC é o anfitrião do encontro, que prossegue na quarta-feira (30/9)

O primeiro dia do evento conjunto da 75ª Reunião do Fórum Paulista e da 97ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana, realizada nesta terça-feira (29/9), destacou inovações tecnológicas para a área no contexto da pandemia do novo coronavírus. O Consórcio Intermunicipal Grande ABC é o anfitrião do encontro, que prossegue na quarta-feira (30/9).

O evento ocorreu por meio de videoconferência e reuniu aproximadamente 130 participantes, incluindo dirigentes de Mobilidade Urbana de vários estados brasileiros. Na abertura da reunião, o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, classificou os efeitos da pandemia como um momento importante e desafiador para todos os atores envolvidos com a área de mobilidade.

“A pandemia trouxe mudanças nos nossos hábitos, como o isolamento social, e impactos econômicos para a população, para os governos e para as empresas. Nossa intenção é trilhar um caminho e garantir o direito constitucional de ir e vir”, afirmou Maranhão. Presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello agradeceu a contribuição do Consórcio ABC para a organização do evento. “A tecnologia permite que a gente não pare de discutir assuntos importantes e trabalhar as questões de mobilidade, mesmo diante dos efeitos da pandemia”, disse Tortoriello.

O encontro abordou temas voltados para gestores públicos da área, com destaque para inovações. A mediação foi realizada por Jurandir Fernandes, presidente da União Internacional de Transportes Públicos, Divisão América Latina (UITP/DAL).

O secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, afirmou que projetos e obras de mobilidade urbana precisam priorizar a questão da conectividade, garantindo condições de segurança para pedestres e ciclistas.

O presidente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), Ailton Brasiliense Pires, defendeu a necessidade um projeto de longo prazo para a mobilidade e apresentou a cartilha desenvolvida pela entidade nacional para fornecer subsídios para os candidatos tratarem do tema em suas campanhas, com uma síntese das ações esperadas para o aprimoramento do setor.

O encontro também incluiu apresentações de inovações para o setor. O presidente da Cittamobi, Paulo Fraga, trouxe detalhes sobre um sistema de pagamento de transporte por meio de smartphone. A vice-presidente da Ubus, Milena Braga Romano, falou sobre uma plataforma que aproxima empresas operadoras do transporte coletivo de seus clientes.

O diretor da Serttel, Ângelo Leite, apresentou uma plataforma de relacionamento digital para serviços de mobilidade urbana. Roberto Sganzerla, especialista em Marketing de Transportes, abordou a reconquista da confiança e recuperação da demanda. O fundador da BeepBeep, André Fauri, falou sobre modelos de carros compartilhados. O evento também teve apresentações de Petras Amaral Santos, representando a Marcopolo, e Rafael Ting, da Caio Induscar.

A reunião conjunta contou ainda com a participação de Gilberto Perri, secretário-executivo da Frente Nacional de Prefeitos (FNP); Marcos Bicalho dos Santos, diretor nacional da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU); Silvestre Ribeiro, vice-presidente do Fórum Paulista de Mobilidade; e Felix Araújo Neto, vice-presidente do Fórum Nacional.

Foto: Divulgação/Consórcio ABC

Fonte: Rodolfo Albiero
Assessoria de Comunicação
Consórcio Intermunicipal Grande ABC
Av. Ramiro Colleoni, 5 – Centro
Santo André – São Paulo
Tel: 4435-3575 
www.consorcioabc.sp.gov.br