Procons Municipais realizam atendimento à distância

O Procon Consórcio ABC informa que a assistência ao consumidor dos Procons Municipais do Grande ABC prossegue, por meio de canais de atendimento à distância, durante a fase emergencial do Plano São Paulo.

Procons Municipais realizam atendimento à distância
Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.



Para viabilizar o atendimento à distância, o consumidor precisará apresentar os seguintes documentos: formulário para registro da reclamação e RG do consumidor ou do seu representante legal. Caso a reclamação seja aberta por um procurador, o consumidor precisará apresentar seu RG e uma procuração simples (sem necessidade de reconhecimento de firma).

Para fazer o registro da reclamação, o consumidor precisa verificar a documentação necessária conforme o tipo de serviço ou produto.

O atendimento é realizado por meio dos seguintes endereços de e-mail:

Santo André: procon@santoandre.sp.gov.br 

São Bernardo do Campo: proconsbc3@saobernardo.sp.gov.br 

São Caetano do Sul: atendefacil@saocaetanodosul.sp.gov.br 

Diadema: procon@diadema.sp.gov.br e procon.atendimento.covid@gmail.com  

Mauá: proconmaua@maua.sp.gov.br 

Ribeirão Pires: procon@ribeiraopires.sp.gov.br 

Rio Grande da Serra: procon@riograndedaserra.sp.gov.br 

 

O consumidor pode também acessar o site da Fundação Procon-SP (https://www.procon.sp.gov.br/espaco-consumidor) e da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (https://www.consumidor.gov.br).

Gostou de “Procons Municipais realizam atendimento à distância?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.321 outros assinantes

Índice de Confiança do Consumidor cai em janeiro, segundo FGV

O Índice de Confiança do Consumidor manteve, em janeiro, a trajetória de queda iniciada em outubro do ano passado. Em relação a dezembro a queda foi de 2,7 pontos e ficou com 75,8 pontos em uma escala de zero a 200 pontos. Foi o menor valor desde junho de 2020, quando atingiu 71,1 pontos, no início da fase de recuperação das perdas sofridas por causa da pandemia de covid-19.

Os dados divulgados nesta terça-feira (26) pela Fundação Getúlio Vargas, mostram que este mês houve piora tanto na percepção dos consumidores em relação ao momento atual, quanto das expectativas para os próximos meses.

Em relação às perspectivas sobre a situação financeira das famílias, após três meses de quedas consecutivas, o indicador acomodou em janeiro, ao variar apenas 0,2 ponto. Com perspectivas mais pessimistas, consumidores sinalizam também um menor ímpeto de compras, isto porque o indicador registrou em janeiro o menor patamar desde julho de 2020.

A economista da FGV, Viviane Seda Bittencourt, explicou que a trajetória de queda da confiança do consumidor por quatro meses seguidos, reflete a preocupação com os rumos da situação econômica do país e com a intensidade da pandemia. As famílias continuam adiando o consumo.

Em parceria com Agência Brasil.

Gostou de “Índice de Confiança do Consumidor cai em janeiro, segundo FGV”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais Notícias do Brasil.

Índice de Confiança do Consumidor

Procon SP e Black Friday: Espaço exclusivo para reclamações

Procon SP e Black Friday: Após registro do consumidor, fornecedores terão até dez dias para apresentar solução; dia de descontos acontece nesta sexta-feira (27)

O Procon-SP disponibiliza no seu site a partir de hoje (25) um espaço específico para quem tiver problemas durante a Black Friday, evento de descontos e promoções que acontece na próxima sexta-feira (27). A reclamação registrada no botão Black Friday será enviada imediatamente para o fornecedor, que terá até dez dias para dar uma solução ao consumidor.

No espaço, que fica acessível na página inicial do site, é possível informar problemas específicos do evento. Por exemplo: site intermitente ou congestionado, maquiagem de desconto, mudança de preço ao finalizar a compra, pagamento com boleto bancário indisponível, desconto ao mudar a compra e pedido cancelado após a finalização da compra. Além dos casos de não entrega, demora na entrega e produto/serviço entregue com defeito.

“A defesa do consumidor terá prioridade total. Tome cuidado, siga nossas dicas e denuncie. Estamos atentos e as empresas que tentarem transformar essa data promocional em uma dor de cabeça para o consumidor serão punidas exemplarmente”, avisa Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Essa é mais uma medida que o Procon-SP traz para o consumidor aproveitar a data sem problemas. Grandes fornecedores que participarão do evento reuniram-se com a instituição, apresentaram seus planejamentos e assumiram compromisso de transparência e reforço no atendimento. Procon-SP seguirá monitorando e casos de desrespeito à legislação serão multados.

Redes Sociais: Procon SP e Black Friday

Nos casos em que o consumidor não tiver interesse em comprar o produto ou serviço, mas quiser fazer uma denúncia contra a empresa, ele poderá acionar as redes sociais do Procon-SP. Os nossos perfis oficiais são: @proconsp (facebook e instagram) e @proconspoficial (twitter); e o site é o procon.sp.gov.br.

É importante que o consumidor indique o endereço da loja. Além disso, apresente os prints das telas demonstrando o que ocorreu de errado com a compra.

Verificar qual preço está sendo praticado no mercado nos próximos dias, pesquisar em mais de um estabelecimento, fazer prints das telas com os preços oferecidos pelas lojas, usar aplicativos e sites de comparação de preços ajudam a avaliar se o valor é de fato promocional.

Recomenda-se fazer uma lista do produto ou serviço que precisa ou deseja e estipular um limite de gasto. Assim, evitando gastar mais do que o previsto e prejudicar o orçamento. Além disso, é interessante pesquisar previamente sobre o produto que pretende comprar, como suas características, funções, locais em que está à venda, entre outros.

Observar o prazo de entrega e informar-se antecipadamente sobre a política de troca da empresa são atitudes que ajudam a evitar problemas.