Como prevenir pulgas, carrapatos nos meus pets?

Muitos tutores sabem da importância de prevenir infestações por pulgas e carrapatos nos seus pets. A grande diversidade de produtos muitas vezes dificulta a escolha.  Aqui seguem algumas dicas.

Quem são estes animais que causam tantos transtornos? 

As pulgas e os carrapatos são denominados de ectoparasitas hematófagos, porque parasitam a parte externa do corpo dos pets e alimentam-se de sangue para concluir seu ciclo de vida. Ao realizar o repasto sanguíneo podem transmitir agentes infecciosos responsáveis por doenças que quando não diagnosticadas e tratadas a tempo podem ser fatais. E quando não transmitem doenças, as infestações por estes indivíduos podem desencadear alergias e lesões na pele que são muito desconfortáveis ao animal.

Estes ectoparasitas são muito mais frequentes em estações quentes como: primavera e verão, já que encontram condições ideais de temperatura e umidade para concluir seu ciclo de vida.

No caso das pulgas vale ressaltar que o que encontramos nos animais representa só 5% do que está no ambiente, por isso prevenir é essencial.

A prevenção a estes ectoparasitas requer o uso de produtos específicos disponíveis em diversas apresentações. O tempo de ação dos mesmos é informado em bula e o produto deve ser repetido após este período para manter seu pet prevenido

Vale lembrar que antipulgas e carrapaticidas não funcionam como repelentes, ou seja, não impedem o contato das pulgas e carrapatos com a pele do seu pet.  Mas ao picarem seu animal elas entraram em contato com o medicamento e morrem, diminuindo também a proliferação dos mesmos.

Os produtos disponíveis no mercado são: – as pipetas (colocadas na nuca do animal), a maioria de uso mensal; – os comprimidos que podem ser de uso mensal ou trimestral de acordo com a bula; – as coleiras com duração variada, mas em média 6 a 8 meses. No caso das coleiras e válido verificar se seu pet não apresenta reações ao produto. Alguns animais não se adaptam e podem ter reações alérgicas.

Talcos, sabonetes e shampoos ajudam a eliminar as pulgas e os carrapatos na hora em que são aplicados, mas não tem efeito residual, ou seja, não protegem. Podendo ser empregados como auxiliar a prevenção.

A aplicação de produtos no ambiente deve ser feita sempre com cautela e com orientação de um médico-veterinário. Alguns produtos podem provocar intoxicações quando inalados ou ingeridos. As intoxicações se manifestam como quadros de vômitos, salivação excessiva, tonturas, incoordenação e em alguns casos até convulsões. 

Para escolher um produto preventivo é valido avaliar o que será mais adequado de realizar no seu pet. Um exemplo: não adianta escolher um antipulgas em comprimido se você não consegue dar.  Assim escolha o que for melhor para vocês.

E como diz o velho ditado: “é melhor prevenir que remediar”

Pesquisadores brasileiros alertam sobre risco de aumento de doenças

Especialistas afirmam que perda da biodiversidade pode causar surtos de enfermidades como o Ebola

Dez pesquisadores brasileiros publicaram uma carta na revista científica The Lancet, renomado periódico de medicina, em que fazem um alerta para o risco de alastramento de diversas doenças no país. Segundo eles, a perda da biodiversidade, a expansão das atividades humanas em áreas de matas e florestas e o consumo de animais silvestres como recurso alimentar ou em práticas esotéricas podem propiciar o surto de doenças como o Ebola e arboviroses, que são enfermidades causadas por insetos. 

Além disso, o texto cita retrocessos nas políticas sociais e ambientais no Brasil. Os signatários defendem a criação de um sistema integrado de vigilância de doenças silvestres e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Assinaram a carta, pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Centro para Sobrevivência de Espécies do Brasil (Center for Species Survival Brazil/IUCN-SSC). Especialistas de outras instituições também  demonstraram apoio às reivindicações do documento. 
 

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 3.137 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!