Superávit da USCS será convertido em Bolsas de Estudos

O Professor Jander apresentou Projeto de Lei para garantir mais estudantes na Universidade de São Caetano do Sul. Sua proposta é que 50% do orçamento não utilizado num ano da Universidade sejam convertidos em bolsas de estudos. Superávit da USCS será convertido em Bolsas de Estudos

O Vereador argumentou que o governo fala sempre em falta de recursos para garantir a volta dos milhares de estudantes que a Universidade tinha anos atrás contemplados com bolsas de estudos, número esse que diminuiu para poucas centenas de moradores atualmente bolsistas.

Por isso esse projeto de lei garante mais recursos para os alunos retomarem seus estudos, muitos dos quais trancaram seus estudos ou até abandonaram as aulas na universidade, pois não tinham como pagar as mensalidades após o cancelamento das bolsas.

Professor Jander acredita que com metade do superávit sendo aplicada em bolsas de estudos, a juventude de São Caetano poderá novamente voltar a estudar em sua Universidade. “Só em 2020 temos quase 400 mil reais para serem aplicados em bolsas de estudos, contemplando uns 50 alunos pelo menos”.

O Projeto de Lei foi protocolado e deverá ser encaminhado para as Comissões da Câmara Municipal de São Caetano do Sul nesta semana, para depois ser encaminhado para votação.

Com informações do Gabinete do Vereador Professor Jander

Mais Notícias do Grande ABC

Gostou “Superávit da USCS será convertido em Bolsas de Estudos”?

Superávit da USCS será convertido em Bolsas de Estudos
Vereador Professor Jander

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Vagas para professores em São Paulo, capital

A Escola Mais está com vagas para professores na capital, São Paulo. São oportunidades para professores de Biologia, Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Corpo e Movimento, Filosofia, Física, Geografia, História, Inglês, Maker, Matemática, Português, Química, além de vagas para Atendimento e Coordenadores (Administrativo, Pedagógico e Produção de Conteúdo).

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Quais os requisitos?

Para todas as vagas de Professores, é necessário ter a Graduação em Licenciatura na área, além de conhecimento de tecnologias de ensino (se referem a computador, plataformas digitais, aplicativos e outros), e será considerado diferencial ter experiência com Metodologias ativas.

Para Atendimento (Agente de Customer Success), é necessário ter facilidade e uso correto da língua portuguesa (escrita e falada), bem como habilidade com sistemas digitais em geral. Formação Superior e experiência em relacionamento com clientes serão diferenciais.

Para Coordenador Administrativo, é requerido a formação superior em Administração de empresas ou áreas afins, experiência em gestão de processos administrativos (ex. gestão financeira, compras, etc), experiência em liderança de equipes e conhecimento do uso de office (Word, Powerpoint, Excel). Experiência prévia em escolar ou em ambientes com grande fluxo de clientes, serão diferenciais considerados.

A vaga de Coordenador Pedagógico é exigido que candidato tenha a formação em Pedagogia ou Licenciatura plena, experiência em gestão escolar (coordenação escolar, orientador educacional, professor orientador e outros semelhantes) e em liderar equipes, além de conhecimento do Office (Word, Power Point e Excel) e de tecnologias de ensino. O domínio do Inglês será considerado diferencial.

E para Coordenação de Produção de Conteúdo, a Escola Mais requer candidatos com o Ensino superior ou especialização em educação (Áreas complementares: Comunicação Social, Produção Editorial ou áreas afins), experiência como editor de materiais didáticos e / ou de livros em geral e experiência em gestão de projetos e equipes multidisciplinares.

Vagas de hoje 18 de março 2021

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Como se candidatar?

Para todas as oportunidades da Escola Mais, acesse https://escolamais.gupy.io. Este é o canal oficial utilizado pela empresa em seu recrutamento na internet. Lembrando, estas oportunidades são apenas através desta forma de recrutamento.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Vagas de hoje 17 de março 2021

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Vagas para professores em São Paulo, capital”?

Vagas para professores em São Paulo, capital

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Jander solicita que a Educação busque recursos do novo FUNDEB

Após a aprovação da Lei do Novo FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) o Vereador Professor Jander Lira identificou que há novos recursos disponíveis para os cursos técnicos profissionalizantes, oferecidos pela tradicional Escola Alcina de São Caetano do Sul.

Jander fez uma indicação para que a Secretaria de Educação busque imediatamente esses recursos com o Ministério da Educação, para proporcionar aos alunos da escola mais recursos e equipamentos.

Ao apresentar essa indicação na sessão virtual desta semana, o vereador e professor Jander salientou que a EME Profª Alcina Dantas Feijão já tem uma tradição de mais de 50 anos na área dos cursos técnicos, mas precisa de muitos investimentos, já que não tem atualmente nenhum laboratório operacional.

“Estou muito preocupado quando voltarem às aulas presenciais, pois os alunos não terão como usar os laboratórios, já que os computadores dos laboratórios do Alcina estão todos sucateados”.

A Secretaria de Educação informa que não tem verbas para modernizar os laboratórios do curso técnico e as emendas ao orçamento municipal propostas nos últimos anos pelo Vereador Jander para aumentar os recursos nessa área foram sempre rejeitadas pela maioria da Casa Legislativa.

“Agora há recursos já que o decreto do FUNDEB admitiu o duplo cômputo de matrículas, aumentando o repasse ao município”, falou Jander na tribuna da Câmara dos Vereadores após o encaminhamento de sua indicação.

Gostou da nossa matéria “Jander solicita que a Educação busque recursos do novo FUNDEB“?

Jander solicita que a Educação busque recursos do novo FUNDEB
Vereador Jander, em sessão da câmara. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e sobre as Cidades do Grande ABC. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Maxwell dos Santos lança conto gratuito sobre mazelas da educação

‘Senza pietà’ se passa em Vitória e debate o fracasso e as mazelas da educação.

A clássica questão do fosso entre o ensino público e o privado é a tônica de ‘Senza pietà’, conto do jornalista Maxwell dos Santos disponível para download gratuito em http://bit.ly/contosenzapietapdf (PDF), http://bit.ly/contosenzapietaepub (EPUB) e http://bit.ly/senzapietamobi (MOBI)

Este conto tem o claro objetivo de debater o fracasso escolar na rede particular de ensino e desconstruir o conceito de meritocracia, onde o sucesso e o fracasso dependem exclusivamente do indivíduo, mas no caso é o aluno Rodrigo, que acabara de perder a bolsa de estudos no Michelangelo, o colégio mais caro de Vitória, onde estudam os filhos dos donos do PIB do Espírito Santo e devolvido à escola pública de origem, como se fosse uma experiência que deu certo.

Vindo de escola pública, com o ensino precário e constantes graves, o adolescente não estava preparado para o altamente conteudista e vestibulável currículo daquela escola de elite, tampouco tinha inteligência emocional para suportar as pressões por resultados, entrando em conflito com os alunos.

Espera-se que este opúsculo contribua com os debates sobre a educação no Brasil.

Maxwell dos Santos lança conto gratuito sobre mazelas da educação
Jornalista e autor Maxwell dos Santos. Foto: Divulgação

Sobre Maxwell dos Santos

Maxwell dos Santos é brasileiro, nasceu em Vitória/ES em 1986 e mora na referida cidade. É jornalista, radialista, designer gráfico e servidor público da Prefeitura de Cariacica desde 2017 e professor de Literatura Brasileira dos cursinhos populares Risoflora e Atitude. É técnico em Multimídia pelo CEET Vasco Coutinho, licenciado em Letras/Português pelo Instituto Federal do Espírito Santo, licenciando em História pelo Centro Universitário Internacional, pós-graduando em Letras: Português e Literatura pela Faculdade de Ciências da Bahia e especialista em Educação Especial com Ênfase em Transtornos Globais do Desenvolvimento e Superdotação pela Faculdade de Educação Paulistana.

Gostou da nossa matéria “Maxwell dos Santos lança conto gratuito sobre mazelas da educação“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Caderno Cultural. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone

Diversos fatores determinam o comportamento do consumidor e, entre eles está a praticidade, um dos motivos que posicionou o aplicativo como instrumento de negócio nos últimos anos. Desenvolvido e utilizado inicialmente para entretenimento e relacionamento, passou a se firmar como o principal canal entre empresas e clientes, desde o último ano, com o impacto da pandemia. O Whatsapp tem sido aplicado às empresas não apenas como um meio de comunicação, mas também como um canal direto para vendas e captação de alunos.

Convencer potenciais alunos a efetivarem suas matrículas é um grande desafio, porém, existem alternativas. Por este motivo, essa manobra tem sido destaque no setor educacional. “O WhatsApp já se tornou o principal canal de conversão, mas cuidado para não se tornar um spammer”, alerta o especialista André Sales, sobre saber abordar e não cruzar a barreira da inconveniência.

“Conversaremos sobre a importância do WhatsApp no processo de captação, seu protagonismo em termos de canal e como fazer uma boa abordagem sem ser invasivo ou chato”, completa o head of sales, da Faculdade Descomplica.

  • Como utilizar o WhatsApp na captação de alunos?
  • O que deu certo e o que deu errado?
  • O WhatsApp é complementar a outros canais de vendas?
  • Como fazer a gestão da qualidade e da produtividade da equipe?
  • O uso da API official.

Esses são alguns dos questionamentos que serão respondidos por André Sales, na live realizada pela Persone Educação, no dia 22 de abril, em seu canal do YouTube (www.persone.com.br/live).

A tecnologia é um braço na conversão de leads e uma ferramenta para gerenciar esse momento de incertezas que tem ganhado destaque é o aplicativo de relacionamento. No início de 2020, o WhatsApp marcou presença em 99% dos smartphones brasileiros, conquistando uma base de mais de 120 milhões de usuários.

O relatório CX Trends 2020, identificou que, até fevereiro, o app já era usado por 57% dos clientes para falar com empresas, tendo na sequência o e-mail, com 47%, site (44%), Facebook (37%) e chat online (33%).

Essa live, que abordará as possibilidades dentro dessa temática, terá duração de até 20 minutos. Durante o bate-papo os participantes podem enviar suas dúvidas, que serão esclarecidas pelo convidado.

Serviço:

Live: WhatsApp para captação de alunos?

Quando: 22 de abril

Horário: às 20h

Onde: YouTube www.persone.com.br/live

Sobre Helen Toyama

Helen Toyama, CEO e fundadora da Persone, tem larga experiência em marketing e vendas. Ao longo de sua carreira passou por grandes players do setor educacional, atuando como Gerente de Marketing, Diretora Administrativa e Consultora em Empresas como Insper e Hoper. Bacharel em Publicidade e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Gestão de Vendas, pela ESPM.

Em 2013, tomou a decisão de abrir sua própria empresa de soluções em atendimento e vendas para o segmento educacional. Mais de sete anos depois, a Persone é reconhecida pela expertise e qualidade nos processos de atendimento e vendas.

Helen tem participação ativa em processos de reestruturação organizacional e planejamento estratégico, também se destacando por desenvolver parcerias com empresas como Apple, Microsoft, J&J, Embraer, Cisco, SAP.

Sobre a Persone

Empresa de soluções em atendimento e vendas formada por profissionais que atuam há mais de 18 anos nos segmentos de tecnologia e educação, fornece consultoria e outsourcing de processos, sistemas e equipe de vendas.

A Persone dispõe de uma equipe especializada em implantação, gestão e execução de operações de vendas, retenção, relacionamento e atendimento ao cliente.

Utilizando as mais diversas tecnologias – sistemas de CRM, CTI, chat, chatbot, inbound, BI, e-mail marketing, SMS e WhatsApp, a Persone executa o processo de vendas do início ao fim.

Gostou da nossa matéria “WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone“?

WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Ensino Remoto: “Meu filho foi alfabetizado durante a pandemia”

O ano de 2020 foi marcado por grandes adaptações na educação. A pandemia causada pela Covid-19 fez com que crianças e adolescentes passassem praticamente 10 meses estudando em suas casas, no modelo de ensino remoto. Algumas famílias encontraram dificuldades no manuseio da tecnologia e, principalmente, na criação de uma rotina de estudo para os filhos. Entretanto, muitos pais e mães conseguiram se habituar com a nova realidade que transformou casas em verdadeiras salas de aula.

Um dos grandes desafios do ensino remoto foi a alfabetização das crianças que estavam só no início da jornada educacional.  É o caso de Darliane da Silva que é mãe do Kaue Henrique Domingues da Silva, de sete anos, e aluno do Colégio Acesso em Almirante Tamandaré. Ela conta que a adaptação ao ensino remoto trouxe muitas dúvidas no início, já que ninguém sabia até quando duraria a pandemia.

“Quando matriculamos o Kaue no Colégio Acesso em 2020, logo veio a pandemia e as aulas presenciais foram suspensas. Cogitamos tirar ele da escola, mas graças à diretora da unidade que nos convenceu a experimentar o modelo remoto, ele aprendeu a ler e a escrever durante as aulas online”, conta a mãe do aluno.

Modelo de educação digital

Um dos setores mais impactados pela pandemia foi o da educação que precisou, de forma emergencial, adaptar o modelo de ensino ao formato online. Mas, de acordo com especialistas, muitas escolas não conseguiram obter sucesso no ensino remoto, uma vez que o método aplicado não era adequado para o online. Eles ainda citam como exemplo situações em que as crianças ficam horas assistindo vídeos no Youtube e no Netflix, mas que não conseguem permanecer por 50 minutos no homescholling.

Segundo a diretora pedagógica do Grupo Acesso, Guida Weber, a tecnologia utilizada somada a metodologia aplicada pelos professores e a dedicação dos pais e alunos foi o que resultou no sucesso do ensino remoto. “Desde o começo sabíamos que somente a didática aplicada nas aulas presenciais não seria eficaz no remoto. Então, criamos um modelo de educação digital que combina uma plataforma tecnológica para o acompanhamento das aulas e progresso do aluno com um método específico para o online”, explica.

Para Darliane da Silva, a metodologia utilizada pelo colégio fez toda a diferença, assim como a orientação dos professores aos pais sobre quando e como ajudar a criança que está aprendendo em casa. “Os professores eram maravilhosos e conseguiam prender a atenção de todos os alunos na tela. O Kaue esperava ansioso pela hora da aula e, depois de alguns dias, já se desenvolvia sozinho e nem precisava do meu auxílio. Aos poucos ele foi aprendendo a reconhecer as letras, depois os sons e então aprendeu a ler e escrever, inclusive, formar frases. Tudo isso durante as aulas online”, relata a mãe do aluno.

Aulas presenciais em 2021

O modelo híbrido de aulas ainda é uma incógnita para 2021. Desde janeiro, muitas cidades e estados liberaram o retorno das aulas presencias em escolas privadas, mas diante do agravamento da pandemia no país, suspenderam diversas vezes o retorno. Com isso, as famílias estão adotando cada vez mais o modelo de ensino 100% remoto, já utilizado em 2020.

Mesmo sabendo da importância pedagógica do ensino presencial e o impacto emocional que o isolamento causa nas crianças, alguns pais estão dispostos a continuar com os filhos estudando em casa. “É nítido que a criança em casa fica mais irritada, mais nervosa, querendo tudo para a mesma hora. Mesmo com as atividades de educação física adaptadas para casa, não há um gasto efetivo de energia e nem de socialização com os colegas. Mas se para garantir a saúde e a segurança do meu filho seja necessário voltarmos com as aulas em casa, já estamos adaptados”, afirma Darliane da Silva.

SOBRE O GRUPO ACESSO

Fundado em 2003, o Grupo Acesso surgiu com o objetivo de preparar alunos para os vestibulares, com qualidade, preço acessível e um grande vínculo com a disciplina e resultados. Atualmente, possui dez unidades espalhadas por Curitiba e Região Metropolitana, formando alunos desde a Educação Infantil, com o Acesso Kids, ao tradicional Pré-Vestibular. Em 2020, o Grupo Acesso recebeu o reconhecimento de ‘Escola com maior eficiência digital’, comparado com outras 34 escolas do Brasil, reafirmando o compromisso com o resultado na formação, aliado a inovação e o acolhimento aos alunos, principalmente durante as aulas remotas, sendo referência em termos de escola completa e humana.

Gostou da nossa matéria “Ensino Remoto: “Meu filho foi alfabetizado durante a pandemia”“?

Ensino Remoto: "Meu filho foi alfabetizado durante a pandemia"
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Compreender e acolher: Abordagem lúdica e empática sobre autismo

Livro Compreender e acolher, da Dra. Deborah Kerches, especialista em TEA, traz conteúdos específicos voltados a crianças, adolescentes e adultos

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição do neurodesenvolvimento que afeta aspectos ligados à comunicação e ao comportamento de uma pessoa. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 1% a 2% da população mundial está no espectro autista. No Brasil, estima-se mais de 2 milhões de pessoas com essa condição.

No livro “Compreender e acolher”, a partir de muito trabalho clínico e pesquisa, a neuropediatra Deborah Kerches, especialista em autismo, apresenta o espectro autista a todos de uma forma lúdica, empática e com embasamento científico. Seu conteúdo é voltado a crianças, adolescentes e adultos, para que todos possam se informar e conscientizar sobre o espectro autista, possibilitando o reconhecimento dos sinais precoces e a construção de uma sociedade inclusiva.

O livro, lançado pela Literare Books International, vem em um formato “vira-vira”, onde cada lado possui uma abordagem diferente. De um lado, destacam-se informações referentes ao TEA na infância, seguidas de uma história em quadrinhos direcionada ao público infantil; do outro, considerações relevantes sobre o TEA na adolescência e uma nova história em quadrinhos direcionada a adolescentes e jovens.

“Além dos adultos, é essencial que crianças e adolescentes compreendam melhor o que é o autismo e, assim, possam contribuir na construção de uma sociedade mais acolhedora, empática e inclusiva”, afirma a autora e neuropediatra.


Prejuízos persistentes na comunicação e interação social, assim como padrões de comportamentos, interesses e atividades restritos e repetitivos, são as características centrais do TEA. O diagnóstico e intervenções precoces são determinantes para o desenvolvimento e qualidade de vida das pessoas com autismo e também de suas famílias.

Relacionar-se requer colocar-se no lugar do outro e, por meio dessa obra, os leitores – de diferentes faixas etárias – passam a compreender melhor as pessoas com TEA e o quanto podem contribuir e aprender com elas.


Trata-se, assim, de um livro inédito em que diferentes públicos podem se beneficiar das lições da autora, seja pelas páginas com conteúdo escrito, seja por meio da história em quadrinhos.

Sobre a autora

Deborah Kerches – (CRM 102717- SP; RQE 23262-1.) Neurologista da infância e adolescência. Título de Especialista em Neuropediatria e Pediatria. Especialista em Transtorno do Espectro Autista. Coordenadora e professora de pós-graduações do CBI of Miami. Especialização em Preceptoria em Residência Médica no SUS pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês. Membro da Sociedade Brasileira de Neuropediatria. Membro da Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria Infantil (ABENEPI). Membro da Academia Brasileira de Neurologia. Membro da Associação Francesa La cause des bébés. Membro da Sociedade Brasileira de Cefaleia.

Sobre o livro
Compreender e acolher
Autora: Deborah Kerches
Editora: Literare Books International
Formato: 21,5 x 28 cm – 1ªedição – 112 páginas
ISBN: 9786586939996
Instagram: @dradeborahkerches
Loja Literare Books:  http://bit.ly/lojaliterare-compreendereacolher

À venda nas principais livrarias físicas e on-line

Gostou de “Compreender e acolher: Abordagem lúdica e empática sobre autismo?

Compreender e acolher: Abordagem lúdica e empática sobre autismo
Dra. Deborah Kerches. Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira mais em Caderno Cultural. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Santo André vacinará profissionais da educação básica na segunda

Prefeitura de Santo André vacinará contra a Covid-19, a partir da próxima segunda-feira (12/04), os profissionais da educação básica, que tenham mais de 47 anos. É importante ficar atento porque será necessário cumprir duas etapas, de cadastro e agendamento, antes de receber a vacina.

Serão imunizados professores da educação básica, merendeiras, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, secretários, diretores, vice-diretores, coordenadores, professores coordenadores pedagógicos e cuidadores. Os profissionais podem atuar em escolas municipais, estaduais ou particulares da cidade de Santo André.

O primeiro passo é fazer cadastro no site do Vacina Já, do Governo do Estado, no endereço https://vacinaja.sp.gov.br/educacao. O cadastro passará por um processo de análise, definido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, e se validado, o profissional receberá em seu e-mail o Comprovante Vacina Já Educação.

Este documento garante a elegibilidade para a vacinação e terá um QR Code para verificação de autenticidade. O envio do comprovante não é automático e será realizado nos dias seguintes ao cadastro.

Ao receber o comprovante do Vacina Já por e-mail o profissional da educação deverá cumprir a segunda etapa do processo, que é agendar a imunização no site psa.santoandre.br/vacinacovid. O sistema mostrará local, data e horários disponíveis para a aplicação da vacina.

O profissional só deve fazer o agendamento no site da Prefeitura depois que receber por e-mail o QR Code do site Vacina Já.

Os imunizantes que serão aplicados fazem parte de novo lote de 18.680 doses da Coronavac, produzidas pelo Instituto Butantan, que chegaram a Santo André nesta quinta-feira (8). Deste total, 5.370 doses serão destinadas aos profissionais da educação básica.

“A chegada de mais de 18 mil doses de vacina nos permite um importante avanço na imunização da nossa gente. Vamos iniciar a vacinação dos profissionais de Educação que atuam na cidade, com idade acima de 47 anos. Doses de esperança na proteção dos andreenses para que possamos retomar atividades presenciais de forma segura. Vamos continuar buscando mais doses do imunizante”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

A vacinação ocorrerá a partir da próxima segunda-feira, das 8h às 17h, em formato drive-thru, na Craisa (acesso pelo portão 5, na rua Varsóvia – Santa Teresinha), no Estádio Bruno Daniel (Rua 24 de Maio – Vila América) e no Grand Plaza Shopping (avenida Industrial, 600, acesso pelo portão do Centro Empresarial).

No ponto de vacinação é obrigatório apresentar o e-mail enviado pelo Estado com a aprovação do cadastro, documento de identidade e CPF. Pacientes que estejam passando por tratamento oncológico devem levar, além dos documentos pessoais, uma carta de liberação médica.

“A notícia de que os profissionais da Educação serão imunizados nos trouxe muita satisfação e mais tranquilidade. São trabalhadores de um serviço essencial que precisa ser valorizado. Contemplar este público com a vacinação é um reconhecimento a esse profissional que tanto trabalha pela nossa população”, afirmou a secretária de Educação, Cleide Bochixio.

Para esclarecer dúvidas e obter outras informações sobre o agendamento, além do portal da Prefeitura de Santo André, há também o telefone 0800-4848004. Para dúvidas relacionadas ao cadastro o telefone é o 0800 77 000 12.

Solidariedade – Os drive-thrus de vacinação da cidade estão recebendo 1 kg de alimento não perecível como doação. A contribuição não é obrigatória, mas pode fazer diferença na vida de andreenses que passam por necessidade neste momento de crise.

A iniciativa é do Fundo Social de Solidariedade, presidido voluntariamente pela primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra. As doações irão para o Banco de Alimentos, que fará a entrega para as famílias de maior vulnerabilidade social da cidade. Os itens serão doados para mais de 110 entidades cadastradas no município.

Gostou de “Santo André vacinará profissionais da educação básica na segunda?

Santo André vacinará profissionais da educação básica na segunda
Foto: Alex Cavanha/PSA

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira as notícias do Grande ABC. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Balanço do programa ExploreCarlotas com vídeo e relatório anual

2020 foi o ano de estabelecer relações de convívio coletivo mais saudáveis e de respeito, cada um em sua casa. Confira o balanço do programa ExploreCarlotas

Em um ano desafiador para a educação brasileira, a empresa Carlotas mostra em vídeo a retrospectiva do programa ExploreCarlotas com o ponto de vista de professores e professoras que enfrentaram a pandemia mostrando dedicação e coragem.

O programa ExploreCarlotas, que cria espaços de diálogo e aprendizagem por meio de oficinas, tem como objetivo levar reflexões sobre diversidade, respeito e empatia de forma lúdica para crianças, jovens e educadores em escolas públicas e instituições de assistência gratuitamente.

O vídeo ilustra os sentimentos e emoções vividos nesse ano de incertezas, além de trazer depoimentos de professoras das escolas públicas. Veja aqui:  https://youtu.be/ESINKOT2QlQ. Em 2020 o Programa ExploreCarlotas focou em acolher e criar vínculos com os professores e professoras de escolas públicas. Os participantes dividiram com Carlotas seus medos, aflições, aprendizados e como foi o ano mais difícil de suas carreiras.

O programa ExploreCarlotas que é financiado com 10% do faturamento da empresa, esteve em 14 escolas públicas. Nestes encontros foram explorados temas tão relevantes quanto atuais como empatia, acolhimento e a importância do olhar para a diversidade com um material inédito: a BOX Carlotas, uma caixa repleta de ferramentas lúdicas focadas em educação emocional para o uso em sala de aula. Nas duas unidades da Fundação Casa, Azaléia e Chiquinha Gonzaga, os relatos de que quem passou pela experiência foi de que os encontros transformaram a maneira como veem o mundo, as pessoas e a si mesmas.

Balanço do programa ExploreCarlotas

Devido à pandemia, os instrumentos de apoio foram apostilas de histórias, atividades lúdicas e jogos para falar sobre as emoções com crianças e jovens. O primeiro Café Virtual foi um encontro remoto para dialogar e organizar as experiências internas com o tema: “Saúde Emocional dos educadores em Tempos de Pandemia.” Com esta atividade a devolutiva de professores, educadores, pais e mães foi muito positiva.

Ao todo 517 educadores participaram de 6 oficinas presenciais e 30 oficinas online onde 6 macrotemas foram abordados: Saúde Emocional, Arteterapia e Saúde, Tempos de Incerteza, o livro Saudade Sabor Chocolate, o Poder Transformador das Histórias e Empatia, Diversidade e Segurança Psicológica.

Um material digital inédito foi construído: uma trilha de aprendizagem em educação emocional adaptado para todas as faixas etárias (de 0 a 17 anos). Respeitando os pilares da UNESCO (aprender a ser, a conhecer, a fazer e aprender a conviver) e fortalecendo as competências socioemocionais da Base Nacional Comum Curricular – BNCC (autoconhecimento, autogestão, amabilidade, relações e tomada de decisão responsável). Com isso, 6 apostilas garantem que educadores e educandos tenham acesso a informações de qualidade. Para mais informações do relatório do Programa ExploreCarlotas clique aqui para fazer o download: http://bit.ly/2020_ExploreCarlotas.

Sobre Carlotas 

Uma empresa com propósito social, localizada no Brasil, nos Estados Unidos e na Alemanha, que busca realçar o potencial da empatia, por meio de uma abordagem única. Carlotas ilustra o diálogo sobre a desconstrução do perfeito e aceitação da diversidade, por meio da arte e do lúdico, encoraja o desenvolvimento das habilidades socioemocionais para melhorar as relações humanas. Para mais informações acesse: https://carlotas.org/

Gostou de “Balanço do programa ExploreCarlotas com vídeo e relatório anual?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais em nosso Caderno Cultural. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Museu das Minas e do Metal: Programação Cultural em debate

Dando sequência a programação digital diversa e gratuita, o Museu das Minas e do Metal oferece nesta quinta, a partir das 19h, um bate-papo com o tema “Programação, ainda é possível?”, reunindo 4 programadoras de espaços dedicados à fruição cultural.

O setor cultural foi certamente um dos mais impactados com o avanço da pandemia e as medidas de isolamento social. Museus, teatros, casas de shows e espaços destinados à cultura foram fechados e a arte precisou de adaptar à nova realidade para continuar chegando até as pessoas. Em contrapartida, o público pode perceber o quão essencial deve ser este convívio com as manifestações culturais, contribuindo para a nossa saúde mental, além de provocar reflexões no ser humano.  

O MM Gerdau promove nesta quinta o segundo encontro virtual da programação de abril. A partir das 19h, 4 convidadas irão debater sobre o tema “Programação, ainda é possível?”, elaborado a partir de questionamentos levantados pelo programador cultural António Pinto Ribeiro em seu livro “Questões Permanentes: ensaios escolhidos sobre cultura contemporânea”, que traz a pergunta: “Programar em nome de quê? Ainda do Humano?”.

Assim, o Museu lançou um convite às diretoras, curadoras, gestoras e programadoras culturais de diversos espaços localizados em cidades distintas como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Itabirito(MG), para uma conversa conjunta e reflexões sobre os desafios de criação e desenvolvimento de programações culturais para múltiplos espaços. Participam deste encontro: Clarisse Marinho (diretora de Extensão das Artes da Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo de Itabirito-MG), Karla Bittar Silveira (gerente de Cultura do SESI-Cultura), Keyna Eleison (diretora Artística do MAM – Museu de Arte Moderna-RJ) e Milena Lago (gerente de Programação da Fundação Clóvis Salgado – Palácio das Artes e Serraria Souza Pinto). A ação terá transmissão ao vivo no canal do Youtube do museu, incluindo  tradução em LIBRAS.

A atividade é uma oportunidade de reflexão e troca de experiências entre importantes profissionais do mercado cultural, contribuindo para esclarecer e mapear os principais desafios na condução e na curadoria de programação dos espaços culturais no país.

:: SOBRE O MM GERDAU O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal ::

 |@mmgerdau |  

MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, integrante do Circuito Liberdade desde 2010, é um museu de ciência e tecnologia que apresenta de forma lúdica e interativa a história da mineração e da metalurgia. Em 20 áreas expositivas, estão 44 exposições que apresentam, por meio de personagens históricos e fictícios, os minérios, os minerais e a diversidade do universo da Geociências.

O Prédio Rosa da Praça da Liberdade, sede do Museu, foi inaugurado em 1897, juntamente com Belo Horizonte. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), o edifício passou por meticuloso trabalho de restauro, que constatou que a decoração interna seguiu o gosto afrancesado da época, com vocabulário neoclássico e art nouveau.  O projeto arquitetônico para a nova finalidade do Prédio Rosa, que já foi Secretaria do Interior e da Educação, foi feito por Paulo Mendes da Rocha e a expografia, que usa a tecnologia como aliada da memória e da experiência, é de Marcello Dantas.

O Museu funciona de terça a domingo, das 12 às 18h, e na quinta, das 12 às 22h, entrada franca. Para além da exposição permanente, o MM Gerdau oferece uma programação diversa e para todas as idades. Todas as atividades são gratuitas.

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal é patrocinado pela Gerdau, via lei Federal de Incentivo à Cultura, com o apoio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM).

PROGRAMAÇÃO e INFORMAÇÕES COMPLETAS: @mmgerdau

Instagram: @mmgerdau

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=Qv9wh8j6hqM

Serviço:

08/04 – quinta-feira

Bate-papo “Programação, ainda é possível?”, com Clarisse Marinho (diretora de Extensão das Artes da Secretaria de Patrimônio Cultural e Turismo de Itabirito-MG), Karla Bittar Silveira (gerente de Cultura do SESI-Cultura), Keyna Eleison (diretora Artística do MAM – Museu de Arte Moderna-RJ) e Milena Lago (gerente de Programação da Fundação Clóvis Salgado – Palácio das Artes e Serraria Souza Pinto

Horário: 19h

Transmissão ao vivo pelo YouTube – MM Gerdau, incluindo tradução em libras

Gostou de “Museu das Minas e do Metal: Programação Cultural em debate?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Desemprego e pandemia fazem aumentar a busca por cursos online

Com os altos índices de desemprego no país, muitas pessoas passaram a buscar por cursos onlines que os ajudem a se recolocar no mercado de trabalho, durante esta pandemia.

Em meio a pandemia e os altos índices de desemprego no país, a busca por especializações e cursos que façam a diferença no currículo e no desenvolvimento pessoal vêm crescendo. Por sua comodidade, valores mais baixos e acesso mais fácil, os cursos online estão se tornando a opção ideal para o brasileiro.

Buscando por qualificação curricular, muitos acabam optando por cursos no segmento de idiomas, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os cursos de idioma EAD (ensino à distância) cresceram 59% em 2020 e esses dados continuam sendo promissores para 2021. 

Segundo, Anna Carolyna Diniz, fundadora da BeFaster – School of English e criadora do método “Transforme o seu Inglês”, ao levar seu negócio para o online por conta da pandemia, suas aulas tiveram um aumento de busca e de alunos considerável. Hoje, Carolyna já conta com mais de 5 mil alunos em sua plataforma online e o número só cresce. 

“Muitos adultos me procuram buscando por um curso intensivo, no qual ele já consiga se desenvolver no inglês, muitas vezes porque o chefe está exigindo, ou, porque a vaga que ele procura exige o domínio da língua”, conta Carolyna.

De acordo com o IBGE a taxa de desemprego em 2020 chegou a 13,9%, dada a situação econômica do país e a crise por conta da pandemia de covid-19, os números para 2021 não devem ser muito melhores. 

A alta concorrência no mercado de trabalho, faz com que cada vez mais os profissionais busquem meios de se destacar através de cursos e certificações.

Desemprego e pandemia

Sobre Carolyna Diniz:

Fundadora da BeFaster – School of English, instrutora de língua Inglesa desde 2003 e criadora do método “Transforme o seu Inglês”.

Trabalhou em NYC como interprete auxiliando deficientes visuais brasileiros à adquirir cão guia nos Estados Unidos.

Master e Practitioner em PNL pela Sociedade Brasileira de Programação

Neurolinguística. Formada em Hipnose Ericksoniana e coach através da

Sociedade Brasileira de Coaching em 2016.

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/carolinadinizsoueu/

YOUTUBE: https://www.youtube.com/results?search_query=carol+diniz

Gostou de “Desemprego e pandemia fazem aumentar a busca por cursos online ?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Qual a importância do Ensino a Distância na sociedade atual?

Quando falamos em Ensino a Distância, muitas pessoas se perguntam qual a importância? Ou ainda, será que tem o mesmo nível de ensino que uma aula presencial?

Pois acredite, a educação a distância não perde em nada para o ensino tradicional. Ao contrário, esta modalidade possibilita que pessoas que jamais teriam acesso a uma sala de aula, devido aos valores abusivos ou falta de horários de turmas abertas, possam se formar, trabalhar em uma função melhor, mais qualificada e conquistar, dessa forma, uma melhor qualidade de vida.

Portanto, a importância da EaD está na forma como ela democratiza o acesso ao ensino. Porém, não imagine que esta é a única vantagem do ensino a distância.

Essa modalidade de ensino traz diversos benefícios que corroboram para desmistificar o conceito e mostrar a importância da EaD na sociedade contemporânea ou pós-moderna, em meio aos tempos líquidos, tão falados pelo filósofo e sociólogo polonês, Zygmunt Bauman, em suas diversas obras.

Qual a importância do Ensino a Distância na sociedade pós-moderna?

Você sabia que essa forma de ensino não é tão nova quanto todos pensam? Se você acha que a EaD surgiu com o advento da internet, está muito enganado.

Desde 1728 as pessoas já faziam cursos pelos Correios. Exatamente isso, o ensino era via correspondência e existe desde a época em que as cartas eram levadas a cavalo.

Obviamente, a qualidade que se tem hoje, com todos os recursos digitais e de pesquisa a disposição, é outra. Isso faz a importância da EaD ficar ainda maior, uma vez que o aluno pode acessar as aulas de qualquer lugar.

Por exemplo, supomos que você tenha aula em um determinado dia da semana. Na aula presencial, você teria que faltar e perderia aquele conteúdo.

Já na EaD é totalmente diferente. Você pode levar sua aula consigo para onde quiser e não precisa ficar preso a uma grade de horários fixa, que iria engessar a sua vida. Com certeza, essa é uma liberdade e flexibilidade que todos almejam.

Além disso, como falamos anteriormente, a diferença de valores de cursos presenciais para cursos EaD é enorme.

E é aqui que muita gente comete um terrível equívoco. As pessoas acham que por ser mais barato a qualidade é menor, quando muitas vezes pode ser exatamente o contrário.

  • Mas, então, como um produto mais barato pode ser melhor que um mais caro?

Bem simples, isso se dá devido aos contratos feitos com os professores, que em aulas EaD recebem para produzir conteúdos, os quais são usados diversas vezes e precisam de uma qualidade extrema.

Na aula presencial, o professor é pago para dar diversas vezes a mesma aula. E todos somos humanos, o que faz um dia a aula do professor ser melhor do que em outros. Afinal, são diversos fatores que podem influenciar no desempenho do profissional.

Ou seja, em uma aula EaD, você terá sempre o melhor do professor, porque o material foi feito com um cuidado extremo para oferecer a melhor qualidade possível.

Como você pode notar a importância da EaD na sociedade é imensa e tende a aumentar cada vez mais.

Conforme dados do Censo da Educação Superior de 2018, mais de 6,3 milhões de alunos são de cursos presenciais e mais de 2 milhões de cursos de ensino a distância.

Além disso, o Censo registrou uma diminuição de 2,07% na quantidade de alunos do ensino presencial e um aumento de 14,56% na quantidade de estudantes EaD.

Pense que essa modalidade fez mais de 2 milhões de pessoas terem acesso ao nível superior, número que cresce vertiginosamente todos os anos justamente por existir essa modalidade de ensino.

Vale ressaltar também que, em tempos de pandemia, até mesmo quem havia optado pelo ensino presencial se viu obrigado a ter aulas EaD.

Contudo, os profissionais que ministram aulas a distância possuem toda uma formação para essa modalidade, o que professores presenciais nem sempre têm, uma vez que não necessitam executar a tarefa desse modo.

Entretanto, como você bem sabe, a pandemia mudou tudo, fez todos precisarem se reinventar e o brasileiro perder o medo de diversas coisas virtuais, como comprar pela internet, usar aplicativos de entrega de alimentos e estudar a distância.

  • Mas, quais são as vantagens de estudar online?

As vantagens de cursar EaD são imensas. Por isso, decidimos elencar as três principais, a fim de que você veja a importância dela para realizar todos os seus sonhos.

1 – Flexibilidade de Horários

Como falamos anteriormente, você ser dono dos seus horários e da sua rotina não tem preço. Cada vez a vida está mais corrida e é mais difícil podermos reservar quatro horas por dia para sentarmos em uma sala de aula.

Muitas pessoas precisam conciliar uma rotina quádrupla, entre trabalho, estudos, casa e filhos. E, obviamente, ter essa flexibilidade de horário para os estudos facilita muito a vida.

2 – Custo baixo

Outro ponto super relevante é o custo. Por não ser necessário pagar salários altíssimos para professores ficarem todos os dias em sala de aula e por não ser preciso gastar com estruturas imensas que comportem todos os alunos, o preço acaba reduzindo.

Ou seja, você tem acesso ao mesmo material só que por um valor, algumas vezes, até 90% mais barato.

3 – Melhor aprendizagem

Diferentemente do que muitos pensam, é possível aprender mais de forma online do que de forma presencial.

  • Mas por que isso?

Bem simples, na aula presencial você vai ver o conteúdo uma única vez. Talvez no dia você até memorize o material, mas, um mês depois, será que você ainda vai lembrar do conteúdo?

Na metodologia do ensino a distância, você poderá acessar o material quantas vezes quiser. Poderá voltar o vídeo, reler as apostilas, tudo para a melhor fixação do conteúdo. E, caso no futuro você não se lembre mais do que aprendeu, basta acessar novamente a aula.

Além de que, você pode fazer ela onde desejar, o que irá permitir que estude em ambientes que lhe trarão uma concentração maior, logo, uma maior aprendizagem e fixação.

Como você pode notar são os benefícios que trazem toda essa importância para a EaD.

Duas dicas de como conquistar o seu melhor futuro

Agora que você já conhece a importância da EaD e sabe as principais vantagens desse método de ensino, nada mais justo do que lhe ensinar como você pode usar a educação a distância para conquistar todos os seus sonhos.

1 – Planeje-se

Nossa primeira dica é fazer um planejamento. Como diz o velho ditado popular: “não é possível chegar a um lugar diferente seguindo o mesmo caminho”.

Por isso, você vai precisar de planejamento, tanto para escolher qual curso quer fazer, quanto depois, para gerenciar seus horários e poder estudar para as aulas.

Isso fará você ter mais tempo. Além de que, seu tempo será mais produtivo e irá render mais.

Se você conseguir, um bom tempo diário é uma hora de estudos. Caso consiga mais, perfeito.

Muitas vezes você terá mais tempo em um dia do que em outro. Verifique sua agenda e monte seu calendário de estudos da forma que ficar melhor para você.

2 – Escolha com sabedoria

Tão vital quanto saber a importância do EaD é você saber como escolher um bom curso.

Mas como escolher um curso entre tantos?

Bem simples, observe os professores da grade, veja o que outras pessoas que já fizeram aquele curso estão comentando nas redes sociais.

Atualmente, não existe nada velado. Tudo fica exposto na internet. Então use isso a seu favor para fazer a melhor escolha.

E, caso ainda tenha dúvidas, fale com um dos nossos profissionais.

O Portal da Educação (UOL) está aqui para lhe auxiliar a conquistar todos os seus sonhos e fazer com que você tenha a carreira que tanto merece.

Caso você queira aproveitar e começar logo os seus estudos, o Portal Educação está com promoção de férias, há descontos de até 40% em cursos nas áreas de:

Saúde; Educação e pedagogia; Marketing e design; Administração e negócios; Biologia; Tecnologia; Dentre outras. Aproveite os descontos, clique AQUI.

Fonte: Portal Educação. Gosta de tecnologia? Conheça o Dica App do Dia.

Gostou de “Qual a importância do Ensino a Distância na sociedade atual??

Qual a importância do Ensino a Distância
Qual a importância do Ensino a Distância?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

Veja como funcionam atividades com restrição na fase emergencial

A fase emergencial do Plano São Paulo estabelece medidas mais duras de restrição de circulação pública e funcionamento de algumas atividades até o dia 11 de abril, inclusive parte daquelas classificadas como essenciais. Veja como funcionam atividades neste período.

A meta é reforçar o distanciamento social e reduzir a circulação urbana. Confira um resumo a seguir:

Veja como funcionam atividades



ESCRITÓRIOS EM GERAL E ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS – Obrigatoriedade de teletrabalho (home office).

COMÉRCIO DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO – Proibido o funcionamento e atendimento presencial, mas ficam liberados os serviços de retirada por clientes com veículo (drive-thru) e entrega na casa do comprador (delivery).

ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS (COMÉRCIO EM GERAL) – Somente entrega (delivery) e retirada de automóvel (drive-thru), com proibição de retirada de produtos no local.

REPARTIÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – Obrigatoriedade de teletrabalho (home office).

RESTAURANTES, BARES E PADARIAS – Somente entrega (delivery) e retirada de automóvel (drive-thru), com proibição de retirada de produtos no local. Mercearias e padarias podem funcionar seguindo as regras de supermercados, com proibição de consumo no local.

TRANSPORTE COLETIVO – Recomendação de escalonamento de horário para os trabalhadores da indústria, serviços e comércio. Os horários indicados são de entrada das 5h às 7h e saída das 14h às 16h para profissionais da indústria, entrada das 7h às 9h e saída das 16h às 18h para os de serviços; e entrada das 9h às 11h e saída das 18h às 20h para os do comércio.

EDUCAÇÃO ESTADUAL – Unidades abertas para distribuição de merenda a alunos carentes e entrega de materiais mediante agendamento prévio.

COMÉRCIO DE PRODUTOS ELETRÔNICOS – Somente entrega (delivery) e retirada de automóvel (drive-thru), com proibição de retirada de produtos no local.

SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – Obrigatoriedade de teletrabalho (home office).

SUPERMERCADOS – Recomendação de escalonamento de horário para os funcionários utilizarem o transporte público para irem ao trabalho (entrada das 9h às 11h e saída das 18h às 20h).

HOTELARIA – Proibição de funcionamento de restaurantes, bares e áreas comuns dos hotéis. Alimentação permitida somente nos quartos.

ESPORTES – Atividades coletivas profissionais e amadoras suspensas.

TELECOMUNICAÇÕES – Teletrabalho (home office) obrigatório para funcionários de empresas de telecomunicação.

ATIVIDADES RELIGIOSAS – Proibição de realização de atividades coletivas como missas e cultos, mas permissão para que templos, igrejas e espaços religiosos fiquem abertos para manifestações individuais de fé.

Com informações do Governo do Estado de São Paulo.

Gostou de “Veja como funcionam atividades com restrição na fase emergencial?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.368 outros assinantes




Cursos gratuitos no Senai Mario Amato, com apoio da ACISBEC

A ACISBEC (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo) é uma das apoiadoras dos cursos presenciais (gratuitos) direcionados a pessoas de baixa renda que serão realizados na Escola e Faculdade de Tecnologia SENAI Mario Amato, no Bairro Assunção. O programa é gratuito, terá início dia 20 de abril e segue até 19 de agosto com temas variados. As vagas são limitadas e as inscrições vão de 22 de março a 4 de maio.

Estarão disponíveis cursos sobre Preparação de Cosméticos, Excel Avançado, Operador de Logística, Auxiliar de Almoxarife e Inspetor de Qualidade, entre outros.

As matrículas serão realizadas presencialmente por ordem de chegada, das 8h às 19h. Candidato menor de idade deverá comparecer com o responsável legal. É necessário apresentar cópia de documentos como RG, CPF, comprovante de endereço, de requisitos (se o curso exigir) e declaração de baixa renda. Todos os cursos terão módulo extra obrigatório de Competências Pessoais e Profissionais, com carga horária de 40 horas. Para os cursos com necessidade de utilização de EPI’s, o aluno deverá providenciar a aquisição, que poderá ser feita diretamente no bazar da AAPM.

A Escola e Faculdade de Tecnologia SENAI Mario Amato fica localizada na Rua Vitória Maria Médice Ramos, 330, Bairro Assunção, São Bernardo. Outras informações podem ser obtidas pelos números de telefone e WhatsApp: 4344-5018 e 4344-5096. www.marioamato.sp.senai.br

A ACISBEC (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo) é uma das apoiadoras dos cursos presenciais direcionados a pessoas de baixa renda que serão realizados na Escola e Faculdade de Tecnologia SENAI Mario Amato, no Bairro Assunção. O programa é gratuito, terá início dia 20 de abril e segue até 19 de agosto com temas variados. As vagas são limitadas e as inscrições vão de 22 de março a 4 de maio.Estarão disponíveis cursos sobre Preparação de Cosméticos, Excel Avançado, Operador de Logística, Auxiliar de Almoxarife e Inspetor de Qualidade, entre outros.As matrículas serão realizadas presencialmente por ordem de chegada, das 8h às 19h. Candidato menor de idade deverá comparecer com o responsável legal. É necessário apresentar cópia de documentos como RG, CPF, comprovante de endereço, de requisitos (se o curso exigir) e declaração de baixa renda. Todos os cursos terão módulo extra obrigatório de Competências Pessoais e Profissionais, com carga horária de 40 horas. Para os cursos com necessidade de utilização de EPI's, o aluno deverá providenciar a aquisição, que poderá ser feita diretamente no bazar da AAPM.A Escola e Faculdade de Tecnologia SENAI Mario Amato fica localizada na Rua Vitória Maria Médice Ramos, 330, Bairro Assunção, São Bernardo. Outras informações podem ser obtidas pelos números de telefone e WhatsApp: 4344-5018 e 4344-5096. www.marioamato.sp.senai.brSobre a ACISBECInstituição com mais de sete décadas de existência, foi fundada em 27 de setembro de 1944 e tem como presidente Valter Moura. Instalada em sede própria com área de quatro mil metros construídos, dispõe de ampla estrutura distribuída em seis pavimentos com auditório para 400 pessoas, salas de reunião, salão de exposição para feiras e fóruns de negócios, cursos e palestras, entre outros.

Sobre a ACISBEC

Instituição com mais de sete décadas de existência, foi fundada em 27 de setembro de 1944 e tem como presidente Valter Moura. Instalada em sede própria com área de quatro mil metros construídos, dispõe de ampla estrutura distribuída em seis pavimentos com auditório para 400 pessoas, salas de reunião, salão de exposição para feiras e fóruns de negócios, cursos e palestras, entre outros.

Ao longo dos anos, a ACISBEC implantou serviços, projetos, realizou convênios e parcerias em benefício dos associados e comunidade. Entre os atendimentos prestados estão consulta Pessoa Física e Pessoa Jurídica; Cadastro Positivo; Certificado Digital; Certificado de Origem; ACISBEC Mobile; Cursos e Eventos e dispõe de locação de salas.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Cursos gratuitos no Senai Mario Amato, com apoio da ACISBEC”?

Cursos gratuitos no Senai Mario Amato, com apoio da ACISBEC
Foto: José Paulo Lacerda

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

EJA de Santo André está com inscrições abertas

Para os maiores de 15 anos que pararam de estudar mas querem concluir o Ensino Fundamental, as inscrições estão abertas até 23 de março nas turma de EJA II de Santo André (Educação de Jovens e Adultos) deste ano.

Para quem não está alfabetizado ou parou no Ensino Fundamental I, ou seja, entre o 2º e o 5º ano, as inscrições também estão abertas, mas nesse caso é possível se inscrever o ano todo.

EJA de Santo André está com inscrições

O curso EJA tem carga horária reduzida em comparação ao ensino regular, assim o estudante concluí os estudos na metade do tempo. Com o EJA é possível finalizar os estudos em dois anos.

As aulas deste ano acontecerão de maneira remota. O modelo híbrido acontecerá quando as aulas presenciais na rede municipal retornar.

Quem não tem acesso à internet pode retirar todo o material impresso para fazer as atividades em casa.

A aluna Joselice de Jesus Santos Teixeira, de 59 anos, que neste ano irá concluir o Ensino Fundamental em uma turma da EJA de Santo André nos contou como foi sua experiência.

“No começo achei que era um bicho de sete cabeças ter que acompanhar as aulas remotas. Afinal, se é difícil aprender na sala de aula, imagina pelo celular, eu pensava. Mas eu continuei. Fui lá, peguei as apostilas, passei a fazer os exercícios e esclarecer minhas dúvidas pelo celular com os professores, que estão sempre prontos para ajudar”, afirmou.

Dona Joselice é uma das pessoas que não desistiu do sonho de terminar o Ensino Fundamental.

“Eu sempre quis acabar os estudos, mas nunca cheguei a frequentar uma escola. Agora que eu já formei duas filhas na faculdade, percebi que tinha chegado a hora de eu cuidar de mim”, disse.

Joselice nasceu na Bahia, em junho de 1961. Em 1977 tentou estudar, matriculando-se no antigo Mobral (Movimento Brasileiro de Alfabetização), extinto programa do Governo Federal para combater o analfabetismo. Porém não ficou por muito tempo, pois tinha que ajudar no sustento de sua família. Conseguiu voltar a estudar apenas em 2018, quando se matriculou na EJA de Santo André.        

“Na EJA eu me encontrei. Fui muito bem acolhida pelos professores, que são como amigos, estimulam a gente a seguir em frente e estão muito bem preparados para ensinar a nós, que somos mais velhos. Sem contar o cuidado com a nossa auto-estima”, acrescentou. Joselice diz estar tão feliz e realizada, que ajuda o quanto pode os colegas, com incentivos para que não desistam.

“Eu sempre fiz questão de apoiar e incentivar quem está cansado ou desanimado, querendo desistir. Porque existe um ponto na vida que a gente acha que já fez tudo e acaba se anulando. Não podemos deixar isso acontecer”, frisou.

Atualmente existem salas de EJA em 19 Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental) e cinco Centros Públicos de Formação Profissional. Nos cinco Centros Públicos (EJA I e EJA II) e em cinco Emeiefs (EJA II), o Ensino Fundamental está integrado ao ensino profissionalizante.

Para a matrícula é preciso apenas procurar a unidade com EJA mais próxima de casa com os seguintes documentos:

  • cópia do RG
  • comprovante de endereço
  • histórico escolar

Caso a pessoa não possua histórico escolar, a escola ajudará a buscar as informações necessárias.

Para saber quais são as unidades com salas de EJA, ou obter mais informações, basta entrar em contato pelos telefones 4468-4296 ou 4468-4297. Site da Prefeitura de Santo André.

Gostou de “EJA de Santo André está com inscrições abertas”?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Favela Mundo disponibiliza aulas gratuitas na internet

Com a pandemia, muitos profissionais tiveram que se reinventar. E a internet tem conectado pessoas das mais diversas atividades profissionais, culturais e sociais. É o caso da ONG Favela Mundo, que disponibiliza aulas no ambiente virtual.

Criado em 2010, com objetivo de promover a cidadania através da cultura, com aulas de dança, música e teatro, o projeto já passou por 12 comunidades cariocas, atendendo mais de 6.100 crianças e adolescentes.

Com repercussão no Brasil e no exterior, tendo passado por países como Estado Unidos, Canadá, Marrocos e México, o Favela Mundo foi reconhecido, em 2014, pela ONU, como modelo de inclusão social nas grandes cidades.

E a partir desta semana, para atender aos novos tempos, o Favela Mundo apresenta sua edição 2021 por meio de plataformas digitais.  A programação inclui contação de histórias indígenas e africanas, musicalização infantil e dança. O conteúdo será transmitido pelas redes sociais do projeto.

A cada semana, sempre às terças e quintas, às 10h, serão liberados dois novos vídeos, que podem ser acompanhados por jovens de todas as regiões, como explica o professor Marcelo Andirotti, criador do Favela Mundo.

A programação aberta ao público pode ser conferida no canal do Favela Mundo, no Youtube, nas redes sociais do projeto e no site do projeto.

Com informações de Agência Brasil.

Gostou de “Favela Mundo disponibiliza aulas gratuitas na internet“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Favela Mundo disponibiliza aulas gratuitas na internet
Workplace with person working on laptop watching video player, concept of webinar, business online training, education on computer, e-learning concept, video tutorial vector illustration

MEC anuncia plataforma de monitoramento dos planos de educação

O Ministério da Educação (MEC) anuncia uma nova plataforma para auxiliar no desenvolvimento e monitoramento dos planos educacionais dos estados, Distrito Federal e municípios. A Plataforma +PNE será lançada pelo governo federal para permitir ações de gestão, monitoramento e avaliação dos sistemas de ensino espalhados pelo País.

O principal objetivo da plataforma é propiciar uma convergência de metas, estratégias e diretrizes do Plano Nacional de Educação (PNE), estabelecendo um Sistema Nacional de Educação construído de forma conjunta. Para que isso seja possível, foram publicados detalhes de assistência técnica na Portaria nº 41, de 25 de janeiro de 2021, que institui a Plataforma +PNE. 

Foram definidos atores de participação no programa para o suporte dos gestores das unidades da federação e municípios. Entre eles, estão os articuladores locais, formados por uma equipe das secretarias de educação estaduais, municipais e distrital, e os coordenadores +PNE, profissionais selecionados por edital de chamada pública do MEC para coordenarem os trabalhos por região, após capacitação disponibilizada pela Secretaria de Educação Básica. 

O Ministério da Educação promete ainda a elaboração de um atendimento especializado, por meio de uma central de atendimento disponível via telefone e e-mail, para orientações técnicas contínuas sobre rotinas, agendas e cronogramas da metodologia de monitoramento e avaliação. 

Em parceria com Brasil61.

Gostou de “MEC anuncia plataforma de monitoramento dos planos de educação”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

MEC anuncia plataforma de monitoramento dos planos de educação

Parcela extra para alimentação escolar em estados e municípios

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu parcela extra para alimentação escolar, no valor de R$ 366,3 milhões para alunos matriculados na rede pública de ensino. Do montante, R$ 114,9 milhões são para os Estados, enquanto R$ 251,3 milhões são para os municípios.

Os recursos são referentes a mais uma parcela extra do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE, e estão disponíveis nas contas dos entes federativos nesta segunda-feira (1º). O FNDE já havia transferido R$ 394 milhões da primeira parcela extra acordada junto ao Ministério da Educação (MEC). 

Os recursos adicionais têm o objetivo de auxiliar estados e municípios a garantir a segurança alimentar e nutricional dos estudantes em meio à pandemia da Covid-19. Todos os anos, o programa repassa dinheiro em dez parcelas, de fevereiro a novembro. 

Devido à situação de exceção, duas parcelas extras foram transferidas em dezembro e, agora, em janeiro. 

Em parceria com Brasil 61.

Gostou de “Parcela extra para alimentação escolar em estados e municípios”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Parcela extra para alimentação escolar em estados e municípios

Lista de inscrições deferidas e indeferidas nas Etecs e Fatecs

Entre as novidades dos processos seletivos das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) e Escolas Técnicas (Etecs) estaduais para o primeiro semestre de 2021, está a divulgação das listas preliminares de inscrições deferidas e indeferidas.

A relação inclui candidatos cuja documentação e notas das disciplinas de Português e Matemática inseridas no sistema foram aceitas ou rejeitadas após conferência dos organizadores do processo seletivo. Quem se inscreveu deve ficar atento à publicação das listas nos sites vestibularfatec.com.br e vestibulinhoetec.com.br, a partir dos dias 30 e 31 de dezembro, respectivamente.

O novo procedimento oferece aos candidatos a oportunidade de corrigir alguma informação e regularizar a inscrição. Para isso, será necessário entrar com recurso nos dias 4 e 5 de janeiro de 2021. Neste período, será possível retificar notas inseridas e reenviar documentos comprobatórios (informados erroneamente, ilegíveis, incompletos ou diferentes do que deveriam ter sido anexados), nos sites dos processos seletivos. Os resultados dos pedidos de revisão das inscrições serão divulgados nos dias 13 (Etecs) e 14 de janeiro (Fatecs).

A verificação da lista preliminar de inscrições deferidas e indeferidas, do período para recurso, da lista de classificação e da convocação para matrícula, é de inteira responsabilidade do candidato.

ETECS e FATECS

ETECS e FATECS: Análise do histórico escolar

Nos processos seletivos para o primeiro semestre de 2021, o ingresso nas Etecs e Fatecs se dará por meio de análise do histórico escolar, sem a realização de prova presencial ou online. A mudança do critério se fez necessária para atender ao distanciamento social, recomendado pelo Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, visando preservar a saúde dos candidatos, e observando as notas atribuídas aos estudantes antes da pandemia. A previsão é de que todas as atividades comecem de forma remota (online).

No caso do Vestibulinho das Etecs, a nota final de classificação para os Ensinos Médio, Técnico, Integrado e Especialização Técnica será obtida pela média das notas de Português e Matemática, das séries indicadas na Portaria do processo seletivo e no Manual do Candidato, ambos disponíveis no site vestibulinhoetec.com.br.

Outras informações pelos telefones (11) 3471-4071 (Capital e Grande São Paulo) e 0800-772 2829 (demais localidades) e no site.

Já no Vestibular para as Fatecs, a nota final de classificação será definida pela média obtida com as notas de Português e Matemática, ou equivalentes, da segunda série do Ensino Médio, tanto para candidatos que já concluíram ou que estejam cursando a última série deste ciclo em 2020, desde que no ato da matrícula comprovem a conclusão do Ensino Médio.

Mais informações pelos telefones (11) 3471-4103 (Capital e Grande São Paulo) e 0800-596 9696 (demais localidades) ou em vestibularfatec.com.br.

Informações com Portal do Governo de SP

Paulo Serra diz que retomada das aulas será prioridade

A retomada das aulas será uma das prioridades no segundo mandato de Paulo Serra como prefeito de Santo André. O tucano recebeu históricos 76,88% dos votos válidos e vai continuar o trabalho iniciado em 2017. 

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, ele afirmou que um reforço escolar será necessário por causa da pandemia. Segundo Paulo Serra, o reforço escolar será feito de forma remota como complemento do estudo presencial.

A outra prioridade do prefeito reeleito Paulo Serra é a geração de empregos no pós-pandemia. Ele explica um dos projetos de qualificação para incentivo da retomada econômica no município 

Ele promete também que vai continuar com o modelo de gestão que enxuga a máquina pública. Com esse sistema, Santo André diminuiu a dívida municipal de R$ 325 milhões para R$ 75 milhões. 

Regulamentação do Fundeb aguarda votação no Congresso

Relatório apresentado nessa segunda (16) traz pontos discutidos em debates públicos e estudos em torno do tema; documento precisa ser votado ainda neste ano para que o Fundo, já aprovado, seja regulamentado

Em agosto deste ano, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) passou a ser permanente. Em vigor desde 2007, o Fundo seria extinto em dezembro deste ano, caso não houvesse movimentação em torno do tema. A votação no Congresso Nacional para aprovar a medida foi histórica e unânime, mas pontos importantes da nova emenda constitucional podem ficar de fora no ano que vem – isso se o relatório que regulamenta o Fundeb, apresentado nessa segunda-feira (16), não for apreciado e votado ainda neste ano.

O relator do PL 4372/2020, deputado Felipe Rigoni (PSB-ES), entregou a primeira versão do texto a partir de estudos realizados pelo gabinete compartilhado dos parlamentares do Movimento Acredito. Rigoni acrescentou também ao relatório sugestões compartilhadas em pelo menos cinco debates públicos virtuais, realizados de agosto para cá – segundo ele, envolvendo 35 mil espectadores. 

“Os municípios e estados brasileiros vivem realidades econômicas muito diferentes. O Brasil é muito diverso e muito desigual e a pandemia tornou ainda mais urgente essa nova injeção de dinheiro de uma maneira muito específica”, avalia Rigoni.  

Entre os sete pontos destacados pelo relator do PL, estão itens que vão ajudar a diminuir a desigualdade, por meio da nova metodologia de distribuição geral de recursos Valor Aluno Ano Total (VAAT); promover mais desenvolvimento, injetando 50% dos recursos gerais na educação infantil; e dar mais transparência, padronizando a prestação de contas no sistema do Ministério da Educação (MEC).  “O principal ponto, e talvez um dos mais importantes do relatório, é que o Fundeb reduz ainda mais as desigualdades de financiamento da educação”, acredita o parlamentar. 

Regulamentação do Fundeb

O líder de Estratégia Política do Todos pela Educação, Lucas Hoogerbrugge, considera como “completo” o relatório preliminar apresentado pelo parlamentar. “Ele traz todos os elementos necessários para a operacionalização do Fundeb em 2021 e deixa alguns temas, que já eram consenso na Câmara dos Deputados, para regulamentar na atualização da lei no ano que vem. E esses temas já circunscrevem de forma muito específica, dizendo qual o direcionamento que eles devem tomar na atualização da lei, o que parece positivo para que o texto seja coerente com o que está sendo discutido”, pontua. 

Na opinião dele, uma das maiores polêmicas sobre o assunto – o conveniamento no ensino fundamental e médio – não entrou no texto preliminar, o que pode ser positivo para não travar a aprovação do projeto no Congresso Nacional. “Se isso continuar assim, não haverá muito problema na votação”, aposta. 

A matéria tem sido mantida em obstrução pelo Governo Federal – isso porque o relatório apresentado pelo deputado Felipe Rigoni não atende a expectativa da equipe de Jair Bolsonaro de estender o escopo de escolas privadas sem fins lucrativos aptas a receber recursos do fundo. O texto mantém a autorização apenas para a educação infantil, que engloba creche e pré-escola, e educação no campo e especial. Nesse campo, a novidade que Rigoni apresenta é com relação à educação profissional de ensino médio, com a possibilidade de recursos do Fundo serem direcionados para unidades privadas sem fins lucrativos que atuem nessa modalidade.

“Esses entraves estão sendo colocados mais pelo governo e por certos segmentos do setor privado, que querem uma garantia de destinação de recursos do Fundeb para a educação básica privada. Para mim, isso é muito complicado, porque você não pode tirar dinheiro das escolas públicas para as instituições privadas, ainda que elas se declarem filantrópicas. Afinal, a educação pública, gratuita e de qualidade tem de ser o maior compromisso do Estado”, decreta o pesquisador e doutor em psicologia educacional Afonso Galvão. 

“Retirar recursos para instituições privadas é um desserviço que pode prejudicar ainda mais a educação básica pública. A educação básica, num contexto geral, tem sido uma das sacrificadas da educação brasileira, mais até que os outros segmentos. É um ponto polêmico, mas acredito que não vai passar nesse relatório”, aposta Galvão.  

Um dos maiores riscos da não aprovação da regulamentação do Fundeb ainda neste ano, na avaliação de Lucas Hoogerbrugge, é a falta de recursos no setor para os municípios. “Caso a regulamentação do Fundo não seja aprovada muito em breve, corremos o risco de ter aproximadamente 1,5 mil municípios deixando de receber mais de R$ 3 bilhões no ano que vem”, alerta.  

“E isso em um ano que vai ser essencialmente crítico para a educação, já que envolve a retomada das aulas presenciais, no momento que for seguro e com o devido planejamento. Consequentemente, vai envolver mais recursos para resolver esse processo de forma articulada entre alunos, professores e famílias”, completa Hoogerbrugge.  

A expectativa é de que o relatório siga direto para o plenário da Câmara e, em seguida, para o do Senado, já que, por conta da pandemia, as comissões não estão em funcionamento. “Considerando que ainda há algumas etapas e é uma matéria extremamente importante para o País, seria interessante que a pauta na Câmara dos Deputados fosse desobstruída e a votação ocorresse o mais rápido possível”, defende Lucas. 

Recursos

O Fundeb é considerado, hoje, essencial para o ensino público no País, já que reforça o investimento no setor em estados, municípios e Distrito Federal. Com a aprovação da PEC, o Fundeb se torna permanente e traz entre as principais mudanças a ampliação da participação federal no Fundeb. O fundo é composto por contribuições dos estados, DF e municípios, além de uma contribuição da União sobre esses valores, que é de 10% hoje. Gradualmente, esse percentual vai subir, alcançando o teto de 23% em 2026 em diante. 

No entanto, 16 pontos precisam de regras específicas para que os governos estaduais movimentem o Fundo, sendo que dez deles só poderão funcionar no próximo ano com a aprovação da regulamentação no Congresso. A votação está prevista para ocorrer ainda em novembro. 

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

SP cria 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista

Espaço poderá ser usado para trabalhos de cultura maker, robótica, modelagem 3D, entre outras atividades ‘mão na massa’

O vice-governador Rodrigo Garcia e o Secretário da Educação Rossieli Soares inauguraram nesta quarta-feira (18) o 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP). O espaço funciona no prédio da Escola Estadual Professora Zuleika de Barros Martins Ferreira, na Pompéia, zona Oeste, mas atenderá toda a rede estadual de São Paulo.

A coordenação do CIEBP é de Débora Garofalo que no ano passado foi considerada uma das dez melhores professoras do mundo, no Global Teacher Prize.

“Conforme as escolas têm projetos prontos, os alunos poderão prototipar aqui, fazer a impressão 3D e utilizar outros equipamentos ou, ainda, participar de projetos específicos no contraturno. Teremos capacidade de atender até 1.200 pessoas por dia, circulando em vários turnos”, afirma o Secretário Rossieli Soares.

No CIEBP os alunos poderão idealizar projetos e receber mentoria no hub de inovação; trabalhar com cultura maker, programação e robótica; ou ainda, utilizar a modelagem 3D para fazer protótipos com temas transversais. Para utilizar o local, as escolas terão de agendar.

O objetivo do equipamento é desenvolver o protagonismo dos estudantes no processo de ensino e aprendizagem com atividades “mão na massa”, além de ressignificar os espaços ociosos em escolas.

O CIEBP também integra a tríade de inovação da Seduc, que tem como premissa os novos componentes do programa Inova Educação como Tecnologia e Inovação; cultural, com o Movimento Inova, e de experimentação, com o Centro de Inovação.

“O CIEBP é uma importante ferramenta de inovação para professores e estudantes da rede estadual de ensino de São Paulo, por permitir que no espaço de aula e ou contraturno os estudantes e professores possam potencializar os seus projetos e experimentar novas modalidades e ferramentas de inovação em um formato inédito a educação por termos salas multifuncionais e um hub de inovação propondo soluções a educação”, diz Débora Garofalo.

Infraestrutura

O CIEBP conta com seis salas para atividades com uso de computadores, programação robótica, jogos digitais, pesquisa, ideação de projetos. Também abriga um pequeno estúdio do Centro de Mídias de São Paulo (CMSP) de gravação, locução, sala maker de criatividade visual, prototipagem, fabricação digital, além de um Hub Educacional.

Nove professores formados e preparados por grandes parceiros da área Faz Educação, representante da Apple, Microsoft, Telefonica Vivo farão a mediação dos trabalhos.

Entre os parceiros investidores estão a Microsoft Games, Faz Educação e Tecnologia & Apple, Instituto Palavra Aberta, Fundação Vanzolini, Big Brain Education, Grupo Mais Unidos, Ramadam Engenharia e Empreendimentos, FP Projetos e Empreendimentos, Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, Microbit e Instituto Telefonica Vivo.

MEC pretende elaborar Matriz Nacional Comum de Competências

O documento vai servir para orientar as redes de ensino a empreender perfis adequados para atuar na gestão escolar

Com objetivo de elaborar uma Matriz Nacional Comum de Competências do Diretor Escolar, que vai servir para orientar as redes de ensino a empreender perfis adequados para atuar na gestão escolar, a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação (MEC) está organizando reuniões técnicas para conversar com as pessoas diretamente envolvidas na gestão escolar nos estados e municípios. As entidades que representam as redes de ensino dos entes subnacionais, que são o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), foram solicitadas a indicar pessoas para participarem das reuniões técnicas de revisão do texto preliminar da Matriz.

O pedido foi de vinte diretores de escolas, sendo quatro diretores de cada uma das regiões do país; e vinte representantes dos secretários de educação, sendo quatro secretários de cada uma das regiões do país. O documento será elaborado de acordo com as normas educacionais nacionais vigentes e ainda contribuirá com os sistemas de ensino para o estabelecimento de processo que leve em conta critérios técnicos de mérito e desempenho na seleção de diretores escolares, conforme prevê o Plano Nacional de Ensino em sua Meta 19.

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Dia Nacional da Alfabetização: poucos avanços na área

Segundo especialistas, o País está longe de alcançar meta de erradicação do analfabetismo em 2024

Neste próximo sábado (14), o Brasil celebra o Dia Nacional da Alfabetização, data comemorada há mais de 50 anos com o objetivo de difundir a importância da leitura e da escrita. Um dia que deveria ser celebrado mas ainda mostra números relevantes de brasileiros analfabetos. Segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua Educação, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 11 milhões de cidadãos com 15 anos ou mais ainda não sabem ler e escrever. Entre 2018 e 2019, a taxa de analfabetismo teve uma leve melhora, passando de 6,8% para 6,6%.

Emocionada, Rita Romão de Brito, 54 anos, moradora do Riacho Fundo 2, região administrativa do Distrito Federal, lamenta o fato de não saber ler e escrever. O que mais incomoda a dona de casa é ter que depender de outras pessoas em situações simples, como obter informações no banco. 

“É difícil tenho que depender dos outros. Existe muita maldade. Algumas pessoas te passam para trás. Eu por exemplo, em certas situações, faço a mesma pergunta para mais de uma pessoa”, lamenta. 

Aproximadamente 12 quilômetros de onde vive dona Rita, em Taguatinga, Maria Clara Falcão, 6 anos, vive uma realidade bem diferente. A pequena foi alfabetizada com 5 anos e tomou gosto pela leitura. “Quando aprendi a ler comecei com gibis e outras histórias e fiquei super feliz. É muito legal na escola! Gosto muito de desenhar também!”

Mas, infelizmente, essa não é a realidade de muitos brasileiros e assim como Rita muitas pessoas são analfabetas. Fazendo um recorte por regiões, é possível constatar uma enorme disparidade entre as taxas de analfabetismo em pessoas acima de 15 anos. Nas regiões Sul e no Sudeste, o índice é de 3,3%, o Centro-Oeste aparece em seguida com uma taxa de 4,9% e a região Norte, 7,6%. Já na região Nordeste o percentual é de 13,9%. 

Dia Nacional da Alfabetização

Entre os brasileiros com 60 anos ou mais, os índices de analfabetismo são ainda maiores, alcançando 9,5% na Região Sul; 9,7% no Sudeste; 16,6% no Centro-Oeste; 25,5% no Norte; e 37,2% no Nordeste.

A questão racial também tem grande impacto entre as pessoas que não sabem ler ou escrever.  Enquanto a taxa de analfabetismo entre brasileiros da cor branca com 15 anos ou mais é de 3,6%, na população preta ou parda o índice alcança 8,9%, de acordo com o IBGE.

Segundo o especialista em Educação, Afonso Galvão, a situação da Educação Básica no País ainda é precária. Ele afirma que é preciso um enfrentamento maior contra o analfabetismo. “Não sei se há muito o que comemorar. O que esses dados mostram é uma situação da Educação Básica que ainda é precária em termos de qualidade e que, quantitativamente, não atende a maior parte da população”, explica Galvão.

Meta

Em 2014, foi aprovado o Plano Nacional de Educação (PNE), que tem entre as metas erradicar o analfabetismo a pessoas de 15 anos ou mais até 2024. A iniciativa também tem o objetivo de reduzir à metade a taxa do analfabetismo funcional. 

O presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Luiz Miguel Martins Garcia, defende ações mais integradas do Governo Federal com estados e municípios. Segundo ele, no ritmo em que o problema vem sendo enfrentado, pode demorar mais de um século para que o analfabetismo seja erradicado no Brasil.

“O recuo de 0,2% [entre 2018 e 2019] é um sinalizador que mostra que o País não vai conseguir vencer o analfabetismo mesmo daqui a 100 anos.”

Analfabetismo funcional

Outro gargalo a ser enfrentado pelo poder público brasileiro é reduzir o número de analfabetos funcionais. Segundo o Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), divulgado em 2018, pesquisa idealizada pelo Instituto Paulo Montenegro e pela ONG Ação Educativa, com apoio do Ibope Inteligência, 30% dos brasileiros integravam esse grupo. São considerados analfabetos funcionais, por exemplo, pessoas com dificuldades em interpretar textos simples ou resolver problemas matemáticos cotidianos. 

Outro lado

A reportagem do portal Brasil61.com entrou em contato com o Ministério da Educação para obter informações sobre investimentos e medidas que estão sendo tomadas para combate ao analfabetismo, porém não obteve resposta.

Fonte: Brasil 61

MEC oferece cursos em técnicas de ensino à distância

No momento, foram disponibilizadas três capacitações: “Como Preparar Videoaulas”, “Mediação em Ensino à Distância” e “Desenho Didático para Ensino Online”

Com a pandemia do novo coronavírus, uma das mudanças mais relevantes que ocorreu no Brasil foi a adoção de aulas remotas para estudantes matriculados nas escolas públicas e privadas. Por esse motivo, o Ministério da Educação (MEC) oferece capacitação para professores que tiverem interesse aprender a elaborar videoaulas e as técnicas de ensino à distância. O conteúdo é ofertado de maneira gratuita.

No momento, foram disponibilizadas três capacitações: “Como Preparar Videoaulas”, “Mediação em Ensino à Distância” e “Desenho Didático para Ensino Online”. A ideia é que em fevereiro do próximo ano outros dois cursos ofertados: “Multimeios em Educação” e “Psicologia na Educação”.

O intuito dessa capacitação é preparar os atuais e futuros professores da educação básica a utilizarem as ferramentas online em sala de aula e dentro de novos ambientes virtuais de ensino e aprendizagem. Para participar do curso basta se inscrever no site eskadauema.com. As inscrições poderão ser feitas até o dia 13 de novembro.

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Educação pode perder até R$ 40 bi em tributos

O estudo leva em consideração o impacto econômico da Covid-19 a partir de um mapeamento de projeções tributárias e análise de dados do Tesouro Nacional

Segundo um levantamento do Instituto Unibanco e Todos Pela Educação, em parceria com o Conselho Nacional dos Secretários de Educação, as redes estaduais e municipais de ensino devem perder entre R$ 13 bilhões e R$ 40 bilhões em tributos neste ano. O último relatório da série Covid-19: Impacto Fiscal na Educação Básica leva em consideração os aspectos econômicos da pandemia do novo coronavírus a partir de um mapeamento de projeções tributárias e análise da base de dados do Tesouro Nacional.

De acordo com o professor e especialista em educação pela Universidade de Brasília (UnB) Raimundo Luiz Silva Araújo, os impactos dessa perda poderão ser sentidos até o final do ano que vem. “A queda na arrecadação puxa para baixo o Fundo Público e o financiamento da Educação Básica. Muitas prefeituras vão ter dificuldades para fechar as contas no final do ano e, como a economia não está se recuperando da forma que o governo anuncia, a previsão é de que esse impacto dure todo o ano de 2021”, avalia.

Ainda segundo o estudo, somando os 38,3 milhões de estudantes das redes de Educação Básica, a perda desse montante em tributos significaria uma redução média no investimento anual por estudante que pode ficar entre R$ 345, no melhor cenário, e R$ 1.038, no cenário mais pessimista. Hoje, o Brasil investe anualmente cerca de R$ 21.500 por estudante de ensino fundamental. O valor é 2,2 vezes menor que a média dos países participantes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

De acordo com o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci, Luiz Miguel Martins Garcia, a má previsão deverá obrigar os municípios a estabelecerem soluções de reorganização das verbas para garantir investimentos como a manutenção das escolas, realização de atividades complementares, modelo híbrido, preparação e adequação das instituições para o retorno dos estudantes, entre outros. 

“Tudo que for implicar em novos investimentos, vai ficar comprometido. Isso pode gerar dificuldades para estabelecer essas ações e para o processo de retomada dos direitos de aprendizagem não efetivados nesse momento por falta de recursos, já que o orçamento da educação é bastante apertado. Imagine uma situação de queda e com necessidade de crescimento”, exemplificou. 

Para além dessas estimativas, o relatório das instituições traz um levantamento com 82 redes municipais de Educação, que identificou um conjunto de gastos adicionais que variam de R$ 230 a R$ 490 por estudante matriculado. Esses valores estão relacionados às despesas com ensino remoto, alimentação, comunicação com as famílias, patrocínio de pacotes de dados de internet e compra de materiais de higiene. 

Já nas redes estaduais, estima-se que o gasto total das secretarias de Educação com ações extraordinárias de enfrentamento à pandemia no exercício de 2020 será de no mínimo R$ 2,1 bilhões, podendo chegar até R$ 5,3 bilhões.
 

Fonte: Brasil 61

Prazo de renovação do Fies é prorrogado

Alunos têm até dia 30 de novembro para efetivar o aditamento

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorrogou o prazo para que estudantes com contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), firmados até dezembro de 2017, façam a renovação de seus financiamentos neste segundo semestre de 2020. Os alunos têm até o dia 30 de novembro para efetivar o aditamento.

A data também vale para realização de transferência integral de curso ou de instituição de ensino e para solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento. Os contratos do Novo Fies, concedidos a partir de 2018, têm cronograma definido pela Caixa Econômica Federal.

Os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pela Comissão Permanente de Supervisão e Atendimento (CPSA) da instituição de ensino superior e, em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao agente financeiro para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

Fonte: Brasil 61

MEC libera mais R$ 90 milhões para retorno seguro das escolas

A verba será repassada para que cerca de 117 mil escolas públicas estaduais, distritais e municipais para que possam adquirir e contratar serviços e equipamentos necessários para implementar os protocolos de segurança

Para apoiar o retorno presencial seguro às aulas nas escolas do ensino básico, o Ministério da Educação (MEC)  liberou mais R$ 90 milhões por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Os recursos se somam ao repasse de R$ 525 milhões inicialmente previstos, alcançando assim o total de R$ 615 milhões.

A verba será repassada para que cerca de 117 mil escolas públicas estaduais, distritais e municipais para que possam adquirir e contratar serviços e equipamentos necessários para implementar os protocolos de segurança, auxiliando nas adequações necessárias para o retorno às atividades presenciais. 

No último dia 7, o MEC apresentou o Guia de Implementação de Protocolos de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica. O documento produzido pela Secretaria de Educação Básica (SEB) com o apoio das secretarias de Modalidades Especializadas e de Alfabetização oferece informações para que as redes estaduais e municipais possam se preparar para um retorno seguro. 

O Guia reúne normas técnicas de segurança em saúde e recomendações de ações sociais e pedagógicas. A decisão de retorno às aulas presenciais deve ser tomada por estados e municípios, de acordo com a orientação das autoridades sanitárias locais. 

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Especialistas avaliam que 2020 não foi um ano perdido

Volta às aulas em formato presencial é um momento bastante aguardado pela população brasileira

Durante a pandemia causada pela Covid-19, em que as pessoas precisaram se recolher dentro de casa, um triste cenário se repetiu por todo o país: portões das escolas fechados e alunos distantes das salas de aulas. E não foi apenas uma cena para se gravar na memória, mas um fato que marcou profundamente a história do ensino no Brasil, com consequências que podem demorar alguns anos para serem revertidas.

Por isso, a volta às aulas em formato presencial é um momento bastante aguardado pela população brasileira. Há alguns meses, o Governo Federal, entidades de educação, secretárias estaduais e municipais debatem o assunto para definir a melhor forma de realizar essa retomada às aulas.

Um exemplo de medida adota em favor desse retorno, foi o investimento feito pelo Ministério da Educação para as escolas públicas por todo o país com um valor total de R$ 454 milhões para aquisição de materiais e insumos necessários para prevenir a transmissão da Covid-19 entre estudantes e profissionais da rede básica.

Para Cecilia Motta, que é secretária de Educação do Mato Grosso do Sul e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), ainda há muitos debates e ações a serem desempenhados para que a educação no Brasil possa se reestruturar, uma vez que a pandemia da Covid-19 alargou as desigualdades entre a qualidade de ensino e oportunidade entre os estudantes.

“A diversidade já existe, a pandemia só escancarou isso. Quem não teve tecnologia para estudar, na verdade é porque já não tinha antes mesmo, tinha menos condições. Quer dizer que a desigualdade social, que já existia, aumentou nesse momento. Mas eu gostaria de destacar o esforço dos professores, diretores e coordenadores que nos surpreenderam com sua criatividade e sua garra, fazendo com que o aluno perdesse o mínimo possível, fazendo com que os impactos [da pandemia] fossem o menor possível”, destacou Motta.

Mesmo considerando que os impactos da pandemia de Covid-19 no ensino brasileiro possam perdurar por alguns anos, a reinvenção na forma de ensinar fez com que 2020 não fosse um ano perdido para os mais de 36 milhões de alunos espalhados por quase 117 mil escolas pelo país. E é isso o que afirma o coordenador de projeto do Todos Pela Educação, Ivan Gontijo.

“A gente teve uma mobilização muito grande das secretarias [de educação], dos professores, dos diretores, dos estudantes para a educação não parar, para a gente conseguir migrar para o ensino remoto. Lógico, o ensino remoto não chegou para todo mundo, mas eu acho que a educação não parou. Então, eu não diria que esse foi um ano perdido, mas foi o ano mais difícil da história da educação básica. A questão é que dizer que não foi o ano perdido não significa a gente não reconhecer todos os impactos que esse ano teve”, afirmou Gontijo.

O Todos pela Educação é uma organização sem fins lucrativos suprapartidária e independente, composta por diversos setores da sociedade brasileira com o objetivo de assegurar o direito à educação básica de qualidade para todos os cidadãos até 2022 – ano que se comemora o bicentenário da independência do Brasil.

Já o Conselho Nacional de Secretários de Educação é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, que reúne as Secretarias de Educação dos Estados e do Distrito Federal. Seu objetivo é promover a integração das redes estaduais de educação e intensificar a participação dos estados nos processos decisórios das políticas nacionais, além de promover o regime de colaboração entre as unidades federativas para o desenvolvimento da escola pública.

Fonte: Brasil 61

Quando começar a estudar para um concurso?

Muitos concurseiros costumam perguntar qual o momento ideal para iniciar os estudos para um concurso. Nesta série de perguntas e respostas, a professora Viviane Rocha, especialista em preparação para concursos públicos, tira as principais dúvidas e dá dicas para ajudar você a garantir a melhor preparação possível. Confira!

1 – Muitas pessoas que prestam concursos somente começam a estudar após a publicação dos editais ou, pelo menos, das autorizações. Porém, em muitos casos, por exemplo, na área fiscal, o tempo entre a autorização (ou o edital) e as provas é curto para estudar tudo que é cobrado. Gostaria que você desse algumas recomendações neste sentido, de que o estudo antecipado, mesmo para concursos ainda não autorizados e até mesmo sem previsão para acontecer, não é perdido e pode servir de diferencial para ser aprovado.

Com certeza o estudo antecipado, independente do concurso, é um grande diferencial. O candidato que planeja a preparação antes da publicação de um edital consegue imprimir um ritmo de estudo muito maior que os que deixam somente para estudar após o edital na praça. Outro ponto que vale muito salientar é que o período entre edital e prova é para revisar o conteúdo antes da prova, repassar os pontos ainda não assimilados ou conteúdos novos que possam aparecer no edital.

2 – Mesmo para concursos com conteúdo programático não tão extenso, o estudo mesmo antes da previsão de haver concurso é aconselhável? Em que sentido?

Nesses concursos o que chama a atenção não é só a extensão do conteúdo programático (como em um concurso da área fiscal), mas o fato de que o grande número de inscritos pode elevar a nota de corte. Apesar de serem concursos que, em alguns casos, exigem somente nível médio, o estudo deve ser aprofundado por conta da necessidade de um maior número de acertos que levem à classificação.

Como administrar filhas(os)?!?

Recentemente assisti a uma cena na qual me surpreendeu ao saber que se tratavam de irmãos.

Sei bem como nem sempre é fácil administrar a questão: Filho (a).

Vamos partir do princípio sobre mudanças que a mulher sofre em seu corpo para o desenvolvimento do bebê e por ser um abrigo temporário natural por 9 meses, mas sabemos que pode ocorrer a qualquer momento , ainda existe esse porém que exige um preparo de “emergência”.

Ao termos a notícia da gestação, automaticamente são gerados inúmeros questionamentos internos na mente feminina, e pode ter certeza que são muitos e muitos mesmo.

A mãe começa a preparar a vida externa para o acolhimento do bebê que hoje em dia tem data exata ou prevista de acordo com a mudança da lua, particularmente prefiro a segunda opção, lembrando que existem algumas questões que envolvem esse momento e nem sempre a mulher de fato tem a opção de escolha em suas mãos, é necessário pensar na preservação das duas vidas.

Beleza, o bebê chega e tem sua própria rotina, afinal é ele quem passa a ter o “poder”.

Frágil, sensível e em um ambiente externo, essa adaptação é uma questão pode tirar nosso sono por alguns meses, rsrs, rindo pra não chorar sinto aflição só de lembrar da minha “segundinha” chegou tocando o terror.

Enquanto a primeira era tão calminha, dorminhoca e perdia a hora das mamadas, acrescento mais “preguiçosa” inclusive nos momentos de aleitamento, ela dormia enquanto mamava, uma graça, me sinto saudosa.

Nenhuma gestação é igual a outra e nenhum bebê é igual ao outro, fato!

E vc como mãe, como lida com suas coisas emoções e seus filhos?!?

É uma relação intensa, sem férias, sem aviso prévio, verdadeiramente ininterrupta

Como mãe, sempre tive esse medo de ser parcial com minhas crias.

E escolhi não ter preferência!!

Filhas (os) são “todos iguais”, temos que respeitar suas particularidades não exercer preferências!

Sei que uma é mais atenciosa, a outra é calada e explosiva.

Uma se dispõe a ajudar , a outra se faz de “morta” pra não ter trabalho.

São ímpares e de qualidades e defeitos bem extremos, incomparáveis.

Qualidades e defeitos , como qualquer ser humano tem e lembro são totalmente diferentes em tudo.

Como mãe, não passo a mão na cabeça e chamo a atenção mesmo.

Procuro ouvir, aceito feedback e pondero as informações recebidas, em um grande diálogo mostro o que é válido, tolerável e o que definitivamente não é admissível porque realmente não convém.

Que toda escolha, tem sua consequência e precisamos saber se estamos preparadas ou não para arcar com elas, trabalhe a consciência.

Todos temos muitas opiniões, exerça a escuta, ouça com atenção todos os lados envolvidos e seus respectivos pontos de vista.

Mas lembre sempre quem é a mãe, título inquestionável!!

Irmã(o) é pra ser amiga (o), companheira (o), inseparáveis.

Ficar de mal, só se for por um minuto, temos que ressaltar que irmãos tendem a viverem juntos, independente de sim ou não, então resolvam suas diferenças , conversem , busquem entender o que foi que aconteceu, o que motivou, receba e diga o que não gostou e não façam mais, para manterem a harmonia, é um elo pra toda a vida, independentemente das circunstâncias.

Esse relacionamento é um mistério (irmãos) ….

Apesar de ter , não fomos próximas.

É na família que conhecemos as tendências e as moldamos.

É dever dos pais observarem o comportamento dos filhos e os lapidarem para serem bons uns com os outros e com os que rodeiam.

Não digo que sejam crianças permissivas, mas sim sensatas e amorosas, assim teremos o reflexo de adultos mais gentis.

Falo sempre não admito brigas!!!

Desacordos existem não somos de ferro, mas nada que eternize.

Crianças se estressam , se aborrecem, tem suas preocupações que nós adultos, às vezes, nem imaginamos que elas tenham.

Por isso a importância do diálogo, do lúdico sempre aproxima pais e filhos.

Interação, compreensão, amor, respeito, carinho e paciência, dê todos os seus melhores sentimentos aos filhos e mostre a eles que

“Gentileza gera gentileza!”

Um abraço, ॐ∞

Recordações dos Grandes Mestres

Infância me lembro com riquezas de detalhes, momentos incríveis e outros nem tanto.
Tive grandes Mestres.
Em primeiro lugar Dona Eneida, minha Mãe… Bravíssima, Leoa, sempre protegendo, cuidando, me enchendo de “esporros” , agradeço todos os puxões de orelhas, pelos elogios raramente recebidos, o lema dela , “não pode elogiar muito, senão estraga” .
Muita garra , força e determinação, sua busca para que eu sempre fizesse o meu melhor, nunca estava bom, sempre poderia melhorar, sua insistência me moldou, graças a ela, posso me lapidar dia a dia, dona de uma rigidez exagerada, quando na verdade na medida certa! Reconheço seu comportamento, era extremamente necessário, obrigada.

Guardo boas lembranças
(Usarei somente as iniciais)
Primeiras professoras (Tia Ju e Tia Lu).
Como dizia Tia Ju, “dona de perguntas desconcertantes”.

Tenho uma certa admiração por educadores, o que seríamos sem eles?!?
No ginásio, tive o prazer de conhecer as professoras: AM Maia (História) metodologia incrível era possível visualizar as cenas do passado e ThSilva (Língua Portuguesa), carinhosamente conhecida por Thsinha , sem palavras, grande amiga, mãezona.

Segundo grau, nooossa, tudo novo, adolescência, fase cri cri, rsrs
O time aumentou, falecido professor AL (Língua Portuguesa) e seu trocadilho marcante “Uns tem Fé demais, outros Fé de menos”
MS (História) bela calegrafia, sua aula era um longo bate papo.
MM (Matemática), sério toda vida, controlava o riso pra não criar intimidade com os alunos, ele era bravo.
TBC (Física), não lembro nada, rsrs, mas ele tinha um domínio aplausivo da disciplina.
RD (Eletricidade), que pessoa!, professor de curso de Kumon, raciocínio lógico que nunca compreendi, tentei, ele estimulava isso, suas explicações eram tão claras, estava sempre disposto a ajudar.
ZM (Eletrônica e afins), sem comentários, grande admiração, ele não era carrasco, era na dele , sempre fazia as mesmas perguntas:
-“Estou aqui porque?? -Vocês fazem curso de corte e costura?!?”
Acho que ele sentia prazer na resposta em coro: Nãooooo.

  • Vocês estão aqui pq?!?
    Em coro novamente: -Eletrônica!!!
    JA (Desenho de circuito), torcedor do América, rsrs , muito brincalhão, sempre dizia:
    -“Vou cumprimentar os seres superiores da turma, meninas, agora falarei com os seres inferiores, meninos.” Seu comentário, era sempre motivo de riso.

Não posso esquecer da coordenadora ANL (mãe loira), me “chamava na chincha” dia sim, outro também , por fim ela cansou da minha presença (duvidoooo), havia outras demandas, não podendo me dar atenção, me encaminhou para o Serviço de Orientação Educacional (SOE), nunca vi um lugar tão agradável, fazia teste vocacional, refletia, filosofava com a pedagoga LS, virei freguesa, rsrs
Época boa…

Mais à frente, tive o prazer de conhecer MC (Filosofia) ele falava tanto, a disciplina exigia e eu ficava muito perdida, me mandou pra P3 por 0,5, quando questionei, um trabalhinho, meio pontinho, duramente me respondeu: “-Sei que és capaz, vc anota tudo, leia seu resumo que vc se sairá bem!!”
Senti uma raiva sem igual, muito bolada, me preparei, fiz a prova, qdo saiu o resultado, ele me olhou e disse: “- Sempre soube que vc conseguiria!”

Ah professora ZD, (Psicologia da Educação), dona de um gestual incrível, excelente referência afrodescendente, seus vestidos afros e seus turbantes magníficos, contava muitos “causos” que justificavam as travessuras das crianças e sua incrível terapia do abraço!!!
Suas aulas eram descontraídas e relaxantes.

Vamos aproveitar esse momento e o espaço, convido nossas amigas leitoras a deixarem seu recado para aquele educador(a) que marcou sua vida.
Carinhosamente, ॐ∞

Aulas presenciais não voltarão este ano, em Ribeirão Pires

O prefeito Kiko Teixeira (PSDB) anunciou hoje (05/10) aos representantes da Educação de Ribeirão Pires que as aulas presenciais não serão retomadas no município este ano, isso valendo para as escolas municipais, estaduais, técnica, particulares e todos demais segmentos, inclusive o EJA. O prefeito também confirmou que os alunos da rede municipal terão um reforço em 2021 no contraturno escolar.

Kiko fez o anúncio em reunião com representantes da Secretaria de Educação Municipal de Ribeirão Pires, da APEOESP (Sindicado dos Professores do Ensino do Estado de São Paulo), o Sineduc (Sindicato dos Professores das Escolas Públicas Municipais), da Secretaria de Educação do Estado (Diretoria Regional de Mauá), das escolas particulares e do ensino técnico (ETEC). O prefeito assegurou que irá publicar um decreto com essas determinações.

Kiko explicou aos representantes todas as medidas que estão sendo tomadas para combater o covid-19 na cidade desde o início da pandemia, como a higienização, isolamento e instalação de um hospital de campanha em tempo recorde. “O importante é ter um retorno das aulas com segurança,” garantiu.

De acordo com Kiko, as escolas devem manter o planejamento para iniciar as aulas em 2021 normalmente. “Vamos estar preparados para o reinício das aulas no ano que vem, sempre adotando todas os protocolos que garantam a segurança de alunos e professores”, disse.

Imersão discute captação e gestão de recursos para projetos

Cinco dias interativos e virtuais sobre inovação, ferramentas e tecnologias para mobilizar recursos para sua causa

Entre os dias 26 e 30 de outubro, a Rede Filantropia promoverá mais uma edição do evento CAPTA 2020 – Imersão Avançada em Captação de Recursos, que este ano será realizado, pela primeira vez, de forma 100% on-line e interativa!

“Este é um treinamento imprescindível para que projetos sociais de qualquer área ampliem horizontes sobre a melhor maneira de mobilizar parceiros, doadores e patrocinadores, além de conhecer um leque gigantesco de ferramentas para financiar suas ações e sua manutenção”, conta Thaís Iannarelli, diretora executiva da Rede Filantropia.

A imersão contará com 40 horas de aulas e oficinas on-line ao vivo e proporcionará muita interação e troca de experiência entre os participantes e os palestrantes.

O evento visa abrir horizontes no campo da captação de recursos; apresentar novas técnicas de financiamento de recursos para ONGs; auxiliar gestores e captadores a reconhecer e solucionar problemas de captação de recursos; trocar experiências com outros participantes para que, juntos, compartilhem soluções; e criar a cultura da captação de recursos profissionalizada e bem planejada.

Entre os temas a serem abordados estão: Terceiro Setor antes e depois da COVID-19, adaptação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), compliance aplicado à contabilidade e à captação de recursos, imunidade tributária, planejamento e adequação estatutária para a captação de recursos, engajamento de parceiros e apoiadores por meio de gatilhos emocionais, formas de remuneração do captador de recursos, como utilizar o Google Grants recurso para seu projeto social, entre outros. Além disso, serão realizados oficinas e debates.

AGENDA

Imersão Avançada em Captação e Gestão de Recursos (on-line)
Data: 26 a 30 de outubro, das 9h às 18h
Carga horária: 40 horas
Inscrição: https://www.filantropia.ong/capta  

Imprensa – Rede Filantropia
comunicacao@filantropia.org  

Dia das Crianças 2020

O dia da criança é uma data comemorada que homenageia as crianças, no Brasil é celebra no dia 12 de outubro, em outros países são outras datas. Em 1924 foi oficializado por decreto lei, no governo de Arthur Bernardes.

Deixando um pouco da história e indo para dias atuais, é importante destacar a importância da educação infantil.

Um grande país é formado por um grande povo, e tudo se inicia com as crianças como elas serão educadas, instruídas e cabe aos nossos governantes, professores e pais fazerem o melhor.

Um país que prioriza e investe na formação dos seus jovens com estudo, alimentação adequada, e bem-estar, terá pessoas melhores, educadas e esta no caminho de ser um país desenvolvido.

Cabe aos pais darem uma educação calcada em princípios e valores da família, serão filhos e famílias melhores.

É difícil educar os pequenos?  Eu digo que é possível, se cada um fizer a sua parte na educação e formação de uma criança, para torna-la feliz e melhor. Não podemos transferir aos outros o que cabe a cada um, na formação de uma criança.

Dia 12 de outubro é dia deles, então comemore e de o seu melhor, se possível um presente e um grande beijo e abraço.

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.368 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Edição 2020 do Movimento Inova: dias 22 e 23 de outubro

Evento será online e transmitido pelo Centro de Mídias da Educação de São Paulo, com atividades voltadas a tecnologias inovadoras

Falta menos de um mês para o Movimento Inova 2020, evento que permitirá uma maior conexão entre professores, alunos e outros integrantes da rede estadual e conectá-los às soluções tecnológicas inovadoras.

O Movimento Inova acontece nos dias 22 e 23 de outubro e representa uma oportunidade de conhecer, reconhecer e valorizar boas práticas de professores, estudantes de toda a rede estadual de ensino no que tange aos novos componentes: Projeto de Vida, Eletivas e Tecnologia e Inovação.

Além disso, a ação conta com três categorias: a Feira de Ciências que inclui os desafios matemáticos, a Mostra de Aprendizagem Criativa e Robótica e também o Hackathon, que incentiva que os estudantes encontrem soluções a Educação.

Feira de Ciências

A já tradicional Feira de Ciências das Escolas Estaduais de São Paulo (FeCEESP) desde o ano passado está incorporada ao Movimento Inova. A grande final da competição será durante o evento que traz os temas Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

Os projetos finalistas que já passaram pela seletiva regional (DER) e pela seletiva estadual (Seduc), serão avaliados por Professores Universitários, Empresários e parceiros da Seduc para a escolha dos vencedores.

Mostra Interativa de Robótica e Computação Criativa

Na Mostra Interativa de Robótica e Computação Criativa, estudantes dos anos finas (6º ao 9º ano) do Ensino Fundamental e do ensino médio da rede deverão apresentar projetos de robótica e computação criativa, que tenham sido desenvolvidos dentro das unidades escolares em qualquer área do conhecimento, grupos de estudos, grêmio estudantil, entre outros.

Hackaton

O Hackathon é uma maratona de programação com as 10 melhores ideias trazidas por grupos de estudantes do ensino médio de idade igual ou superior a 15 anos, que tenham criado soluções tecnológicas em diversos formatos, como aplicativos, sistemas, processos ou serviços que sejam otimizados por meio de uma ferramenta tecnológica, para os problemas e desafios da rede estadual de ensino.

No fim da imersão de dois dias, como nas grandes Hackatons online que acontecem pelo mundo, o grupo que chegar ao melhor resultado será premiado.

Outras atividades

Além dessas três competições o Movimento Inova 2020 também contará com atividades como palestras e oficinas com profissionais Secretaria de Educação do Estado e convidados especiais da Microsoft, Fundação Telefônica Vivo, Instituto Palavra Aberta, Qualcomm, Grupo +Unidos, Policia Militar de São Paulo, RBAC (Núcleo São Paulo), Gamificação Criativa, Boeing Brasil, Instituto Ayrton Senna, Instituto Educadigital, Unesco, Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa e Tríade Educacional .

Confira alguns temas já programados:

– Desinformação e educação midiática
– Importância da Cultura Digital e do Pensamento Computacional nos dias de hoje
– Programação desplugada
– Como montar uma agência de notícias
– Projeto de Vida: Mercado de Trabalho e Tendências de tecnologia
– Gamificação e Aprendizagem Criativa
– Robótica
– Projetos STEAM
– Como ser um youtuber
– Pensamento Computacional
– Women in STEM
– Projeto de Vida – as competências digitais no Mundo do Trabalho
– Desafio Isso ou Aquilo: De olho no meu desenvolvimento socioemocional
– Bora estudar com Minecraft?
– Cidadania Digital Design Meeting
– Bora criar

Edição 2019

O Movimento Inova surgiu no contexto do Inova Educação, programa da Secretaria da Educação criado com o propósito de atender todos os estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio, oferecendo atividades educativas mais alinhadas às vocações, desejos e realidades de cada aluno, por meio dos componentes Projeto de Vida, Eletivas e Tecnologia e Inovação.

A iniciativa inédita na rede estadual ocorreu nos dias 5 e 6 de dezembro de 2019 na Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Efape). Passaram pelo evento mais de 4 mil pessoas. Educação midiática, scratch, cultura maker e projeto de vida foram alguns dos assuntos tratados.

Aulas de coreano gratuitas ganham espaço em mais oito Etecs

Unidades da capital, Campinas e São Caetano do Sul passam a integrar parceria com consulado do país asiático para capacitar jovens

O idioma e a cultura coreana estão ganhando cada vez mais adeptos no Centro Paula Souza (CPS). Nesta semana, começaram as aulas online do curso gratuito de coreano em mais oito Escolas Técnicas Estaduais (Etecs). Ao todo, cerca de 300 estudantes de 10 unidades estão sendo contemplados pela parceria do CPS, por intermédio da Assessoria de Relações Internacionais (ARInter), com o Centro de Educação do Consulado Geral da República da Coreia do Sul em São Paulo.

Passam a integrar a iniciativa cinco Etecs da Capital: Albert Einstein, Getúlio Vargas, Guaracy Silveira e Martin Luther King; duas escolas de Campinas, Bento Quirino e Conselheiro Antonio Prado; além da Etec Jorge Street, de São Caetano do Sul. O projeto-piloto teve início no primeiro semestre nas Etecs Deputado Ary de Camargo Pedroso, de Piracicaba, e Prof. Horácio Augusto da Silveira, da capital.

As atividades são ministradas na plataforma de educação a distância do CPS por professores nativos. Os alunos aprendem noções básicas, como alfabeto, saudações, conversação e leitura, além das principais características culturais. O objetivo é capacitar jovens talentos para suprir demandas de empresas sul-coreanas em áreas como automobilística, eletrônica e tecnologia da informação, bem como criar condições para participação em programas de intercâmbio acadêmico e profissional.

Cultura

A aluna Olga Maria do Nascimento Silveira, de 16 anos, matriculada no curso técnico de Biotecnologia Integrado ao Ensino Médio da Etec Conselheiro Antonio Prado, é um exemplo de como a paixão pelo gênero musical K-pop pode despertar o interesse em participar de um intercâmbio no país asiático.

“Sou fã de séries televisivas, novelas e grupos musicais. É uma cultura muito rica, que valoriza a educação e o conhecimento. Após o curso na Etec, pretendo tentar uma bolsa para estudar na Coreia, pois a área de biotecnologia e produtos farmacêuticos está em forte ascensão por lá”, afirma.

Já o estudante Anderson Garcia Bino Teixeira, também de 16 anos, que está no curso técnico de Eletônica Integrado ao Ensino Médio da Etec de São Paulo, conhecida como Etesp, está animado com a possibilidade de treinar o idioma com a comunidade sul-coreana do entorno da escola localizada no bairro do Bom Retiro, no centro da capital.

“A Etec está no coração da chamada Little Seul de São Paulo, onde existem diversas lojas, restaurantes e festivais de cultura coreana. Será ótimo treinar o aprendizado com a população nativa. Acredito que será um diferencial na formação”, avalia.

MEC publica edital para 50 mil vagas remanescentes do Fies

Inscrições começam no dia 6 de outubro

Está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (29) o edital do processo de inscrição para cerca de 50 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o 2º semestre de 2020. As inscrições serão abertas no dia 6 de outubro, exclusivamente na página do Fies. Os candidatos não matriculados em uma instituição de ensino superior podem se inscrever até as 23h59 do dia 13 de outubro. Para os já matriculados, o prazo vai até 13 de novembro.

Para se candidatar é necessário ter participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, ter obtido no mínimo 450 pontos na média das cinco provas do exame e não ter zerado a prova de redação. O interessado precisa ainda ter renda mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa da família.

A ocupação das vagas, segundo o Ministério da Educação, será feita de acordo com a ordem de conclusão das inscrições. O candidato que precisar alterar informações depois da inscrição concluída no sistema terá de cancelar e fazer de novo o procedimento. Durante esse procedimento, a mesma vaga escolhida anteriormente poderá ser ocupada por outro candidato que concluir a inscrição antes.

Fonte: Agência Brasil

Inscrições para a 5ª edição do Festival Flink Sampa 2020 terminam nesta quarta (30)

Alunos de todos os ciclos de ensino podem participar do concurso em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares e ONG Afrobras

Secretaria da Educação do Estado, por meio do Centro de Inclusão Educacional e do CRE Mario Covas, realiza em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares e ONG Afrobras a 5ª edição do Festival Afro Minuto (Flink Sampa 2020).

Para participar do concurso, alunos da rede estadual que estejam cursando qualquer ciclo deverão produzir e enviar vídeos que visem valorizar a diversidade e respeitar os processos históricos de resistência negra desencadeada pelos africanos escravizados no Brasil.

O tema deste ano é uma homenagem à vida e obra de Milton Santos. Cada escola deverá inscrever apenas um vídeo por categoria, sendo: Ensino Fundamental Anos Iniciais, Ensino Fundamental Anos Finais, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A produção dos vídeos ficará por conta dos estudantes, sob orientação e acompanhamento do(a) professor(a) orientador(a). O regulamento do concurso pode ser consultado no site do CRE Mário Covas: http://www.escoladeformacao.sp.gov.br/portais/Default.aspx?tabid=9180.

A lista de vencedores será divulgada em novembro, considerando os protocolos sanitários vigentes, a premiação está prevista para ocorrer virtualmente ou em local a ser definido, na segunda quinzena do mesmo mês.

Fonte: Governo de SP

Escolas Livres de Teatro e de Dança recebem inscrições

Oportunidades são para Terreiros de Estudos da ELT e para o projeto Selfdário da ELD

Santo André, 29 de setembro de 2020 – As Escolas Livres de Teatro e Dança, espaços de formação mantidos pela Secretaria de Cultura de Santo André, estão com inscrições abertas para série de atividades gratuitas. Para os ‘Terreiros de Estudos’ da Escola Livre de Teatro (ELT), as inscrições podem ser feitas até 2 de outubro. E o projeto ‘Selfdário’, laboratório de criação orientada para jovens, da Escola Livre de Dança (ELD), recebe inscrições até 16 de outubro. Os links estão disponíveis na Agenda Cultural (http://www3.santoandre.sp.gov.br/agendacultural/).

Na ELT, o processo seletivo destina-se à composição do quadro de aprendizes para aulas remotas/virtuais. As oportunidades são para oito ‘Terreiros de Estudos’, territórios autônomos de encontro e pesquisa em teatro, que se propõem a criar um espaço de convívio e de socialização do conhecimento, onde seja possível o estudo de outras narrativas de mundo.

Terão duração de cinco encontros no período noturno e podem participar candidatos e candidatas de todo o País. Os temas são: ‘Atuação Cênica e Multinaturalismo Ameríndio: Aproximações, Negociações e Conflito’, com orientação de Antonio Salvador; ‘Memória e Presença de Dramaturgias Trans no Brasil, com Ave Terrena; ‘Lete (O Esquecimento), Aletéia (A Verdade), Mnemósina (A Memória) e Uma Aproximação Do Trágico’, com Jean Pierre Kaletrianos; ‘Sonhando Paraquedas Coloridos – Criação Cênica A Partir da Memória e da Investigação do Sonho Como Simulação de Futuro’, com Cris Rocha; ‘Dramaturgias Estruturais do Teatro Ocidental – Lado B’, com Alex Tenório; ‘Corpo Morada’, com Janette Santiago; ‘Lutas Culturais e Formas Artísticas: Política, Ideologia e Estética’, com Judson Cabral, e ‘Vigiar e Punir: Os Mecanismos de Controle e Interdição da Atividade Teatral no Brasil ou A Censura Ontem e Hoje’, com Felipe de Menezes.

Escola Livre de Dança – Já a Escola Livre de Dança (ELD) disponibiliza vagas para orientações artísticas direcionadas a adolescentes e jovens interessados em produzir criação envolvendo imagem, dança e escrita, a partir do projeto Selfdário.

Selfdário é uma série virtual de dança para adolescência produzida pela equipe pedagógica da ELD e disponível no YouTube, que provoca a criação de um diário imagético sobre esse atípico ano de 2020, onde a vida mudou de forma por conta da quarentena.

Ao longo de 12 episódios, as artistas educadoras Camila Bronizeski e Paula Petreca apresentaram provocações sensíveis e referências artísticas estimulando a criação autoral de um diário de selfies (fotografias, vídeos, textos escritos) que agora ao longo de quatro semanas poderão ser elaborados como um exercício de obra multimídia sob orientação dessas artistas.

Para se inscrever é fundamental assistir primeiro aos 12 vídeos disponíveis na playlist Escola Livre de Dança, no Canal Cultura Santo André, do YouTube. Depois disso, deve-se enviar nome, idade, endereço e obrigatoriamente as quatro propostas de retrato, a partir dos exercícios sugeridos em cada episódio da série, para o email selfdario.eld@gmail.com.

Os que enviarem suas propostas no prazo irão ter quatro encontros com as educadoras, através da plataforma Google Meet nos dias 21 e 28 de outubro e 4 e 11 de novembro, das 14h às 16h, para as orientações artísticas. A série Selfdário está disponível no endereço https://www.youtube.com/playlist?list=PLk73B9e63GO5TdkJc4JOQX9wlDvUCu4T6

Serviço:

Inscrições para atividades nas Escolas Livres de Teatro e Dança

Escola Livre de Teatro – Inscrições para oito Terreiros de Estudos, cada um com duração de cinco encontros virtuais no período noturno.

Informações e inscrições até 2 de outubro

Escola Livre de Dança – Inscrições para o projeto Selfdário.

Informações e inscrições até 16 de outubro

Mais informações e links para inscrições: http://www3.santoandre.sp.gov.br/agendacultural/

| Texto: Marcos Imbrizi
mlimbrizi@santoandre.sp.gov.br / 4433-0142
| Foto: Divulgação/PSA

Fonte: Prefeitura de Santo André

Projeto destina recursos para equipamentos de informática e acesso à internet para alunos da rede pública de ensino

Projeto de Lei Complementar 230/20 prevê uso da verba do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust)

A ampliação do acesso à educação a distância pode ter um novo panorama com o Projeto de Lei Complementar 230/20, de autoria do deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG). A proposta prevê o uso de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para compra de equipamentos de informática e acesso à internet para alunos carentes da rede pública de ensino.


O objetivo é promover o amplo acesso ao ensino a distância por esses estudantes durante a suspensão das atividades escolares presenciais em função da pandemia de Covid-19. Segundo o auto da proposta, há um abismo no que se refere ao acesso à internet e a equipamentos de informática capazes de promover educação a distância para alunos do ensino público.

Fonte: Brasil 61

Governo de SP promove cursos gratuitos de ensino a distância sobre inclusão digital

Iniciativa da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência oferece conteúdos sobre digitação e redes sociais, entre outros temas

Com o objetivo de desmistificar o sentimento de medo e insegurança em acessar os recursos tecnológicos, garantindo maior autonomia e a inclusão da pessoa com deficiência, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) está realizando cursos de ensino a distância (EaD) sobre inclusão.

“Os cursos de inclusão digital, como quer o Governador João Doria, atendendo as pessoas com deficiência, tem como objetivo proporcionar maior inclusão e acessibilidade digital e tecnológica das pessoas com deficiência, principalmente neste período de pandemia”, ressaltou a secretária Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão.

As atividades são realizadas por assessores em inclusão do Centro de Tecnologia e Inovação e do Serviço de Reabilitação Lucy Montoro – Jardim Humaitá. Para esclarecimentos, o atendimento pode ser feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo e-mail faleconosco@cti.org.br ou por meio do aplicativo WhatsApp (11) 99841-6685/99690-3359.

Aprendizado

A aluna do curso EaD de Tecnologia Assistiva Aparecida Alves Lima, de 64 anos, aprendeu dicas de como manusear o celular, além de ressaltar a importância de realizar uma atividade que acrescentou novos conhecimentos durante a pandemia. “Nessa pandemia, a gente fica muito em casa. Então, o curso foi muito bom para preencher o meu tempo com coisas boas. Adorei conhecer pessoas, o professor é ótimo, além de aprender mais sobre o uso do meu celular”, disse.

As pessoas com deficiência interessadas, poderão se matricular nos seguintes cursos: Alfabetização Digital, Digitação, Redes Sociais e Tecnologia Assistiva voltada para pessoas com deficiência visual. As inscrições podem ser realizadas pela internet.

Creches de Rio Grande da Serra abrem inscrições para 2021

Na próxima terça-feira (15) começam as inscrições para as creches EMEB – Escola Municipal de Educação Básica – em Rio Grande da Serra, referente ao ano de 2021.

As vagas serão para crianças de 0 a 3 anos, e seguem abertas até o dia 30 de outubro.

Os cadastros devem ser feitos das 9h às 16h, na Secretaria de Educação e Cultura, na Avenida Dom Pedro I, nº 487 – Centro de RGS.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

(todos xerox, exceto foto):

– Certidão de Nascimento da Criança.

– RG e CPF da criança

– Carteira de Vacina da criança

– Cartão do SUS da criança

– Cartão da Bolsa Família

– 1 foto 3X4 da criança

– RG e CPF do pai e da mãe

– Renda familiar da mãe (ex: Carteira de Trabalho ou holerite)

– Comprovante de Residência (em nome de pais ou responsável legal, conta de água, conta de energia elétrica, conta de telefone, conta de gás, boleto bancário, fatura de cartão de crédito

Fonte: Diário de Ribeirão Pires

R$ 454 milhões são repassados aos municípios para combater a Covid-19

As escolas públicas por todo o país serão beneficiadas com recursos provenientes do Ministério da Saúde

As escolas públicas por todo o país serão beneficiadas com recursos provenientes do Ministério da Saúde, em um valor total de R$ 454 milhões para aquisição de materiais e insumos necessários para prevenir a transmissão da Covid-19 entre estudantes e profissionais da rede básica. A medida visa o retorno às aulas presenciais conforme organização local de estados e municípios.

Os recursos foram repassados na primeira semana de agosto aos Fundos Municipais de Saúde e contempla escolas municipais, estaduais e federais, incluindo creches, pré-escolas, ensinos fundamental e médio, e também educação de jovens e adultos.

A medida pretende beneficiar mais de três milhões de crianças de zero aos três anos de idade, quase cinco milhões de estudantes de quatro e cinco anos, vinte e cinco milhões de jovens entre 6 e 14 anos, além de pouco mais de oito milhões de adolescentes entre os 15 e 17 anos. Essa é a estimativa de alunos nas escolas, de acordo com o Anuário Brasileiro da Educação Básica, uma publicação que reúne as informações mais recentes como as pesquisas do IBGE e do Inep/MEC. A publicação ainda estima que nas escolas públicas, estejam lotados mais de um milhão e setecentos mil professores.



Isso demonstra como essa iniciativa pode ser relevante para a população em um momento de pandemia, como destaca o secretário de Educação do município de Dois Riachos (AL) e presidente União dos Dirigentes Municipais de Educação de Alagoas, Rubens Araújo.

“Alguns municípios não teriam condições de fazer esses kits para evitar a Covid-19 com recursos próprios. É importante o Ministério da Saúde fazer esse investimento na educação e a gente contribuir com as famílias dos alunos para que eles não tenham nenhum problema com a Covid-19 e nós não termos a transmissão”, ressaltou.

Essa medida é uma parceria entre os ministérios da Saúde e Educação, junto aos estados e municípios, que é realizada por meio do Programa Saúde na Escola e faz parte das estratégias no âmbito da Atenção Primária à Saúde, com objetivo de promover qualidade de vida aos estudantes da rede básica de ensino por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde.

Apesar de ser uma iniciativa importante, o professor do Instituto de Medicina Social (IMS/Uerj), Guilherme Werneck, que também é vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e da Frente Pela Vida, explicou que é necessário mais ações para que a Covid-19 deixe de ser uma ameaça aos estudantes e professores.

Governo propõe aumento de cerca R$ 1,7 bi no orçamento do Ministério da Educação para 2021

Proinfância já financiou 574 obras em creches e escolas de municípios do país, em 2020

“Esses são recursos importantes que vão ajudar as escolas a se organizarem nos municípios, mas obviamente é muito mais complexa e que vai envolver, principalmente, o controle da infecção naquela comunidade. E é importante salientar isso, é uma boa iniciativa mas não resolve o problema apenas cria condições para quando as escolas e os municípios retornarem”, avaliou.

Além dos recursos destinados aos municípios, o Ministério da Saúde elaborou documento com orientações para gestores locais, profissionais de saúde e educação a respeito de medidas sanitárias que possam garantir maior segurança aos estudantes, profissionais, familiares e comunidade durante a retomada das aulas presenciais de toda a rede básica de ensino do Brasil.

Entre as orientações, estão especificadas recomendações sobre higienização e etiqueta respiratória. Também constam informações sobre como o coronavírus é transmitido e quais são os principais sintomas da Covid-19 que os estudantes devem ficar atentos. O processo de aquisição desses materiais e insumos é de responsabilidade dos municípios, observando as devidas legislações para as compras públicas.  

Fonte: Brasil 61

FNE já aplicou metade da verba emergencial para empresas do NE

No total, Banco do Nordeste já emprestou R$ 1,4 bilhões sob condições especiais

Até o começo deste mês, cerca de metade dos recursos emergenciais do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) já havia sido contratada. No total, foram disponibilizados R$ 3 bilhões para ajudar pequenos empreendedores da região a sobreviverem aos efeitos da covid-19. Desse valor, R$ 1,4 bilhões já foram aplicados.

De acordo com os dados do Banco do Nordeste, a maior parcela de recursos foi contratada por empresários baianos. São R$ 284 milhões contratados por mais de 5 mil empresários. Em segundo lugar estão os empresários cearenses, que contrataram R$ 222 milhões.

Empréstimos de até R$ 50 mil via máquina de cartão podem desafogar pequenas e médias empresas do DF

Para economistas, empréstimo obrigatório de empresas pode gerar desemprego e dificultar recuperação pós-crise

A verba pode ser usada em despesas de custeio, manutenção e formação de estoque. Também pode ser aplicada no pagamento de funcionários e para pagamento de despesas que poderiam acabar atrasadas por conta da pandemia.

Os empréstimos são oferecidos pelo Banco do Nordeste (BNB) com taxa de juros de 2,5% ao ano. São duas opções de financiamento: de até R$ 100 mil para capital de giro e de R$ 200 mil para investimentos.

Fonte: Brasil 61

Instituto Mauá oferece 59 Bolsas de Estudos no Vestibular 2021

Foi dada a largada para o Processo Seletivo 2021 (maua.br/vestibular) e as informações que trazemos hoje de Bolsas de Estudo e Crédito Educativo próprio são muito valiosas a você, vestibulando(a)!

Antes de iniciarmos, é legal enfatizar que:

  1. A Mauá é uma instituição sem fins lucrativos que oferece ao seu aluno todo o apoio e recursos necessários para o seu desenvolvimento;
  2. Todo o valor investido tem retorno garantido, fazendo de sua vida acadêmica um “portal” para o sucesso profissional!

Prestes a completar 60 anos, a Mauá lançou uma série de vídeos para lhe apresentar 60 Razões de se tornar um(a) membro de nossa comunidade. Clique aqui e assista agora!

Além disso, oferecerá 59 bolsas de estudo integrais aos melhores no Vestibular! Clique aqui e consulte o regulamento
Destas, 48 serão oferecidas para quem realizar a prova on-line; 10 para ingresso com a nota do ENEM; 1 para quem optar pelo ingresso por meio da Certificação Internacional.

Sem mais delongas, vamos às demais opções que darão a você um suporte financeiro para os estudos aqui na Mauá!

CRÉDITO EDUCATIVO PRÓPRIO

O crédito educativo pode ser solicitado por alunos de todos os cursos da Mauá e o contrato é renovável a cada ano, exigindo a indicação de um fiador. Para financiamento de até 50% da mensalidade, o crédito é concedido diretamente pelo Fundo Mauá de Bolsas, já valores acima dessa porcentagem devem ser aprovados pela Superintendência Executiva da Mauá. O valor a ser devolvido não possui juros e é calculado com base na mensalidade na data da restituição.
O pagamento começa até um ano após a formatura do aluno e é feito em números de parcelas e porcentagem da mensalidade iguais aos do crédito utilizado.

BOLSA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL

Junto com a Prefeitura, a Mauá concede aos alunos de Engenharia, Administração e Design, que vivem em São Caetano do Sul, bolsas de estudo no valor global correspondente a 2% do número de alunos do Instituto. A seleção dos alunos que recebem a bolsa e a porcentagem do valor da bolsa é feita pela própria Prefeitura de São Caetano do Sul.

BOLSA IRMÃOS / CÔNJUGES / PAI E FILHO / EX-ALUNOS

Os alunos que possuem pais, conjugues ou irmãos cursando algum dos cursos do Instituto Mauá de Tecnologia, podem solicitar o desconto de 10% para cada aluno, desde que ambos estejam cursando simultaneamente. A bolsa pode ser solicitada no momento da matrícula.

OPÇÕES DISPONÍVEIS A PARTIR DO SEGUNDO ANO

BOLSA MELHOR ALUNO

O melhor aluno de cada série é premiado com uma bolsa de estudos de 100%. O benefício é concedido a partir da segunda série a todos os cursos oferecidos pelo CEUN.

BOLSA ALUNO MONITOR

O aluno pode solicitar a monitoria a partir do seu segundo ano de curso e deve dedicar 20 horas semanais à monitoria. O valor da bolsa para alunos monitores é de R$876,00 por mês e tem o valor corrigido anualmente pelo índice utilizado para reajuste das mensalidades escolares.

BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA – IMT

Concedida aos alunos que desejam desenvolver uma pesquisa de seu interesse, a bolsa tem a duração de 10 meses (março a dezembro) e pode ser solicitada a partir da segundo ano do curso. O valor e critérios de reajuste são os mesmos da Bolsa Aluno Monitor. Se você ficou interessado nessa modalidade de bolsa, envie um e-mail para iniciacaocientifica@maua.com.

BOLSA PARA PARTICIPANTE DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (CNPQ)

Concedida aos alunos que participam de algum projeto ou pesquisa de professores do Instituto Mauá, a bolsa pode ser solicitada por alunos que não estejam trabalhando ou realizando estágios. A bolsa tem duração de 12 meses (julho a agosto) e o valor é de R$ 400,00. Os alunos interessados devem entrar em contato com o professor responsável pelo curso para conferir a disponibilidade de vagas nos projetos.

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O VESTIBULAR MAUÁ 2021!

Com 1.210 vagas divididas entre os cursos de Administração, Design e Engenharia (Alimentos, Civil, Computação, Controle de Automação, Elétrica, Eletrônica, Mecânica, Produção e Química), todas para o campus de São Caetano do Sul, a Mauá oferecerá, ainda, 59 (cinquenta e nove) bolsas de estudo integrais para os candidatos que atingirem os melhores resultados no processo seletivo 2021, conforme Edital específico com o regulamento sobre o Programa de Excelência Acadêmica.

Fonte: sejabixo!

Professores da rede estadual publicam livros durante a pandemia

Relatos da pandemia e projeto iniciado a partir da vivência em sala de aula estão entre os temas

A pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19) gerou incerteza e preocupações, mas com o passar do tempo e adaptadas às rotinas, as pessoas passaram a praticar hobbies e desenvolver projetos mesmo durante a quarentena. Professores da rede estadual, por exemplo, publicaram livros neste período. Confira duas histórias:

Em Limeira, Luís Antônio Vieira professor de filosofia da escola estadual Profº Arlindo Silvestre se uniu a seu colega da rede municipal Claudinei Zagui Pareschi e criaram o livro ‘Reflexões em tempo de pandemia’ a partir de conversas que tiveram por mensagens.

Na obra, os dois filósofos retrataram suas experiências pessoais durante o isolamento social. Passando por pensadores como Sócrates, Platão, Santo Agostinho e Sartre, os autores discutem sobre temas muito debatidos na Filosofia como medo, felicidade, amizade, dentre outros.

Luís Antônio Vieira contou que muitas vezes enquanto fazia o planejamento de suas aulas mediadas por tecnologia, surgiam pensamentos que acabaram indo para o livro. “Neste tempo difícil para todos nós, aproveitei para expor meus pensamentos e levar uma mensagem positiva mesmo durante esta pandemia”, afirmou.

Já Valéria Ferrante, professora da língua portuguesa e inglesa na escola estadual Profº Waldomiro Guimarães de Santo André, publicou a obra ‘Doze Contos de Vida’ com histórias que misturam ficção e realidade, explorando as relações pessoais antes das redes sociais.

“Sempre gostei de escrever poesias, crônicas e contos. Com o passar do tempo, senti a necessidade de expor minha obra literária, tocar a emoção das pessoas, inspirar e motivar os alunos a produzirem seus próprios textos”, afirmou.

Apesar de ser publicado durante a quarentena, a ideia para o livro surgiu de uma vivência que a educadora teve na sala de aula. O projeto “Te Conto na escola”, foi desenvolvido em parceria com outra professora, Viviane Cardoso, e teve o intuito de incentivar a leitura e a produção de texto na escola. Dentro do projeto os alunos analisaram um dos doze contos escritos por Valéria.

“Essa publicação tem como principal objetivo fortalecer a relação do professor com o aluno. Ela serve também para valorizar o professor e sua capacidade de produzir o que seus alunos leem: textos, poesias, artigos, ideias sobre o mundo em que vivem e atuam, reforçando assim, o poder de transformação da educação na escola”, conta a professora.

Se houver riscos, volta às aulas presenciais em SP pode ser revista, diz Doria

Fonte: CNN em São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira (8) em entrevista à CNN, que, caso haja riscos para alunos e funcionários, a data prevista para a retomada das aulas presenciais poderá ser revista. 

“Se houver qualquer risco à população de crianças, jovens, professores, gestores e fornecedores das escolas, esta decisão poderá ser revista, não há dúvidas nesse sentido”, afirmou, dizendo que a decisão não é dele, mas amparada nas secretarias de Saúde e Educação.

A volta às aulas está prevista para 7 de outubro. Nesta terça, alunos paulistas de 128 cidades puderam ir às escolas pela primeira vez desde março para atividades de recreação e reforço.

“Pode ser revisto, sim, mas a priori, em 7 de outubro as aulas poderão ser retomadas nas cidades que assim entenderem, Vamos respeitar a decisão dos prefeitos para que tenham autonomia nesse assunto. Por enquanto, está mantido”, disse. 

Coronavac

Sobre o andamento dos testes da vacina Coronavac, Doria negou que ela tenha efeito reduzido na população idosa. 

“Não há situação que distingua pessoas com mais de 60 anos e menos de 60 anos na aplicação da vacina”, disse. “Em idosos, [a Coronavac] teve 98% de eficácia, considerado pelo protocolo internacional como altíssima eficiência. Os idosos não terão nenhum risco ao serem imunizados pela Coronavac”. 

Ele informou que, desde o início da terceira fase de testes da vacina, há mais de 30 dias, não houve qualquer ocorrência que possa merecer mais estudo ou análise. “Informes indicam dores de cabeça, dor onde se aplica a vacina, o que é entendido por cientistas como dentro da normalidade.

Para ele, somente com a imunização será possível o retorno à vida normal. “Até lá, cautela”‘, recomendou. “Não é hora de festejar nada, haverá momento para isso após a imunização”. 

O governador declarou também que acredita que a vacinação contra Covid-19 deve ser mandatória e criticou o presidente Jair Bolsonaro pela revogação do decreto que estabelecia essa obrigatoriedade.

“Uma pessoa não vacinada pode ser contaminada e contaminar outras pessoas. Não é razoável fazer a opção de não se proteger. Não consigo compreender o direito à morte”, disse.

“Lamento que o presidente Bolsonaro tenha revogado o decreto que ele mesmo assinou e peço que reveja a posição em nome da saúde e vida dos brasileiros”. 

A relação com o Ministério da Saúde, no entanto, vai bem. Doria informou que a primeira parcela de recursos federais ao Insituto Butantan deve ser liberada nesta semana. “Até aqui, estamos convictos que o comportamento do Ministério da Saúde prosseguirá nesse sentido”. 

Aglomeração no litoral

O governador classificou as aglomerações vistas nos últimos dias no litoral paulista como “preocupantes”, mas disse que a revisão das normas fica a critério dos prefeitos. 

“O que o governo recomenda é obediência aos códigos sanitários e à legislação estadual que obriga o uso de máscara. A decisão de ocupar faixas de areia, o uso do mar, calçadões, parques e praças pertence ao município”, disse. 

Ele ressaltou, no entanto, a importância do cuidado individual. “Cada um tem grau de responsabilidade, independentemente do governo estadual, municipal e até federal”, disse.

“Fico triste em verificar essa parcela da população que não compreende a importância de se resguardar. Entendo que seis meses de isolamento atordoam as pessoas, querem liberdade e sair. Mas sair para encontrar a morte não é um bom caminho”.