Empresa Fácil é a única plataforma que oferece o estudo de viabilidade a novos empreendedores

A Valid Cities, vertical de Smart Cities da multinacional brasileira Valid, atuante no mercado de sistemas integrados para Gestão Municipal, implementa a solução Empresa Fácil com ferramenta inovadora de Estudo de Viabilidade, em 11 cidades de São Paulo, em apenas seis meses.   

O estudo de viabilidade é uma ferramenta inédita que permite realizar uma consulta prévia para saber se as atividades que a empresa irá desenvolver são permitidas no endereço escolhido. A grande vantagem para o empreendedor é que, antes mesmo de adquirir ou alugar um ponto comercial e de formalizar a pessoa jurídica no órgão de registro, terá a certeza que sua futura empresa poderá funcionar no local pretendido, evitando prejuízos financeiros e perca de tempo no processo.  

O que é o Empresa Fácil?   

Trata-se de um sistema on-line para abertura, alteração cadastral e encerramento de inscrição de empresa junto ao Cadastro Municipal que está totalmente integrado com o Via Rápido Empresa, Rede SIM, Sistema de Licenciamento (SIL) e Sistema Tributário em uso no município.  

Com este moderno sistema de governo eletrônico o empreendedor executa todas as etapas do processo, desde a análise de viabilidade de localização até a obtenção definitiva do Alvará de Funcionamento, podendo acompanhar o processo pela internet em tempo real. Um processo que demorava cerca de 30 dias cai apenas para 1 dia, o que facilita o início das atividades de negócios aos empresários.  

Principais benefícios  

  • Transparência, o empreendedor acompanha online todas as etapas  
  • Desburocratização, permite a emissão do Alvará Provisório em 24h  
  • Otimização, eficiência na fiscalização e arrecadação  
  • Integração, entre Prefeitura Municipal e órgãos emissores de laudo  
  • Interoperabilidade com sistemas já existentes, além do Via Rápida Empresa e RedeSIM  
  • Acessibilidade, alta disponibilidade dos serviços web garantindo agilidade e comodidade na prestação dos serviços  
  • Precisão, geração de informações confiáveis, atualizadas e tempestivas para tomada de decisões Sala de Situação. 

Segundo Cedric Monroe Pereira, executivo comercial da Valid Cities, a partir de julho/21 entrará em vigor a Resolução CGSIM nº 61, publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 13/08/2020, que dispõe sobre medidas de simplificação e prevê o modelo operacional de registro e legalização de empresários e pessoas jurídicas. 

O executivo ainda destaca que o Empresa Fácil é uma plataforma pensada e desenvolvida para facilitar o dia a dia de novos empreendedores. “Nossa solução traz tecnologia inovadora que reduz a burocracia dos processos, fomenta o desenvolvimento econômico e aumenta a arrecadação dos municípios”.  

Empresa Fácil é a única plataforma que oferece o estudo de viabilidade a novos empreendedores
Cedric Monroe Pereira, Executivo Comercial da Valid Cities. Foto: Divulgação

Mais Notícias do Grande ABC

Gostou “Empresa Fácil é a única plataforma que oferece o estudo de viabilidade a novos empreendedores”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 1.323 outros assinantes

Como usar a autofalência para quitar dívidas empresariais na epidemia do Covid-19

Quitar dívidas empresariais: Saiba como proceder

Nesta época atípica de epidemia, diversas empresas precisam fechar as portas rapidamente, por total falta de receita, com acúmulo rápido de despesas.

Se o empresário não tem como quitar as dívidas, pode requerer em juízo, com diversas provas contábeis elencadas abaixo, que a empresa seja dissolvida em falência, pagando-se os credores em proporção de seus créditos.

Inclusive dívidas trabalhistas e tributárias são quitadas, mesmo que não pagas integralmente. Mesmo que falte dinheiro para pagar tudo, as dívidas são quitadas dentro do processo.

Segue a parte da lei que trata do tema:

Lei nº 11.101, de 9 de fevereiro de 2005 (Lei de Falências)

Art. 105. O devedor em crise econômico-financeira que julgue não atender aos requisitos para pleitear sua recuperação judicial deverá requerer ao juízo sua falência, expondo as razões da impossibilidade de prosseguimento da atividade empresarial, acompanhadas dos seguintes documentos:

I – demonstrações contábeis referentes aos 3 (três) últimos exercícios sociais e as levantadas especialmente para instruir o pedido, confeccionadas com estrita observância da legislação societária aplicável e compostas obrigatoriamente de:

a) balanço patrimonial;

b) demonstração de resultados acumulados;

c) demonstração do resultado desde o último exercício social;

d) relatório do fluxo de caixa;

II – relação nominal dos credores, indicando endereço, importância, natureza e classificação dos respectivos créditos;

III – relação dos bens e direitos que compõem o ativo, com a respectiva estimativa de valor e documentos comprobatórios de propriedade;

IV – prova da condição de empresário, contrato social ou estatuto em vigor ou, se não houver, a indicação de todos os sócios, seus endereços e a relação de seus bens pessoais;

V – os livros obrigatórios e documentos contábeis que lhe forem exigidos por lei;

VI – relação de seus administradores nos últimos 5 (cinco) anos, com os respectivos endereços, suas funções e participação societária.

Art. 106. Não estando o pedido regularmente instruído, o juiz determinará que seja emendado.

Art. 107. A sentença que decretar a falência do devedor observará a forma do art. 99 desta Lei.

Parágrafo único. Decretada a falência, aplicam-se integralmente os dispositivos relativos à falência requerida pelas pessoas referidas nos incisos II a IV do caput do art. 97 desta Lei.

quitar dívidas empresariais

Gostou sobre as dicas de quitar dívidas empresariais? Deixe seu comentário [wpdiscuz-feedback id=”yv922l015r” question=”Peça feedback” opened=”0″][/wpdiscuz-feedback]

Em caso de dúvidas, consultas, cobranças, pedidos e requerimentos, entre em contato!
Márcio Pinheiro Advocacia Tributária (21) 97278-4345 fito.marcio@gmail.com Site Márcio Pinheiro Advocacia