São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana

Depois de protestos de donos de bares e restaurantes, o governador de São Paulo recuou. O estado de São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana.

Com isso, restaurantes e parques podem voltar a abrir nas regiões que estão na fase laranja do Plano São Paulo, que orienta as medidas de combate à pandemia no estado.

Onze regiões estão na fase laranja, incluindo a região metropolitana da capital paulista e a Baixada Santista. O restante do estado está classificado na fase vermelha, a mais restritiva e apenas serviços essenciais podem funcionar.

Segundo o centro de contingência para o coronavírus, a justificativa para flexibilização foi a estabilidade no número de casos e óbitos no estado.

Mas o próprio coordenador do centro de contingência, Paulo Menezes, reconhece que a situação ainda é crítica.

O governo fala em uma redução de cerca de 15% no número de novas internações nas duas últimas semanas, mas, na média, 68% dos leitos de UTI estão ocupados no estado.

Em meio ao anúncio, o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn. criticou o descredenciamento de 89% dos leitos do estado pelo Ministério da Saúde.

Com o descredenciamento, é cortado o repasse do governo federal para o pagamento de profissionais de saúde e insumos necessários para o funcionamento desses leitos. O secretário também cobrou o envio de 15 milhões de insumos em seringas e agulhas.

Nós entramos em contato com o Ministério da Saúde para saber o que motivou do descredenciamento dos leitos e estamos aguardando resposta.

Com Agência Brasil.

Gostou de “São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

São Paulo terá menos restrições a partir do fim de semana

Grande ABC avança para fase 4 do Plano São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo reclassificou, nesta sexta-feira (9/10), o Grande ABC no Plano São Paulo, que trata da reabertura gradual da economia.
Com a reclassificação, o Grande ABC passa da fase 3 – amarela (de flexibilização) para a fase 4 – verde (de abertura parcial), com menores restrições.

O resultado é fruto da união e do trabalho conjunto realizado pelas prefeituras de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, que desenvolveram ações integradas e exitosas para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, tendo como um dos resultados a redução da taxa de ocupação dos leitos reservados para a doença na região.

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, representado pelas sete prefeituras do Grande ABC, vai discutir regionalmente a reclassificação no Plano São Paulo em assembleia ordinária do colegiado, marcada para a próxima sexta-feira (16/10).

As prefeituras do Grande ABC reiteram que a população deve continuar colaborando com o isolamento social e seguindo os protocolos de higiene, com o objetivo de manter a atual classificação da região e, assim, evitar uma nova onda de contaminação pelo novo coronavírus.