Abertas inscrições do curso gratuito para capacitar novas consultoras de vendas

O curso “Despertando seus Talentos”, exclusivo para mulheres da Grande São Paulo, é um projeto da Persone Educação (www.persone.com.br), birô de vendas especializado em conversões de matrículas, em parceria com o Instituto ELA, que tem como propósito inspirar mulheres a colaborar, apoiar e liderar projetos de transformação social. As inscrições estão abertas para a segunda turma do curso gratuito, e podem ser realizadas pelo site (https://www.institutoela.org.br/despertando-seus-talentos), até 1 de junho, dia que iniciam as aulas.

O intuito dessa capacitação, baseado em quatro pilarescomunicação oral e escritahabilidades socioemocionaistécnica de atendimento e vendas; e operação de computador, é certificar as participantes e capacitá-las para participarem do processo de seleção das vagas para consultora de vendas, na Persone Educação, e as finalistas serão contratadas.

“O curso tem me transformado e renovado pessoalmente. Senti que a minha comunicação melhorou 80%. Para mim tem um grande valor de aprendizado e autoconhecimento. Além de ser uma oportunidade para que eu possa realizar os meus sonhos e projetos futuros. Como tem me inspirado e transformado, vou oferecer o curso para todas as mulheres que conheço, para que façam parte das próximas turmas”, conta Jéssica Ferreira da Silva, uma das participantes da primeira turma do curso em abril, quando iniciou o projeto.

De acordo com a análise da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada no final de fevereiro de 2021 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa de desemprego avançou no ano passado e encerrou o último trimestre em 13,9%, o que corresponde a 13,9 milhões de desocupados no período. Em contrapartida, a consultoria Manpowergroup, em sua edição anual da pesquisa de Escassez de Talentos 2020, aponta que 52% dos empregadores brasileiros têm dificuldade em preencher as vagas de emprego.

Diante dessa realidade, empregadores em todo o mundo já discutem estratégias para minimizar o índice de escassez de talentos. Uma das iniciativas é formar e investir em aprendizagem e desenvolvimento para aumentar seu banco de talentos. Visando esse cenário e com o objetivo de melhorar as condições de oportunidades no mercado de trabalho para as mulheres, a Persone Educação e o Instituto ELA se uniram para realizar este projeto de capacitação e recrutamento.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

“Parcerias como essa refletem nossa capacidade enquanto empreendedora e facilitadora. Nós podemos transformar vidas, e esse engajamento cabe a nós, que temos todas as ferramentas. Contar com o Instituto ELA para que esta ação se torne uma realidade, é um grande presente, principalmente, em um mês tão representativo”, conta Helen Toyama, CEO e Fundadora da Persone Educação, sobre a parceria que abrirá oportunidades para mulheres no mercado de trabalho, e também dentro da sua empresa.

Serviços:

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Ação: Curso gratuito de capacitação “Despertando seus Talentos”

Início do curso:

1/6

Das 19h às 22h

Quem pode participar:

  • Mulheres a partir de 18 anos;
  • Que residam na Grande São Paulo;
  • Ensino médio completo;
  • Goste de vendas e atendimento ao cliente;
  • Precise de um trabalho.

Inscriçãohttps://www.institutoela.org.br/despertando-seus-talentos

Sobre a Persone

Empresa de soluções em atendimento e vendas formada por profissionais que atuam há mais de 18 anos nos segmentos de tecnologia e educação, fornece consultoria e outsourcing de processos, sistemas e equipe de vendas.

A Persone dispõe de uma equipe especializada em implantação, gestão e execução de operações de vendas, retenção, relacionamento e atendimento ao cliente.

Utilizando as mais diversas tecnologias – sistemas de CRM, CTI, chat, chatbot, inbound, BI, e-mail marketing, SMS e WhatsApp, a Persone executa o processo de vendas do início ao fim.

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Abertas inscrições do curso gratuito para capacitar novas consultoras de vendas”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Uma história de amor aos livros: Ela nasceu Clarice

O lançamento “Ela nasceu Clarice”, obra escrita por Ana Rapha Nunes, ilustrada por Ana Laura Alvarenga, e editada pela Compor Editora, do Grupo Editorial Lê, traz
uma homenagem à escritora Clarice Lispector, que teve o centenário comemorado no
último mês de dezembro.

O livro conta a história de uma menina chamada Clarice, que terá a leitura como companheira de vida desde a infância. Um dia, ela descobrirá Clarice Lispector nas
páginas de um livro. E, através das histórias dessa grande autora, a menina irá conhecer melhor ela mesma e o mundo.

Nas páginas de Clarice Lispector, a menina Clarice se encantou com palavras de sonhos, medos e ausências que se pareciam muito com as suas. Vozes femininas, como, por exemplo, as de Clarice Lispector, Cecília Meireles, Lygia Bojunga e Cora Coralina passaram a povoar essa Clarice.

As ilustrações desenvolvem um belo diálogo com a narrativa, apresentando uma paleta de cores que chama a atenção do leitor. A parceria entre a escritora e a ilustradora já rendeu um prêmio em outra obra recente, que foi uma das ganhadoras do Concurso Outras Palavras, promovido pelo Estado do Paraná.

“Ela nasceu Clarice” é sobretudo uma história de amor aos livros. A obra está disponível no site da editora e em diversas livrarias.

Divulgação

A escritora Ana Rapha (site da autora: www.anaraphanunes.com.br) nasceu no Rio de Janeiro e mudou-se ainda na infância para Curitiba. Desde criança, ela vivia cercada por histórias.

Sua paixão pelos livros a fez cursar Letras. Tornou-se professora e, em suas aulas, sempre despertava sonhos nas asas da Literatura.

Em 2015, lançou sua primeira obra. Pouco depois, passou a visitar escolas espalhadas
pelas veredas do Brasil, realizando palestras para professores e estudantes. Um de seus livros foi finalista na categoria infantil do Prêmio Jabuti em 2019. E outro, recentemente, ficou entre os ganhadores do Prêmio Outras Palavras, promovido pelo
Governo do Paraná.

Ana Rapha Nunes, autora de “Ela Nasceu Clarice”. Foto: Divulgação

A ilustradora Ana Laura nasceu em Franca, onde vive até hoje. Desde a infância foi descobrindo o mundo das artes e da pintura.

Formou-se em Design Gráfico e fez vários cursos de aprimoramento. Utiliza várias
técnicas, dentre elas a aquarela é uma das que se destaca.

Iniciou sua carreira na Literatura Infantil em 2020, sendo que um dos livros que ilustrou
ficou entre os ganhadores do Prêmio Outras Palavras, promovido pelo Governo do
Paraná.

Gostou da nossa matéria “Uma história de amor aos livros: Ela nasceu Clarice“?

Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Caderno Cultural. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Mulheres e os desafios na área de tecnologia

Mariel Reyes Milk é autora de “Mulheres e os desafios na área de tecnologia”

As mulheres ocupam cadeiras importantes no mercado de trabalho, como em empresas de tecnologia, porém ainda há algumas questões que atrasam essa conquista feminina: a falta de diversidade de gênero na área de T.I, por exemplo, é uma delas. 

Vejo quatro grandes dificuldades que as mulheres enfrentam. São elas:

  • Predominância masculina: no Brasil, o público feminino representa apenas 15% dos matriculados em ciência da computação. Isso faz com que elas, muitas vezes, sejam as únicas de suas equipes no ambiente corporativo, o que pode gerar insegurança e, consequentemente, fazer com que as mulheres sofram com atitudes e comportamentos machistas, no qual vem desde a faculdade;
  • Cultura brogrammer: o estereótipo do programador homem, branco, cis e a crença das pessoas, incluindo o público feminino, de que T.I não é o lugar de mulheres
  • Liderança feminina: quando tratamos de cargos de liderança femininos no Brasil, cerca de 27% das empresas não têm nenhuma mulher atuando em um cargo de coordenação, de acordo com um levantamento feito pela empresa TWIRI;
  • Preconceito no ambiente de trabalho: as mulheres sofrem preconceitos no ambiente de trabalho, como a promoção por comprovação. Dados indicam que o público feminino é submetido a padrões mais rígidos. Além disso, quando as mulheres quebram o estereótipo de como deveriam se comportar, os homens começam a enxergá-las como “desagradáveis”.

Existe um histórico social e cultural que impede as mulheres, desde crianças, de acreditarem que elas podem atuar na área de tecnologia. Pesquisas mostram que a partir dos 6 anos as meninas começam a pensar que não são boas para as exatas, logo cria-se um intelecto de que computador é apenas para meninos. 

Com a chegada de novas empresas tecnológicas comandadas por homens no setor de programação, a computação passou a ter como foco os meninos. Desta forma, as meninas passaram a não ser estimuladas a seguir carreiras de tecnologia. 

A desigualdade nos salários

Quando o assunto é mercado de trabalho, há casos em que as mulheres se sentem desmotivadas devido à baixa remuneração quando comparado ao salário dos homens no mesmo cargo. Isso ainda acontece em diversas empresas, que tendem a favorecer homens por inúmeras razões que compreendemos infundadas.

De acordo com o levantamento feito pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), as mulheres que possuem graduação são a maioria no mercado de trabalho, com 55,1%, em comparação ao público masculino. Porém, na média salarial dos empregados com ensino superior os homens recebem R$ 4.640,00, já as mulheres R$ 3.287,00, em outras palavras, o público feminino ganha 41% a menos na remuneração pelo trabalho prestado em relação aos homens. 

Estamos caminhando para conquistar um cenário melhor referente à igualdade de gênero no mercado de trabalho, mas ainda temos muito o que fazer, principalmente quando tratamos de mentalidade de diversidade. 

Empoderamento feminino 

Muitas pessoas acham que o empoderamento está ligado a privilégios, mas pelo contrário, esse termo tem conexão com a consciência coletiva, no qual expressa ações para fortalecer as mulheres e promover a igualdade de gêneros.

Para escapar desse ambiente desafiador na área da tecnologia, as mulheres podem utilizar do empoderamento, além de ser uma ótima ferramenta para contribuir com a sociedade, é uma prática necessária no ambiente corporativo. 

Diante desses obstáculos, a ONU Mulheres e o Pacto Global criaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres, que tem por objetivo a implementação de práticas e ações que resultem na igualdade de gênero, principalmente no ambiente de trabalho. 

Os sete princípios são:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível; 
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação; 
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa; 
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres; 
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing; 
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social; 
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

É necessário colocar em prática esses princípios para gerar a equidade de gênero no universo empresarial, com isso os desafios enfrentados pelas mulheres, todos os dias, irão diminuir gradativamente. 

*Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}, startup social paulista que ensina programação para mulheres em vulnerabilidade, preferencialmente trans e /ou negras.

Gostou da nossa matéria “Mulheres e os desafios na área de tecnologia“?

Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Mulheres na área de Tecnologia: Dicas para ingressarem

Segundo um levantamento da Microsoft,  somente 18% dos graduados em ciência da computação no Brasil são do sexo feminino. Além disso, de acordo com a mesma pesquisa, o número de mulheres empregadas na área de Tecnologia da Informação no país está estimado em apenas 25%. Para a fundadora e CEO da {reprograma}, startup social paulistana, que visa capacitar mulheres em programação front-end e back-end e conectá-las ao mercado de trabalho, a equidade de gênero no setor está ligada à uma questão cultural. Afinal, os estereótipos são incorporados desde cedo, fazendo com que as garotas acreditem que não são boas para as exatas, logo cria-se um intelecto de que computador é apenas para meninos.

Várias histórias servem para exemplificar que as lutas das mulheres por igualdade de gênero não são de agora , muitas das conquistas demoraram para chegar. ” Ao longo dos anos, as mulheres alcançaram direitos sociais, políticos e trabalhistas, por meio de movimentos reivindicatórios no Brasil. Em 1879, por exemplo, elas ganharam direito de cursar faculdades, outra conquista aconteceu em 1932, quando a Constituição Federal Brasileira passou a permitir que as mulheres votassem, após uma luta de mais de 10 anos liderada pela ativista e bióloga Berha Lutz”, comenta Reyes. 

Atualmente, ainda há obstáculos a serem superados, principalmente na igualdade de gêneros no mercado de trabalho, principalmente na área de tecnologia. Abaixo, Mariel cita cinco dicas que podem ajudar as mulheres a ingressarem na carreira de T.I e a conquistarem sua independência.

  • Acreditar na capacidade: o primeiro passo é trabalhar a “síndrome do impostor”, que está ligado ao fato das mulheres não acreditarem na capacidade delas em aprender a programar, além de se enxergarem como profissionais, por isso, é muito importante trabalhar esse mindset. 
  • Ter referências femininas: é importante que as mulheres tenham modelos que elas se identifiquem e se inspirem, pois referências podem servir de espelho para que elas possam alcançar o sucesso profissional. Na {reprograma}, temos ex-alunas que se tornaram professoras e monitoras dos cursos de back e front-end, que ensinam e influenciam positivamente essas mulheres.
  • Ambiente sem julgamentos: ao procurar por vagas na área de T.I, as mulheres devem buscar por empresas que tenham como valor a diversidade, desta forma, haverá um ambiente seguro, onde elas podem aprender e fazer perguntas sem julgamentos. 
  • Sororidade: promover a possibilidade de mulheres se apoiarem umas às outras é essencial, pois através disso elas entendem que não estão competindo entre si, e que juntas podem chegar mais longe, afinal, o apoio feminino é importante em um ambiente que, ainda, não é igualitário pelo grande volume de cadeiras ocupadas por homens na área de T.I.
  • Rede de apoio:  após a formação na área de T.I, por meio de um curso técnico ou graduação, é importante manter e criar novas conexões com as mulheres, pois ao longo do caminho podem surgir dúvidas sobre o mercado de trabalho, a troca de experiências e o compartilhamento de vagas na área. 

As ex-alunas da {reprograma} após o término dos cursos, são inseridas em grupos como o Slack e Telegram, no qual fazem parte também professoras e monitoras para ajudá-las até a colocação no mercado de trabalho e a troca de informações importantes na área de T.I, como uma comunidade. 

Iniciativas sociais na área de T.I 

Em meio a um cenário de obstáculos na área de T.I, principalmente para as mulheres, é  importante que haja iniciativas sociais que auxiliem na formação e empregabilidade do público feminino. 

Um dos objetivos da {reprograma} é aumentar o volume de cadeiras ocupadas por mulheres na área da tecnologia, com isso, a startup oferece as competências necessárias para que elas ingressem no mercado de trabalho, por meio da formação dos cursos de back e front-end. 

A CEO da {reprograma} explica que durante o programa as alunas têm a possibilidade de conhecerem, por meio de mentoras, eventos e convivência, outras mulheres na área da tecnologia que estão dispostas a compartilharem todo o conhecimento que elas detêm, etc. Com isso,  as alunas são encorajadas a enfrentar os obstáculos de um setor, que por enquanto, é predominantemente ocupado por homens, a mudarem suas vidas por meio da tecnologia. 

Até o momento, mais de 700 mulheres já se formaram em cursos de back e front-end da startup paulistana. 

Sobre a {reprograma}

Fundada em 2016, pela peruana Mariel Reyes Milk e suas sócias Carla de Bona e Fernanda Faria, a startup social paulista que ensina programação para mulheres, priorizando as negras e/ou trans, por meio da educação, tem o objetivo diminuir a lacuna de gêneros na área de T.I. A {reprograma} possui grandes empresas parceiras como Accenture, Creditas e Facebook, iFood, entre outras. Mais informações no www.reprograma.com.br

Gostou da nossa matéria “Mulheres na área de Tecnologia: Dicas para ingressarem“?

Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}. Foto:
Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Apenas 5% das startups são fundadas por mulheres, aponta pesquisa

Dados da Pesquisa Female Founders Report, conduzida pelo Distrito, na qual aborda startups fundadas por mulheres, será pauta do painel “Diversidade e Impacto Social: Oportunidades financeiras e de transformação social”, no Fintouch, maior evento da ABFintechs

Segundo pesquisa realizada pelo Distrito em parceria com a B2MAMY e Endevor, 4,7% das startups são fundadas exclusivamente por mulheres, enquanto 5,1% são co-fundadas por mulheres (fundação mista entre mulheres e homens). Do outro lado, o número de empresas com apenas fundadores homens é quase 20 vezes maior – mais de 90% das startups no Brasil ainda são fundadas apenas por homens. Ao olhar especificamente para o número de mulheres negras nesse ecossistema, o dado é ainda menor, apenas 19%.

A urgência do debate será pautada durante o Fintouch, maior evento no calendário da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs) e o maior do Brasil focado em fintechs. O painel “Diversidade e Impacto Social: Oportunidades financeiras e de transformação social” será liderado por Fernanda Ribeiro, Líder de Diversidade na AbFintech, Presidente na Afrobusiness Brasil e Co-fundadora da Conta Black, além de Lilian Natal, do  Distrito, Dani Junco, da B2MAMY e Anita Fiori , do BID. 

“Precisamos bater na tecla da diversidade como inclusão social e estratégia de negócios. Afinal, ao não investirem em negócios liderados por mulheres, em especial, as negras, todos perdem a chance de ter um portfólio diverso e com altíssimo potencial de ganhos, inovação e sustentabilidade”, aponta Fernanda Ribeiro. 

Negócios de impacto social são repletos de inovação, escalabilidade e lucratividade. Um exemplo disto está na própria Conta Black, fundada pela executiva, que é uma comunidade financeira que se propõe em resolver o desafio da desbancarização e consequentemente a exclusão financeira. Ambas responsáveis pela desigualdade social.

“Precisamos iniciar de imediato uma jornada de inclusão, a partir da diversificação de investimentos e inclusão de mulheres em boardings e conselhos. Tenho esperança de que o atual momento possibilite uma reflexão mais profunda, que leve por fim, a uma transformação desse cenário”, reforça. 

Fintouch

Com o tema “Vamos encontrar juntos as respostas para os desafios das fintechs em 2021 e 2022?”, a programação do Fintouch 2021 contará com a participação de nomes de referência nacionais e internacionais do ecossistema de inovação e serviços financeiros. O encontro, marcado para os dias 15 e 16 de abril, das 9h às 18h, e acontecerá pela primeira vez de forma totalmente online. 

Mantendo a excelência dos conteúdos, o evento abordará assuntos para além do painel sobre “Diversidade e Impacto Social: Oportunidades financeiras e de transformação social”, tais como Tokenização de Ativos; CBDC, Stablecoins e Corporate Coins; Open Finance; Identidade Digital para Fintechs; Serviços e Produtos para Desbancarizados; AgFintechs: Regulação, Crédito de Carbono, Empresas ESGs; Regulação; Como se conectar com Organizações Internacionais para captar investimentos e Parcerias fora do Brasil; dentre outros. Para saber mais acesse: https://www.abfintechs.com.br/fintouch.

Sobre a ABFintechs

A Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs), fundada em 2016 por empreendedores de quatro fintechs, possui cerca de 400 associadas e tem como missão garantir que o maior número possível de Fintechs se tornem realidade como negócio, além de fazer do Brasil uma referência em inovação no setor financeiro, passando a ser um fornecedor para o mundo de inovação disruptiva em finanças.

Com importante papel no desenvolvimento de questões regulatórias, a Associação realiza um trabalho próximo a Agências Reguladoras e Autarquias como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Banco Central do Brasil (BCB), Superintendência de Seguros Privados (Susep), Ministério da Economia, dentre outras, com importantes conquistas alcançadas até o momento como a Instrução CVM 588Resolução 4656 do BC e Sandbox regulatório. Conta com representantes no Comitê Nacional de Iniciativas de Apoio a Startups, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, foi indicado como órgão oficial na estrutura de governança do Open Banking no Banco Central.

Gostou de “Apenas 5% das startups são fundadas por mulheres, aponta pesquisa?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais em nosso Caderno Cultural. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Facebook lança curso gratuito de empreendedorismo feminino

O programa #ElaFazHistória, do Facebook, em parceria com a Aliança Empreendedora, está lançando o curso online e gratuito “Educação Financeira para Mulheres Empreendedoras”. A iniciativa visa desenvolver habilidades de gestão financeira empreendedora entre as mulheres de todo o País. 


 
A capacitação vai ocorrer em 11 videoaulas, que vão abordar temas como metas financeiras, saúde financeira pessoal, saúde financeira do negócio, plano de negócio e gestão de crise, por exemplo. Cada aula tem duração de quatro horas. 

O curso está disponível no Portal Progredir, iniciativa do Governo Federal que visa promover autonomia, gerando emprego e renda às famílias inscritas no Cadastro Único e beneficiárias do Bolsa Família. De acordo com o Ministério da Cidadania, o Plano reúne qualificação profissional, apoio ao empreendedorismo e encaminhamento ao mercado de trabalho.
 
Para participar, é preciso ter concluído, ao menos, o Ensino Médio (2º Grau). As inscrições devem ser feitas no Portal Progredir, em que o interessado vai ser direcionado à plataforma dos parceiros. 

Fonte: Brasil 61

Gostou de “Facebook lança curso gratuito de empreendedorismo feminino?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Coordenador de Manutenção Industrial no Grande ABC

A oportunidade no Grande ABC para coordenador de manutenção industrial é através do HS Group. Candidatos deverão enviar currículos por email, conforme detalhado logo abaixo. Vaga imediata, e o envio de currículo deve ser feito até sexta-feira que vem (05/03/2021).

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Grupo de divulgação de vagas no Facebook (clique aqui)
Canal de divulgação de vagas no Telegram (clique aqui)

Oportunidade no Grande ABC

COORDENADOR DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL

Escolaridade: Nível técnico em Mecatrônica, Eletrônica ou Mecânica
Desejável: Superior em Engenharia
Conhecimentos: Experiência em liderança, gestão de equipe, PLC Allen Bradley, Siemens, Honeywell , Weg, Comandos elétricos, Automação, Pneumática e hidráulica Experiência comprovada na função
Salário Inicial: a combinar
Horário: a combinar
Residir em: Diadema / São Bernardo do Campo / Santo André / São Caetano do Sul / Mauá
Disponibilidade de horário e Início Imediato

Candidatos que atendam aos requisitos, encaminhar CURRÍCULO atualizado até o dia 05/03/2021, para o e-mail: r.soares@hsgroupbrazil.com.br
Necessário mencionar no campo “Assunto“: COORDENADOR DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou de “Coordenador de Manutenção Industrial”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, assim que estiverem online. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos do coach e palestrante Rogério de Caro.

Auxiliar de Produção e Auxiliar de Inspeção no Grande ABC

As oportunidades no Grande ABC para auxiliar de produção (masculino e feminino) e auxiliar de inspeção são através do HS Group. Candidatos deverão enviar currículos por email, conforme detalhado logo abaixo. Vagas imediatas, e o envio de currículo deve ser feito até a próxima sexta-feira (26/02/2021).

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Grupo de divulgação de vagas no Facebook (clique aqui)
Canal de divulgação de vagas no Telegram (clique aqui)

Auxiliar de Produção e Auxiliar de Inspeção

AUXILIAR DE PRODUÇÃO

Escolaridade: Médio Completo
Cursos: Qualidade / Informática
Atividades: Seleção, inspeção, conferência de materiais, elaboração, preenchimento de relatórios, experiência e conhecimento em peças e estamparia.
Experiência: Mínimo 6 meses em Indústria
Salário Inicial: a combinar
Horário: a combinar
Residir em: Diadema / São Bernardo do Campo / Santo André / São Caetano do Sul / Mauá
Disponibilidade de horário e Início Imediato

Candidatos que atendam aos requisitos, encaminhar CURRÍCULO atualizado até o dia 26/02/2021, para o e-mail: r.soares@hsgroupbrazil.com.br
Necessário mencionar no campo “Assunto“: AUXILIAR DE PRODUÇÃO

AUXILIAR DE INSPEÇÃO

Escolaridade: Médio Completo
Cursos: Qualidade / Informática
Atividades: Seleção, inspeção, conferência de materiais, elaboração, preenchimento de relatórios, experiência e conhecimento em peças e estamparia.
Experiência: Mínimo 6 meses em Indústria
Salário Inicial: a combinar
Horário: a combinar
Residir em: Diadema / São Bernardo do Campo / Santo André / São Caetano do Sul / Mauá
Disponibilidade de horário e Início Imediato

Candidatos que atendam aos requisitos, encaminhar CURRÍCULO atualizado até o dia 26/02/2021, para o e-mail: r.soares@hsgroupbrazil.com.br
Necessário mencionar no campo “Assunto“: AUXILIAR DE INSPEÇÃO

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou de “Auxiliar de Produção e Auxiliar de Inspeção”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, assim que estiverem online. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos do coach e palestrante Rogério de Caro.

Capitã da seleção brasileira sub-20 vai para o OL Reign, EUA

Time norte-americano de futebol feminino que pertence ao Lyon, da França, o OL Reign, anunciou a contratação de Angelina, capitã da seleção brasileira sub-20 e que defendia o Palmeiras.

A volante de apenas 20 anos jogará com a atacante Megan Rapinoe, bicampeã mundial e medalhista de ouro olímpica pelos Estados Unidos e eleita a melhor do mundo pela Fifa em 2019.

Nascida em Nova Jersey, nos Estados Unidos, a volante se mudou ainda pequena para o Brasil. Foi introduzida ao futebol em uma escolinha em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, e iniciou a carreira no Vasco. Em 2016, ainda na base, foi para o Santos, onde ganhou projeção na modalidade, sendo campeã brasileira em 2017.

Contratada pelo Palmeiras no começo do ano passado, atuou na maior parte dos jogos do Verdão, semifinalista da Série A1, a primeira divisão do Campeonato Brasileiro Feminino. O contrato da brasileira é válido até 2023.

Novo time de Angelina, o OL Reign foi comprado pelo Lyon no ano passado. O clube francês é a maior força do futebol feminino mundial, com sete títulos da Liga dos Campeões da Europa, sendo os últimos cinco consecutivos.

“Capitã da seleção brasileira” é com informações de Agência Brasil

Gostou de “Capitã da seleção brasileira…”?

Então, assine nossa Newsletter. Não deixe de comentar logo abaixo também. Leia mais sobre a Seleção Feminina de Futebol.

A cara do movimento sufragista

A cara do movimento sufragista: conheça como as mulheres lutaram por seus direitos

Entre os séculos XIX e XX, um grande movimento ocorreu em vários países, esse movimento defendia o direito da mulher ao voto. O voto feminino era negado por motivos sexistas dentro da política, pois essa área era exclusiva de homens. Dessa forma, a prerrogativa usada na época era de que as mulheres eram incapazes de atuar nesse meio. Todavia, mesmo sem nenhuma ter sequer uma oportunidade de provar o contrário.

Onde teve início a cara do movimento sufragista?

O movimento começou a surgir quando mulheres da classe burguesa que tiveram acesso à educação perceberam que embora a democracia reinar, muitas injustiças ainda eram visíveis.

Imagem por Pirata Cultural

O primeiro país a reconhecer esse direito foi a Nova Zelândia, em 1893. Um dos grandes nomes por trás desse sucesso era Kate Sheppard, que defendia inúmeras causas ligadas ao movimento. Por exemplo, como a organização de reuniões, projetos e petições ao Parlamento, a abolição de roupas restritivas como o espartilhos e também promovia atividades físicas em uma época que esporte não era uma área muito feminina.

Kate Sheppard
Imagem do Google

Assim como Sheppard, muitos nomes ficaram famosos ao redor do mundo. Como Emmeline Goulden Pankhurst, a fundadora (juntamente com seu marido, Richard Marsden Pankhurst) da Liga Do Voto das Mulheres, uma organização muito importante para o movimento ocorrido na Inglaterra.

Emmeline Goulden Pankhurst
Imagem do Google

É importante citar Millicent Fawcet, a líder do movimento na Inglaterra, presidente da União Nacional das Sociedades de Sufrágio Feminino. Além disso, de também fundadora do Newnham College, uma universidade inglesa voltada para mulheres.

Millicent Fawcet
Imagem do Google

Outro nome é o de Annie Kenney, uma trabalhadora que lutava por seus direitos. Todavia, ficou famosa quando foi presa com um grupo de mulheres (mulheres como Christabel Pankhurst, a filha de Emmeline, faziam parte deste grupo) sob acusações de suposta agressão contra o ex-secretário de Estado das relações exteriores e da Commonwealth, Sir Edward Grey.

Annie Kenney
Imagem do Google

A cara do movimento sufragista nos filmes

Então, para entender melhor a história deste movimento, é possível assistir filmes que abordam o tema.

  •  As Sufragistas de 2015
  • Our Times, de 2002
  • Anjos Rebeldes, de 2004
  • License to Thrive, de 2008

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Avaí e Corinthians começam a decidir Brasileiro Feminino

Catarinenses buscam título inédito e paulistas a segunda conquista

Avaí/Kindermann e Corinthians começam a decidir neste domingo (22), às 20h (horário de Brasília) no estádio da Ressacada (Florianópolis), o principal Campeonato Brasileiro Feminino do país, chamado de A-1 pela organizadora CBF. O jogo da volta será dia 6 de dezembro na Arena Neo Química, em São Paulo.

As partidas serão acompanhadas atentamente por Pia Sundhage, técnica da seleção brasileira. A última final das Caçadoras foi em 2014, quando ficaram com o vice-campeonato. Já as meninas do Timão chegam à quarta decisão consecutiva e buscam repetir o feito de 2018. Além de emoção, a disputa promete muitos gols por reunir os dois ataques mais positivos da competição. Ao longo de 19 jogos, as corintianas balançaram as redes 53 vezes e as Leoas em 46 ocasiões.

Título inédito

O Avaí nunca deixou de estar dentro da zona de classificação do campeonato, e na fase mata-mata passou por Internacional e São Paulo. Os destaques do time são a goleira Bárbara e as atacantes Catyellen e Lelê, lembradas por Pia na última convocação da seleção. “Batalhamos por quatro anos na reestruturação do clube e fomos aos poucos. No futebol, estamos acostumados com o imediatismo, mas com o tempo foi provado que dá para avançar”, afirmou o treinador Jorge Barcellos.

Timão favorito

O Corinthians chega como favorito pela campanha realizada até agora. Em 45 pontos disputados, conquistou 42. Na primeira fase, dominou o campeonato de ponta a ponta, e despachou nas oitavas de final o Grêmio e nas semifinais o arquirrival Palmeiras. Além do melhor ataque, o Timão também é dono da melhor defesa, sofrendo apenas 8 gols em todo o torneio.

A capitã Tamires é uma das estrelas do elenco alvinegro, treinado por Arthur Elias, que descarta o favoritismo. “A final está totalmente aberta. Ano passado, também fizemos mais pontos que a Ferroviária e perdemos o título”, relembra o técnico do Timão.

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Tendências de Verão

Este verão vai ser de arrasar!!
Iremos ver nas ruas muitos vestidos midi, saia midi, shorts coloridos.

Vale a pena você investir em cores fortes como laranja, roxo, verde e punk.
A cor lavanda é a sensação do mundo. Sem contar as cores candy colors.

Use e abuse dos modelos com manga bufantes, princesa, decotes V e quadrado.

Por Jéssica Ereno
Estilista Profissional
@jessica_ereno
Proprietária da Amora Rica
Loja online @amorarica

Amora use e contagie 

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Que colar usar?

Os colares fazem toda diferença na hora de compor o look. Hoje eles são os queridinhos para dar aquele toque especial.

Muitas mulheres vem usando o colar de corrente com cadeado. Ele é um arraso temos ele em todas as cores.

Mas você sabe como combinar o colar e sua roupa?
Ou melhor sua blusa e decote?
Eu vou te ensinar da forma mais fácil.

Não se limite, os acessórios assim como colares, pulseiras, anel, cinto e bolsas compõe o seu look mesmo estando com um vestido pretinho básico é só incrementar com algum destes acessórios. Você vai ficar linda e na moda.

Uma dica: use e abuse de mix de colares, tendência do mercado no momento.

Por Jéssica Ereno
Estilista Profissional
@jessica_ereno
Proprietária da Amora Rica
Loja online @amorarica

Amora use e contagie 

VAMOS FALAR SOBRE CORES?

Chegou o verão a estação do ano mais florida e colorida. De muitas estampas e texturas. VAMOS FALAR SOBRE CORES.

Mas na hora de se vestir rola aquela dúvida, que cor combina com o que?

Para facilitar a vida das minhas queridas leitoras deixo aqui uma cartela de cores para vocês combinarem de forma rápida e simples com o que tem em casa.

Podemos sim misturar cores vibrantes, o ideal é usar de duas á três cores fortes. Pois é claro que ninguém quer sair parecendo uma árvore de Natal não é mesmo ?!

Mas podemos inovar com o que temos em casa, por exemplo um calça azul royal super cai bem com uma blusa laranja.

Deixo aí o desafio, abre seu armário e pegue as cores mais vibrantes e monte um look bem lindo.
Quero ver só vocês usarem e abuserem neste verão de cores, diversas cores.

Fica aí as dicas minhas queridas leitoras.

Por Jéssica Ereno
Estilista Profissional
@jessica_ereno
Proprietária da Amora Rica
Loja online
@amorarica

Amora use e contagie

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Tênis – O Queridinho Das Mulheres

O tênis que antes era apenas para ginástica, caminhadas e academias, hoje ele é o item indispensável no guarda roupa feminino. Durante alguns anos ele caiu no gosto da mulherada, por ser prático e confortável.

Fácil de combinar com qualquer look. Antigamente tínhamos o pensando de que ele só caía bem com roupa esportiva, fora isso era difícil de combinar. Algumas famosas introduziram ele nos looks mais fashion. Fazendo com que nós mulheres reais aderisse essa moda também.

Eu dou a dica para você usar qualquer tênis seja branco ou colorido, aquele que fica mais confortável para você!
Quanto ao look?

Use sua criatividade 😉

Pois ele fica perfeito com saias e vestidos como vemos bastante agora neste inverno e vai vim com tudo-nada o verão.

Porém, ele vai perfeitamente com seus jeans preferido. Assim como até com looks mais sociais de alfaiataria.

Eu sempre digo não existe a moda certa. A moda e você quem cria de acordo com o que mais está se usando.

Por Jéssica Ereno – Estilista Profissional
@jessica_ereno – Proprietária da Amora Rica
Loja online

Instagram @amorarica

Amora use e contagie

Santo André vence e pega Campinas na final da Copa SP

Pelas semifinais da inédita Copa São Paulo feminina de basquete, o Santo André venceu o Catanduva por 72 a 66 e conquistou a vaga na grande decisão. A equipe agora enfrentará o Vera Cruz Campinas, que mais cedo bateu o Guarulhos por 102 a 46 na outra partida semifinal.

A partida entre Santo André e Catanduva foi equilibrada durante os 40 minutos. No fim, o time da Grande São Paulo conseguiu desgarrar no placar, abrindo seis pontos. Dono da casa, o Catanduva até tentou, mas não conseguiu a virada.

O domingo terá duas partidas válidas pela Copa São Paulo. Às 15h30 o Guarulhos enfrenta o Catanduva na disputa pelo terceiro lugar. A grande final ocorre nas sequência, às 18h.

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Com três gols, Gláucia brilha pelo São Paulo no Brasileirão

Rival tricolor, Corinthians vence em Manaus e vira líder provisório

A protagonista da quarta-feira (23) na Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino foi Gláucia. A centroavante balançou as redes três vezes na goleada do São Paulo sobre o Audax, por 4 a 0, em Cotia (SP), pela 10ª rodada. O resultado levou o Tricolor paulista ao sexto lugar, com 17 pontos, na zona de classificação à próxima fase. O time de Osasco (SP), estacionado nos quatro pontos, é o antepenúltimo.

O show de Gláucia começou aos nove minutos. A centroavante recebeu lançamento na marca do pênalti, matou no peito e bateu na saída da goleira. Aos 20, após cobrança de falta na área, a zagueira Thais Regina marcou de cabeça. Aos 38, Gláucia fez o segundo dela, de pênalti. No segundo tempo, logo aos quatro minutos, a camisa 9 completou o hat-trick com um golaço da intermediária, em que a bola bateu no travessão antes de entrar.

Rival tricolor, o Corinthians também se deu bem na rodada. Apesar de perder muitas chances, o Timão derrotou o Iranduba por 2 a 0 em Manaus e assumiu provisoriamente a liderança do Brasileiro, com 27 pontos, três a frente do Santos, que joga na quinta-feira (24). A atacante Giovana Crivelari abriu o placar aos 36 minutos da primeira etapa. A lateral Paulinha, no rebote da goleira, definiu a vitória alvinegra nos acréscimos da etapa final. Com a derrota, o Iranduba entrou na zona de rebaixamento, com nove pontos, na 13ª colocação.

Quem aproveitou o tropeço das amazonenses foi o Minas Brasília, que recebeu o São José no Gama (DF) e venceu por 3 a 2, de virada, saindo do Z-4. As meias Robinha e Katrine e a zagueira Kaká marcaram para as brasilienses, que foram a 11 pontos, ascendendo para a 12ª posição. A meia Sissi e a atacante Ariel fizeram os gols das joseenses, que desceram para o 10º lugar, com 13 pontos.

No último jogo do dia, a Ferroviária superou o Cruzeiro por 1 a 0, em Belo Horizonte, e subiu para terceiro, com 19 pontos. Aos 32 minutos da etapa inicial, a bola da atacante Patrícia Sochor bateu no travessão e quicou dentro da meta, próxima à linha. A árbitra Andreza Helena Siqueira mandou seguir, mas assinalou gol em seguida após indicação da auxiliar Suellen das Graças Gonçalves Silva. Com a derrota, a Raposa caiu para o 11º lugar, com 13 pontos.

A 10ª rodada da Série A1 começou no domingo (20), com o triunfo do Flamengo sobre o Vitória, em Salvador, por 1 a 0. Na quinta, são mais três partidas, todas às 15h (horário de Brasília), sendo dois clássicos. Em Gravataí (RS), tem Grêmio e Internacional. Já em São Paulo, o Palmeiras recebe o Santos no Allianz Parque, no primeiro jogo da história do time feminino do Verdão na arena. Por fim, em Campinas (SP), o Avaí/Kindermann visita a Ponte Preta.

Confira a classificação da Série A1 do Brasileiro Feminino.

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: Agência Brasil

Mulheres Revolucionárias: Rosa Parks

Em 1955, nos Estados Unidos, depois de um dia cansativo de trabalho, uma mulher negra se recusava a dar seu lugar no ônibus para um homem branco, causando grande impacto no país e no mundo.

Essa mulher foi Rosa Parks.

Naquela época, a lei dos Direitos Civis americana dizia que apenas pessoas brancas poderiam votar, entrar em igrejas, lojas e tinham preferência em transporte público. Pois caso algum branco ficasse sem conseguir se sentar, o negro deveria se levantar e dar seu assento ou até descer do ônibus.

Cansada dessas regras, Rosa se recusou a levantar. O motorista parou o ônibus e chamou a polícia para prendê-la.

Com tamanha repercussão, a mulher foi visitada na prisão por Matin Luther King Jr. e membros da NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor) fazendo com que o caso de Rosa se tornasse o estopim contra a desigualdade.

Tudo isso a tornou alvo de ameaças de morte e dificuldade em conseguir emprego. Mas tudo valeu a pena, uma vez que até hoje ela é conhecida como mãe do movimento dos direitos civis.

Todo esses acontecimentos, levaram a protestos e boicotes, pois os simpatizantes da causa decidiram parar de usar o transporte público e caminhar para seus destinos, dando grande prejuízo para a empresa.

O movimento só terminou quando, em 1956, a Suprema Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucionais as leis de segregação.

Para conhecer melhor a sua trajetória, é possível assistir ao filme A História de Rosa Parks.

CBV divulga tabela de competição que abre temporada do vôlei nacional

Evento reúne melhores times dos dois naipes da Superliga 2019/2020

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) divulgou na última segunda (21) a tabela do Troféu Super Vôlei, competição que abre o calendário da modalidade em nível nacional. O torneio foi criado para suprir a não realização do playoff da Superliga 19/20, que foi cancelado em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A competição reunirá os oito melhores times masculinos e femininos da fase de classificação da última Superliga. Os homens jogarão entre 21 e 24 de outubro em Belo Horizonte, enquanto as mulheres atuarão em Saquarema (RJ) entre os dias 28 e 31.

No Troféu Super Vôlei, as equipes se enfrentarão em cruzamento olímpico (primeiro contra oitavo, segundo contra sétimo, terceiro contra sexto e quarto contra quinto), baseado na classificação final da fase regular da Superliga 2019/2020.

Participarão do evento masculino EMS Taubaté Funvic (SP), Sada Cruzeiro (MG), Sesi (SP), Vôlei Renata (SP), Minas Tênis Clube (MG), Apan Eleva Blu (SC), Vôlei UM Itapetininga (SP) e Pacaembu Ribeirão (SP). Já no feminino entrarão em quadra Dentil/Praia Clube (SP), Sesc RJ Flamengo (RJ), Itambé/Minas (MG), Sesi Vôlei Bauru (SP), Osasco Audax São Cristóvão Saúde (SP), São Paulo/Barueri (SP), Fluminense (RJ) e Curitiba Vôlei (PR).

Fonte: Agência Brasil