Teatro da vida

Lorena Pelais é autora de “Teatro da vida“.

Feche os olhos, inspire imagine o que mais te agrade, que te faça se sentir bem , um lugar, uma sensação, um elemento da natureza, limpe sua mente, abstraia de todas as preocupações que te cercam, expire lentamente, abra os olhos vagarosamente para que o excesso de luz não te cegue.

A partir daí, estaremos preparados para realizarmos quaisquer que sejam as atividades, prontos para plantar , colher, rascunhar, editar e quem sabe apta para reescrever sua própria história.

Existem momentos em que os desafios parecem montanhosos, mas só possuem esse tamanho para quem os cria, aqueles que conseguem “invadir” , visualizar seu mundo não veem o mesmo que você.

A vida é bela, é um sonho ou real??
Quais são os grandes mistérios que envolvem a existência humana??
As dúvidas algum dia cessarão??

Existem tantos porquês, quase sempre sem respostas, por que na verdade as respostas são buscadas em fontes errôneas, pois na verdade elas sempre estiveram bem ali na sua frente, só você e eu não queríamos ver, seja por falta de conhecimento, por não sabermos fazer bom uso ou simplesmente temos medo de agir, mas as respostas sempre estão dentro de você é como um enigma, mito da caverna , “conheça a ti mesmo que terás as respostas para tudo que te aflige”.

A falta de conhecimento interno, nos embosca de tal maneira que involuntariamente e inconscientemente, participamos de planos macabros contra nós mesmos, desenvolvidos por nós mesmos, soa como loucura, pode até ser, rsrsrs.
Somos guardiões do bem e do mal, administre-se , nem oito ou oitenta, busque o equilíbrio e seja bom para você mesmo, não se maltrate!!

Excessos são causadores de problemas, excesso de confiança e alto estima, junto vem o superego e vaidade, a necessidade de ser melhor sempre como se fosse uma competição, sabotam-nos invisivelmente , é corda pra se enforcar, é dar linha demais à pipa, é acelerar sem testar primeiro o break.

É estar a mercê da própria sorte, age-se deliberadamente, como se fosse portador de “super poderes” sem ter acesso as regras de uso, com instruções minuciosas e principalmente sem a supervisão de alguém treinado e devidamente habilitado.

Uauuuuu, pressentem o tamanho da catástrofe?

Seu “Transformer do mal” foi criado, a mente te “engana” acelerada te passa informações de bem-estar e plena funcionalidade, o ápice, um monstro com ferocidade de uma bomba nuclear, capaz de emitir ondas elétricas de altas tensões, suas explosões serão internas seus destroços com aspectos variados, erupção de alcance desmedido sem previsão de longitude e latitude.

Que a mente humana é um grande mistério, sabemos, não é de hoje, não sabe-se ao certo o que nos motivam constantemente, capaz de gerar energia sem que haja necessidade de substâncias externas, necessidades básicas primárias.

Motivação como fonte primordial de energia e alimento para o corpo e a alma, a exposição ao sol como fonte de calor para crescimento sadio, a chuva para refrescar, mesmas gotas que aliviariam a sede, tudo na medida certa, excessos são prejudiciais e causam danos irreparáveis, aprisiona-se a mente em objetivos fracos e mal embasados perdendo a essência da alma entregando-se aos demônios ocultos e alheios, entocados nas profundezas de seu ser, aguardando uma pequena brecha para “tomarem de assalto”, te roubam, destroem e por fim matam nem sempre o próprio ser , mas os sonhos e as habilidades naturais que nos são dadas no dia de nosso nascimento, que deveríamos ter a humildade de desenvolvê-las pra serem nosso maior trunfo e grande troféus , um dom que calamos, matamos e enterramos por nos envaidecer.

Quer conhecer alguém? Dê poder e verás todas as suas faces ocultas.
Nós somos nossos maiores inimigos, dizem que mente vazia, torna-se obra do maligno, retirando o pouco que temos interiormente, a paz.

Limpe a mente e siga em frente, busque seu Eu, faça bom uso das dádivas divinas presentes em sua vida.

A vida não tem muitas explicações a te dar cotidianamente, erre, conserte e acerte.

O mundo gira, “em cima em baixo” tenha nobreza de espírito para distinguir seus próprios desafios e sair deles um ser melhor do que quando entrou.

Passagem ….
A vida é uma grande passagem, um sonho, uma realidade, neste espetáculo chegamos como coadjuvantes, mas o objetivo é ser o protagonista principal, respeitando as leis divinas.

📿 Lorena Pelais ॐ∞.

Gostou da nossa matéria “Teatro da vida“?

Teatro da vida
Teatro da vida. Foto de Mohan Reddy Atalu no Pexels

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 730 outros assinantes

Mãe e Trabalhadora na Pandemia

Relly Amaral Ribeiro* é autora de “Mãe e Trabalhadora na Pandemia”.

A data é fevereiro de 2020 e faltam alguns dias para o aniversário dos meus filhos: 8 e 11 anos. Tudo preparado para a comemoração em um cinema: sala reservada, convites distribuídos, comes e bebes providenciados. Na TV e na internet as notícias referentes a “esse novo vírus” se multiplicam. China, Europa e Estados Unidos são os mais afetados.

A data é março de 2020 e se ampliam as notícias dos primeiros casos do coronavírus no Brasil. A apreensão e a incerteza aumentam em todos. O pensamento recorrente está em desmarcar a festa dos meninos. Vou ao trabalho como de costume e lá todos são informados: a partir de hoje, trabalharemos em home office por tempo indeterminado. Ao buscar os filhos na escola, foi dada a mesma orientação. Ao chegar em casa, as mães ligam e mandam mensagens desmarcando a presença no aniversário que, prontamente, também foi desmarcado por mim.

Assim teve início o meu novo normal, e para tantas mães e pais pelo Brasil. Março de 2020 foi um momento decisivo que mudou a rotina de todos. Novos termos e posturas precisaram ser tomadas, adaptadas e aprendidas. O ensino a distância e o ensino remoto, tão comum para mim – professora e pesquisadora na área desde 2007 – trouxe novos formatos, linguagens, iniciativas e perspectivas, que também necessitaram adaptações.

A preocupação com a saúde física e mental dos meus filhos, e a minha, se tornaram prioridade como nunca. Estar tranquilo e seguro, sentir-se amado e esperançoso superaram a entrega de tarefas imediatas ou a preocupação de acordar na hora certa. Somos uma equipe de afazeres domésticos e afetos.

Nesse cenário, o mundo começa a discutir o impacto da pandemia na vida dos pais. Na pesquisa nacional realizada pelo grupo Parent in Science, que obteve mais de 15 mil respostas, é reforçada a questão de gênero, apontando que as mulheres mães e as mulheres negras foram as mais prejudicadas em sua produtividade durante a pandemia. Os pesquisadores foram especialmente atingidos, principalmente mulheres: enquanto somente 70% das previsões de publicações de artigos científicos de homens foram cumpridas, o índice entre mulheres pesquisadoras foi de 50%, sendo o fator idade dos filhos um agravante, pois quanto menor a idade, menor o índice de produtividade dos responsáveis por eles.

No Reino Unindo, segundo reportagem publicada no jornal The Guardian, a editora do British Journal for the Philosophy of Science percebeu que o número de artigos enviados à publicação e feitos por mulheres havia caído drasticamente, o que não tem acontecido com os homens.

Sendo assim, neste Dia das Mães, gostaria de deixar um recado para todas as mães trabalhadoras como eu: o maior e melhor trabalho é este que vocês têm feito no dia a dia, mantendo os seus filhos e afetos saudáveis e à salvo. Porque isso sim é duradouro. Outro emprego pode vir, outras amizades também, outras oportunidades de sair, pessoas e lugares para conhecer surgirão, mas seus filhos e amores permanecerão.

Eles são o futuro que o Brasil precisará para se reconstruir e se recompor quando isso tudo passar. Então, cuidem-se, mantenham-se felizes, com a saúde física, emocional e espiritual em dia. Porque muitos dependem das mães e mulheres, das nossas permanências e constâncias. Para que nosso futuro aconteça, é necessário que você se mantenha bem!

(*) Relly Amaral Ribeiro é Mestre em Serviço Social e Política Social pela Universidade Estadual de Londrina e Tutora dos cursos de pós-graduação em Serviço Social do Centro Universitário Internacional UNINTER

Gostou da nossa matéria “Mãe e Trabalhadora na Pandemia“?

Mãe e Trabalhadora na Pandemia
Relly Amaral Ribeiro. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 730 outros assinantes

Beleza Oculta

Lorena Pelais é a autora de “Beleza Oculta”, confira:

Não se trata de imagens visíveis a olho nu, relaciona-se a sentimentos vindos da alma.
Alegria e tristeza, do medo à superação, da angústia ao refrigério e por aí vai…

Incontável , imensurável, disponível a quem sente.
Empatia, compaixão compartilham parte das sensações que o outro pode sentir, nunca com a mesma intensidade, cada um tem seu jeito próprio e tempo certo para sentir, individualmente, os conceitos, sentimentos que habitam um ser jamais serão os mesmos do outro, possuem semelhanças e com imaginário deduzimos a sensação que o outro possa sentir.

O que fere a uns por tempo, pode durar segundos para o outro, que abstrai e reverte essa energia transformando em uma experiência “positiva” menos dolosa.
Tudo depende do ângulo, ponto de vista.

Relacionar a beleza aos momentos difíceis é a tarefa mais árdua, é justamente quando estamos totalmente envolvidos em algo de corpo e alma , onde tudo parece interminável e insolúvel.

Somos assim em nossa maioria, extremistas , imediatistas e um tanto dramáticos por assim dizer. Quando na verdade, tudo parece perdido , esquecemos que sempre surge uma inesperada luz.

“Quando uma porta se fecha, duas novas se abrirão!”
Momento em que o que aparenta ser impossível se torna possível repleto de novas possibilidades inimagináveis.

Fé, foco e determinação, quem te ampara , não te desampará.

“Não existe vitória sem luta, a luta nos eleva a glória”, não de vencer a guerra, mas sim de derrubar os gigantes que nos habitam, criados pela nossa própria mente, superando-os um a um.

Obter clareza dos fatos vivenciados, com lucidez, maturidade, sabedoria o que for mais conveniente e próximo ao seu ser no momento da experiência.

Não importam, todas as situações existentes te encaminham para algo maior e melhor imperceptível à razão momentânea , que foge nosso conhecimento imediato, mas que lá na frente, bem adiante reconheceremos que tudo era preciso e necessário.

Trabalhe a aceitação em sua vida atual, “tudo que não mata te fortalece”, poderás padecer por alguns intermináveis segundos , mas retomará às rédeas no segundo seguinte , pronta, renovada, revigorada para novos desafios mais à frente.

E, é mais ou menos assim que é..
A vida inicia e finda a cada adormecer na verdade já “nascemos mortos”, temos metas a cumprir até chegada da vida eterna no paraíso.

O céu é o limite e a prova final fazemos aqui!
Observemos o belo que há dentro e em cada um de nós, apreciar a beleza Oculta que carregamos esse é nosso grande e próprio mistério a ser descoberto.

Lorena Pelais ॐ∞.

beleza oculta
Foto de Anna Shvets no Pexels

Gostou de “Relações sociais e o fluxo da vida”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu emai. Aproveite, leia mais artigos da autora Lorena Pelais. Veja também nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 730 outros assinantes

Fiori di bosco: amor, afeto e sabor inova para o dia das mães

Chef italiana Ana Cláudia Morale lança o projeto gastronômico e aposta que a data mais amorosa do ano pode abranger o almoço em família e trazer um momento festivo mais afetuoso e saboroso entre mãe e filho. Confira sobre Fiori di bosco.

Amor, afeto e sabor, tudo isso reunido no tradicional almoço de comemoração de dia das mães. Esse é o formato que sempre aconteceu convencionalmente, mas que agora pode estar com dias contados para acabar. É o que garante a chef italiana, Ana Cláudia Morale, que em tempos de pandemia traz a inovação e criatividade para que as datas festivas não percam o seu brilho. A chef lança para o dia de externar todo amor dos filhos para a mãe , o projeto gastronômico Fiori di Bosco. Morale explica que o conceito extrapola todos os formatos de celebração da data.

Fiori di Bosco apresenta uma caixa na cor de amor de mãe (vermelha) e contém suspirinhos de amor, bombons pintados à mão flor de cerejeira com chocolate belga e recheio de frutas vermelhas com marshmallow, uma xícara pequena com duas cápsulas de café nespresso, latinha com cantucci, o biscoito clássico italiano. Tudo ao valor de R$85,00.

A proposta pretende trazer  que após passar o dia das mães com aquele almoço,  está feito um convite para mãe tomar um café, degustando um biscoito especial, feito e pensado nela. “A ideia é que o dia das mães pode durar mais um pouquinho, que passa do almoço que é aquele clássico de sempre. E é um dia tão gostoso que a gente quer que ele dure mais, então trabalhamos para que no fim do dia ainda tenha comemoração e que é possível ainda festejar as mães, as avós, as sobrinhas e tias”, explica Morale.

 As encomendas podem ser realizadas com a própria chef pelo telefone (61) 98203 1526 até o dia 06 de maio, e as entregas serão gratuitas em todas as localidades de Brasília, entre os dias 7 e 8 de maio.  *Chef Ana Cláudia Morale*Com descendência italiana, essa chef brasileira tem o coração na terra das famosas massas e representa em seus pratos os ensinamentos da Nonna que a criou. Publicitária de formação, mas confeiteira de coração e talento nato, Ana Cláudia Morale é integrante da Federação Italiana de Cozinheiros – FIC BRASILE, desde 2018. Trabalhando com gastronomia desde 2007, Ana Cláudia trilha a sua caminhada por passos gastronômicos, sendo participante de eventos como Mesa A Vivo, Beba do Quadrado, Pátio Varanda, além de ministrar aulas no Espaço Pátio Gourmet. A Chef também fornece cursos particulares de confeitaria e atua como personal chef em eventos gastronômicos.

Serviço: Fiori di bosco:  amor, afeto e sabor inova celebração do dia das mães e promete um dia inteiro de comemorações entre mãe e filhos
Valor: R$85,00Entregas: GratuitasLocal: Em todas as localidades do DFPedidos por encomendas diretamente com a chef Ana Cláudia Morale: (61) 98203 -1526

Gostou da nossa matéria “Fiori di bosco: amor, afeto e sabor inova para o dia das mães“?

Fiori di bosco:  amor, afeto e sabor inova para o dia das mães
Foto: Agenor Mota

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 730 outros assinantes

Universo Paralelo

Lorena Pelais é autora de “Universo Paralelo”.

Embora tenhamos muitas dúvidas sobre o universo e seu funcionamento, nossa relação de existência nesse espaço físico tão grandioso o qual chamamos de casa, o planta Terra, que existem vidas em outros planetas , que a viagem a Marte seja a mais sonhada para alguns, que os seres possuem características similares a nossa, mas sua aparência não é tão “formosa” como a nossa, que os seres extra terrestres possuem “superpoderes” capazes de ler mentes e mover objetos e a mais destacável de todas sua pele geralmente é verde.

Uauuuuu, quantas suposições temos, se já é difícil cuidarmos das nossas próprias vidas, porque nos interessamos tanto a compreender a existência de seres em outros planetas?!?
Porque os consideramos tão grandiosos?!?
Quando na verdade, cada um carrega individualmente um poder consigo.

Não seria muito mais fácil, tentarmos nos compreender primeiramente , saber exatamente para que e como funciona cada parte de nossa mente?

Sei que tudo pode parecer uma grande bobagem, poderia eu estar imergida em meu universo Paralelo nesse momento, onde suponho minha coexistência, onde todas as pesquisas , estudos estejam verdadeiramente certos, ao invés de, estudarmos a mente do povo que aqui habita e tentar aperfeiço-lá para assim tentarmos sanar um pouco das dores causadas pelos desencontros que ocasionamos com a nossa própria existência.

Em sua maioria, em quase sempre todos momentos, partimos contra as leis da criação, não seguimos a risca os mandamentos, outrora questionamos que as escrituras foram registradas por meros homens comuns, questionando inclusive que talvez esteja desatualizada com o avançar dos tempos…

Não sou estudiosa, apenas uma entusiasta, mas percebo que nos deram regras simples e não conseguimos segui-las, seria desvio de caráter, ou por tendências naturais do espírito?!?

Respostas que em sua maioria não a teremos tão facilmente, não existe um órgão de serviço de proteção ao crédito da existência, ou uma sociedade preservadora dos direitos inquestionáveis , nem mesmo um confessionário de respostas celestiais imediato.

Sabe, a criação do universo pode ter sido gerada através de uma grande explosão, onde supostamente ainda não havia Deus e nem mesmo não existia nada.

Somos livres para cremos no que nos faz sentir melhor, mas temos que elevar sim a mente e pensar, se partimos do princípio que antes o universo era escuro e nada havia, houve uma explosão e surgiu Deus , dando início à obra da criação, dias da semana foram criados, a escuridão passou a ser temporária e representada pela lua, indicado o anoitecer, a luz se fez presente, o dia carrega a esperança de um amanhecer melhor , vidas foram criadas.

Que existem vidas em toda parte do universo, sempre será algo contestável.
Que civilizações antigas tinham métodos próprios para contagem do tempo, criações foram desenvolvidas aprimorando métodos que utilizamos e perpetuarão, que somos capazes de ir além do que vemos, chegar a patamares desconhecido, mas sob orientação de “fonte desconhecida”, que brilhantemente nos conduz a um lugar melhor.

Porque nos fechamos tanto a novas informações, acreditando que somos conhecedores de muitos mistérios, onde nossa mente é um grande universo com partes escuras que talvez jamais encontrem a luz ,ou seja, do Sol ou Divina que assim permaneceram as idéias imergidas na finita escuridão interior que habitamos .

Já imaginou que talvez sejamos seres tão primatas que não estejamos preparados para conhecer os “dominadores” dos poderes ocultos da nossa própria mente e por esse motivo não tivemos a devida apresentação.

A vida nos apresenta universos paralelos a todo instante, desde que chegamos o céu e o inferno, o plano que vivemos entre a carne e o espírito é o limiar.

Tantos avanços, tantas tecnologias, tantos conhecimentos e de que forma é associado pela mente?
Como fazemos uso de todas as descobertas o quão evoluímos com elas?

Como nos sentimos diante das regras , das orientações prévias que recebemos?

Falamos sempre o externo, esquecendo de priorizar o íntimo e primordial a mente.

Assim como somos o Universo, todos temos nosso próprio Universo Paralelo, nosso faz de conta, nossos medos, inseguranças, até mesmo vestígios de vidas que aparentemente não vivemos, de tempos que desconhecemos, lembranças saudosistas de imagens, fragrâncias, sabores de experiência que nunca tivemos.

Universo Paralelo
Foto de Rakicevic Nenad no Pexels

Que existe explicação, existe , mas convence a todos o que você ou eu acreditamos que possa ser a “verdade completa” ou apenas uma de todas as faces que podem ser apresentadas, muitas teorias, pouca prática e assim seguimos na dúvida da expansão do universo sem conhecer o universo individual que nos habita .🎇

Lorena Pelais ॐ∞

Gostou de “Universo Paralelo”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu emai. Aproveite, leia mais artigos da autora Lorena Pelais. Veja também nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 730 outros assinantes

Como controlar o que as crianças publicam nas redes sociais?

A exposição infantil nas redes sociais teve alta desde o início da pandemia a ponto de em março deste ano, um dos diretores do Facebook, Adam Mosseri, confirmar que a empresa estava estudando a possibilidade de uma versão do Instagram para crianças, como forma de controlar o que as crianças publicam.

“As crianças estão cada vez mais perguntando aos pais se podem usar aplicativos que os ajudem a manter o contato com os amigos. Uma versão do Instagram onde os pais têm controle, como tínhamos com o Messenger Kids, é algo que estamos explorando”, disse Mosseri na ocasião.

Em São Paulo, Gabriel Oliveira de 6 anos é cover mirim do cantor Vitão, e recria o estilo do cantor em fotos e vídeos nas redes sociais. A família revela que é preciso filtro sobre o que Gabriel assiste e que não força as gravações.

“A gente procura sempre ver antes dele. Nós assistimos, por exemplo, o clipe da música ‘Flores’ e vimos que tinha um clima mais sensual e achamos legal não mostrar o clipe. Depois ele acabou ouvindo a música na rádio e para ele a letra teve outro significado já que não vê maldade naquilo.”

No final de semana seguinte ao lançamento do clipe, Gabriel assistia TV quando viu a capa do single numa reportagem. Na capa, Vitão e Luísa Sonza estão abraçados e ele pediu para reproduzir ao lado da irmã. E assim fizeram.

A gente procura sempre ficar de olho e filtrar o que ele vê. O Vitão sabe que tem um público infantil, então ele sempre é coerente nas entrevistas quanto a isso e ficamos mais tranquilos.

Gabriela também relata que a família não força o pequeno a gravar os vídeos e que sempre o questionam se deseja reproduzir para lançar nas redes.

“Quando mostramos um clipe ou uma música para o Gabriel, esperamos o retorno dele. A gente deixa essa relação de conteúdo para que ele decida, mas antes passa pelo nosso filtro do que ele vai ver.”

A família conta que quando Vitão sofreu um ataque de haters nas redes sociais após o episódio envolvendo o início do relacionamento com Luísa, as redes de Gabriel também foram alvo de ofensas.

“Nós apagamos comentários e mensagens de ódio e escondemos do Gabriel para que ele não visse. Na época o Vitão deu uma sumida das redes e o Gabriel nos questionou e dissemos que ele estava triste e passando por um momento delicado.”

A família conta que ajuda na montagem do figurino para recriar os clipes e fotos do artista, também em forma de agradecimento ao cantor. Pois Gabriel sofria bullying na escola por ter cabelo comprido e era chamado de “menininha” até mesmo por adultos.

“A identificação com o Vitão foi libertadora para ele e o próprio cantor o incentiva deixando sempre comentários positivos nas publicações. Hoje o Gabriel não liga mais quando falam do cabelo e por isso apoiamos os vídeos e participamos da brincadeira”, conta a irmã.

Como controlar o que as crianças publicam nas redes sociais?
Gabriel Oliveira, cover mirim de Vitão. Foto: Divulgação.

Gostou da nossa matéria “Como controlar o que as crianças publicam nas redes sociais?“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 730 outros assinantes

Ensino Remoto: “Meu filho foi alfabetizado durante a pandemia”

O ano de 2020 foi marcado por grandes adaptações na educação. A pandemia causada pela Covid-19 fez com que crianças e adolescentes passassem praticamente 10 meses estudando em suas casas, no modelo de ensino remoto. Algumas famílias encontraram dificuldades no manuseio da tecnologia e, principalmente, na criação de uma rotina de estudo para os filhos. Entretanto, muitos pais e mães conseguiram se habituar com a nova realidade que transformou casas em verdadeiras salas de aula.

Um dos grandes desafios do ensino remoto foi a alfabetização das crianças que estavam só no início da jornada educacional.  É o caso de Darliane da Silva que é mãe do Kaue Henrique Domingues da Silva, de sete anos, e aluno do Colégio Acesso em Almirante Tamandaré. Ela conta que a adaptação ao ensino remoto trouxe muitas dúvidas no início, já que ninguém sabia até quando duraria a pandemia.

“Quando matriculamos o Kaue no Colégio Acesso em 2020, logo veio a pandemia e as aulas presenciais foram suspensas. Cogitamos tirar ele da escola, mas graças à diretora da unidade que nos convenceu a experimentar o modelo remoto, ele aprendeu a ler e a escrever durante as aulas online”, conta a mãe do aluno.

Modelo de educação digital

Um dos setores mais impactados pela pandemia foi o da educação que precisou, de forma emergencial, adaptar o modelo de ensino ao formato online. Mas, de acordo com especialistas, muitas escolas não conseguiram obter sucesso no ensino remoto, uma vez que o método aplicado não era adequado para o online. Eles ainda citam como exemplo situações em que as crianças ficam horas assistindo vídeos no Youtube e no Netflix, mas que não conseguem permanecer por 50 minutos no homescholling.

Segundo a diretora pedagógica do Grupo Acesso, Guida Weber, a tecnologia utilizada somada a metodologia aplicada pelos professores e a dedicação dos pais e alunos foi o que resultou no sucesso do ensino remoto. “Desde o começo sabíamos que somente a didática aplicada nas aulas presenciais não seria eficaz no remoto. Então, criamos um modelo de educação digital que combina uma plataforma tecnológica para o acompanhamento das aulas e progresso do aluno com um método específico para o online”, explica.

Para Darliane da Silva, a metodologia utilizada pelo colégio fez toda a diferença, assim como a orientação dos professores aos pais sobre quando e como ajudar a criança que está aprendendo em casa. “Os professores eram maravilhosos e conseguiam prender a atenção de todos os alunos na tela. O Kaue esperava ansioso pela hora da aula e, depois de alguns dias, já se desenvolvia sozinho e nem precisava do meu auxílio. Aos poucos ele foi aprendendo a reconhecer as letras, depois os sons e então aprendeu a ler e escrever, inclusive, formar frases. Tudo isso durante as aulas online”, relata a mãe do aluno.

Aulas presenciais em 2021

O modelo híbrido de aulas ainda é uma incógnita para 2021. Desde janeiro, muitas cidades e estados liberaram o retorno das aulas presencias em escolas privadas, mas diante do agravamento da pandemia no país, suspenderam diversas vezes o retorno. Com isso, as famílias estão adotando cada vez mais o modelo de ensino 100% remoto, já utilizado em 2020.

Mesmo sabendo da importância pedagógica do ensino presencial e o impacto emocional que o isolamento causa nas crianças, alguns pais estão dispostos a continuar com os filhos estudando em casa. “É nítido que a criança em casa fica mais irritada, mais nervosa, querendo tudo para a mesma hora. Mesmo com as atividades de educação física adaptadas para casa, não há um gasto efetivo de energia e nem de socialização com os colegas. Mas se para garantir a saúde e a segurança do meu filho seja necessário voltarmos com as aulas em casa, já estamos adaptados”, afirma Darliane da Silva.

SOBRE O GRUPO ACESSO

Fundado em 2003, o Grupo Acesso surgiu com o objetivo de preparar alunos para os vestibulares, com qualidade, preço acessível e um grande vínculo com a disciplina e resultados. Atualmente, possui dez unidades espalhadas por Curitiba e Região Metropolitana, formando alunos desde a Educação Infantil, com o Acesso Kids, ao tradicional Pré-Vestibular. Em 2020, o Grupo Acesso recebeu o reconhecimento de ‘Escola com maior eficiência digital’, comparado com outras 34 escolas do Brasil, reafirmando o compromisso com o resultado na formação, aliado a inovação e o acolhimento aos alunos, principalmente durante as aulas remotas, sendo referência em termos de escola completa e humana.

Gostou da nossa matéria “Ensino Remoto: “Meu filho foi alfabetizado durante a pandemia”“?

Ensino Remoto: "Meu filho foi alfabetizado durante a pandemia"
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 730 outros assinantes

Modernização

Com o avanço tecnológico na área de telecomunicações, existem tantas novidades, tantos meios foram implantados. Modernização

Onde idade não significa absolutamente nada perto destes avanços tecnológicos.

Diante de inúmeras modernidades pessoas tornam-se obsoleta (como se pudesse usar este termo) da noite para o dia.

Idade física, comparada a modernização tecnológica, a vida parece caminhar lentamente, se formos extremistas, parece representar “absolutamente nada”.

Este ano o mundo virtual ganhou força, as Crianças diante de aparelhos eletrônico demostram ter uma maturidade inalcançável. Adolescentes parecem mestres doutorados. Os jovens, estes acompanham o caminhar voraz.

No início, certamente todos tiveram suas dificuldades, mas conseguimos administrar.

Adaptação com louvor, aprimorando incansavelmente diariamente, atendendo as demandas necessárias.
A inclusão se fez real em todas as faixas etárias.

Até o bom velhinho usa do recurso para diminuir a distância, certamente motivado pela sua senhora, rsrs

Modernização

#Noeltáon

Vivemos um tempo de muito intensidade, muitas descobertas aceleradas, estar ON LINE fez necessário, use com moderação, aprecie o presencial que te cerca.

OFFLINE tem suas vantagens, interação familiar, uma boa leitura, cantigas, use aquele jogo de tabuleiro que parece descontinuado, antiquado talvez, me parece uma boa opção.

Velhos hábitos e brincadeiras se perdem aos poucos com a invasão digital, cabe a nós resgata-los.

A tecnologia é necessária, quando possível desconecte-se e aproveite o presencial limitado que hoje temos!!!

Com fé,
Logo, logo, tudo voltará ao “normal”, será que estaremos aptos para realidade presencial?!?

Como administrar filhas(os)?!?

Recentemente assisti a uma cena na qual me surpreendeu ao saber que se tratavam de irmãos.

Sei bem como nem sempre é fácil administrar a questão: Filho (a).

Vamos partir do princípio sobre mudanças que a mulher sofre em seu corpo para o desenvolvimento do bebê e por ser um abrigo temporário natural por 9 meses, mas sabemos que pode ocorrer a qualquer momento , ainda existe esse porém que exige um preparo de “emergência”.

Ao termos a notícia da gestação, automaticamente são gerados inúmeros questionamentos internos na mente feminina, e pode ter certeza que são muitos e muitos mesmo.

A mãe começa a preparar a vida externa para o acolhimento do bebê que hoje em dia tem data exata ou prevista de acordo com a mudança da lua, particularmente prefiro a segunda opção, lembrando que existem algumas questões que envolvem esse momento e nem sempre a mulher de fato tem a opção de escolha em suas mãos, é necessário pensar na preservação das duas vidas.

Beleza, o bebê chega e tem sua própria rotina, afinal é ele quem passa a ter o “poder”.

Frágil, sensível e em um ambiente externo, essa adaptação é uma questão pode tirar nosso sono por alguns meses, rsrs, rindo pra não chorar sinto aflição só de lembrar da minha “segundinha” chegou tocando o terror.

Enquanto a primeira era tão calminha, dorminhoca e perdia a hora das mamadas, acrescento mais “preguiçosa” inclusive nos momentos de aleitamento, ela dormia enquanto mamava, uma graça, me sinto saudosa.

Nenhuma gestação é igual a outra e nenhum bebê é igual ao outro, fato!

E vc como mãe, como lida com suas coisas emoções e seus filhos?!?

É uma relação intensa, sem férias, sem aviso prévio, verdadeiramente ininterrupta

Como mãe, sempre tive esse medo de ser parcial com minhas crias.

E escolhi não ter preferência!!

Filhas (os) são “todos iguais”, temos que respeitar suas particularidades não exercer preferências!

Sei que uma é mais atenciosa, a outra é calada e explosiva.

Uma se dispõe a ajudar , a outra se faz de “morta” pra não ter trabalho.

São ímpares e de qualidades e defeitos bem extremos, incomparáveis.

Qualidades e defeitos , como qualquer ser humano tem e lembro são totalmente diferentes em tudo.

Como mãe, não passo a mão na cabeça e chamo a atenção mesmo.

Procuro ouvir, aceito feedback e pondero as informações recebidas, em um grande diálogo mostro o que é válido, tolerável e o que definitivamente não é admissível porque realmente não convém.

Que toda escolha, tem sua consequência e precisamos saber se estamos preparadas ou não para arcar com elas, trabalhe a consciência.

Todos temos muitas opiniões, exerça a escuta, ouça com atenção todos os lados envolvidos e seus respectivos pontos de vista.

Mas lembre sempre quem é a mãe, título inquestionável!!

Irmã(o) é pra ser amiga (o), companheira (o), inseparáveis.

Ficar de mal, só se for por um minuto, temos que ressaltar que irmãos tendem a viverem juntos, independente de sim ou não, então resolvam suas diferenças , conversem , busquem entender o que foi que aconteceu, o que motivou, receba e diga o que não gostou e não façam mais, para manterem a harmonia, é um elo pra toda a vida, independentemente das circunstâncias.

Esse relacionamento é um mistério (irmãos) ….

Apesar de ter , não fomos próximas.

É na família que conhecemos as tendências e as moldamos.

É dever dos pais observarem o comportamento dos filhos e os lapidarem para serem bons uns com os outros e com os que rodeiam.

Não digo que sejam crianças permissivas, mas sim sensatas e amorosas, assim teremos o reflexo de adultos mais gentis.

Falo sempre não admito brigas!!!

Desacordos existem não somos de ferro, mas nada que eternize.

Crianças se estressam , se aborrecem, tem suas preocupações que nós adultos, às vezes, nem imaginamos que elas tenham.

Por isso a importância do diálogo, do lúdico sempre aproxima pais e filhos.

Interação, compreensão, amor, respeito, carinho e paciência, dê todos os seus melhores sentimentos aos filhos e mostre a eles que

“Gentileza gera gentileza!”

Um abraço, ॐ∞

Dia das Crianças 2020

O dia da criança é uma data comemorada que homenageia as crianças, no Brasil é celebra no dia 12 de outubro, em outros países são outras datas. Em 1924 foi oficializado por decreto lei, no governo de Arthur Bernardes.

Deixando um pouco da história e indo para dias atuais, é importante destacar a importância da educação infantil.

Um grande país é formado por um grande povo, e tudo se inicia com as crianças como elas serão educadas, instruídas e cabe aos nossos governantes, professores e pais fazerem o melhor.

Um país que prioriza e investe na formação dos seus jovens com estudo, alimentação adequada, e bem-estar, terá pessoas melhores, educadas e esta no caminho de ser um país desenvolvido.

Cabe aos pais darem uma educação calcada em princípios e valores da família, serão filhos e famílias melhores.

É difícil educar os pequenos?  Eu digo que é possível, se cada um fizer a sua parte na educação e formação de uma criança, para torna-la feliz e melhor. Não podemos transferir aos outros o que cabe a cada um, na formação de uma criança.

Dia 12 de outubro é dia deles, então comemore e de o seu melhor, se possível um presente e um grande beijo e abraço.

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 730 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Educar na pandemia

Pois é, muito difícil tem sido manter tudo em ordem em tempos de tantas aflições. Ao término do carnaval, qdo de fato tudo começaria a caminhar, eis que surge um vírus que finda as relações sociais.


Inúmeras proibições, regras, campanhas de conscientização, não bastavam as preocupações diárias?!? O convívio integral passou a ser a nova realidade para muitos, como manter a educação dos pequenos, conciliar os “porquês” e a baguncinha inevitável?!?


O núcleo famíliar foi inserido numa tarefa desafiadora , todos obrigatoriamente tiveram que se adaptarem, afinal, ADAPTAÇÃO será uma nova constante. Inesperadamente, sob pressão, sempre há uma solução: Reinventar-se, reinvente seus conceitos, sejam firmes, sejam flexíveis tbm, nos momentos certos, é um misto bem variável em questão de minutos, assim mesmo, desse jeito!


O mundo se mantém apreensivo,uns mais, outros menos, com os pequenos não é diferente, a diferença é que eles nem sempre encontram as palavras e atitudes mais acertivas para se expressarem e os adultos devido a carga cotidiana explodem facilmente.

Uma sugestão, Empatia , respire fundo, conte até mil, o momento exige paciência, mais afeto e compreensão!

Um abraço, ॐ∞

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 730 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!