Arquivo da tag: finanças

CARGOBR com vagas abertas para tecnologia, finanças, atendimento e logística

A CARGOBR, startup líder em soluções logísticas “full-service” que integra clientes de diferentes perfis, tamanhos e segmentos a distintos recursos de transporte de forma simples, eficiente e escalável, conectando os principais transportadores do país aos embarcadores, está com vagas abertas em diferentes áreas. A empresa procura profissionais criativos, com foco em performance, que estejam em busca de desafios em uma empresa dinâmica e inovadora.

A CARGOBR busca consolidar e expandir sua malha de parceiros por todo o Brasil, bem como crescer de forma agressiva e sustentável toda sua linha de negócios. “Com um grande desafio de crescer 4x esse ano, estamos investindo na contratação de profissionais gabaritados e experientes no mercado para executar o plano estratégico desenhado para 2021”, afirma Alexandre Felix, CEO da CARGOBR. “Para esses profissionais, oferecemos um ambiente de trabalho inovador, motivador, humanizado e seguro, com oportunidade de crescimento profissional, graças a rápida expansão da empresa, que em um ano viu o número de funcionários diretos crescer cerca de 180%, passando 70 colaboradores em abril de 2020 para os atuais 190”, completa Felix.

Ao todo são 50 vagas disponíveis nas áreas de TI, atendimento, financeira e operações. A empresa está em busca de Desenvolvedores, Assistente de Atendimento, Analista Financeiro, Designer e Líder de Operações.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Por enquanto, o trabalho será em regime de home office e entre os benefícios estão: assistência médica e odontológica, seguro de vida, vale transporte, entre outros em apoio ao home office.

Para saber sobre as vagas da CARGOBR e se candidatar, acesse: https://trabalheconosco.vagas.com.br/cargobr.

“É importante salientar que as medidas de prevenção contra a Covid19 ainda são o nosso foco, tanto para colaboradores diretos quanto para os indiretos. Todos recebem orientações, treinamento e equipamentos para evitar a contaminação”, diz Marcela Feltrin, coordenadora de RH da CARGOBR.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Sobre a CARGOBR
A CARGOBR, startup líder em soluções logísticas “full-service” que integra clientes de diferentes perfis, tamanhos e segmentos a distintos recursos de transporte de forma simples, eficiente e escalável. Tudo começou com o grande desejo de facilitar a cadeia de transporte. Nosso objetivo sempre foi apresentar uma nova maneira de relacionamento entre transportadores e embarcadores, com intuito de melhorar a comunicação e otimizar procedimentos.

A CARGOBR surgiu para construir novas metodologias que substituem antigas técnicas analógicas e demoradas, melhorando as atividades e facilitando o dia a dia das empresas. Nossa missão é empregar informação e tecnologia que possibilitem melhor eficiência e menos ociosidade, empregando métodos que tornem todo o processo da cadeia de transporte mais simples e prático.
www.cargobr.com.br

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “CARGOBR com vagas abertas para tecnologia, finanças, atendimento e logística”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 2.706 outros assinantes

Empréstimos para empreender superam um terço das solicitações

Conhecido por ser o principal motivo para a tomada de crédito, o pagamento de dívidas foi superado pelo empreendedorismo no Brasil. De acordo com um levantamento da Lendico, fintech especializada em empréstimos online, 35% das solicitações feitas em abril foram para empreender, enquanto o pagamento de dívidas respondeu por 34% dos pedidos no país.

Apesar da ligeira diferença, as requisições de crédito motivadas pelo empreendedorismo – tanto para a abertura de novos negócios quanto para investir na empresa – cresceram 24% em abril desse ano na comparação com o mesmo mês de 2020. Já os empréstimos para pagar dívidas apresentaram retração de 19% no mesmo período.

A tendência das solicitações de ajuda financeira para empreender ainda chama a atenção pelo aumento nos pedidos relacionados especificamente a abertura de novos negócios, categoria que apresentou elevação de 52% no último mês frente abril de 2020. 

Depois do empreendedorismo e pagamento de dívidas, a motivação mais comum para a tomada de crédito é o investimento na casa, justificativa citada em 14% das requisições, seguido pela compra de eletrodomésticos e eletrônicos (5%).Sobre a Lendico
A Lendico é uma fintech de empréstimo pessoal que começou sua jornada em 2015 com o entendimento de que o crédito, quando utilizado de forma consciente e com taxas personalizadas e justas, é um meio para as pessoas seguirem em frente, realizarem seus sonhos e progredirem cada vez mais. De lá para cá, mais de R$ 600 milhões já foram emprestados, impulsionando a vida de mais de 80 mil clientes.

Para mais informações, acesse: https://lendico.com.br/

Gostou da nossa matéria “Empréstimos para empreender superam um terço das solicitações“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.706 outros assinantes

Mercado em expectativa, após decisão do STF

Com a decisão do Plenário do STF, mantendo a posição de excluir o ICMS na base de cálculo do PIS/COFINS, fica esclarecido que a parcela a ser excluída corresponde ao imposto destacado e modula os efeitos da decisão a partir de 15/03/2017. No julgamento, retomado após anos de espera, o Plenário do STF fixou a tese de que “o ICMS não compõe a base de cálculo para fins de incidência do PIS e da COFINS.” . Com exclusão do ICMS na base de cálculo do PIS/COFINS pelo STF, mercado tem expectativa pelos próximos capítulos.

Segundo o especialista André Alves de Melo, sócio na área de Tributário do Cescon Barrieu, o julgamento trouxe um cenário de segurança jurídica em relação à tese, e não uma reviravolta, e de certa maneira, com ressalva à posição adotada, não surpreendeu em relação à modulação dos efeitos, quando assegurado o direito daqueles que possuíam ações em curso à época do julgamento. Com isso, a expectativa geral em torno da decisão do STF se concretizou.

“Ainda que a conclusão do julgamento contribua para reduzir a insegurança que girava em torno do tema, os reflexos da decisão devem ser apurados caso a caso. Aspectos como a recuperação dos valores pagos no passado, efeitos nos PER/DCOMP já transmitidos e autos de infração em curso ou em fase de rediscussão no judiciário, impactos nos processos judiciais existentes, cumprimento de obrigações acessórias, divulgação de informações societárias e apuração dos tributos incidentes sobre o indébito devem ser objeto de análise. É provável que a RFB se manifeste oficialmente sobre o tema, sendo preciso acompanhar os próximos capítulos”, explica o advogado.

“Outros pontos interessantes do desfecho dado é que teremos a corrida pelo julgamento da tese de exclusão do ISS da base de cálculo do PIS e da COFINS, uma tese já em fase avançada no STF (tema 118), com o reconhecimento pela própria Fazenda Nacional quanto à similitude dos argumentos jurídicos da tese, sendo que uma vez reafirmados ontem pelo STF, a expectativa será pelo julgamento também favorável aos contribuintes. Somados esses julgamentos a reforma tributária, ainda que particularizada para PIS e COFINS, ganha um reforço”, acrescenta.

Ainda segundo o especialista, uma situação, ainda que em menor escala, que irá perdura é a do contribuinte que ajuizou a ação judicial após março/17 (marco temporal do STF) e obteve o trânsito em julgado antes do desfecho de ontem. “Aqui teremos um debate sobre coisa julgada x modulação”.

Da decisão

Na sessão, a Ministra Carmen Lúcia acolheu parcialmente os Embargos de Declaração opostos pela Fazenda Nacional apenas para modular os efeitos da decisão, cuja produção de efeitos deverá ocorrer a partir de 15/03/2017, quando fixada a tese acima, resguardando-se o direito dos contribuintes com ações judiciais ajuizadas e procedimentos administrativos formalizados até aquela data, sendo seguida pela maioria dos Ministros. Assertiva quanto à inexistência de contradição, omissão ou obscuridade, a Relatora afirmou ainda que todo o ICMS dever ser excluído da base de cálculo do PIS/COFINS, citou passagens do voto no sentido de que essa parcela corresponde ao imposto destacado e reforçou o conceito adotado pelo STF de que apenas o ingresso efetivamente incorporado ao patrimônio do contribuinte constitui receita apta a servir de base de cálculo das aludidas contribuições. 

Sobre a modulação dos efeitos da decisão, a Ministra promoveu uma recapitulação da jurisprudência, destacando que no passado o STF não reconheceu o caráter constitucional da discussão e que a jurisprudência, ainda que inter partes, prevalecia no sentido de admitir a inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS/COFINS, de modo que a mudança de cenário justificava a atribuição de efeitos prospectivos, ressalvados os casos de ações e processos administrativos inaugurados até 15/03/2017, data da sessão do julgamento do RE nº 574.706/PR. Nenhum dos Ministros atribuiu efeitos infringentes aos Embargos de Declaração, restando mantida a tese que “o ICMS não compõe a base de cálculo para fins de incidência do PIS e da COFINS.

Por André Alves de Melo, sócio na área de Tributário do Cescon Barrieu.

Gostou de “Mercado em expectativa, após decisão do STF“?

Mercado em expectativa, após decisão do STF. Foto de energepic.com no Pexels

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.706 outros assinantes

Programa de Estágio AkzoNobel: Inscrições abertas em novo ciclo

Até 30 de abril, as inscrições para o novo ciclo do Programa de Estágio AkzoNobel 2021 estarão abertas. São cerca de 15 vagas para as unidades de Mauá (SP), Rochaverá (SP), São Roque (SP) e Recife (PE) a multinacional holandesa busca talentos para as áreas de finanças, logística, produção e pesquisa e desenvolvimento. Mais detalhes estão disponíveis em https://careers.akzonobel.com/, link no qual é possível pesquisar e também se candidatar às vagas. Desde 2016, mais de 300 participantes já passaram pela iniciativa, que este ano já selecionou 57 estudantes.

“O programa de estágio tem se mostrado uma importante porta de entrada de novos talentos na organização. Por isso, esperamos que nossos estagiários estejam aptos a preencher possíveis vagas na empresa, garantindo seu crescimento pessoal e profissional, assim como o alcance das estratégias e metas do negócio”, afirma Francisco Farias, diretor regional de Recursos Humanos da AkzoNobel para América do Sul.

Desenhado pensando no real desenvolvimento dos participantes – e está aí um dos seus diferenciais –, o Programa de Estágio da AkzoNobel tem duração de até dois anos. Durante esse período, além de aprimorar a experiência em sua área, o estagiário tem contato com os demais departamentos e unidades da companhia no Brasil e no exterior.

Um dos destaques da proposta é dar a oportunidade do participante elaborar e implementar, com o apoio de especialistas da área e do seu gestor imediato, um projeto estratégico para a companhia, a fim de apresentá-lo para as liderenças, treinando, assim, diferentes competências, como visão estratégica, relacionamento interpessoal, habilidades de comunicação, administração de tempo, capacidade de adaptação, potencial criativo e gestão de projetos. “Não é apenas um exercício, a grande maioria dos projetos é colocada em prática na nossa empresa”, comenta Francisco. Exemplos dessa interação são projetos que foram implementados nos últimos anos, como um programa de mentoria reversa com foco em diversidade, uma nova metodologia para rendimento de esmaltes sintéticos e uma ferramenta de gestão de preços.

Em tempos de pandemia, todas as atividades de desenvolvimento do programa foram adaptadas para que pudessem ser entregues virtualmente, desde o onboarding, passando por workshop de projetos, sessões de coaching e demais treinamentos que são oferecidos durante o período de dois anos. Adicionalmente, foi contratada uma plataforma digital, que viabilizou a feira de projetos dos estagiários de forma online, sendo também uma oportunidade de exposição dos futuros talentos a outras áreas da empresa. “Tudo isso tornou o programa ainda mais democrático, viabilizando, por exemplo, que os estagiários de diferentes localidades possam participar de todas as ações com os demais participantes. Além disso, com a plataforma digital para realizar a feira, os demais colaboradores da empresa passaram a acompanhar o evento, encorpando a plateia de uma apresentação que antes era restrita apenas aos gestores e alguns convidados”, conta Farias.

O processo seletivo – São quatro etapas, todas realizadas via plataforma digital: inscrições, avaliação on-line (Fit Cultural AkzoNobel e Fit Competênciais), entrevista por vídeo, e dinâmica e entrevistas com os gestores. Os estagiários selecionados iniciarão o programa no próximo mês  de agosto. De acordo com as condições de segurança necessárias por conta do momento da pandemia, o trabalho poderá ser realizado totalmente em home office ou no formato híbrido, com o estudante participando de atividades presenciais.

Entre os pré-requisitos estão: ensino superior, com formação prevista para julho/agosto 2023; disponibilidade para estagiar 30 horas semanais (6 horas diárias); conhecimentos de inglês avançado e pacote Office.

Os benefícios incluem bolsa-auxílio, 13ª bolsa-auxílio no fim do ano (condicionada à ausência de “DPs” na faculdade); assistência médica; assistência odontológica; restaurante no local ou vale-refeição, dependendo da localidade; ônibus fretado ou vale-transporte ou estacionamento no local; seguro de vida; Programa de Apoio ao Empregado; compra de tintas decorativas com desconto; Programa de Desenvolvimento Estruturado e Gympass.

Oportunidades do Programa de Estágio AkzoNobel

Estágio em Manutenção Industrial

Principais responsabilidades: acompanhamento dos indicadores da área de manutenção; realização de  5s; acompanhamento de ativos; participação de células de planejamento e execução de manutenção; acompanhamento e disponibilidade de materiais de manutenção. Terá interação com a área de Segurança, Saúde e Meio Ambiente e Engenharia com foco em infraestrutura do site e disponibilidade de máquinas.

Requisitos: ensino superior com formação prevista para julho/agosto de 2023 no curso de Engenharia Mecânica.

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 08h00 às 15h00 ou 09h00 às 16h00 ou 10h00 às 17h00 (incluindo uma hora de almoço).

Conhecimentos: pacote Office intermediário a avançado, inglês avançado;  espanhol, técnico em Eletrônica ou Mecânica e Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: Mauá (SP).

Estágio em Logística

Principais responsabilidades: entrada de notas fiscais e notas produtivas; desevolverá projeto voltado para melhoria de processos; lançamento de notas fiscais; acompanhamento de entrada de materiais no SAP e acompanhamento de pedidos; entrega de EPI’s.     

Requisitos: ensino superior com formação prevista para julho/agosto de 2023 no curso de Administração, Contabilidade e Logística.

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 08h00 às 15h00 (incluindo uma hora de almoço).

Conhecimentos: pacote Office intermediário a avançado; inglês avançado; espanhol, Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: São Roque (SP).

Estágio em Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento

Principais responsabilidades: contribuir com a introdução de novas matérias-primas, suporte no desenvolvimento de novos produtos. Avaliação dos parâmetros de qualidade da tinta, por exemplo: Viscosidade, pH, cobertura, reologia, cor, teor de não voláteis e testes de aplicação. Acompanhamentos dos testes e auditorias do Programa setorial da Qualidade. Elaborar relatórios técnicos de desenvolvimento de produto. Acompanhamentos experimentais em fábrica dos produtos desenvolvidos. Revisar procedimentos laboratoriais de qualidade e de segurança com acompanhamento do técnico responsável.

Requisitos: ensino superior com formação prevista para julho/agosto de 2023 nos cursos de Química Industrial ou Engenharia Química.

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 08h00 às 15h00 (incluindo uma hora de almoço).

Conhecimentos: pacote Office intermediário a avançado, inglês avançado; Espanhol, Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: Recife (PE).

Estágio em Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento

Principais responsabilidades: suprir os laboratórios com os insumos necessários para o desenvolvimento das atividades, requisitando matérias-primas e/ou auxiliares, assim como preparando soluções. Reproduzir fórmulas e processo desenvolvidas pelos químicos, visando desenvolvimento de novos produtos, reformulações e manutenção de já existentes (produtos acabados e intermediários). Efetuar aplicação de produtos em substratos, obedecendo às especificações do produto e/ou parâmetros estabelecidos pelo cliente. Executar os testes físico-químicos indicados para avaliação dos produtos e/ou matérias-primas, baseando-se em métodos de teste e/ou normas técnicas e fazendo o uso de equipamentos adequados e aferidos, para obtenção de um resultado confiável para avaliação.

Requisitos: ensino superior com formação prevista para julho/agosto de 2023 nos cursos de Química Industrial ou Engenharia Química.

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 07h30 às 14h30 (incluindo uma hora de almoço).

Conhecimentos: inglês avançado; pacote Office intermediário a avançado; espanhol, Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: Mauá (SP).

Estágio em Laboratório Cores

Principais responsabilidades: irá atuar no Laboratório de Desenvolvimento de Cores para a linha Decorativa, colaborando na criação de ajuste de cores e realizando suporte aos Laboratórios de Desenvolvimento de Tintas e atividades de Inovação.

Requisitos: ensino superior com formação prevista para julho/agosto de 2023 nos cursos de Química, Engenharia Química, Química Industrial.

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 10h00 às 17h00 (Incluindo uma hora de almoço);

Conhecimentos: inglês avançado; pacote Office intermediário a avançado; espanhol, Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: Mauá (SP).

Estágio em Contas a Pagar

Principais responsabilidades: irá participar ativamente de processos de fluxos de pagamento.

Atendimento de ticket diariamente. Apoio aos clientes internos e externos com relação a dúvidas de pedidos para reembolsos.

Requisitos: ensino superior com formação prevista para julho/agosto de 2023 nos cursos de Administração e Contábeis.

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 09h00 às 16h00 (Incluindo uma hora de almoço).

Conhecimentos: inglês avançado; pacote Office intermediário a avançado; espanhol, Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: Mauá (SP).

Estágio em Operações de Compras

Principais responsabilidades: acompanhamento e análise das demandas da área (predominantemente em excel); gestão de pedidos, contratos e fornecedores no sistema SAP; participação e contribuição em projeto de melhoria continua.

Requisitos: ensino superior em andamento, com previsão de termino para julho/agosto de 2023, preferencialmente nos cursos de administração, economia, comercio exterior e engenharia(s);

Disponibilidade: para estagiar 6 horas diárias, das 09h00 às 16h00 (Incluindo uma hora de almoço).

Conhecimentos: inglês avançado; pacote Office intermediário a avançado; espanhol, Power BI e SAP serão considerados como diferenciais.

Local de trabalho: Mauá (SP).

Sobre a AkzoNobel

Somos pioneiros em um mundo de possibilidades para dar vida às superfícies há mais de 200 anos. Há uma grande chance de você estar perto de um de nossos produtos, pois somos especialistas em cor e proteção. Nosso portfólio de marcas globais – incluindo Coral, International, Sikkens e Interpon – tem a confiança de clientes em todo o mundo. Atuamos em mais de 150 países e buscamos ser líderes da indústria. Afinal, é o que você esperaria da empresa mais sustentável e inovadora de tintas e revestimentos que inventa o futuro há mais de dois séculos. Para obter mais informações, visite www.akzonobel.com. © 2021 Akzo Nobel N.V. Todos os direitos reservados.

Gostou da nossa matéria “Programa de Estágio AkzoNobel: Inscrições abertas em novo ciclo“?

Programa de Estágio AkzoNobel. Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.706 outros assinantes

Dinheiro Fácil: Day trade só é rentável para os intermediários

Notícias virais sobre dinheiro fácil, como a de um jovem que transformou R$ 30 mil em R$ 700 mil durante a pandemia atrai para a prática da compra e venda diária de ações. Investidores incautos acumulam prejuízos e geram lucros a quem surfa nessa onda vendendo cursos, livros e ilusões.

No ínicio deste ano, tornou-se um viral nas redes sociais a trajetória de um jovem carioca de 24 anos e origem humilde que, atuando como day trader durante a pandemia, conseguiu transformar R$ 30 mil em R$ 700 mil. Contudo, histórias como essa atraem outros investidores para a ilusão do dinheiro fácil e rápido. A maioria acabam acumulando prejuízos e, alguns, como vimos no Fantástico desse domingo, acabam até caindo em golpes.

Histórias de superação como essa costumam ser inspiradoras. Contudo, a forma como ela é compartilhada na internet acaba confundindo as pessoas e reforçando uma compreensão equivocada de que um investimento de altíssimo risco pode ser uma fonte de renda.

Pesquisas mostram que quase a totalidade dos seguem por esse caminho têm prejuízo. Os pesquisadores Fernando Chague e Bruno Giovannetti, da Fundação Getúlo Vargas, chegaram a conclusões espantosas em seu trabalho.

Foram acompanhados todos os indivíduos que começaram a fazer day trade em ações no mercado brasileiro entre 2013 e 2016 (98.378 indivíduos), chegando-se nas seguintes revelações:

  1. 99,43% dos indivíduos não persistiram na atividade (apresentaram menos

de 300 pregões com day-trades);

  1. considerando-se os day-traders que persistiram (operaram por mais de

300 pregões), a performance média foi negativa;

  1. apenas 127 indivíduos foram capazes de apresentar lucro bruto diário

médio acima de 100 reais em mais de 300 pregões.

Nas palavras dos próprios pesquisadores: “Entre os 1.551 que persistiram, apenas 8 conseguiram apresentar lucro bruto diário médio maior do que a remuneração de entrada de um caixa de banco (160 reais por dia).”

No entanto, ao se observar que o número de novos investidores, inclusive muito jovens, nota-se que os resultados parecem não ter desanimado quem acredita na possibilidade do dinheiro fácil.

“A essência de se comprar uma ação é você se tornar sócio de uma grande empresa. Então, qual o sentido de você ficar comprando e vendendo a sua sociedade diariamente?”. Quem traz essa reflexão é o Educador Financeiro do canal “Dinheiro Com Você”, William Ribeiro, que também faz o alerta para os riscos dessa prática.

“A grande maioria das pessoas que estão se interessando pelo investimento em ações ainda acredita que tudo se resume a ficar acompanhando gráficos e apostando nas subidas e descidas dos preços. Day trading é uma atividade extremamente extenuante, que já levou vários investidores e famílias à ruína. Às vezes, o pior que pode acontecer é você começar ganhando dinheiro e acreditar que descobriu as regras do jogo. Os raríssimos day traders que ganham dinheiro, realizam a atividade como seu ofício, não é um hobby para se realizar no litoral ou no semáforo (aliás, quem, em sã consciência, deixaria de tomar caipirinha na praia para operar?).”

O Sonho do Dinheiro Fácil

Os Investidores que têm mais chances em conseguir lucro no day trade são aqueles que menos precisam disso para sobreviver. Pessoas que já construíram patrimônio e levam esse capital para o mercado financeiro para investir, para rentabilizá-lo.

“Quem tira dinheiro do seu próprio orçamento familiar para investir já começa perdendo, porque vai ser impossível não deixar o lado psicológico interferir nas operações”, explica o Educador Financeiro.

“Algumas pessoas afirmam que, assim como em qualquer outra atividade, poucos são os que se dedicam e têm sucesso. No caso do day trading isso é uma falácia, porque as pesquisas mostram que os operadores não ficaram melhores com o passar do tempo. Além disso, para efeito de comparação, as chances de ser aceito em Harward são de 4,7%, muito superiores aos 0,13% dos daytraders que têm como resultado mais de R$100 brutos por dia.”, destaca.

Quem realmente ganha com o day trade?

O grande foco das pesquisas sobre day trade é sobre consistência. Foi demonstrado que quanto maior é o número de pregões operados, menos provável é a sua chance de sucesso.

Desta forma, sempre teremos alguns vencedores pontuais, como certamente é o caso do jovem estagiário que se tornou “milionário” repentinamente. Ainda assim, por mero efeito da aleatoriedade, é bem possível que alguns poucos traders tenham sucesso repetidas vezes. “Se fizéssemos um campeonato de cara ou coroa, o campeão brasileiro certamente teria acertado um número bizarro de vezes, talvez dezenas delas. Nem por isso teria algum mérito por suas escolhas, mas certamente seria capa de revista e poderia lançar um curso ensinando como ser um vencedor nesta modalidade.”, afirma Ribeiro.

Definitivamente, day trade é um negócio lucrativo. Mas, de acordo com os estudos, quem faz dinheiro com ele são somente as corretoras (que ganham taxas), a Bolsa de Valores e os vendedores de curso.

William faz um último alerta a quem, mesmo assim, ainda pensa em arriscar.

“Tome cuidado com os gurus, com as dicas das outras pessoas. Será que se alguém tivesse o mapa da mina de ouro iria compartilhar com você e precisaria do seu dinheiro? Acrescento que, se tais dicas fossem divulgadas, brevemente seriam inócuas, uma vez que ficassem em domínio público e todos copiassem a estratégia.

Se o próprio dono da corretora soubesse desta fórmula, certamente criaria um exército de robôs, operando 24 horas por dia, o que certamente daria muito menos dor de cabeça do que administrar milhares de clientes dentro de uma corretora.

Se você deseja ser um day trader, já sabe que as chances estão contra você e que isso será um “trabalho” dos mais desgastantes e perigosos, diga-se. Caso contrário, não nunca priorize day trading com relação ao seu próprio ofício, porque é nele que você sabe ganhar dinheiro e pode aperfeiçoar-se de verdade”, conclui.

Entender a Jornada do Investidor evita erros e prejuízos

Em uma definição simples, o Educador Financeiro e apresentador do canal “Dinheiro Com Você”, William Ribeiro, explica o conceito da Jornada do Investidor como sendo “o processo que reflete a evolução das pessoas no domínio dos conceitos do mundo dos investimentos”.

Ter a consciência de como funciona essa jornada e seus possíveis caminhos, além de torná-los mais fáceis, é condição essencial para ter uma relação saudável e rentável com os investimentos.

“Muita gente me pergunta como começar e onde investir. E é logo no começo que as pessoas cometem dois erros principais: superestimar ou subestimar os riscos. Para o primeiro caso, é mais fácil: basta buscar conhecimento e ter disciplina para superar o medo de investir.

Já o segundo erro é de solução mais complexa. É preciso ter ciência de que investimento nenhum deixa ninguém rico no curto prazo. Mas também implica domar-se em seus instintos para não pular de cabeça em investimentos cujo risco é incompatível com seu perfil e jornada do investidor”, explica Ribeiro.

Em qual ponto inicia a sua jornada?

A jornada do investidor é uma estrada repleta de ramificações e com diferentes pontos de partida. Um único caminho errado pode atrapalhar e retroceder anos de caminhada, como alerta o Educador Financeiro.

 “O seu extrato bancário é um resultado que pode estar positivo ou negativo, refletindo um balanço das boas decisões financeiras da sua vida, frente à aquelas apostas (ou gastos desnecessários) que retiraram dinheiro da sua conta.

Um bom investidor sempre se questiona a respeito do quanto pode perder, ao passo que os iniciantes irremediavelmente procuram por investimentos cujo risco não podem suportar, como na renda variável”, pondera Ribeiro.

Para saber de onde um novo investidor deveria partir, basta uma análise simples para um primeiro diagnóstico das três possíveis situações que Ribeiro explica abaixo:

  1. A pessoa deseja começar a investir, pode até ter separado algum dinheiro, mas tem dívidas acumuladas.

Antes de pensar em aplicar qualquer quantia, a melhor coisa a fazer é livrar-se das pendências. É impossível encontrar qualquer investimento que tenha um retorno superior aos juros cobrados pelas instituições financeiras, especialmente se estivermos falando do rotativo do cartão de crédito e do cheque especial.

Além dos juros altos, as dívidas tiram o sossego e a liberdade. Então, nesse caso, o primeiro passo é olhar para trás, encontrando um meio de quitar todas as suas pendências e focar na geração de renda para aumentar seus recursos.

Não é raro encontrar pessoas que tentam justificar sua ansiedade em colocar dinheiro em algum investimento, mesmo estando endividadas. “Se eu não fizer dessa forma eu não começo” ou “Dívidas eu sempre vou ter, se não for assim, não consigo comprar nada”, estão entre os absurdos que cegam as pessoas para o problema.

Como falamos no início, a disciplina é indispensável para começar essa jornada. E se este argumento ainda não for suficiente, partimos para um argumento infalível: a ponta do lápis.

Vamos imaginar um aspirante a investidor hipotético que está começando errado a sua jornada e deu início a um plano de previdência privada com contribuições mensais de mil reais, ao mesmo tempo em que está utilizando o limite de seu cheque especial. Veja só:

 Conta com Limite (Cheque Especial)Plano de Previdência
Saldo inicial (R$)0,000,00
Após primeiro aporte (R$)-1.000,001.000,00
Juros ao mês (exemplos)8 %0,5 %
Perdas x Ganhos (R$)– 80,005,00

O que vemos na tabela acima é uma pessoa que, para ganhar R$ 5,00 de rendimento, pagou R$ 80,00 em juros da dívida. Se essa atitude se estende ao passar do tempo, a bola de neve dos juros fatalmente acabará com qualquer possibilidade de progresso financeiro na Jornada do Investidor.

Então, não há outro caminho que não seja acabar com todas as dívidas, buscando aumentar a renda e economizar mais, para conseguir sobrar mais dinheiro para investir.

  1. A pessoa quer começar a investir, mas ainda não tem uma reserva financeira.

Aqui, estão consideradas as pessoas que já não têm dívidas e decidiram começar a investir pela primeira vez, começando do zero. Ou seja, não têm nenhuma reserva de emergência ou, como costumamos chamar, um “colchão financeiro”. Esta é uma etapa indispensável antes de seguir para investimentos de maior risco.

Seja para preparar o colchão financeiro, ou aportar em investimentos mais arrojados, é fundamental garantir que, na balança, o ganho seja maior do que o gasto. Afinal, toda riqueza construída no mundo foi edificada sob a quantia que se foi poupada, evidentemente.

O Colchão Financeiro é o passo mais importante da jornada do investidor por um motivo: garante que a segurança financeira da família não será comprometida, caso um investimento se mostre inviável, ou para momentos de escassez na geração de renda (seja por motivo de demissão, falta de clientes, etc);

O ideal é conseguir separar, no mínimo, 10% dos ganhos e destiná-los para uma reserva. Lembrando que os 90% restantes precisam ser suficientes para cobrir todas as despesas do mês. Você poderá afirmar que realmente já conta com um colchão financeiro formado quando essa reserva for o equivalente à soma de pelo menos seis meses de todos os seus gastos mensais. Há quem se sinta seguro com um montante que cubra um ano das despesas.

Para a reserva de emergência, não é adequado optar por ativos de maior rentabilidade, justamente por apresentarem maiores riscos. Para este objetivo financeiro, o ideal é aproveitar os benefícios que oferece a Renda Fixa, que são o baixíssimo risco e a liquidez, como é o caso do Tesouro Selic ou CDBs de liquidez diária.

É importante ter a consciência de que ninguém ficará rico investindo o dinheiro do colchão financeiro. A função da reserva é prover recursos que estejam prontamente disponíveis para qualquer adversidade que a vida nos apresentar, como problemas de saúde, perda de emprego ou acidentes.

  1. Quer começar a investir e já tem uma reserva financeira segura.

Se uma pessoa não tem dívidas e já conta com uma reserva financeira de emergência, ela pode começar aqui a jornada em direção ao acúmulo de patrimônio.

“A partir daqui os caminhos são muitos, por onde seguir vai depender muito do perfil de cada um, de quanto se tem para investir, prazo, quais os planos desse investidor para o dinheiro, entre diversos outros fatores que podem influenciar nas decisões e seus resultados. Exatamente por isso, acredito que o mais interessante seja adotar o conceito que chamamos de “diversificação financeira”, avalia o Educador Financeiro.

Dentro da própria Renda Fixa também há opções que oferecem um pouco mais de rentabilidade, como pode ser o caso do Tesouro IPCA+ ou Pré-Fixado. Porém, são produtos que possuem um prazo de vencimento, cujo resgate antecipado (embora seja possível)  pode trazer perdas pela chamada “marcação a mercado”.

Contudo, mesmo optando pelos investimentos mais sofisticados desta categoria, a Renda Fixa não oferece retornos muito grandes. Via de regra, são instrumentos que utilizamos mais como proteção do poder de compra de um dinheiro guardado, ou seja, visando protegê-lo da inflação.

Para ganhos maiores (e incertos, diga-se), é indispensável dar continuidade nessa jornada. Veja que primeiro pensamos em proteger, para só então subirmos o próximo degrau da jornada.

Um produto que costuma ser bastante indicado para quem deseja dar os primeiros passos na renda variável, são os Fundos de Investimento Imobiliários. Com quotas tão acessíveis como na casa dos cem reais, os FII possibilitam que pequenos investidores participem de empreendimentos imobiliários de alto padrão, como shoppings, lajes corporativas e galpões logísticos.

Por possuírem receita razoavelmente previsível dos aluguéis e do lastro imobiliário destes ativos, a oscilação das quotas (negociadas na bolsa de valores) não costumam sofrer grandes volatilidades, sendo características ideais para quem está começando a conviver com um pouco mais de risco.

A partir daí, o investidor pode se dar ao luxo de experimentar, sempre aos poucos e aplicando a diversificação, investimentos mais arrojados, como ações de empresas na bolsa de valores, criptomoedas, e até no mundo do empreendedorismo.

Independente do ponto de partida, o importante é começar

Acumular patrimônio é uma questão de disciplina e de dar tempo ao tempo, tanto para que os ativos financeiros possam gerar frutos (os proventos), quanto para que o investidor não pule etapas da jornada financeira.

“Definitivamente, investir não é só para gente rica. Mas, para ficar rico, investir é primordial. Tudo a seu tempo, um passo de cada vez. A jornada do investidor é fundamental para que, um dia, haja a independência financeira, em que o dinheiro trabalha para o investidor, não o contrário. Mas só é possível para aqueles que entendem e respeitam a jornada do investidor”, finaliza Ribeiro.

Sobre William Ribeiro

William Ribeiro é CEO do Dinheiro Com Você, empresa de consultoria, treinamento e Educação Financeira, focada em finanças pessoais e investimentos, além de uma produtora de conteúdo multiplataforma da qual faz parte um dos maiores e mais importantes canais de educação financeira do pais: www.youtube.com/dinheirocomvoce.

Possui título de MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e é graduado em Engenharia da Computação pelo Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel). Sua experiência de mais de 20 anos no empreendedorismo lhe trouxe a independência financeira e o consequente maior propósito da sua vida: levar seu conhecimento adiante, ajudando milhares de pessoas a terem uma vida financeira mais próspera.

Além de especialista no mercado financeiro, William também é autor e prepara o lançamento de seu primeiro livro (pela Alta Books) sobre o tema, uma publicação alinhada com o propósito de todo o seu trabalho que é desmistificar os investimentos no Brasil. 

Gostou de “Dinheiro Fácil: Day trade só é rentável para os intermediários??

William Ribeiro, educador financeiro e CEO do Dinheiro Com Você
Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira mais das últimas notícias. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.706 outros assinantes

Vaga para Assistente PCP, em São Bernardo do Campo

Empresa de São Bernardo do Campo está contratando Assistente PCP, a vaga é para início imediato. O envio de currículos deve ser feito conforme descrito na matéria, apenas para quem estiver dentro do perfil desejado. Experiência na função em atividades do PCP EM INDÚSTRIAS METALÚRGICAS. Além disso, candidato deve morar em Diadema ou São Bernardo do Campo.

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Grupo de divulgação de vagas no Facebook (clique aqui)
Canal de divulgação de vagas no Telegram (clique aqui)

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Vaga para Assistente PCP

VAGA URGENTE – ASSISTENTE DE PCP p/ São Bernardo do Campo11/03

Vaga Temporária para Efetivação

Experiência na função em atividades do PCP EM INDÚSTRIAS METALÚRGICAS.

*Residir em São Bernardo do Campo ou DIADEMA

Salário Á Combinar + Benefícios

SOMENTE COM OS REQUISITOS ACIMA

Interessados e dentro do perfil favor enviar msg no privado com o TÍTULO DA VAGA e com o CURRÍCULO ATUAL.
Contato: (11) 95792-0416 – WhatsApp > Optima Recursos Humanos

Mais Vagas no Grande ABC

Estas oportunidades são em parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Gostou “Vaga para Assistente PCP”?

Assistente PCP

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Vagas para Operador de Atendimento Receptivo

A Base consultoria está contratando para Vagas para Operador de Atendimento Receptivo, a princípio na modalidade Home Office. É necessário ter o ensino médio completo para se candidatar. Sem exigência de experiência.

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Grupo de divulgação de vagas no Facebook (clique aqui)
Canal de divulgação de vagas no Telegram (clique aqui)

Vagas para Operador de Atendimento Receptivo

Operador de Atendimento Receptivo (clique aqui)

50 Vagas – Contratação Efetiva – CLT
Salário: R$ 1.102,00
Benefícios: VALE-TRANSPORTE, VALE-REFEIÇÃO, SEGURO DE VIDA, ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA e ASSISTÊNCIA MÉDICA.
Horário: Não informado.
Local de Trabalho: Home Office inicialmente.
Requisitos: Ensino Médio completo.

ATIVIDADES: Os contratados(as) farão o atendimento telefônico, chat ou e-mail, assim como atenderá as solicitações e tirará as dúvidas. Ainda, prestará o suporte técnico e oferta de produtos e serviços ao final de cada ligação.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Vagas para Operador de Atendimento Receptivo”?

Photo by Oleg Magni on Pexels.com

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Assistente Administrativo Financeiro; início imediato

Empresa de São Bernardo do Campo está contratando Assistente Administrativo Financeiro, a vaga é para início imediato. O envio de currículos deve ser feito conforme descrito na matéria, apenas para quem estiver dentro do perfil desejado. É requisito ter experiência nas funções e atribuições do cargo. Além disso, candidato deve morar em Diadema ou São Bernardo do Campo.

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Grupo de divulgação de vagas no Facebook (clique aqui)
Canal de divulgação de vagas no Telegram (clique aqui)

Assistente Administrativo Financeiro

VAGA URGENTE – ASSISTENTE ADM FINANCEIRO p/ S.B.C10/03

Vaga Temporária para Efetivação

Experiência na função com Atividades NA ÁREA FINANCEIRA.

*Residir em DIADEMA ou S.B.C

Salário Á Combinar + Benefícios

SOMENTE COM OS REQUISITOS ACIMA

Interessados e dentro do perfil favor enviar msg no privado com o TÍTULO DA VAGA e com o CURRÍCULO ATUAL.
Contato: (11) 95792-0416 – WhatsApp > Optima Recursos Humanos

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Assistente Administrativo Financeiro”?

Photo by Oleg Magni on Pexels.com

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Empresa Simples de Crédito e Cadastro Positivo surgem como alternativas

Obtenção de crédito para MEIs, micro e pequenas empresas está entre as maiores dificuldades na hora de abrir ou manter um negócio no Brasil

Nem sempre as condições são fáceis para que micro e pequenos empreendedores consigam crédito ou capital de giro para seus negócios. No ano passado, na tentativa de criar uma alternativa de crédito mais viável e barata, o Governo Federal lançou a Empresa Simples de Crédito. Também chamada de ESC, a iniciativa tem como objetivo tonar mais em conta o crédito para microempreendedores individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas por meio de operações como empréstimos e financiamentos. 

A diferença da ESC para outras financeiras está na possibilidade de pessoas físicas montarem empresas e, por meio delas, realizarem operações diretas de crédito para esse público de empreendedores. “Aquela pessoa que tem um dinheiro guardado, ou um imóvel, que pretende obter uma rentabilidade um pouco melhor, pode montar uma empresa. A partir daí, pode fazer operações de crédito e emprestar dinheiro para MEIs, micro e pequenas empresas”, exemplifica Adalberto Luiz, consultor para áreas de Inovações Financeiras do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).  

Assim que a lei que regula a ESC (LC 167/2019) foi sancionada, mais de 200 empresas foram formalizadas em apenas três meses. Em 2020, o número subiu para 790, até 16 de outubro – um crescimento quatro vezes maior em relação a abril de 2019. São Paulo, Paraná e Minas Gerais lideram no número de ESC abertas até agora, segundo dados disponíveis no site da Redesin, compilados pelo Sebrae nacional. No ano passado, essas empresas realizaram, em três meses, 84 operações equivalentes a R$ 1,5 milhão, o que dá, em média, R$ 17,9 mil cada uma. Eu estou achando esses valores bem baixos.

“Mas existem algumas regras que precisam ser observadas”, alerta Adalberto. “A ESC só pode emprestar o dinheiro dos sócios. Se um sócio tem R$ 200 mil e o outro tem outros R$ 200 mil, eles podem montar uma empresa com a soma dos dois. Então, a empresa só pode emprestar até o limite de R$ 400 mil”, orienta. 

Outro ponto fundamental, na opinião do consultor do Sebrae, é que as Empresas Simples de Crédito não podem emprestar para pessoas físicas, somente para MEIs, micro e pequenos negócios. É importante observar também, segundo ele, que essas empresas têm um limite territorial de operação. “Se você monta uma empresa no município sede, que é onde você vive, você só pode emprestar para as cidades que fazem divisa com seu município”, reforça Adalberto Luiz. 

“A gente sabe das dificuldades que os pequenos negócios têm na obtenção de crédito, então, o primeiro objetivo é facilitar o acesso a ele. O outro é promover o desenvolvimento do município. Como a ESC opera em uma região mais restrita, há um ciclo de desenvolvimento municipal muito interessante”, defende o consultor. 

Na opinião do economista do Ibmec Brasília Frederico Gomes, “A ideia de a empresa atuar dentro de uma localidade, dentro de uma cidade onde você já conhece as pessoas, os empresários, as empresas, faz com que seja mais fácil fazer a avaliação e precificar melhor a operação de crédito.” 

Para o especialista, a desburocratização que a iniciativa propõe pode ser uma saída para esse público. “Os bancos colocam uma série de obstáculos para emprestar para empresas desse porte. A criação da Empresa Simples de Crédito é uma tentativa de fazer com que esse crédito se torne mais disponível para empresas menores”, pontua Gomes. 

O economista e presidente do Conselho Regional de Economia do Distrito Federal (Corecon-DF), César Bergo, classifica a ideia como interessante. “Muita gente tem dinheiro em casa e está acostumada a aplicar em banco. Aquele que tem dinheiro disponível e gostaria de aplicar dentro de uma rentabilidade maior, opta por essa empresa de empréstimo.” 

O fato de ser um crédito direto, ou seja, entra quem tem dinheiro e quem precisa, pode tornar mais atrativo esse mercado. “As ESC têm tudo para ser um sucesso e acredito que vai crescer bastante”, aponta.

Foi o que aconteceu com Rafael Clementino, dono de uma das primeiras ESC abertas no Brasil. O empresário de Manaus (AM) conta que abriu a empresa porque o setor de crédito para esse público parecia promissor. “Sabemos na pele as dificuldades. Já tive outras empresas, sei como é difícil administrar um negócio e conseguir crédito no Brasil. As empresas e os bancos são muito criteriosos na concessão para os pequenos”, observa. 

O perfil dos clientes de Rafael são empresas mais “famílias”, como mercadinhos, empresas de animação infantil e doceiras. “São pessoas pequenas que precisam desse crédito e não conseguem isso no mercado.” 

Ele relata que teve um aumento nos pedidos durante a pandemia. “Foi um período bem nebuloso. Tive muito receio de conceder crédito, por conta da incerteza do futuro. Mas agora percebo que o mercado está melhor e dando mais segurança para isso.”

Cadastro Positivo

Criado em 2011, o Cadastro Positivo é uma espécie de banco de dados com informações de operações de crédito e obrigações de pagamento quitadas ou em andamento, de pessoa física ou jurídica, na obtenção de financiamento, empréstimos, redução dos juros e melhoria dos prazos para a realização de compras. A abertura do Cadastro Positivo disponibiliza o histórico de pagamentos, que fica disponível para empresas credenciadas junto ao SPC Brasil. 

O mecanismo vai estabelecer pontuações para quem mantiver as contas em dia, o que pode facilitar a concessão de financiamentos e, consequentemente, reduzir juros. Com isso, bons pagadores podem pleitear taxas mais baixas, por exemplo. A intenção é que isso atinja positivamente micro e pequenas empresas, que representam 99% dos negócios do país. 

“Hoje, temos mais de 63 milhões de brasileiros negativados. É umas piores notícias que a gente pode ter. Estar negativado é estar cerceado a qualquer atividade. Você não abre uma empresa, não tem assistência ao crédito”, lamenta o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

A entidade calcula que a iniciativa de incorporar cidadãos e empresas no Cadastro Positivo poderá reduzir a inadimplência em até 45%. A estimativa das entidades que compõem a Frente do Cadastro Positivo indica que, a médio prazo, os efeitos do cadastro poderão injetar até R$ 1,1 trilhão na economia, promover um aumento de R$ 790 bilhões na geração de negócios e incluir 22 milhões de pessoas no mercado de crédito, mesmo quem não tem comprovação de renda. 

Para que a economia volte a entrar nos eixos, ainda mais após a pandemia, Carlos Melles sugere que o governo conceda uma espécie de anistia aos Micro Empreendedores Individuais. “Uma das coisas mais importantes que o Brasil pode dar hoje aos seus cidadãos é uma espécie de ‘alforria’, uma anistia para aqueles que erraram ou que não tiveram sucesso, que a pandemia quebrou, espero que dê a eles uma chance de retomada”, projeta. 

Para Frederico Gomes, economista do Ibmec Brasília, o programa pode reduzir taxas e facilitar para esse público de pequenos. “É uma medida muito importante no sentido de reduzir o chamado spread bancário, que nada mais é do que a diferença entre as taxas que os bancos cobram para emprestar e a taxa que eles pagam para captar recursos. No Brasil, esse spread é um dos mais altos do mundo e o Cadastro Positivo é uma das medidas que deve ajudar a reduzir isso”, explica. 

Ainda de acordo com o Sebrae, sobre como as pequenas empresas se financiam, a taxa de juros muito alta foi citada como o principal obstáculo para obtenção de crédito por quase metade (44%) dos entrevistados, chegando a 50% entre os MEIs. 

Apoio a gestores

Lançado recentemente pela entidade e parceiros, o documento “Seja um candidato empreendedor – 10 dicas do Sebrae” traz informações que podem auxiliar candidatos (as) a prefeito (a) e vereador nessas eleições municipais (a) a valorizarem os pequenos negócios e movimentar a economia local. Entre elas, a de incluir o desenvolvimento econômico na agenda de prioridades da gestão do município; construir parceria com o setor produtivo; investir em programa de desenvolvimento a partir das vocações e oportunidades do município e região e estimular e facilitar a formalização de empreendimentos e de MEIs.  

O guia é uma iniciativa do Sebrae com apoio da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), do Instituto Rui Barbosa, com a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público, e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil. 

Fonte: Brasil 61

Recuperando dinheiro com a exclusão do ISS das bases de cálculo

Após o STF decidir a exclusão do ICMS das bases de cálculo de PIS/COFINS, diversos tribunais vem decidindo que isso se aplica também aos contribuintes de ISS.

O PIS e a Cofins são tributos sujeitos a lançamento por homologação, e com relação às demandas propostas após 09 de junho de 2005, o prazo prescricional aplicável é quinquenal e tem como termo inicial a data do recolhimento indevido, como afirma o art. 168, I, CTN e o art. 3º da Lei Complementar 118/2005, conforme decidido no STF (RE 566.621/RS).

Os empresários ou empresas que recolheram PIS e Cofins com a inclusão do ISS em suas bases de cálculo nos últimos 5 (cinco) anos devem contratar um advogado tributarista para propor ação judicial (não adianta entrar com processo administrativo tributário nesse caso). A expectativa de retorno financeiro é de 2% a 5% nos valores pagos a título de PIS e Cofins desde os 5 (cinco) anos anteriores à entrada da ação judicial, mais os recolhimentos futuros, gerando uma economia de mais 2% a 5% nos pagamentos dos tributos federais.

______
Em caso de dúvidas, consultas, cobranças, pedidos e requerimentos, entre em contato!
Márcio Pinheiro Advocacia Tributária
(21) 97278-4345
fito.marcio@gmail.com
Site Márcio Pinheiro Advocacia

Proposta no Senado prevê socorro financeiro a pessoas e empresas com dívidas com a União

Projeto cria programa que vai contemplar quem possui débitos até o final de julho deste ano

O Projeto de lei 4045/2020, em tramitação no Senado, prevê a criação de um programa para que empresas e pessoas físicas regularizem dívidas junto à União. Pela proposta, será criado o Programa de Regularização de Dívidas com a União (Prex-Brasil), que vai ser gerenciado pela Secretaria da Receita Federal, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e pela Procuradoria-Geral da União. 

O autor da proposta, senador Chico Rodrigues (DEM-RR), justifica a medida por conta da pandemia da Covid-19, que gerou forte endividamento na população e no setor produtivo brasileiros. A iniciativa contempla os débitos vencidos até 31 de julho de 2020, tributários ou não, inclusive originários de parcelamentos ativos ou rescindidos. 

Para o senador Antonio Anastasia (PSD-MG), a população do País e o Poder Público brasileiro devem continuar enfrentando dificuldades financeiras decorrentes da pandemia até o próximo ano. 

“Eu acredito que até o final do ano e em 2021, o país ainda vai enfrentar uma situação muito complicada e muito instável. Deve haver um empobrecimento generalizado, com empresas em dificuldade e até mesmo quebrando”, avaliou o parlamentar.

Entre outras regras, a proposta em tramitação no Senado determina que quem aderir ao Prex-Brasil começará a pagar os débitos com a União em 30 de dezembro deste ano. Quem pagar a dívida à vista terá mais vantagens, como redução de 90% das multas de mora e de ofício. Quanto maior parcelamento, menor serão as vantagens para o devedor. 

Marcelo Lucas, advogado tributarista, acredita que a proposta de criação do Prex Brasil é importante, mas ressalta que é fundamental que o Poder Público crie mecanismos para que a iniciativa privada consiga manter os empregos. “Eu entendo que o governo tem que criar outros mecanismos para facilitar a manutenção de empresas que passem por dificuldades. O país necessita de empregos”, destacou.

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste têm diretrizes definidas por meio de resolução

Site deve ajudar na fiscalização de gastos da União com ações de enfrentamento à Covid-19

Arrecadação

Nos sete primeiros meses do ano, a arrecadação de impostos pelo governo federal apresentou retração de 15,2% em comparação ao mesmo período do ano passado, totalizando cerca de R$ 782 bilhões. Outro ponto da proposta apresentada no Senado estabelece os devedores possam pagar as dívidas junto à União com créditos de precatórios, próprios ou de terceiros. 

Fonte: Brasil 61