A FOTOGRAFIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL

Nilvane Machado é Fotógrafa, Assistente Social, Especialista em Psicologia Social Pichoniana, membro do ABCclick e autora de “A FOTOGRAFIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL” e das fotos presentes neste artigo.

Se pensarmos na fotografia como uma escrita pessoal, onde podemos através do nosso pensar, sentir e fazer, traduzir o que passamos naquele momento, podemos chegar à conclusão de que a ela pode mostrar caminhos de elaboração de processos que internamente estão depositado em nós.

“A arte, o ato de criar, a fotografia, bem como as várias formas de linguagem, que têm relação com o sintoma, são formas de se lidar com o vazio e com o sofrimento provocado pela dimensão trágica que, no âmbito da saúde mental, abarcam muitas vezes a existência. (FRANCISQUETTI, 2005)”. Entretanto, tomando a dialética e a citação de PICHON -RIVIÉRE, no processo criador “o sinistro, ao ser elaborado como vivência estética se transformou em maravilhoso”, temos outra dimensão, a do bem-estar, logo que no processo de criação saímos do sinistro para o maravilhoso.

Em 1931, Walter Benjamin no livro “Pequena História da Fotografia” apontava uma ressonância considerável entre o que faz uma fotografia e a interpretação psicanalítica. Para este autor, a fotografia é possuidora de uma potência analítica, sendo capaz de revelar algo oculto à visão.

Nesse sentido, algumas experiências com a fotografia são colocadas em pauta, para atuar no bem-estar psicossocial das pessoas e as experiências abaixo mostram algumas formas de utilizar das imagens e da fotografia para a busca da saúde mental:

  1. A fotografia para o auxílio no combate a depressão.
    No livro, Como Vencer a Depressão Através da Fotografia, Joelmir Carvalho Barbosa, fotógrafo de natureza, relata sobre a ausência do olhar no nosso cotidiano, não permitindo que vejamos além. Quando acordamos todo dia e abrimos nossa janela, deparamos com a mesma paisagem e não percebemos o que há de belo ali, o que aquele lugar pode nos oferecer.

    A fotografia é vista como a arte que ajuda tratar a depressão. Para o doutor em psicologia, André Piccoli, o contato com expressões artísticas melhoram o processo do tratamento.

    A fotografia nos permite treinar o olhar para ver o que deixamos escapar do cotidiano e permite o olhar sobre nós mesmos. A representação dos sentimentos na arte ajuda na compreensão de quem somos e essa compreensão além de, passa a ser um instrumento de terapia.
  2. A fotografia contemplativa – Mindful photo
    Na mindfullness (atenção plena) podemos encontrar o caminho para a saúde mental. Quando caminhamos estendendo o olhar não só para questões técnicas da fotografia e ampliamos para o que está dentro de nós, o intuito é trazer nossas sensações e sentimentos.

Com a fotografia contemplativa precisamos sair do automático e procurar perceber o que está a nossa volta. Essa modalidade com ensinamentos da meditação, embora não tenha cunho religioso, pode ser um resgate a simplicidade. Para Yuri Bittar, fotógrafo e historiador e professor de fotografia contemplativa, é importante observar o presente, fazer reflexões sobre si mesmo e o mais importante, discernir a forma de se ver o mundo e de viver, encontrando na caminhada fotográfica o “flash de percepção”.

O fotógrafo relata que tudo que fizemos antes de conhecer a fotografia contemplativa pode ser até parecido, mas não é de fato tão sensível.

Chögyam Trungpa Rinpoché foi quem deu a base para o que viria a ser a Fotografia Contemplativa. Lama tibetano, saiu do Tibet e passou por vários países, Índia, Inglaterra e, no Canadá onde desenvolveu técnicas de ensinamentos budistas através da cultura ocidental, especialmente por meio do teatro, do cinema e da fotografia.

Foram seus discípulos quem definiram os conceitos da Fotografia Contemplativa. O slogan da fotografia contemplativa “Arte na vida cotidiana e vida cotidiana na arte”, nos mostra muitas perspectivas. Na arte da fotografia temos a busca da inspiração e reflexão e na criação, a oportunidade da saúde mental.

  1. A fotografia como instrumento da Escrita Reparadora
    Quando se pensa na fotografia como aporte à saúde mental se faz necessário mostrar que a imagem desperta percepções e sensações cinestésicas que associamos também a nossa mente e que pode ancorar significados. É na semântica (semas- unidade mínima dos sentidos) que ela irá produzir significados e significantes na mente humana. Nesse sentido a fotografia conecta o que vemos com nossas experiências. Graciela Chatelain, Psicóloga Social pela Escola de Psicologia Social de Buenos Aires, Argentina, criadora do Método Terapêutico de Formação Teórico Vivencial Escrita Reparadora, utiliza a imagem como ferramenta para a exprimir vivências, perdas ou de situações significativas que bloquearam outras aprendizagens, atrelando aos fundamentos da Psicologia Social Pichoniana, por meio do processo de criação de Enrique Pichon-Rivière e da área de Letras com a finalidade de aproximar dos cenários, personagens e vínculos significativos nas nossas vidas.

    A fotografia pode fazer um papel de metáfora, comunicando aquilo que não se expressa literalmente, assim a significação pode emergir e é no momento grupal com o compartilhamento das leituras e reflexão em grupo operativo que ocorre o espaço de sustentação do psiquismo, promovendo a saúde mental.

    Isto é uma pincelada do que temos na arte da fotografia para cuidar da na saúde psicossocial. É um começo para pensar nela como algo maior, há muito mais…

A fotografia está no meu mundo interno e a vontade de melhorar me faz buscar possibilidades de me reconhecer nos registros que faço. Hoje, estando no ABCclick, além da promoção da fotografia através de exposições, concursos, eventos, etc., encontro também o compartilhamento, a troca e as parcerias que contribuem para minha prática, meu processo criativo, como o aprimoramento a técnica e um olhar mais próximo da arte fotográfica.

Nilvane Machado
Assistente Social
Especialista em Psicologia Social Pichoniana
Formada no Método Terapêutico de Formação Teórico Vivencial Escrita Reparadora de Graciela Chatelain
Fotógrafa

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “A FOTOGRAFIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.253 outros assinantes