Júpiter e Saturno: A Estrela de Belém

Nesta segunda (21), ocorreu o ápice de um evento astronômico raro: o alinhamento dos planetas Júpiter e Saturno. Os maiores do sistema solar.

Em um ano tão difícil e cheio de desafios, como 2020, o mês de dezembro trouxe essa surpresa especial. Nesse sentido, veio com muita inspiração e energias positivas para todos nós no novo ciclo que se aproxima.

Os astros pedem por mudanças e transformações. Seja na forma de pensar, de sentir ou de agir em relação a si mesmo e aos outros também. Portanto, é o momento de muita reflexão interior.

Júpiter e Saturno, e nós

Repense os seus projetos e reflita sobre o que gostaria de “SER”, “TER” e “FAZER” em 2021. O que gostaria de ver realizado? Além disso, saiba que é no momento de decisão que o seu destino é traçado.

Segundo a Lei da Atração: Tudo vibra. O que você pensa e sente está vibrando. E tudo o que vibra atrai algo na vibração semelhante para a sua vida. Então, se algo não muito bom acontece com você, comece a prestar atenção no que está vibrando, para poder atrair algo melhor. Segundo essa lei, tudo no que você foca a atenção será atraído pela força do pensamento.

Dessa maneira, a Lei da Atração diz que você atrai a realidade, ou seja, você acaba atraindo para sua vida tudo que sente ou pensa, sejam elas situações negativas ou positivas.

Caro leitor, desejo que 2021 seja o seu ano da mudança. Além disso, que possa realizar tudo aquilo que deseja e prioriza para sua vida.

Boas Festas e até breve!

Graça Decaro

Coach Metafísica, Terapeuta Holística, Escritora do eBook Depressão: A solidão da “Alma” e A Arte de Ser Feliz “Parar, Sentir e Perceber” Sitehttps://gracadecaro.wixsite.com/lifecoach-metafisico Telefone11 98588-3262 e-mailgraca.decaro@outlook.com.br Instagram@graca.decaro

Júpiter e Saturno

Então, assine nossa Newsletter e seja notificado em primeira mão.

Fotos da grande conjunção do solstício de verão

Não conseguiu ver? Confira as fotos da grande conjunção do solstício de verão

A “Estrela de Belém” ou “Estrela de Natal” deixou muita gente curiosa. De fato, há algumas semanas o acontecimento astronômico já vinha sendo anunciado em todo o mundo.

E não era para menos: poder ver uma luz no céu parecida com a que os Reis Magos contemplavam foi uma chance única. A primeira desde os anos 1200 anos.

O certo é que a “Grande Conjunção”, ou seja, o alinhamento entre Júpiter e Saturno foi um evento único, podendo ser visto de grande parte do nosso planeta. Muitas pessoas tentaram registrar o fenômeno e viver o momento especial em suas vidas, poucos dias antes do Natal. Isso, certamente, trouxe um pouco mais de luz, esperança e alegria para um contexto obscuro e crítico marcado pela pandemia do coronavírus.

Não é algo tão fácil de observar como um eclipse solar ou lunar, mas com esforço e equipamentos de fotografia ou astronomia foi possível ver e se encantar com a conjunção desta noite de Júpiter e Saturno.

Pudemos voltar a infância, deixando-nos surpreender e nos guiar (qual os Reis Magos) por essa luz. Além disso, muita gente aproveitou apenas para contemplar! E foi lindo. Uma bela notícia em um tempo tão especial.

Porém, não foi tão simples observar em todo o Brasil. Afinal, chuva, nuvens, além da própria poluição luminosa, atrapalharam o desejo de muitos brasileiro. Contudo, selecionamos algumas fotos para saciar a curiosidade!

Então, veja abaixo algumas imagens da “Estrela de Belém” de 2020 em algumas do planeta Terra.

Fotos da grande conjunção do solstício de verão

Gostou dos cliques? Então, fique por dentro de como tirar aquela foto espetacular, como da Debra Ceravelo (Colúmbia Britânica, Canadá), visite Dica App do Dia.

Grande Conjunção do Solstício de verão: Confira!

A NASA nos ensina a como registrar este grande espetáculo que será visto em todo mundo o encontro entre Júpiter e Saturno, a Grande Conjunção do Solstício de Verão.

Parceria com Dica App do Dia.

Atualização: Não conseguiu ver? Então, Confira as fotos aqui.

A chamada Grande Conjunção de Saturno e Júpiter em 2020 é o mais próximo que esses planetas aparecerão no céu desde 1623 – logo após Galileu observá-los pela primeira vez com seu telescópio. 

Eles são fáceis de ver sem equipamento especial e podem ser fotografados facilmente em câmeras DSLR – sigla para Digital Single Lens Reflex – e muitas câmeras de telefones celulares. 

A NASA fez um texto exclusivo com dicas de como devemos registrar este fenômeno da melhor forma.

Aqui estão algumas dicas que você deve ter em mente ao fotografar a Grande Conjunção do Solstício de verão.

Dicas gerais

  • Júpiter e Saturno vão parecer mais brilhantes do que quase todas as estrelas. Eles podem ser vistos facilmente em grandes cidades e locais escuros
  • O céu escuro permitirá que você veja estrelas mais fracas, mas Júpiter e Saturno são brilhantes o suficiente para que você não precise necessariamente ir a um local escuro para tirar fotos atraentes delas. 
  • Se você tiver uma visão clara para o sudoeste, terá a chance de tirar ótimas fotos.
  • Pense na composição. Júpiter e Saturno aparecerão apenas como pontos de luz. Para tornar sua foto mais interessante, tente enquadrar os planetas com algum objeto – a silhueta de uma árvore, uma paisagem ao ar livre, o arco de um edifício ou até mesmo um letreiro de néon
  • Para suas fotos ficarem com mais clareza e definição, você pode usar uma composição de grande angular no início de dezembro e ampliar mais tarde o mês conforme eles se aproximam
  • O uso de um tripé ajudará você a manter a câmera estável enquanto faz exposições mais longas
  • Se você não tiver um tripé, segure sua câmera apoiada em algo – uma árvore, uma cerca ou um carro podem servir como um tripé para uma exposição de vários segundos
  • Esses planetas são visíveis no início da noite. Sendo assim, você terá cerca de 1-2 horas a partir do momento em que eles se tornarem visíveis até o momento em que se põem. A cor e a intensidade do céu mudam durante esse período. 
  • Fique fora por uma hora ou mais e tente capturar fotos com as cores brilhantes do pôr do sol e a escuridão da noite. 
  • Uma foto do mesmo local pode parecer completamente diferente depois de uma hora
  • A lua crescente passará perto de Júpiter e Saturno alguns dias antes da conjunção. Então, aproveite na sua composição!

Dicas ao usar uma câmera de telefone celular

  • Júpiter e Saturno serão brilhantes o suficiente para serem detectados em muitas câmeras de telefones celulares
  • Você não verá detalhes adicionais ao aumentar o zoom, mas pode enquadrar Júpiter e Saturno de forma criativa
  • Alguns smartphones mais novos têm um ‘modo noturno‘. Portanto, estabilizam automaticamente uma longa exposição, mesmo sem usar um tripé. 
  • Isso pode ser ótimo para capturar o primeiro plano escuro de sua foto. Alguns smartphones permitem que você use o ‘modo noturno’ em exposições de até 30 segundos, se você também usar um tripé.
  • Muitos smartphones têm lentes grande-angulares. Tente usar isso para colocar um objeto em primeiro plano, com Júpiter e Saturno acima deles
  • No momento da conjunção em 21 de dezembro, Júpiter e Saturno podem estar muito próximos para serem separados claramente em suas fotos. 
  • Imagens tiradas alguns dias antes ou depois da conjunção podem mostrá-los mais claramente.

Grande Conjunção do Solstício de verão: Dicas ao usar uma câmera DSLR

  • Defina seu foco para Infinity (modo de foco manual), para que os planetas fiquem nítidos
  • Defina sua abertura totalmente aberta, para permitir a entrada de quantidade máxima de luz
  • Se você tiver um tripé, ele o ajudará a fazer longas exposições. Caso contrário, você ainda pode tirar ótimas fotos com uma velocidade do obturador curta (<1/4 de segundo)
  • Se sua câmera ou lente tiver um estabilizador de imagem, certifique-se de que ele esteja ligado
  • Se suas fotos mostram que a câmera não está estável, reduza a velocidade do obturador
  • Configure sua câmera para tirar múltiplas exposições e segure o botão do obturador para tirar uma série de fotos
  • Enquanto alguns ficarão borrados devido ao movimento da câmera, você poderá encontrar alguns que são nítidos
  • Se você usar uma lente telefoto de 200 mm, deverá ser capaz de ver as quatro luas brilhantes de Júpiter em uma curta exposição
  • Os anéis de Saturno geralmente precisam de lentes mais longas ou de um telescópio para serem resolvidos com clareza
  • Para capturar Júpiter e Saturno como ‘pontos’ nítidos usando um tripé, use uma velocidade de obturador de até alguns segundos
  • Mais do que isso, a rotação da Terra espalhará os planetas e as estrelas. Se estiver usando uma lente grande-angular, você pode usar com uma exposição mais longa.

Jornal Grande ABC

Grande Conjunção do Solstício de verão

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Em suma, não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Sendo assim, nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.035 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Portanto, aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Desburocratização para micro e pequenos negócios pode dar fôlego à economia no pós-pandemia

Burocracia ainda impede que micro e pequenas empresas ganhem espaço local; presidente do Sebrae afirma que é preciso investir nesse nicho para retomar economia e gerar emprego e renda

Abrir um pequeno negócio hoje no Brasil pode ser um desafio e uma grande dor de cabeça. Com a era digital, o tempo que se leva para ser um empreendedor é, em média, 2 dias e 21 horas. Mas nem sempre é assim. Em alguns estados, a burocracia pode se arrastar por semanas e até meses. Com o atual cenário de pandemia, desburocratizar processos pode salvar empregos, rendas e sonhos.

Esse é o caso do Robson Silva, 41 anos, morador do bairro da Aclimação (SP). O dono da marca “Bananeira da Silva”, idealizada para atender a todos os públicos com roupas agênero, se planejou no início do ano para abrir a loja em fevereiro, mas os planos tiveram que ser mudados. “Já comecei dentro da pandemia”, lembra. 

Para ele, abrir um pequeno negócio no meio da pandemia do novo coronavírus foi um grande desafio. “Não consegui ir para a rua mostrar o trabalho nem tirar as fotos das roupas para colocar no site do jeito que eu gostaria. Hoje, trabalho sozinho dentro da minha casa, tenho um ateliê.”

Com as vendas virtuais crescendo por conta do cenário, Robson conta com a ajuda de um motoboy para fazer as entregas dos pedidos. “Há poucas semanas, com a economia retomando, consegui trazer minhas duas irmãs para trabalhar comigo”, comemora. 

Robson revela que uma das maiores dificuldades nesse tempo foi a obtenção de crédito. “Fiquei um pouco desesperado no segundo mês, porque pensei que todo o dinheiro que eu tinha investido estava se esvaindo. Perguntei ao meu gerente do banco sobre como funcionavam as linhas de crédito e ele disse que eu não conseguiria uma linha porque minha empresa era muito nova – só que eu sou cliente do banco há quase 20 anos”, recorda. 

Além da dor de cabeça com o banco, o empreendedor ainda teve de lidar com a demora da  documentação para regulamentar a empresa. “Foram mais de 30 dias, isso porque foi feito por um profissional”, dispara. Além disso, ele conta, toda a burocracia e a “tonelada” de papéis para assinar adiaram ainda mais a inauguração da loja, que passou de fevereiro para abril. “Mas tudo bem, acho até que foi bom, porque aí eu tive que usar muito mais a minha imaginação, que foi o que aconteceu, para eu conseguir vender”, decreta Robson. 

Em março, com o início da pandemia, havia pouco menos de 30 linhas de crédito para micro e pequenas empresas, segundo levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Hoje, já são mais de 180 linhas para esse público. 

“Aumentaram, sim, as linhas, os produtos. Mas não há resultado efetivo na acessibilidade ao crédito. O acesso ao crédito continua muito aquém do necessário”, lamenta o presidente do Sebrae, Carlos Melles. 

“A micro e pequena empresa é a teia que sustenta qualquer país”, afirma presidente do Sebrae

Para o representante nacional da entidade, é preciso mais atenção aos donos de micro e pequenas empresas, pois a retomada da economia pode passar primeiro por esse nicho. “A micro e pequena empresa, no Brasil e no mundo inteiro, é a teia que sustenta qualquer país. É a padaria, a loja de roupa, todos os segmentos da sociedade. O Brasil vem aperfeiçoando esse ambiente de melhoria de convivência com a micro e pequena empresa”, garante Melles. 

O Sebrae representa, hoje, cerca de 18 milhões de donos de micro e pequenas empresas. Desses, 11 milhões são microempreendedores individuais (MEIs). “Nesse setor, também se fatura aproximadamente 30% da riqueza do Brasil e emprega 55% dos brasileiros com carteira assinada”, calcula o presidente. 

Geração de emprego

Priscilla Macedo e Raniery Pessoa são proprietários de três unidades de um centro de estética no Distrito Federal. Há três anos no ramo, Priscilla conta que empreender no Brasil não é fácil, mas que superou os desafios. Com a pandemia, a empresária teve que adiar alguns planos. 

“Quando começou a pandemia, ficamos muito receosos sem saber qual a gravidade do vírus, quanto tempo ia durar, quanto tempo teríamos que ficar parados. Nós estávamos vivendo num período de ascensão, em que estávamos investindo bastante no crescimento da empresa, e tivemos que frear tudo, até retroceder um pouco. Demitimos algumas pessoas. Nos meses em que ficamos parados, nosso faturamento caiu muito. Fizemos vendas on-line, mas não chegou nem à metade do que faturávamos quando abertos, porque não podíamos entregar os serviços. Afetou bastante nosso caixa e nossa equipe”, relata. 

Enquanto mantiveram as unidades fechadas, Priscilla e Raniery pegaram uma linha de crédito do governo federal. “Isso ajudou a nos manter nesse tempo que ficamos fechados e que faturamos bem pouco.”

Agora, passado o período mais crítico para o casal, Priscila comemora o retorno às atividades. “Nós recontratamos todo mundo. Além das recontratações, empregamos mais dez pessoas. Expandimos o número de vagas nas clínicas que a gente já tinha e abrimos uma terceira unidade. Hoje temos 31 funcionários.”

Apoio a gestores 

Lançado recentemente pela entidade e parceiros, o documento “Seja um candidato empreendedor – 10 dicas do Sebrae” traz informações que podem auxiliar candidatos (as) a prefeito (a) e vereador (a) nessas eleições municipais a valorizarem os pequenos negócios e movimentar a economia local. Entre elas, a de incluir o desenvolvimento econômico na agenda de prioridades da gestão do município; construir forte parceria com o setor produtivo; investir em programa de desenvolvimento a partir das vocações e oportunidades do município e região e estimular e facilitar a formalização de empreendimentos e de MEIs.  

O guia aconselha os novos gestores (as) a incluírem pautas que valorizem o empreendedorismo. Uma delas aborda exatamente a desburocratização de processos na abertura de pequenos negócios. O gestor pode reduzir o tempo de abertura de empresas, adotando a premissa de boa-fé, a simplificação de processos e o licenciamento online, por meio da adesão à Redesim; incentivar a construção civil, simplificando a emissão de alvarás de construção, e valorizar os pequenos negócios por meio da aplicação da Lei da Liberdade Econômica, entre outros.

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, acredita que os novos gestores municipais terão uma oportunidade de mudar o atual cenário. 

“Todos nós sabemos do momento que estamos enfrentando, com impactos severos na saúde, na educação, na assistência social e impacto negativo também na economia brasileira. Mais oportuno impossível a gente colocar o guia à disposição dos candidatos. Os pequenos negócios representam a força da economia no Brasil, pois são responsáveis pela geração de empregos e de renda, que é o que precisamos hoje”, avalia Aroldi. 

O guia é uma iniciativa do Sebrae com apoio da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), do Instituto Rui Barbosa, com a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público, e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil. 

Fonte: Brasil 61