Vacinação anual contra Covid-19, afirma Peter Piot

A Comissão Europeia lançou um video com o microbiologista Peter Piot, respondendo se será necessário a vacinação anual contra a Covid-19. “É altamente provável que precisaremos de vacinas impulsionadoras frequentes, quer isso seja a cada ano ou a cada dois anos, não sabemos. Depende por quanto tempo as vacinas nos protegem e de quantas novas variantes surgirem.”

Assista a afirmação no vídeo abaixo, ou diretamente no Youtube.

Além de Peter Piot, por aqui no Brasil o médico Fernando Ganem, novo diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês (São Paulo), afirma que os conhecimentos sobre a Covid-19 disponíveis até o momento demonstram a necessidade de realizar a imunização anual contra a doença.

“Ano que vem, vamos ter que começar a vacinar todo mundo de novo. Vai funcionar como funciona na gripe; mudam as variantes, tem fazer nova adaptação da vacina”, afirma.

Ainda segundo Ganem, o Sírio-Libanês atualmente tem registrado casos de reinfecção por Covid entre pessoas já vacinadas, mas nenhum grave ou que tenha levado o paciente ao óbito.

Portanto, recomenda-se que as pessoas continuem usando máscaras. Não apenas para se proteger contra o coronavírus, mas também contra outros vírus respiratórios que estão circulando, como o H1N1, e já provocam internações, lembrando os altos níveis de ocupação de leitos hospitalares neste momento da pandemia.

Mais Notícias do Grande ABC

Gostou “Vacinação anual contra Covid-19, afirma Peter Piot”?

Vacinação anual contra Covid-19, afirma Peter Piot
Photo by CDC on Pexels.com

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 1.325 outros assinantes

InfoGripe mostra tendência de aumento da covid-19 em capitais

Rio de Janeiro, Recife e Manaus têm tendência de alta a longa prazo

O boletim InfoGripe, divulgado hoje (2) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), aponta que há uma tendência de aumento a longo prazo no número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Rio de Janeiro, no Recife e em Manaus. Segundo a Fiocruz, este ano 97,6% dos casos e 99,3% dos óbitos reportados que tiveram comprovação laboratorial para a causa da internação deram positivo para o vírus Sars-CoV-2, causador da covid-19.

Na Semana Epidemiológica (SE) 39, entre 20 e 26 de setembro, a análise mostra que em Manaus ocorreu um leve sinal de queda em curto prazo. Segundo o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe, a tendência de longo prazo avalia o períodos de seis semanas seguidas e a de curto prazo analisa três semanas.

De acordo com ele, o Brasil permanece na zona de risco muito alto para a SRAG, com ocorrências semanais bastante elevadas em todas as regiões do país. Por outro lado, o registro de óbitos e de casos notificados por covid-19 nacionalmente estão em queda. Porém, o pesquisador alerta que a situação é muito diversa de acordo com o estado do país.

“Aracaju, Fortaleza e Manaus já haviam apresentado sinal de crescimento no último boletim. No entanto, Manaus, que mostrou tal registro nas últimas seis semanas em relação à tendência de longo prazo, na última semana apresenta tendência de queda no curto prazo. Mesmo com sinal de estabilização na última semana, Recife e Rio de Janeiro apresentaram tendência de crescimento no longo prazo”.

Os dados indicam sinal forte de crescimento no longo prazo em Florianópolis, sendo moderado no curto prazo. Para Aracaju, Fortaleza, Macapá e Manaus o sinal é de crescimento no longo prazo. A tendência é de queda no longo prazo em Porto Velho, Palmas, Goiás, Campo Grande, Natal, Vitória, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. No Distrito Federal, a tendência é de estabilização no curto prazo e queda em seis semanas.

Gomes chama a atenção para as novas medidas de flexibilização anunciadas no Rio de Janeiro que podem intensifica o crescimento observado nas últimas semanas.

Este ano, o Sistema Infogripe registrou 473.222 casos de internação por SRAG, com 54,6% do total apresentando resultado laboratorial positivo para algum vírus respiratório até o término da Semana Epidemiológica 39. Os casos positivos indicaram 0,5% de Influenza A, 0,2% de Influenza B, 0,4% acusaram vírus sincicial respiratório (VSR) e 97,6% foram causados por Sars-CoV-2 (Covid-19).

Fonte: Agência Brasil

Vacinação contra influenza termina nesta quarta-feira (30/09)

Termina nesta quarta-feira, dia 30, a campanha de vacinação contra a influenza. Moradores estão sendo imunizados contra a doença, independente de idade ou de estarem em grupos de risco. As vacinas são aplicadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nas 10 UBSs e USFs da cidade. 

Importante ressaltar que quem já foi vacinado contra a influenza neste ano não deve ser imunizado novamente. Pessoas que integram os grupos prioritários e não receberam a dose da vacina devem procurar uma das unidades de saúde dentro do prazo, para garantir a imunização.

Até a última semana, foram imunizadas contra a influenza 46.510 pessoas no município.

Sarampo – A vacinação contra o sarampo será realizada até 30 de outubro dentro da seguinte estratégia:

– Vacinação intensificada para população de 6 meses a 29 anos, de acordo com a avaliação da situação vacinal e vacinação conforme o calendário vacinal vigente;

– Vacinação indiscriminada (independente da situação vacinal) na faixa etária de 30 a 49 anos, em consonância com o Ministério da Saúde.

Esquema especial de atendimento foi estruturado pelas equipes da Saúde Municipal para receber os moradores nas UBSs e USFs – de forma a evitar aglomerações ou proximidade entre as pessoas. Medidas de higiene foram reforçadas nesses pontos, bem como as orientações e procedimentos de segurança para as equipes contra a COVID-19.

Pontos de Vacinação – segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 17h:

UBS CENTRAL

Rua Dr. Virgílio Gola, 24 – Centro

UBS CENTRO ALTO

Rua Aurora, 61 – Centro Alto

USF GUANABARA

Rua Fermino G. Pereira, 398 – Vila Gomes

USF JD. LUSO

Rua Julio Prestes, 22 – Jardim Luso

USF JD. VALENTINA

Rua Francisco Tometich, 905 – Jardim Valentina

USF JD. CAÇULA

Rua Fagundes Varela, 08 – Jardim Caçula

USF OURO FINO

Rodovia Índio Tibiriçá s/n, ao lado 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista

USF QUARTA DIVISÃO

Estrada da Sondália, 520 – Quarta Divisão

UBS SANTA LUZIA

Rua Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia

USF VILA SUELI

Rua Antonio Zampol, 221 – Vila Sueli