Prévia da inflação em janeiro fica em 0,78% em janeiro

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15, considerado a prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,78% em janeiro. A taxa é inferior à observada em dezembro de 2020, mas superior à registrada no primeiro mês do ano passado. Este também foi o maior resultado para o mês de janeiro desde 2016, quando o índice ficou em 0,92%.

Os dados, divulgados nesta terça-feira pelo IBGE, indicam que, em 12 meses, o IPCA-15 acumula alta de 4,3%, acima do registrado nos 12 meses imediatamente anteriores.

Os alimentos seguem pressionando a inflação no país. Embora a alta nos preços do grupo de alimentação e bebidas tenha desacelerado de 2% em dezembro para 1,53% em janeiro, este foi o principal impacto entre os nove grupos que compõem o IPCA-15.

O indicador foi pressionado também pela energia elétrica. Em janeiro passou a vigorar a bandeira tarifária amarela, com acréscimo de 3,4% na conta de luz. A energia elétrica foi o item individual que mais impactou a prévia da inflação de janeiro. O segundo maior impacto veio do gás de botijão, que teve alta pelo oitavo mês consecutivo.

Em parceria com Agência Brasil.

Gostou de “Prévia da inflação em janeiro fica em 0,78% em janeiro”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais Notícias do Brasil.

Prévia da inflação em janeiro