Semana de Moda Sustentável de Diadema começa nesta segunda

A Semana de Moda Sustentável de Diadema (SMSD), primeira do gênero na região, surgiu para aproximar a Cultura da Moda da população em geral, abordando temas como proteção ao meio ambiente, faça-você-mesmo e geração de renda. A abertura será nesta segunda, dia 10, às 20h, em www.instagram.com/chesllerloja

“Um dos desafios foi pensar em um evento que pudesse acontecer com as restrições da pandemia e que, ainda assim, contasse com a participação das pessoas,” explica o estilista Chesller Moreira. “Trabalhamos então com ensino à distância, bate-papos virtuais, desfiles online e até mesmo quem participar dos cursos e quiser exibir sua peça pronta terá a chance de fazer o seu desfile.”

Interessados nos cursos devem preencher o formulário em https://forms.gle/nJhYZqFhWag9q5ry8 e garantir sua vaga – as aulas começam já na segunda de manhã e serão gratuitas. Todo o evento foi contemplado com recursos da Lei Aldir Blanc de Diadema. 

Participantes poderão desfilar suas criações

As oficinas de customização ocorrerão de segunda a sexta (10 a 14/05), de manhã e à tarde. Ao longo da semana, os participantes poderão enviar as peças produzidas nos cursos para o grande desfile de encerramento da Semana, no sábado (15).

Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Blanc foi sancionada em junho de 2020 para que o setor cultural brasileiro recebesse ajuda emergencial por terem suas atividades paralisadas pela pandemia. Em Diadema, cerca de R$ 1,9 milhão foram repassados aos artistas habilitados ao benefício. As produções podem ser encontradas pelas hashtags #LeiAldirBlancDiadema e #EmergenciaCulturalDiadema.

Serviço

1ª SEMANA DE MODA SUSTENTÁVEL DE DIADEMA – 10 a 15 de maio
Evento transmitido online pelo instagram @chesllerloja

PROGRAMAÇÃO COMPLETA


SEGUNDA, 10 de maio

Curso de TIE DYE
2 Turmas: das 9h às 12 e das 14h às 17h
Tie Dye é uma técnica de tingimento que é uma das mais antigas formas de customização de roupas e acessórios. Neste curso, vamos explorar diversas técnicas de tingimento e de descoloração – e até outras técnicas similares, como o Dip Dye. 

Live de Abertura: MODA SUSTENTÁVEL

Às 20h

Bate-papo com Fagner Vittório (@fagnervittorio), personal stylist e apresentador do programa Estações da Beleza.

TERÇA, 11 de maio

CURSO DE BORDADO
2 Turmas: das 9h às 12 e das 14h às 17h
A técnica do bordado oferece um toque especial para a peça, mesmo feito à mão. Diversos materiais como lantejoula, pérola e pedrarias dão um toque sofisticado à peça e são bem fáceis de fazer.

DESFILE PROJETO TRANS.FORMA

Às 20h

Desfile do projeto social @projeto.trans.forma, idealizado por Tarcisio Campelo, Designer de Moda Sustentável e Produtor de Moda

QUARTA, 12 de maio

CURSO DE PINTURA
2 Turmas: das 9h às 12 e das 14h às 17h
A Pintura em tecido é uma técnica muito utilizada na customização. Você pode criar um desenho com canetas específicas para tecido ou simplesmente fazer um desenho com lápis e pintar com tinta de tecido. No curso, vamos explorar essas e outras técnicas que não necessariamente necessitam de dons artísticos ou conhecimento em desenho para serem realizadas.

Live MODA SUSTENTÁVEL & MÍDIAS SOCIAIS

Às 20h

Bate-papo com Edhie Colucci, blogueiro e influencer digital, fundador da marca @colucciconcept

QUINTA, 13 de maio

CURSO DE APLICAÇÃO
2 Turmas: das 9h às 12 e das 14h às 17h
Se você tem alguma peça muito simples ou mesmo sem graça na qual gostaria de dar um “up”, a técnica de aplicação pode ser a solução. Serão utilizados diversos materiais, como miçangas, pérolas, pedaços de tecidos, flores, figuras, enfim, uma infinidade de opções. Basta ter criatividade. Também apresentaremos uma técnica inovadora na customização: os stampers.

DESFILE FKAWALLYS

Às 20h

Desfile da genial grife de Fábio Gurjão (@kawallyspunkcouture), artista de estética punk e ultraconectado com a cultura pop.

SEXTA, 14 de maio

CURSO DE ACESSÓRIOS
2 Turmas: das 9h às 12 e das 14h às 17h
A customização não se aplica apenas a peças de roupa. Podemos trabalhar também com os acessórios, itens essenciais para deixar seu look mais despojado e com o seu estilo. Cintos, bolsas, adereços para cabelo, chapéus e bonés, sapatos e sandálias – tudo pode receber um toque diferente e criativo.

LIVE MODA SUSTENTÁVEL & GERAÇÃO DE RENDA

Às 20h

Bate-papo com Jane Sousa (@jane_sousa84), fundadora do brechó online Reuse Fashion (@reusefashion_brechoo), com o qual busca o equilíbrio entre criar moda e criar um negócio, por meio do garimpo de roupas.

SÁBADO, 15 de maio

DESFILE DE ENCERRAMENTO

Às 20h

Desfile da marca CHESLLER (@chesllerloja), de customização, upcycling e moda sustentável, e desfile das peças produzidas pelos participantes dos cursos, sob mentoria e curadoria do estilista e professor Chesller Moreira (@chesller.estilista)

INFORMAÇÕES E ENTREVISTAS:

Chesller Moreira – estilista

Tel: 11 98900-0920

Email: chesller@gmail.com

Instagram: @chesllerloja

Gostou da nossa matéria “Semana de Moda Sustentável de Diadema começa nesta segunda“?

Semana de Moda Sustentável de Diadema começa nesta segunda
Estilista Chesller Moreira

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.098 outros assinantes

Estado inicia pagamento da Renda Básica Emergencial

Artistas e trabalhadores do setor irão receber auxílio emergencial no valor de R$ 3 mil em parcela única. Foram mais de 13 mil pessoas inscritas

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo inicia no próximo dia 25 de novembro o pagamento da renda básica emergencial aos artistas e profissionais do setor cultural aptos a receber o auxílio da Lei 14.017/20, conhecida como Aldir Blanc. Criada para mitigar os impactos da pandemia do novo coronavírus, a Lei recebeu em cerca de quase dois meses 13.611 inscrições pela plataforma www.dadosculturais.sp.gov.br. Os beneficiários receberão R$ 3 mil em parcela única, e, no caso de mãe/provedora, o valor será dobrado. Os profissionais podem acompanhar o processo diretamente na plataforma com login e senha cadastrados no momento da inscrição ou pelo e-mail: auxiliocultura@turismo.gov.br.

O total de recursos destinado para o Estado de São Paulo pela Lei Aldir Blanc foi de R$ 566 milhões, sendo que o Governo estadual recebeu diretamente R$ 264 milhões. “O setor cultural é muito importante para a economia de São Paulo, com 3,9% do PIB estadual e 1,5 milhão de empregos”, afirma Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa. “O investimento do Governo Federal, em parceria com estados e municípios, por meio da Lei 14.017/20, será fundamental para mitigar a crise e acelerar a recuperação.”

Sobra do auxílio emergencial

Parte dos recursos da renda básica remanescente será realocado para os 25 editais do ProAC Expresso LAB, que teve cerca de 5 mil inscrições. Ao todo, o programa deve apoiar a realização e premiar 1,8 mil projetos e profissionais do setor cultural de todas as regiões do Estado de São Paulo, com uma média de R$ 41,6 mil por beneficiado – os valores das linhas variam de R$ 5 mil a R$ 200 mil. Ao menos 50% dos recursos serão destinados a proponentes do interior e do litoral.

Os processos de avaliação dos projetos culturais cadastrados nos editais estão previstos para serem finalizados até o final de novembro. Já os pagamentos iniciam na segunda quinzena de dezembro. Os propoentes podem acompanhar o status por meio dos e-mails: callcenter@apoioprodesp.sp.gov.brduvidaseditaisproaclab@sp.gov.br e duvidasplataformaproaclab@sp.gov.br .

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.098 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

SP: Pagamento da Renda Básica Emergencial a partir de 25/11

Artistas e trabalhadores do setor irão receber auxílio emergencial no valor de R$ 3 mil em parcela única. Foram mais de 13 mil pessoas inscritas

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo inicia no próximo dia 25 de novembro o pagamento da renda básica emergencial aos artistas e profissionais do setor cultural aptos a receber o auxílio da Lei 14.017/20, conhecida como Aldir Blanc. Criada para mitigar os impactos da pandemia do novo coronavírus, a Lei recebeu em cerca de quase dois meses 13.611 inscrições pela plataforma www.dadosculturais.sp.gov.br. Os beneficiários receberão R$ 3 mil em parcela única, e, no caso de mãe/provedora, o valor será dobrado. Os profissionais podem acompanhar o processo diretamente na plataforma com login e senha cadastrados no momento da inscrição ou pelo e-mail: auxiliocultura@turismo.gov.br.

O total de recursos destinado para o Estado de São Paulo pela Lei Aldir Blanc foi de R$ 566 milhões, sendo que o Governo estadual recebeu diretamente R$ 264 milhões. “O setor cultural é muito importante para a economia de São Paulo, com 3,9% do PIB estadual e 1,5 milhão de empregos”, afirma Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa. “O investimento do Governo Federal, em parceria com estados e municípios, por meio da Lei 14.017/20, será fundamental para mitigar a crise e acelerar a recuperação.”

Sobra do auxílio emergencial

Parte dos recursos da renda básica remanescente será realocado para os 25 editais do ProAC Expresso LAB, que teve cerca de 5 mil inscrições. Ao todo, o programa deve apoiar a realização e premiar 1,8 mil projetos e profissionais do setor cultural de todas as regiões do Estado de São Paulo, com uma média de R$ 41,6 mil por beneficiado – os valores das linhas variam de R$ 5 mil a R$ 200 mil. Ao menos 50% dos recursos serão destinados a proponentes do interior e do litoral.

Os processos de avaliação dos projetos culturais cadastrados nos editais estão previstos para serem finalizados até o final de novembro. Já os pagamentos iniciam na segunda quinzena de dezembro. Os propoentes podem acompanhar o status por meio dos e-mails: callcenter@apoioprodesp.sp.gov.brduvidaseditaisproaclab@sp.gov.br e duvidasplataformaproaclab@sp.gov.br .

Profissionais da cultura devem se cadastrar para auxílio até 15/10

Trabalhadores e trabalhadoras do segmento cultural afetados pela crise causada pela pandemia do coronavirus têm até o dia 15 de outubro para se cadastrar junto ao Governo do Estado para o recebimento do auxílio emergencial instituído pela Lei Aldir Blanc (14.017/2020). Os profissionais da cultura que se enquadrem nos requisitos da lei receberão pagamento de R$ 600,00/mês, em três parcelas sucessivas.

O cadastro deverá ser feito online, pelo site https://dadosculturais.sp.gov.br/. Entre os requisitos exigidos para o pagamento do auxílio emergencial estão:

– Terem atuado social ou profissionalmente nas áreas artística e cultural nos 24 meses imediatamente anteriores à data de publicação da Lei Aldir Blanc, comprovada a atuação de forma documental ou declaratória.

– Não terem emprego formal ativo;

– Não serem titulares de benefício previdenciário ou assistencial, ou beneficiário do Seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o Programa Bolsa Família;

– Terem renda familiar mensal per capta de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários-mínimos (o que for maior);

– Não terem recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

– Estarem inscritos, com a respectiva homologação da inscrição, em, pelo menos, um dos cadastros previstos na Lei Aldir Blanc;

– Não serem beneficiários do auxílio emergencial estabelecido pela Lei Nº 13.982/2020.

O auxílio emergencial federal para profissionais da cultura é de responsabilidade do Governo do Estado. Além disso, pelo município, o setor contará com ações de subsídio mensal para manutenção de espaços e empreendimentos culturais (item II da Lei Aldir Blanc) e relacionadas aos editais, chamadas públicas, entre outras (item III da Lei).

Para participar dessas ações, profissionais ou empresas do segmento cultural deverão estar mapeados e cadastrados no Cultura SIM – Sistema de Indicadores e Mapeamento Cultural – que será usado como base para o cadastro que será disponibilizado em breve pela Secretaria de Cultura, que aderiu ao cadastro do Estado de São Paulo.

Mais informações e link de acesso ao Cultura SIM no site da Prefeitura – www.ribeiraopires.sp.gov.br.

Em Ribeirão Pires, Prefeitura, o Conselho Municipal de Política Cultural e a sociedade civil estruturaram rede para o diálogo, para democratizar o acesso aos recursos que serão disponibilizados, para garantir transparência e fiscalizar as ações promovidas.