ABCclick e Metrô SP abrem concurso fotográfico

O Fotoclube ABCclick, em parceria com o Metrô de São Paulo, abre as inscrições para o concurso fotográfico ABCclick no Metrô – SP, que tem por objetivo estimular os moradores retratarem a arquitetura das cidades brasileiras. O concurso é gratuito e aberto para qualquer interessado do Brasil e não tem taxa de inscrição. As inscrições se encerram no dia 25 de julho.

Renan Andrade, Coordenador de Ação Cultural e Acervo do Metrô de São Paulo, explica que por meio desse concurso o Metrô de São Paulo pode oferecer aos passageiros e ao público em geral “exposições sobre a diversidade da cultura e da visualidade brasileiras além de instigar a discussão, através da imagem, sobre a cidade, o espaço urbano e arquitetura”. E complementa que a parceria com o Fotoclube ABCclick permite “trazer à tona o trabalho de artistas, fotógrafos e interessados em imagem para podermos pensar, por meio da fotografia, as diversas formas de olhar e perceber o mundo, nesse importante trabalho dos fotoclubes”.

Para participar é necessário fazer o cadastro no site do Fotoclube ABCclick ( www.abcclick.com.br/ConcursoMetroSP), para receber o código e senha de acesso, quando então o participante poderá inscrever até 4 fotografias. As melhores imagens serão selecionadas por Votação Popular, no conceito de Foto versus Foto.

O presidente do Fotoclube ABCclick, Marcos Sanchez, afirma que o tema proposto nesse Concurso vai permitir que o Voto Popular determine se existe alguma diferença significativa entre o Olhar Fotoclubístico e o Olhar do Fotógrafo em geral, uma vez que em Arquitetura Urbana, a estética escolhida vai contribuir muito com o resultado final. Sendo que não se deve esquecer que os próprios fotoclubistas fazem parte do Voto Popular, e que no sistema de votação do ABCclick ganham as melhores fotos e não as fotos de quem tem mais popularidade nas Redes Sociais.

As 30 fotografias mais votadas serão selecionadas e farão parte da Exposição Fotográfica a ser exibidas nas redes sociais do Fotoclube ABCclick e do Metrô de São Paulo, cuja abertura será no dia 19 de agosto de 2021, no Dia Mundial da Fotografia.

Mais informações, no site do Fotoclube: www.abcclick.com.br/ConcursoMetroSP

Confira mais do FotoClube ABCclick

Gostou da nossa matéria “ABCclick e Metrô SP abrem concurso fotográfico“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

ACCIONA abre mais de 300 vagas para as obras da Linha 6-Laranja

Entre as funções para as vagas das obras, estão: pedreiro, carpinteiro, frentista de túnel, servente de obra, armador, encarregados de obra, engenheiros civis, de planejamento e de projetos

ACCIONA está buscando mais de 300 profissionais da construção para se unirem à equipe das obras da Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo, que se encontram em ritmo acelerado. 

As oportunidades são para diferentes áreas e funções e estão todas localizadas na cidade de São Paulo. Entre as vagas estão: pedreiro, carpinteiro, frentista de túnel, servente de obra, armador, encarregado de obra e engenheiro (civil, planejamento e de projetos). 

Até o momento, o projeto que foi iniciado em outubro de 2020, já gerou mais de mil empregos e o pico de 9 mil profissionais deve ser atingido até março de 2024.  Vale dizer que, assim como nas operações da empresa em mais de 60 países em todo o mundo, as políticas de contratação da ACCIONA neste projeto primam pela diversidade e inclusão.

Para se inscrever nos processos seletivos da companhia, basta preencher os formulários disponíveis nos links abaixo:

A companhia também recomenda a inscrição no CATE – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo – iniciativa da Prefeitura de São Paulo que está apoiando a ACCIONA e outras companhias da construção civil na seleção de profissionais operacionais. O cadastro pode ser feito em www.bit.ly/vagasnocate – ou de forma presencial.

Sobre a Linha 6-Laranja

Com 15 quilômetros de extensão e 15 estações, a Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo vai ligar a Brasilândia, na zona norte, à Estação São Joaquim, na região central da cidade, reduzindo a apenas 23 minutos um trajeto que hoje é feito de ônibus em cerca de uma hora e meia. A linha deverá transportar mais de 633 mil passageiros por dia.

Maior obra de infraestrutura em execução atualmente na América Latina, o empreendimento é uma parceria público-privada (PPP) do Governo do Estado de São Paulo com a Concessionária Linha Universidade, da qual a ACCIONA é sócia. As obras estão em execução pelo braço de construção do grupo ACCIONA, com geração de mais de 9.000 empregos. Depois de finalizada, a Linha 6 será operada pela Linha Uni por 19 anos.

Sobre a ACCIONA

A ACCIONA é uma empresa global, líder no fornecimento de soluções regenerativas para uma economia descarbonizada. Seus serviços abrangem energia renovável, tratamento e gestão de água, transporte ecoeficiente e sistemas de mobilidade, infraestruturas resilientes, entre outros. A empresa, que está presente em mais de 60 países, é neutra em carbono desde 2016. Em 2020, a ACCIONA registrou faturamento de € 6,4 bilhões.

Mais informações: www.acciona.com.br / Instagram/Facebook/LinkedIn: @acciona

Gostou da nossa matéria “ACCIONA abre mais de 300 vagas para as obras da Linha 6-Laranja“?

Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Veja como funcionam atividades com restrição na fase emergencial

A fase emergencial do Plano São Paulo estabelece medidas mais duras de restrição de circulação pública e funcionamento de algumas atividades até o dia 11 de abril, inclusive parte daquelas classificadas como essenciais. Veja como funcionam atividades neste período.

A meta é reforçar o distanciamento social e reduzir a circulação urbana. Confira um resumo a seguir:



ESCRITÓRIOS EM GERAL E ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS – Obrigatoriedade de teletrabalho (home office).

COMÉRCIO DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO – Proibido o funcionamento e atendimento presencial, mas ficam liberados os serviços de retirada por clientes com veículo (drive-thru) e entrega na casa do comprador (delivery).

ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS (COMÉRCIO EM GERAL) – Somente entrega (delivery) e retirada de automóvel (drive-thru), com proibição de retirada de produtos no local.

REPARTIÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA – Obrigatoriedade de teletrabalho (home office).

RESTAURANTES, BARES E PADARIAS – Somente entrega (delivery) e retirada de automóvel (drive-thru), com proibição de retirada de produtos no local. Mercearias e padarias podem funcionar seguindo as regras de supermercados, com proibição de consumo no local.

TRANSPORTE COLETIVO – Recomendação de escalonamento de horário para os trabalhadores da indústria, serviços e comércio. Os horários indicados são de entrada das 5h às 7h e saída das 14h às 16h para profissionais da indústria, entrada das 7h às 9h e saída das 16h às 18h para os de serviços; e entrada das 9h às 11h e saída das 18h às 20h para os do comércio.

EDUCAÇÃO ESTADUAL – Unidades abertas para distribuição de merenda a alunos carentes e entrega de materiais mediante agendamento prévio.

COMÉRCIO DE PRODUTOS ELETRÔNICOS – Somente entrega (delivery) e retirada de automóvel (drive-thru), com proibição de retirada de produtos no local.

SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – Obrigatoriedade de teletrabalho (home office).

SUPERMERCADOS – Recomendação de escalonamento de horário para os funcionários utilizarem o transporte público para irem ao trabalho (entrada das 9h às 11h e saída das 18h às 20h).

HOTELARIA – Proibição de funcionamento de restaurantes, bares e áreas comuns dos hotéis. Alimentação permitida somente nos quartos.

ESPORTES – Atividades coletivas profissionais e amadoras suspensas.

TELECOMUNICAÇÕES – Teletrabalho (home office) obrigatório para funcionários de empresas de telecomunicação.

ATIVIDADES RELIGIOSAS – Proibição de realização de atividades coletivas como missas e cultos, mas permissão para que templos, igrejas e espaços religiosos fiquem abertos para manifestações individuais de fé.

Com informações do Governo do Estado de São Paulo.

Gostou de “Veja como funcionam atividades com restrição na fase emergencial?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.010 outros assinantes




Grupo apresenta proposta surpreendente para linhas 2 e 20

Ascendal Group propõe projeto de operação da Linha Verde e construção da Linha Rosa em concessão com duração de 35 anos. Governo deve analisar o projeto e servirá de base para futura licitação, de acordo com a proposta surpreendente.

O governo Doria recebeu no início do mês uma Manifestação de Interesse Privado (MIP) de um grupo estrangeiro interessado em assumir a concessão da Linha 2-Verde do Metrô e também viabilizar a construção e operação da Linha 20-Rosa, ainda em estudo. Segundo dados a que o site teve acesso, a proposta envolve a empresa britânica Ascendal Group, que atua no transporte de ônibus no Reino Unido, Chile e Singapura.

Uma MIP é uma espécie de primeiro passo para formalizar um futuro edital de concessão já que serve como estudo inicial que pode delinar a modelagem do projeto. A proposta do grupo britânico, que possui uma filial no Brasil aberta em 2018, no entanto, surpreende por envolver números superlativos. Vale ressaltar que esse tipo de proposta necessariamente não significa que a empresa é uma das potenciais candidatas a uma susposta licitação, mas pode vir a participar de algum consórcio caso a iniciativa dê fruto algum dia.

Proposta Supreendente, estatísticas elevadas

O desenho do projeto é no mínimo instigante ao propor a criação de uma operação gigantesca, capaz de transportar cerca de 3 milhões de passageiros por dia. Logo, algo como a soma das linhas 1 e 3 do Metrô, as mais movimentadas de São Paulo. As cifras relativas ao investimento beiram R$ 37 bilhões, dos quais apenas R$ 7,7 bilhões seriam oriundos do poder público (desapropriações e outros custos secundários).

A previsão de início da concessão sugerida é de 2022, o que faria com que todo o projeto durasse até 2047. O custo total de operação chegaria aos R$ 40 bilhões enquanto a receita tarifária anual seria de R$ 2,7 bilhões, além de R$ 533 milhões de receitas acessórias. Segundo esse estudo preliminar, o ente privado teria uma taxa interna de retorno (TIR) de 8%. Um dos pontos da proposta, no entanto, preocupa ao prever que após o fim da concessão não haveria transferência permanente dos investimentos para o poder concedente (estado).

Mapa do Metrô na região Metropolitana de São Paulo, atualmente.

Duas fases e quatro etapas na proposta surpreendente

O projeto apresentado pela empresa estima um contrato de concessão de 35 anos, tempo-limite imposto pela legislação federal. Desses, oito anos seriam referentes à Fase 1, que foi dividida em quatro etapas a saber:

1 – A concessionária assumiria a operação da Linha 2-Verde do Metrô no formato atual, sendo responsável também por adequar e modernizar as 14 estações, frota de trens e sistemas.

2 – Ela implantaria os sistemas (alimentação elétrica, sinalização e telecomunicações) e aquisição dos trens para a operação da extensão da Linha 2 entre Vila Prudente e Penha.

3 – Expansão da Linha 2 entre Vila Madalena e Cerro Corá e também entre Penha e Tiquatira, onde haverá a ligação com as linhas 12 e 13 da CPTM (incluindo a estação Penha de França).

4 – Implantação da primeira fase da Linha 20-Rosa entre Santa Marina (ligação com a Linha 6) e São Judas (Linha 1), com investimento total feito pela concessionária.

O que diz a proposta surpreendente sobre a Linha 20 Rosa?

A chegada da Linha 20 até o ABC Paulista (Santo André) é citada como não prioritária, apenas um investimento potencial que incluiria nove estações. Não há qualquer menção à extensão da Linha 2 após Tiquatira. Nem mesmo a sua prometida chegada até Dutra (Guarulhos), embora esse trecho esteja contratado pelo Metrô, mas sem previsão.

A operadora privada teria então 27 anos para explorar os dois ramais metroviários além do potencial comercial das estações e seus arredores. O projeto seria uma concessão patrocinada com contraprestação (PPP) ou valor de outorga (concessão comum) anual de R$ 950 milhões.

Comente sobre a proposta surpreendente feita pelo grupo do Reino Unido.

[wpdiscuz-feedback id=”62p8i1kne2″ question=”Peça feedback” opened=”0″][/wpdiscuz-feedback]

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Consórcio ABC recebe 76ª Reunião do Fórum Paulista de Mobilidade

Evento será realizado de forma virtual em 25 de novembro e terá o Consórcio ABC como anfitrião

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC será o anfitrião da 76ª Reunião do Fórum Paulista de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade, marcada para 25 de novembro. O evento será realizado por meio de videoconferência e vai reunir secretários municipais, técnicos e especialistas, além de empresas privadas do setor.

O encontro é organizado pela secretaria executiva do Fórum Paulista e pela Organizadora de Eventos para Mobilidade Urbana, tendo o Consórcio ABC como parceiro na realização e apoio da Secretaria Estadual de Logística e Transporte.

A reunião terá como pauta a apresentação do processo “Modelagem de informação da construção”. Trata-se de uma tecnologia 3D inteligente, baseada em um modelo que equipa os profissionais de arquitetura, engenharia e construção com informações e ferramentas para planejar, projetar, construir e gerenciar edificações e infraestrutura. A iniciativa permite mais eficiência e otimização de recursos financeiros.

As inscrições são gratuitas. Clique aqui para se inscrever.

Mutirão de testes para HIV e Sífilis na estação Brás do Metrô

Ações acontecem em 12, 19 e 26 de novembro e ofertam testes rápidos, preservativos e materiais informativos

A Secretaria de Estado da Saúde promove nesta quinta-feira (12), das 10h às 14h30, uma ação de testagem para HIV e Sífilis, IST (infecções sexualmente transmissíveis) que podem ser evitadas com uso de métodos preventivos e diagnosticadas precocemente. Por isso, serão 250 testes rápidos para cada doença, com distribuição de 7,2 mil preservativos masculinos, 600 preservativos femininos, 2 mil sachês de gel lubrificante e materiais informativos. A iniciativa acontece na estação Brás do Metrô, na linha 3-Vermelha, e deve se repetir nos dias 19 e 26 de novembro.

A ação conta com a participação de 50 profissionais do Centro de Referência e Treinamento (CRT) DST/Aids-SP, braço operacional da Secretaria de Saúde de SP que coordena a testagem, com apoio do Metrô. Os testes rápidos são práticos e de fácil execução, com resultado em 30 minutos, além de serem gratuitos, confiáveis e não requererem jejum.

“Anualmente, promovemos ações de conscientização acerca destas doenças infelizmente ainda pouco faladas na sociedade. A ideia é desmistificar os tabus e prestar toda a assistência e orientação à população”, explica o coordenador do Programa Estadual DST/Aids-SP, Alexandre Gonçalves. “A testagem é indicada para todos que têm vida sexual ativa, em especial profissionais do sexo e pessoas com múltiplos parceiros”, completa.

Os testes rápidos possibilitam que a população tenha acesso ao seu resultado de forma ágil e, caso o resultado ateste positivo para HIV ou sífilis, uma nova amostra de sangue é coletada e encaminhada para teste laboratorial para confirmação de diagnóstico. Se o resultado for positivo, o paciente é encaminhado a serviço de referência assistencial para início do tratamento. Nos casos em que o resultado se apresenta negativo, a equipe reforça as formas de prevenção e fornece todas as orientações sobre as doenças, a fim de reduzir cada vez mais o número de pessoas infectadas.

Além destas ações pontuais de testagem, o Programa Estadual DST/Aids-SP disponibiliza tratamento e testes de sífilis e anti-HIV, que visam o diagnóstico precoce e podem ser realizados o ano todo. Essa política tem contribuído para o diagnóstico e tratamento oportuno de gestantes durante o pré-natal.  Mais informações podem ser encontradas no site http://www.crt.saude.sp.gov.br, ou através do telefone 0800 16 25 50.

Dicas de prevenção de ISTs

– Use camisinha do começo ao fim da relação sexual;

– Nunca utilize o mesmo preservativo por mais de uma vez;

– Não compartilhe objetos perfuro-constantes, como seringas e agulhas;

– Gestantes devem realizar os testes de sífilis e Aids, prevenindo e evitando a transmissão das doenças ao feto.

Dados

A sífilis pode ser transmitida através de relações sexuais desprotegidas (sífilis adquirida), que pode acometer a população adulta e as gestantes; por transmissão vertical (sífilis congênita), quando ocorre a transmissão da doença da mãe para o bebê durante a gravidez (sífilis gestacional). No Estado de São Paulo, foram notificados, em 2019, 37.299 casos de sífilis adquirida, 4.013 de sífilis congênita e 12.676 casos de sífilis em gestantes.

Já a Aids, ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é uma doença infectocontagiosa causada pelo vírus HIV (Human Immunodeficiency Virus). Pode ser transmitida através da relação sexual desprotegida, assim como a sífilis, ou por meio do contato com mucosas ou área ferida do corpo, além do compartilhamento de seringas e agulhas. O primeiro caso da doença ocorreu em 1980 e, até junho de 2019, foram notificados 105.422 casos de pessoas infectadas pelo HIV em SP.

Guia de transporte público deve orientar eleitos deste ano

Objetivo da publicação é oferecer diretrizes para a implementação de melhorias do setor

Entidades de transporte público, ONGs, especialistas e empresas privadas divulgaram uma publicação para orientar os políticos eleitos nas eleições municipais deste ano com ações referentes ao setor. O documento possui propostas ligadas ao transporte coletivo e foi dividido em oito temas, tais como: transparência, infraestrutura, financiamento, ações emergenciais, entre outros. 

O guia intitulado “Como ter um transporte público eficiente, barato e com qualidade na sua cidade”, já está disponível na internet aos postulantes no pleito deste ano. Segundo os autores da publicação, as sugestões contidas no documento podem ser implementadas entre 2021 a 2024, período do mandato dos políticos eleitos neste ano.

Rodrigo Tortoriello, presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Mobilidade Urbana, uma das entidades signatárias do documento, e secretário extraordinário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, afirma que um dos objetivos do guia é fornecer aos gestores públicos propostas de fácil implementação. 

“Melhorar o transporte público não necessariamente exige grandes somas de dinheiro. O próprio guia mostra isso, expondo medidas que podem ser implementadas rapidamente e de baixo custo e que trazem resultados positivos à sociedade”, explica. 

O principal direcionamento do guia refere-se a ações de melhoria dos ônibus urbanos, que respondem a 85,7% dos deslocamentos de pessoas em transporte público nos municípios brasileiros.  O documento aponta soluções para a falta de recursos e linhas de crédito que impedem ou retardam as melhorias na infraestrutura urbana.

A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) também contribuiu com as propostas. Otávio Cunha, presidente-executivo da entidade, afirma que um dos entraves para a melhoria do setor é a forma de seu financiamento, que é sustentado pelos passageiros. De acordo com ele, uma das soluções para o problema seria toda a população pagar tarifas públicas de transporte, independente de usá-lo ou não, seguindo exemplos de países mais ricos. 

“No Brasil, apenas o passageiro sustenta o serviço. O transporte de qualidade tem custo elevado. Essa tarifa que a população acha que está cara, possui um valor elevado para quem paga e insuficiente para a prestação de um serviço de boa qualidade.”

Pandemia

Os impactos financeiros no setor por conta da pandemia do novo coronavírus também estão presentes na publicação. Os autores alegam que as medidas implementadas em várias cidades foram cruciais para minimizar os efeitos da doença e que, em alguns municípios, ações econômicas ainda serão necessárias em 2021.

Fonte: Brasil 61

Metrô e Einstein se unem para campanha em prol do Outubro Rosa

Iniciativa deste mês é um alerta das instituições sobre a associação entre o sedentarismo e o câncer de mama nas pacientes

Uma campanha de conscientização sobre a importância da atividade física no combate ao câncer de mama acontecerá no Metrô, fruto de uma parceria com o Hospital Albert Einstein. A ação estimulará a utilização de escadas por passageiros, uma das medidas que pode contribuir para a perda ou manutenção do peso.

Mímicos vão interagir com pessoas na estação Consolação entre os dias 13 e 18 de outubro, das 11h às 13h, com o objetivo de incentivar a prática por meio de ações lúdicas e divertidas.

A associação entre o sedentarismo e o câncer de mama tornou-se tema importante de pesquisas nos últimos anos. Evidências científicas demonstram que a inatividade física eleva de forma significativa o risco para o desenvolvimento da doença. Um estudo robusto realizado por pesquisadores brasileiros revelou que, no país, uma em cada dez mortes em razão do câncer de mama teria sido evitada por meio da prática regular de exercícios físicos.

serviço

Alerta sobre o sedentarismo e o câncer de mama
Data: 13 a 18 de outubro de 2020
Horário: das 11h às 13h
Local: Estação Consolação, do Metrô

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Metrô aponta vencedor de licitação para projeto da Linha 20-Rosa

viatrobelus

Por: Renato Lobo – Viatrolebus

O Metrô de São Paulo acabou classificando o consórcio GPO-Geocompany-Geotec como vencedor da licitação para executar o serviço de anteprojeto de engenharia e projeto funcional da Linha 20-Rosa, de acordo com publicação do site Metrô/CPTM. A proposta foi considerada vencedora, no valor de R$ 5,31 milhões.

Os trabalhos devem fornecer mais detalhes da futura linha, que ligará a estação Santa Marina e Lapa, na capital paulista, até a estação Prefeito Celso Daniel – Santo André, no ABC, passando por bairros das zonas oeste e sul de São Paulo, e em São Bernardo do Campo.

Não há, no entanto, prazos para início das obras, visto que faltam etapas dos estudos, como por exemplo, o projeto básico.

Serão 31 km de extensão, com 24 estações, e integrações com as outras ligações metroferroviárias. A nova linha deverá transportar cerca de 1 milhão de passageiros por dia e um máximo de 32.000 passageiros por hora.  O contrato para os estudos poderá ser assinado no último trimestre deste ano. O vencedor terá até 32 meses para concluir os trabalhos.