Diadema entrega 66 sobrados a famílias do Núcleo K

A Prefeitura de Diadema iniciou a entrega das chaves de 66 sobrados a famílias do Núcleo K (Naval), na região do Piraporinha nesta quinta-feira (11/03).

Para que não houvessem aglomerações, a administração optou por não realizar nenhum tipo de cerimônia e agendou o atendimento das famílias, que será finalizado nesta sexta-feira.

Diadema entrega 66 sobrados a famílias do Núcleo K


Cada moradia tem 62 m², divididos entre dois dormitórios, sala, cozinha, área de serviço e banheiro, além de sacada. O projeto contempla também a urbanização do bairro, com implantação de rede de água e esgoto, a pavimentação de ruas e a instalação de lâmpadas de LED nas vias públicas. Cerca de 50% das obras de urbanização, em uma área com aproximadamente 23.000 m², já foram concluídas.
“A sensação é única, de liberdade, de vitória. Eu morava num barraco, a fossa estourava, a casa enchia de esgoto. Recebendo as chaves hoje, só tenho a agradecer. Os anos de espera foram compensados”, diz a cozinheira industrial Jocilene de Jesus Silva Santos, 45, que vive com o marido. Sobre a ausência de cerimônia, afirma que a medida foi acertada. “O que adianta ter uma cerimônia sensacional e todo mundo pegar coronavírus? A entrega foi simples, mas está todo mundo seguro.”
O secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Ronaldo Lacerda, explica que, apesar de uma cerimônia de entrega das casas ter sido realizada no final do ano passado, os trabalhos ainda não haviam sido concluídos. Neste ano foi preciso ainda finalizar o acabamento interno de algumas unidades e o sistema de drenagem pluvial, além de solicitar ligação de energia e quitar pagamentos atrasados por parte da Prefeitura, garantindo a continuidade das obras. Só após uma vistoria da Caixa Econômica Federal, na tarde desta quarta-feira (10/3), os imóveis puderam ser efetivamente entregues.
O secretário acrescenta que uma das prioridades da pasta, que prepara novos programas, é executar um processo de regularização fundiária aliado à urbanização e à revitalização dos imóveis dos núcleos.

“A gente vai fazer a regularização fundiária, mas também pensar na urbanização e na requalificação das moradias. Não dá para entregar o título de propriedade para uma pessoa e o escadão estar destruído ou não ter uma via pavimentada. É um tripé: regularização, requalificação das moradias e urbanização para resolver em definitivo os problemas”, afirma Lacerda.

INVESTIMENTO
O projeto completo do Núcleo K prevê a entrega de 83 unidades – as 17 restantes estão previstas para o segundo semestre.
O investimento total é de R$ 10.790.652,64, sendo R$ 5.677.640,93 destinados para a construção de moradias e R$ 5.113.011,71 para as obras de urbanização.
Do valor investido, os recursos do governo federal somam R$ 5.491.363,68 e a contrapartida da Prefeitura de Diadema é de R$ 5.299.288,96. As obras fazem parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), referentes ao Termo de Compromisso do Complexo Santa Elizabeth.

Gostou de “Diadema entrega 66 sobrados a famílias do Núcleo K?

Diadema entrega 66 sobrados a famílias do Núcleo K

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Regularização de moradias em São Bernardo

Ação integra o Programa A Casa é Minha, que fez a distribuição dos documentos neste sábado. Assim, São Bernardo avança em projeto de regularização de moradias, com entrega de 1.600 escrituras no Núcleo São Jorge

Em mais uma etapa do amplo processo de regularização fundiária realizado em São Bernardo, a Prefeitura realizou, neste sábado (12/12), a entrega de escrituras a moradores do Núcleo São Jorge. Dessa forma, que integra o programa “A Casa é Minha”, contempla 1.600 famílias com a titularidade de posse de seus terrenos e dá fim a uma espera de mais de 30 anos pelo documento que garante segurança e dignidade aos munícipes.

O prefeito Orlando Morando realizou a distribuição das escrituras. Contudo, pode ouvir dos próprios moradores o contentamento com as melhorias promovidas por toda a região do Grande Alvarenga. “É uma felicidade imensa poder entregar a escritura do terreno nas mãos de cada um dos moradores. Sabemos da importância desse documento para essas famílias, que agora têm a posse definitiva de seus imóveis, um sonho realizado depois de 30 anos. Ou seja, estamos fazendo uma verdadeira transformação na cidade e aqui não é diferente. Temos uma Estrada dos Alvarengas nova, duplicada, com corredor de ônibus e ciclovia, iluminação em LED, asfalto novo”, destaca.

Considerado o maior programa de regularização fundiária da história de São Bernardo, o “A Casa é Minha” tem por objetivo transferir a propriedade definitiva de moradias. Além disso, com o registro no Cartório de Imóveis, àqueles que comprovarem a posse e utilizarem a área para fins de moradia. Como resultado, o programa contempla 19 bairros da cidade, com a entrega de mais de 20 mil escrituras.

RECONHECIMENTO Regularização de moradias em São Bernardo

Todo o processo é gratuito para os moradores, sendo a Prefeitura responsável por todos os custos. Portanto, de posse da titularidade de seus imóveis, os proprietários passar a ter garantido o acesso ao mercado formal de crédito e podem comercializar suas casas ou transferi-las para seus herdeiros.

Regularização de moradias em São Bernardo

Para a dona de casa Ivoneide Oliveira Martins, 46 anos, o recebimento da escritura de seu imóvel é um sonho realizado. “Moro aqui há 28 anos e já ouvi muitas promessas, mas só agora um prefeito teve a coragem de cumprir. Estou muito feliz”, observa.

Outra moradora antiga do bairro, a dona de casa Sueli de Fátima Cipriano, 61 anos, diz que o documento é seu presente de aniversário, celebrado na última sexta-feira (11/12). “Sou uma das primeiras moradoras. Cheguei aqui em 1985, quando tudo era de terra. Ao longo desses anos, tive a felicidade de ver o bairro crescer, ganhar asfalto, água, luz, esgoto, coleta de lixo. Só faltava a escritura para completar”, comemora.