Santo André decreta fase vermelha neste final de semana

Medida visa conter disseminação do novo coronavírus; Santo André decreta fase vermelha: fiscalização também será intensificada

A Prefeitura de Santo André divulgou oficialmente que neste final de semana (30 e 31), a cidade estará sob a fase vermelha do Plano SP, do Governo do Estado, funcionando portanto apenas os serviços essenciais (mercados, postos de combustível, hospitais, farmácias, etc), visando assim evitar aglomerações e conter a disseminação do novo coronavírus. A medida está prevista em decreto municipal publicado nesta quinta-feira (28).

 Durante estes dois dias as atividades e serviços não essenciais poderão funcionar apenas pelo sistema de drive thru ou delivery, através de realizações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares. Os parques da cidade também estarão fechados no período. Já as atividades religiosas poderão funcionar com o limite de 50% de ocupação da capacidade total, bem como as medidas preventivas previstas nos protocolos sanitários.

“A cidade permanece com todas as ações preventivas e protocolos sanitários para conter a disseminação e o avanço da Covid-19. Por isso, intensificar a fiscalização e as medidas que assegurem o distanciamento social é um gesto de cuidado e proteção à vida. Estamos atentos com a subida de novos casos e óbitos, e pedindo a compreensão dos andreenses neste momento, já que estamos no início do fim desta guerra com a chegada das vacinas e a imunização da nossa gente”, assegurou o prefeito Paulo Serra.

A partir da segunda-feira (1º), Santo André retorna para a fase laranja com funcionamento das atividades não essenciais, pelo período máximo de oito horas, no horário das 06h às 20h, a ser estipulado por cada estabelecimento, observando-se o limite de 40% de ocupação da capacidade total. Na próxima semana haverá novo pronunciamento do Governo do Estado para a possível reclassificação das fases.

A fiscalização será feita por meio da Operação Comércio Responsável e os estabelecimentos que descumprirem o decreto estão sujeitos à medidas como aplicação de multa, interdição e revogação do alvará de funcionamento. A Prefeitura tem intensificado a fiscalização em estabelecimentos comerciais, sobretudo em bares, para combater aglomerações e festas clandestinas, orientar quanto à falta do uso de máscara e multar locais que não estão seguindo os protocolos sanitários e de segurança, para a prevenção da Covid-19. 

As equipes de fiscalização trabalham desde março de 2020, quando teve início a pandemia, com equipes do Departamento de Controle Urbano da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Guarda Civil Municipal e Polícia Militar.


| Texto: Guilherme Menezes
| Fotos: 
Angelo Baima/PSA

Gostou de “Santo André decreta fase vermelha neste final de semana”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil e conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Santo André decreta fase vermelha

Cirurgia rara e complexa é realizada com sucesso em Santo André

Exenteração pélvica, cirurgia rara e complexa, tradicionalmente realizada em grandes centros oncológicos, envolveu profissionais de Urologia e Coloproctologia.

Mesmo em meio à pandemia de Covid-19, que exige esforços de profissionais da saúde mundo afora, equipes do CHM (Centro Hospitalar Municipal) Dr. Newton da Costa Brandão, em Santo André, têm se mobilizado para atender outras doenças graves, incluindo alguns tipos de câncer. Nesse contexto, chama atenção o resultado bem-sucedido de uma exenteração pélvica, procedimento complexo, raramente feito em unidades hospitalares da região, que envolveu profissionais de Urologia e Coloproctologia, entre outras especialidades, para a retirada de um tumor de reto em um paciente de apenas 49 anos.

A cirurgia, realizada na última quinta-feira (7), merece destaque pelos  resultados positivos apresentados, de acordo com Dr. Anis Taha, urologista que atende no CHMSA. “Era um grande tumor de reto que invadia também a próstata e a bexiga do paciente, teoricamente ainda fora da faixa etária considerada de risco para esse tipo de câncer”, explica o médico.

O câncer colorretal surge no reto ou no intestino grosso. O tipo mais frequente é o adenocarcinoma, que representa cerca de 95% dos casos. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), esse é o terceiro tipo mais frequente em homens e o segundo entre as mulheres. A estimativa é de que quase 41 mil casos novos sejam diagnosticados no Brasil no triênio 2020/2022. O risco aumenta com a idade, sendo mais comum após os 50 anos.

“Obtivemos resultados iniciais muito satisfatórios no que se refere a tempo operatório adequado, perda sanguínea, retirada da lesão em bloco e realização de linfadenectomia (remoção cirúrgica de linfonodos com fins diagnósticos, curativos ou profiláticos)”, comemora Dr. Anis. O procedimento teve duração de 6h30.

Importância – Por se tratar de cirurgia de alta complexidade, feita comumente em grandes centros oncológicos, a exenteração pélvica requer uma série de cuidados técnicos e o comprometimento de vários profissionais com o procedimento, em conjunto ainda com equipes de anestesistas, intensivistas, enfermagem de ostomizados e curativos, nutricionistas e nutrólogos. Apesar de toda a dificuldade técnica, o procedimento tende a promover ao paciente a cura cirúrgica da doença de base.

“É um procedimento de grande porte que não costumamos fazer de rotina. Intra-hospitalar fazemos raramente, coisa de um a cada cinco anos, até porque muitas vezes o paciente já chega numa condição em que a intervenção cirúrgica não é mais possível, infelizmente”, relata Dra. Sandra Boratto, coloproctologista que atende há 25 anos no CHMSA e é membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia.

“A última cirurgia semelhante foi feita no hospital há uns sete anos e, infelizmente, não com o mesmo desfecho”, recorda a médica. O paciente operado no último dia 7 teve alta nesta quarta-feira (13) e segue respondendo bem de acordo com avaliação médica.

Após a alta, pacientes costumam ser encaminhados para serviço especializado em Oncologia Clínica para quimioterapia.


| Texto: Comunicação CHMSA
| Foto: Divulgação/CHMSA

Gostou da matéria “Cirurgia rara e complexa é realizada com sucesso em Santo André”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que forem publicadas, ou como desejar. Para periodicidade, confira informações no email recebido. Então, aproveite e leia mais sobre Santo André.

Cirurgia rara e complexa

Conheça nossos parceiros Entre Séries, Dica App do Dia, Passa de Fase, Rogério de Caro, Graça Decaro, Amorarica, Excelsior Serviços, Blog PS, DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES e Márcio Pinheiro Advocacia

Escola Vereda contrata Bombeiro Civil. Mais vagas em Santo André

Escola Vereda contrata Bombeiro Civil. Outras empresas estão contratando em Santo André também.

Destaques para as vagas: Analista de Mídia, Auxiliar de Produção, Repositor (Petz), Analista de Redes Sociais (Plataformanet), Assistente Comercial, Operador Especializado (Moinho Canuelas), Técnico de Impressoras e Ajudante de Expedição.

Veja logo abaixo a relação de vagas. Importante: Não recebemos ou solicitamos dados pessoais ou currículos. As vagas estão anunciadas em servidores de recrutamento, tradicionais e conhecidos do país (Indeed, Catho, Infojobs, Linkedin ou Vagas).

Assine nossa Newsletter, receba no seu e-mail nossas publicações, e fique ligado. Veja também dicas sobre Emprego e Trabalho, com Rogério de Caro.


Relação de Vagas


 

Ajudante Expedição
Inklua Servicos Para Inclusao de Pcd Ltda – Santo André, SP
R$ 2.047 por mês
Organização e limpeza do piso do Centro de Vendas; Das 13:40 às 22:00 – Escala a Combinar. R$ 2046,61 + VT + VR R$18,84 + VA R$186,30 + Plano de saúde Unimed +…
12/jan
Técnico de Impressoras Multifuncionais
Ricoh Brasil – Santo André, SP
R$ 1.900 por mês
 Empresa com alta taxa de resposta
Curso Técnico COMPLETO (eletrônica, mecânica, elétrica ou técnico em informática). Procedimentos de higienização, desinfecção ou limpeza aplicados.
Candidate-se via Indeed – grátis!
13/jan
Operador Especializado
Moinho Canuelas Pontuação: 3.9/5. – Santo André, SP
R$ 3.000 – R$ 4.000 por mês
Experiência em moinhos ou indústria alimentícia e possuir o Curso Técnico em Moagem. Medir a pressão dos filtros de moagem e limpeza, a fim de garantir a…
Candidate-se via Indeed – grátis!
13/jan
Assistente Comercial / Vendas
IRH SERVIÇOS TERCEIIZADOS LTDA – Santo André, SP
R$ 800 – R$ 1.300 por mês
Pessoa comunicativa, não ter vergonha de falar em público e gostar de trabalhar ativamente com ligações para desenvolvimento de carteira.
Candidate-se via Indeed – grátis!
12/jan
Analista de Redes Sociais
Plataformanet – Santo André, SP
R$ 1.000 – R$ 2.000 por mês
Trabalho remoto disponível
Possuir um dicção e escrita. Procedimentos de higienização, desinfecção ou limpeza aplicados. Experiencia de pelo menos 1 ano na área.
Candidate-se via Indeed – grátis!
12/jan

Mais vagas em Santo André

Repositor
Petz Pontuação: 3.9/5. – Santo André, SP
R$ 1.300 – R$ 1.500 por mês
Executar o abastecimento da loja e garantir a correta exposição dos produtos, Garantir a correta execução e manutenção do layout da loja;
13/jan
Auxiliar de Serviços Gerais
HOSPITAL ESTADUAL MÁRIO COVAS Pontuação: 4.6/5. – Santo André, SP
Desenvolver atividades relacionadas à Higiene Hospitalar, efetuar atendimento aos clientes internos e externos, quanto à limpeza das áreas seguindo os padrões…
12/jan
Bombeiro(a) Civil (Santo André – SP)
Vereda Educação Pontuação: 3.2/5. – Santo André, SP
O Bombeiro Civil da Vereda tem como papel contribuir para um ambiente seguro e em conformidade com as adequações AVCB. Orientado à resolução de problemas;
12/jan
AUXILIAR DE PRODUÇÃO – ENSINO MÉDIO
– Santo André, SP
R$ 1.670 por mês
Necessária experiência comprovada em carteira. É necessário possuir experiência em linha de produção e fácil acesso a região. R$ 1.670,00 REGIME DE CONTRATAÇÃO:
12/jan
Analista de Mídia
Bowe – Santo André, SP
Trabalho remoto disponível
Aqui, nós abraçamos a diversidade e contratamos pessoas com capacidade e vontade de transformar, independente de qual seja a sua localização, idade, raça, cor,…
12/jan

Escola Vereda contrata Bombeiro Civil. Mais vagas em Santo André

 

Santo André retoma trocas do Moeda Verde

Ações nos núcleos Ciganos e Capuava abriram calendário de 2021 do programa, realizado em parceria do Banco de Alimentos com o Semasa, para as trocas do Moeda Verde

A Prefeitura de Santo André e o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) abrem a agenda de trocas de 2021 do programa Moeda Verde. Nesta terça-feira (12), foram retomadas as ações nos núcleos dos Ciganos e Capuava.

“Foi ótimo o programa ter voltado já no começo do ano. Com a crise que estamos vivendo, nem sempre temos dinheiro para comprar comida”, comemora Irene Ferreira da Cruz, de 53 anos, que reside no Parque Capuava. Desempregada, ela diz que, ao trocar resíduos recicláveis por alimentos, garante uma economia de R$ 70. A comida dura por cerca de duas semanas.

Nesta terça, mais de 30 pessoas puderam trocar papelão, latinha, metal, entre outros, por melão, limão, cenoura, batata, alface, espinafre, almeirão, rúcula, escarola e couve. Ao todo, nos dois locais, mais de 30 pessoas levaram 2,1 toneladas de resíduos secos – o que corresponde à entrega de 435 quilos de comida, já que a cada 5 quilos de recicláveis o morador ganha 1 quilo de alimento.

Santo André retoma trocas do Moeda Verde

O Moeda Verde foi criado em 2017 e, de lá pra cá, a iniciativa do Semasa e do Fundo Social de Solidariedade, por meio do Banco de Alimentos, cresceu e tornou-se um dos programas mais importantes para melhorar a qualidade de vida da população e deixar a cidade mais limpa e sustentável.

Trocas do Moeda Verde hoje em dia

“Atualmente, as trocas acontecem em 14 comunidades e em 2021 mais sete núcleos serão contemplados com a chegada do programa, entre eles: Lamartine, Sacadura Cabral, Haras/Chacará Baronesa e Maurício Medeiros. Outros locais também estão sendo estudados”, explica o diretor de resíduos sólidos do Semasa, Edi Ferreira dos Santos.

A previsão é de que, nesta nova etapa de expansão, o Moeda Verde amplie em 85% o número de pessoas beneficiadas direta e indiretamente pelas ações, atingindo a marca de 130 mil moradores.

Até o final de 2020, a população já tinha entregue cerca de 391 toneladas de resíduos recicláveis, que se transformaram em mais de 78 toneladas de alimentos do tipo hortifruti, como frutas, verduras e legumes fresquinhos.

Além de contribuir para reduzir a fome entre as comunidades carentes, o programa também ajudou a transformar a paisagem de alguns núcleos. Locais que antes eram pontos de descarte irregular de lixo foram revitalizados e ganharam novos usos, como pequenas praças e áreas de estacionamento. Foram cinco pontos de descarte eliminados, o que garantiu uma economia de aproximadamente R$ 2 milhões aos cofres públicos.

Reestruturação na pandemia

Por causa da pandemia do novo coronavírus, houve mudança no calendário de trocas do programa Moeda Verde, que passou a acontecer com encontros a cada 21 dias nos núcleos (e não mais quinzenais). Também foram feitos ajustes nos dias de realização da iniciativa.

Para evitar o contágio pela Covid-19, o Semasa e a Prefeitura adotam todos os critérios recomendados pelos órgãos de saúde e reforçam sempre a necessidade de colaboração dos participantes para evitar aglomerações e utilizar máscaras.

A programação de 2021 do Moeda Verde pode ser encontrada em www.semasa.sp.gov.br/moedaverde.

| Texto: Paloma Alvarez
| Fotos: Alex Cavanha/PSA

Gostou da matéria “Santo André retoma trocas do Moeda Verde”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que forem publicadas, ou como desejar. Para periodicidade, confira informações no email recebido. Leia mais sobre Santo André.

7 toneladas recebidos por trabalhadores do Hospital de Campanha

As doações arrecadadas por trabalhadores do Hospital de Campanha foram enviados ao Banco de Alimentos de Santo André, e distribuídas para pessoas em vulnerabilidade socioeconômica

A Secretaria de Saúde e a prefeitura de Santo André arrecadaram 7 toneladas de alimentos, para famílias carentes da cidade. Nesse sentido, cerca de 600 profissionais de hospitais de campanha participaram das atividades. Sendo assim, a ação solidária ocorreu durante 10 dias.

O Banco de Alimentos recebeu as doações na tarde de ontem (22/12), em sua sede. “Que surpresa boa e que ‘presentão’. Os profissionais de Saúde, que estão se doando desde o início da pandemia, além de trabalhar e dar o sangue para cuidar do amor de alguém, ainda fazem esse gesto lindo. Não temos palavras para agradecer. Nosso muito obrigada”, se emocionou a primeira-dama. Ana Carolina Barreto Serra ocupa a presidência do Núcleo de Inovação Social.

trabalhadores do Hospital de Campanha

Ação parecida aconteceu em 2019, realizada por profissionais que atuam na rede municipal de Urgência e Emergência.

“Ano passado, enquanto estava como diretor de Atenção à Saúde, e promovemos uma campanha similar com os profissionais da Urgência e Emergência, não esperávamos um número tão expressivo de doações. Neste ano, tínhamos a expectativa de receber mais do que as 4 toneladas de alimentos da edição anterior. A cada dois kg de alimentos doados, os profissionais ganhavam um número. Estes números serão sorteados e o gesto recompensado prêmios doados pela iniciativa privada, portanto sem custos para a gestão. Os profissionais estão superanimados e agradecemos muito a cada um que participou desta Campanha de Natal”, comentou Victor Chiavegato, superintendente dos hospitais de campanha.

Balanço das arrecadações dos trabalhadores do Hospital de Campanha

Desde que iniciou o ano até novembro, o Banco de Alimentos arrecadou 55,8 toneladas de itens alimentícios. 17 mil pessoas, por meio de 111 entidades do município, receberam as doações.

As entidades atenderam número maior de pessoas na pandemia. Acima de tudo, com doações recebidas pelo Banco de Alimentos. Como resultado, cerca de 7 mil cestas básicas tiveram destino para pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Portanto, estimativa-se que o ano feche próximo a 60 mil toneladas. Em 2019, o número arrecadado ficou em 57,6 toneladas. Não houve queda significativa de doações nos dois primeiros meses do ano. Os principais doadores, como supermercados, trabalham normalmente neste período. Dessa forma, o Banco de Alimentos visa constantemente o aumento de parceiros doadores.

GCM de Santo André tem armamento e munição renovados

Investimentos serão aplicados em ações das Rondas Ostensivas Municipais, para combate de situações de risco e contra à criminalidade, ampliando capacidade da GCM de Santo André.

A Secretaria de Segurança Cidadã recebeu na tarde desta terça-feira (22) novos equipamentos para as equipes da GCM (Guarda Civil Municipal). No total, foram entregues armas, entre escudos balísticos, carabinas táticas e espingardas calibre 12.

Segundo o prefeito Paulo Serra, a segurança pública é uma das principais preocupações, já que afeta todas as classes. “Santo André puxou para si a responsabilidade de integrar as forças policiais, como forma de combater a criminalidade. Ação esta que vem resultando na queda dos índices de crimes contra o patrimônio e contra a vida no município. Adicionalmente, investimos em 32 novas viaturas, fardamento completo, coletes e, agora, no armamento do nosso efetivo, dando condições para a nossa Guarda de atuar com maior eficiência na proteção da nossa gente”, ressaltou.

Inicialmente os equipamentos serão destinados para equipes táticas da ROMU (Rondas Ostensivas Municipais), que são as que estão em primeiro confronto de ações de maior risco.

A prefeitura entregou sete carabinas, cinco espingardas e quatro escudos. Nesse sentido, equipamentos para ações em que seja necessário avançar com o mínimo possível de disparos realizados por forças de segurança, para evitar danos colaterais.

Investimentos na GCM de Santo André

A deputada federal e policial Katia Sastre é autora da emenda parlamentar, por meio da qual foi possível a aquisição dos equipamentos. O investimento gira em torno de R$ 100 mil. Além disso, o município também adquiriu 5 mil munições de cartuchos calibre 40, com própios recursos.

Santo André também formalizou o novo estatuto da corporação, após 30 anos. Portanto, com a modernização da legislação foi possível criar novas categorias salariais e perspectivas de crescimento profissional da carreira. Os ganhos podem chegar a 70% do salário-base dos GCMs. As equipes também receberam novos uniformes e coletes balísticos.

GCM de Santo André

Para reforçar a segurança e patrulhamento da cidade, foram entregues 48 novos veículos, sendo oito viaturas Renault Duster, 19 viaturas Chevrolet Spin, cinco viaturas Toyota SW4 2.7 e seis viaturas Yamaha XT 600r.

Próximas ações

Ainda, o prefeito anunciou que as próximas ações contemplarão a reforma e modernização da sede da Guarda. Além disso, aquisição de armamento curto, como revólveres e pistolas. Todavia, Paulo Serra reforçou a necessidade de cobrar do governo federal o endurecimento das Leis. Portanto, para combater a sensação de impunidade, que motiva o crime.

“As pessoas cobram muito sobre pequenos delitos, como os furtos de celulares e crimes menores, mas precisamos cobrar o Governo Federal para que faça revisão do código penal e código de processo. A GCM está equipada, vai prender e se não houver revisão, logo a Justiça vai soltar. Isso precisa mudar. Precisamos desse endurecimento para também equipar de forma indireta ainda mais os nossos GCMs, de forma a terem autoridade e a percepção de que o bandido não vai ficar impune, isso somada a todas as outras ações que são feitas na cidade”, pontuou o prefeito Paulo Serra.

Texto: Rafaela Mazarin