Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André

Cerca de 3 mil famílias de Santo André devem ser beneficiadas pelo Vale Gás, programa lançado pelo Governo do Estado de São Paulo. O programa de proteção social da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado promoverá a transferência de renda para compra de gás de cozinha, destinado às famílias em situação de vulnerabilidade. Os beneficiários do CadÚnico, que não recebem o Bolsa Família, residentes na cidade, devem consultar se têm direito ao Vale, através do site www.valegas.sp.gov.br.

“O programa Vale Gás é muito importante para o nosso município, principalmente neste momento de pandemia. As famílias em situação de vulnerabilidade recebem as cestas básicas, mas às vezes somente o alimento não basta, é necessário também pensar na preparação deste alimento para o consumo. Então o programa chegou em uma boa hora para atender estas pessoas que necessitam de auxílio”, afirmou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

Com investimento total de R$ 30 milhões, o Vale Gás pagará três parcelas de R$ 100 bimestrais, totalizando R$ 300 por família. Serão cerca de 500 mil pessoas beneficiadas no estado, e cada família deve ter renda per capita de até R$ 178, além de possuir inscrição no CadÚnico, sem o recebimento do Bolsa Família.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Os munícipes que desejam saber informações sobre o CadÚnico e outros benefícios, devem procurar o Cras ou Creas mais próximo de sua residência.

Cras

Cras Alzira Franco

Rua Amapola, s/n – Jardim Alzira Franco

Telefone: 4437-2932  /  4474-1928

CRASAlzirafranco@santoandre.sp.gov.br

Cras Centro

Rua Xavier de Toledo, 350 – Centro

Telefone: 4433-4574  /  4433-4567

CRASCentro@santoandre.sp.gov.br

Cras Jardim Cristiane

Rua Martinópolis, 127

Telefone: 4452-2944  /  4429-5127

crascristiane@santoandre.sp.gov.br

Cras Marek   

Rua Eng. Alfredo Heitzmann Jr, s/n – Marek (CEU das Artes)

Telefone: 4474-2712  /  4971-6702                        

CRASmarek@santoandre.sp.gov.br

Cras Vila Luzita

Estrada do Pedroso, 236 – Vila Luzita

Telefone: 4455-8527  /  4452-2305         

CRASVilaluzita@santoandre.sp.gov.br

Cras Recreio

Rua Arara Azul, 1705 – Recreio da Borda do Campo

Telefone: 4457-9880  /  4459-7597

CRASRecreio@santoandre.sp.gov.br

Cras Utinga 

Av. Utinga, 1971 – Vila Metalúrgica

Telefone: 4994-4766  /  4463-5043

CRASUtinga@santoandre.sp.gov.br

Cras Ana Maria

Pç. Venâncio Neto – Av. Nestor de Barros s/n – Jd. Ana Maria (CEU das Artes)

Telefone: 4401-1193

CRASAnaMaria@santoandre.sp.gov.br

Creas

Creas 1: Alameda Gaspar Nogueira, 31 – Bairro Jardim – Santo André
Tel.: (11) 4432-0272 / 4994-5768                                    

CREAS@santoandre.sp.gov.br

Creas 2: Rua Senador Flaquer, 351 – Centro – Santo André                                                                        
Tel. (11) 4433-4585 / 4433-4592 / 4433-4589    

Creas2@santoandre.sp.gov.br

| Texto: Daniele Vieira
| Fotos: Divulgação/Governo do Estado

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André”?

Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias.

Junte-se a 3.137 outros assinantes

Bebida na Porta busca crescer no ABCD

Com venda expressiva na região, a startup Bebida na Porta entrega mais de 200 bebidas geladas na casa das pessoas visa ampliar as entregas nas cidades que compõem o ABCD.

Segundo o IBGE, a região que compreende as cidades de São Bernardo, São Caetano, Santo André e Diadema tem aproximadamente 2,8 milhões de moradores. Esse número é muito expressivo para qualquer empresa, ainda mais para uma que oferta produtos de consumo universal. Seja água, sucos ou refrigerantes para as crianças, seja aquela cerveja do fim de semana para os adultos, a startup Bebida na Porta entrega de forma rápida, mais barata que em muitos pontos e com o diferencial de estar gelada, para consumo imediato.

Atualmente o ABCD representa 17% das vendas totais da marca mensalmente, porém estudos da empresa apontam para um horizonte muito maior diante do enorme potencial que existe nas cidades próximas à capital, onde a Bebida na Porta tem loja pronta para atender à demanda.

A tecnologia tem ajudado as empresas e pessoas. Graças a ela, surgem novos modelos de negócios que deixam a vida dos consumidores mais fácil. A rotina está cada dia mais corrida, as pessoas a cada dia têm menos tempo. Isso é o que motiva a Bebida na Porta a buscar crescimento em várias praças, afinal o serviço da empresa leva bebida de qualidade, com custo menor que em muitos estabelecimentos e o melhor, gelada!

“Nós já conhecemos bem o mercado do ABCD, sabemos o que as pessoas mais pedem durante a semana e o que mais pedem durante o fim de semana. Temos uma logística preparada para cumprir o nosso objetivo, que é entregar um produto mais rápido, barato e gelado na porta da casa dos nossos clientes”, afirma Jessica Gordon, CEO do Bebida na Porta.

Sobre o Bebida na Porta 

O Bebida na Porta nasceu da necessidade de uma família de empreendedores que consumiam bebidas apenas por conveniência pagando caro por isso. A ideia, então, foi unir preço baixo e todos os tipos de bebidas, tanto alcoólicas quanto não alcoólicas, além de carvão, gelo, cigarro e snacks, num só lugar a preços de supermercados e com entrega rápida e gelada. A startup possui parceria estratégica com o iFood e tem um aplicativo próprio, bem como conta com quatro lojas para atender à demanda de São Paulo e ABC. 

Mais Notícias do Grande ABC

Gostou “Bebida na Porta busca crescer no ABCD”?

Bebida na Porta busca crescer no ABCD
Jessica Gordon – CEO e Founder do Bebida na Porta. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 3.137 outros assinantes

Que tal provar em casa o Sobá, um prato bem diferente?

Prato mais tradicional da culinária de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, o Sobá à Moda de Campo Grande é uma especialidade da chef Vanessa Carvalho que você pode provar em casa neste final de semana gastando a partir de R$ 34,00.

O Sobá é o prato mais tradicional da culinária de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, daí o seu nome correto ser “Sobá à Moda de Campo Grande”. Há centenas de restaurantes especializados nele em Campo Grande, e uma indústria por trás disso – que inclui, além dos restaurantes, fabricantes artesanais de macarrão e empresas que fabricam utensílios necessários para a elaboração do prato, como um cortador manual da massa e uma espécie de “varal culinário” onde o macarrão é pendurado em tiras para não grudar uma na outra. Em resumo, é um mercado imenso, responsável pelo sustento de muita gente. Na capital paulista, por outro lado, existem apenas dois restaurantes que servem Sobás – e um deles é o Sim Sobá, criado em 2016 pela chef Vanessa Carvalho, que funciona apenas pelo Delivery ou Take Away, de sexta-feira a domingo, das 18h às 22h.

Por isso mesmo, o Sobá ainda é uma iguaria praticamente desconhecida do consumidor paulistano. E o que é um Sobá? “O Sobá é um prato elaborado com cinco componentes básicos: uma proteína (carne bovina, carne suína, frango ou shimeji), omelete, macarrão, cebolinha e um caldo com temperos”, explica a chef Vanessa. Além disso, é um prato complicado e demorado de fazer, pois tudo é elaborado artesanalmente. A casa abre de sexta a domingo, mas, já na quarta-feira, a chef Vanessa começa a produzir seu macarrão artesanal, que é servido fresco e no ponto certo todas as semanas. É uma massa diferente da que conhecemos na culinária italiana.

De origem japonesa, o Sobá ganhou fama no Brasil no Mato Grosso do Sul. A combinação de macarrão, omelete, carne de porco (na versão mais tradicional), cebolinha e um caldo com temperos típicos foi trazida para o Matato Grosso do Sul na década de 50, por Eiho Tomoyohe e, já em 2006, virou patrimônio histórico e cultural de Campo Grande. A história do Sobá caminhou com a “Feirona” de Campo Grande, fundada em 1925. No começo, eram barracas, montadas na calçada. Hoje, a Feira Central, denominada oficialmente Feira Central e Turística, ocupa a Esplanada Ferroviária, um amplo espaço coberto que reúne 200 lojas de artesanato regional e produtos hortifrutigranjeiros, onde o carro-chefe são dezenas de restaurantes especializados em Sobá. Há até uma estátua de um Sobá no local, que virou atração turística e ponto obrigatório para fotos.

O cardápio do Sim Sobá inclui seis opções de Sobá à Moda de Campo Grande: “Bovino” (R$ 40,00); Suíno (R$ 36,00); Frango (R$ 34,00); Shimeji (R$ 44,00); Vegetariano de Shimeji (R$ 44,00) e Vegano de Shimeji (R$ 46,00). Todos os Sobás levam, como tempero, um caldo especial feito com ossobuco e temperos secretos de Campo Grande, que garantem o sabor todo especial do prato. O Sobá de Shimeji é uma criação de Vanessa que deu certo em São Paulo. Na versão Vegetariana, a diferença é que o caldo de ossobuco é trocado por um caldo de legumes, também criado pela Chef. Já na versão Vegana, além desse caldo de legumes, o prato, sua massa é elaborada sem ovos e não vai omelete.

DRINKS EXCLUSIVOS COM INGREDIENTES DO MATO GROSSO DO SUL

A chef Vanessa desenvolveu uma linha exclusiva de sucos elaborados com produtos tradicionais DA cozinha de Mato Grosso do Sul. São ingredientes como capim-santo, gengibre e a erva natural utilizada numa bebida muito comum no estado, o Tereré. O resultado são combinações incríveis no sabor e muito refrescantes que remetem à rica gastronomia e cultura sul-mato-grossense.

“Minha intenção era criar uma linha de bebidas inédita, que remetesse à culinária de Campo Grande, cidade onde nasci e vivi muitos anos, para acompanhar justamente um dos pratos mais tradicionais de lá, que é o Sobá”, explica Vanessa. Para chegar aos três sucos que compõem a linha hoje, chamada de Varanda’s Drinks, a chef precisou fazer muitos testes, experimentando a combinação de diferentes ingredientes. Foram desenvolvidos três sucos naturais que integram o cardápio:

Varanda’s. É um mix de capim-santo (também conhecido como capim-cidreira) e xaropes artesanais de gengibre e limão feitos pela própria Vanessa. Custa R$ 13,00 (500 ml).
Varanda’s Tereré. Uma combinação de chá da erva utilizada na elaboração do famoso Tereré (bebida muito tradicional do Mato Grosso do Sul) e xaropes artesanais de gengibre e limão. Custa R$ 14,00 (500 ml).
Flor de Varanda’s. É elaborado com chá de canela, xarope artesanal de hibisco (também produzido pela chef Vanessa) e um toque de limão. Custa R$ 14,00 (500 ml).

SOBREMESAS TRADICIONAIS

O Sim Sobá também sobremesas que fazem sucesso na culinária de Mato Grosso do Sul:

Doce de abóbora com coco – R$ 8,00 (100 gramas)
Doce de abóbora em pedaços – R$ 6,00 (100 gramas)
Cachorrada Pantaneira – R$ 8,00 (100 gramas)
Geleia de Mocotó Pantaneira – R$ 4,00 (barra de 60 gramas)
Cocada Pantaneira – R$ 4,00 (barra de 55 gramas)

Que tal provar em casa o Sobá, um prato bem diferente?
Chef Vanessa Carvalho. Foto: Divulgação

SOBRE A CHEF VANESSA CARVALHO

Nascida em Campo Grande (MS), Vanessa tem 45 anos. Ela nasceu numa família com cinco mulheres que adoram cozinhar – a mãe e quatro tias. “Em todas as reuniões e festas familiares são elas que preparam tudo”, conta Vanessa. Ela nasceu nesse ambiente gastronômico cheio de sabores e temperos e combinações intensos, uma marca da comida de Campo Grande. A mãe foi sua grande professora na cozinha. Com 5 anos ganhou de presente um jogo de panelas de verdade, e começou a aprender a cozinhar numa mini cozinha que montou no quintal.

Aos 8 anos já sabia, e bem, fazer o tradicional Arroz de Carreteiro Pantaneiro, típico do Mato Grosso do Sul, e virou a responsável pela sua preparação nos encontros familiares. Mesmo assim, não trabalhou com comida em Campo Grande (embora tenha feito um curso de Gastronomia no Senac) e, em 1996, veio morar em São Paulo. Aqui, trabalhou como modelo, foi empresária do ramo de iluminação para shows e atuou como corretora de imóveis no Campo Belo durante cerca de 13 anos. Em 2006 morou na Suíça, perto da fronteira com a Itália. Trabalhava numa empresa durante o dia e nos finais de semana fazia bicos num restaurante na cidade italiana de Lugano. Preparava pratos típicos do Brasil.

Em 2018, voltou a Campo Grande e a vontade de trabalhar com gastronomia já era forte – sobretudo depois de ver que uma amiga havia aberto um restaurante. Decidiu voltar a São Paulo e abrir um restaurante especializado em Sobá. Seus amigos, surpresos, logo perguntavam: “Sobá? Ninguém sabe o que é Sobá em São Paulo!”. A resposta dela sempre foi rápida: “Sim, Sobá”. Aliás, foi daí que surgiu o nome do restaurante Sim Sobá.

SERVIÇO

Restaurante Sim Sobá (só Delivery e Take Away)
Rua Zacarias de Góes, 1770 (Campo Belo)
Funcionamento: sexta-feira a domingo, das 18h às 22h
Fone: 2892-0527
Fone/whatsapp: 98696-5212
www.simsoba.com.br
www.facebook.com/simsoba
Instagram: @simsoba

Gostou da nossa matéria “Que tal provar em casa o Sobá, um prato bem diferente?“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.137 outros assinantes