Arquivo da tag: onde tem

Grande ABC cria mais de 8 mil empregos em 2021

O Grande ABC acumula em 2021 a abertura de  8.162 novos postos formais de empregos, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). As informações foram divulgadas pelo Ministério da Economia e organizadas pela Diretoria de Programas e Projetos do Consórcio Intermunicipal Grande ABC.

A região registrou saldo negativo no mês de março de 2021, com o fechamento de 180 postos formais de emprego. Ainda assim, o saldo do mês somado ao registrado em janeiro (+2.277) e fevereiro (+6.065) resulta em saldo positivo no ano, no total de 8.162 novos postos em 2021. O último resultado negativo havia sido em dezembro de 2020 (-1.321).

Seguindo a tendência observada desde o início da pandemia, as movimentações de março atingiram homens e mulheres de maneira diferente. No saldo por sexo, no mês, observou-se saldo negativo para as mulheres (-604) e positivo para os homens (+424).
Em relação às faixas etárias o resultado foi positivo para os mais novos, com destaque para a abertura de 764 vagas para jovens entre 18 e 24 anos.

Sobre o grau de instrução, destaca-se o saldo positivo para aqueles e aquelas com pelo menos o ensino médio completo, com perdas de vínculos para quem tinha escolaridade mais baixa. Apenas dois setores apresentaram saldo positivo no mês: Indústria (+163) e Construção (+899). Já a Agropecuária (-3), Comércio (-309) e Serviços (-930) apresentaram saldos negativos. No acumulado março de 2020 até março de 2021, apenas a Construção registra saldo positivo (+3.164).

O presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, afirmou que, mesmo com o saldo positivo acumulado em 2021, a retomada da economia depende de uma melhora na situação da pandemia.

“A reabertura gradual do comércio deve ajudar a melhorar os resultados da nossa região, mas uma retomada mais consistente depende da vacinação em massa”, disse Paulo Serra.
Clique aqui para acessar o boletim.

Gostou da nossa matéria “Grande ABC cria mais de 8 mil empregos em 2021“?

Grande ABC cria mais de 8 mil empregos em 2021

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.682 outros assinantes

Ponto de vacinação drive-thru contra covid no Atrium Shopping

Santo André passa a contar no próximo sábado (24) com um novo ponto de vacinação contra a Covid-19 em formato drive-thru, no Atrium Shopping, na Vila Homero Thon. Este será o quinto local da cidade a receber estrutura para que os munícipes possam ser imunizados sem precisar sair do carro.

“Mais um drive-thru aberto para otimizar a vacinação em Santo André. Continuamos buscando por mais doses, ampliando e antecipando a vacinação dos públicos prioritários para garantir proteção e cuidado com a nossa gente. A estrutura de mais um local de vacinação, desta vez no Atrium Shopping, nos garante manter com agilidade e eficiência a imunização contra a Covid-19”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Assim como nos outros drive-thrus, é necessário realizar agendamento no site psa.santoandre.br/vacinacovid. A vacinação no Atrium terá início com aplicação de primeira dose em munícipes com 64 anos e profissionais da educação básica com idade superior a 47 anos. 

O Atrium Shopping fica na rua Giovanni Battista Pirelli, 155. O acesso ao drive se dá pela avenida Alexandre de Gusmão, s/nº, no estacionamento do piso G2. Nos dias 24 e 25 de abril, o funcionamento terá início as 8h com horário estendido até as 19h.

“Este é um momento de pensar no coletivo e ajudar no que estiver ao nosso alcance para que a vacinação ocorra de forma organizada e no menor tempo possível. Por isso, ser um dos pontos de vacinação da cidade é uma satisfação para nós”, afirmou a gerente geral do Atrium Shopping, Vanessa Nery.

Os outro quatro drive-thrus da cidade ficam no Paço Municipal (Praça IV Centenário, no Centro), Craisa (acesso no portão 5 pela rua Varsóvia, em Santa Teresinha), Estádio Bruno Daniel (localizado na rua 24 de Maio, na Vila América) e Grand Plaza Shopping (Avenida Industrial, 600, com acesso pelo portão do Centro Empresarial). Todos funcionarão das 8h às 19h até 25 de abril e das 8h às 17h após esta data.

64 anos – A vacinação contra a Covid-19 para munícipes com 64 anos terá início nesta quinta-feira (22) em Santo André. O munícipe deve acessar o site psa.santoandre.br/vacinacovid e verificar data, horário e local disponíveis para fazer o agendamento.

Além dos drive-thrus, o morador tem a opção de agendar a vacinação em uma das nove unidades de saúde da cidade que estão realizando imunização contra o coronavírus: USF Dr. Moyses Fucs, Centro de Saúde Escola, USF Vila Guiomar, USF Jardim Alvorada, USF Cidade São Jorge, USF Vila Luzita, USF Parque Miami, USF Cipreste e USF Recreio da Borda do Campo. Aos finais de semana não é preciso fazer agendamento para ser vacinado nestes locais.

No ponto de vacinação, é obrigatório apresentar documento de identidade e comprovante de residência. Pacientes que estejam passando por tratamento oncológico devem levar, além dos documentos pessoais, uma carta de liberação médica.

No caso de munícipes acamados, a vacina é aplicada em domicílio, com base no cadastro que cada paciente tem nas unidades de saúde. Para esclarecer dúvidas e obter outras informações sobre o cadastramento, além do portal da Prefeitura de Santo André, há também o telefone 0800-4848004.

Solidariedade – O Fundo Social de Solidariedade, presidido voluntariamente pela primeira-dama, Ana Carolina Barreto Serra, está recebendo doações. Quem for se vacinar pode levar 1 kg de alimento não perecível para doar nos drive-thrus. Os itens irão para o Banco de Alimentos, que por sua vez entregará para as famílias de maior vulnerabilidade.

Com informações da Prefeitura de Santo André.

Ponto de vacinação drive-thru contra covid no Atrium Shopping
Atrium Shopping – Foto: Helber Aggio/PSA

Gostou da nossa matéria “Ponto de vacinação drive-thru contra covid no Atrium Shopping“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.682 outros assinantes

A Grande Mentira – O Brasil Sendo Destruído

A resenha de “A Grande Mentira – O Brasil Sendo Destruído” é de autoria de Fito

A silenciosa obra de Ricardo Vélez-Rodríguez vai ganhando espaço organicamente, ponto a ponto, ao explicitar como o patrimonialismo da era PT agarrou o Brasil pelas pernas e puxou para cair de cara.

Demonstrando como o Lula e o PT foram ocupando espaços na máquina pública, destruindo os sistemas de vigilância interna, gerindo como se fosse seu patrimônio particular, tornando-se um superpoder sobre o Legislativo e o Judiciário (este ultimamente tem se tornado uma ditadura sobre tudo e todos), fazendo política externa com base em ideologia comunista, sustentando ditaduras latino-americanas e africanas com dinheiro brasileiro, causando o maior morticínio da história do país.

Se temos algo para lembrar da era Lula, precisamos lembrar destes dois pontos: Lula sustentou genocídios em países (Cuba, Venezuela e Angola são os principais), o que faria de Lula um… genocida? E os homicídios a toneladas que tomaram o país. Como pode viver um Brasil com cerca de cem mil mortes por ano advindas de crimes?

Lula conseguiu ser um ditador latino-americano clássico: distribuiu dinheiro para os mais pobres através de um sistema pessimamente gerenciado, e encheu certos setores de mais dinheiro: mídia, “intelectuais”, formadores de opinião. O padrão da Era Lula é jornal escondendo fatos sobre o ex-presidente. Ou alguém lembra de jornais falando da tentativa de estupro do “menino do MEP”?

O patrimonialismo é um comportamento latino-americano derivado de um feudalismo europeu que veio para cá no descobrimento, junto com as ideias de administração de sesmarias, capitanias e outros sistemas em que alguém se torna “dono” de terra pública. Aqui no Brasil o administrador público está acostumado a gerenciar como se fosse propriedade dele, e não do povo.

A obra se torna mais relevante pelo fato de Ricardo ser um colombiano que mora no Brasil, tendo como enxergar as coisas com “olhos de estrangeiro” e “olhos de nacional” ao mesmo tempo, permitindo uma percepção de outros países na relação com o Brasil sem se ater a paixões típicas de um nacional. Sejam paixões ufanistas, sejam paixões antiamericanas.

A obra finaliza de modo surpreendente. Deixo ao leitor tirar suas próprias conclusões sobre a mesma.

Onde adquirir “A Grande Mentira – O Brasil Sendo Destruído?

Link na Estante Virtual

Gostou da resenha?

A Grande Mentira – O Brasil Sendo Destruído

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que publicadas, ou como desejar. Portanto, confira informações no email recebido.

Além disso, leia mais em Caderno Cultural.

Junte-se a 2.682 outros assinantes

A Obsessão Antiamericana – Inveja Documentada

A resenha de “A Obsessão Antiamericana – Inveja Documentada” é de autoria de Fito

Jean-François Revel documentou algo pouco falado (e pouco criticado) no comportamento francês (quiçá europeu) sobre os EUA: a obsessão que os nacionais da França têm de falar mal dos Estados Unidos da América. Pontuando pesquisas, artigos, notícias de jornal etc., Revel mostra que a mídia francesa, totalmente desassociada da realidade (tal qual o Brasil o é), ocupa-se em criticar os defeitos alheios sem olhar seus próprios defeitos.

Embora a estrutura física do livro deixe a desejar (seja a capa ou a contracapa), o brilhantismo da tradução começa com a apresentação por parte de Meira Penna, que inaugura a obra com sua típica majestade irônica.

A França padece do mesmo problema que outros países: movido pela inveja de ter sido algo grandioso no passado, atira em outrem sem olhar que tem um alvo imenso na testa.

Revel traz os fatos, quais sejam: o antiamericanismo está no tutano da intelectualidade francesa, que ao fingir não ver seus próprios defeitos, aponta os outros. Exemplo perfeito tirado do livro: enquanto a França tinha um desemprego maior que os EUA, criticava o desemprego… nos EUA! Hipocrisia maior não há.

Críticas ao aquecimento global por parte dos EUA é só um dos pontos que os franceses, mergulhados num marxismo nível lixo, tentam desmerecer o país alheio. Ignoram que o vapor de água tem mais influência que o dióxido de carbono. Quero dizer, parecem ignorar.

O que vemos na obsessão antiamericana francesa são décadas (séculos) de marxismo engendrado nas universidades, que formam os “intelectuais”, a mídia e os formadores de opinião. Só podia dar um resultado: burrice e hipocrisia.

Quanto mais socialismo temos, pior ficamos. As universidades o provam, através de algo ainda não documentado: quantas teses anticomunistas foram aprovadas em universidades no Brasil (e na França)? A ausência de teses é a mostra que as universidades nada mais são que campos de aculturação e doutrinação ideológica comunistas, nas quais é proibido pensar.

A solução para o antiamericanismo é ir aos EUA. Lá os imigrantes passam a amar o país que os receberam. Vide cubanos, poloneses, norte-coreanos e venezuelanos.

Onde adquirir “A Obsessão Antiamericana – Inveja Documentada?

Link na Estante Virtual

Gostou da resenha?

A Obsessão Antiamericana – Inveja Documentada

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que publicadas, ou como desejar. Portanto, confira informações no email recebido.

Além disso, leia mais em Caderno Cultural.

Junte-se a 2.682 outros assinantes