PL 3819: Câmara dos Deputados impõe urgência

O projeto de lei (PL 3819) impede abertura de mercado e ameaça 14 mil linhas de ônibus, que atende mais de 2,5 milhões de brasileiros

Na noite de segunda-feira (24 de maio de 2021), entrou na pauta da Câmara dos Deputados o requerimento de urgência para o Projeto de Lei 3019/20, que coloca em risco 14 mil linhas de ônibus que atendem mais de 2,5 milhões de brasileiros e proporcionam mais de 180 mil empregos. Conforme recentes estudos da ANTT, o mercado rodoviário atual se caracteriza oligopólio e monopólio, já que dados públicos mostram que em 66% das linhas há apenas uma empresa atuando. Em 26%, duas empresas. Em somente 8%, há três ou mais. 

Neste sentido, a Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia vê com preocupação as propostas do PL, que vão na contramão da inovação observada em mercados internacionais, como na Alemanha e Estados Unidos, e podem vetar meios de locomoção para 416 municípios e colocar centenas de empregos em risco. A Amobitec entende que, com mais concorrência, é possível garantir produtos e serviços de melhor qualidade a um menor preço para a população por meio de novas tecnologias que reduzem custos, beneficiando diretamente os 52 milhões de brasileiros desassistidos pelo sistema. Sobretudo, a entidade defende que o tema que tem sido debatido na Comissão de Viação e Transportes demanda um debate ainda mais profundo, não sendo o momento de um pedido de urgência.

O requerimento de urgência para o projeto que fecha o mercado de ônibus é de autoria dos deputados Silas Câmara, do Republicanos, aliado de Arthur Lira. Se o pedido passar pela Câmara, a casa terá que analisar o projeto em no máximo de 45 dias. A partir desse prazo, a pauta de votações ficará bloqueada.

Sobre a Amobitec
Fundada em 2018, a Associação Brasileira de Mobilidade e Tecnologia – Amobitec é uma entidade de direito privado, que reúne empresas de tecnologia prestadoras de serviços relacionados à mobilidade de bens ou pessoas, como intermediação de viagens de transporte individual privado, aluguel de equipamentos de micromobilidade, conexão de pessoas com empresas de fretamento coletivo, além de aplicativos de dados de mobilidade urbana.

Gostou da nossa matéria “PL 3819: Câmara dos Deputados impõe urgência“?

PL 3819: Câmara dos Deputados impõe urgência

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.143 outros assinantes

Governo do Estado apresenta projeto do BRT entre Grande ABC e São Paulo

O Governo do Estado apresentou, nesta sexta-feira (7/5), o projeto do BRT-ABC, um sistema de transporte rápido que conectará por meio de ônibus, via corredor exclusivo, os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul a São Paulo.

O total do investimento, que será realizado pela iniciativa privada, é de R$ 859 milhões. O novo modal de transporte metropolitano terá capacidade para transportar 115 mil pessoas por dia.

O projeto foi apresentado pelo governador João Doria e pelo secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, a prefeitos e deputados estaduais com domicílio na região e representantes da Metra, concessionária responsável pela implementação do projeto.

Participaram do encontro os prefeitos de São Bernardo, Orlando Morando, de São Caetano do Sul, Tite Campanella, de Diadema, José de Filippi Júnior, de Mauá, Marcelo Oliveira, o vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, e o secretário-executivo do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Acacio Miranda.

“Estamos muito felizes de assinarmos o projeto do BRT do ABC, que é o primeiro BRT no estado de São Paulo e vai permitir a ligação de áreas importantes do Grande ABC. Uma iniciativa que exigiu estudos, planejamento, análises, para permitir que com essa alternativa, com esse modal, oferecêssemos o menor tempo possível ao menor investimento viável e, principalmente, em um tempo reduzido de implantação”, afirmou Doria.

O projeto do BRT-ABC prevê 18 quilômetros de via expressa, com 20 paradas, três terminais e uma frota de 82 ônibus elétricos, com ar-condicionado, silenciosos e não poluentes, articulado, com 23 metros. O sistema de integração dos municípios da região do ABC com a capital fará o trajeto de ponta a ponta, do terminal São Bernardo ao Terminal Sacomã, na capital, em 40 minutos na modalidade expressa. Além do bilhete expresso que dará a opção do passageiro fazer menos paradas, haverá duas outras opções, tradicional e semiexpressa.

A obra será iniciada após a conclusão do projeto executivo em andamento, com previsão de entrega e operação total em 2023. A empresa Metra terá direito a 25 anos de exploração da concessão.

O sistema se conectará a CPTM, Metrô, Expresso Tiradentes, linhas da SPtrans e ao Corredor ABD. Na Estação Tamanduateí o passageiro terá a opção de acessar a Linha 2-Verde do Metrô ou a Linha 10-Turquesa da CPTM, de lá o passageiro tem a opção de seguir até a estação Sacomã, integrando também ao Expresso Tiradentes.
O secretário-executivo do Consórcio ABC ressaltou que o anúncio do projeto do novo modal era aguardado desde o ano passado, mas acabou sendo adiado devido à pandemia.

“As prefeituras e a população do Grande ABC aguardavam informações detalhadas sobre o projeto do BRT desde 2019, quando o Governo do Estado anunciou a escolha do modal de transporte”, afirmou Acacio Miranda.

Fotos: Governo do Estado de São Paulo

Gostou da nossa matéria “Governo do Estado apresenta projeto do BRT entre Grande ABC e São Paulo“?

Governo do Estado apresenta projeto do BRT entre Grande ABC e São Paulo

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.143 outros assinantes

Vendas de automóveis, comerciais leves e ônibus caem em janeiro

Números divulgados pela Fenabrave, a associação que representa as concessionárias de automóveis, revelam que as vendas de carros e veículos comerciais leves caíram 11,7% no primeiro mês de 2021, na comparação com igual período do ano passado.

No total, foram emplacadas 162 mil, 567 unidades, entre carros de passeio e utilitários leves

Comparando com dezembro, que tradicionalmente é um mês mais aquecido que janeiro, a queda é ainda maior: 30%.

Importante lembrar que os números de janeiro já não contam com a produção de carros pela Ford, que anunciou nos primeiros dias do ano sua saída do País, com fechamento da fábrica em Camaçari, na Bahia, onde montava os modelos Ka e EcoSport, e da unidade em Taubaté, no interior de São Paulo, onde produzia motores e transmissões.

Também houve retração, em janeiro, no mercado de ônibus, que somou 1.324 unidades comercializadas, total quase 40% inferior a  janeiro de 2020 e queda próxima de 15% sobre dezembro passado.

Segundo a Fenabrave, o segmento ainda sofre com os efeitos da pandemia. As restrições de circulação e os cancelamentos de viagens afetaram muito as empresas de ônibus, o que acabou desmotivando a compra de novas unidades.

Já o mercado de caminhões apresenta resultados mais animadores.

As vendas de caminhões iniciaram 2021 em bom ritmo. Em janeiro, foram emplacados 7.262 veículos, alta de pouco mais de 1% na comparação com o primeiro mês de 2020, mas ainda com retração de quase 25%, na comparação com dezembro do ano passado.

Com informações de Rádio2.

Gostou de “Vendas de automóveis, comerciais leves e ônibus caem em janeiro“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Vendas de automóveis, comerciais leves e ônibus caem em janeiro
BRA10. RÍO DE JANEIRO (BRASIL), 04/09/2012.- Fotografía de archivo del 13 de noviembre de 2008 donde se ven cientos de coches importados de las firmas Chrysler, Dodge, Fiat y Citroen en el puerto de la ciudad de Río de Janeiro (Brasil), a la espera de ser puestos a la venta en los diferentes concesionarios de esas marcas en todo el país. Brasil registró en agosto una venta récord de 420.101 vehículos gracias a las reducciones de impuestos concedidas por el Gobierno para incentivar uno de los sectores más afectados por la crisis económica internacional, informó hoy, martes 4 de septiembre de 2012, la Federación de Distribuidores de Vehículos Automotores (Fenabrave). EFE/Marcelo Sayão

Cartão do Idoso é prorrogado até julho; a partir de 65 anos em SP

Decreto publicado na última sexta-feira pelo governo federal afirma que o Cartão do Idoso será prorrogado. A validade da carteira do idoso até julho de 2021.

A medida vale para os documentos já impressos e altera os procedimentos para novas emissões.

O documento é destinado a pessoas com mais de 60 anos de idade que possuem renda igual ou inferior a dois salários mínimos.

Ele é oferecido pelas secretarias de assistência municipais e do Distrito Federal.

O documento também pode ser obtido nas formas impressa ou digital pela página do Ministério da Cidania, no endereço: carteiraidoso.cidadania.gov.br

Com a carteira do idoso é possível viajar de graça em ônibus, trem, metrô ou ter desconto ou isenção da passagem em viagens interestaduais.

Vale lembrar que, em São Paulo, entra em vigor nesta segunda-feira decreto que suspende a gratuidade no transporte público para pessoas com idades entre 60 e 64 anos.

Os cartões que vinham sendo utilizados por esses passageiros serão cancelados.

A partir de agora, a SPtrans só vai fornecer o Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa para quem já tem 65 anos completos e comprove que mora na região metropolitana de São Paulo. 

Em parceria com Rádio2.

Gostou de “Cartão do Idoso é prorrogado até julho; a partir de 65 anos em SP”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Cartão do Idoso é prorrogado até julho; a partir de 65 anos em SP

Sindicato recorrerá por transporte grátis para idosos de 60 anos

A Justiça suspendeu a liminar que garantia a manutenção da gratuidade no transporte público para idosos com mais de 60 e menos de 65 anos na cidade de São Paulo. Porém, sindicato recorrerá por transporte grátis.

Segundo o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Geraldo Pinheiro Franco, a definição de tarifas de transporte é competência do Poder Executivo, e o Judiciário não deve interferir no assunto.

Na última quinta-feira, dia 7, o juiz da 3ª Vara de Fazenda Pública, Luis Manuel Pires, concedeu uma liminar que foi derrubada agora, e que proibia cobrança.

A ação foi movida pelo Sindicato Nacional dos Aposentados e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas. O vice-presidente do Sindicato dos aposentados, Plínio Sarti, prometeu entrar com recurso.

Por enquanto, o que vale é que a partir do dia 1º de fevereiro, os idosos de até 65 anos voltam a pagar pelo transporte público na região metropolitana.

A estimativa da SPTrans é que cerca de 186 mil passageiros nessa faixa etária usem diariamente a gratuidade do transporte. É o caso do mecânico de manutenção aposentado Juarez Martelozo, Ele tem 63 anos e faz bicos como motorista para complementar a aposentadoria de 2 salários mínimos.

A gratuidade para idosos com mais de 65 anos está prevista na Constituição Federal e vale para todo o país. Mas a isenção da tarifa nos trens, metrô e ônibus da capital paulista para quem tem entre 60 e 64 anos foi autorizada pelo ex-prefeito Fernando Haddad, do PT, e estava em vigor desde 2014.

A decisão de suspender o benefício foi anunciada no final do ano passado pelo prefeito Bruno Covas e pelo governador João Doria, os dois do PSDB.

Já os prefeitos das sete cidades da região do ABC, na Grande São Paulo, decidiram nesta terça-feira que, por enquanto, vão manter a gratuidade no transporte municipal.

“Sindicato recorrerá por transporte grátis para idosos de 60 anos” é com informações de Agência Brasil

Gostou da matéria “Sindicato recorrerá por transporte grátis para idosos de 60 anos”?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das notícias, assim que forem publicadas, ou como desejar. Para periodicidade, confira informações no email recebido. Então, aproveite e leia mais sobre a Gratuidade do Bilhete do Idoso.

Sindicato recorrerá por transporte grátis para idosos de 60 anos
Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

Até 31/01 será aceito o Bilhete do Idoso, para abaixo de 65 anos

O Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa (conhecido como Bilhete do Idoso) será aceito pela SPTrans, até o final de janeiro. Esta confirmação vem após medidas extinguindo o benefício para a faixa etária, em comum acordo entre João Doria e Bruno Covas. A publicação se deu em 23 de dezembro.

No intuito de suspender a gratuidade nos transportes municipais para idosos, Bruno Covas revogou lei 15.912 de 2013. Portanto, esta determinava a isenção de pagamento da tarifa nas linhas urbanas de ônibus, para pessoas com idade igual ou maior que 60 anos.

Por outro lado, João Doria revogou decreto 15.187 de 2013, dispondo sobre a gratuidade destas pessoas nos demais meios de transporte. Por exemplo, Metrô, trens da CPTM e os ônibus intermunicipais (EMTU), da Grande São Paulo.

Bilhete do Idoso e informações da SPTrans

Andréa Compri, superintendente de Receita e Remuneração da SPTrans, divulgou esta informação na reunião do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito.

bilhete do idoso
Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

Perguntada sobre a possibilidade de bloqueio do bilhete do idoso no dia primeiro de janeiro de 2021, Andréa afirmou: “não, ele não trava. Ele vai travar no final do mês de janeiro, depois de finalizar o período de transição, depois de ser feita toda a transição e todo o treinamento quanto à troca do bilhete”.

Estimativas para 2021

A reunião se deu por meio virtual. A previsão de redução em 5,8% no custo por passageiro de ônibus na capital paulista. Nesse sentido, com o fim da gratuidade para idosos entre 60 e 65 anos, segundo a SPTrans. Como resultado, o valor representa recuo de R$ 0,44.

Nesse sentido, a expectativa da prefeitura de São Paulo é reduzir gradualmente os subsídios para o transporte. Ao passo que alcançaram R$ 3,29 bilhões do início do ano até 21 de dezembro de 2021.

Assine nossa Newsletter, e receba em primeira mão as novas publicações, como esta sobre o Bilhete do Idoso.

Ônibus de SBC serão desinfetados com novo sistema de nebulização

Segundo empresa, trabalho é feito na higienização noturna e efeito tem duração de 72 horas

ADAMO BAZANI

A empresa BR7 Mobilidade, que opera todas as linhas municipais de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, informou nesta sexta-feira, 09 de outubro de 2020, que adotou recentemente um novo sistema de nebulização para desinfetar os ônibus.

Os trabalhos são realizados na limpeza noturna, quando os veículos já estão recolhidos na garagem, e consiste na aplicação de um produto químico, semelhante aos usados nos hospitais, que pode neutralizar por 72 horas a ação de micro-organismos, entre os quais o novo coronavírus, causador da Covid-19.

O diretor técnico da Energis 8 Soluções em Higiene Profissional, empresa que fez uma parceria com a BR7 Mobilidade, Felipe Oliveiros, diz que com o produto, mesmo que uma pessoa infectada encoste nas superfícies internas do ônibus, como os apoiadores de mãos, o risco de contágio é reduzido.

“Caso alguém esteja contaminado pelo coronavírus ou por qualquer outro tipo de doença e entre em contato com as superfícies nas quais o produto foi aplicado, esta pessoa não irá transmitir qualquer tipo de vírus, bactérias ou fungos para o local”, garantiu por meio de nota.

O desinfetante é o Nippo-Bac Plus que, segundo a fabricante Nippon Chemical, possui três princípios ativos que, associados, impedem que as superfícies sejam contaminadas pelo novo coronavírus, além de outras bactérias e fungos.

Na mesma nota, a diretora executiva da BR7 Mobilidade, Milena Braga Romano, disse que desde o início da pandemia, outras ações estão sendo tomadas pela empresa para aumentar a segurança sanitária nos ônibus.

Nossa prioridade é que os passageiros se sintam seguros e, para isso, precisamos garantir que o transporte público não seja um fator de risco. Desde o início da pandemia, empregamos diversas ações e cuidados por meio de um protocolo de segurança, que segue todas as recomendações dos principais órgãos de saúde internacionais” , afirmou.

Entre as medidas informadas pela empresa na nota estão a demarcação do distanciamento de 1,5 m com adesivos no chão dos terminais e a abertura de todas as janelas antes do início das viagens é outro item muito importante do protocolo, uma vez que proporciona maior circulação de ar dentro dos veículos.

“Quando o ônibus está em movimento, a renovação do ar supera em mais de 60% os índices mínimos estabelecidos por normas, tornando-se menos arriscado que outros ambientes”, afirmou Milena Braga Romano na nota.

Os motoristas receberam máscaras e álcool em gel e a temperatura dos funcionários é medida diariamente.

A empresa também disse estimular o uso da bilhetagem eletrônica, por meio do “Cartão Legal”, para reduzir a manipulação e circulação de dinheiro.

Fonte: Diário do Transporte

R&D Transportes compra 8 modelos Constellation Robust

Caminhões foram comercializados pela Apta Caminhões e Ônibus, de São Bernardo do Campo

A R & D Transportes, que atua no segmento de cargas rodoviárias, acaba de receber oito unidades do caminhão Constellation Robust. Comercializados pela Apta Caminhões e Ônibus, de São Bernardo do Campo, os modelos estão equipados com carrocerias baú em alumínio.

Dos modelos adquiridos, três unidades são do Constellation 17.190 Robust e cinco do Constellation 17.260 Robust para o transporte de mercadorias compradas via e-commerce entre as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória. A empresa opera nas regiões Sudeste, Sul e parte do Centro-Oeste do Estado atendendo os ramos Químico, Hospitalar e Vestuário, entre outros.

Os modelos que compõem a linha Constellation Robust de caminhões vocacionais Volkswagen são veículos sob medida para as mais diversas aplicações, força e resistência consagradas para o trabalho pesado. De acordo com a fabricante é o pacote ideal para quem precisa de um caminhão com durabilidade e baixo custo de investimento. Outras informações sobre a linha, basta acessar: http://www.aptacaminhoes.com.br/caminhoes-robust/

Concessionária – A Apta Caminhões e Ônibus é uma das mais modernas concessionárias de caminhões e ônibus da rede MAN Latin America/ Volkswagen. Possui unidades estrategicamente bem localizadas às margens da Rodovia dos Imigrantes, uma no planalto no Km 26 na junção com o Rodoanel e outra na Baixada Santista no KM 64. As concessionárias atuam com uma linha completa e sua estrutura se divide entre vendas de caminhões e ônibus, novos e usados, além de peças e assistência técnica. A Apta atende 39 municípios da Grande São Paulo e 11 do litoral paulista.

ATUAL IMAGEM COMUNICAÇÃO
Fale Conosco | (11) 4332-9697
contato@atualimagemcomunicacao.com.br

Atendimento à Imprensa
Niceia Freitas | (11) 99849-1965
niceia.climaco@gmail.com

Isadora Climaco | (11) 97354-8532
isadoraclimaco@gmail.com