Palmeiras revive sonho pelo Mundial, 21 anos depois

O Palmeiras está em Doha, capital do Catar, para lutar pelo título Mundial de Clubes. Palmeiras revive sonho do título.

Em 1999, o time comandado por Felipão quase chegou lá. A equipe que tinha Alex, o colombiano Asprilla, o paraguaio Arce e Júnior Baiano não superou o Manchester United. O gol dos ingleses nasceu de uma falha de um dos maiores ídolos do clube, São Marcos, assim chamado pelos palmeirenses. A camisa 21 do goleiro foi imortalizada e ninguém mais a usa.

Coincidentemente, 21 ano depois, no ano 21 do século XXI, o Palmeiras está novamente na briga por um Mundial. O primeiro passo para levantar este título é vencer o Tigres do México ou o Ulsan da coreia do sul. Eles jogam nesta quinta-feira (4), e um dos dois vai enfrentar o time brasileiro, que estreia domingo (7) na competição.

Na outra chave, se a lógica prevalecer, o que nem sempre acontece no futebol, o Bayern de Munique deve chegar à final. Os alemães já venceram três vezes este torneio. A primeira delas em 1976, derrotando o Cruzeiro.

Os bávaros repetiram o feito em 2001 e 2013. O mundial para o Bayern não é uma obsessão, mas tampouco uma taça a ser desprezada. A equipe de Muller, do arqueiro Neuer e do melhor jogador do mundo, Lewandowsk, venceu tudo o que disputou até agora. Ganhar no Catar representa o status de melhor do mundo e a coroação de uma temporada perfeita.

Nos últimos anos, o abismo entre times europeus e sul-americanos aumentou demais. Nas últimas 16 edições dos mundiais, as equipes do Velho Continente ganharam em 12 ocasiões.

No futebol nada é impossível e todo mundo sabe, que o verde é a cor da esperança.

Com Agência Brasil.

Gostou de “Palmeiras revive sonho pelo Mundial, 21 anos depois“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Palmeiras revive sonho

A grande final da Libertadores, amanhã, entre Palmeiras e Santos

Falta pouco para aquele que pode ser chamado de o jogo do século, no futebol brasileiro. A grande final da Libertadores.

Neste sábado, cinco da tarde, no horário de Brasília, o Palmeiras, campeão em 99, e o Santos, que ficou com a taça em 62,63 e 2011, decidem quem leva o título da Libertadores 2020.

Em caso de empate durante os 90 minutos, no duelo no Maracanã, haverá prorrogação e depois pênaltis.

É a terceira vez na história que a final da Libertadores reúne dois clubes brasileiros. Porém, pela primeira vez, a decisão será um clássico.

Nas outras duas, o São Paulo venceu o Athletico-PR e perdeu para o Inter.

A poucas horas de a bolar rolar e com o tradicional mistério sobre as escalações, uma das principais missões dos treinadores é controlar a ansiedade dos atletas.

Para Cuca, talvez seja mais difícil, uma vez que o time do Santos é cheio de garotos.

Questionado sobre o peso do lado psicológico, na final, ele deixou claro que ter a cabeça no lugar faz toda a diferença e afirmou que a equipe está pronta:

Já para o palmeirense Abel Ferreira, os jogadores devem desfrutar o momento e saber que é melhor a pressão de estar na final do que a tranquilidade de quem vai acompanhar o jogo do sofá:

Vale lembrar que o campeão da Libertadores não terá muito tempo pra fazer festa, não.

Logo na sequência, será preciso viajar para a disputa do Mundial Interclubes, no Catar, com a estreia de Santos ou Palmeiras já no dia sete, domingo que vem, contra Tigres, do México, ou Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul.

Em parceria com Rádio2.

Gostou de “A grande final da Libertadores, amanhã, entre Palmeiras e Santos”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

A grande final da Libertadores

Campeonato Brasileiro jogos de ontem, leia a análise

Atlético-MG volta a vencer e se mantém firme na briga pelo título.

Depois de empatar com o Grêmio e perder para o Vasco, na semana passada, o Galo ontem bateu o Santos por 2 a 0, em casa, em jogo atrasado da rodada 28, com dois gols de Savarino.

O Atlético se aproveitou que a cabeça do Peixe está na final da Libertadores, no sábado, o que fez o técnico Cuca escalar um time reserva, cheio de garotos.

Agora, o Galo tem 57 pontos, em terceiro, cinco a menos que o líder Internacional.

Para o técnico Jorge Sampaoli, a equipe está, sim, na briga. Ele, porém, alerta que o Atlético precisa focar no próximo jogo. E que, se o time conseguir ser regular, é possível que chegue até o topo da tabela:

Sonora

Adversário do Santos na final da Libertadores, o Palmeiras também entrou em campo ontem para um jogo atrasado, esse da primeira rodada, contra o Vasco, no Allianz Parque; e também poupou jogadores.

Só que o time carioca não conseguiu se aproveitar disso como fez o Atlético-MG.

Placar final: 1 a 1, resultado ainda assim comemorado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, pela qualidade do adversário e pelo fato de a partida ter sido na casa do rival.

Com seis jogos à frente da equipe e mais seis pela frente, pra tentar livrar o Vasco do rebaixamento, ele também falou em regularidade.

Disse que será difícil que ela seja alcançada em tão pouco tempo, mas avaliou que o time está em evolução:

Sonora

O Vasco, nesse momento, está quatro pontos à frente do Bahia, primeiro time do Z4, mas que tem um jogo a menos, a ser disputado amanhã, contra o Corinthians.

Com informações de Rádio2.

Gostou de “Campeonato Brasileiro jogos de ontem, leia a análise”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Desenvolvimento Sustentável.

Campeonato Brasileiro jogos de ontem, leia a análise
O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Germán Cano, do CR Vasco da Gama, durante partida válida pela trigésima terceira rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Corinthians joga mal, hoje tem Palmeiras e Santos em campo

Corinthians joga mal, em Itaquera, e é derrotado pelo Red Bull Bragantino por 2 a 0.

Os gols da partida, que fechou a rodada 32, foram marcados por Helinho, ex-São Paulo, e Claudinho, que já passou pelo Timão.

Com o resultado, o sinal de alerta acendeu no Corinthians.

Isso porque a equipe caiu duas posições, para o décimo lugar, com 45 pontos, e se afastou da zona de classificação para a Libertadores 2021.

O Grêmio, última equipe do G6, tem seis pontos a mais que o Timão.

O Corinthians ainda pode torcer para o G6 virar G8. Mas, aí, teria que disputar as vagas com Santos, Fluminense, Ceará e até com o Red Bull Bragantino, que chegou aos 44 pontos, em décimo primeiro, e colou no Timão.

Já nesta terça-feira, Santos e Palmeiras entram em campo para partidas atrasadas do Brasileirão e pela última vez antes da tão esperada decisão da Libertadores, sábado, no Maracanã.

Como não dá pra tirar os olhos do duelo do fim de semana, a tendência é que os técnicos Abel Ferreira e Cuca poupem alguns atletas, nas partidas de hoje, ambas às oito da noite, no horário de Brasília.

O duelo entre Atlético-MG e Santos, que acontecerá no Mineirão, foi adiado da vigésima oitava rodada.

E vale muita coisa, já que o Galo, se vencer, vai pular do quarto para o terceiro lugar, cinco pontos atrás do líder Internacional.

Enquanto o Peixe pode entrar no G8, algo importante, uma vez que, se não vencer a Libertadores, a equipe pode ficar fora da próxima edição.

Já o duelo entre Palmeiras e Vasco, no Allianz Parque, deveria ter acontecido na primeira rodada.

O Verdão, se perder ou se ganhar, vai continuar em quinto.

Enquanto o Vasco, que é o décimo quinto, pode abrir seis pontos para o Bahia, primeiro time da zona de rebaixamento, e afastar o risco de queda.

Com informações de Rádio2.

Gostou de “Corinthians joga mal, hoje tem Palmeiras e Santos em campo”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia sobre Esportes.

Corinthians joga mal, hoje tem Palmeiras e Santos em campo

Copa do Brasil: Palmeiras x Ceará

Campeão em 1998, 2012 e 2015, o Palmeiras volta a brigar pelo tetracampeonato da Copa do Brasil nesta quarta-feira (11), às 16h30, quando recebe a equipe do Ceará no Allianz Parque (SP) pelo jogo de ida das quartas de final do torneio nacional. Desde o início das fases oitavas de final, o Palmeiras é um do quatro times com 100% de aproveitamento nos dois jogos (venceu o RB Bragantino por 3 a 1 fora e 1 a 0 em casa); também têm aproveitamento máximo até aqui o Flamengo (1 a 0 fora e 3 a 2 em casa contra o Athletico-PR), o Grêmio (duas vitórias por 1 a 0 sobre o Juventude) e o Internacional (triunfos por 2 a 1 sobre o Atlético-GO). Vale destacar que o Vozão já foi adversário do Palmeiras em três ocasiões pela Copa do Brasil: foi uma classificação do adversário (1994, nas oitavas de final) e duas do Maior Campeão do Brasil (1997 e 1998, pelas quartas de final e primeira fase).

Embalado pelas seis vitórias seguidas no retrospecto geral (5 a 0 sobre o Tigre-ARG pela Libertadores, 3 a 0 sobre o Atlético-GO pelo Brasileiro, 3 a 1 sobre o Red Bull Bragantino pela Copa do Brasil – ida –, 3 a 0 sobre o Atlético-MG pelo Brasileiro, 1 a 0 sobre o Red Bull Bragantino pela Copa do Brasil – volta – e 1 a 0 sobre o Vasco pelo Brasileiro), o Palmeiras busca a sétima vitória consecutiva na temporada, algo que não acontece desde 2019, quando, entre maio em junho daquele ano, emplacou sequência de dez vitórias – a maior deste século, ao lado de outra imposta entre fevereiro e abril de 2008.

O técnico Abel Ferreira, da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol. (Foto: Cesar Greco)

Em relação à partida anterior contra o Vasco, no último domingo (08), pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Abel Ferreira praticamente repetiu a escalação dos três jogos anteriores (vitórias sobre o Bragantino, duas vezes, pelos jogos de ida e volta da Copa do Brasil – por 3 a 1 e 1 a 0, respectivamente –, e Atlético-MG, pelo Brasileiro, por 3 a 0), com uma mudança pontual no ataque: Gabriel Veron dentre os titulares na vaga que vinha sendo ocupada por Wesley, recém lesionado. Desta forma, o treinador português iniciou a partida no mais recente compromisso do time com Weverton; Gabriel Menino (Marcos Rocha 15’/2T), Luan Garcia, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga (Lucas Lima 25’/2T); Gabriel Veron (Gustavo Scarpa 15’/2T), Rony (Willian 25’/2T) e Luiz Adriano (Danilo 32’/2T).

Para a partida desta quarta-feira (11), aliás, o Verdão não poderá contar com o goleiro Weverton e o meio-campista Gabriel Menino, que vinha jogando por último como lateral-direito, integrados à Seleção Brasileira para a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar de 2022, além do zagueiro Gustavo Gómez e do lateral-esquerdo Matías Viña, que também representam suas seleções nessas Eliminatórias (Paraguai e Uruguai, respectivamente). Outros desfalques certos são o atacante Wesley, que desde o jogo anterior já não estava à disposição do time por lesão, e o zagueiro e meio-campista Felipe Melo, que no último duelo precisou sair aos 34 minutos do segundo tempo – mesmo o Alviverde não tendo mais direito a substituições – após sofrer fratura no tornozelo esquerdo (o camisa 30 passou por cirurgia na última segunda-feira, 09, e sua recuperação se estenderá entre três e quatro meses).

Pré-jogo: Palmeiras x Ceará l Copa do Brasil (Quartas de final – ida)
Data e hora: 11/11/2020 (quarta-feira) l 16h30
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Transmissão: SporTV e Premiere
Suspensos: Não há
Pendurados: Não há
Com a seleção: Weverton e Gabriel Menino (Brasil); Gustavo Gómez (Paraguai); e Matías Viña (Uruguai)