Arraiá Itinerante no Shopping ABC, para animar período Julhino

Músicas típicas, personagens vestidos à caráter e a tradicional pesca premiada remetem logo às festas tão queridas de junho e julho. No Shopping ABC o público é surpreendido com o Arraiá Itinerante durante três fins de semana de julho. Pelos corredores do empreendimento, a trupe de atores dança e brinca com o público em intervenções às 14h, 16h30 e 19h.

Em carrinhos temáticos, a criançada é convidada para se divertir gratuitamente na pesca premiada e sair com um dos brindes especiais. Outra tradição que não pode faltar é o casório. Com muita descontração, casais que passarem pelo evento serão convidados para a cerimônia de ‘amarramento’, com direito a grinalda e buquê para a noiva e chapéu e gravata para o noivo.

As interações têm duração de 40 minutos e circulam pelo empreendimento a fim de evitar aglomerações, respeitando todos os protocolos contra a Covid-19.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Arraiá Itinerante Shopping ABC
Dias 3, 4, 9, 10, 11, 16, 17 e 18 de julho, às 14h, 16h30 e 19h
Evento Gratuito

Shopping ABC
Av. Pereira Barreto, 42, Vila Gilda – Santo André – SP
Telefone: (11) 3437-7222
WhatsApp: (11) 95691-0070
Estacionamento visitantes: Carros 10,00 até 3 horas + 2,00 por hora adicional ou fração

Veja mais sobre o Grande ABC

Gostou “Arraiá Itinerante no Shopping ABC, para animar período Julhino”?

Arraiá Itinerante no Shopping ABC, para animar período Julhino

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.275 outros assinantes

Dia Mundial sem Tabaco: SBOC alerta sobre maiores riscos de câncer e COVID-19

Em 31 de maio é celebrado o ‘Dia Mundial sem Tabaco’, data de conscientização sobre os riscos que o tabagismo acarreta à saúde – entre eles, o surgimento e o agravamento de uma série de tipos de câncer, não apenas do pulmão.

Diante de sua histórica atuação para o controle do tabagismo no Brasil e em meio à pandemia de COVID-19, a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) alerta para os riscos ainda mais elevados de infecção pelo SARS-CoV-2 em fumantes.

Estudos epidemiológicos recentes mostraram que usuários de tabaco têm 34% mais chances de contrair doenças da família influenza, incluindo a infecção pelo novo coronavírus1. Entre adolescentes e jovens adultos, o diagnóstico da doença foi 5 vezes maior entre usuários de cigarros eletrônicos e 7 vezes maior entre aqueles que combinam essa opção com o cigarro de papel2. Além disso, de todos os casos de câncer de pulmão no Brasil, 90% são causados pelo tabagismo.

Segundo a presidente da SBOC, Dra. Clarissa Mathias, o maior risco de infecção ocorre porque o pulmão do fumante apresenta áreas inflamadas, causadas pelo uso do tabaco. “A fumaça e as toxinas do cigarro possuem efeito imunossupressor, ou seja, são responsáveis por uma maior vulnerabilidade a infecções por vírus e bactérias. Essas inflamações também são um fator de risco para complicações e agravamento da COVID-19”, explica.

Além dos riscos em relação ao coronavírus, o consumo do tabaco traz diversos prejuízos ao organismo. “O tabagismo é o maior responsável pela grande incidência de câncer de pulmão no Brasil: cerca de 90% dos casos são causados pela substância. Atualmente, ele é um dos tipos mais letais entre homens e mulheres, chegando a atingir uma taxa de mortalidade de 13 e 11%, respectivamente”, adverte Dra. Clarissa.

Outros tipos de câncer também podem ser desenvolvidos em fumantes, como o de bexiga, cabeça e pescoço e pâncreas. “O tabaco ainda é responsável pela redução da cicatrização, envelhecimento precoce e doenças coronarianas e vasculares”, complementa.

De acordo com a presidente da SBOC, especialista em tratamento de pacientes com câncer de pulmão, o grande desafio para o tratamento do câncer neste órgão é o diagnóstico precoce. “Normalmente, os sintomas aparecem quando o tumor já está em estágio avançado, como falta de ar excessiva, tosse persistente, dor no peito, escarro com sangue, pneumonia ou bronquite recorrente, perda de peso, entre outros.

Por isso é tão importante que haja a implantação de programas de rastreamento da doença, que conta com exames simples de radiografia e tomografia de tórax. Com o diagnóstico precoce é possível reduzir o risco de morte do paciente em 20%”, explica. As recomendações para a realização dos exames de rastreamento são, majoritariamente, para pessoas acima dos 55 anos com histórico tabagista, ou seja, que sejam fumantes ou que não tenham fumado nos últimos 15 anos.

Dia Mundial sem Tabaco e pesquisas na área

Recentemente, houve avanços representativos no tratamento de pacientes com câncer de pulmão. “Duas conquistas muito importantes foram o desenvolvimento da imunoterapia, medicamentos que estimulam o sistema imunológico a para reconhecer e destruir células cancerígenas de forma mais eficaz; e da terapia alvo, que ataca especificamente essas células, provocando poucos danos àquelas ainda saudáveis. Ambos os tratamentos podem melhorar e prolongar a vida do paciente em muitos anos”, declara Dra. Clarissa.

A mensagem da SBOC para a prevenção do câncer de pulmão, e dos demais tipos que podem ser desenvolvidos por meio do tabagismo, é para que haja a redução ou interrupção do consumo da substância. “Os cigarros, tanto o de papel como o eletrônico, possuem toxinas que viciam seus usuários, por isso é importante evitar o início do uso, cortando a possibilidade de dependência”, recomenda Dra. Clarissa.

Ademais, a entidade reitera a importância da vacinação contra a COVID-19 em pacientes oncológicos, classificados como grupo de risco para complicações causadas pelo coronavírus, com risco de óbito por volta de 26%, muito acima do que na população geral, que fica entre 2 e 3%3. Por isso, todos podem e devem ser vacinados, exceto aqueles que apresentam algum tipo de reação alérgica aos insumos da vacina.

Serviço

Guia de Vacinação para Pacientes Oncológicos

Infográfico: Tabagismo e Câncer de Pulmão

Referências

  1. Lawrence H, Hunter A, Murray R, Lim WS, McKeever T. Cigarette smoking and the occurrence of influenza—-systematic review. J Infect. 2019;79:401—6, http://dx.doi.org/10.1016/j.jinf.2019.08.014.
  2. Gaiha SM, Cheng J, Halpern-Felsher B. Association between youth smoking, electronic cigarette use and coronavirus disease 2019. J Adolesc Health. 2020;67:519—23, http://dx.doi.org/10.1016/j.jadohealth.2020.07.002.
  3. Rüthrich MM, Giessen-Junt C, Borgmann S, et al.COVID-19 in cancer patients: clinical characteristics and outcome-an analysis of the LEOSS registry.Ann Hematol 2020; Online ahead of print. Doi: 10.1007/s00277-020-04328-4

SOBRE A SBOC – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ONCOLOGIA CLÍNICA

A Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) é a entidade nacional que representa mais de 2,4 mil especialistas em oncologia clínica distribuídos pelos 26 estados brasileiros e o Distrito Federal. Fundada em 1981, a SBOC tem como objetivo fortalecer a prática médica da Oncologia Clínica no Brasil, de modo a contribuir afirmativamente para a saúde da população brasileira. É presidida pela médica oncologista Dra. Clarissa Mathias, eleita para a gestão do biênio 2019/2021.

Gostou da nossa matéria “Dia Mundial sem Tabaco: SBOC alerta sobre maiores riscos de câncer e COVID-19“?

Dia Mundial sem Tabaco
Dia Mundial sem Tabaco. Foto de Anna Shvets no Pexels

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.275 outros assinantes

Dia Mundial da Terra: Os ecossistemas locais e nossa rotina

Rodrigo Berté* é autor de Dia Mundial da Terra: Os ecossistemas locais e nossa rotina

Em um protesto contra as emissões atmosféricas e a poluição no mundo, o senador dos Estados Unidos Gaylord Nelson levou como pauta ao senado a criação de um dia especial para se pensar no planeta, na Gaia, a “teia da vida”. A data: 22 de abril de 1970, esta então se tornou o Dia Mundial da Terra.

Ao longo da sua existência o planeta Terra já sofreu muitas mudanças, e ainda vem sofrendo. As mudanças passadas – já muito distantes do nosso tempo – não tinham o reflexo da ação humana como vemos e sentimos atualmente. A pressão que o homem exerce negativamente sobre o planeta vem aumentando ao longo dos anos, e mais do que as comprovações disso ao alcance da vista, há diversos levantamentos. Um dos dados mais marcantes está na pesquisa apresentada por cientistas israelenses, um registro preocupante apresentado na revista científica The Nature sobre a quantidade muito maior de objetos (de massa antrópica) produzida pelo homem, em comparação à quantidade de massa natural.

Também a Organização das Nações Unidas realizou um estudo denominado “VISÃO 2050”. O documento indica, por meio de gráficos, os desafios da sustentabilidade com a pegada ecológica de cada país e a pressão sobre o planeta. A partir dele percebe-se que devemos urgentemente estabelecer um novo padrão de vida e de consumo que seja sustentável, com a inserção do hábito de reutilizar materiais, em especial aqueles oriundos da matéria-prima natural, bem como racionalmente utilizar os recursos da natureza.

O Brasil, por sua vez, necessita urgentemente de políticas públicas mais “claras” sobre a proteção ambiental e, em especial, políticas voltadas para cada importante ecossistema que possui. Defendo que o território nacional deve ser mapeado pela diversidade ecológica e por ações que se diferenciam de região por região. O olhar para o ecossistema local, para as comunidades etnoecológicas, para a diversidade e para a proteção devem garantir a conservação de nossos recursos naturais preciosos. E há outra necessidade, a de descentralizar os órgãos de proteção ambiental nos âmbitos municipal, estadual e federal, a fim de garantir que as licenças emitidas não sejam irregulares, ou que venham com “carteirada” política.

Para um planeta sustentável convido todos a, nesse Dia Mundial do planeta Terra, fazer um importante exercício de reflexão e de inserção de algumas dicas no dia a dia de todos nós: (1) evitar o desperdício de água, de alimentos, de recursos; (2) comprar de forma sustentável e aliada aos programas da agricultura familiar; (3) trocar produtos entre as pessoas, estimulando o consumo consciente; (4) destinar adequadamente o lixo, ou no mínimo evitar aumentar sua quantia. O ideal é gerar uma quantidade menor do que a dos dias atuais; (5) plantar, plantar e plantar muitas árvores; (6) ter compaixão e empatia com o semelhante, ensinando sempre que possível; (7) e denunciar os crimes ambientais.

Há muitas outras ações necessárias também – e que somam muito mais do que sete dicas –, porém se cada um fizer o seu papel na sociedade sustentável que almejamos, estaremos exercendo a cidadania ideal e olhando para o nosso futuro comum, o futuro do nosso planeta.

(*) Rodrigo Berté é Ph.D em Educação e Ciências Ambientais, e diretor acadêmico do Centro Universitário Internacional UNINTER 

Gostou da nossa matéria “Dia Mundial da Terra: Os ecossistemas locais e nossa rotina“?

Dia Mundial da Terra
Rodrigo Berté
Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.275 outros assinantes

O Dia Mundial da Paz

O Dia Mundial da Paz é celebrado todos os anos na data de 1º de janeiro, tendo sido uma criação vinculada ao catolicismo. No ano de 1967, o então Papa Paulo VI proclamou uma mensagem na qual foi estabelecida essa data comemorativa, com o objetivo de promover o sentimento da paz pelo mundo, então marcado pela Guerra Fria e pela instabilidade bélica.

Mas parou por aí? Não mesmo. O primeiro dia do ano inicia com paz para que se busque manter esta paz pelos próximos 364 dias posteriores. Também chamam de Dia da Fraternidade Universal para lembrar que os seres humanos são irmãos dividindo o mesmo planeta, e que os atos de uns influenciam, para o bem ou para o mal, a vida dos outros.

Dia Mundial da Paz

Temos sempre que lembrar das nossas necessidades para com o próximo, nosso irmão, que precisa das mesmas coisas que nós: se sentir amado, respeitado, protegido, aceito. Essa Paz tão faltante é o elemento de coesão entre os indivíduos que convivem neste mundo já bastante turbulento.

A Regra de Ouro da convivência humana é “devemos fazer pelo outro o que queremos para nós”. Comece, sem esperar pelos outros, a fazer o bem que você deseja. Ao acordar, já coloque seu objetivo: como posso ajudar os outros?

Aproveite o primeiro dia do ano, que está às portas, para realizar o desejo humano maior: faça o bem, e viva satisfeito em fazê-lo.

Gostou de “O Dia Mundial da Paz“?

Então, assine nossa Newsletter. Não deixe de comentar logo abaixo também.

A cultura do cuidado como percurso de paz” é o tema do Dia mundial da paz 2021 . No link, o texto publicado pelo Vaticano, de autoria do Papa Francisco. Em resumo, o pontífice expressa que todos estamos remando juntos no mesmo barco. Aliás, cujo leme é a dignidade da pessoa e a meta, uma globalização mais humana.

A equipe do Jornal Grande ABC deseja 2021 repleto de felicidades, realizações e superação, após este 2020 turbulento.

Mega da Virada 2020 terá prêmio de R$300 milhões

Você pode apostar valores a partir de R$ 4,50. Confira as chances de acertar os números da mega da virada 2020.

Anote aí. 31 de dezembro, 20h, a Mega da virada 2020 premiará sortudo (ou sortudos) que acertar as seis dezenas. Ao menos, R$ 300 milhões. Afinal, a Caixa Econômica Federal afirma que o sorteio não acumula, alguém ganhará. Porém, caso de ninguém acertar todos os números, o prêmio será dividido entre os apostadores que acertarem cinco dezenas, e assim por diante, até aparecer um ganhador.

Ano passado, 4 pessoas dividiram prêmio superior a 304 milhões da Mega da Virada. Veja até quando fazer a aposta, as chances de ganhar na Mega da Virada e também como retirar o prêmio.

Até quando pode apostar na Mega da Virada?

As apostas da Mega da Virada serão aceitas até 17h da próxima quinta-feira (31) em casas lotéricas, pelo portal Loterias Online, pelo aplicativo Loterias Caixa para iOS. Além disso, os correntistas do banco também conseguem realizar as apostas através do Internet Banking Caixa.

Quais as chances de ganhar na Mega da Virada 2020?

Segundo a Caixa Econômica Federal, quanto mais números o apostador marcar, maior o valor da aposta, e também as chances de ganhar o prêmio da Mega da Virada. Todavia, a aposta mínima de seis dezenas custa R$ 4,50. A aposta mais cara por exemplo, de 15 dezenas, custa R$ R$ 22.522,50.

Se você optar por jogar uma dezena a mais (custo de R$ 31,50), a probabilidade de vencer na Mega da Virada aumentam. Então, sendo de uma em 7.151.980. Por fim, quem pagar mais de R$ 22,5 mil na aposta, com 15 dezenas, terá uma chance em 10.003 de acertar todos os números e se tornar milionário. 

Além disso, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário da Mega da Virada, com a aposta simples, é de uma em 50.063.860, conforme divulga a Caixa Econômica Federal.

Ganhei! Como recebo o meu prêmio?

A retirada do prêmio da Mega da Virada pode ser feita em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da Caixa Econômica Federal. Entretanto, no caso de prêmio líquido superior a R$ 1.332,78 (sem descontos, R$ 1.903,98), o dinheiro só pode ser retirado nas agências da Caixa.

Vale lembrar que os valores que foram iguais ou acima de R$ 10 mil são pagos após dois dias da apresentação do bilhete da aposta na agência da Caixa. O(s) ganhador(es) da Mega da Virada possuem até 90 dias, a partir da data do sorteio da Mega da Virada, para retirar a premiação.

Jornal Grande ABC

Mega da Virada 2020

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 2.275 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!