Governo de SP anuncia auxílio de R$ 300 a parentes de vítimas da COVID-19

Com investimento de mais de R$ 20 milhões, Governo de SP anuncia o auxílio SP Acolhe, que é um dos benefícios do Bolsa do Povo

O Governador João Doria lançou nesta terça-feira (29) o programa SP Acolhe, que vai oferecer auxílio mensal de R$ 300 a famílias vulneráveis que perderam ao menos um integrante do núcleo familiar por COVID-19 desde o começo da pandemia. Este é um dos benefícios do Bolsa do Povo, maior programa de proteção social já anunciado pelo Governo de São Paulo.

“O nosso Governo é um Governo humano, que se dedica e prioriza todas as suas ações aos mais pobres. É um programa inédito no Brasil, que vai atender até dezembro famílias que tiveram seus entes perdidos para a COVID-19 “, disse Doria.

A iniciativa vai beneficiar famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários-mínimos que tenham perdido ao menos um familiar vítima de COVID-19, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente, desde que a morte tenha ocorrido dentro do núcleo familiar. O programa considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar (uma única pessoa), com filhos de todas as idades.

O programa vai beneficiar 11.026 famílias em todo o estado, com 11.143 auxílios, totalizando repasse estadual de R$ 20 milhões. O benefício de R$ 1,8 mil será pago em seis parcelas mensais de R$ 300, entre os meses de julho e dezembro de 2021.

“Esta é mais uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, sob a liderança do Governador João Doria, para o enfrentamento dos desafios impostos pela pandemia de COVID-19, amparando a população em maior fragilidade social”, afirmou a Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Vale Gás e Bolsa do Povo

O anúncio deste novo auxílio é feito menos de quinze dias após o lançamento do Vale Gás, programa de transferência de renda para mais de 100 mil famílias em situação de vulnerabilidade social do estado de São Paulo que vai pagar três parcelas de R$ 100, entre os meses de julho e dezembro de 2021, para a compra de botijões de gás de cozinha. Tanto o Vale Gás como o SP Acolhe são benefícios incorporados ao Bolsa do Povo.

Nele também estão os programas Renda Cidadã, Via Rápida, Bolsa-Trabalho, Ação Jovem, Bolsa Talento Esportivo e o auxílio-moradia emergencial (Aluguel Social). Também estão previstas contratações de mães e pais nas escolas, além de agentes de apoio para os serviços de saúde.

O Bolsa do Povo vai pagar benefícios de até R$ 500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios de São Paulo. O portal do Bolsa do Povo, desenvolvido pela Prodesp – a empresa de tecnologia do Governo do Estado -, pode ser conferido no site www.bolsadopovo.sp.gov.br.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Governo de SP anuncia auxílio de R$ 300 a parentes de vítimas da COVID-19”?

Governo de SP anuncia auxílio de R$ 300 a parentes de vítimas da COVID-19
Foto: Governo do Estado de São Paulo

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias.

Junte-se a 1.352 outros assinantes

Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André

Cerca de 3 mil famílias de Santo André devem ser beneficiadas pelo Vale Gás, programa lançado pelo Governo do Estado de São Paulo. O programa de proteção social da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado promoverá a transferência de renda para compra de gás de cozinha, destinado às famílias em situação de vulnerabilidade. Os beneficiários do CadÚnico, que não recebem o Bolsa Família, residentes na cidade, devem consultar se têm direito ao Vale, através do site www.valegas.sp.gov.br.

“O programa Vale Gás é muito importante para o nosso município, principalmente neste momento de pandemia. As famílias em situação de vulnerabilidade recebem as cestas básicas, mas às vezes somente o alimento não basta, é necessário também pensar na preparação deste alimento para o consumo. Então o programa chegou em uma boa hora para atender estas pessoas que necessitam de auxílio”, afirmou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

Com investimento total de R$ 30 milhões, o Vale Gás pagará três parcelas de R$ 100 bimestrais, totalizando R$ 300 por família. Serão cerca de 500 mil pessoas beneficiadas no estado, e cada família deve ter renda per capita de até R$ 178, além de possuir inscrição no CadÚnico, sem o recebimento do Bolsa Família.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Os munícipes que desejam saber informações sobre o CadÚnico e outros benefícios, devem procurar o Cras ou Creas mais próximo de sua residência.

Cras

Cras Alzira Franco

Rua Amapola, s/n – Jardim Alzira Franco

Telefone: 4437-2932  /  4474-1928

CRASAlzirafranco@santoandre.sp.gov.br

Cras Centro

Rua Xavier de Toledo, 350 – Centro

Telefone: 4433-4574  /  4433-4567

CRASCentro@santoandre.sp.gov.br

Cras Jardim Cristiane

Rua Martinópolis, 127

Telefone: 4452-2944  /  4429-5127

crascristiane@santoandre.sp.gov.br

Cras Marek   

Rua Eng. Alfredo Heitzmann Jr, s/n – Marek (CEU das Artes)

Telefone: 4474-2712  /  4971-6702                        

CRASmarek@santoandre.sp.gov.br

Cras Vila Luzita

Estrada do Pedroso, 236 – Vila Luzita

Telefone: 4455-8527  /  4452-2305         

CRASVilaluzita@santoandre.sp.gov.br

Cras Recreio

Rua Arara Azul, 1705 – Recreio da Borda do Campo

Telefone: 4457-9880  /  4459-7597

CRASRecreio@santoandre.sp.gov.br

Cras Utinga 

Av. Utinga, 1971 – Vila Metalúrgica

Telefone: 4994-4766  /  4463-5043

CRASUtinga@santoandre.sp.gov.br

Cras Ana Maria

Pç. Venâncio Neto – Av. Nestor de Barros s/n – Jd. Ana Maria (CEU das Artes)

Telefone: 4401-1193

CRASAnaMaria@santoandre.sp.gov.br

Creas

Creas 1: Alameda Gaspar Nogueira, 31 – Bairro Jardim – Santo André
Tel.: (11) 4432-0272 / 4994-5768                                    

CREAS@santoandre.sp.gov.br

Creas 2: Rua Senador Flaquer, 351 – Centro – Santo André                                                                        
Tel. (11) 4433-4585 / 4433-4592 / 4433-4589    

Creas2@santoandre.sp.gov.br

| Texto: Daniele Vieira
| Fotos: Divulgação/Governo do Estado

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André”?

Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias.

Junte-se a 1.352 outros assinantes

Campanha contra a fome em Diadema recebe cestas básicas da UNIFESP

O setor universitário também contribuiu com a campanha “Sua Fome me Incomoda” realizada pela Prefeitura de Diadema. A Universidade Federal São Paulo (Unifesp) doou, hoje, 39 cestas básicas que serão repassadas às famílias que vivem na pobreza e em situação de desemprego, na campanha contra a fome em Diadema.

A entrega dos alimentos aconteceu no Campus Diadema, que fica no centro da cidade, e faz parte da ação Se Cuida Diadema, que a unidade acadêmica realiza desde o ano passado. A atividade tem a contribuição de professores, amigos e funcionários da universidade, e com os valores obtidos são adquiridos produtos não perecíveis. “Os alimentos são distribuídos para famílias de alunos da escola pública de Diadema, funcionários terceirizados e estudantes da própria universidade. Soubemos da iniciativa da Prefeitura e resolvemos colaborar com a campanha”, relata a professora da Unifesp, Susan Pantaroto.

A vice-prefeita e secretária de Assistência Social e Cidadania, Patty Ferreira, ressalta que a campanha “Sua Fome me Incomoda” vem sendo bem acolhida por todos e que as doações permitem que mais famílias no Município recebam alimentos. “Além de um ato solidário, a contribuição da UNIFESP mostra que duas unidades públicas podem se juntar em prol de uma causa que ajuda diminuir o sofrimento alheio,” afirma.

No ato de entrega das cestas, também, estiveram presentes a primeira-dama e presidenta do Fundo Social de Solidariedade, Inês Maria de Filippi, e o secretário de Segurança Alimentar, Gel Antônio. Da UNIFESP participaram o diretor do Campus Diadema, Wagner Batista; o diretor administrativo, João Duarte, e o professor Sérgio Stocco.

A campanha “Sua Fome me Incomoda” acontece desde o último dia 27 de março e em dois meses recebeu 198 toneladas de doações. Deste total, 170 toneladas já foram distribuídas, levando comida para mais de 35 mil moradores de Diadema.

Para saber mais como doar acesse o link:   

http://combateafome.diadema.sp.gov.br/  

Por Iara Santos Luz

Foto Dino Santos

Campanha contra a fome em Diadema recebe cestas básicas da UNIFESP

Mais notícias do Grande ABC

Gostou “Campanha contra a fome em Diadema recebe cestas básicas da UNIFESP”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Visite e conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.352 outros assinantes

Doação de leite materno: Hospital da Mulher de Santo André estimula

Banco de Leite do local possui certificado na categoria ouro em excelência em bancos de leite humano. Confira sobre a doação de leite materno.

No Dia Mundial de Doação de Leite Humano, celebrado em 19 de maio, o Hospital da Mulher “Maria José dos Santos Stein” ressalta a importância deste gesto para garantir a recuperação e qualidade de vida dos bebês internados na UTI Neonatal. Para que essas crianças não fiquem sem o alimento essencial, o estoque do banco de leite humano (BLH) precisa sempre estar em alta, considerando que a demanda é muito grande. Atualmente há 75 litros estocados no BLH, o que representa 75% da capacidade total.

“O leite materno é fundamental para o desenvolvimento da criança. As mães que podem contribuir ajudam muito as mulheres que não produzem a quantidade suficiente para alimentar o bebê. Mais do que cuidado, um gesto de amor que pode ajudar muitas mamães na alimentação de seus filhos”, afirmou a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Ana Carolina Barreto Serra.

A doação de leite beneficia os bebês que estão na UTI Neonatal, pois as mães enfrentam problemas com a produção de leite. Recebendo o leite materno, essas crianças têm mais chances de recuperação já que, além de alimentar, o leite materno garante proteção contra infecções respiratórias, diabetes, alergias e demais patologias.

Toda mulher que está amamentando pode ser uma doadora voluntária e ajudar a salvar a vida de vários recém-nascidos. “Um potinho pode alimentar até dez bebês. A coleta de leite humano sempre foi cercada de muitos cuidados e durante a pandemia o serviço permanece funcionando seguindo todos os protocolos sanitários, proporcionando segurança para a doadora e para o bebê que vai receber o alimento”, explicou a diretora geral do Hospital da Mulher de Santo André, Rosana Pereira Madeira Grasso  

Doadora há cerca de três meses, Priscila Araújo Laurindo, de 35 anos, faz a contribuição semanalmente. “Sinto uma alegria enorme em poder doar. É uma honra fazer parte dessa corrente do bem” comentou.

Mãe de quatro filhos, sendo que os dois mais novos, Catarina, de três anos, e Leonardo, de quatro meses, nasceram no Hospital da Mulher, Priscila Laurindo relata que a rotina de extração do leite varia muito. “Todo dia eu tiro um pouco. Agora que o meu bebê está um pouco maior ele mama mais, então vou fazendo conforme a minha disponibilidade de leite. Às vezes tiro 100 ml de cada mama, às vezes 50 ml, varia bastante. Depois disso eu deixo no congelador até o dia que eles vêm fazer a retirada. Mesmo se você tirar 10 ml você já está ajudando a salvar a vida de uma criança”, explicou.

Como doar – O Banco de Leite Humano do Hospital da Mulher atende de segunda a sexta, das 8h às 18h. Para doar, é preciso ligar no telefone 4478-5048 ou 4478-5027. É realizado um cadastro e agendada uma visita à casa da doadora para o recolhimento do leite. A mãe receberá todas as orientações necessárias sobre extração e armazenagem.

Preparo do leite – Todo o leite doado passa por um processo de pasteurização e é submetido a controles de qualidade antes de ser distribuído aos bebês prematuros e outros bebês que são clinicamente impossibilitados de recebê-lo do seio materno. Há ainda serviços de orientação e tira-dúvidas sobre aleitamento materno.

O hospital também recebe doação de frascos de vidros com tampas de plástico, como os de maionese ou café solúvel – o material é esterilizado e seguro, pois é resistente ao congelamento e descongelamento. Esse processo evita que o leite não perca os seus nutrientes. Também não acumula cheiro e nem resíduos com o uso da tampa de plástico.

Certificado – O Banco de Leite do Hospital da Mulher de Santo André possui o certificado na categoria ouro em excelência em bancos de leite humano, além de também possuir a Certificação de Credenciamento na Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, reconhecendo que a unidade atende as necessidades do Ministério da Saúde em promover a saúde da mulher e da criança.

| Texto: Rafaela Mazarin
| Fotos: Helber Aggio/PSA

Gostou da nossa matéria “Doação de leite materno: Hospital da Mulher de Santo André estimula”?

Doação de leite materno: Hospital da Mulher de Santo André estimula
Doação de leite materno: Hospital da Mulher de Santo André estimula

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.352 outros assinantes