Lucro do FGTS: Saiba quanto, quando e como receber

A distribuição de mais R$ 8 bilhões às contas do FGTS dos trabalhadores foi definida nesta semana. Tal valor corresponde a parte de todo o lucro do FGTS no ano passado, que totalizou R$ 8,5 bilhões.

Vagas de hoje 18 de março 2021

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Conforme dados da Caixa Econômica Federal, serão mais de 160 milhões de contas ativas e inativas dos trabalhadores com direito a receber o lucro. Importante ressaltar que conta ativa diz respeito a conta vinculada ao atual contrato de trabalho e conta inativa diz respeito a contas de empregos anteriores.

A consulta do valor depositado só poderá ser feita após Caixa realizar o depósito. No extrato o lucro do FGTS estará informado como “cred dist resultado ano base 12/2020”.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Todos os trabalhadores que tinham saldo nas contas do FGTS no dia 31 de dezembro de 2020 terão direito de receber parte deste lucro. O valor que cada trabalhador receberá irá depender do saldo que o mesmo tinha em conta. Sendo assim, quanto mais saldo, maior será o valor.

Por exemplo, um trabalhador que tivesse R$ 1.000 na sua conta vinculada do FGTS no final do ano passado receberia R$ 18,60 do lucro apurado pelo fundo.

Confira a tabela de valores a receber

Saldo em 31 de dezembro de 2020Valor que será pago de lucro do FGTS
R$ 1.000R$ 18,60
R$ 5.000R$ 93
R$ 10 milR$ 186
R$ 20 milR$ 372
R$ 50 milR$ 930
R$ 100 milR$ 1.860

Todavia, este lucro do FGTS não poderá ser sacado assim que depositado. A distribuição dos recursos não mudam as regras previstas em lei. Portanto, o saque é possível em determinadas situações, entre elas:

  • Demissão sem justa causa;
  • Fim do contrato por prazo determinado;
  • Aquisição de moradia própria;
  • Aposentadoria.

A exceção será quanto ao saque-aniversário, no qual é permitido anualmente o saque parcial do FGTS. No entanto, é importante lembrar que essa medida é opcional e possui suas próprias regras e condições.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Lucro do FGTS: Saiba quanto, quando e como receber”?

Lucro do FGTS: Saiba quanto, quando e como receber
Crédito: Shutterstock

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso site para o Rio de Janeiro, o Jornal Grande Rio.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André

Cerca de 3 mil famílias de Santo André devem ser beneficiadas pelo Vale Gás, programa lançado pelo Governo do Estado de São Paulo. O programa de proteção social da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado promoverá a transferência de renda para compra de gás de cozinha, destinado às famílias em situação de vulnerabilidade. Os beneficiários do CadÚnico, que não recebem o Bolsa Família, residentes na cidade, devem consultar se têm direito ao Vale, através do site www.valegas.sp.gov.br.

“O programa Vale Gás é muito importante para o nosso município, principalmente neste momento de pandemia. As famílias em situação de vulnerabilidade recebem as cestas básicas, mas às vezes somente o alimento não basta, é necessário também pensar na preparação deste alimento para o consumo. Então o programa chegou em uma boa hora para atender estas pessoas que necessitam de auxílio”, afirmou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

Com investimento total de R$ 30 milhões, o Vale Gás pagará três parcelas de R$ 100 bimestrais, totalizando R$ 300 por família. Serão cerca de 500 mil pessoas beneficiadas no estado, e cada família deve ter renda per capita de até R$ 178, além de possuir inscrição no CadÚnico, sem o recebimento do Bolsa Família.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Os munícipes que desejam saber informações sobre o CadÚnico e outros benefícios, devem procurar o Cras ou Creas mais próximo de sua residência.

Cras

Cras Alzira Franco

Rua Amapola, s/n – Jardim Alzira Franco

Telefone: 4437-2932  /  4474-1928

CRASAlzirafranco@santoandre.sp.gov.br

Cras Centro

Rua Xavier de Toledo, 350 – Centro

Telefone: 4433-4574  /  4433-4567

CRASCentro@santoandre.sp.gov.br

Cras Jardim Cristiane

Rua Martinópolis, 127

Telefone: 4452-2944  /  4429-5127

crascristiane@santoandre.sp.gov.br

Cras Marek   

Rua Eng. Alfredo Heitzmann Jr, s/n – Marek (CEU das Artes)

Telefone: 4474-2712  /  4971-6702                        

CRASmarek@santoandre.sp.gov.br

Cras Vila Luzita

Estrada do Pedroso, 236 – Vila Luzita

Telefone: 4455-8527  /  4452-2305         

CRASVilaluzita@santoandre.sp.gov.br

Cras Recreio

Rua Arara Azul, 1705 – Recreio da Borda do Campo

Telefone: 4457-9880  /  4459-7597

CRASRecreio@santoandre.sp.gov.br

Cras Utinga 

Av. Utinga, 1971 – Vila Metalúrgica

Telefone: 4994-4766  /  4463-5043

CRASUtinga@santoandre.sp.gov.br

Cras Ana Maria

Pç. Venâncio Neto – Av. Nestor de Barros s/n – Jd. Ana Maria (CEU das Artes)

Telefone: 4401-1193

CRASAnaMaria@santoandre.sp.gov.br

Creas

Creas 1: Alameda Gaspar Nogueira, 31 – Bairro Jardim – Santo André
Tel.: (11) 4432-0272 / 4994-5768                                    

CREAS@santoandre.sp.gov.br

Creas 2: Rua Senador Flaquer, 351 – Centro – Santo André                                                                        
Tel. (11) 4433-4585 / 4433-4592 / 4433-4589    

Creas2@santoandre.sp.gov.br

| Texto: Daniele Vieira
| Fotos: Divulgação/Governo do Estado

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André”?

Vale Gás beneficiará 3 mil famílias em Santo André

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Depósito do 13º do INSS começa a ser pago dia 25

A primeira parcela do décimo terceiro do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) começará a ser paga no próximo dia 25. Antecipado para maio, devido a pandemia da Covid-19, depósito do 13º do INSS ocorrerá até 8 de junho. A segunda parcela será paga entre 24 de junho e 5 de julho. 

As datas são distribuídas conforme o dígito final do benefício, começando nos segurados de final 1 e terminando nos segurados de final 0. Elas valem para quem recebe aposentadorias, auxílios e pensões de até um salário mínimo. 

Para quem ganha acima do mínimo, o calendário é um pouco diferente. A primeira parcela será paga de 1º a 8 de junho; e a segunda, de 1º a 7 de julho. Começam a receber os segurados de final 1 e 6, passando para 2 e 7 no dia seguinte e terminando nos finais 9 e 0.

As datas estão sendo informadas no site e no aplicativo Meu INSS. A primeira parcela do décimo terceiro é isenta de Imposto de Renda e equivale à metade do benefício mensal bruto pago pelo INSS. O imposto só será cobrado na segunda parcela.

Calendário para beneficiários que recebem um salário mínimo.

FinalMaio — 1ª parcela do 13ºJunho — 2ª parcela do 13º
125 de maio24 de junho
226 de maio25 de junho
327 de maio28 de junho
428 de maio29 de junho
531 de maio30 de junho
61 de junho1 de julho
72 de junho2 de julho
84 de junho5 de julho
97 de junho6 de julho
08 de junho7 de julho

Calendário para beneficiários que recebem mais de um salário mínimo.

FinalMaio — 1ª parcela do 13ºJunho — 2ª parcela do 13º
1 e 61 de junho1 de julho
2 e 72 de junho2 de julho
3 e 84 de junho5 de julho
4 e 97 de junho6 de julho
5 e 08 de junho7 de julho

Fonte: Brasil 61

Gostou da nossa matéria “Depósito do 13º do INSS começa a ser pago dia 25”?

Depósito do 13º do INSS

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Isenção do IPTU para contribuintes sem melhoramentos onde moram

O IPTU deve ser o imposto mais conhecido do Brasil, pois quase todos os moradores de cidades pagam por ele. No entanto, existem municípios que cobram IPTU indevidamente, pois não há melhoramentos no local em o imóvel se encontra. Logo, deveriam conceder isenção do IPTU para contribuintes sem melhoramentos onde moram.

De acordo com o Código Tributário Nacional, no seu artigo 32, o IPTU é cobrado de todo aquele que é proprietário ou possuidor de um imóvel. Mas é necessário ter pelo menos dois melhoramentos urbanos no local.

Os melhoramentos urbanos devem ser constituídos e mantidos pelo município. Estes melhoramentos são:

1 – meio-fio ou calçamento, com canalização de águas pluviais;
2 – abastecimento de água;
3 – sistema de esgotos sanitários;
4 – rede de iluminação pública, com ou sem posteamento para distribuição domiciliar;
5 – escola primária ou posto de saúde a uma distância máxima de 3 (três) quilômetros do imóvel considerado.

Se o imóvel não tiver pelo menos dois itens acima, não pode ser cobrado IPTU por aquele imóvel. Simples assim!

Não havendo, totalmente legal propor ação judicial para impedir o município de cobrar IPTU e requerer restituição de todos os valores pagos de IPTU dos últimos cinco anos.

Isenção do IPTU para contribuintes sem melhoramentos onde mora

Márcio Pinheiro
Advocacia Tributária
(21) 97278-4345 fito.marcio@gmail.com Site Márcio Pinheiro Advocacia

Gostou de “Isenção do IPTU para contribuintes sem melhoramentos onde moram“?

Então, assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu e-mail. Não deixe de comentar logo abaixo também.

Junte-se a 3.165 outros assinantes

Sobre o IPTU (extraído de Portal Tributário)

Código Tributário Nacional – CTN (Lei 5.172, de 25.10.1966) rege o IPTU em seus artigos 32 a 34. Sua constitucionalidade é prevista no artigo 156, inciso I, da Carta Magna/1988.

FATO GERADOR

O imposto, de competência dos Municípios, sobre a propriedade predial e territorial urbana tem como fato gerador a propriedade, o domínio útil ou a posse de bem imóvel por natureza ou por acessão física, como definido na lei civil, localizado na zona urbana do Município.

Para os efeitos deste imposto, entende-se como zona urbana a definida em lei municipal, observado o requisito mínimo da existência de melhoramentos indicados em pelo menos dois dos itens seguintes, construídos ou mantidos pelo Poder Público:

I – meio-fio ou calçamento, com canalização de águas pluviais;
II – abastecimento de água;
III – sistema de esgotos sanitários;
IV – rede de iluminação pública, com ou sem posteamento para distribuição domiciliar;
V – escola primária ou posto de saúde a uma distância máxima de 3 (três) quilômetros do imóvel considerado.

Volta do auxílio emergencial beneficiaria menos pessoas

Ministério da Economia analisa a volta do auxílio emergencial se a Covid-19 continuar a avançar no País.

Uma das alternativas é que o benefício seja liberado para uma quantidade menor de brasileiros, em parcelas de 200 reais.

O valor é similar ao teto do Bolsa Família.

A volta do auxílio seria promovida no âmbito da Proposta de Emenda à Constituição, a PEC Emergencial, que tramita no Congresso.

O retorno do benefício seria feito por meio de créditos extraordinários, para que os custos não entrem no teto de gastos da União.

Especialistas ouvidos pelo Valor Econômico afirmam que mesmo com a adoção de medidas, o benefício ainda teria um impacto de no mínimo sete bilhões de reais por mês.

Mas por enquanto, a nova fase do auxílio emergencial ainda não está confirmada.

Com informações de Rádio2.

Gostou de “Volta do auxílio emergencial beneficiaria menos pessoas”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email. Aproveite e leia mais notícias do Brasil.

Volta do auxílio emergencial

Gratuidade do Bom Prato até 30/04 para moradores de rua

Além disso, a gratuidade do Bom Prato para jantares e refeições aos finais de semana e feriados serão servidos pela rede até 28 de fevereiro

O Governador de SP determinou a prorrogação da gratuidade das refeições oferecidas na Rede Bom Prato. Os moradores em situação de rua terão direito a gratuidade até o dia 30 de abril. A decisão publicada nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial passa a valer a partir de hoje.

“A prorrogação da gratuidade nas refeições é uma das nossas ações de proteção social para amparar as pessoas em situação de maior vulnerabilidade social”, diz a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes.

A gratuidade nas refeições da Rede Bom Prato para pessoas em situação de rua teve início em junho, mediante cadastramento das Prefeituras e apresentação do cartão com QR Code pelos beneficiários.

Desde o início da pandemia da COVID-19, os 59 restaurantes Bom Prato adaptaram o atendimento. Portanto, passando a servir três refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar) em embalagens descartáveis e para retirada, inclusive aos finais de semana. Por mês, mais de 3 milhões de refeições servidas na rede. Desde então, ao todo mais de 23 milhões de refeições servidas. Além disso, mais de 500 mil servidas gratuitamente para a população em situação de rua cadastrada.

Gratuidade do Bom Prato
Foto: Divulgação

Gratuidade do Bom Prato jantares e finais de semana

Além disso, o Governo de São Paulo prorrogou também a oferta de jantares e refeições nos finais de semana e feriados. A Rede Bom Prato servirá nestes dias até 28 de fevereiro. Critérios técnicos determinarão em quais unidades haverá implantação da medida. Nesse sentido, a demanda e local definirão as escolhas.

O site da Secretaria de Desenvolvimento Social divulgará a relação das unidades e horários de funcionamento

Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo

Até 31/01 será aceito o Bilhete do Idoso, para abaixo de 65 anos

O Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa (conhecido como Bilhete do Idoso) será aceito pela SPTrans, até o final de janeiro. Esta confirmação vem após medidas extinguindo o benefício para a faixa etária, em comum acordo entre João Doria e Bruno Covas. A publicação se deu em 23 de dezembro.

No intuito de suspender a gratuidade nos transportes municipais para idosos, Bruno Covas revogou lei 15.912 de 2013. Portanto, esta determinava a isenção de pagamento da tarifa nas linhas urbanas de ônibus, para pessoas com idade igual ou maior que 60 anos.

Por outro lado, João Doria revogou decreto 15.187 de 2013, dispondo sobre a gratuidade destas pessoas nos demais meios de transporte. Por exemplo, Metrô, trens da CPTM e os ônibus intermunicipais (EMTU), da Grande São Paulo.

Bilhete do Idoso e informações da SPTrans

Andréa Compri, superintendente de Receita e Remuneração da SPTrans, divulgou esta informação na reunião do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito.

bilhete do idoso
Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

Perguntada sobre a possibilidade de bloqueio do bilhete do idoso no dia primeiro de janeiro de 2021, Andréa afirmou: “não, ele não trava. Ele vai travar no final do mês de janeiro, depois de finalizar o período de transição, depois de ser feita toda a transição e todo o treinamento quanto à troca do bilhete”.

Estimativas para 2021

A reunião se deu por meio virtual. A previsão de redução em 5,8% no custo por passageiro de ônibus na capital paulista. Nesse sentido, com o fim da gratuidade para idosos entre 60 e 65 anos, segundo a SPTrans. Como resultado, o valor representa recuo de R$ 0,44.

Nesse sentido, a expectativa da prefeitura de São Paulo é reduzir gradualmente os subsídios para o transporte. Ao passo que alcançaram R$ 3,29 bilhões do início do ano até 21 de dezembro de 2021.

Assine nossa Newsletter, e receba em primeira mão as novas publicações, como esta sobre o Bilhete do Idoso.