Parques temáticos poderão reabrir a partir de 23/09

Atividades de parques ao ar livre podem ser retomadas em regiões que estiverem há 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo.

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (16) a autorização para reabertura dos parques temáticos ao público a partir de 23 de setembro. O aval vale para parques instalados em municípios que estão na fase amarela do Plano São Paulo por 28 dias consecutivos.

“São Paulo concentra, de longe, a maior quantidade de parques e atrações temáticas do país. Também é a maior concentração da América Latina”, afirmou o Governador, em referência ao segmento dos parques temáticos.

A autorização libera a retomada de mais de cem operações, que geram 26 mil empregos diretos e indiretos. Os parques são âncoras do turismo de lazer familiar no interior, como nas cidades de Vinhedo e Itupeva, onde ficam o Hopi Hari e o Wet´n Wild, e Olímpia, que se destaca pelas atrações aquáticas, além de uma concentração natural de atividades na Grande São Paulo.

Os parques poderão operar ao longo de oito horas diárias com 40% da capacidade de público. Os protocolos gerais e específicos continuam valendo: uso obrigatório de máscaras, medição de temperatura, ingressos vendidos antecipadamente e controle de acesso. A fiscalização fica a cargo das prefeituras.

“Os protocolos foram acordados com o próprio setor e seguem os mesmos adotados internacionalmente. A retomada segura substitui viagens ao exterior e internas até que as coisas se normalizam no mundo”, afirmou o Secretário do Turismo, Vinicius Lummertz. Ele ressaltou a importância do setor como propulsor do turismo, que havia, em 2019, sido o maior gerador de empregos em São Paulo. “Foram mais de 50 mil empregos, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).”

Ranking de visitação

O ranking 2019 da organização internacional Themed Entertainment Association aponta que o Termas dos Laranjais, de Olímpia, com 1,84 milhão de visitantes anuais, é o quinto parque aquático mais visitado do mundo e único brasileiro entre os dez mais visitados.

Segundo o levantamento, quatro dos dez parques aquáticos mais visitados da América Latina estão em São Paulo. Além do Termas dos Laranjais, que lidera o ranking regional, aparecem o Magic City Water Park, de Suzano, com 681 mil visitantes, o Thermas Water Park, de São Pedro, com 641 mil, e o Hot Beach, também de Olímpia, com 608 mil — os três tiveram um crescimento acima de 30% no número de visitantes na comparação entre 2019 e 2018.

Evento online promove capacitação em produtos de panificação e confeitaria

Promovido pelo Ital, da Secretaria de Agricultura, seminário será realizado de 5 a 9 de outubro e tem inscrições abertas

A 6ª edição da Semana Tecnológica Cereal Chocotec, que ocorrerá pela primeira vez no formato online, de 5 a 9 de outubro, está com inscrições abertas e é possível conferir a programação completa do evento promovido pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado.

A iniciativa tem o objetivo de oferecer aos participantes cinco dias dedicados à transferência de conhecimento em chocolates, drageados, balas de goma, barras de cereais e de frutas, pão de queijo, farinha de trigo, microencapsulação de alimentos e sustentabilidade em produtos de panificação e confeitaria.

A semana é promovida pelo Centro de Cereais e Chocolate (Cereal Chocotec) do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), com programação pensada para ampliar as oportunidades entre profissionais e dirigentes das indústrias, pesquisadores e estudantes das áreas, além de micro, pequenas, médias e grandes empresas com interesse em se aprimorar e em inovar.

Ao todo, serão oferecidos sete cursos teórico-práticos, além do 2º Seminário Sustentabilidade em Bakery & Confectionery, que contará com palestras da diretora-geral do Ital, Eloísa Garcia, sobre conceitos e aplicação, e da vice-diretora do Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea) do Ital, a pesquisadora Fiorella Dantas, sobre tendências em embalagens.

Certificações

A programação do seminário abrange ainda certificações orgânicas, sustentabilidade ambiental e responsabilidade social, soluções responsáveis de agregação de valor e desenvolvimento de produtos, sendo encerrada por palestra sobre desafios e oportunidades da agricultura orgânica no estado, ministrada pelo diretor e coordenador do Projeto de Agricultura Orgânica da Secretaria, Edwin Montenegro, sucedida por mesa-redonda com a participação de todos os palestrantes.

“Nosso objetivo com a Semana Tecnológica é difundir conhecimento aplicado às tecnologias para os setores de Bakery e Confectionery, trazendo inovações alinhadas às demandas do consumidor e atento às necessidade do mercado”, ressalta a diretora do Cereal Chocotec, Carla Léa de Camargo Vianna Cruz.

“Desde a primeira edição da semana, em 2008, temos buscado acompanhar as novidades adequando-as à realidade da produção. Neste ano, ainda tivemos o desafio de adequar todo o conteúdo para o formato online, que tem como ponto positivo uma maior possibilidade de atingir participantes de diferentes localidades do País, sem a necessidade de deslocamento”, complementa a pesquisadora Marise Bonifácio Queiroz, que coordena o evento com a pesquisadora Izabela Dutra Alvim.

A 6ª Semana Tecnológica do Cereal Chocotec conta com apoio das associações brasileiras Abiad, de indústrias de alimentos para fins especiais e congêneres, Abiam, de indústria e comércio de ingredientes e aditivos, Abip, de indústrias de panificação e confeitaria, Abitrigo, da indústria do trigo, e Abimapi, das indústrias de biscoitos, massas alimentícias, pães e bolos, além da Conexão.f, incubadora de conhecimento da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag). As empresas AAK, Bizerba, Cargill, Carino, GNT, Perkin Elmer e WQS patrocinam a iniciativa.

Sobre o Ital

Localizado em Campinas, no interior do estado, o Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) realiza pesquisa, desenvolvimento, assistência tecnológica e difusão do conhecimento nas áreas de embalagem e de processamento, conservação e segurança de alimentos e bebidas.

Fundado em 1963, vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, o Ital possui unidades técnicas especializadas em carnes, produtos de panificação, cereais, chocolates, balas, confeitos, laticínios, frutas, hortaliças e embalagens, sendo certificado na ISO 9001 com parte dos ensaios acreditados na ISO/IEC 17025.

Por meio do Centro de Inovação em Proteína Vegetal, do Núcleo de Inovação Tecnológica e da Plataforma de Inovação Tecnológica, o Ital estimula alianças estratégicas para inovação e projetos de cooperação. Possui ainda Programa de Pós-Graduação aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Outras informações estão disponíveis aos interessados pelo site www.ital.agricultura.sp.gov.br.

SP: PIB do estado sobe e se aproxima de mesmo nível do período pré-pandemia

Segundo o governador João Doria, “o desempenho da economia de São Paulo é substancialmente melhor do que o desempenho do PIB do Brasil”

O Produto Interno Bruto (PIB) do estado de São Paulo atingiu níveis semelhantes aos do início do ano, quando a pandemia do novo coronavírus ainda não tinha causado impactos negativos na economia. A informação foi dada pelo governador João Doria. 

O crescimento projetado do indicador foi de 2,1% no mês de julho. Nos meses de maio e junho, os índices foram de 4,5% e de 5,5%, respectivamente. Com esses resultados, o PIB da Unidade da Federação chegou a 103,2 pontos. Em janeiro, o PIB atingiu 103,4 pontos.

Segundo Doria, “o desempenho da economia de São Paulo é substancialmente melhor do que o desempenho do PIB do Brasil”. Ele avalia que tal desempenho se deve a um plano de investimentos do governo local para a retomada econômica até 2022, além das medidas de desoneração dos cofres públicos.

Os dados fazem parte do novo indicador PIB+30, desenvolvido pela Fundação Seade e utilizado pelo governo de São Paulo como apoio para tomada das decisões, principalmente na área econômica.

Fonte: Brasil 61

São Paulo Companhia de Dança inicia exibição online da Temporada 2020

Foto: Fernanda Kimary/SPCD

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD) fará a exibição de sua Temporada 2020 neste mês de setembro. As próximas exibições serão nos dias 17 e 24 de setembro, às 20h. São apresentações em formato digital com transmissão online ao vivo do Teatro Sérgio Cardoso. A estreia foi no dia 10.

São apresentações feitas em exibição única nas redes sociais da Companhia e na plataforma #CulturaEmCasa. A ideia de transmitir os espetáculos online ocorre devido às mudanças sociais provocadas pelo enfrentamento à covid-19, com as obras originalmente previstas sendo adaptadas à necessidade de distanciamento social.

“O que prevaleceu foi a criatividade latente tanto dos artistas da casa quanto dos convidados, expostos ao desafio de explorar novos modos de se fazer dança, fazendo jus ao nome da Temporada 2020, batizada ainda no final do ano passado como Permanência e Inovação”, dizem os organizadores.

A temporada começou com a exibição do americano Stephen Shropshire, que assinou para a SPCD o work in progress Rococo Variations, com a concepção e construção da obra (coreografia, figurinos, iluminação) feita de modo remoto, em contato virtual entre o criador e os artistas da Companhia, já que ele não pôde vir ao Brasil.

Outra exibição da estreia foi Só Tinha de Ser com Você, grande sucesso de Henrique Rodovalho criado em 2005 para sua companhia, a Quasar Cia de Dança. Na versão especial assinada pelo coreógrafo goiano para a SPCD, as distâncias entre os bailarinos foram ampliadas e as relações entre eles se constroem a partir de gestos e olhares, sem contatos físicos.

Temporada 2020 da São Paulo Companhia de Dança – Fernanda Kirmayr/SPCD

Também na estreia, Aparições, de Ana Catarina Vieira, reuniu em seu elenco bailarinos que já convivem entre si além da sala de ensaio, inspirada nas obras de Candido Portinari (1903-1962), César Guerra-Peixe (1914-1993) e nas danças populares do nordeste do Brasil.

Mais cinco obras inéditas que integram a Temporada 2020 partem do questionamento de como criar arte mesmo diante do desafio imposto pelo novo arranjo social atual e, a partir daí, foram criados solos para conjuntos com número reduzido de intérpretes, todos concebidos à distância por bailarinos e ensaiadores da SPCD, além de coreógrafos e artistas convidados.

As próximas exibições trazem espetáculos que revisitam trechos das obras Giselle, GrandPas de Quatre e La Esmeralda, com os especialmente criados para a Temporada 2020: Grand Pas de Deux de Giselle -2º ato, assinado por Lars Van Cauwenbergh, inspirado livremente na obra de 1841 de Jules Perrot (1810-1892) e Jean Coralli (1779-1854); Esmeralda, criado por Duda Braz e inspirado na obra de Marius Petipa (1818-1910) a partir do original de Jules Perrot (1810-1892); e Grand Pas de Quatre de Pugni, criado pelo bailarino Diego de Paula.

O streaming também traz o duo Dualidade e o solo Objeto do Meu Próprio Desejo, assinados pela dupla brasileira Mônica Proença e Jonathan dos Santos e o argentino Esdras Hernández. 

Há ainda obras já presentes no repertório da companhia, como Grand Pas de Deux de Carnaval em Veneza, de Duda Braz; Instante, de Lucas Lima; A Morte do Cisne, de Lars Van Cauwenbergh; Grand Pas de Deux, de Dom Quixote, em remontagem pela SPCD; e trechos de Gnawa e La Sylphide, obras originais de Nacho Duato e Mario Galizzi.

Fonte: Agência Brasil