Gramado Summit: tecnologia, inovação e empreendedorismo feminino

Considerado o maior brainstorming de inovação e empreendedorismo da América Latina, o Gramado Summit trouxe o empreendedorismo feminino para o debate no mundo dos negócios. Divididos em três palcos, o evento apresentou falas inspiradoras que abordaram temas como feminismo, diversidade, inclusão e racismo, além das tradicionais falas sobre tecnologia, inovação e futuro. O evento, que ocorreu de forma presencial com uma autorização especial do Governo do Rio Grande do Sul, que estabeleceu uma série de protocolos sanitários, aconteceu entre os dias 5 e 7 de maio, no Serra Park, em Gramado/RS.

Um dos palcos, comandado pelo coletivo Minas de Propósito, foi dedicado às mulheres. Foi lá que aconteceu a palestra de Roberta Ramos, jornalista e multi empreendedora. Com o título “Visceral: amor, propósito, verdade e liderança”, ela abordou o momento oportuno e necessário para o empreendedorismo de impacto conectando a história à sua jornada de desenvolvimento pessoal. Tendo trabalhado por 12 anos na Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Roberta conquistou espaço em um meio tradicionalmente machista, onde a mulher é vista como consumidora, mas são os homens que tocam os negócios. Foi de analista de Marketing à gestora de Projetos da entidade, um cargo de diretoria. Rodeada por homens, acabou os inspirando e tornando o setor um dos mais abertos a lideranças femininas no Brasil – conforme levantamento da própria entidade, 33% dos cargos de direção das empresas de calçados são de mulheres, número baixo, mas que está acima da média nacional, de 25%.

Projetos especiais
No final de 2019, Roberta deixou a Abicalçados para fundar a Îande Projetos Especiais. “Era o momento de usar meu conhecimento, minha experiência e mesmo a visibilidade que eu havia alcançado para gerar impacto. A Îandé, que em tupi-guarani significa “nós”, nasce do desejo de unir pessoas, com seus talentos e habilidades, para o desenvolvimento de projetos do bem, que tragam resultados positivos para a sociedade”, destacou Roberta. A Îande Projetos Especiais (www.iandeprojetos.com.br) já conta com clientes de peso, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Zextec Consultoria Empresarial, o Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais, a White Rabbit, entre outros.

O evento
Ocorrendo desde 2017, com uma interrupção em 2020 em função das restrições sanitárias impostas pela pandemia do novo coronavírus, o Gramado Summit se tornou o principal evento de empreendedorismo e inovação da América Latina, trazendo todos os anos nomes importantes do mundo dos negócios. Com a adoção de rígidos protocolos de segurança sanitária, como distanciamento entre cadeiras, obrigatoriedade de uso de máscaras – inclusive por parte dos palestrantes – e esterilização com álcool 70% de forma constante, o evento híbrido de 2021- algumas palestras foram digitais – provocou o mundo dos negócios rumo à revolução do ecossistema do empreendedorismo.

Gostou da nossa matéria “Gramado Summit: tecnologia, inovação e empreendedorismo feminino“?

Gramado Summit: tecnologia, inovação e empreendedorismo feminino

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

Sustentabilidade vista pelos jovens em concurso de desenho

Exposição “Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” está disponível no site do Acervo do Estado. Resultado demonstra como a sustentabilidade vista pelos jovens hoje em dia.

O Governo do Estado divulgou neste sábado os 20 desenhos vencedores do Concurso de Desenho “Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. A exposição virtual está disponível em www.acervo.sp.gov.br.

Alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (6º. ao 9º. anos) e do Ensino Médio da rede pública estadual foram convidados a participar. Dessa forma, mostrar por meio de desenhos realizados com diferentes técnicas, como eles entendem as cinco áreas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Estas, estabelecidas na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) – pessoas, planeta, paz, prosperidade e parcerias.

A iniciativa marca a comemoração dos 75 Anos da ONU. Além disso, é fruto da parceria entre as Secretarias da Casa Civil, da Educação, de Governo e de Relações Internacionais. O Acervo Artístico-Cultural dos Palácios, vinculado à Secretaria de Governo, também participou da organização do concurso e realizou a exposição virtual com os trabalhos vencedores. O projeto teve o apoio da Representação da UNESCO no Brasil – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Concurso mostra sustentabilidade vista pelos jovens

Comissões multidisciplinares formadas nas escolas e nas Diretorias de Ensino avaliaram os trabalhos inscritos e selecionaram 200 desenhos finalistas. Uma comissão julgadora integrada por representantes das Secretarias responsáveis pela organização do concurso. Além disso, de consultoras do setor de Educação da UNESCO no Brasil, definiu os vencedores.

Os critérios de avaliação foram a pertinência em relação ao tema, criatividade e originalidade e qualidade plástica da produção artística, dentre outros. Todos os desenhos apresentados foram acompanhados por um texto explicativo sobre o conceito da criação.

Sustentabilidade vista pelos jovens

Agenda 2030 no Currículo Paulista

A Agenda 2030 dialoga com todas as áreas de conhecimento e componentes curriculares do Currículo Paulista.

“Uma das competências trabalhadas nas escolas é a defesa de ideias que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável. Os 17 ODS e os 5P´s da sustentabilidade tratam desses temas com uma linguagem universal e os alunos souberam traduzir esses conteúdos em seus desenhos”, explica Rossieli Soares da Silva, Secretário da Educação.

Ana Cristina Carvalho, Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo, destacou a conscientização dos alunos da rede pública sobre os temas da Agenda 2030. Por exemplo, como o enfrentamento da pobreza, da fome e a busca pela equidade. “Em cada desenho há uma descoberta de caminhos e muita esperança”, registrou.

Para a Coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero, o concurso contribui para o alcance da meta 4.7 do ODS 4 – Educação de Qualidade, que visa, até 2030, promover a educação para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida sustentáveis. Portanto, estabelecendo uma ponte com o conjunto dos ODS. “A UNESCO no Brasil reconhece que esta iniciativa do concurso está alinhada com os princípios da Educação para o Desenvolvimento Sustentável”, afirmou.

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Sendo assim, nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Portanto, aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Museu da Inclusão é contemplado com R$ 99 mil

Programa de Ação Cultural PROAC, do estado de São Paulo, aprovou o projeto. Desta forma, visa melhorias na preservação do acervo museológico do Museu da Inclusão, assim como questões de acessibilidade

O Museu da Inclusão, unidade museológica vinculada à Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, foi contemplado com R﹩ 99 mil. Sendo assim, para instalação e adequação do espaço destinado à Reserva Técnica Acessível do Museu da Inclusão (MDI), de forma a atender os critérios técnicos necessários à preservação do acervo museológico e também as questões de acessibilidade.

O projeto, aprovado pelo Programa de Ação Cultural PROAC, vai ao encontro das políticas e normas voltadas à Gestão de Riscos ao Patrimônio, em que assegura a integridade física de um patrimônio nacional.

Além disso, a instalação de uma reserva técnica, o Museu da Inclusão realizará oficinas de partilha e orientação para museus e instituições da capital e interior de São Paulo sobre os processos museológicos acessíveis.

Museu da Inclusão

O Museu da Inclusão foi inaugurado em 2009 por meio do resultado da exposição “Os Caminhos da Pessoa com Deficiência”, em que reproduções de fotografias, manuscritos, áudios e vídeos dão uma visão sobre um grupo que atuaram no movimento social e político das pessoas com deficiência nos anos 1980.

Ao longo da última década, o Museu desenvolveu trabalhos com o objetivo de preservar, pesquisar e difundir a memória da luta pelos direitos da pessoa com deficiência.

Jornal Grande ABC

Museu da Inclusão

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar, depende da qual escolhe

As formas de se falar que se existem na comunicação.

Hoje pela manha após o café, li algumas notícias e uma me chamou atenção. É a de um líder falando para os seus liderados sobre a vacinação da COVID. Parte da notícia é assim.

“Tem gente que quer tomar, então tome. A responsabilidade é sua. Quer tomar, toma.”

Muitos esperam que um líder de a sua opinião e até demonstre a sua preocupação, mas que saiba pelo menos se comunicar de forma que não traga pânico, por que a classe médica recomenda que se tome a vacina e siga todas as orientações recomendadas.

Quando um líder não se alinha com profissionais especialistas no assunto e não preocupa com a sua comunicação, a mensagem dada transmite uma ideia muito ruim, mais ou menos assim, “eu te avisei”, “agora se vire”, “o problema é seu” e etc.

Neste momento estou trabalhando justamente o tema Comunicação, e me chamou atenção, como é importante saber se comunicar, mesmo que não concorde.

Em resumo existem formas de falar, DEPENDE DA QUAL VOCÊ ESCOLHE.

Gostou de COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar?

Curta, comente e compartilhe com amigos e familiares.

[wpdiscuz-feedback id=”zlhnntzaz8″ question=”Peça feedback” opened=”0″][/wpdiscuz-feedback]

11 94777 9496 rogerio@rogeriodecaro.com.br www.rogeriodecaro.com.br @rogeriodecaro.

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.011 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

FESTIVAL CULTURAL PANGEIA CHEGA A 3° EDIÇÃO TOTALMENTE ONLINE

Recheado de atividades o evento traz como tema “Conexões América e África” trazendo visibilidade às realidades culturais e sociais das periferias de São Paulo

Festival Cultural Pangeia, promovido pelo coletivo MisturArte, acontece de forma totalmente online na edição deste ano, entre os dias 1º e 13 de dezembro. O evento que traz como tema “Conexões Américas e África”, tem como principal objetivo expandir, ultrapassando as barreiras continentais, para mostrar e unir culturas distintas, mas que possuem essências muito parecidas. O festival consiste em promover ações artísticas, culturais e educacionais da periferia para a periferia, com trabalhos de artistas da quebrada, imigrantes e refugiados. “Cruzamos o atlântico para falar da África e todas as suas mazelas e maravilhas que resultam dessa diáspora”, informa o produtor do Festival Manuel Victor.

Por conta da pandemia da Covid-19 a organização abraçou o desafio de transferir todas as atrações para o meio virtual, o que acabou se tornando uma grande oportunidade de expandir o alcance do evento, como conta a diretora do Festival Pauliana Reis. “Tínhamos tudo preparado para o formato tradicional e de repente nos vimos em um grande desafio de mudar completamente, alterar cronogramas e adaptar as apresentações, os cursos, os debates e as exibições dos curtas-metragens. Ao mesmo tempo que foi trabalhoso está sendo muito gratificante ver o empenho de todos para o festival dar certo e o tamanho do alcance das ações”.

Várias atividades paralelas compõem o Festival Cultural Pangeia neste ano. São elas: Feira Mvúka Online, Exposição Origens #3, mesas de debates, apresentações artísticas e a primeira edição do FIC Pangeia (Festival Internacional de Curtas Pangeia). Além de todas essas atrações será lançado em 2021 o documentário.

Feira Cultural Mvúka, que ocorrerá de forma online, tem como proposta aglutinar em uma única plataforma os artistas e principalmente os empreendedores das quebradas de modo que possam oferecer seus trabalhos e serviços para muitas pessoas, inclusive fora do seu círculo de convívio. Os interessados em participar da feira tem até o dia 2 de novembro para se inscreverem através do site https://www.festivalpangeia.com/feira-múvka . Serão 40 empreendedores selecionados que participarão de encontros virtuais, workshops e aulas sobre empreendedorismo e marketing digital. A finalidade é oferecer conhecimentos na divulgação de seus produtos, trabalhos e serviços. “A gente gosta da muvuca de pessoas reunidas, essa é a essência da periferia, e por que não usar isso para promover arte, cultura e empreendedorismo? Neste ano o grande desafio foi transportar tudo para o meio virtual”, informou Priscila Magalhães produtora do Festival.

“A plataforma do Festival servirá como um marketplace para que esses empreendedores ganhem visibilidade”, explica Pauliana.  Toda essa troca de experiências, conhecimentos e ensinamentos acontecerá durante quatro dias, em encontros virtuais com duas horas de duração cada, em dois workshops no mês de novembro preparando os selecionados que irão oferecer seus serviços e produtos. A Feira faz parte das atividades que integram o Festival Pangeia, e acontecerá de 1º a 13 dezembro. Abaixo as datas dos workshops:

  • Dias 12 e 13 de novembro (das 19h30 às 21h30): Aulas de Empreendedorismo com Vera Nunes – Especializada em Gestão de Projetos
  • Dias 16 e 17 de novembro (das 19h30 às 21h30): Aulas de Marketing Digital com Rosyane Silwa – Especializada em Gestão de Projetos

Exposição Origens #3 acontecerá em formato totalmente virtual e contará com 40 obras de 6 artistas que remontam os resultados da diáspora africana nas realidades periféricas em que vivem. Os trabalhos ficarão expostos no site do festival durante todo o festival, com acesso gratuito para todas as pessoas.

Acontecerá uma Mesa de Debate, no dia 10 de dezembro, organizadas pelo coletivo MisturArte, que poderão ser acompanhadas através do Facebook do Festival Cultural Pangeia, que tem como tema: ‘O que alimenta nossas africanidades”.

Vale destacar que, mesmo com a pandemia, o coletivo MisturArte organizou quatro mesas de debate, todas online, durante período de maior restrição de distanciamento social pela saúde e segurança de todos. Os temas debatidos foram: “A Pessoa Preta no Mercado de Trabalho”, “A Influência da Cultura Afrodiaspórica nas Américas do Século XXI”, “A Juventude na Periferia, Formação de Guetos” e “Práticas Assertivas para a Criança no Brasil”, que podem ser assistidas no Facebook e no Youtube

As Apresentações Artísticas, performances e poesias, que irão explorar diversas linguagens da arte, poderão ser acompanhadas no YouTube do festival. 

FIC Pangeia (Festival Internacional de Curtas Pangeia) traz em sua primeira edição obras relacionadas com o tema do festival, que conectam os povos das Américas e África em um mesmo local, mostrando o dia a dia das nações que, mesmo distante, possuem inúmeras coisas em comum. O festival recebeu mais de 130 inscrições de curtas-metragens de vários países da América do Sul e da África, entre documentários, ficção, animação, experimental ou híbridos. As produções possuem no máximo cinco minutos de duração e tratam as dificuldades vividas pelo racismo, desigualdade social, luta por direitos iguais entre outros. Os 10 filmes selecionados pela comissão técnica para integrar o festival serão premiados em três categoria: Voto do Júri, Voto Popular e Menção Honrosa. “Ficamos muito surpresas e felizes com o número de produções inscritas, recebemos filmes de vários países e isso superou nossas expectativas”, conta Priscila.

Todos os curtas-metragens finalistas ficarão disponíveis para o público, de graça, na plataforma Todesplay, o “streaming da quebrada” durante o mês de dezembro.

Sobre o Festival Cultural Pangeia

O nome do festival é uma referência a Pangeia, que era o grande continente, a primeira crosta terrestre que existiu antes da separação que formaram os seis continentes que conhecemos hoje: África, Ásia, Europa, Oceania, América e Antártida. Apesar das divisões continentais, a proposta é a união das culturas, influenciada e construída a partir de intervenções artísticas com diversas atrações e o mapeamento de artistas.

O Festival Cultural Pangeia foi contemplado nos anos de 2016 e 2017 pelo Programa VAI da Secretaria de Cultura de São Paulo. Na atual edição o festival foi contemplado em 2019 no 4º Programa de Fomento a Periferia com o projeto “Conexão Américas e África”, relacionando a influência da cultura Afrodiaspórica nas Américas.

Serviço:
Site: www.festivalpangeia.com.br

Redes Sociais:
Facebook – www.facebook.com/festivalpangeia
Instagram – @festivalpangeia
YouTube – Festival Cultural Pangeia

Santo André/APABA vence o LBF Social 2020

Após cinco dias de doações em nove cidades do país, o LBF Social arrecadou quase 4 mil brinquedos que serão distribuídos em diversas casas assistenciais nesta semana do Dia das Crianças. E o Santo André/Apaba foi a grande equipe vencedora, com pouco mais de 2 mil brinquedos – e responsável por 52% da arrecadação total entre as equipes (veja lista completa ao final).

A equipe paulista realiza nesta quarta-feira (14) a entrega dos itens em dois locais: o Instituto Beneficente Irmã Marli, no morro do Kibon, em Santo André (SP), e o Instituto Beneficente SOS Nova Vida, localizado em Suzano (SP), na grande São Paulo.

Na categoria LBF Social Empresarial, a equipe vencedora foi o SESI Araraquara, que recebeu 350 itens de empresas parceiras, do total de 876 brinquedos que serão doados ao Grupo de Apoio a Solidariedade do Portador de HIV/AIDS de Araraquara (SP), o Gaspa. Além da equipe rubro-negra, apenas a Pró-Esporte/Sorocaba recebeu contribuições de parceiros comerciais.

Blumenau-SC, Ituano-SP, Pró-Esporte/Sorocaba-SP, Sampaio Basquete-MA, Santo André/Apaba-SP, SESI Araraquara-SP, Sodiê Doces/LSB-RJ e Vera Cruz Campinas-SP – as oito equipes inscritas em 2020 -, mais o Tietê Agroindustrial/BAX-Catanduva-SP, participam da ação social. No total, os 3.929 itens beneficiarão 12 entidades assistenciais.

– Mesmo com a paralisação dos jogos, os clubes aceitaram o desafio de promover mais este projeto social. A iniciativa foi tão bem recebida que tivemos a participação de Catanduva, que não estava na liga neste ano, mas também abraçou a causa. Agradecemos a colaboração de todos os envolvidos -, comemora Valter Ferreira, presidente em exercício da LBF.

Preocupação andreense com o social

O prêmio social é inédito para a equipe do ABC paulista, mas o primeiro campeão da LBF CAIXA demonstra novamente sua preocupação nas questões extra-quadra. Em 2019, as andreenses foram as grandes vencedoras do prêmio LBF nas Escolas, quando envolveram, durante toda a temporada, centenas de crianças de instituições de ensino municipais com a modalidade e desenvolveram o melhor programa entre as dez equipes da temporada.

LBF Social

O prêmio LBF Social é oferecido pela Liga de Basquete Feminino em parceria com a CAIXA, patrocinadora oficial da LBF. Prestar serviços de relevância social ou ambiental e causar impacto na comunidade em que se está inserido é questão vital para a LBF. Ações pontuais ou contínuas são encorajadas pela Liga como atividades essenciais para as equipes que desejam participar do principal torneio de basquete feminino do país.

Esta foi a terceira edição do prêmio, vencido em 2018 pelo Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip-SP e em 2019 pela Uninassau/Cabo de Santo Agostinho-PE.

LBF SOCIAL 2020

TOTAL: 3929 BRINQUEDOS ARRECADADOS

1º: SANTO ANDRÉ/APABA-SP: 2.057
Instituições beneficiadas: Instituto Beneficente Irmã Marli, no morro do Kibon, em Santo André (SP), e o Instituto Beneficente SOS Nova Vida, localizado em Suzano (SP)

2º: SESI ARARAQUARA-SP: 876 (350 empresariais)
Instituição beneficiada: Gaspa – Grupo de Apoio a Solidariedade do Portador de HIV/AIDS de Araraquara (SP)

3º: BLUMENAU-SC, 310
Instituição beneficiada: Lar Bethel, em Blumenau (SC)

4º: SODIÊ DOCES/ LSB RJ, 215
Instituições beneficiadas: Casa De Acolhimento e Cidadania / Banco de Areia, Instituto S.O.S Reviver – Chatuba e Instituição Projeto Efraim, todas em Mesquita (RJ)

5º: ITUANO BASQUETE-SP, 184
Instituição beneficiada: Fundo Social de Solidariedade de Itu (SP)

6º: SAMPAIO BASQUETE-MA, 150
Instituição beneficiada: Centro de Obras Sociais Frei Antônio Sinibaldi, em São Luís (MA)

7º: TIETÊ AGROINDUSTRIAL/ BAX CATANDUVA-SP, 58
Instituição beneficiada: Projeto Social Igreja Adonai, Bairro Imperial, em Catanduva (SP)

8º: VERA CRUZ CAMPINAS-SP, 50
Instituição beneficiada: a definir

9º: PRÓ-ESPORTE/ SOROCABA-SP, 29 (todas empresariais)
Instituição beneficiada: Casa do Menor de Sorocaba (SP)