Bebida na Porta busca crescer no ABCD

Com venda expressiva na região, a startup Bebida na Porta entrega mais de 200 bebidas geladas na casa das pessoas visa ampliar as entregas nas cidades que compõem o ABCD.

Segundo o IBGE, a região que compreende as cidades de São Bernardo, São Caetano, Santo André e Diadema tem aproximadamente 2,8 milhões de moradores. Esse número é muito expressivo para qualquer empresa, ainda mais para uma que oferta produtos de consumo universal. Seja água, sucos ou refrigerantes para as crianças, seja aquela cerveja do fim de semana para os adultos, a startup Bebida na Porta entrega de forma rápida, mais barata que em muitos pontos e com o diferencial de estar gelada, para consumo imediato.

Atualmente o ABCD representa 17% das vendas totais da marca mensalmente, porém estudos da empresa apontam para um horizonte muito maior diante do enorme potencial que existe nas cidades próximas à capital, onde a Bebida na Porta tem loja pronta para atender à demanda.

A tecnologia tem ajudado as empresas e pessoas. Graças a ela, surgem novos modelos de negócios que deixam a vida dos consumidores mais fácil. A rotina está cada dia mais corrida, as pessoas a cada dia têm menos tempo. Isso é o que motiva a Bebida na Porta a buscar crescimento em várias praças, afinal o serviço da empresa leva bebida de qualidade, com custo menor que em muitos estabelecimentos e o melhor, gelada!

“Nós já conhecemos bem o mercado do ABCD, sabemos o que as pessoas mais pedem durante a semana e o que mais pedem durante o fim de semana. Temos uma logística preparada para cumprir o nosso objetivo, que é entregar um produto mais rápido, barato e gelado na porta da casa dos nossos clientes”, afirma Jessica Gordon, CEO do Bebida na Porta.

Sobre o Bebida na Porta

O Bebida na Porta nasceu da necessidade de uma família de empreendedores que consumiam bebidas apenas por conveniência pagando caro por isso. A ideia, então, foi unir preço baixo e todos os tipos de bebidas, tanto alcoólicas quanto não alcoólicas, além de carvão, gelo, cigarro e snacks, num só lugar a preços de supermercados e com entrega rápida e gelada. A startup possui parceria estratégica com o iFood e tem um aplicativo próprio, bem como conta com quatro lojas para atender à demanda de São Paulo e ABC.

Mais Notícias do Grande ABC

Gostou “Bebida na Porta busca crescer no ABCD”?

Bebida na Porta busca crescer no ABCD
Jessica Gordon – CEO e Founder do Bebida na Porta. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia

Dados de mercado apontam que o número de startups cresceu 20 vezes nos últimos 9 anos no Brasil. Em levantamento mais recente realizado pela Associação Brasileira de Startups (ABstartups), em 2020, são mais de 12.700 empresas de tecnologia em todo o país. Com a crescente demanda do setor, empresas dos mais diversos segmentos passaram a contratar de forma acelerada no último ano, principalmente em função da pandemia, que ressaltou ainda mais a necessidade da tecnologia no dia a dia dos brasileiros. Confira as mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia.

Vagas de hoje 18 de março 2021

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Conheça mais de 20 startups e empresas de tecnologia que estão com vagas abertas em todo país:

Grupo Nexxees

Grupo Nexxees, principal gateway de transações financeiras do país, está com vagas abertas em regime presencial ou home-office. Entre as oportunidades, estão: Analista de Controladoria, Analista de Inside Sales, Analista de Marketing, Assistente Comercial, Analista de Sistemas Full Stack, Desenvolvedor de Sistemas .Net, Estágio em Desenvolvimento, Gerente de Produtos, Operador de Implantação, Analista de Negócios Sênior (presencial ou remoto), Analista de Sistemas Devsecops (presencial ou remoto), Analista de Sistemas Front-end (presencial e remoto), Analista de Sistemas Sênior JAVA (presencial ou remoto), Analista de Sistemas Sênior Python (presencial ou remoto), Analista de Testes (presencial ou remoto), Arquiteto de Software (presencial ou remoto), Desenvolvedor de Sistemas Full Stack (presencial ou remoto), Designer de Produtos UI/UX (presencial ou remoto), Tester (presencial ou remoto). Além disso, as pessoas com deficiência (PCD) podem enviar currículo para o banco de dados. 

As inscrições podem ser realizadas no site  https://gruponexxees.gupy.io/ 

Acordo Certo

Acordo Certo, empresa de renegociação de dívidas, fechou 2020 com um aumento de mais de 240% em apenas um ano. Com tamanho crescimento, a fintech tem aumentando seu time de Acorders, abrindo cerca de 10 novas oportunidades de trabalho. Dentre as vagas abertas estão cargos como Desenvolvedor Java, Arquiteto de Sistemas, Engenheiro de Segurança da Informação, Webdesigner, Analista Técnico de Operações e Business Technology Analyst, Analista de BI e Especialista em BI. Para se candidatar a uma das vagas basta acessar acordocerto.recruitee.com.

Stake

A australiana Stake, plataforma que conecta pessoas que estão fora dos EUA ao mercado de ações americano, está com 6 vagas abertas para sua sede no Brasil, em São Paulo. As oportunidades são para cargos como Analista de Customer Success, Analista de Operações, Editor de Conteúdo, Engenheiro de Software, Gerente de Produtos e Líder de Equipe para a área de Customer Success. Para se candidatar basta acessar o link

Vórtx

Vórtx, fintech de infraestrutura para o mercado financeiro, está com 22 vagas abertas com foco em corporate trust, employee experience, fund trust e tecnologia. As oportunidades incluem cargos de Analista de Cadastro, Analista de Controladoria de Fundos de Investimento, Advogado Sênior de Mercado de Capitais, Analista de Middle (planejamento financeiro), Assistente de Relatórios, Analista de People Analytics, Analista de Treinamento, Desenvolvimento e Cultura, Analista de Compras, Analista de Contabilidade, Advogado de Estruturação de Fundos, Piloto de Reserva, Design Gráfico, Analista de Riscos Sr, Analista de Compliance, Analista de Dados (BI), Devops, Desenvolvedor Full Stack (com foco em back e front end), Desenvolvedor Full Stack Java (Vorasys), Product Manager, Team Leader (agile coach) e Tester QA. Para se inscrever, é necessário acessar o perfil do Kenoby da empresa, por meio do link https://jobs.kenoby.com/vortx, e submeter o currículo.

Continue … Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

ATTA

ATTA, maior plataforma independente de crédito imobiliário e garantias locatícias do país, está com 09 vagas abertas com foco em vendas, design e tecnologia. As oportunidades são para os cargos de Analista de Crédito Imobiliário, Consultor Comercial, estágio em Design, Desenvolvedor Front-end e Desenvolvedor Full Stack .Net. Para se inscrever, é necessário acessar o perfil do Gupy da empresa, por meio do link: https://atta.gupy.io/.   

SoluCX

SoluCX, empresa especializada em pesquisa de satisfação e NPS, está com 14 vagas abertas para os cargos de Sales Development Representative (SDR), Front-End Vue, estágio em Front-End Vue, Estágio em Front-End Vue, Back-End PHP, Back-End Typescript, Full Stack Pleno VueJs e Node Typescript, Estágio em Inteligência Comercial, Estágio em integrações, Key Account Manager, Recruiter, Analista de Dados, Account Executive e Especialista em Infraestrutura Cloud Pleno. 

As oportunidades são para trabalhar presencialmente em São José dos Campos, interior de São Paulo, e em modelo home office. Os interessados podem se candidatar pelo site: https://solucx.com.br/talentos/

Tembici

Tembici, líder em tecnologia para micromobilidade na América Latina, abriu vagas em tecnologia, comunicação, comercial, engenharia, entre outras áreas. A empresa, que já vinha crescendo nos últimos anos, deu um salto em 2020 com o lançamento do maior projeto latinoamericano de bikes elétricas em sistema de estações fixas, além de grandes parcerias em projetos sociais e o anúncio de um aporte Serie B de U$S 47 milhões que estão sendo destinados para melhorias na tecnologia e implementação das e-bikes. Este mês, a empresa abriu vagas de liderança no time de marketing, tecnologia, arquitetura e financeiro. A empresa  ainda abriu vagas para Brasília, uma vez que está se preparando para a expansão do sistema para o Distrito Federal. Os interessados em fazer parte da revolução na mobilidade urbana podem se inscrever no site.

Leoa

Leoa, plataforma gratuita para assistência na declaração do Imposto de Renda, está com vagas abertas para Estagiário em Contabilidade, Contador, Analista de Suporte, Senior Customer Success, Senior Back-end Developer, Senior Front-end Developer, Gerente de Marketing e Redator Sênior. Os interessados devem se inscrever no site da empresa.

Ahgora

Ahgora, HR Tech que desenvolve tecnologias inovadoras para recursos humanos, oferece mais de 20 oportunidades para analistas, especialistas, supervisores, entre outros. Posições como Analista de Segurança da Informação, Desenvolvedor Full Stack – Integração, e Especialista em Sucesso do Cliente estão disponíveis no site vempraahgora.gupy.io/.

ACE 

ACE, empresa líder no ecossistema empreendedor do Brasil com objetivo de transformar grandes empresas em organizações mais inovadoras, ágeis, e startups em negócios de nível global, tem mais de 10 oportunidades em regime remoto para cargos como Analista de M&A, Analista de Operações, Consultor de Projetos de Inovação, Community Builder, Community Developer, Designer UX/UI, Head de Corporate Venture Capital e Product Owner. Além disso, a empresa conta com bancos de talentos para vagas de staff,  squads e de estágio em diversas áreas da ACE. Os interessados nas oportunidades podem acessar mais informações e se candidatar no site de talentos da empresa. 

TUDU 

TUDU, retailtech que nasceu com uma proposta disruptiva de vender roupas e objetos de consumo fabricados sob demanda nascida dentro da PHOOTO, empresa que ajuda o cliente final a realizar um trabalho customizado de fotos, com mais de 1 milhão de pessoas atendidas, está com oportunidades abertas em formatos remoto ou presencial para cargos como Analista de E-mail Marketing, Analista de Qualidade, Desenvolvedor Full Stack e Gerente de Projetos de TI. Os interessados podem se candidatar no site de talentos da empresa ou deixar o currículo no banco de talentos.  

Vagas de hoje 17 de março 2021

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

BRITech 

BRITech, empresa com soluções Software as a Service para o ecossistema do mercado de investimentos, tem oportunidades para cargos como Analista de Negócios e Product Owner, além de vagas na equipe técnica (desenvolvimento). Os interessados devem enviar o currículo para o e-mail rh@britech.com.br. Mais  informações sobre a empresa e sua atuação podem ser encontradas no site

Alt.bank

alt.bank, fintech brasileira com foco nos desbancarizados, está com nove vagas abertas. As oportunidades disponíveis são para Assistente de Riscos e Fraude, Full-stack Developer, Estágio de Member Experience, Estágio de Operações, Shape Up Master, Solutions Architect, Technical Information Security Officer e Tech recruiter. Os interessados podem se candidadar acessando o site

Yes We Grow 

Yes We Grow, startup de agricultura urbana com uma proposta de plantio simples e eficiente. Com o intuito de oferecer vivência as pessoas das cidades possam ser mais felizes com o hábito do cultivo urbano. está com vagas para diversas áreas dentro da empresa. As oportunidades têm formato remoto para os cargos de Designer PlenoRedator (a) e Estagiário de Gestão de Projetos.

Pravaler

O Pravaler, maior plataforma de soluções financeiras para educação, tem 16 vagas abertas. Entre as posições estão: Analista de Cobrança Júnior e Sênior; Analista de dados; Analista de gestão de de portfólio; Analista de Recrutamento e Seleção Júnior; Analista Pleno de M&A; entre outras. Os interessados podem conferir todas as oportunidades e se candidatar no site.

InVideoHá uma oportunidade para Customer Success Manager (Sales), nível júnior ou pleno, para trabalhar na InVideo, aplicativo de edição de vídeos online. O trabalho é remoto e o candidato deve ter fluência em português e espanhol. Desejável habilidade para pré-vendas, persuasão e conhecimento de processo de vendas. Currículos devem ser enviados em inglês para sejal@invideo.io.  

SMU Investimentos

A maior plataforma de crowdfunding de investimentos em startups do Brasil também está contratando. A SMU Investimentos está com cerca de 5 vagas abertas para trabalho no modelo de home office e/ou híbrido. A fintech está com oportunidades disponíveis para as áreas de Tecnologia, Recursos Humanos, Comercial e Jurídica, com cargos como Analista de Dealflow, Analista Comercial, Analista de Recursos Humanos, Atendimento de Customer Success, dentre outras. Para se candidatar basta acessar o Linkedin da SMU.

Rispar

Rispar, primeira fintech brasileira a oferecer crédito em reais tendo bitcoin como garantia, está com 4 vagas abertas. A empresa está com oportunidades disponíveis para: Frontend dev, Business development, Security engineering e Credit analyst. Os interessados podem enviar o currículo para o email vagas@rispar.com.br 

Coalize

Coalize, solução tecnológica que auxilia o RH das empresas, está com uma vaga aberta para o cargo de Desenvolvedor PHP Backend. A empresa também oferece oportunidades para quem procura estágio, com vagas abertas na área comercial e suporte ao cliente. Os interessados devem se candidatar por meio do site www.coalize.com.br/trabalhe-conosco

Consolide

A Consolide, startup de registro de marcas, está com vagas abertas para trabalho remoto e presencial, em Araranguá (SC). As oportunidades são para os cargos de Analista de Operações em Vendas (presencial e remoto), DEV PHP (três vagas – presencial e remoto), Gerente Comercial (presencial) e Vendedor(a) Interno (presencial). Se interessou pelas vagas? Basta se candidatar pelo site da Consolide: consolide.gupy.io

Feba Capital

A empresa americana de investimentos, FEBA Capital, está com 10 oportunidades abertas para profissionais que queiram trabalhar de maneira 100% remota nas áreas de desenvolvimento e design. As vagas são para os cargos de Director of Engineering, Backend/API Engineer, Full Stack Engineer, Senior PHP Developer, PHP Developer, Mobile Applications Developer, Front-end Developer, Senior UI/ UX Designer,  UI Designer e Product Manager. Se interessou por alguma vaga? Basta se inscrever pelo site da Feba www.febacapital.com.br/careers

OiMenu

OiMenu, startup de cardápios digitais, está com uma vaga aberta para o cargo de PHP Developer em modelo de trabalho remoto. Os interessados devem enviar o currículo para o Linkedin ou github da empresa: contato@oimenu.com.br 

TopMed

A TopMed, empresa que oferece soluções na área de saúde especializada em atendimento à distância há mais de 10 anos, está em busca de profissionais para atuar presencialmente, na sede da empresa, em São José, Santa Catarina. São vagas para Assistente de Departamento Pessoal, Enfermeiro com especialização em Saúde Mental, Assistente de atendimento, Supervisor de atendimento operacional, Analista de Tráfego e Gestor de Contas Júniorl. Os interessados devem se candidatar no site: www.topmed.com.br/ 

Awari

Awari está em busca de 21 profissionais para atuarem remotamente em diversas posições, como Analista de Customer Succes, Web Developed Instructor, Estagiário (a) em Customer Succes, Mentor(a) de UX Designer, Account Executive, Analista de Recursos Humanos Pleno, Analista de mídia paga (Facebook Ads), Mentor (a) de Análise de Dados, Analista de Operações, dentre outras. Fundada em 2018, por Fábio Muniz, a Awari é uma startup brasileira que tem como objetivo contribuir com a trajetória de pessoas interessadas em seguir carreira na área de tecnologia por meio de um ensino individualizado, com aulas ao vivo, projetos reais e sessões de mentoria individual. Desde sua fundação, a escola digital já capacitou mais de 650 alunos e seu time de mentores conta com mais de 100 especialistas do setor de tecnologia apaixonados por ensinar. Para saber mais e se candidatar acesse: https://awari.com.br/trabalhe-conosco/ 

mLabs

mLabs, maior plataforma de gerenciamento de mídias sociais do Brasil, está com vagas abertas para os cargos de Analista de Atendimento e Suporte, Analista de Atendimento e Vendas, Desenvolvedora Back-End, Desenvolvedora Front-End Junior e Pleno, Desenvolvedora Full Stach, Product Manager, Senior Product Designer, Senior Web Analytics, UX Designer e UX Writer. Para se candidatar a uma das vagas na mLabs, basta acessar: Carreiras mLabs (gupy.io).

Delivery Much

Aplicativo de delivery mais utilizado no interior do Brasil, a Delivery Much está com diversas vagas abertas entre as áreas de Administrativo/Financeiro, Engenharia de Software, Expansão, Logística, Operações, Pessoas e Cultura e também para jovem aprendiz. A Delivery Much está presente em mais de 300 cidades e possui mais de 3 milhões de usuários. Para se candidatar a uma das vagas abertas, basta acessar: Jobs at Delivery Much (greenhouse.io)

vhsys

vhsys , empresa de tecnologia que oferece sistema de gestão descomplicado e loja virtual para micro e pequenas empresas, está com vagas abertas para compor seu time de vh’s. As oportunidades são para Analista de Recursos Humanos, Executivo de Relacionamento, Product Designer, Analista de CRO, dentre outros cargos. Para se candidatar, acesse: Vagas vhsys (gupy.io)

My Helpper

My Helpper – ferramenta para empresas que permite atender clientes, vender, dar treinamento, suporte pós-venda e fazer negócios com agilidade – está com vagas para compor o time de vendas e marketing. As oportunidades são para atuar em home office como Inside Sales e Lead Qualifier. Para se candidatar acesse: https://www.linkedin.com/jobs/view/2496836998 e https://www.linkedin.com/jobs/view/2547941729.

Kovi

Kovi, maior startup de locação de veículos para condutores de app, está com 93 vagas abertas. Destas, mais de 70 são para atuar na oficina/funilaria da empresa, as demais posições são para o financeiro, recursos humanos, operações e CX. As contratações são em regime CLT além de vários benefícios. Os interessados devem se candidatar aqui.

EmCasa

EmCasa, startup de compra e venda de imóveis, tem mais de 30 vagas abertas nas áreas de marketing, tecnologia e vendas, além de uma vaga para VP de Business Development. As outras oportunidades incluem vagas de Especialista em Performance, Analista de Customer Experience, Analista de Pós Vendas, Analista de Pessoas&Cultura, Analista de Marketig e Performance, Analista de SalesOps II, Regional Sales Manager, Software Engineer, Analista de Qualificação, Regional Manager e especialistas em vendas, praticamente uma profissão lançada pela EmCasa, com grande destaque na estrutura da empresa. O especialista de vendas realiza todo o processo com o cliente, desde o auxílio para encontrar o imóvel ideal, até toda a assessoria jurídica e ele é único para todos os imóveis de interesse do cliente. O candidato para este cargo tem o regime de contratação e salário fixo, além das comissões. Para essa e outras vagas, em São Paulo e Rio de Janeiro, os interessados podem se inscrever aqui.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia”?

Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia
Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as últimas notícias da região e do Brasil.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Plataforma de emprego: conheça e dê match com vagas

Com a taxa de desemprego no Brasil que chegou a 14,1%, Goowit, plataforma de emprego conhecida como o tinder do desempregado, entrou em ação, totalmente de graça.

A taxa de desocupação para o primeiro trimestre (de dezembro a fevereiro) de 2021 foi de 14,4%, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Isso significa que 14,4 milhões de pessoas estão desempregadas atualmente no Brasil o maior número da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD contínua), que começou em 2012 (sim, o número de pessoas economicamente ativas, que trabalham ou tentam trabalhar, é de 100,3 milhões.

A plataforma Goowit está ativa para procurar vagas de emprego para quem precisa. O aplicativo possui um detetive particular que, no meio da crise, faz o currículo do candidato dar um match perfeito com seu novo empregador, economizando o tempo de todo mundo.

Pensando na taxa alta de desemprego, empresa lançou a hashtag #AuxilioGoowit, que além de ser totalmente gratuita, dispõe de uma facilidade sem tamanho: fazer com que o profissional consiga a vaga em apenas um clique.

O CEO da Goowit, Deibson Silva, não parou por aí. Ele também criou e disponibilizou uma inteligência artificial para o app. O Sherppy foi desenvolvido para treinar humanos e dar dicas aos desempregados sobre como voltar para o mercado de trabalho mais qualificado. “Treinamos os candidatos para as vagas e reduzimos as frustações”, comenta Deibson Silva, o CEO da Startup Goowit

Serviço:

Vagas de emprego no app Goowit: https://goowit.com/

Sobre Goowit:

É primeira rede social do mundo que dá o match ideal entre as instituições e os profissionais. A plataforma também conta com uma inteligência artificial chamada Sherppy, que mapeia o perfil comportamental de cada candidato usando as especificidades do people analytics. O Goowit conecta hoje um número acima de 300 mil pessoas e mais de mil empresas cadastradas no app.

Sobre Deibson Silva, o CEO da Startup Goowit:

Pesquisador e neuropsicólogo pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), é palestrante internacional, escritor e autor de dois best-sellers: “Decifre e Influencie Pessoas” e “Decifre Seu Talento”. Silva faz parte do seleto grupo de autores brasileiros que possui livro autoral na biblioteca da Universidade Harvard.

Fundador da rede social profissional Goowit, focada no desenvolvimento de competências e recolocação do usuário no mercado de trabalho, ele também foi o criador do CIS Assessment – software e metodologia que já impactou mais de 700 mil pessoas e possui seus resultados validados pelo departamento de Estatística da Universidade Federal do Ceará (UFC) com 98,8% de precisão.

Atualmente, Silva também desenvolve projetos com inteligência artificial e machine learning (método de análise de dados automatizado).

Gostou da nossa matéria “Plataforma de emprego: conheça e dê match com vagas”?

Plataforma de emprego: conheça e dê match com vagas

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias, e também conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Startup abre vagas de trabalho remoto para desenvolvedores

A Certus está lançando um novo braço, startup voltada para concessão de crédito para pequenas e médias indústrias e abre cerca de 40 vagas para trabalho remoto

A Certus, empresa de Curitiba (PR) que desenvolveu um ERP voltado para indústrias de pequeno porte, está lançando uma fintech voltada para pequenas e médias indústrias.

Por conta dessa expansão, está abrindo cerca de 40 vagas para desenvolvedores que
vão atuar no desenvolvimento de aplicações para concessão de crédito via antecipação de recebíveis, bem como outros produtos financeiros.

Fábio Ieger, CEO da Certus, informa que todas as posições são para trabalho remoto, já que é uma cultura da empresa. “Hoje temos times espalhados por dez Estados trabalhando remotamente. Além da área de Ti, temos oportunidade para outros
profissionais que atuam no segmento de finanças, comercial, marketing, administrativo, atendimento”, justifica.

As vagas
A Certus tem vagas para Desenvolvedor(a) Javascript e os requisitos são conhecimentos sólidos de lógica de programação, CSS, HTML e Javascript; experiência
com Vuejs; familiaridade com Api Rest; práticas de desenvolvimento orientado a testes;
conhecimento de versionamento com Git (incluindo Code Review). Boa comunicação e
trabalho em equipe e idioma inglês nível intermediário completam o perfil. Link para
inscrição: https://forms.gle/7mJjRyrrB7GtFLcdA.

As outras vagas são para Desenvolvedor(a) Ruby on Rails e os requisitos são
conhecimentos sólidos de lógica de programação; experiência com Ruby on Rails;
familiaridade com bancos de dados relacionais (especificamente Postgres); práticas de
desenvolvimento orientado a testes; conhecimento de versionamento com Git
(incluindo Code Review). Boa comunicação e trabalho em equipe e idioma inglês nível
intermediário completam o perfil. Link para inscrição: https://forms.gle/kHrNeDrq9nYf6A9d8.

Para os interessados em demais vagas citadas por Ieger, basta enviar e-mail para
contato@certus.inf.br.

Crescimento de 300%
A Certus é uma startup que cresce mais 100% ao ano, conseguindo atingir  um crescimento de 300% durante a pandemia. Recentemente recebeu aporte por meio de
rodada de investimentos Seed para ampliar a oferta de crédito por meio de antecipação de recebíveis.

Com seis anos de atividades, a Certus recebeu investimentos da Bossa Nova, de João
Kepler e Pierre Schurmann; da IVP de Fabricio Bloisi e Bruno Rondani; da Poli Angels, vinculada à Universidade de São Paulo e Esdanio Pereira, ex-diretor da Randon, além
de passar pela aceleração da Baita Aceleradora, na Unicamp.

Para auxiliar ainda mais os cerca de 300 clientes, entre pequenas indústrias dos
setores metalmecânico, químico, cosméticos e alimentício, distribuídas em cinco
estados, sendo eles São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a Certus está criando um banco digital para oferecer empréstimos com taxas de
juros mais competitivas para os empreendedores que não conseguiram o crédito
emergencial disponibilizado pelo Governo junto aos bancos privados. “Oferecemos,
além da antecipação de recebíveis, empréstimos para capital de giro, financiamento
para vendas de mercadorias, aquisição de máquinas, matérias-primas e empréstimos
consignados para os funcionários. Temos estrutura organizacional e economia para
ofertar acesso a dinheiro barato aos nossos clientes”, destaca Fábio Ieger, CEO da
Certus.

A antecipação de recebíveis funciona como a antiga duplicata, só que pela plataforma
da Certus e pode ser feita totalmente de forma digital. Basta ao interessado informar o
CNPJ, a Inteligência Artificial faz análise de crédito e em 15 segundos recebe uma
notificação de aprovação ou não. Caso seja aprovado, já é liberado um limite para ele
começar a antecipar. “A partir do momento que ele tem essa aprovação, o empreendedor pode enviar as notas fiscais e o sistema aprova o crédito também para
quem ele está vendendo e, após autorização, em até 30 minutos o dinheiro está na
conta dele”, detalha Ieger.

Fábio Ieger é empreendedor e apaixonado por tecnologia. Administrador de empresas,
sabe o quanto é desafiador o dia a dia para manter um negócio em atividade em um
país com instituições financeiras que em nada ajudam o pequeno e médio empresário.
Para levar soluções sustentáveis e realista a esse público, fundou a fintech CERTUS,
que utiliza dados do seu software de gestão para conceder empréstimo e capital de
giro para os que mais necessitam de ajudam, e esbarram em análises injustas. Para
mais informações, acesse https://www.certus.inf.br/

Startup abre vagas de trabalho remoto para desenvolvedores
Startup abre vagas de trabalho remoto para desenvolvedores. Foto de Christina Morillo no Pexels

Sobre a Certus
O Certus Software proporciona ao usuário uma experiência agradável e intuitiva,
utilizando ícones de fácil compreensão, com telas simplificadas e com todas as
informações em um só lugar. Com relatórios de fácil compreensão, auxilia na tomada
de decisões. Agregado a isso, diversos serviços financeiros, como antecipação de
recebíveis e empréstimos de capital de giro. A cada dia, a empresa inova e inclui a
inteligência artificial para ajudar cada vez mais a pequena indústria. Com seis anos de
atividades, recebeu investimentos da Bossa Nova, de João Kepler e Pierre Schurmann;
e da IVP de Fabricio Bloisi e Bruno Rondani, além de passar pela aceleração da Baita
Aceleradora, na Unicamp. Para mais informações, acesse https://www.certus.inf.br/
ou pelo ig @softwarecertus.

Gostou da nossa matéria “Startup abre vagas de trabalho remoto para desenvolvedores“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Brasília receberá o maior polo de empreendedorismo digital

Pandemia do novo coronavirus continuará influenciando nos resultados das empresas, a SysCoin Commerce lança até junho um novo modelo de consultoria empresarial para salvar o mercado empresarial do DF e de todo o país. O maior polo de empreendedorismo digital do Brasil será em Brasília.

A SysCoin Space promete revolucionar os negócios que apostam no ambiente digitalÉ fato que a pandemia do Coronavírus mudou a vida das pessoas, das empresas, a forma de trabalho e a economia. Dentro desse cenário, inovação é a palavra chave para manter muitos negócios vivos e com alto grau de rentabilidade. Pesquisas mundiais têm alertado a população e a classe médica sobre o impacto futuro da Covid-19 nas empresas e negócios.

O mundo empresarial, em especial, se viu diante de um grande desafio para conseguir manter seus negócios em plena atividade. O presencial migrou para o digital e muitas empresas passaram a enxergar nessa possibilidade o fio de esperança para continuarem existindo. O distanciamento social e as medidas de isolamento e proteção aceleraram bastante o processo de transformação digital das empresas.

Especialistas apontam que a pandemia do novo corona vírus nos trouxe 10 anos à frente.A SysCoin Commerce, a maior agência de ecommerce do Centro-Oeste, ciente dessa nova realidade se prepara para trazer para a Capital Federal, ainda no primeiro semestre de 2021, o primeiro e maior polo de empreendedorismo digital do Brasil, a SysCoin Space.

Atuante já no mercado desde 2015, a empresa viu a sua demanda crescer exponencialmente em 2020. Com essa tendência crescente e latente no mercado, a marca decidiu inovar e trazer um novo sistema para fomentar o mercado empresarial.
É o que explica o CEO da SysCoin, Hugo Cândido, “nosso novo investimento é a criação de um polo de e-commerce em Brasília.

Trata-se de um espaço feito e pensado para desenvolver negócios digitais, desde a concepção até a operação. Novos empresários ou até mesmo os antigos que estão se digitalizando estão aproveitando essa oportunidade para avançar neste novo mundo”, explica.

Segundo Cândido, as empresas terão cada vez mais parte de sua operação no ambiente digital, seja um canal de divulgação, seja um canal de vendas, ou até mesmo ferramentas de gestão interna da empresa conectadas na internet. Ele explica que nessa nova fase, a SysCoin entra oferecendo avaliacão e know-how. “O primeiro passo se dá por uma consulta inicial com um especialista a fim de medir seu grau de maturidade no mundo digital e a partir disso criar uma trilha de conhecimento que ele deverá cumprir”, enaltece.*Sou uma empresa, o que devo fazer para ter acesso?*

Para se submeter ao programa de acompanhamento da SysCoin, é necessário que solicitar o atendimento de um dos especialistas. Não há custo inicial e o projeto será entregue após a consulta. Uma vez que o empresário enxerga a oportunidade de ter esse suporte, o projeto evolui para uma proposta de parceria.

Ampliação do mercado consumidor, novos canais de vendas, novos canais de divulgação, maior eficiência operacional, redução de custos, aumento da lucratividade, melhora dos indicadores de gestão são alguns benefícios apresentados com esse modelo de consultoria inédita.

Fora essa nova modalidade, a SysCoin Space, oferece diversos serviços complementares com as mais variadas operações de e-commerce, fazendo com que o empresário ganhe tempo e poupe custos. Entre os serviços estão a criação da loja virtual, consultoria, fotografia de produtos, marketing digital para e-commerce, design especializado, certificado digital, treinamento constante e  ponto de retirada, ferramentas que corroboram para o crescimento da empresa no ambiente digital.
O que tem de inovador?

Tudo em um só lugar. A SysCoin Space visa complementar todo esse ecossistema digital. É algo novo, nunca antes visto e muito promissor. Enquanto as demais empresas tocam este assunto como um tópico a mais de seu acervo, a SysCoin se dedica a isso de forma integral.

Serviço: Brasília se prepara para receber, no primeiro semestre, o maior polo de empreendedorismo digital do Brasil
Endereço: CA 01, SALA 469 SHOPPING DECK NORTE – Lago Norte, BrasíliaTelefone: (61) 3968-1540Site: https://syscoin.com.br/

Gostou da nossa matéria “Brasília receberá o maior polo de empreendedorismo digital“?

Brasília receberá o maior polo de empreendedorismo digital
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Mulheres e os desafios na área de tecnologia

Mariel Reyes Milk é autora de “Mulheres e os desafios na área de tecnologia”

As mulheres ocupam cadeiras importantes no mercado de trabalho, como em empresas de tecnologia, porém ainda há algumas questões que atrasam essa conquista feminina: a falta de diversidade de gênero na área de T.I, por exemplo, é uma delas. 

Vejo quatro grandes dificuldades que as mulheres enfrentam. São elas:

  • Predominância masculina: no Brasil, o público feminino representa apenas 15% dos matriculados em ciência da computação. Isso faz com que elas, muitas vezes, sejam as únicas de suas equipes no ambiente corporativo, o que pode gerar insegurança e, consequentemente, fazer com que as mulheres sofram com atitudes e comportamentos machistas, no qual vem desde a faculdade;
  • Cultura brogrammer: o estereótipo do programador homem, branco, cis e a crença das pessoas, incluindo o público feminino, de que T.I não é o lugar de mulheres
  • Liderança feminina: quando tratamos de cargos de liderança femininos no Brasil, cerca de 27% das empresas não têm nenhuma mulher atuando em um cargo de coordenação, de acordo com um levantamento feito pela empresa TWIRI;
  • Preconceito no ambiente de trabalho: as mulheres sofrem preconceitos no ambiente de trabalho, como a promoção por comprovação. Dados indicam que o público feminino é submetido a padrões mais rígidos. Além disso, quando as mulheres quebram o estereótipo de como deveriam se comportar, os homens começam a enxergá-las como “desagradáveis”.

Existe um histórico social e cultural que impede as mulheres, desde crianças, de acreditarem que elas podem atuar na área de tecnologia. Pesquisas mostram que a partir dos 6 anos as meninas começam a pensar que não são boas para as exatas, logo cria-se um intelecto de que computador é apenas para meninos. 

Com a chegada de novas empresas tecnológicas comandadas por homens no setor de programação, a computação passou a ter como foco os meninos. Desta forma, as meninas passaram a não ser estimuladas a seguir carreiras de tecnologia. 

A desigualdade nos salários

Quando o assunto é mercado de trabalho, há casos em que as mulheres se sentem desmotivadas devido à baixa remuneração quando comparado ao salário dos homens no mesmo cargo. Isso ainda acontece em diversas empresas, que tendem a favorecer homens por inúmeras razões que compreendemos infundadas.

De acordo com o levantamento feito pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), as mulheres que possuem graduação são a maioria no mercado de trabalho, com 55,1%, em comparação ao público masculino. Porém, na média salarial dos empregados com ensino superior os homens recebem R$ 4.640,00, já as mulheres R$ 3.287,00, em outras palavras, o público feminino ganha 41% a menos na remuneração pelo trabalho prestado em relação aos homens. 

Estamos caminhando para conquistar um cenário melhor referente à igualdade de gênero no mercado de trabalho, mas ainda temos muito o que fazer, principalmente quando tratamos de mentalidade de diversidade. 

Empoderamento feminino 

Muitas pessoas acham que o empoderamento está ligado a privilégios, mas pelo contrário, esse termo tem conexão com a consciência coletiva, no qual expressa ações para fortalecer as mulheres e promover a igualdade de gêneros.

Para escapar desse ambiente desafiador na área da tecnologia, as mulheres podem utilizar do empoderamento, além de ser uma ótima ferramenta para contribuir com a sociedade, é uma prática necessária no ambiente corporativo. 

Diante desses obstáculos, a ONU Mulheres e o Pacto Global criaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres, que tem por objetivo a implementação de práticas e ações que resultem na igualdade de gênero, principalmente no ambiente de trabalho. 

Os sete princípios são:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível; 
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação; 
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa; 
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres; 
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing; 
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social; 
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

É necessário colocar em prática esses princípios para gerar a equidade de gênero no universo empresarial, com isso os desafios enfrentados pelas mulheres, todos os dias, irão diminuir gradativamente. 

*Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}, startup social paulista que ensina programação para mulheres em vulnerabilidade, preferencialmente trans e /ou negras.

Gostou da nossa matéria “Mulheres e os desafios na área de tecnologia“?

Mulheres e os desafios na área de tecnologia
Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Não basta parecer, é preciso ser Digital!

Isadora Kimura é autora de “Não basta parecer, é preciso ser Digital!”. Sócia da Nilo Saúde, startup de solução de cuidado digital, que oferece ferramentas e profissionais para serviços de atenção primária especializada em todo o Brasil

A telemedicina virou parte do dia a dia do brasileiro. E, assim, a tecnologia, que sempre dividiu opiniões quando ligada à área da saúde, consolidou-se como principal aliada em um momento de pandemia. Foi a responsável por proporcionar cuidado e conexão em um momento de isolamento físico.

Enquanto as pessoas precisavam ficar em casa, foi através do celular ou do computador que elas chegavam à consulta médica, tiravam dúvidas de uma prescrição de remédio, compravam o que precisavam. Quem diria que aquela que ameaçava o contato físico, tão necessário em uma avaliação do corpo humano, seria a peça-chave para preservar a saúde física e mental de tanta gente.

Ao longo do último ano, no entanto, o que mais vimos foram empresas se dizendo digitais. Acontece que, enquanto todas parecem digitais, poucas, de fato, são. Atrás das câmeras, o cenário quase que geral é de ambientes corporativos analógicos. Uma realidade que precisa mudar. Até porque estudos recentes da Global Market Insights apontam que o mercado mundial de telemedicina deve expandir para US$ 131 bilhões até 2025.

Ou seja, será difícil sustentar uma falsa imagem de digital por tanto tempo. A realidade exige a digitalização dos dados, a integração das informações, o acesso remoto a laudos e exames, o atendimento preventivo e o cuidado individualizado. E as operadoras, corretoras, hospitais e clínicas, deverão seguir nessa direção. É o único jeito de se manter saudável e vivo em um setor que só tem visto doença e morte.

A digitalização da saúde permite encurtar jornadas e, mais do que isso, acessar especialistas que podem estar distantes com mais informações em mãos para oferecer o cuidado adequado. Ignorar esse ganho é fechar os olhos para o que está à nossa frente. Mas assim como o cuidado sozinho não teve força sem a tecnologia, a tecnologia não vai a lugar algum sem o cuidado. Por isso, ganha quem consegue usar a tecnologia de forma humanizada. Ganha o fornecedor, ganha o cliente. Ganha a sociedade.

Gostou de “Não basta parecer, é preciso ser Digital!?

Não basta parecer, é preciso ser Digital!
Isadora Kimura.
Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira mais das últimas notícias. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

USP cria plataforma para conectar inovação e empreendedorismo

Projeto pioneiro no País, Hub USP Inovação visa a fomentar empreendedorismo, parcerias com startups, empresas e comunidades de negócios disponibilizando informações de docentes, patentes, programas, laboratórios e incubadoras espalhadas pelas 42 unidades de ensino e pesquisa da universidade

A Universidade de São Paulo (USP) vai lançar amanhã, dia 9 de abril, uma plataforma com foco em inovação e empreendedorismo para facilitar a conexão entre o ambiente acadêmico, organizações voltadas para pesquisa, startups, comunidades de negócios, órgãos governamentais e a sociedade civil.

Idealizada para fomentar parcerias e disseminar o conhecimento técnico de uma das maiores universidades do mundo, a  plataforma Hub USP Inovação (hubusp.inovacao.usp.br) oferece informações detalhadas sobre iniciativas em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&I) de organizações, programas, laboratórios e incubadoras ligadas à USP.

“A USP é a primeira universidade no Brasil a ter um projeto desse tipo, que reúne e disponibiliza numa plataforma suas iniciativas, competências e tecnologias geradas em suas 42 unidades de ensino e pesquisa, distribuídas em sete campi em todo o estado de São Paulo”, afirma o Professor Marcos Nogueira Martins, coordenador da Agência USP de Inovação (AUSPIN), órgão responsável pelo projeto. “O Hub USP Inovação traz um levantamento abrangente de todas as áreas da universidade e estamos cadastrando as competências, serviços tecnológicos e equipamentos de cada um dos 5.300 professores atuais, além do legado representado pelas quase 1.200 patentes registradas pela USP, todas classificadas”, acrescenta Nogueira Martins.

Fruto de um trabalho integrado, sob supervisão da Agência, a plataforma foi alimentada com a colaboração dos laboratórios, docentes, institutos de pesquisa e Pro-Reitorias. O algoritmo para a ferramenta de pesquisa da plataforma, por exemplo, foi desenvolvido com participação do USPCodeLab, grupo de extensão universitária que tem como objetivo estimular a inovação tecnológica da USP, formado por alunos de graduação, pós-graduação e professores, que se originou no Instituto de Matemática e Estatística.

Com uma busca simples na plataforma, uma empresa ou instituição poderá encontrar projetos e especialistas que procura. Por exemplo, se uma empresa está interessada em um projeto de biotecnologia desenvolvido na USP ou em encontrar os especialistas nesta área, basta digitar “biotecnologia” no campo da busca e encontrará todas as competências, laboratórios e docentes associados ao tema.

De acordo com a Professora Geciane Porto, vice-coordenadora da AUSPIN, a plataforma foi desenhada para facilitar a aproximação da universidade com o setor produtivo interessado em desenvolver soluções tecnológicas relevantes. “Para uma empresa, inovação representa sobrevivência a longo prazo e o Hub oferece uma porta de entrada para identificar que tipo de solução existe na universidade para a necessidade que essa empresa procura”, afirma Geciane.

Na plataforma, há uma separação por áreas de busca para facilitar a navegação. São elas: Iniciativas, P&D&I, Competências, Educação, Empresas e Patentes. Na aba “Iniciativas”, por exemplo, o usuário poderá encontrar editais, programas e as estruturas da USP para fomento do empreendedorismo e inovação, como as incubadoras e parques tecnológicos. Em “P&D&I”, há diversos laboratórios, organizações e programas de desenvolvimento para consulta. Na aba de “Competências”, há a separação por área de conhecimento, facilitando a busca por informações na USP pela comunidade externa.

Em “Educação”, há várias possibilidades de busca para cursos de graduação e pós-graduação, com foco em Inovação e Empreendedorismo, oferecidos pela universidade. A aba “Patentes” reúne as patentes da USP que estão disponíveis para que empresas e organizações possam licenciar para aplicação e uso, inclusive aquelas que se encontram em domínio público.

A área de “Empresas”, por sua vez, reflete todo o peso da USP no desenvolvimento do setor produtivo brasileiro. Ali é possível encontrar cerca de 1.700 empresas e startups formadas por alunos e ex-alunos da USP, ou que passaram por processo de incubação na Universidade, as quais são identificadas com a marca DNA USP. Para se ter uma ideia da importância da marca, 7 dos 15 unicórnios (startups avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares) brasileiros têm DNA USP: Nubank, 99, Gympass, iFood, C6 Bank, Wild Life e Loggi. “São empresas que foram fundadas por alunos e ex-alunos ou são fruto de algum projeto ou pesquisa da universidade ou passaram por alguma das incubadoras da USP”, acrescenta Geciane.

O lançamento do Hub USP Inovação ocorrerá por meio de um evento online às 11h de sexta-feira, dia 9, com a presença do Reitor Vahan Agopyan, além de personalidades acadêmicas e do setor produtivo. “Nosso objetivo é consolidar, cada vez mais, a USP como uma universidade que inova e empreende”, conclui o professor Nogueira Martins.

Após o evento online de lançamento da plataforma, às 11h30 de sexta-feira, o canal da AUSPIN no YouTube vai transmitir uma edição especial do projeto “Fala, Inovação”, um webinar para discutir perspectivas de qualificação profissional e da educação para a inovação e empreendedorismo.

Com a moderação do jornalista Herton Escobar, do Jornal da USP, os especialistas Fernando Shayer e Milton Daré vão conversar sobre experiências bem-sucedidas, perspectivas e desafios da sociedade na formação de profissionais inovadores e empreendedores e como a Universidade deve se preparar para atender novas demandas e qualificações requeridas.

ATENÇÃO:
O link do Hub USP Inovação só estará disponível a partir do dia 9 de abril. Até lá, para navegar e conhecer as funcionalidades da plataforma, acesse o link provisório:
hubuspinovacao.if.usp.br
PARA AGENDAR
Lançamento da plataforma Hub USP InovaçãoData: sexta-feira, 9 de abril de 2021
Horário:  11h
Transmissão ao vivo pelo canal da AUSPIN no YouTube:
https://youtu.be/0ivJpqthTwk

NA WEB:Hub USP Inovação (a partir do dia 9 de abril)
hubusp.inovacao.usp.br
Contato
hubuspinovacao@usp.br

Gostou de “USP cria plataforma para conectar inovação e empreendedorismo?

USP cria plataforma para conectar inovação e empreendedorismo

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira as notícias do Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Apenas 5% das startups são fundadas por mulheres, aponta pesquisa

Dados da Pesquisa Female Founders Report, conduzida pelo Distrito, na qual aborda startups fundadas por mulheres, será pauta do painel “Diversidade e Impacto Social: Oportunidades financeiras e de transformação social”, no Fintouch, maior evento da ABFintechs

Segundo pesquisa realizada pelo Distrito em parceria com a B2MAMY e Endevor, 4,7% das startups são fundadas exclusivamente por mulheres, enquanto 5,1% são co-fundadas por mulheres (fundação mista entre mulheres e homens). Do outro lado, o número de empresas com apenas fundadores homens é quase 20 vezes maior – mais de 90% das startups no Brasil ainda são fundadas apenas por homens. Ao olhar especificamente para o número de mulheres negras nesse ecossistema, o dado é ainda menor, apenas 19%.

A urgência do debate será pautada durante o Fintouch, maior evento no calendário da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs) e o maior do Brasil focado em fintechs. O painel “Diversidade e Impacto Social: Oportunidades financeiras e de transformação social” será liderado por Fernanda Ribeiro, Líder de Diversidade na AbFintech, Presidente na Afrobusiness Brasil e Co-fundadora da Conta Black, além de Lilian Natal, do  Distrito, Dani Junco, da B2MAMY e Anita Fiori , do BID. 

“Precisamos bater na tecla da diversidade como inclusão social e estratégia de negócios. Afinal, ao não investirem em negócios liderados por mulheres, em especial, as negras, todos perdem a chance de ter um portfólio diverso e com altíssimo potencial de ganhos, inovação e sustentabilidade”, aponta Fernanda Ribeiro. 

Negócios de impacto social são repletos de inovação, escalabilidade e lucratividade. Um exemplo disto está na própria Conta Black, fundada pela executiva, que é uma comunidade financeira que se propõe em resolver o desafio da desbancarização e consequentemente a exclusão financeira. Ambas responsáveis pela desigualdade social.

“Precisamos iniciar de imediato uma jornada de inclusão, a partir da diversificação de investimentos e inclusão de mulheres em boardings e conselhos. Tenho esperança de que o atual momento possibilite uma reflexão mais profunda, que leve por fim, a uma transformação desse cenário”, reforça. 

Fintouch

Com o tema “Vamos encontrar juntos as respostas para os desafios das fintechs em 2021 e 2022?”, a programação do Fintouch 2021 contará com a participação de nomes de referência nacionais e internacionais do ecossistema de inovação e serviços financeiros. O encontro, marcado para os dias 15 e 16 de abril, das 9h às 18h, e acontecerá pela primeira vez de forma totalmente online. 

Mantendo a excelência dos conteúdos, o evento abordará assuntos para além do painel sobre “Diversidade e Impacto Social: Oportunidades financeiras e de transformação social”, tais como Tokenização de Ativos; CBDC, Stablecoins e Corporate Coins; Open Finance; Identidade Digital para Fintechs; Serviços e Produtos para Desbancarizados; AgFintechs: Regulação, Crédito de Carbono, Empresas ESGs; Regulação; Como se conectar com Organizações Internacionais para captar investimentos e Parcerias fora do Brasil; dentre outros. Para saber mais acesse: https://www.abfintechs.com.br/fintouch.

Sobre a ABFintechs

A Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs), fundada em 2016 por empreendedores de quatro fintechs, possui cerca de 400 associadas e tem como missão garantir que o maior número possível de Fintechs se tornem realidade como negócio, além de fazer do Brasil uma referência em inovação no setor financeiro, passando a ser um fornecedor para o mundo de inovação disruptiva em finanças.

Com importante papel no desenvolvimento de questões regulatórias, a Associação realiza um trabalho próximo a Agências Reguladoras e Autarquias como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Banco Central do Brasil (BCB), Superintendência de Seguros Privados (Susep), Ministério da Economia, dentre outras, com importantes conquistas alcançadas até o momento como a Instrução CVM 588Resolução 4656 do BC e Sandbox regulatório. Conta com representantes no Comitê Nacional de Iniciativas de Apoio a Startups, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, foi indicado como órgão oficial na estrutura de governança do Open Banking no Banco Central.

Gostou de “Apenas 5% das startups são fundadas por mulheres, aponta pesquisa?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais em nosso Caderno Cultural. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Startup recebe investimento para alavancar ecommerce mundial

Uma iniciativa da Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAP), em parceria com a Fundação CERTI, criou o projeto Start BSB, no qual selecionou empresas inovadoras da região Centro-Oeste para incentivar o empreendedorismo local. A startup DashCommerce foi uma das empresas selecionadas, e recebe investimento até R$112.000,00, para alavancar novas tecnologias a fim de fomentar o desempenho do comércio eletrônico d. Um dos fundadores da startup, Leonardo Miranda explica a importância dessa iniciativa.

Esse movimento, que acontece em todos os Estados do Brasil, ganha força na Capital Federal e propicia oportunidades de startups e projetos inovadores ganharem visibilidade e mostrarem seus benefícios para a sociedade.

“Esse investimento é importante para conseguir contratação de pesquisadores e a ampliação de tecnologias, pioneiras pro país, como inteligência artificial e mineração de dados”, enaltece.

Startup recebe investimento para alavancar ecommerce mundial

Concebida no primeiro semestre de 2020, em período estratégico com o pico da pandemia do Covid-19 no Brasil, a DashCommerce ajuda os empreendedores na jornada de venda do ecommerce com a solução do gerenciamento da loja, pedidos e clientes de forma facilitada a um clique do smartphone. Além disso, a empresa promove a geração de insights estratégicos com a comparação com outras empresas do mesmo segmento.

Economicidade e conhecimento são valores gerados e trabalhados pela DashCommerce, que tem como objetivo ajudar o pequeno empreendedor nesse processo de transição, haja vista que nunca foi tão importante esse processo de transição para a digitalização dos negócios.

Um ganho gerado pela Dashcommerce é a redução da curva de aprendizagem dos empreendedores brasileiros, aumentando suas chances de sucesso no comércio eletrônico, bem como o ganho de eficiência operacional. A startup já atua com mais de 1200 lojas distribuídas em mais de 96 países, sendo os principais EUA, Reino Unido, Brasil e Holanda.

Gostou de “Startup recebe investimento para alavancar ecommerce mundial?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece na Economia.

Junte-se a 1.074 outros assinantes

Startup Privio cresce 35% em setembro

Com foco em telemedicina, a startup está presente em 26 estados e o Distrito Federal

Com a pandemia do Covid19, a telemedicina surgiu como uma importante aliada. Com o isolamento social e os hospitais lotados, as pessoas preferiram adotar as consultas à distância para evitar aglomerações e até mesmo o contágio do novo coronavírus. Foi nesse cenário que a Privio, startup especializada em telemedicina, cresceu 35% somente no mês de setembro, com cerca de 3 novos usuários por dia.

Entre março e junho, impulsionados pela pandemia, a base de usuários da Privio foi triplicada, uma vez que os médicos precisavam de uma ferramenta para atenderem seus pacientes e se relacionarem a distância. Esse relacionamento se deve não só às consultas via vídeo, mas também para troca de mensagens ou enviar receita digital, por exemplo.

A Privio desenvolveu a solução “App minha clínica”, uma plataforma whitelabel que permite que qualquer clínica tenha seu próprio aplicativo e consultório virtual para chat e teleconsultas baseadas no app Privio, mas com nome e identidade visual da própria clínica. A vantagem é que, através da tecnologia, a startup entrega um aplicativo exclusivo para cada clínica, sem a necessidade de construir do zero, barateando o custo do desenvolvimento, considerado o mais barato do mercado. Teleconsulta, chat, remuneração, organização e anotações são as ferramentas disponíveis, consideradas fundamentais para o atendimento de clínicas médicas em geral.

Além do App exclusivo, a Privio também oferece o App gratuito, ferramenta ideal para médicos por substituir 100% o WhatsApp como forma de comunicação e ainda com a possibilidade de realizar teleconsultas em um só lugar.

“Atuamos em todo o país, em mais de 58 cidades, com o App de telemedicina e o crescimento tem sido constante. Sabemos que a pandemia incentivou esse crescimento, mas apostamos que, mesmo após essa fase, as teleconsultas continuem a fazer parte do dia a dia de médicos e pacientes, uma vez que se adaptaram a um novo modelo, sem perder a eficácia e condução no tratamento”, declara Davi Zanatto, CEO da Privio.

Sobre a Privio

A startup foi criada em 2017 com o objetivo de melhorar a jornada digital de médicos e pacientes, podendo aproximá-los. A base do aplicativo é um chat para troca de mensagens, local onde médicos e pacientes se conectam. Nesse chat é possível trocar mensagens de texto, áudio, anexar fotos, vídeos e documentos.

Além disso, tem ainda a função de vídeo chamadas para realização de teleconsultas e a possibilidade de realizar prescrições digitais. O médico também pode realizar anotações e ter uma ficha do paciente para acessar durante as conversas, além de ferramentas de privacidade para organizar seus horários e pacientes. Mais informações em https://privio.com.br/.

Startup chega ao mercado para acelerar a expansão de franquias

Entre as estratégias da Transforma Franquias para captar investidores está o marketing de atração com fluxos automatizados de relacionamento; taxas de conversão chegam a 83%

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, Brasil, 14 de setembro de 2020 /PRNewswire/ — Depois de transitar por grandes grupos de franchising com a missão de expandir negócios, Leonardo Rocha chegou à conclusão de que era hora de inovar em relação ao mercado em si.

Assim, nasceu a Transforma Franquias, uma empresa focada na formatação, expansão e marketing de empresas que têm como meta crescerem dentro do sistema de franquias. O objetivo é oferecer suporte para estes empreendimentos, preparando-os para a concessão de licenças em todas as pontas – desde o desenho do modelo de negócio, planejamento e geração de documentos jurídicos, como COF (contrato de franquia) e minutas.

“A Transforma Franquias chega ao mercado como uma aceleradora, utilizando principalmente o marketing digital para difusão de marca e captação de investidores”, revela o fundador, reforçando que entre suas estratégias está o marketing de atração com fluxos automatizados de relacionamento para maior qualificação dos leads. Segundo ele, as taxas de conversão em termos de captação chegam a 83% entre os leads com identificação de interesse.

Rocha explica que tal estratégia permite a identificação de potenciais investidores, levando em consideração informações como faixa etária, cidade, interesses e potencial. Estes dados são trabalhados e, depois, é feito o acompanhamento para qualificação. “Assim que esta fase é concluída, é feita uma análise de documentação e uma avaliação sobre a disponibilidade da área, antes que a venda seja concluída”.

“Passando o isolamento social, muitas empresas estarão precisando se reestruturar para reinventar as áreas de vendas, financeira e jurídica. Estamos em busca destes projetos”, esclarece Rocha. Ele lembra que uma das principais queixas do setor é que não há equipes capacitadas para fazer uma transformação. “Há muitas franqueadoras que se esforçam, mas não conseguem entregar o que o franqueado espera. Em tempos de crise, as dificuldades se agravam e abre-se o espaço para que especialistas atuem”, ele acredita.

Rocha espera encerrar o ano de 2020 com faturamento de R$ 1 milhão; para o ano que vem, este número deve subir para R$ 10 milhões. Em cinco anos, o faturamento deve bater R$ 90 milhões em taxa de franquias.

FONTE Transforma Franquias / PRNewswire