Bolsas de Estudo: Editech oferece mil em curso de tecnologia voltado para jovens

Inscrições para curso, e bolsas de estudo, oferecido pela Digital House vão até 1º de julho

Relatório da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) aponta que a área de Tecnologia da informação (TI) demandará 420 mil profissionais até 2024. Para suprir essa demanda, seria necessário capacitar, anualmente, pelo menos, 70 mil pessoas para atuar em carreiras, como desenvolvimento de software, engenharia de redes e ciências de dados. No entanto, o Brasil forma apenas 46 mil profissionais por ano na área.

Atenta a essa realidade, a Digital House, em parceria com o Mercado Livre e a Globant, criou o Certified Tech Developer, curso destinado a jovens que acabaram de concluir o ensino médio e precisam de uma qualificação para se colocar no mercado de trabalho. “O curso foi desenvolvido para que, em um período de dois anos, o aluno adquira todos os conhecimentos técnicos necessários para sua inserção no mercado da indústria tecnológica”, explica Sebastian Mackinlay, CEO da Digital House Brasil.

As inscrições para a segunda edição do Certified Tech Developer, cujas aulas têm início em 9 de agosto, estarão abertas até 1º de julho de 2021. Para esta edição do programa, serão concedidas 1000 bolsas de estudo de 95%. O programa quer atrair, principalmente, estudantes de baixa renda, mulheres e outras minorias para a área da tecnologia. Os candidatos deverão cumprir as etapas do processo seletivo conforme prazos informados durante o processo. Quanto antes conseguirem concluir todas as etapas, mais chances de serem contemplados com uma das bolsas. A primeira edição do programa teve mais de 45 mil inscritos para 250 bolsas, uma relação de 180 candidatos por vaga.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

O CEO da Digital House enfatiza que na América Latina existe uma crescente demanda por perfis com especialização tecnológica e uma baixa porcentagem de jovens que se capacitam para trabalhar nesta indústria, especialmente, nas camadas mais carentes da população. “Nesse sentido, o Certified Tech Developer vem atender a demanda urgente do mercado por mão de obra qualificada e, com a concessão de bolsas, oferecer ao jovem de baixa renda a oportunidade de se inserir em uma área cuja taxa de empregabilidade é alta, além da excelente remuneração, que pode transformar a sua condição social”, acredita Mackinlay.

O Certified Tech Developer tem foco na prática e na formação para o mercado de trabalho. De acordo com Mackinlay, a proposta é oferecer ao jovem a possibilidade de ingressar no mercado de trabalho com uma remuneração atrativa, sem que precise fazer um curso universitário. Para isso, o programa se baseia no ensino de habilidades já utilizadas por empresas de tecnologia que são referência no mercado. Além disso, a metodologia de sala de aula invertida, em que o aluno estuda a parte teórica nos momentos fora da aula e usa o período de aula para praticar, dá a oportunidade para que o indivíduo tenha contato e busque soluções para problemas reais desde as primeiras aulas.

“O curso foi estruturado para que, durante o primeiro ano, o aluno estude de forma intensiva a fim de que, ao final deste período, ele tenha conhecimentos suficientes para ingressar imediatamente no mercado de trabalho. Já no segundo ano, a carga horária se torna menor e mais flexível para que o aluno consiga conciliar trabalho e estudo”, salienta o executivo.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Cenário
Somente entre os meses de março e setembro de 2020, o país fechou 897 mil vagas com carteira assinada, de acordo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior parte das baixas aconteceu nos setores de Serviços e Comércio. Ao todo, foram perdidas 181 mil vagas de vendedores em lojas e mercados – o dobro do número de vagas fechadas na indústria. Isso sem contar 1,4 milhão de trabalhadores domésticos que perderam o emprego no mesmo período, ainda de acordo com o IBGE.

Tal cenário mostra que se por um lado a crise sanitária provocou a aceleração da chamada transformação digital, por outro ela acelerou também a tendência de extinção de funções consideradas mais mecânicas. Um relatório da consultoria McKinsey estima que funcionários de atendimento ao público em setores como Varejo, Turismo, Alimentação e profissionais de apoio em escritórios terão os cargos ameaçados de extinção até 2030. Serão 100 milhões de vagas a menos apenas nos oito países que foram foco de estudo da consultoria.

O fato é que as funções mecânicas tendem a ser substituídas pela tecnologia e a transição de emprego e mesmo a inserção no mercado de trabalho irá demandar mais estudos. Nesse contexto, jovens, minorias e aqueles com menor educação formal serão os mais prejudicados. “Tudo isso mostra a urgência da necessidade de as pessoas buscarem, desde já, alternativas para manterem a sua empregabilidade no pós-pandemia. Levando em conta que a automação das atividades é um caminho sem volta, as carreiras digitais se tornam uma das alternativas mais viáveis”, acredita o CEO da Digital House.

SERVIÇO
Curso Certified Tech Developer
Inscrições: de 1/6 a 1/7 pelo site https://www.digitalhouse.com/br/bolsas/certifiedtechdeveloper
Início das aulas: 9/8

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Bolsas de Estudo: Editech oferece mil em curso de tecnologia voltado para jovens”?

Inscrições para curso, e bolsas de estudo, oferecido pela Digital House vão até 1º de julho. Foto de ThisIsEngineering no Pexels

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

TI de Salto apresenta relatos inspiradores de 21 mulheres do setor tecnológico

Autoras contam como venceram o preconceito de gênero no segmento, tornaram-se bem-sucedidas na área e como romperam paradigmas em prol da presença da mulher na TI. Além de darem lições de sororidade. São depoimentos que buscam inspirar, encorajar e abrem as portas para um debate no livro TI de Salto.

O primeiro algoritmo foi escrito pela condessa Ada Lovelace, considerada a mãe da computação, no século XIX. Mesmo com mulheres importantes ao longo da história, há quem acredite que lugar de mulher não é na tecnologia. Apesar de ainda serem minoria nesse mercado predominante masculino, as contemporâneas da Ada estão cada vez mais presentes no dia a dia e fazem a diferença no universo de Tecnologia da Informação (TI). 

Pensando nisso, a empresária Sylvia Bellio reúne histórias dessas mulheres transformadoras no seu novo livro, TI de Salto. A publicação, que integra o Projeto Conte Sua História, traz 21 personalidades femininas, incluindo a organizadora, que vencem as adversidades ao longo da jornada. São assistentes, técnicas, analistas, gestoras, executivas, CEO e até mesmo entusiastas da área. 

A ideia da obra, de acordo com Sylvia, surgiu da “vontade de ajudar, inspirar e incentivar outras mulheres” a participar do mercado e fazer parte dessa transformação. A apresentação é assinada pela jornalista e executiva Sandra Boccia, que destacou a importância da organizadora em dar voz a outras empreendedoras. 

Já a introdução ficou por conta do líder da Dell na América Latina, Luis Gonçalves. Para ele, as trajetórias das mulheres presentes no livro são inspiradoras e carregadas de propósito. O lançamento da obra acontece no dia 19 de junho, às 17h.

A baixa presença feminina nas salas de aula é comum nas narrações das autoras. De acordo com a pesquisa Estatísticas de Gênero, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2019, elas representavam 13,3% das matrículas nos cursos presenciais de graduação na área de Computação e Tecnologias e Comunicação. E, na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), também do IBGE, mostrou que somente 20% dos profissionais da área de tecnologia de informação são mulheres. 

Com isso, elas acabam sofrendo a síndrome do impostor, que é aquela sensação de se sentir inferior aos demais e incapaz de reconhecer o próprio sucesso. Esse problema foi enfrentado por algumas retratadas do livro.

Além do horizonte

Elas saem da zona de conforto, como uma líder global de TI, que deixou o trabalho no Brasil para encarar um novo desafio em uma companhia, nos Estados Unidos. Isso aos 50 anos e sozinha. 

Situação parecida aconteceu com uma jovem profissional que deixou o Nordeste para “inovar” em São Paulo, como ela mesmo diz. Apesar das barreiras, ela conseguiu e, atualmente, é líder do Comitê de Diversidade e Inclusão na empresa onde trabalha, além de ser cofundadora de uma comunidade destinada às mulheres cis e trans na tecnologia.

As questões de gênero e a diversidade também são pautas defendidas por outras mulheres retratadas na obra, além dos questionamentos de ser mãe e profissional no setor tecnológico, que não é tarefa fácil de conciliar. Entretanto, a maternidade levou uma autora ao cargo de CIO de uma empresa.

Compartilhar

O desejo em compartilhar o que sabem para outras pessoas está no sangue das autoras, elas contam como levam o conhecimento através de palestras, mentorias e até mesmo de escolas, como a presidida por uma nomeada da lista dos 30 jovens de destaque de uma revista de negócios, em 2017. 

Após mais de anos de experiência no setor financeiro, Sylvia Bellio fundou a empresa itl.tech, que foi eleita por quatro anos consecutivos a maior revendedora da Dell no Brasil, e é a única mulher no país a fazer parte do conselho de empresas parceiras da marca.

Em 2016, quando começou a participar do DWEN (Dell Women’s Entrepreneur Network), uma rede da Dell que capacita empreendedoras para crescimento de seus negócios, ela entendeu que “não estava sozinha no mundo da tecnologia” e surgiu a vontade de transformar o mercado. 

Desde então, Sylvia escreveu os livros “Simplificando TI” (2018), ‘Impressões Digitais” (2019), organizou o “Mulheres Além do Óbvio” (2020) e, lançou também o “Projeto Conte Sua História”, onde mulheres podem compartilhar suas experiências de vida.

Livro: TI de Salto
Organizadora: Sylvia Bellio
Editora: Árvore Digital

Livro TI de Salto, de Sylvia Bellio

Sobre Sylvia Bellio

CEO e Co-fundadora da itl.tech – empresa eleita por quatro anos consecutivos o Maior Canal de Vendas Dell Technologies. Organizadora do Projeto Conte sua História que tem como objetivo divulgar, compartilhar histórias de mulheres da vida real. Primeiro livro do projeto foi lançado ano passado – Mulheres Além do Obvio. 

Iniciou a carreira no setor financeiro, atuando como gerente da área administrativa de uma grande Instituição Financeira.

É autora dos livros “Simplificando TI” e “Impressões Digitais”. Organizadora do Projeto Conte Sua História que compartilhas histórias de mulheres da vida real, em 2020 lançou primeiro livro do Projeto – Mulheres Além do Obvio.Com mais de 20 anos de experiência no mercado de tecnologia conduz sua equipe de arquitetos de soluções e executivos de negócios para se posicionarem lado a lado com os profissionais de TI na busca de soluções para resolver os desafios de negócios das empresas.

Introduziu no Brasil fabricantes como: DotHill Systems de armazenamento FC; EqualLogic armazenamento ISCSI; Force10 de networking; Compellent de armazenamento FC|ISCI, entre tatas outros fabricantes. 

Tem papel de destaque no empoderamento feminino dentro do universo da tecnologia.  É a única mulher a compor o conselho das empresas parceiras da Dell Technologies no Brasil. Membro do DWEN Dell Women’s Entrepreneur Network e participante das últimas edições do evento. Integrante do WPN Women Partner Network. Integrante do Female Force Latam.

Mais notícias do Grande ABC

Gostou “TI de Salto apresenta relatos inspiradores de 21 mulheres do setor tecnológico”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Visite e conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Cibercrimes: manipulação psicológica envolve 40% dos casos

A Verizon, gigante norte-americana do ramo de telecomunicações, acaba de lançar um detalhado relatório sobre cibercrimes e violação de dados com material coletado em 88 países.

O Relatório de Investigação de Violação de Dados 2021 (do inglês Data Breach Investigations Report – DBIR) tem como objetivo mapear incidentes mais comuns relacionados a uma série de crimes cibernéticos que puderam gerar violação de dados. Foram analisados 79,635 incidentes, dos quais 29,207 se encaixaram nos padrões de avaliação pré-estabelecidos de análise; e foi possível confirmar 5,258 casos de violação de dados.

“O DBIR não tem o objetivo de predição de crimes, mas é um material detalhado para ajudar e criar estratégias de segurança para se enfrentar um futuro incerto”, diz a equipe de edição do relatório.

E os dados apresentados realmente chamam a atenção. Mapeando o “padrão” de violações mais recorrentes, a DBIR aponta que próximo de 40% das ocorrências envolveram engenharia social, que é a manipulação psicológica de pessoas para a execução de ações ou divulgação de informações confidenciais. 25% foram ataques via web, normalmente com sites e aplicativos enganosos, e 20% com invasão de sistemas.

Entre as ações mais comuns, 85% das violações envolvem um elemento humano como “vítima” e 61% dos casos tiveram como finalidade o roubo de credenciais. E para espanto de muitos usuários, a maior parte dos ataques, 80%, parte de instituições criminosas altamente organizadas, que buscam de alguma forma lucrar com esses crimes.

“Os cibercriminosos estão cada vez mais especializados e atentos a potenciais vítimas. O DBIR deve ser levado muito a sério para que essas ações criminosas sejam minadas”, explica Sandro Süffert, CEO da Apura Cyber Intelligence.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Apura contribuiu com dados para o relatório da Verizon. A empresa brasileira de cibersegurança tem se especializado cada vez mais no desenvolvimento de ferramentas e estratégias para combater o cibercrime.

A Apura acompanha de perto o cenário de cibercrimes no Brasil. Além de oferecer soluções profissionais para elevar o nível de cibersegurança em empresas, ela também mapeia os eventos para buscar cada vez mais uma visão ampla dos possíveis “gaps” para futuros ataques.

Por exemplo, um dos cenários observados recentemente foi o impacto da pandemia de Covid-19 na cibersegurança. Muitas empresas levaram seus funcionários para o home office, porém algumas delas não se atentaram às questões de segurança, uma vez que as redes domésticas de internet não são providas com todos os elementos de segurança que uma rede empresarial supostamente deve ter. Esse cenário foi um prato cheio para os cibercriminosos.

Esse não foi um evento particular do Brasil. O relatório conseguiu mapear as principais mudanças nos tipos de violações ocasionadas pela pandemia. Em 2020, os casos de phishing, que é uma técnica de engenharia social usada para enganar usuários e obter informações confidenciais, como nome de usuário e senha, aumentaram em mais de 10%. Outro tipo de ameaça que também cresceu durante a pandemia em 2020 (7%) foram os ataques de ransomware, que são malwares que sequestram os dados da vítima, permitindo que os cibercriminosos peçam um “resgate” pela devolução ou não divulgação dos dados.

Para acessar o relatório na sua forma integral, acesse:

https://www.verizon.com/business/resources/reports/dbir/2021/masters-guide/

Mais notícias do Grande ABC

Gostou “Cibercrimes: manipulação psicológica envolve 40% dos casos”?

Sandro Süffert, CEO da Apura Cyber Intelligence. Empresa brasileira contribuiu com a elaboração do relatório da global Verizon.

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Visite e conheça o nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Tecnologia 5G deve revolucionar IoT e chatbots no Brasil

O 5G é a quinta geração da tecnologia de internet móvel, que vai substituir o atual 4G e promete velocidade superior a 100 vezes, quando comparada a rede atual. Com a chegada da atualização da rede móvel, muitas perguntas são feitas sobre seu funcionamento e quais benefícios os usuários terão na sua utilização.

Segundo o especialista em programação e CEO da Ubots, Rafael Souza, o 5G não só trará melhorias para o serviço de internet móvel, como vai transformar a forma de comunicação humana, permitindo conexão e interação entre humanos e dispositivos eletrônicos, os tornando “um só”: a já conhecida Internet das Coisas pode avançar ainda mais. 

“O 5G é mais um passo da evolução tecnológica e promete trazer mais agilidade de downloads e uploads, além de mais estabilidade de conexão. Para o mercado de tecnologia, as possibilidades também são grandes. Estamos vendo o crescente investimento em IoT (Internet das Coisas) o que vai nos trazer novas perspectivas para o futuro” explica Souza.

A relação do 5G com os chatbots

O 5G será um marco no mundo tecnológico e abrirá portas para muitas novidades e avanços no setor e isso inclui o serviço de chatbots. O uso de chatbots é uma realidade no setor de atendimento de muitas empresas, que aderiram à tecnologia nos últimos anos, substituindo o tradicional telemarketing. 

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas passaram a realizar suas atividades por meio do ambiente virtual e, isso, levou as empresas a buscarem soluções para atender às novas demandas, aumentando a utilização dos chatbots.

Segundo o CEO da Ubots, em 2019, cerca de 60 mil chatbots entraram no mercado, enquanto em 2020 esse número quase dobrou, atingindo a marca de 101 mil. Corroborando estes dados, uma pesquisa realizada pela empresa MarketsandMarkets, apontou que o mercado teria um crescimento de US$2,6 bilhões em 2019 para US$9,4 bilhões até 2024.

Com relação ao impacto que o serviço vai sofrer com a chegada do 5G, o especialista em programação, diz que espera avanços no modo como os bots atuam hoje.

“A tecnologia promete oferecer mais agilidade no carregamento de mensagens e transmissão de informações, com menos interferências e sem problemas de conexão. Com isso, o tempo que os clientes terão que esperar para que suas demandas sejam resolvidas vai ser reduzido, bem como o tempo de execução da máquina para realizar as operações”, explica o CEO. 

Para o especialista, com a agilidade na comunicação e a menor latência na transmissão de informações, será possível ver o fortalecimento de algumas tendências no relacionamento entre empresas e clientes. Dentre elas, está a utilização da voz no processo de atendimento e a possibilidade de usar vídeos para ampliar os recursos. 

O caminho até o 5G

Você já imaginou baixar filmes em menos de dez segundos, realizar uma cirurgia sem a presença de médicos, ou ver sua geladeira fazendo um pedido de compras ao perceber que está ficando vazia? Isso tudo pode virar realidade graças ao 5G.

A nova tecnologia vai dar um salto enorme, se comparada ao atual 4G, pois possibilitará que as operadoras utilizem bandas de frequência mais altas, acima de 3GHz, as quais nunca haviam sido utilizadas. 

Este avanço vai proporcionar maior capacidade para o 5G, resultando em uma alta velocidade na navegação pela internet, nos downloads e uploads de arquivos, baixa latência, maior rapidez na transferência de dados, redução no tempo de resposta entre diferentes dispositivos e mais estabilidade nas conexões. 

Para Souza, os principais benefícios que a nova tecnologia vai trazer para seus usuários, são:

Velocidade: estima-se que o 5G vai ser 100 vezes mais rápido que as tecnologias utilizadas atualmente;

Cobertura: maior cobertura de sinal, ampliando seu acesso a mais pessoas e aumentando o número de usuários conectados simultaneamente, sem perda da qualidade de conexão;

Economia de bateria: maior eficiência no consumo de energia e aumento na autonomia da bateria dos dispositivos que suportam a rede, como “modems” e celulares; 

Largura de banda: em relação à quantidade de dados que podem ser transmitidos; 

IoT: com a evolução das conexões vai ser possível ter uma ampliação na utilização de outras tecnologias.

A Internet das Coisas já pode ser observada através de aparelhos como smartwatches e a assistente Alexa, da Amazon. Porém, com a chegada do 5G, haverá uma revolução na utilização de outros dispositivos, como fogões, máquinas e até berços para monitoramento de bebês.

Além disso, vários segmentos serão impactados, como o automotivo, médico e industrial, os quais serão beneficiados pela gama de possibilidades que o 5G permitirá. Em suma, qualquer dispositivo poderá ser interligado aos humanos, através de uma rede de conexão e o 5G será o responsável por esse salto, que promete mudar a forma como vivemos hoje. 

Hoje, o 5G já está em pleno funcionamento em vários países como, Austrália, Alemanha, Japão, Arábia Saudita, Reino Unido, Estados Unidos e Coreia do Sul. O último país citado, inclusive, já lidera o ranking de consumo de dados móveis e na média de velocidade atingida, segundo pesquisa feita pela OpenSignal

O Brasil e o 5G

A nova tecnologia ainda não está disponível no país e, para ela ser oficialmente distribuída para a população, será necessário que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) realize o leilão das faixas de frequências, que está previsto para ocorrer ainda em 2021.

Atualmente, várias operadoras já oferecem o serviço, contudo, ainda não se trata do verdadeiro 5G, mas de testes feitos pelas operadoras, que utilizando as mesmas frequências do 4G, disponibilizam o chamado 5G DSS (compartilhamento dinâmico de espectro, da sigla em inglês). Com essa tecnologia, é possível entregar algo similar, ou seja, seus usuários já podem desfrutar de uma velocidade e conectividade parecidas com o que o 5G vai proporcionar. 

Souza salienta que o Brasil está apto para atender às novas demandas, mas ressalta que o país terá de passar por uma adaptação.

“Acredito que estamos preparados para receber o 5G, mas, assim como ocorre com qualquer nova tecnologia, nós teremos um período de adaptação. Na telefonia, um dos problemas perceptíveis em relação a isso é a necessidade de hardwares específicos. No momento, só é possível utilizar os benefícios da quinta geração, através de equipamentos que possuam tal capacidade”, explica o programador.

Para aqueles que buscam aparelhos que atendam a essa nova realidade, já é possível encontrar alguns modelos de smartphones no mercado, como Motorola, Apple, Xiaomi, Samsung e Asus. Souza explica que com a chegada da nova rede, será possível investir em novas infraestruturas e, consequentemente, obter mais qualidade nos serviços de internet prestados no país. 

Segundo o ranking mundial de internet realizado pelo site Speedtest, hoje, o Brasil ocupa as posições 74ª e 49ª, no quesito rede móvel e banda larga fixa, respectivamente. De acordo com informações apuradas no site do Governo Federal, o 5G deve estar em pleno funcionamento no país em julho de 2022, atendendo as 26 capitais mais o Distrito Federal.

Sobre Ubots

Fundada em 2016, a Ubots surgiu da vontade de utilizar a tecnologia para facilitar a comunicação de grandes empresas com seus clientes. Para otimizar esse resultado, a Ubots utiliza plataforma própria desenhada para cenários de atendimentos, tanto para uso de agentes humanos, chatbots ou atendimento híbrido, quanto utiliza inteligência artificial. De origem gaúcha, a startup possui clientes no Brasil e Chile e já participou de programas de aceleração, como: Scale Up Endeavor, BNDES Garagem, StartOut Brasil,WesterWelle Foundation, Cubo do Itaú, entre outros. Mais informações no www.ubots.com.br

Veja notícias das cidades do Grande ABC

Gostou “Tecnologia 5G deve revolucionar IoT e chatbots no Brasil”?

Tecnologia 5G. Rafael Souza é especialista em programação e CEO da Ubots

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia

Dados de mercado apontam que o número de startups cresceu 20 vezes nos últimos 9 anos no Brasil. Em levantamento mais recente realizado pela Associação Brasileira de Startups (ABstartups), em 2020, são mais de 12.700 empresas de tecnologia em todo o país. Com a crescente demanda do setor, empresas dos mais diversos segmentos passaram a contratar de forma acelerada no último ano, principalmente em função da pandemia, que ressaltou ainda mais a necessidade da tecnologia no dia a dia dos brasileiros. Confira as mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Conheça mais de 20 startups e empresas de tecnologia que estão com vagas abertas em todo país:

Grupo Nexxees

Grupo Nexxees, principal gateway de transações financeiras do país, está com vagas abertas em regime presencial ou home-office. Entre as oportunidades, estão: Analista de Controladoria, Analista de Inside Sales, Analista de Marketing, Assistente Comercial, Analista de Sistemas Full Stack, Desenvolvedor de Sistemas .Net, Estágio em Desenvolvimento, Gerente de Produtos, Operador de Implantação, Analista de Negócios Sênior (presencial ou remoto), Analista de Sistemas Devsecops (presencial ou remoto), Analista de Sistemas Front-end (presencial e remoto), Analista de Sistemas Sênior JAVA (presencial ou remoto), Analista de Sistemas Sênior Python (presencial ou remoto), Analista de Testes (presencial ou remoto), Arquiteto de Software (presencial ou remoto), Desenvolvedor de Sistemas Full Stack (presencial ou remoto), Designer de Produtos UI/UX (presencial ou remoto), Tester (presencial ou remoto). Além disso, as pessoas com deficiência (PCD) podem enviar currículo para o banco de dados. 

As inscrições podem ser realizadas no site  https://gruponexxees.gupy.io/ 

Acordo Certo

Acordo Certo, empresa de renegociação de dívidas, fechou 2020 com um aumento de mais de 240% em apenas um ano. Com tamanho crescimento, a fintech tem aumentando seu time de Acorders, abrindo cerca de 10 novas oportunidades de trabalho. Dentre as vagas abertas estão cargos como Desenvolvedor Java, Arquiteto de Sistemas, Engenheiro de Segurança da Informação, Webdesigner, Analista Técnico de Operações e Business Technology Analyst, Analista de BI e Especialista em BI. Para se candidatar a uma das vagas basta acessar acordocerto.recruitee.com.

Stake

A australiana Stake, plataforma que conecta pessoas que estão fora dos EUA ao mercado de ações americano, está com 6 vagas abertas para sua sede no Brasil, em São Paulo. As oportunidades são para cargos como Analista de Customer Success, Analista de Operações, Editor de Conteúdo, Engenheiro de Software, Gerente de Produtos e Líder de Equipe para a área de Customer Success. Para se candidatar basta acessar o link

Vórtx

Vórtx, fintech de infraestrutura para o mercado financeiro, está com 22 vagas abertas com foco em corporate trust, employee experience, fund trust e tecnologia. As oportunidades incluem cargos de Analista de Cadastro, Analista de Controladoria de Fundos de Investimento, Advogado Sênior de Mercado de Capitais, Analista de Middle (planejamento financeiro), Assistente de Relatórios, Analista de People Analytics, Analista de Treinamento, Desenvolvimento e Cultura, Analista de Compras, Analista de Contabilidade, Advogado de Estruturação de Fundos, Piloto de Reserva, Design Gráfico, Analista de Riscos Sr, Analista de Compliance, Analista de Dados (BI), Devops, Desenvolvedor Full Stack (com foco em back e front end), Desenvolvedor Full Stack Java (Vorasys), Product Manager, Team Leader (agile coach) e Tester QA. Para se inscrever, é necessário acessar o perfil do Kenoby da empresa, por meio do link https://jobs.kenoby.com/vortx, e submeter o currículo.

Continue … Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

ATTA

ATTA, maior plataforma independente de crédito imobiliário e garantias locatícias do país, está com 09 vagas abertas com foco em vendas, design e tecnologia. As oportunidades são para os cargos de Analista de Crédito Imobiliário, Consultor Comercial, estágio em Design, Desenvolvedor Front-end e Desenvolvedor Full Stack .Net. Para se inscrever, é necessário acessar o perfil do Gupy da empresa, por meio do link: https://atta.gupy.io/.   

SoluCX

SoluCX, empresa especializada em pesquisa de satisfação e NPS, está com 14 vagas abertas para os cargos de Sales Development Representative (SDR), Front-End Vue, estágio em Front-End Vue, Estágio em Front-End Vue, Back-End PHP, Back-End Typescript, Full Stack Pleno VueJs e Node Typescript, Estágio em Inteligência Comercial, Estágio em integrações, Key Account Manager, Recruiter, Analista de Dados, Account Executive e Especialista em Infraestrutura Cloud Pleno. 

As oportunidades são para trabalhar presencialmente em São José dos Campos, interior de São Paulo, e em modelo home office. Os interessados podem se candidatar pelo site: https://solucx.com.br/talentos/

Tembici

Tembici, líder em tecnologia para micromobilidade na América Latina, abriu vagas em tecnologia, comunicação, comercial, engenharia, entre outras áreas. A empresa, que já vinha crescendo nos últimos anos, deu um salto em 2020 com o lançamento do maior projeto latinoamericano de bikes elétricas em sistema de estações fixas, além de grandes parcerias em projetos sociais e o anúncio de um aporte Serie B de U$S 47 milhões que estão sendo destinados para melhorias na tecnologia e implementação das e-bikes. Este mês, a empresa abriu vagas de liderança no time de marketing, tecnologia, arquitetura e financeiro. A empresa  ainda abriu vagas para Brasília, uma vez que está se preparando para a expansão do sistema para o Distrito Federal. Os interessados em fazer parte da revolução na mobilidade urbana podem se inscrever no site.

Leoa

Leoa, plataforma gratuita para assistência na declaração do Imposto de Renda, está com vagas abertas para Estagiário em Contabilidade, Contador, Analista de Suporte, Senior Customer Success, Senior Back-end Developer, Senior Front-end Developer, Gerente de Marketing e Redator Sênior. Os interessados devem se inscrever no site da empresa.

Ahgora

Ahgora, HR Tech que desenvolve tecnologias inovadoras para recursos humanos, oferece mais de 20 oportunidades para analistas, especialistas, supervisores, entre outros. Posições como Analista de Segurança da Informação, Desenvolvedor Full Stack – Integração, e Especialista em Sucesso do Cliente estão disponíveis no site vempraahgora.gupy.io/.

ACE 

ACE, empresa líder no ecossistema empreendedor do Brasil com objetivo de transformar grandes empresas em organizações mais inovadoras, ágeis, e startups em negócios de nível global, tem mais de 10 oportunidades em regime remoto para cargos como Analista de M&A, Analista de Operações, Consultor de Projetos de Inovação, Community Builder, Community Developer, Designer UX/UI, Head de Corporate Venture Capital e Product Owner. Além disso, a empresa conta com bancos de talentos para vagas de staff,  squads e de estágio em diversas áreas da ACE. Os interessados nas oportunidades podem acessar mais informações e se candidatar no site de talentos da empresa. 

TUDU 

TUDU, retailtech que nasceu com uma proposta disruptiva de vender roupas e objetos de consumo fabricados sob demanda nascida dentro da PHOOTO, empresa que ajuda o cliente final a realizar um trabalho customizado de fotos, com mais de 1 milhão de pessoas atendidas, está com oportunidades abertas em formatos remoto ou presencial para cargos como Analista de E-mail Marketing, Analista de Qualidade, Desenvolvedor Full Stack e Gerente de Projetos de TI. Os interessados podem se candidatar no site de talentos da empresa ou deixar o currículo no banco de talentos.  

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

BRITech 

BRITech, empresa com soluções Software as a Service para o ecossistema do mercado de investimentos, tem oportunidades para cargos como Analista de Negócios e Product Owner, além de vagas na equipe técnica (desenvolvimento). Os interessados devem enviar o currículo para o e-mail rh@britech.com.br. Mais  informações sobre a empresa e sua atuação podem ser encontradas no site

Alt.bank

alt.bank, fintech brasileira com foco nos desbancarizados, está com nove vagas abertas. As oportunidades disponíveis são para Assistente de Riscos e Fraude, Full-stack Developer, Estágio de Member Experience, Estágio de Operações, Shape Up Master, Solutions Architect, Technical Information Security Officer e Tech recruiter. Os interessados podem se candidadar acessando o site

Yes We Grow 

Yes We Grow, startup de agricultura urbana com uma proposta de plantio simples e eficiente. Com o intuito de oferecer vivência as pessoas das cidades possam ser mais felizes com o hábito do cultivo urbano. está com vagas para diversas áreas dentro da empresa. As oportunidades têm formato remoto para os cargos de Designer PlenoRedator (a) e Estagiário de Gestão de Projetos.

Pravaler

O Pravaler, maior plataforma de soluções financeiras para educação, tem 16 vagas abertas. Entre as posições estão: Analista de Cobrança Júnior e Sênior; Analista de dados; Analista de gestão de de portfólio; Analista de Recrutamento e Seleção Júnior; Analista Pleno de M&A; entre outras. Os interessados podem conferir todas as oportunidades e se candidatar no site.

InVideoHá uma oportunidade para Customer Success Manager (Sales), nível júnior ou pleno, para trabalhar na InVideo, aplicativo de edição de vídeos online. O trabalho é remoto e o candidato deve ter fluência em português e espanhol. Desejável habilidade para pré-vendas, persuasão e conhecimento de processo de vendas. Currículos devem ser enviados em inglês para sejal@invideo.io.  

SMU Investimentos

A maior plataforma de crowdfunding de investimentos em startups do Brasil também está contratando. A SMU Investimentos está com cerca de 5 vagas abertas para trabalho no modelo de home office e/ou híbrido. A fintech está com oportunidades disponíveis para as áreas de Tecnologia, Recursos Humanos, Comercial e Jurídica, com cargos como Analista de Dealflow, Analista Comercial, Analista de Recursos Humanos, Atendimento de Customer Success, dentre outras. Para se candidatar basta acessar o Linkedin da SMU.

Rispar

Rispar, primeira fintech brasileira a oferecer crédito em reais tendo bitcoin como garantia, está com 4 vagas abertas. A empresa está com oportunidades disponíveis para: Frontend dev, Business development, Security engineering e Credit analyst. Os interessados podem enviar o currículo para o email vagas@rispar.com.br 

Coalize

Coalize, solução tecnológica que auxilia o RH das empresas, está com uma vaga aberta para o cargo de Desenvolvedor PHP Backend. A empresa também oferece oportunidades para quem procura estágio, com vagas abertas na área comercial e suporte ao cliente. Os interessados devem se candidatar por meio do site www.coalize.com.br/trabalhe-conosco

Consolide

A Consolide, startup de registro de marcas, está com vagas abertas para trabalho remoto e presencial, em Araranguá (SC). As oportunidades são para os cargos de Analista de Operações em Vendas (presencial e remoto), DEV PHP (três vagas – presencial e remoto), Gerente Comercial (presencial) e Vendedor(a) Interno (presencial). Se interessou pelas vagas? Basta se candidatar pelo site da Consolide: consolide.gupy.io

Feba Capital

A empresa americana de investimentos, FEBA Capital, está com 10 oportunidades abertas para profissionais que queiram trabalhar de maneira 100% remota nas áreas de desenvolvimento e design. As vagas são para os cargos de Director of Engineering, Backend/API Engineer, Full Stack Engineer, Senior PHP Developer, PHP Developer, Mobile Applications Developer, Front-end Developer, Senior UI/ UX Designer,  UI Designer e Product Manager. Se interessou por alguma vaga? Basta se inscrever pelo site da Feba www.febacapital.com.br/careers

OiMenu

OiMenu, startup de cardápios digitais, está com uma vaga aberta para o cargo de PHP Developer em modelo de trabalho remoto. Os interessados devem enviar o currículo para o Linkedin ou github da empresa: contato@oimenu.com.br 

TopMed

A TopMed, empresa que oferece soluções na área de saúde especializada em atendimento à distância há mais de 10 anos, está em busca de profissionais para atuar presencialmente, na sede da empresa, em São José, Santa Catarina. São vagas para Assistente de Departamento Pessoal, Enfermeiro com especialização em Saúde Mental, Assistente de atendimento, Supervisor de atendimento operacional, Analista de Tráfego e Gestor de Contas Júniorl. Os interessados devem se candidatar no site: www.topmed.com.br/ 

Awari

Awari está em busca de 21 profissionais para atuarem remotamente em diversas posições, como Analista de Customer Succes, Web Developed Instructor, Estagiário (a) em Customer Succes, Mentor(a) de UX Designer, Account Executive, Analista de Recursos Humanos Pleno, Analista de mídia paga (Facebook Ads), Mentor (a) de Análise de Dados, Analista de Operações, dentre outras. Fundada em 2018, por Fábio Muniz, a Awari é uma startup brasileira que tem como objetivo contribuir com a trajetória de pessoas interessadas em seguir carreira na área de tecnologia por meio de um ensino individualizado, com aulas ao vivo, projetos reais e sessões de mentoria individual. Desde sua fundação, a escola digital já capacitou mais de 650 alunos e seu time de mentores conta com mais de 100 especialistas do setor de tecnologia apaixonados por ensinar. Para saber mais e se candidatar acesse: https://awari.com.br/trabalhe-conosco/ 

mLabs

mLabs, maior plataforma de gerenciamento de mídias sociais do Brasil, está com vagas abertas para os cargos de Analista de Atendimento e Suporte, Analista de Atendimento e Vendas, Desenvolvedora Back-End, Desenvolvedora Front-End Junior e Pleno, Desenvolvedora Full Stach, Product Manager, Senior Product Designer, Senior Web Analytics, UX Designer e UX Writer. Para se candidatar a uma das vagas na mLabs, basta acessar: Carreiras mLabs (gupy.io).

Delivery Much

Aplicativo de delivery mais utilizado no interior do Brasil, a Delivery Much está com diversas vagas abertas entre as áreas de Administrativo/Financeiro, Engenharia de Software, Expansão, Logística, Operações, Pessoas e Cultura e também para jovem aprendiz. A Delivery Much está presente em mais de 300 cidades e possui mais de 3 milhões de usuários. Para se candidatar a uma das vagas abertas, basta acessar: Jobs at Delivery Much (greenhouse.io)

vhsys

vhsys , empresa de tecnologia que oferece sistema de gestão descomplicado e loja virtual para micro e pequenas empresas, está com vagas abertas para compor seu time de vh’s. As oportunidades são para Analista de Recursos Humanos, Executivo de Relacionamento, Product Designer, Analista de CRO, dentre outros cargos. Para se candidatar, acesse: Vagas vhsys (gupy.io)

My Helpper

My Helpper – ferramenta para empresas que permite atender clientes, vender, dar treinamento, suporte pós-venda e fazer negócios com agilidade – está com vagas para compor o time de vendas e marketing. As oportunidades são para atuar em home office como Inside Sales e Lead Qualifier. Para se candidatar acesse: https://www.linkedin.com/jobs/view/2496836998 e https://www.linkedin.com/jobs/view/2547941729.

Kovi

Kovi, maior startup de locação de veículos para condutores de app, está com 93 vagas abertas. Destas, mais de 70 são para atuar na oficina/funilaria da empresa, as demais posições são para o financeiro, recursos humanos, operações e CX. As contratações são em regime CLT além de vários benefícios. Os interessados devem se candidatar aqui.

EmCasa

EmCasa, startup de compra e venda de imóveis, tem mais de 30 vagas abertas nas áreas de marketing, tecnologia e vendas, além de uma vaga para VP de Business Development. As outras oportunidades incluem vagas de Especialista em Performance, Analista de Customer Experience, Analista de Pós Vendas, Analista de Pessoas&Cultura, Analista de Marketig e Performance, Analista de SalesOps II, Regional Sales Manager, Software Engineer, Analista de Qualificação, Regional Manager e especialistas em vendas, praticamente uma profissão lançada pela EmCasa, com grande destaque na estrutura da empresa. O especialista de vendas realiza todo o processo com o cliente, desde o auxílio para encontrar o imóvel ideal, até toda a assessoria jurídica e ele é único para todos os imóveis de interesse do cliente. O candidato para este cargo tem o regime de contratação e salário fixo, além das comissões. Para essa e outras vagas, em São Paulo e Rio de Janeiro, os interessados podem se inscrever aqui.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia”?

Mais de 200 vagas de emprego em startups e empresas de tecnologia

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as últimas notícias da região e do Brasil.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Violação de dados no Brasil custou mais de R$ 5 milhões na média por cada, diz IBM

Ao mesmo tempo em que o cotidiano e as relações se tornam cada vez mais digitais, os cibercrimes consomem energia, tempo e dinheiro de empresários e de pessoas físicas também. No quesito impacto nas finanças, aliás, o custo médio global de violações registradas entre agosto de 2019 e abril do ano passado, ou seja, nove meses, foi de quase 3,86 milhões de dólares, conforme a 15ª edição do relatório anual do Ponemon Institute, publicada pela IBM Security, que ouviu 524 organizações de 17 países e regiões distintas. No Brasil, o custo médio da violação de dados é de R$ 5,88 milhões (cerca de US$ 1,12 milhão) e vem crescendo: registrou um aumento de 10,5% em relação ao ano anterior, que era de R$ 5,32 milhões.

Gráfico: Custo total médio de uma violação de dados por país ou região, incluindo o Brasil. (Imagem em alta no link ao final do texto).

Para acessar o relatório completo, acesse o link: https://www.ibm.com/downloads/cas/RZAX14GX

De tão sério, o assunto ganhou data comemorativa. No dia 28 de janeiro é celebrado, no mundo, o Dia Internacional da Proteção de Dados. “Medo, nunca, mas, atenção, sempre”, alertou Andréa Thomé, diretora de Soluções de Cybersecurity da Everis. “Sejamos críticos e atentos o tempo todo. Nossos dados são uns de nossos bem maiores”, completou a gerente de Segurança da Informação do Banco Safra, Paula Rodrigues. O conselho das profissionais foi dado durante uma live promovida pelo Banco Safra, transmitida pelos canais da instituição. Em pauta, a proteção dos dados bancários, um dos grandes alvos de cibercriminosos. 

Violação de dados no Brasil custou mais de R$ 5 milhões na média por cada, diz IBM

Conforme Sandro Süffert, fundador e diretor da Apura Cybersecurity Intelligence – uma das maiores empresas de inteligência cibernética do Brasil –, nos últimos 12 meses, dados de órgãos, sites de e-commerce, de mídia social e de telecomunicações vazaram no país. Sandro também participou da live e, segundo ele, existe um processo de enriquecimento do crime organizado a partir dos dados roubados. “Com o processo de digitalização crescente e maximizado ainda mais pela pandemia (da Covid-19), há uma necessidade de troca de informação e não necessariamente se tem os cuidados para garantir a integridade dos dados. É um problema global e realidade no país”, alertou.

Lilian Rodas, do Banco Safra, lembrou, também, que os dados sozinhos não podem ser usados para uma fraude bancária, por exemplo, mas “se consegue usar essa informação para fazer uma engenharia social e capturar as informações sensíveis, como a senha, o número de cartão”. “Você acha que está falando com um banco e aí você passa todas as informações”, alertou. Navegando bem abaixo da superfície, os ambientes da deep e dark web mantêm um ecossistema mundial, em que os dados são trocados ou vendidos. É o famoso mercado alternativo, que se beneficia da compra e das fraudes usando esses dados.

A apropriação de dados acontece na fragilidade. As plataformas guardam informações, mas podem ocorrer brechas. O ataque exige conhecimento do atacante (o popular hacker) e, além disso, conhecimento de que essas vulnerabilidades existem. Às vezes, se levam meses e até anos para o levantamento de todas as informações. Funcionários com acesso aos dados, usando de má-fé, são responsáveis, também, por uma parcela de roubos, mas, em menor escala. “O vazamento pode ser motivado por ‘n’ autores. Vivemos a era digital e, ao mesmo tempo, vivemos a guerra cibernética envolvendo uma série de fraquezas do ambiente tecnológico que pode ser explorada”, destaca Andréa.

Independente do atacante, normalmente os agentes estudam o comportamento do usuário, a exemplo do famoso hacker Kevin Mitnick, que começou sua “carreira” encontrando primeiro no lixo e depois nos computadores de grandes empresas as informações que precisava para invadir o ambiente. Sites oferecendo prêmios, dinheiro de leilões, e-mail sobre alguma herança, na maioria absoluta das vezes, são armadilhas, conforme apresentaram os debatedores da live. “É importante que a população entenda que quanto mais fácil pareça aquele ganho, maior risco. É importante saber se as informações são íntegras, antes de embarcar nessa situação”, disse Paula.

LGPD veio para ajudar

Aprovada em 2018 e valendo no Brasil desde então, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) colocou o país ao lado de mais de 100 nações, estabelecendo limites e condições sobre a coleta, a preservação e o tratamento das informações pessoais. O documento facilitou a defesa das empresas e de usuários comuns que, como a Lei estabelece, podem registrar o furto de informações nas delegacias da Polícia Civil. A partir disso, uma investigação para apurar o crime tem início. Mas, lembraram os debatedores, evitar chegar a esse ponto ainda é o melhor caminho.

“Na área da segurança a gente sempre fala que é importante você também ser uma barreira para evitar que esses dados sejam fornecidos assim, caindo no colo de alguém que não tem boa intenção”, ressalta Sandro. “Sempre tem um jogo de gato e rato, uma situação de brechas. Com a LGPD, você tem um impacto grande no faturamento de dados, o que, dependendo do valor, pode ser vida ou morte, no caso de dados das empresas”. Além de respaldo, a Lei empodera. “Ela [a Lei] nos dá o poder de questionamento. Hoje, se nos perguntam o número do CPF para um desconto num medicamento, por exemplo, a gente pergunta: por que você precisa do CPF?”, completa Paula.

E se os meus dados vazaram?

Mas, e se mesmo fazendo a lição de casa, seus dados vazaram? “Não entre em pânico. Se vazou o número de telefone, vão te ligar. Se vazou um número de telefone residencial, vão te ligar também. Vai ser preciso ir gerenciando a situação”, explica Andréa. Há ainda outros procedimentos a serem feitos, entre eles, a troca das senhas principais de acesso aos sites mais utilizados e dos bancos que se tem contas e, claro, o registro do crime na Polícia.

O prejuízo para as empresas pode ser um pouco maior, por isso, se elas forem vítimas de violação de dados, é importante que tornem o assunto público, comuniquem seus reguladores e, especialmente, seus clientes, para que nenhuma euforia por conta disso seja criada.

Além disso, ter uma ação preventiva faz a diferença. Mas, como? No caso de pessoa física, vale, por exemplo, evitar exposição demais na rede social. Tudo o que é compartilhado pode ser usado a favor dos atacantes. Suprimir a informação de nomes e grau de parentesco, bem como a identidade das instituições onde estuda ou estudou e empresas onde trabalha ou trabalhou, é prudente. Usar com moderação, é o mais indicado.

Para as empresas, os passos precisam ser mais robustos. “A tecnologia está à nossa disposição. São mais de 1.200 players de segurança. De fato, o Brasil tem opções e está preparado neste sentido, mas não exatamente em realizações”, aponta Andréa. Se custar muito ao plano financeiro da empresa, vale apostar em outras frentes, como ficar atento às experiências de invasões internacionais e monitorar o avanço delas entre os países. “Não pense que vai acontecer só na China ou nos Estados Unidos. É ideal fortalecer as defesas dos ambientes internos de segurança, o que melhora a resiliência frente aos ataques.”

Conheça 10 maneiras de proteger seus dados:

1 – Não digite senha, e-mail ou telefone em qualquer site. Desconfie primeiro.

2 – Perceba falhas em sites que se mostram oficiais. Procure erros na logomarca, nas cores e até na escrita.

3 – Se perguntarem seu CPF ou outro dado pessoal em algum estabelecimento, questione o motivo e só revele a informação caso se sinta confortável.

4 – Não abra um e-mail enviado por um endereço desconhecido.

5 – Não baixe arquivos de sites estranhos.

6 – Use uma senha forte + uma confirmação de que é você mesmo (se possível, aposte na biometria).

7 – Desconfie do que chega até você de maneira muito sedutora (promoções, produtos muito baratos, herança, saque de dinheiro).

8 – O golpe pode envolver a família: atacantes usam informações de parentes, como nome e grau de proximidade, para, se passando por eles, pedir número de documentos e senhas.

9 – Trate do tema no ambiente familiar, orientando, especialmente as crianças, jovens e idosos.

10 – Use a tecnologia a seu favor, se informando sempre sobre o tema da segurança de dados.

SERVIÇO

Para aprender enquanto se diverte:

Filme: Caçada virtual

Livros: A arte de enganar e a Arte de invadir

Gostou “Violação de dados no Brasil custou mais de R$ 5 milhões na média por cada, diz IBM”?

Violação de dados no Brasil custou mais de R$ 5 milhões na média por cada, diz IBM

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro. Veja também as últimas notícias da região e do Brasil.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Vagas para Desenvolvedor em São Paulo

A Soulan está contratando, em São Paulo, para 10 vagas de Desenvolvedor .NET. As vagas e processo de seleção são no recrutamento da Soulan. As oportunidades são para Home Office, neste momento.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Quais os requisitos?

É necessário ter graduação em áreas correlatas, conhecimentos de FullStack. Requer experiência com sólidos conhecimentos em base de dados relacional, conhecimentos no controle de transações, criação de Queries, Procedures e performance de banco de dados.

Os contratados serão responsáveis por executar a manutenção dos sistemas, fazendo eventuais correções necessárias, visando atender às necessidades dos usuários. Também por desenvolver trabalhos de montagem, depuração e testes de programas, executando serviços de manutenção nos programas já desenvolvidos.

As contratações são efetivas, em regime da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), o salário não está informado neste momento e os benefícios são Vale Refeição, Vale Transporte e Assistência Médica.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Como se candidatar?

A Soulan mantém seu recrutamento em https://soulan.pandape.com.br, no qual poderá conferir todas as oportunidades disponibilizadas pela empresa. Para as vagas de Desenvolvedor .NET, acesse por este link https://soulan.pandape.com.br/Detail/77368.

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Vagas para Desenvolvedor em São Paulo”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Programa de capacitação em Santo André: o maior para a transformação digital do Brasil

Visando contribuir com o processo de transformação digital em curso no Brasil e na cidade de Santo André e colaborar para que não ocorra um “apagão” da mão de obra para o setor de Tecnologia da Informação, a Prefeitura de Santo André, por meio do Parque Tecnológico, lançou nesta sexta-feira (21) o programa CapacitaTech, que reúne e oferece oportunidades para mais de 7.000 cursos de capacitação gratuitos na área de Tecnologia da Informação.

Os cursos de qualificação são ofertados por cerca de 80 organizações e empresas do Brasil e do mundo. Além dos cursos, o CapacitaTech também conta com outras 42 oportunidades para certificações profissionais.

“A capacitação é um recurso valioso para possibilitar novas oportunidades e recolocação no mercado de trabalho. Neste momento de pandemia, em que precisamos fortalecer a retomada econômica, a oferta desses cursos favorece a ocupação de novas vagas de emprego, gerando renda para a nossa gente”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O CapacitaTech será realizado sem custos por parte da Prefeitura, em parceria entre o Parque Tecnológico com o especialista em TI&C Jaime Linhares Laibda Junior, que junto a uma grande comunidade da área, consolida a informação para interessados no setor.

Segundo Junior, a iniciativa tem despertado a atenção até mesmo de outros países. “Criei o Guia em 2009, durante a faculdade, e hoje os documentos já passaram de 100 mil downloads. Essa semana mesmo um pessoal de Moçambique entrou em contato comigo para agradecer. Achei bem bacana a iniciativa da parceria por parte da Prefeitura, que além de tudo ainda ajuda o alcance do guia. Não é comum ver o poder público ter uma iniciativa assim”, contou.

Para conferir todas as ações oferecidas pelo CapacitaTech, basta acessar o Portal do Parque Tecnológico por meio do link https://bit.ly/capacitatech-santoandre.  Como forma de mapear os alunos que estão buscando a qualificação, a Prefeitura também lançou a campanha #CapacitaTechSantoAndré.

Necessidade de mão de obra – Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (BRASSCOM), até 2024 o setor de Tecnologia abrirá cerca de 290 mil vagas de emprego, uma demanda de mais de 70 mil profissionais por ano em um cenário que o Brasil forma em torno de 46 mil. Segundo a Associação, o investimento de R$ 346 bilhões ao ano até 2024, previsto para o setor, fica comprometido caso a demanda de profissionais não seja atendida.

Da escassez de mão de obra e da importância do setor para a economia local vem o esforço do Parque Tecnológico de Santo André, no âmbito do programa Escola de Ouro Andreense, em apresentar soluções práticas para fomentar a qualificação de profissionais para a área, atuando como um hub de oportunidades gratuitas de cursos ofertados por empresas, organizações e entidades.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, a iniciativa se previne ao apagão de mão de obra qualificada e de formação acadêmica que tem sido debatido em diversos encontros e debates de políticas públicas.

“Lançamos o CapacitaTech alinhados com o quarto objetivo de desenvolvimento sustentável da agenda 2030 da ONU, que visa assegurar uma educação inclusiva, equitativa, de qualidade e, preferencialmente, gratuita de aprendizagem.  Diante de todas essas informações, estamos lançando a maior iniciativa de qualificação para a transformação digital do Brasil atentos ao cenário do mercado de trabalho e nas perspectivas para o futuro”, disse.

Cursos de qualificação profissional – Com a expectativa de melhora no quadro geral da pandemia, a próxima fase de ação da Prefeitura é iniciar um amplo programa para retomada da atividade econômica, com programas estruturados de qualificação ao pequeno empreendedor e aos trabalhadores em geral para a retomada no mercado de trabalho. Também estão previstos programas de fomento ao comércio local e iniciativas para melhorar o acesso a oportunidades de crédito, dentre outras iniciativas a serem anunciadas nos próximos meses.

Partes destas iniciativas já estão sendo iniciados, como o programa de qualificação ao pequeno empreendedor. Por meio do Travessia Grande ABC, realizado em parceria com o Sebrae e Consórcio Intermunicipal do ABC, há a estimativa de atendimento a cerca de 500 empresas.

Também já foram retomadas as oficinas do Circuito Andreense de Empreendedorismo, que é focado no apoio ao empreendedor de bairro e que prevê o atendimento a aproximadamente 400 empresas no ano.

Os programas de qualificação técnica da Escola de Ouro Andreense também já estão retomando sua força, com a oferta de cinco turmas de qualificação que foram realizadas no mês de abril em diversas áreas  e que contaram com pagamento de bolsa auxílio de R$ 210.

Parque Tecnológico de Santo André – Atualmente, Santo André conta com o Parque Tecnológico e de Inovação, que é parte fundamental da política de desenvolvimento econômico já em operação pela Prefeitura e tem como missão promover a inovação e competitividade nas empresas, potencializando as estruturas já existentes na cidade e região, estimulando a extensão tecnológica nas instituições de ensino superior e atuando nas oportunidades econômicas do ABC.

Em breve, o Parque Tecnológico passará a contar com o Cite (Centro de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo de Santo André), um dos braços que sustentará os trabalhos do Parque, unindo diferentes áreas. Na última quarta-feira (19), inclusive, o prefeito Paulo Serra recebeu em seu gabinete o ex-senador José Aníbal, que acompanhou a explanação de como funcionará o espaço.

O Centro de Inovação terá local físico dentro do Parque Tecnológico, que ficará na antiga área da Rhodia Química, em cerca de 7.000 metros quadrados de área construída. O piso térreo trará áreas de exposição, eventos, apresentações, treinamentos, entre outros. Já o piso superior reservará salas integradas para reuniões, apoio administrativo, coworking, entre outras atividades. Assim, os interessados poderão participar por concessão aberta, direcionada, locação de espaços, parcerias institucionais e naming rights.

O projeto executivo segue em realização, com fase de consolidação e licitação programados para o segundo semestre deste ano. A expectativa de entrega é entre 2022 e 2023. Para a construção serão investidos R$ 27 milhões oriundos do Ministério do Desenvolvimento Regional, somados a R$ 2 milhões de contrapartida da Prefeitura.

O Parque Tecnológico de Santo André traz em sua essência a integração e colaboração entre os atores locais de ciência, tecnologia e inovação, e irá se somar às estruturas já existentes das sete cidades que compõem o Polo Tecnológico do ABC, uma região com economia altamente relevante para o país, com o quarto maior PIB do Brasil, terceiro maior valor adicionado da indústria e com o quinto maior mercado consumidor do país.

Entre as iniciativas do Parque Tecnológico está o Hub de Inovação, que apoia e fomenta empresas que queiram desenvolver pesquisas, novos produtos e processos de forma sistemática e continuada.

No início de maio, com o objetivo de promover a competitividade das empresas locais e fomentar o ecossistema de inovação da cidade, o Parque Tecnológico recebeu representantes do Cofip (Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC) para firmar uma parceria entre o Hub de Inovação e a entidade que representa 16 empresas do polo petroquímico.

O Hub de Inovação do Parque Tecnológico faz a ligação entre estas empresas e startups, universidades, Centros Tecnológicos e ICTs da região, promovendo maior integração e fortalecimento do ecossistema de inovação do ABC.

Mais recentemente, no último dia 12, o Hub de Inovação contou com o início da atuação da Mercedes-Benz, que apresentou em encontro promovido pelo Parque Tecnológico seus cinco desafios ligados à eletrificação e ao desenvolvimento de conhecimento e novas competências em baterias de alta potência.

Além da Cofip e da Mercedes, o Hub também conta com iniciativas juntamente com Prometeon Tyre Goup e Tim.

Outro braço fundamental do Parque Tecnológico é o Bureau de Serviços, uma estrutura integrada de atendimento, que unifica a rede de serviços tecnológicos da cidade de Santo André e região. A ferramenta da Prefeitura de Santo André promove mais de 120 serviços ofertados pela rede de inovação da cidade.

Para conferir todas as iniciativas do Parque Tecnológico de Santo André, basta acessar o site http://www3.santoandre.sp.gov.br/parquetecnologico/.


| Texto: Renan Muniz
| Fotos: Helber Aggio/PSA

Programa de capacitação em Santo André

Gostou da nossa matéria “Programa de capacitação em Santo André: o maior para a transformação digital do Brasil“?

Programa de capacitação em Santo André

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

CARGOBR com vagas abertas para tecnologia, finanças, atendimento e logística

A CARGOBR, startup líder em soluções logísticas “full-service” que integra clientes de diferentes perfis, tamanhos e segmentos a distintos recursos de transporte de forma simples, eficiente e escalável, conectando os principais transportadores do país aos embarcadores, está com vagas abertas em diferentes áreas. A empresa procura profissionais criativos, com foco em performance, que estejam em busca de desafios em uma empresa dinâmica e inovadora.

A CARGOBR busca consolidar e expandir sua malha de parceiros por todo o Brasil, bem como crescer de forma agressiva e sustentável toda sua linha de negócios. “Com um grande desafio de crescer 4x esse ano, estamos investindo na contratação de profissionais gabaritados e experientes no mercado para executar o plano estratégico desenhado para 2021”, afirma Alexandre Felix, CEO da CARGOBR. “Para esses profissionais, oferecemos um ambiente de trabalho inovador, motivador, humanizado e seguro, com oportunidade de crescimento profissional, graças a rápida expansão da empresa, que em um ano viu o número de funcionários diretos crescer cerca de 180%, passando 70 colaboradores em abril de 2020 para os atuais 190”, completa Felix.

Ao todo são 50 vagas disponíveis nas áreas de TI, atendimento, financeira e operações. A empresa está em busca de Desenvolvedores, Assistente de Atendimento, Analista Financeiro, Designer e Líder de Operações.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Por enquanto, o trabalho será em regime de home office e entre os benefícios estão: assistência médica e odontológica, seguro de vida, vale transporte, entre outros em apoio ao home office.

Para saber sobre as vagas da CARGOBR e se candidatar, acesse: https://trabalheconosco.vagas.com.br/cargobr.

“É importante salientar que as medidas de prevenção contra a Covid19 ainda são o nosso foco, tanto para colaboradores diretos quanto para os indiretos. Todos recebem orientações, treinamento e equipamentos para evitar a contaminação”, diz Marcela Feltrin, coordenadora de RH da CARGOBR.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Sobre a CARGOBR
A CARGOBR, startup líder em soluções logísticas “full-service” que integra clientes de diferentes perfis, tamanhos e segmentos a distintos recursos de transporte de forma simples, eficiente e escalável. Tudo começou com o grande desejo de facilitar a cadeia de transporte. Nosso objetivo sempre foi apresentar uma nova maneira de relacionamento entre transportadores e embarcadores, com intuito de melhorar a comunicação e otimizar procedimentos.

A CARGOBR surgiu para construir novas metodologias que substituem antigas técnicas analógicas e demoradas, melhorando as atividades e facilitando o dia a dia das empresas. Nossa missão é empregar informação e tecnologia que possibilitem melhor eficiência e menos ociosidade, empregando métodos que tornem todo o processo da cadeia de transporte mais simples e prático.
www.cargobr.com.br

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “CARGOBR com vagas abertas para tecnologia, finanças, atendimento e logística”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Future Dojo: Exame e ACE se associam em nova escola digital

As empresas se unem em joint venture Future Dojo, que criará cursos voltados ao desenvolvimento de habilidades que mais impactarão a capacidade de inovação das empresas

Uma pesquisa da consultoria McKinsey estimou que 75% das empresas listadas do S&P500 (as principais da Bolsa de Valores americana) vão desaparecer até 2027. Por trás disso está a dificuldade das companhias em acompanhar as mudanças cada vez mais rápidas no comportamento dos consumidores, e nas tecnologias que surgem e escalam com velocidade nunca vista. 

Dados como esse motivaram ACE, uma das principais empresas de inovação do país, e Exame, a mais tradicional publicação de negócios do Brasil, a se unirem em uma joint venture de educação.

As duas se associaram na criação da Future Dojo, uma escola digital com cursos nas áreas de liderança e gestão, inovação, competências do futuro, métodos ágeis e empreendedorismo.

“A missão da Exame transcende o conteúdo jornalístico: é impacto, conhecimento, transformação. Dito isto, educação é um caminho natural da nossa jornada” diz Pedro Thompson, CEO da Exame. “A ACE é o parceiro perfeito para esta aventura: tecnologia, empreendedorismo e ideias fora da caixa são os atributos que vão mudar o mundo e conhecimentos que a ACE certamente possui”, conclui.

A joint venture será comandada por Felipe Collins, sócio da ACE e professor de diversas instituições de ensino, como a ESPM. “A velocidade com o qual o futuro modifica negócios e carreiras está maior do que nunca, e as pessoas ainda não estão preparadas para tal – e isso trava o crescimento delas”, explica Felipe, que também atuou como CMO (Chief Marketing Officer) e Venture Capitalist da ACE antes de assumir a Future Dojo. “Nos inspiramos nos dojos orientais, com aprendizado prático, imersivo e voltado para enfrentar o mundo real, para ensinar as habilidades do futuro que destravam esse crescimento”. 

Future Dojo já nasce com um portfólio de 5 cursos, em formatos ao vivo, gravado e híbridos., em trilhas de aprendizado nas áreas de liderança e gestão, inovação, competências do futuro, métodos ágeis e empreendedorismo. 

  • Inovação na Prática: ensina os 6 Princípios da Inovação criados por Pedro Waengertner em “Inovação Radical”, e conta com depoimentos de AstraZeneca, BTG Pactual, Banco Votorantim e outros;
  • Transformação Ágil: traz de modo prático e aplicável os fundamentos de Scrum, Kanban, Lean Startup e Mindset Ágil, para que o aluno consiga implementar os métodos ágeis e cultura ágil na sua equipe.
  • Liderança Data-Driver: uma formação completa de data science a visão de negócios, passando por criação de metas e análise de KPIs e OKRs. O curso forma profissionais aptos a tomar decisões e guiar a sua empresa com dados. 
  • Decodificando a Cultura: “cultura come estratégia no café da manhã”, disse Peter Drucker. O curso ensina como criar uma unidade coesa de valores, práticas e comportamentos, com Design Cultural e muitos cases.
  • Gestão do Tempo e Produtividade: especialmente em contexto de pandemia. aproveitar melhor o tempo garante maior performance e qualidade de vida. O curso ensina técnicas para abandonar a procrastinação e ser mais produtivo. 

Além destes, também foram realizadas turmas de bootcamps como Imersão Corporate Venture, que reuniu os maiores expoentes da aproximação entre startups e grandes empresas do País, e Bootcamp RH Ágil, que trouxe os fundamentos de agilidade, cultura e tendências para que a área de Recursos Humanos se torne cada vez mais estratégica. 

A lista de oferta será reforçada ao longo dos próximos meses, com o objetivo de possibilitar que profissionais de diversas áreas adaptem suas práticas para os métodos e técnicas utilizados pelas empresas mais inovadoras. Os cursos são disponibilizados para alunos que queiram impulsionar suas performances e carreiras, e também para companhias que desejam treinar os seus colaboradores nas competências do futuro. 

Sobre a Future Dojo

Future Dojo é uma joint-venture formada por ACE, uma das principais empresas de inovação do país, e Exame, a mais tradicional publicação de negócios do Brasil. A escola digital oferece cursos em 5 trilhas de aprendizagem (Métodos Ágeis, Liderança e Gestão, Inovação, Competências do Futuro e Empreendedorismo) conectadas às necessidades e boas práticas das empresas mais inovadoras do mercado. 

Gostou “Future Dojo: Exame e ACE se associam em nova escola digital”?

Divulgação
Felipe Collins, sócio da ACE e professor

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Programa de estágio exclusivo para mulheres da Vórtx está aberto

Vórtx, fintech de infraestrutura para o mercado financeiro, está com inscrições abertas para a nova edição do Vórtx Next, nesta edição, “for Women”, seu programa de estágio de férias que, pela primeira vez, será exclusivo para mulheres. Ao todo, a empresa busca preencher 17 vagas focadas na área de Tecnologia, Risco e Customer Experience, que serão trabalhadas em parceria com a Preparo, startup de recrutamento e seleção para estágios e primeiro emprego

O programa foi desenvolvido a partir do “Vórtx Next”, iniciativa criada pela fintech no começo de 2020 para incentivar o desenvolvimento dinâmico de estudantes com desejo de trabalhar no mercado de capitais. As profissionais selecionadas para o “Vortx Next for Women” terão a oportunidade de conhecer a rotina de trabalho, além de contribuir para a expansão de soluções e escalabilidade de processos da fintech. 

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Para Carolina Ottoboni, head de Employee Experience da Vórtx, a iniciativa de criar um braço do Vortx Next exclusivo para mulheres vem da necessidade de trazer diversidade para um mercado que, historicamente, atrai mais profissionais homens. “Nós estamos em um momento de crescimento acelerado. Acabamos de receber um investimento de R$ 190 milhões do privite equity americano FTV Capital, com um dos objetivos focados em aumentar a operação e investir em mão de obra qualificada. Mas, aqui na Vórtx, nós acreditamos que esse movimento deve ser feito com inclusão e dando espaço para profissionais que, geralmente, não procuram pelo “backoffice” do mercado financeiro”, comenta Carolina. “O programa foi criado como uma das nossas ações para mudar esse cenário. Nosso objetivo é conhecer mulheres que tenham vontade de atuar no mercado financeiro e ajudar na criação de ambientes cada vez mais igualitários no segmento”, explica.

As selecionadas para o programa participarão de projetos com duração de 30 dias e terão a oportunidade de projetar, aplicar e medir resultados da ação com a ajuda de colaboradores da Vórtx. No fim desse período, as estagiárias apresentarão suas ideias, desafios e um projeto para os executivos da empresa, que atuarão como mentores e darão dicas de como aprimorar sua rotina de trabalho com base na aplicação do plano.

Todas as vagas são para o modelo de trabalho remoto com início em julho e possibilidade de efetivação.  O programa garante bolsa auxílio no valor de R$ 1.800, vale refeição diário de R$ 34 e seguro de vida. As interessadas podem submeter o seu currículo pelo site da Preparo até o dia 31 de maio. Para mais informações sobre o programa, acesse: https://preparovc.com/empresas/vortx

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Sobre a Vórtx

Vórtx é uma fintech de infraestrutura para o mercado financeiro, idealizada em 2013 por Alexandre Assolini e Juliano Cornacchia. Com apenas um ano de mercado, a Vórtx bateu a marca de R$ 1 bilhão em fundos sob administração e conquistou a 100ª série como agente fiduciário, superando um volume de R$ 50 bilhões. Atualmente, a empresa conta com um time composto por mais de 160 colaboradores atuando como administradora de carteira,  custodiante, escriturador e agente fiduciário em emissões de grandes empresas em diferentes segmentos do mercado.

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Programa de estágio exclusivo para mulheres da Vórtx está aberto”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Oportunidades de TI e Costume Service na Tok&Stok

Oportunidades de TI e Costume Service na Tok&Stok está contratando para vagas de UX Designer – Analista Pleno, UI Designer – Analista Jr, Analista de BI – Backend, Chapter Lead Front-end em São Paulo na Capital.

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Quais os requisitos?

UX Designer – Analista Pleno: O candidato deve possuir conhecimento em HTML e CSS e Forte Experiência em dispositivos mobile.

UI Designer – Analista Jr. – O candidato deve possuir conhecimento de conceitos e metodologias ágeis, conhecimento de principais conceitos relacionados ao desenvolvimento de produto (ex. ágil, design, arquitetura, ferramentas de desenvolvimento), conhecimento e experiência na elaboração e entrega de MVPs.

Analista de BI – Backend: Necessário possuir conhecimentos em Linguagens SQL, PL/SQL: Banco de dados Oracle; Criação e manutenção procedures e functions; Criação e manutenção de views, tabelas, e índices em SQL. Metodologias Ageis. Experiência no Varejo, Comercial, Logística, Vendas, Ecom.

Chapter Lead Front-end: Necessário que o candidato tenha participado intensivamente da elaboração / construções de stacks de desenvolvimento de aplicações.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Como se candidatar?

As vagas estão disponíveis em https://jobs.kenoby.com/tksolution, selecione sua cidade e confira esta e mais outras possibilidades de emprego na Tok&Stok.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou “Oportunidades de TI e Costume Service na Tok&Stok”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Modelo de cidade inteligente lançada na Espanha

A ACCIONA e a Câmara Municipal da cidade de Toro, localizada na província de Zamora (Espanha), implementaram modelo de cidade inteligente, um sistema de sensorização e monitorização em tempo real dos principais serviços urbanos em andamento na cidade. Essa ação transforma a região em uma das cidades inteligentes mais avançadas da Europa.

O sistema consiste em 200 sensores sem fio, de baixo consumo, conectados a uma rede que coleta dados da iluminação urbana em tempo real, além do ciclo integral da água, da coleta de lixo, da gestão de parques e jardins municipais e também de veículos de manutenção urbana.

Esses dispositivos de monitoramento capturam dados relevantes de cada um desses serviços que são analisados usando a tecnologia de Big Data para tomar decisões de gerenciamento em tempo real, capazes de afetar alguns serviços. São eles:

Iluminação: os sensores determinam a necessidade ou não de acender os pontos de luz públicos, pois permitem ajustar a iluminação à luz real que existe em todos os momentos (não só com base no tempo, mas também nas condições meteorológicas, etc.).

Lixo e reciclagem: foram instalados sensores de enchimento e temperatura para determinar de forma dinâmica as rotas de coleta de lixo, evitando acúmulos ocasionais de resíduos e odores, bem como os deslocamentos desnecessários. Desta forma, o serviço ao cidadão é melhorado, ao mesmo tempo em que se economiza em emissões de CO2 e em custos operacionais.

Veículos de serviço urbano (manutenção e obras municipais) e jardinagem: os sensores monitoram a posição desses veículos para minimizar o tempo de resposta em caso de incidentes e otimizar as rotas.

Gestão da água: são monitoradas as informações dos hidrômetros – aparelhos que medem o consumo da água – além da instalação de sensores Ad-Hoc. Isso protege o meio ambiente, reduz possíveis perdas de água e também evita problemas de faturamento excessivo devido a vazamentos não detectados. Além disso, ao facilitar a solução de problemas, as falhas de água são minimizadas.

Nesse sentido, além dos sensores, o projeto, denominado “Smart Water Lights”, prevê a implantação de uma rede de comunicação sem fio de baixo consumo, que permite a transmissão de dados por longas distâncias.

Esta tecnologia tem a vantagem de reduzir o consumo de bateria para que os sensores instalados tenham uma longa autonomia de funcionamento – essencial para a viabilidade e escalabilidade do sistema. Desta forma, mostra-se como uma ótima alternativa para equilibrar o poder de coleta e processamento de dados, com a vida útil da bateria e necessidades de manutenção.

A ACCIONA gere o serviço urbano de água da cidade de Toro desde 2001, tanto o abastecimento como o saneamento e purificação da água, através de uma concessão de 25 anos. O contrato inclui a gestão de assinantes, leitura de contadores, controle de qualidade da água, reparação de avarias, realização de novas redes e ligações, manutenção de captações e D.A.R., entre outros.

Sobre a ACCIONA

A ACCIONA é uma empresa global, líder no fornecimento de soluções regenerativas para uma economia descarbonizada. Seus serviços abrangem energia renovável, tratamento e gestão de água, transporte ecoeficiente e sistemas de mobilidade, infraestruturas resilientes, entre outros. A empresa, que está presente em mais de 60 países, é neutra em carbono desde 2016. Em 2020, a ACCIONA registrou faturamento de € 6,4 bilhões.

Mais informações: www.acciona.com.br / Instagram/Facebook/LinkedIn: @acciona

Gostou de “Modelo de cidade inteligente lançada na Espanha“?

Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Inteligência Artificial no Brasil e sua regulamentação

Por Raphael Caldas, CEO e Founder da Inteligov, autor de “Regulamentação da Inteligência Artificial no Brasil: a quem deve ser endereçada?”.

Quando falamos sobre Inteligência Artificial (IA) somos, quase sempre, seduzidos pela magnitude que a tecnologia é capaz de alcançar. Com o avanço tecnológico irrefreável, no entanto, o rol de discussões é ampliado e passa do simples fascínio com a possibilidade de atribuir à máquina o potencial humano para um debate intricado, embora essencial: a regulamentação.

Desde que ganhou força, a inteligência artificial e a sua utilização têm sido pauta ao redor do mundo. Em 2019, a União Europeia divulgou um guia com recomendações, políticas, investimentos, legalidade, entre outros temas acerca da IA, que serviu de base para a construção de um projeto rigoroso, anunciado em abril de 2020, com regras para o uso, incluindo a proibição de grande parte de mecanismos voltados à vigilância. Organizações que violarem as normas poderão ser multadas em até 6% de seu faturamento global. O projeto abarca uma visão geral sobre a IA e veta o uso de instrumentos considerados de alto risco, como o reconhecimento facial em espaços públicos, com possíveis isenções apenas para casos que impactem a segurança nacional.

Líder na implementação desse tipo de tecnologia, a China também já avançou no processo de regulamentar a utilização de IA. O país publicou um documento, desenvolvido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, com princípios de governança para a geração de inteligência artificial. Ainda em 2019, a Organização para a Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE) lançou um guideline com diretrizes que devem ser seguidas para explorar essa modalidade da tecnologia. As big techs também têm investido para desenvolver seus próprios centros de pesquisa sobre o tema. O Google, inclusive, por meio do CEO da companhia, Sundar Pichai, se posicionou a favor da regulamentação em 2020, alegando que a legislação deve acompanhar o avanço tecnológico e as empresas precisam se comprometer com a questão.

O que esses posicionamentos revelam é que, independentemente do progresso quanto à instituição de uma regulamentação, o mundo parece trilhar o mesmo caminho quando se trata de debater as implicações que os recursos de inteligência artificial podem trazer para toda a sociedade. O que nos leva a questionar a posição do Brasil frente ao que parece ser um esforço global.

Por aqui, é importante salientar que os primeiros passos já foram dados – o que nos coloca em uma perspectiva semelhante ao que vem sendo realizado em escala mundial. Instituída neste ano pela Portaria MCTI nº 4.617, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), a Estratégia Brasileira de inteligência artificial surge para nortear as ações do governo federal quanto ao estímulo à pesquisa, inovação e soluções em IA. O documento traz eixos transversais (legislação, regulação, uso ético, governança e aspectos internacionais) e verticais (educação, força de trabalho e capacitação, empreendedorismo, aplicação no Poder Público e segurança pública).

Mas, para além da iniciativa do MCTI, o Poder Legislativo, nos âmbitos federal e estadual, também tem se movimentado pela regulamentação da IA. O Projeto de Lei (PL) 5051/2019, do senador Styvenson Valentim (PODE/RN), estabelece os princípios para o uso da inteligência artificial no Brasil. Do mesmo autor, o PL 5691/2019 institui a Política Nacional de Inteligência Artificial. As duas matérias estão na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado Federal, aguardando parecer do senador Rogério Carvalho (PT/SE). No mesmo sentido, ainda no Senado, em março deste ano, o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB/PB), apresentou o PL 872/2021, que dispõe sobre os marcos éticos e as diretrizes que fundamentam o desenvolvimento e o uso da inteligência artificial no país. A proposta, contudo, ainda está sem andamento.

Já na Câmara dos Deputados, duas matérias foram apresentadas no último ano. Os PLs 21/2020 e 240/2020, dos deputados Eduardo Bismarck (PDT/CE) e Léo Moraes (PODE/RO), abordam os princípios da inteligência artificial e a regulação do uso da tecnologia no país, respectivamente. As duas proposições tramitam, atualmente, em conjunto e estão aguardando parecer da relatora, deputada Luísa Canziani (PTB/PR), na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI).

De acordo com a Inteligov, plataforma de inteligência de dados governamentais, na esfera estadual, dois estados saíram na frente. Em Minas Gerais, foi identificado o PL 1524/2020, de autoria do deputado Alencar Da Silveira Jr. (PDT), que dispõe sobre os princípios para a aplicação da inteligência artificial no Estado. Na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, está em tramitação o PL 3409/2020, da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB/RJ), que se refere à regulamentação de softwares de IA na administração pública.

Há trabalho sendo feito em relação à regulamentação no Brasil e estamos acompanhando o ritmo mundial. Contudo, ainda que o debate seja absolutamente necessário, é preciso, antes de adotar um posicionamento inescrutável, voltarmos a atenção para o que, no fim, está no centro de toda a questão: a sociedade. Se por um lado a regulamentação traz benefícios óbvios e se consagra como uma questão legítima e relevante, por outro, a condução desse processo é o que será determinante para garantirmos que a aplicação de IA não represente a perpetuação de violações na vida do cidadão comum.

Fazendo uso de instrumentos como o tão aguardado 5G – que carrega a expectativa de ser utilizado nas mais diversas aplicações de Internet das Coisas, com a promessa do aumento de velocidade da internet e maior coleta de dados – a IA tem potencial para atingir patamares inimagináveis. Diante disso, é imprescindível que o Brasil esteja atento também ao arcabouço legal para o uso de informações que dão vida e fortalecem a inteligência artificial, sobretudo ao levar em consideração aspectos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

É importante atuar com análises acuradas para que a regulamentação coexista com as legislações existentes que possam ter impactos no desenvolvimento de IA no país, sem perder de vista o cidadão. À sociedade cabe o monitoramento constante das ações governamentais para que possam se assegurar de que não exista qualquer tipo de prejuízo nas evoluções tecnológicas capazes de infringir seus direitos fundamentais.

A IA já faz parte da rotina em certo nível, mas à medida que as tecnologias vão ganhando mais força e notoriedade é fundamental se apropriar, e se sentir pertencente a esse processo revolucionário, para que a participação ativa possa acontecer de maneira eficaz. A inteligência artificial estará cada vez mais presente no cotidiano. Novas soluções serão apresentadas. Mas o debate, o acompanhamento, a manifestação social e a atenção a todas as movimentações que permeiam ações capazes de impactar a vida do cidadão devem se sobrepor a qualquer processo, porque é na atuação em conjunto com a sociedade que reside o verdadeiro progresso.

Gostou de “Inteligência Artificial no Brasil e sua regulamentação“?

Inteligência Artificial no Brasil e sua regulamentação. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Parque Tecnológico de Santo André fecha parceria com a Mercedes-Benz

O Hub de Inovação do Parque Tecnológico de Santo André tem um novo integrante para fortalecer o ecossistema de inovação e empreendedorismo da região, a Mercedes-Benz do Brasil. Foi anunciada na noite desta terça-feira (11) o início da atuação da Mercedes-Benz, que apresentou em encontro promovido pelo Parque Tecnológico seus cinco desafios ligados à eletrificação e ao desenvolvimento de conhecimento e novas competências em baterias de alta potência.

A exemplo do que foi feito com a Prometeon Tyre Group entre dezembro de 2020 e março deste ano, os cinco desafios da Mercedes-Benz foram apresentados para o ecossistema de inovação do Parque Tecnológico para que sejam desenvolvidos projetos e parcerias com a empresa.

O Mercedes-Benz Challenge conta com desafios que possuem frentes ligadas desde o entendimento das reações químicas envolvidas de novas famílias de baterias de alto desempenho de Li-S, passando pelo desenvolvimento de aplicações em veículos e até mesmo a análise do impacto ambiental e o ciclo de vida desses produtos.

Baterias serão insumos estratégicos no futuro para o setor automotivo e de mobilidade. Ter autonomia e domínio tecnológico para a produção e o desenvolvimento de baterias de alta densidade de energia, mais seguras e sustentáveis, é fundamental para o futuro dessa indústria no país. Com a matriz energética limpa como a brasileira e com tecnologias mais sustentáveis, o desenvolvimento desse componente pode contribuir com os desafios climáticos e os impactos ambientais relacionados a mobilidade e transportes.

Os interessados em apresentar soluções aos desafios podem acessar a página do Parque tecnológico de Santo André a partir do link: https://bit.ly/ParqTecSA_mercedes ou entrar em contato com o Parque Tecnológico de Santo André pelo email RMAndrade@santoandre.sp.gov.br.

Segundo a gerente de Relações Institucionais e Governamentais da Mercedes-Benz do Brasil, Cristiane Nogueira Guimarães, a empresa considera importante a integração entre sociedade, academia e área industrial.

“Com as novas tecnologias, energias renováveis e sustentabilidade, nós entendemos que é importante esta integração para que todos possamos contribuir e que não cabe mais somente à indústria o papel de fazer a pesquisa. Estamos convictos que precisamos de parcerias com a academia para que nos ajude, porque vamos enfrentar desafios enormes com as energias renováveis, sustentabilidade e descarbonização. Nos traz muita alegria começar isto pelo ABC, onde estamos há mais de 60 anos”, contou Cristiane durante a apresentação da parceria.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, a parceria entre Mercedes-Benz e Parque Tecnológico deverá trazer frutos positivos para toda a rede de inovação de Santo André.

“O mundialmente famoso símbolo da Mercedes representa a triplicidade das atividades na fabricação de motores para uso em terra, mar e ar. A estrela foi desenhada por Gottlieb Daimler, que endereçou para sua esposa com o seguinte comentário: ‘um dia essa estrela brilhará sobre minha obra’. Traçando um paralelo com esta história, nosso desejo é que a estrela do Parque Tecnológico de Santo André também brilhe sobre o Grande ABC. Nossa triplicidade é a indústria, poder público e todo o nosso ecossistema de inovação”, disse Banzato.


O Parque Tecnológico, por intermédio do Hub de Inovação, tem auxiliado na integração entre empresas, universidades, institutos de pesquisa, startups, governo e órgãos de fomento para potencializar a inovação aberta no ABC.  O desenvolvimento de produtos e tecnologias ligadas a segurança veicular, eletrificação e valorização de biocombustíveis bem como e o setor metal mecânico, mais especificamente as ferramentarias, têm linhas que juntas somam mais de R$80 milhões por ano nos próximos anos para o desenvolvimento de competência nesses setores. Esses recursos estão disponíveis e em tempos de pandemia podem ser fundamentais para a fortalecer e promover o crescimento do setor.

Ações de inovação – O Hub de Inovação, desenvolvido pela Prefeitura de Santo André, apoia e fomenta empresas que queiram desenvolver pesquisas, novos produtos e processos de forma sistemática e continuada.


No último dia 5, com o objetivo de promover a competitividade das empresas locais e fomentar o ecossistema de inovação da cidade, o Parque Tecnológico recebeu representantes do Cofip (Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC) para firmar uma parceria entre o Hub de Inovação e a entidade que representa 16 empresas do polo petroquímico.

O Hub de Inovação do Parque Tecnológico faz a ligação entre estas empresas e startups, universidades, Centros Tecnológicos e ICTs da região, promovendo maior integração e fortalecimento do ecossistema de inovação do ABC.

Já o Bureau de Serviços é uma estrutura integrada de atendimento, que unifica a rede de serviços tecnológicos da cidade de Santo André e região. A ferramenta da Prefeitura de Santo André faz parte do Parque Tecnológico de Santo André, e oferece mais de 120 serviços.

Atualmente, Santo André conta com o Parque Tecnológico e de Inovação, que é parte fundamental da política de desenvolvimento econômico já em operação pela Prefeitura e tem como missão promover a inovação e competitividade nas empresas, potencializando as estruturas já existentes na cidade e região, estimulando a extensão tecnológica nas instituições de ensino superior e atuando nas oportunidades econômicas do ABC. Além do Bureau de Serviços Tecnológicos, o Parque Tecnológico também contará com o CITE (Centro de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo de Santo André).

O Parque Tecnológico de Santo André traz em sua essência a integração e colaboração entre os atores locais de ciência, tecnologia e inovação, e irá se somar às estruturas já existentes das sete cidades que compõem o Polo Tecnológico do ABC, uma região com economia altamente relevante para o país, com o quarto maior PIB do Brasil, terceiro maior valor adicionado da indústria e com o quinto maior mercado consumidor do país.

Sobre a Mercedes-Benz do Brasil – Presente no País há quase 65 anos, a Mercedes-Benz do Brasil é a maior fabricante e exportadora de caminhões e ônibus da América Latina. É também líder no desenvolvimento de tecnologias para o transporte de cargas e de passageiros.

A Empresa possui unidades de produção de caminhões, chassis de ônibus e agregados em São Bernardo do Campo (SP) e de cabinas de caminhões em Juiz de Fora (MG), além da unidade de Peças e Serviços ao Cliente, Logística de Peças e Global Training em Campinas (SP).

Em 2018, a Companhia inaugurou a primeira linha de caminhões no conceito 4.0 do País e lançou seu Campo de Provas, o maior do hemisfério Sul para veículos comerciais. Em 2019, em segunda fase da Indústria 4.0, a Empresa iniciou as operações em uma nova linha de cabinas e lançou o Novo Actros, caminhão mais inteligente, conectado, eficiente e seguro do País. Em 2020, foi a vez de inaugurar a fábrica 4.0 de chassis de ônibus. Dando continuidade aos investimentos no Brasil, a Empresa está implementando aporte de R$ 2,4 bilhões entre 2018 e 2022.

| Texto: Renan Muniz
| Fotos; Divulgação/Mercedes-Benz

Gostou da nossa matéria “Parque Tecnológico de Santo André fecha parceria com a Mercedes-Benz“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

SAS abre vagas em tecnologia com prioridade para pessoas com deficiência

O SAS, líder global em analytics, abre vagas abertas para atuação em tecnologia, com prioridade para Pessoas com Deficiência (PCD). As vagas são para candidatos de qualquer localidade do País, para atuação remota durante o período de pandemia, com possibilidade de atuação presencial nos escritórios da companhia em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Dentre as vagas disponíveis estão Engenheiro de Sistemas de Informação, Consultor Técnico especializado em antifraude, Arquiteto de Soluções, Gerente de Projetos, Executivo de Contas, entre outras funções. As vagas podem ser consultadas a partir do link.

Referência no setor de tecnologia, o SAS é conhecido por ter uma política de gestão de pessoas com foco no bem-estar de seus colaboradores e por promover uma forte identificação dos seus funcionários com os seus valores. A empresa é certificada pelo instituto Top Employers entre as melhores empresas para se trabalhar no País.

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Sobre o SAS
O SAS é líder global em Analytics e a maior empresa de software de capital fechado do mundo. Fundada em 1976, suas soluções são usadas em mais de 80 mil empresas em todo o planeta, incluindo 93 das top 100 companhias listadas na Fortune Global 500. No Brasil, o SAS está presente desde 1996 com escritórios em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF), atuando em setores como finanças, telecomunicações, varejo, energia, governo, educação, entre outros. A empresa também é mundialmente reconhecida por suas boas práticas de Recursos Humanos, inclusive no Brasil, onde foi incluída seis vezes consecutivas entre os três melhores empregadores do país pelo ranking Top Employers Institute. Confira o site: www.sas.com/br 

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Mais Vagas no Grande ABC

Gostou da nossa matéria “SAS abre vagas em tecnologia com prioridade para pessoas com deficiência“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Área de logística com vagas em Diadema e São Bernardo

A empresa TPC Logística está contratando para vagas na área, nas cidades de Diadema, São Bernardo do Campo e São Paulo (capital). São oportunidades para Líder de Operações, Supervisor Operacional, Assistente de Atendimento, Técnico de TI e Operador de Logística.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Quais os requisitos?

Líder de Operações (São Bernardo): Necessário estar cursando ensino superior e Conhecimento pacote office básico.

Supervisor Operacional (São Bernardo): Candidatos devem ter o Superior completo ou cursando, além de ao menos 1 ano de experiência na função, conhecimentos em Sistemas Operacionais e do pacote office intermediário/ avançado.

Assistente de Atendimento (São Paulo): É requerido ter o Ensino Médio completo e conhecimento básico do Pacote Office.

Técnico de TI (São Paulo): Necessário ter o Ensino Superior Completo ou em andamento, bem como formação Técnica na área e conhecimento avançado do Pacote Office.

Operador de Logística (Diadema): necessário ter disponibilidade de horário e o ensino médio completo. É desejável experiência em atividades de estoque ou armazenagem, além de conhecimentos básicos em informática.

Como se candidatar?

Todas estas vagas, e outras que podem ser incluídas, estão no recrutamento online do TPC Logística, em https://tpc.gupy.io. Lembrando, estas oportunidades são para o recrutamento online, conforme indicado pela empresa em seu site oficial.

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Mais Vagas no Grande ABC

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Gostou da nossa matéria “Área de logística com vagas em Diadema e São Bernardo“?

Foto de Tiger Lily no Pexels

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mackenzie cresce na modalidade a distância e destaque para o presencial

Chat e WhatsApp, utilizados pela primeira vez pela instituição na captação, foram responsáveis pela melhoria do relacionamento em toda a jornada do potencial aluno, Mackenzie cresce na modalidade a distância.

Na contramão do atual cenário do setor de educação superior, conseguindo atingir a mesma meta de 2020 na captação de novos alunos para a graduação presencial, o Mackenzie comemora a estabilidade do momento. Para que obtivesse esses resultados, a Instituição contou com os serviços da Persone Educação (https://persone.com.br/), birô de vendas especializado em conversões de matrículas.

A performance do setor em 2021 sente as consequências da pandemia do novo coronavírus, que atingiu o mundo há mais de um ano. O cenário atual é de queda no índice de alunos ingressantes em faculdades particulares, com uma redução estimada em 13%, comparado ao ano passado, segundo dados do Semesp, divulgados no final de março.

Diante do cenário, a instituição conseguiu não só manter a estabilidade para os cursos de graduação presencial, mas também se destacar nos cursos de pós-graduação a distância. “Entendemos que o fato de mantermos a conversão para graduação presencial, muito parecida com a do ano passado, foi uma grande conquista. A atuação da Persone com as ferramentas de Chat, WhatsApp e telefonia, bem como a gestão dos processos e indicadores utilizando as tecnologias adquiridas pela instituição, contribuíram para que o Mackenzie não só mantivesse, mas melhorasse, a performance na captação de novos alunos”, conta Mariana Alves de Miranda, coordenadora de marketing do Mackenzie.

“Ainda estamos trabalhando junto com o time do Mackenzie para finalizar a automação dos processos que estão suportados pelo CRM, adquirido pela instituição, porém, já é possível identificar uma significativa melhora na gestão dos dados e processos, o que permite o aumento da produtividade, eficiência e controle. E, acima de tudo, procuramos proporcionar aos candidatos uma experiência de atendimento diferenciada, com uma equipe de vendas que atua com uma abordagem consultiva, o que gera engajamento e fortalece o relacionamento com os potenciais alunos”, explica Helen Toyama, CEO e fundadora da Persone Educação, sobre os resultados obtidos.

A tecnologia é um dos pilares na automação e conversão de leads, fundamental para otimizar o processo de captação de novos alunos. Paralelo a isso, é importante ressaltar que a tecnologia é suportada pela definição e implantação de processos, bem como um time qualificado e treinado para utilizá-la.

Em uma comparação com o cenário antes da pandemia, a coordenadora de marketing explica os ganhos com a parceria. “Expandimos a atuação e atenção despendida ao lead, assim como o retorno às necessidades apresentadas por meio das ferramentas de Chat, WhatsApp e formulários, melhorando o relacionamento e o acompanhamento do potencial aluno em toda a sua jornada”.

Além do investimento em tecnologia e aposta em uma empresa que não só fizesse o atendimento aos futuros alunos, mas também que agregasse valor ao negócio, o Mackenzie também teve que traçar rotas e dar andamento a algumas estratégias no que tange ao ensino, como: adquirir plataformas digitais altamente preparadas para as aulas de graduação e pós-graduação, para fornecer aulas on-line ao vivo, com diversas possibilidades de interação, também aumentou a capacidade dos servidores e capacitou o corpo docente, para melhor utilização da tecnologia, além de outras iniciativas.

Sobre o Mackenzie

O Mackenzie é uma instituição centenária construída sobre os pilares da educação, da confessionalidade e da filantropia. Nascido em 1870, já se baseava no ensino de qualidade, sem fazer distinção entre as pessoas e suas origens, investindo no ser humano de maneira integral.

Sua visão cristã reformada permite educar e cuidar das pessoas, criadas à imagem de Deus, para o exercício pleno da cidadania. Voltado para as ciências humanas e divinas, o Mackenzie está comprometido com a responsabilidade social, ambiental, e em constante busca da excelência acadêmica e de gestão.

Hoje, o Mackenzie atua em cinco estados brasileiros e conta com uma infraestrutura crescente, que atende pessoas desde a educação básica até o ensino superior, atuando também na área da Saúde, por meio de hospitais, na Agropecuária e ensino profissionalizante, por meio de suas escolas técnicas e fazenda-escola.

Para cumprir sua missão de cuidado e educação integral, o Mackenzie sempre teve o esporte como uma de suas bases, carregando desde sua origem nomes de destaque em diversas modalidades, e expandindo ano a ano os investimentos em atletas olímpicos e paralímpicos. O esporte é parte da história do Mackenzie, e o Mackenzie é, sem dúvida alguma, um protagonista na história do esporte.

Em seu projeto estratégico de expansão, a Instituição traçou novos rumos, que permitiram ao Mackenzie alcançar novas cidades e estados brasileiros, contando agora com dois hospitais, uma faculdade de medicina, além das escolas técnicas e fazenda-escola, reforçando ainda mais sua atuação na área da Saúde, Agropecuária e Educação. Para além do preparo de profissionais, o Mackenzie se preocupa integralmente com pessoas.

Sobre a Persone

Empresa de soluções em atendimento e vendas, formada por profissionais que atuam há mais de 18 anos nos segmentos de Tecnologia e Educação, fornece consultoria e outsourcing de processos, sistemas e equipe de vendas.

A Persone dispõe de uma equipe especializada em implantação, gestão e execução de operações de vendas, retenção, relacionamento e atendimento ao cliente.

Utilizando as mais diversas tecnologias – sistemas de CRM, CTI, chat, chatbot, inbound, BI, e-mail marketing, SMS e WhatsApp, a Persone executa o processo de vendas do início ao fim.

Gostou da nossa matéria “Mackenzie cresce na modalidade a distância e destaque para o presencial“?

Mackenzie cresce na modalidade a distância e destaque para o presencial. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Gramado Summit: tecnologia, inovação e empreendedorismo feminino

Considerado o maior brainstorming de inovação e empreendedorismo da América Latina, o Gramado Summit trouxe o empreendedorismo feminino para o debate no mundo dos negócios. Divididos em três palcos, o evento apresentou falas inspiradoras que abordaram temas como feminismo, diversidade, inclusão e racismo, além das tradicionais falas sobre tecnologia, inovação e futuro. O evento, que ocorreu de forma presencial com uma autorização especial do Governo do Rio Grande do Sul, que estabeleceu uma série de protocolos sanitários, aconteceu entre os dias 5 e 7 de maio, no Serra Park, em Gramado/RS.

Um dos palcos, comandado pelo coletivo Minas de Propósito, foi dedicado às mulheres. Foi lá que aconteceu a palestra de Roberta Ramos, jornalista e multi empreendedora. Com o título “Visceral: amor, propósito, verdade e liderança”, ela abordou o momento oportuno e necessário para o empreendedorismo de impacto conectando a história à sua jornada de desenvolvimento pessoal. Tendo trabalhado por 12 anos na Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Roberta conquistou espaço em um meio tradicionalmente machista, onde a mulher é vista como consumidora, mas são os homens que tocam os negócios. Foi de analista de Marketing à gestora de Projetos da entidade, um cargo de diretoria. Rodeada por homens, acabou os inspirando e tornando o setor um dos mais abertos a lideranças femininas no Brasil – conforme levantamento da própria entidade, 33% dos cargos de direção das empresas de calçados são de mulheres, número baixo, mas que está acima da média nacional, de 25%.

Projetos especiais
No final de 2019, Roberta deixou a Abicalçados para fundar a Îande Projetos Especiais. “Era o momento de usar meu conhecimento, minha experiência e mesmo a visibilidade que eu havia alcançado para gerar impacto. A Îandé, que em tupi-guarani significa “nós”, nasce do desejo de unir pessoas, com seus talentos e habilidades, para o desenvolvimento de projetos do bem, que tragam resultados positivos para a sociedade”, destacou Roberta. A Îande Projetos Especiais (www.iandeprojetos.com.br) já conta com clientes de peso, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Zextec Consultoria Empresarial, o Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais, a White Rabbit, entre outros.

O evento
Ocorrendo desde 2017, com uma interrupção em 2020 em função das restrições sanitárias impostas pela pandemia do novo coronavírus, o Gramado Summit se tornou o principal evento de empreendedorismo e inovação da América Latina, trazendo todos os anos nomes importantes do mundo dos negócios. Com a adoção de rígidos protocolos de segurança sanitária, como distanciamento entre cadeiras, obrigatoriedade de uso de máscaras – inclusive por parte dos palestrantes – e esterilização com álcool 70% de forma constante, o evento híbrido de 2021- algumas palestras foram digitais – provocou o mundo dos negócios rumo à revolução do ecossistema do empreendedorismo.

Gostou da nossa matéria “Gramado Summit: tecnologia, inovação e empreendedorismo feminino“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Grupo de jovens empresários de Brasília exportam tecnologia para Itália

No início do segundo semestre, precisamente em julho de 2021, a SysCoin Commerce, maior agência de ecommerce do Centro-Oeste brasileiro vai alçar voos em solo europeu. A operação SysCoin Itália promete revolucionar o processo de transformação digital do país.

Para quem sonha grande, o céu é o limite e para quem coloca os sonhos em prática todas as possibilidades não tem fim. Essa é a máxima que acompanha a SysCoin Commerce, maior agência de ecommerce do Centro-Oeste do Brasil, que começou de forma tímida, mas assertiva a mostrra o seu potencial na Capital do país. Com uma expertise e vivência no universo de negócios digitais, a SyScoin chegou no DF em 2015 e já mostrou que muito poderia agregar, transformar e solidificar as empresas do DF, do Brasil e agora do mundo.

Só em 2020, a empresa dobrou a meta estimada, alcançando 60% de crescimento e o volume transacionado na plataforma foi de 20 milhões de reais, crescendo mais de 300% em número de vendas por clientes. Além disso, com as soluções criadas pela agência, somente no ano passado 150 empresas foram beneficiadas com essa tecnologia.

O resultado disso não poderia ser diferente: a empresa cresceu, se destacou e ganhou amplitude internacional. A agência se prepara para aterrissar em solo italiano. O presidente da SysCoin Commerce, Leonardo Miranda, elenca os motivos que o levaram para chegar até esse país. “A Itália possui diversas similaridades culturais em relação ao Brasil, mas o que chama atenção é que se tratando de comércio eletrônico, hoje, estamos na 10ª posição do maior mercado de ecommerce do mundo, ficando atrás de países muito mais desenvolvidos como China, Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha

Quando olhamos para Itália, podemos ver uma oportunidade de crescimento para chegar num patamar nos próximos anos iguais ao do Brasil, em que estudos apontam que até o ano de 2023 deve ser 23.9 bilhões de euros.A Itália tem pontos favoráveis quanto à solidez do mercado europeu e de sistemas logísticos bem estabelecidos”, defende.

Leonardo elucida que o objetivo é ajudar os negócios italianos no processo de transformação digital, ofertando desde a consultoria de como vender e fazer a presença digital até o desenvolvimento de sites, lojas virtuais, sistemas, aplicativos, marketing digital e identidade visual.

Como aconteceu essa transação?
A SysCoin já havia iniciado um processo de internacionalização pelos Estados Unidos e, recentemente, iniciou uma busca por um novo país. A porta se abriu por meio de um relacionamento com um italiano que permitiu a validação e a percepção do mercado.

Ausência de digitalização na Itália
Esse estreito relacionamento fez com que o Head Commerce Europe, Gabriele Rorandelli decidisse empreender neste projeto desafiador, que, segundo ele, teve duas razões principais que o impulsionou – uma forte inspiração dada pelo ambiente de negócio inovador encontrado no Brasil, por meio da SysCoin, e por uma evidente falta de digitalização na Itália. “O que me espera por lá é um desafio muito exigente, especialmente para adaptar o modelo de negócios e a cultura da SysCoin à Itália, uma nação em grande mudança que precisa de iniciativas como esta para acelerar seu desenvolvimento digital.

Para Rorandelli, a SysCoin Itália irá focar nas pequenas empresas, que foram as que mais sofreram com a pandemia e que precisam de uma presença digital mais forte e em sintonia com os tempos modernos. A expectativa é atingir um rápido crescimento, auxiliando o máximo de pequenos empreendedores, e oferecendo uma gama mais ampla e completa de serviços, integrando as competências da empresa brasileira com a italiana.

Serviço: Grupo de jovens empresários de Brasília exportam tecnologia para Itália
Endereço: CA 01, SALA 469 SHOPPING DECK NORTE – Lago Norte, BrasíliaTelefone: (61) 3968-1540Site: https://syscoin.com.br/

Gostou da nossa matéria “Grupo de jovens empresários de Brasília exportam tecnologia para Itália“?

Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Scania recrutando em São Bernardo, para vagas efetivas

A Scania, em São Bernardo do Campo, está recrutando para vagas efetivas. São oportunidades para áreas de mecânica, mecatrônica, engenharias, auditoria, manutenção e tecnologia da informação.

OBS: Apenas divulgamos as vagas, não solicitamos nenhum dado pessoal ou currículo. Nos canais abaixo compartilhamos mais publicações sobre vagas, NUNCA exigimos cadastro no Jornal Grande ABC. Responsabilidade das ofertas é por parte dos contratantes.

Na área de mecânica, a empresa está contratando para funções de Técnico de Manutenção, Ajustagem e Automação.

O segmento de tecnologia da informação está com recrutamento para Arquiteto de Dados, Coordenador de Projetos, Desenvolvedor Full Stack (TI e .net).

Já na de produto e produção, a busca é para ocupar postos de Engenheiro de Produto, Técnico de Produção e Técnico de Qualidade de Produto.

Na mecatrônica, há vagas para Técnico de Manutenção: PLC, Redes, CLP, Drivers e Siemens.

Para área de manutenção, a Scania está com oportunidade para Técnico Manutenção Construção Metálica.

Há, ainda, vagas para auditoria, sendo efetivas para Auditor Sênior (LZA e Investigações Corporativas).

Em geral, a empresa oferece como benefícios PLR (Participação nos Lucros e Resultados), Plano de Saúde e Odontológico (Bradesco), Reembolso parcial de Medicamentos (50%), Refeição, Vale Alimentação, Fretado, Seguro de Vida e Scania Clube.

Pensando em mudar de carreira ou se preparar melhor para entrevistas de emprego? Conheça a RC Locus, referência em Recrutamento & Seleção, em todos os níveis.

Como se candidatar?

Todas as vagas estão disponibilizadas no recrutamento da empresa, em https://scania.gupy.io. Estas oportunidades são apenas para seleção online. A unidade da Scania em questão está localizada na Avenida José Odorizzi, número 151, na Vila Euro, em São Bernardo do Campo.

Conheça todos nossos canais (Whatsapp, Telegram, Facebook, Buscador): https://jornalgrandeabc.com/inicio/nossas-redes-sociais/

Mais Vagas no Grande ABC

Conheça nossa parceria com o site Lista de Vagas. Visite e confira mais vagas verificadas e reais.

Gostou “Scania recrutando em São Bernardo, para vagas efetivas”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email assim que estiverem online em nosso site. Aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mais novo unicórnio da internet mira o Brasil

O crescimento exponencial do uso de aplicativos de mensagem como o WhatsApp, SMS, Messenger, Signal ou Telegram, no Brasil e no mundo, mudou para sempre a forma como as empresas se relacionam com seus clientes. E mesmo com o controle da pandemia e a volta à “normalidade”, este novo comportamento dos consumidores deve se acentuar.

Foi com esta perspectiva que a Gupshup, líder indiana de mensageria com mais de 6 bilhões de interações/mês apenas na Índica, se tornou o mais novo unicórnio da internet ao receber um aporte de USD$ 100 milhões da Tiger Global Management, na segunda semana de abril, o que elevou seu valor de mercado a USD$ 1,4 bilhão.

“O Brasil é um dos maiores mercados quando se fala em uso comercial dos aplicativos de mensagem. E este é um segmento que deve aumentar muito mais, pelas facilidades que oferece no relacionamento entre empresas e clientes. A Gupshup vinha atendendo clientes brasileiros em sua plataforma, que é self-service, e por isso decidimos criar uma estrutura local, que também vai atender outros países da América Latina e do Sul.” explica Beerud Shteh, CEO e co-fundador da companhia.

A Guphup é uma empresa de tecnologia que desenvolve soluções para que as empresas se relacionem com seus clientes por meio de aplicativos como WhatsApp e SMS, que são apenas o canal de contato. As caixas de diálogo, links e outras interações, são fornecidas por empresas de mensageria.

Sua plataforma funciona com base em IP, o que lhe permite atuar em qualquer país do mundo sem qualquer necessidade de adaptação ou limitação por conta de diferenças de protocolo.

Brasil

A Gupshup iniciou o atendimento de clientes brasileiros em sua plataforma, que é “self-service”. E começou a trabalhar localmente em meados de 2020, para atender à crescente demanda e aceitação de suas soluções.

Agora, com uma estrutura plena no país, oferece um suporte mais adequado e um atendimento comercial mais identificado com a cultura local.

Líder de mercado na Índia, onde entrega mais de 6 bilhões de mensagens por mês, a Gupshup espera crescer 3 vezes no Brasil em 2021 e já atende clientes do porte da Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste, Unimed, Lojas Torras, governos estaduais e prefeituras, além de, por meio de parceiros, atender empresas que atuam em grandes Marketplaces.

Já com clientes do porte da Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste, Unimed e Lojas Torra, além de outros grandes do varejo, por meio de parceiros, a empresa acaba de se tornar um unicórnio ao receber um aporte financeiro de USD 100 milhões do fundo Tiger Global.

“Clientes locais pedem presença local, tanto para suporte quanto para atendimento comercial, pois conseguimos estreitar o relacionamento com os clientes e desenvolver soluções cada vez mais específicas”, explica Leonardo de Paula, Head de Negócios da GupShup no Brasil.

Gupshup

Empresa de origem indiana criada em 2006, oferece soluções de mensageria conversacional por IP para empresas de todos os segmentos e tamanhos. É a plataforma líder neste segmento, gerando mais de 6 bilhões de mensagens por mês, e oferece uma única API de mensagens para mais de 30 canais. Em abril de 2021 a Gupshup recebeu um aporte de USD$ 100 milhões do Tiger Global Management, elevando seu valor de mercado para USD$ 1,4 bilhão.

Gostou da nossa matéria “Mais novo unicórnio da internet mira o Brasil“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

O que muda para clientes e profissionais do Mercado Financeiro?

Meses após a declaração do estado de pandemia mundial, em 2020, a Deloitte e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgaram a Pesquisa de Tecnologia Bancária que apontou uma mudança de comportamento do consumidor, que cada vez mais prioriza os meios digitais para realizar transações bancárias. No comparativo entre os anos de 2019 e 2020, considerando ambientes de mobile banking, houve aumento de 105% na consulta de investimentos, 61% na contratação de crédito, 33% nos pagamentos e 24% nas transferências. Os clientes estão mais seguros para usar as plataformas digitais e as instituições financeiras estão dispostas a investir em inovação e talentos profissionais para lidar com a alta competitividade no novo mercado financeiro.

Neste contexto, novas oportunidades surgem para clientes (no que diz respeito a liberdade e possibilidades de atendimento) e profissionais que atuam no setor, que agora vislumbram um horizonte promissor no âmbito do plano de carreira fora dos bancos tradicionais.

Na avaliação de Ronaldo Cerqueira, integrante da comissão especial do Linkedin Global para o desenvolvimento de profissionais, muitos candidatos se limitam a buscar vagas apenas nos bancos líderes – e isso pode ser um equívoco. “Com o avanço da digitalização e movimentos como open banking e banking as a service, nunca fez tanto sentido a frase ‘o grande emprego não necessariamente vem do grande empregador’. Bancos de varejo, atacado, investimentos, digitais, fintechs, FIDCs, cooperativas, corretoras, seguradoras, researches e financeiras estão de olho em recursos humanos para alavancar suas operações”, pontua o consultor especialista em carreiras no mercado financeiro.

Sobre o relacionamento dos clientes com as instituições financeiras, o relatório Pace Pulse Brasil (realizado pela FIS em conjunto com o instituto Ipsos) ouviu 2 mil pessoas adultas, com e sem conta bancária e pertencentes a diferentes classes sociais, sobre como a pandemia mudou as formas de pagamento e de atendimento. As carteiras digitais já foram adotadas por 76% dos jovens adultos (24 a 28 anos) e adultos (29 a 39 anos). Ainda de acordo com a pesquisa, a pandemia fez com que 82% dos consumidores mudassem a forma de se comunicar com o banco, o que mostra que as agências físicas estão perdendo espaço para os serviços bancários on-line.

“A geração Y e Z mudou radicalmente a relação de consumo de serviços financeiros e força uma saudável mudança. Agora os grandes players bancários têm bancos digitais, fintechs, corretoras e cooperativas, entre outros, como adversários na busca pela relação íntima com o cliente, seja ele pessoa física ou jurídica”, analisa Ronaldo Cerqueira.

Tendência é de abertura de novas instituições financeiras

De acordo com dados do Bacen de março de 2021, existem 1.940 instituições financeiras em operação no Brasil. Ronaldo Cerqueira afirma que o open banking motivará o crescimento deste número, sobretudo com o surgimento de novas instituições ligadas ao varejo impulsionadas pelo conceito de banking as a service (conjunto de soluções que permitem uma empresa criar e ofertar soluções financeiras) e pelo potencial de mercado representado pelos 40 milhões de brasileiros desbancarizados (fonte: Americas Market Intelligence/Mastercard, outubro de 2020).

“Cerca de 40 milhões de brasileiros não têm relacionamento com bancos, sequer de conta corrente, mesmo após uma imensa ação da Caixa Econômica Federal como canal distribuidor do auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal. Existe um mar inexplorado e cheio de oportunidades para novos e antigos players na indústria financeira. No novo mercado financeiro o cliente tem independência e autonomia sobre seus dados e tem disponível, na palma da mão, uma ampla oferta de produtos e serviços aderentes à sua realidade. Quem souber conectar as novas necessidades do consumidor ao maior valor agregado na prestação de serviço terá vantagem competitiva”, conclui o consultor especialista em mercado financeiro.

Gostou da nossa matéria “O que muda para clientes e profissionais do Mercado Financeiro?“?

Ronaldo Cerqueira Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Campanha para capacitar engenheiros em marketing digital da Schneider

Iniciativa da campanha visa orientar e capacitar engenheiros de suas empresas parceiras na utilização de ferramentas e táticas de marketing digital

A líder global na transformação digital em gestão da energia elétrica e automação, Schneider Electric, anuncia uma campanha de Marketing Digital para Engenheiros, visando orientar os profissionais de empresas parceiras. Com isso, a campanha passa a apoiar os profissionais com treinamentos, webinars, e-books, guias com dicas e conteúdos estratégicos, além de insights digitais.

“Com esse projeto, nosso objetivo é orientar nossos parceiros a respeito de como a implementação de ações de marketing digital podem potencializar seus negócios  e, assim, crescermos juntos no mercado brasileiro ”, diz Maiara de Mello Garcia Pires, Líder de Marketing e Comunicação na Schneider Electric. A iniciativa traz um panorama geral sobre como obter sucesso com as táticas de marketing digital, na construção de jornadas de conteúdo para profissionais que atuam no mundo da engenharia.

Entre os temas abordados estão o entendimento geral sobre planos de comunicação, inbound marketing, web, e até mesmo o hábito de compra e consumo. “A intenção é que o profissional consiga transmitir credibilidade, valor agregado e engajar seu público ao promover conteúdo relevante e de qualidade por meios digitais”, explica Maiara.

Desde 2019, a Schneider vem ampliando seu apoio aos parceiros em sua jornada na busca de novas soluções que enriqueçam seu ambiente e alcance digitais, ao mesmo tempo, possibilitem economia de tempo e dinheiro. O foco é fomentar o uso da inteligência das ferramentas digitais, para melhorar a experiência do cliente. O último webinar promovido pela empresa, em março, trouxe a professora de MBA de Marketing Digital da Faculdade Getúlio Vargas (FGV) – Rosamélia Abreu, para abordar com mais detalhes a necessidade de avanços tecnológicos e implementação de estratégias digitais. Para conferir, acesse: https://bit.ly/31x3i3Z.

Sobre a Schneider Electric

O propósito da Schneider é empoderar todos para que obtenham os melhores resultados com nossa energia e nossos recursos, alavancando o progresso e a sustentabilidade.  Chamamos isso de ‘Life Is On’. 

Nossa missão é ser seu parceiro digital para sustentabilidade e eficiência. 

Conduzimos a transformação digital ao integrar tecnologias de processo e energia, conectividade de produtos na nuvem, controles, software e serviços, por todo ciclo de vida do produto, propiciando um gerenciamento integrado de empresas, para casas, edifícios, data centers, infraestrutura e indústrias. 

Somos as mais locais das companhias globais. Lutamos por padrões abertos e ecossistemas de parceria entusiasmados por nossa proposta significativa e inclusiva e nossos valores de empoderamento. 

www.se.com

Gostou da nossa matéria “Campanha para capacitar engenheiros em marketing digital da Schneider“?

Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Dafiti Group anuncia 160 vagas, sendo mais de 80 em tecnologia

Depois de fechar 2020 com crescimento expressivo em sua base de clientes ativos, somando atualmente 7.7 milhões, e em Net Merchandise Value (NMV) de R$3.4 bilhões, o Dafiti Group, maior grupo de e-commerce de moda e lifestyle da América Latina, anuncia a abertura de mais de 160 vagas em tecnologia, negócios e operações, apenas no segundo trimestre deste ano. Mais da metade das oportunidades são para a área de TI, que será o principal foco de investimentos da empresa ao longo deste ano.

O grupo tem mais de 30 vagas abertas para as áreas Comercial, Marketing, Facilities, RH e Financeiro – e ainda mais de 80 posições em Tecnologia, divididas em oportunidades para gestores de produtos digitais, engenheiros, desenvolvedores, SREs e profissionais de UX. Com sede em São Paulo, a empresa adota o modelo remoto flexível desde janeiro deste ano para os times administrativos, possibilitando oferecer as oportunidades para candidatos que residam em qualquer região do país. 

Projeto do novo escritório do Dafiti Group em São Paulo, por Athié Wohnrath

Tecnologia em foco

Para as mais de 80 vagas abertas em tech, a empresa busca profissionais com  perfil analítico e experiência em projetos desafiadores. “Estamos todos vivenciando um momento desafiador e de grandes transformações, e dentro do Dafiti Group não seria diferente: estamos nos adaptando constantemente, orientados a nos tornar o ponto de partida da moda na América Latina. Por isso, é fundamental que nossos times tenham capacidade de se adaptar a novos cenários e se sintam confortáveis em um ambiente dinâmico e de constantes aprendizados”, afirma André Piza, CTO do Dafiti Group. “Queremos em nossos times pessoas que se inspiram nas melhorias que estão levando para o consumidor e para a empresa, e que medem seu sucesso pelo impacto que geram, não apenas pela simples entrega de tarefas.”

Para os candidatos, a fashiontech oferece um ambiente inclusivo, dinâmico e com espaço para ideias e experimentações. “Percebi logo nos primeiros dias de atuação na empresa, que nossa cultura de trabalho é baseada em permitir que os funcionários sejam quem eles são e tenham autonomia para mostrar o seu melhor. Acreditamos na importância das pessoas testarem suas ideias e errarem sem medo, como o melhor caminho para o aprendizado e o crescimento”, pontua Alexandre Nigri, que recentemente assumiu a posição de Diretor de Produtos no Dafiti Group.

Vagas no novo Centro de Distribuição

Na área de Operações, são mais de 30 vagas para atuar nos times de Transportes, Prevenção de Perdas, Automação, Controle de Qualidade e Produção. Essas oportunidades são para atuação presencial no LEAP, novo centro de distribuição automatizado do grupo, inaugurado este ano na cidade de  Extrema (MG). Todo o trabalho na unidade é realizado seguindo protocolos rigorosos de  saúde e segurança, garantindo o cuidado com os funcionários.

Dafiti Group anuncia 160 vagas. CD // Dafiti // Extrema – MG // Agosto 2020 // Rafael Roncato

Benefícios e modelo de trabalho remoto flexível

Desde janeiro de 2021, o Dafiti Group adota o modelo de trabalho remoto flexível, que permite ao funcionário ter a liberdade de adequar sua jornada de trabalho à sua preferência. O modelo prioriza a flexibilidade na gestão do tempo por meio de uma mentalidade remota nas áreas administrativas, possibilidade de escolher de onde trabalhar, sem presença mínima no escritório, e times com maior autonomia e responsabilidades para gerenciar horários de trabalho, entre outras vantagens.

Além disso, a empresa oferece salário compatível com o mercado e benefícios como: 30% de desconto nos produtos dos e-commerces Dafiti, Kanui e Tricae; participação nos resultados; day off de aniversário; horário flexível; vale alimentação/refeição; auxílio mobilidade; ajuda de custo para subsídio de despesas de infraestrutura com o remoto flexível além de seguro de vida e um programa de bem-estar (com Gympass e programa de qualidade de vida por telemedicina).

As inscrições para as vagas mencionadas acima devem ser feitas no site: www.dafitigroup.com/oportunidades-gerais

Sobre o Dafiti Group

O Dafiti Group é o maior grupo de e-commerces de moda e lifestyle da América Latina. Fundado em 2011 e com atuação em 4 países (Argentina, Brasil, Chile e Colômbia), o grupo tem como propósito revolucionar o ecossistema da moda com inteligência. Nosso time diverso, composto por mais de 3800 talentos, está dedicado a proporcionar a melhor experiência de compra para nossos clientes e a ser a plataforma de escolha para nossos parceiros. Potencializado por nosso ecossistema de tecnologia e pela infraestrutura de nossas operações, nossa proposta de valor é baseada em oferecer: o melhor portfólio e curadoria, inspiração de moda, os melhores preços, a melhor conveniência e tudo isso com o cuidado em gerar impacto positivo às pessoas e ao planeta. Em 2020, nossas plataformas tiveram mais de 7,7 milhões de clientes ativos, gerando um NMV de R$3,4 bilhões.

Acesse:

Gostou da nossa matéria “Dafiti Group anuncia 160 vagas, sendo mais de 80 em tecnologia“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias e mais vagas de emprego abertas. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone

Diversos fatores determinam o comportamento do consumidor e, entre eles está a praticidade, um dos motivos que posicionou o aplicativo como instrumento de negócio nos últimos anos. Desenvolvido e utilizado inicialmente para entretenimento e relacionamento, passou a se firmar como o principal canal entre empresas e clientes, desde o último ano, com o impacto da pandemia. O Whatsapp tem sido aplicado às empresas não apenas como um meio de comunicação, mas também como um canal direto para vendas e captação de alunos.

Convencer potenciais alunos a efetivarem suas matrículas é um grande desafio, porém, existem alternativas. Por este motivo, essa manobra tem sido destaque no setor educacional. “O WhatsApp já se tornou o principal canal de conversão, mas cuidado para não se tornar um spammer”, alerta o especialista André Sales, sobre saber abordar e não cruzar a barreira da inconveniência.

“Conversaremos sobre a importância do WhatsApp no processo de captação, seu protagonismo em termos de canal e como fazer uma boa abordagem sem ser invasivo ou chato”, completa o head of sales, da Faculdade Descomplica.

  • Como utilizar o WhatsApp na captação de alunos?
  • O que deu certo e o que deu errado?
  • O WhatsApp é complementar a outros canais de vendas?
  • Como fazer a gestão da qualidade e da produtividade da equipe?
  • O uso da API official.

Esses são alguns dos questionamentos que serão respondidos por André Sales, na live realizada pela Persone Educação, no dia 22 de abril, em seu canal do YouTube (www.persone.com.br/live).

A tecnologia é um braço na conversão de leads e uma ferramenta para gerenciar esse momento de incertezas que tem ganhado destaque é o aplicativo de relacionamento. No início de 2020, o WhatsApp marcou presença em 99% dos smartphones brasileiros, conquistando uma base de mais de 120 milhões de usuários.

O relatório CX Trends 2020, identificou que, até fevereiro, o app já era usado por 57% dos clientes para falar com empresas, tendo na sequência o e-mail, com 47%, site (44%), Facebook (37%) e chat online (33%).

Essa live, que abordará as possibilidades dentro dessa temática, terá duração de até 20 minutos. Durante o bate-papo os participantes podem enviar suas dúvidas, que serão esclarecidas pelo convidado.

Serviço:

Live: WhatsApp para captação de alunos?

Quando: 22 de abril

Horário: às 20h

Onde: YouTube www.persone.com.br/live

Sobre Helen Toyama

Helen Toyama, CEO e fundadora da Persone, tem larga experiência em marketing e vendas. Ao longo de sua carreira passou por grandes players do setor educacional, atuando como Gerente de Marketing, Diretora Administrativa e Consultora em Empresas como Insper e Hoper. Bacharel em Publicidade e Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Gestão de Vendas, pela ESPM.

Em 2013, tomou a decisão de abrir sua própria empresa de soluções em atendimento e vendas para o segmento educacional. Mais de sete anos depois, a Persone é reconhecida pela expertise e qualidade nos processos de atendimento e vendas.

Helen tem participação ativa em processos de reestruturação organizacional e planejamento estratégico, também se destacando por desenvolver parcerias com empresas como Apple, Microsoft, J&J, Embraer, Cisco, SAP.

Sobre a Persone

Empresa de soluções em atendimento e vendas formada por profissionais que atuam há mais de 18 anos nos segmentos de tecnologia e educação, fornece consultoria e outsourcing de processos, sistemas e equipe de vendas.

A Persone dispõe de uma equipe especializada em implantação, gestão e execução de operações de vendas, retenção, relacionamento e atendimento ao cliente.

Utilizando as mais diversas tecnologias – sistemas de CRM, CTI, chat, chatbot, inbound, BI, e-mail marketing, SMS e WhatsApp, a Persone executa o processo de vendas do início ao fim.

Gostou da nossa matéria “WhatsApp para captação de alunos: Tema da live da Persone“?

Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Dia Mundial do Empreendedorismo: Como evitar fraudes eletrônicas?

Um dos grandes desafios para os empresários brasileiros atualmente é superar o problema da fraude transacional online, saiba evitar fraudes eletrônicas

Nesta sexta-feira, 16 de abril, é celebrado em todo o planeta o Dia Mundial do Empreendedorismo. Os negócios que surgem globalmente todos os dias têm um impacto significativo em seu próprio universo, mas todos os empreendedores enfrentam grandes desafios em seus respectivos mercados.

De acordo com o Global Entrepreneurship Monitor (GEM), no Brasil apenas 40% das pessoas consideram que é fácil começar um novo negócio; no México essa percepção fica em 50%, na Argentina em 44% e na Colômbia supera por pouco 35%. O Instituto Global de Empreendedorismo e Desenvolvimento (GEDI), que mede a saúde dos sistemas de empreendedorismo por país, coloca o Brasil na 118ª posição, atrás de outros países da América Latina como a Colômbia (na posição 52), México (posição 70) e Argentina (74).

Entre os desafios que os empresários devem superar está o problema da fraude transacional online. É por isso que a Vesta, líder global em prevenção de fraude digital, oferece 5 dicas que os empreendedores de e-commerce podem aplicar para evitar esse tipo de ameaça.

  1. Implementar regras rígidas durante o check-out

Os processadores de pagamento têm um conjunto de regras para lidar com as transações. Entenda as regras do seu provedor e lembre-se de segui-las sempre que você se deparar com uma disputa. Não fazer isso aumenta suas chances de perder a disputa, o que custa ainda mais dinheiro, uma vez que você é responsável por todos os custos.

  1. Usar várias camadas de autorização

Um pagamento autorizado não garante que o dinheiro irá para sua conta bancária comercial. Os clientes ainda podem contestar a transação se não forem eles que fizerem a compra. Portanto, sempre use uma combinação de recursos de autorização para proteger sua página de checkout, de forma que você tenha várias camadas de segurança. A autorização adequada inclui fatores como:

  • Certificar-se de que sua página de pagamento esteja protegida por HTTPS;
  • Certificar-se de que seu processador de pagamento seja totalmente compatível com os padrões PCI DSS;
  • Ter todos os formulários necessários na página de pagamento para verificar as transações;
  • Não armazenar nenhum tipo de detalhes de cartão de cliente em seu banco de dados.
  1. Usar sistemas de verificação eficazes

Os falsos negativos prejudicam empresas e clientes. A capacidade de verificar transações permite evitar rapidamente a aceitação de transações fraudulentas. Uma boa solução de pagamento faz isso reconhecendo automaticamente os padrões e analisando os detalhes da transação; Em segundos, você pode identificar clientes legítimos. Outros recursos são: verificação de impressão digital, verificação de e-mail, verificação de telefone em duas etapas, verificação do número do cartão, entre outros.

  1. Usar controles manuais (com moderação)

Para pedidos grandes, pode valer a pena revisá-los manualmente, embora seja sempre melhor automatizar o processo se você lida regularmente com pedidos de alto valor. Uma forma de verificar manualmente é entrar em contato com o comprador por e-mail ou telefone. Os clientes genuínos são mais propensos a entrar em contato com você, já que a última coisa que um golpista gostaria de fazer é revelar suas informações pessoais. Se sua empresa for B2B, você pode pesquisar no Google o nome do seu comprador ou o site da empresa para saber mais sobre eles. As verificações manuais são adequadas se você só tiver que fazê-las algumas vezes por ano. Qualquer outra coisa é um uso ineficaz do tempo da sua empresa.

  1. Usar a tecnologia certa

Uma grande parte dos casos de fraude de negócios se deve ao uso de tecnologia desatualizada. Isso se deve às limitações do provedor de pagamento ou dos proprietários de negócios que não desejam gastar dinheiro em ferramentas aprimoradas. Os golpistas de hoje são extremamente qualificados e persistentes em explorar as fraquezas da tecnologia desatualizada. Investir em uma solução de pagamento segura e atualizada é um pequeno custo para a segurança que você obtém ao oferecer a seus clientes uma experiência de compra melhor, ao mesmo tempo que protege sua empresa contra fraudes comerciais.

Sobre a Vesta

Vesta é uma plataforma de prevenção de fraude para compras online, confiável por marcas líderes em telecomunicações, e-commerce, viagens, bancos e serviços financeiros. Usando o aprendizado de máquina sustentado por 25 anos de dados transacionais, a Vesta aumenta as aprovações de vendas legítimas para seus clientes, ao mesmo tempo que elimina estornos e outras formas de fraude digital. O Vesta leva o verdadeiro custo da fraude a zero assumindo 100% do custo da fraude para qualquer transação que aprova, para que os clientes possam escalar com confiança e aumentar sua receita sem risco. A empresa está sediada em Portland, OR, com escritórios adicionais em Atlanta, GA, Irlanda, México e Cingapura. Para obter mais informações, visite https://trustvesta.com/.

Gostou da nossa matéria “Dia Mundial do Empreendedorismo: Como evitar fraudes eletrônicas?“?

Saiba evitar fraudes eletrônicas
Foto: Gerd Altmann / Pixabay

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mulheres e os desafios na área de tecnologia

Mariel Reyes Milk é autora de “Mulheres e os desafios na área de tecnologia”

As mulheres ocupam cadeiras importantes no mercado de trabalho, como em empresas de tecnologia, porém ainda há algumas questões que atrasam essa conquista feminina: a falta de diversidade de gênero na área de T.I, por exemplo, é uma delas. 

Vejo quatro grandes dificuldades que as mulheres enfrentam. São elas:

  • Predominância masculina: no Brasil, o público feminino representa apenas 15% dos matriculados em ciência da computação. Isso faz com que elas, muitas vezes, sejam as únicas de suas equipes no ambiente corporativo, o que pode gerar insegurança e, consequentemente, fazer com que as mulheres sofram com atitudes e comportamentos machistas, no qual vem desde a faculdade;
  • Cultura brogrammer: o estereótipo do programador homem, branco, cis e a crença das pessoas, incluindo o público feminino, de que T.I não é o lugar de mulheres
  • Liderança feminina: quando tratamos de cargos de liderança femininos no Brasil, cerca de 27% das empresas não têm nenhuma mulher atuando em um cargo de coordenação, de acordo com um levantamento feito pela empresa TWIRI;
  • Preconceito no ambiente de trabalho: as mulheres sofrem preconceitos no ambiente de trabalho, como a promoção por comprovação. Dados indicam que o público feminino é submetido a padrões mais rígidos. Além disso, quando as mulheres quebram o estereótipo de como deveriam se comportar, os homens começam a enxergá-las como “desagradáveis”.

Existe um histórico social e cultural que impede as mulheres, desde crianças, de acreditarem que elas podem atuar na área de tecnologia. Pesquisas mostram que a partir dos 6 anos as meninas começam a pensar que não são boas para as exatas, logo cria-se um intelecto de que computador é apenas para meninos. 

Com a chegada de novas empresas tecnológicas comandadas por homens no setor de programação, a computação passou a ter como foco os meninos. Desta forma, as meninas passaram a não ser estimuladas a seguir carreiras de tecnologia. 

A desigualdade nos salários

Quando o assunto é mercado de trabalho, há casos em que as mulheres se sentem desmotivadas devido à baixa remuneração quando comparado ao salário dos homens no mesmo cargo. Isso ainda acontece em diversas empresas, que tendem a favorecer homens por inúmeras razões que compreendemos infundadas.

De acordo com o levantamento feito pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), as mulheres que possuem graduação são a maioria no mercado de trabalho, com 55,1%, em comparação ao público masculino. Porém, na média salarial dos empregados com ensino superior os homens recebem R$ 4.640,00, já as mulheres R$ 3.287,00, em outras palavras, o público feminino ganha 41% a menos na remuneração pelo trabalho prestado em relação aos homens. 

Estamos caminhando para conquistar um cenário melhor referente à igualdade de gênero no mercado de trabalho, mas ainda temos muito o que fazer, principalmente quando tratamos de mentalidade de diversidade. 

Empoderamento feminino 

Muitas pessoas acham que o empoderamento está ligado a privilégios, mas pelo contrário, esse termo tem conexão com a consciência coletiva, no qual expressa ações para fortalecer as mulheres e promover a igualdade de gêneros.

Para escapar desse ambiente desafiador na área da tecnologia, as mulheres podem utilizar do empoderamento, além de ser uma ótima ferramenta para contribuir com a sociedade, é uma prática necessária no ambiente corporativo. 

Diante desses obstáculos, a ONU Mulheres e o Pacto Global criaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres, que tem por objetivo a implementação de práticas e ações que resultem na igualdade de gênero, principalmente no ambiente de trabalho. 

Os sete princípios são:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível; 
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação; 
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa; 
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres; 
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing; 
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social; 
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

É necessário colocar em prática esses princípios para gerar a equidade de gênero no universo empresarial, com isso os desafios enfrentados pelas mulheres, todos os dias, irão diminuir gradativamente. 

*Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}, startup social paulista que ensina programação para mulheres em vulnerabilidade, preferencialmente trans e /ou negras.

Gostou da nossa matéria “Mulheres e os desafios na área de tecnologia“?

Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}. Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mulheres na área de Tecnologia: Dicas para ingressarem

Segundo um levantamento da Microsoft,  somente 18% dos graduados em ciência da computação no Brasil são do sexo feminino. Além disso, de acordo com a mesma pesquisa, o número de mulheres empregadas na área de Tecnologia da Informação no país está estimado em apenas 25%. Para a fundadora e CEO da {reprograma}, startup social paulistana, que visa capacitar mulheres em programação front-end e back-end e conectá-las ao mercado de trabalho, a equidade de gênero no setor está ligada à uma questão cultural. Afinal, os estereótipos são incorporados desde cedo, fazendo com que as garotas acreditem que não são boas para as exatas, logo cria-se um intelecto de que computador é apenas para meninos.

Várias histórias servem para exemplificar que as lutas das mulheres por igualdade de gênero não são de agora , muitas das conquistas demoraram para chegar. ” Ao longo dos anos, as mulheres alcançaram direitos sociais, políticos e trabalhistas, por meio de movimentos reivindicatórios no Brasil. Em 1879, por exemplo, elas ganharam direito de cursar faculdades, outra conquista aconteceu em 1932, quando a Constituição Federal Brasileira passou a permitir que as mulheres votassem, após uma luta de mais de 10 anos liderada pela ativista e bióloga Berha Lutz”, comenta Reyes. 

Atualmente, ainda há obstáculos a serem superados, principalmente na igualdade de gêneros no mercado de trabalho, principalmente na área de tecnologia. Abaixo, Mariel cita cinco dicas que podem ajudar as mulheres a ingressarem na carreira de T.I e a conquistarem sua independência.

  • Acreditar na capacidade: o primeiro passo é trabalhar a “síndrome do impostor”, que está ligado ao fato das mulheres não acreditarem na capacidade delas em aprender a programar, além de se enxergarem como profissionais, por isso, é muito importante trabalhar esse mindset. 
  • Ter referências femininas: é importante que as mulheres tenham modelos que elas se identifiquem e se inspirem, pois referências podem servir de espelho para que elas possam alcançar o sucesso profissional. Na {reprograma}, temos ex-alunas que se tornaram professoras e monitoras dos cursos de back e front-end, que ensinam e influenciam positivamente essas mulheres.
  • Ambiente sem julgamentos: ao procurar por vagas na área de T.I, as mulheres devem buscar por empresas que tenham como valor a diversidade, desta forma, haverá um ambiente seguro, onde elas podem aprender e fazer perguntas sem julgamentos. 
  • Sororidade: promover a possibilidade de mulheres se apoiarem umas às outras é essencial, pois através disso elas entendem que não estão competindo entre si, e que juntas podem chegar mais longe, afinal, o apoio feminino é importante em um ambiente que, ainda, não é igualitário pelo grande volume de cadeiras ocupadas por homens na área de T.I.
  • Rede de apoio:  após a formação na área de T.I, por meio de um curso técnico ou graduação, é importante manter e criar novas conexões com as mulheres, pois ao longo do caminho podem surgir dúvidas sobre o mercado de trabalho, a troca de experiências e o compartilhamento de vagas na área. 

As ex-alunas da {reprograma} após o término dos cursos, são inseridas em grupos como o Slack e Telegram, no qual fazem parte também professoras e monitoras para ajudá-las até a colocação no mercado de trabalho e a troca de informações importantes na área de T.I, como uma comunidade. 

Iniciativas sociais na área de T.I 

Em meio a um cenário de obstáculos na área de T.I, principalmente para as mulheres, é  importante que haja iniciativas sociais que auxiliem na formação e empregabilidade do público feminino. 

Um dos objetivos da {reprograma} é aumentar o volume de cadeiras ocupadas por mulheres na área da tecnologia, com isso, a startup oferece as competências necessárias para que elas ingressem no mercado de trabalho, por meio da formação dos cursos de back e front-end. 

A CEO da {reprograma} explica que durante o programa as alunas têm a possibilidade de conhecerem, por meio de mentoras, eventos e convivência, outras mulheres na área da tecnologia que estão dispostas a compartilharem todo o conhecimento que elas detêm, etc. Com isso,  as alunas são encorajadas a enfrentar os obstáculos de um setor, que por enquanto, é predominantemente ocupado por homens, a mudarem suas vidas por meio da tecnologia. 

Até o momento, mais de 700 mulheres já se formaram em cursos de back e front-end da startup paulistana. 

Sobre a {reprograma}

Fundada em 2016, pela peruana Mariel Reyes Milk e suas sócias Carla de Bona e Fernanda Faria, a startup social paulista que ensina programação para mulheres, priorizando as negras e/ou trans, por meio da educação, tem o objetivo diminuir a lacuna de gêneros na área de T.I. A {reprograma} possui grandes empresas parceiras como Accenture, Creditas e Facebook, iFood, entre outras. Mais informações no www.reprograma.com.br

Gostou da nossa matéria “Mulheres na área de Tecnologia: Dicas para ingressarem“?

Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}. Foto:
Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Empresa de software abre vagas de programação, testes e suporte

Elotech, maior empresa de software de gestão pública do Paraná, abre 23 vagas abertas para trabalho presencial ou home office

A Elotech, empresa referência em tecnologia para gestão pública, está com 23 vagas abertas. São diversas oportunidades para as áreas de programação, testes e suporte, entre outras, com possibilidade de trabalho presencial ou home office.

São desejados profissionais que trabalham com metodologias ágeis, equipes multidisciplinares em ambientes de estímulo ao crescimento e autonomia, são considerados diferenciais a proatividade, trabalho em equipe, comunicação clara e conhecimento de linguagens específicas para cada função.

Dentre os benefícios ofertados pela empresa estão:  vale alimentação/refeição; plano de saúde e odontológico, seguro de vida, aplicativo para prática de atividades físicas, convênios com instituições de ensino, entre outros. 

Localizada em Maringá, cidade considerada polo de software do Paraná e a melhor cidade para se morar no país, a empresa oferece sistemas completos e integrados para todas as áreas da administração pública.

Com um forte compromisso em proporcionar um excelente ambiente de trabalho para os colaboradores, a Elotech foi eleita a 10ª melhor empresa de médio porte para se trabalhar no Paraná e a 17ª melhor empresa de TI para se trabalhar no Brasil em 2020.

“Há mais de 14 anos fazemos parte do ranking de melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Acreditamos nas pessoas e adotamos a cultura de equipes autogerenciáveis, que valorizam a autonomia e os resultados. Para nossos clientes e colaboradores, reafirmamos a crença que a tecnologia só tem sentido se for para melhorar a vida das pessoas”, afirma o líder de desenvolvimento e sócio-diretor da Elotech, Marco Aurélio Castaldo Andrade.

Confira as vagas abertas:

  • Programador(a) Delphi
  • Programador(a) Java
  • Desenvolvedor(a) Front-end (Angular ou React)
  • Analista de Testes
  • Analista de Inteligência de Negócio (BI)
  • Analista de Suporte Técnico (Contábil e Administrativo)

Para conferir todas as vagas disponíveis e os requisitos necessários, acesse https://www.elotech.com.br/vagas/.

Sobre a Elotech:

Com mais de 35 anos de experiência no mercado de tecnologia, a Elotech é a maior empresa de software de gestão pública do Paraná com produtos e serviços de excelência e qualidade superior. Oferece tecnologia de ponta, eficiência e transparência para mais de 550 entidades em todo o país. As soluções da empresa maringaense são voltas aos segmentos de educação, saúde, social, recursos humanos, administração, arrecadação e contabilidade.  A Elotech tem conquistado os melhores prêmios de gestão e inovação. É a 23ª melhor empresa para trabalhar no Brasil na categoria médio porte e a melhor empresa maringaense no Ranking Nacional do Great Place to Work (GPTW). Também possui certificações CMMI DEV SVC Nível 3, que atesta aderência ao padrão internacional de qualidade de software, e o MPS-BR DEV “F”. Entre as principais ferramentas desenvolvidas pela Elotech está o Portal Transparência, um dos mais bem ranqueados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A missão da empresa é fornecer tecnologia de alta qualidade, sistemas que funcionam e serviços que resolvem rapidamente o problema dos clientes.

Mais informações: https://www.elotech.com.br

Gostou da nossa matéria “Empresa de software abre vagas de programação, testes e suporte”?

Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia sobre Carreiras e Trabalho, com os ensinamentos de Rogério de Caro.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Não basta parecer, é preciso ser Digital!

Isadora Kimura é autora de “Não basta parecer, é preciso ser Digital!”. Sócia da Nilo Saúde, startup de solução de cuidado digital, que oferece ferramentas e profissionais para serviços de atenção primária especializada em todo o Brasil

A telemedicina virou parte do dia a dia do brasileiro. E, assim, a tecnologia, que sempre dividiu opiniões quando ligada à área da saúde, consolidou-se como principal aliada em um momento de pandemia. Foi a responsável por proporcionar cuidado e conexão em um momento de isolamento físico.

Enquanto as pessoas precisavam ficar em casa, foi através do celular ou do computador que elas chegavam à consulta médica, tiravam dúvidas de uma prescrição de remédio, compravam o que precisavam. Quem diria que aquela que ameaçava o contato físico, tão necessário em uma avaliação do corpo humano, seria a peça-chave para preservar a saúde física e mental de tanta gente.

Ao longo do último ano, no entanto, o que mais vimos foram empresas se dizendo digitais. Acontece que, enquanto todas parecem digitais, poucas, de fato, são. Atrás das câmeras, o cenário quase que geral é de ambientes corporativos analógicos. Uma realidade que precisa mudar. Até porque estudos recentes da Global Market Insights apontam que o mercado mundial de telemedicina deve expandir para US$ 131 bilhões até 2025.

Ou seja, será difícil sustentar uma falsa imagem de digital por tanto tempo. A realidade exige a digitalização dos dados, a integração das informações, o acesso remoto a laudos e exames, o atendimento preventivo e o cuidado individualizado. E as operadoras, corretoras, hospitais e clínicas, deverão seguir nessa direção. É o único jeito de se manter saudável e vivo em um setor que só tem visto doença e morte.

A digitalização da saúde permite encurtar jornadas e, mais do que isso, acessar especialistas que podem estar distantes com mais informações em mãos para oferecer o cuidado adequado. Ignorar esse ganho é fechar os olhos para o que está à nossa frente. Mas assim como o cuidado sozinho não teve força sem a tecnologia, a tecnologia não vai a lugar algum sem o cuidado. Por isso, ganha quem consegue usar a tecnologia de forma humanizada. Ganha o fornecedor, ganha o cliente. Ganha a sociedade.

Gostou de “Não basta parecer, é preciso ser Digital!?

Isadora Kimura.
Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira mais das últimas notícias. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Universidade Delivery do Brasil é criada por aplicativo

Universidade Ceofood oferece curso de mentoria e capacitação que ensina pequenos e médios empreendedores do Brasil a venderem por meio do delivery

Com o objetivo de capacitar pequenos e médios empreendedores e até vendedores autônomos, o aplicativo Ceofood lança, ainda no mês de abril, a Universidade Ceofood. Trata-se de um curso de capacitação que também oferece mentoria para auxiliar lojistas a migrarem para o ambiente digital e venderem por meio do delivery. A fintech de meios eletrônicos de pagamentos Ceopag também participa da ação e apresenta aos participantes todos os trâmites dos sistemas de cobranças e pagamentos presencial a vista e parcelado, e também à distância. 

“Nosso objetivo é disponibilizar um curso de capacitação completo para todos os segmentos que se enquadram na venda por delivery, desde gastronomia até o mercado de acessórios e o varejo em geral. Poderão participar empreendedores já atuantes no mercado, assim como o público informal, desempregados e profissionais autônomos.  Será ensinado como iniciar um negócio do zero e o passo a passo para que o empreendedor consiga atuar e ganhar dinheiro de maneira assertiva”, explica Kawel Lotti, Presidente do grupo Ceofood e Ceopag.

O curso é totalmente online e pode ser realizado inicialmente pela plataforma hotmart. Ao todo, são 15 módulos que contemplam temas como o cadastro do estabelecimento na plataforma de delivery, inclusão e atualização do cardápio/produtos, dashboard completo com acompanhamento em tempo real dos pedidos/entregas, estratégias de vendas, criação de páginas e divulgação nas redes sociais, Plano de Implantação nos primeiros 90 dias e demais tópicos para capacitação profissional.

“Dado o período desafiador que o Brasil e o mundo enfrentam,  chegamos à conclusão que precisávamos criar algo que se adaptasse ao novo cenário. Criamos, então, uma solução integrada para ajudar milhares de lojistas formais e informais desempregados, pessoas com habilidades como fazer comida caseira, doces, pães e salgados, artesanatos, etc, mas que não podem vender porque estão sendo obrigadas a ficar em casa diante da necessidade do distanciamento social, em algumas regiões de lockdown, porém precisam trabalhar para garantir o sustento de suas famílias. Esse projeto nos orgulha como empreendedores, mas principalmente como pessoas que desejam contribuir diante de um cenário terrível como esse”, comenta Lotti.

O idealizador do projeto ainda garante que qualquer interessado em matricular-se na Universidade Ceofood poderá utilizar o aplicativo de entrega: “Mesmo que a pessoa esteja em uma área em que nosso aplicativo ainda não atue, ela poderá se cadastrar e vender diretamente pela nossa plataforma, como se o aplicativo fosse dela, e assim colocar em prática todo conteúdo que aprende na Universidade Ceofood. Essa é uma forma de ampliar nossa área de atuação em todo o país e auxiliar milhares de lojistas que têm de fechar as portas durante essa pandemia. Será possível baixar o conteúdo, aprender e vender de casa. Uma solução totalmente adaptada para a situação que vivemos hoje”.

Para se inscrever, os interessados deverão acessar a página de vendas da Universidade Ceofood Delivery e pagar uma taxa de R$1.797,00, que pode ser parcelada em até 12 vezes de R$149,50. Ao término do curso, os participantes recebem um certificado. No final desse período é possível renovar a inscrição para receber atualizações do ramo de delivery por parte da Universidade Ceofood e garantir atualização do app por mais 12 meses.

Modelo de franquia

Presente em 23 estados do país, o aplicativo Ceofood conta com mais de 5 mil estabelecimentos cadastrados em sua plataforma e no ano passado apresentou um crescimento de 50%. Ao contrário dos demais players do mercado, a empresa não cobra nenhuma taxa em cima dos pedidos feitos pelos usuários. Cada comércio  paga um plano mensal com valores que vão de R$99 a R$199, determinados conforme a região e o tamanho do estabelecimento.

O Ceofood opera no modelo de franquia, no qual o franqueado é responsável por prospectar novos estabelecimentos para a plataforma. Recentemente, a marca foi eleita como uma das 10 maiores microfranquias do país pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Gostou de “Universidade Delivery do Brasil é criada por aplicativo?

Universidade Delivery do Brasil é criada por aplicativo Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira as notícias do Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

USP cria plataforma para conectar inovação e empreendedorismo

Projeto pioneiro no País, Hub USP Inovação visa a fomentar empreendedorismo, parcerias com startups, empresas e comunidades de negócios disponibilizando informações de docentes, patentes, programas, laboratórios e incubadoras espalhadas pelas 42 unidades de ensino e pesquisa da universidade

A Universidade de São Paulo (USP) vai lançar amanhã, dia 9 de abril, uma plataforma com foco em inovação e empreendedorismo para facilitar a conexão entre o ambiente acadêmico, organizações voltadas para pesquisa, startups, comunidades de negócios, órgãos governamentais e a sociedade civil.

Idealizada para fomentar parcerias e disseminar o conhecimento técnico de uma das maiores universidades do mundo, a  plataforma Hub USP Inovação (hubusp.inovacao.usp.br) oferece informações detalhadas sobre iniciativas em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&I) de organizações, programas, laboratórios e incubadoras ligadas à USP.

“A USP é a primeira universidade no Brasil a ter um projeto desse tipo, que reúne e disponibiliza numa plataforma suas iniciativas, competências e tecnologias geradas em suas 42 unidades de ensino e pesquisa, distribuídas em sete campi em todo o estado de São Paulo”, afirma o Professor Marcos Nogueira Martins, coordenador da Agência USP de Inovação (AUSPIN), órgão responsável pelo projeto. “O Hub USP Inovação traz um levantamento abrangente de todas as áreas da universidade e estamos cadastrando as competências, serviços tecnológicos e equipamentos de cada um dos 5.300 professores atuais, além do legado representado pelas quase 1.200 patentes registradas pela USP, todas classificadas”, acrescenta Nogueira Martins.

Fruto de um trabalho integrado, sob supervisão da Agência, a plataforma foi alimentada com a colaboração dos laboratórios, docentes, institutos de pesquisa e Pro-Reitorias. O algoritmo para a ferramenta de pesquisa da plataforma, por exemplo, foi desenvolvido com participação do USPCodeLab, grupo de extensão universitária que tem como objetivo estimular a inovação tecnológica da USP, formado por alunos de graduação, pós-graduação e professores, que se originou no Instituto de Matemática e Estatística.

Com uma busca simples na plataforma, uma empresa ou instituição poderá encontrar projetos e especialistas que procura. Por exemplo, se uma empresa está interessada em um projeto de biotecnologia desenvolvido na USP ou em encontrar os especialistas nesta área, basta digitar “biotecnologia” no campo da busca e encontrará todas as competências, laboratórios e docentes associados ao tema.

De acordo com a Professora Geciane Porto, vice-coordenadora da AUSPIN, a plataforma foi desenhada para facilitar a aproximação da universidade com o setor produtivo interessado em desenvolver soluções tecnológicas relevantes. “Para uma empresa, inovação representa sobrevivência a longo prazo e o Hub oferece uma porta de entrada para identificar que tipo de solução existe na universidade para a necessidade que essa empresa procura”, afirma Geciane.

Na plataforma, há uma separação por áreas de busca para facilitar a navegação. São elas: Iniciativas, P&D&I, Competências, Educação, Empresas e Patentes. Na aba “Iniciativas”, por exemplo, o usuário poderá encontrar editais, programas e as estruturas da USP para fomento do empreendedorismo e inovação, como as incubadoras e parques tecnológicos. Em “P&D&I”, há diversos laboratórios, organizações e programas de desenvolvimento para consulta. Na aba de “Competências”, há a separação por área de conhecimento, facilitando a busca por informações na USP pela comunidade externa.

Em “Educação”, há várias possibilidades de busca para cursos de graduação e pós-graduação, com foco em Inovação e Empreendedorismo, oferecidos pela universidade. A aba “Patentes” reúne as patentes da USP que estão disponíveis para que empresas e organizações possam licenciar para aplicação e uso, inclusive aquelas que se encontram em domínio público.

A área de “Empresas”, por sua vez, reflete todo o peso da USP no desenvolvimento do setor produtivo brasileiro. Ali é possível encontrar cerca de 1.700 empresas e startups formadas por alunos e ex-alunos da USP, ou que passaram por processo de incubação na Universidade, as quais são identificadas com a marca DNA USP. Para se ter uma ideia da importância da marca, 7 dos 15 unicórnios (startups avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares) brasileiros têm DNA USP: Nubank, 99, Gympass, iFood, C6 Bank, Wild Life e Loggi. “São empresas que foram fundadas por alunos e ex-alunos ou são fruto de algum projeto ou pesquisa da universidade ou passaram por alguma das incubadoras da USP”, acrescenta Geciane.

O lançamento do Hub USP Inovação ocorrerá por meio de um evento online às 11h de sexta-feira, dia 9, com a presença do Reitor Vahan Agopyan, além de personalidades acadêmicas e do setor produtivo. “Nosso objetivo é consolidar, cada vez mais, a USP como uma universidade que inova e empreende”, conclui o professor Nogueira Martins.

Após o evento online de lançamento da plataforma, às 11h30 de sexta-feira, o canal da AUSPIN no YouTube vai transmitir uma edição especial do projeto “Fala, Inovação”, um webinar para discutir perspectivas de qualificação profissional e da educação para a inovação e empreendedorismo.

Com a moderação do jornalista Herton Escobar, do Jornal da USP, os especialistas Fernando Shayer e Milton Daré vão conversar sobre experiências bem-sucedidas, perspectivas e desafios da sociedade na formação de profissionais inovadores e empreendedores e como a Universidade deve se preparar para atender novas demandas e qualificações requeridas.

ATENÇÃO:
O link do Hub USP Inovação só estará disponível a partir do dia 9 de abril. Até lá, para navegar e conhecer as funcionalidades da plataforma, acesse o link provisório:
hubuspinovacao.if.usp.br
PARA AGENDAR
Lançamento da plataforma Hub USP InovaçãoData: sexta-feira, 9 de abril de 2021
Horário:  11h
Transmissão ao vivo pelo canal da AUSPIN no YouTube:
https://youtu.be/0ivJpqthTwk

NA WEB:Hub USP Inovação (a partir do dia 9 de abril)
hubusp.inovacao.usp.br
Contato
hubuspinovacao@usp.br

Gostou de “USP cria plataforma para conectar inovação e empreendedorismo?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira as notícias do Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

A presença dos prateados nos aplicativos de relacionamento

Layla Vallias é autora de Sexualidade prateada: a presença dos prateados nos aplicativos de relacionamento

Tecnologia e relacionamentos têm tudo a ver com maturidade, aliás, são duas coisas que os maduros gostam e nas quais investem tempo e energia. A pandemia, com todo o contexto de isolamento e distanciamento social, contribuiu muito para o aumento nas buscas por aplicativos de relacionamentos. Confinadas em casa, pessoas de todas as idades passaram a procurar mais por esse recurso para se relacionar com o outro.

De acordo com dados divulgados pelas próprias plataformas, o Happn – aplicativo de paquera no estilo do Tinder –teve um aumento de 18% nas mensagens trocadas; The Inner Circle, também no mesmo estilo, mas com um posicionamento de mercado mais voltado para a qualidade dos matches e não para a quantidade, teve um aumento de 15% nas “curtidas” e 10% nas mensagens enviadas. O Par Perfeito, por sua vez, registrou um crescimento de 70% de novos usuários, além de um ganho de 20% no tempo médio gasto no aplicativo e no site.

Os maduros não ficam fora desses resultados. Parcela da população que ganhou holofotes nesta pandemia por causa da vulnerabilidade diante do vírus, os prateados também estão nesses aplicativos. No Coroa Metade, plataforma focada em pessoas a partir de 40 anos, houve um aumento de 17% nos cadastros entre abril e outubro de 2020 em comparação aos seis meses anteriores à pandemia.

A presença digital dos maduros não me espanta! Quando coordenei a pesquisa Tsunami 60+, em 2018, descobri que esse grupo tem uma presença forte e marcante em tecnologia. Para se ter uma ideia, somente 10% dos entrevistados – em um universo de quase três mil pessoas – disseram não estar em nenhuma rede social. E, uma vez conectados, 81% acessam redes sociais; 80% pesquisam na internet; 66% tiram e gerenciam fotos e vídeos; 64% checam e-mails e 61% assistem a vídeos.

Por isso, gosto de dizer que a internet, para eles, é a janela para o mundo. Nas entrevistas que fizemos, as pessoas afirmaram adorar receber de 50 a 60 “mensagens de bom-dia” a cada manhã. Para esse público, isso é um movimento ­– uma pulsão da existência muito forte nessa fase da vida – quando a pessoa começa a trabalhar menos e ficar mais em casa. O que a internet tem feito é proporcionar que essa movimentação permeie diferentes áreas da vida. E o relacionamento é uma delas. Os maduros são um público que quer viver o agora e não têm mais tempo a perder. Relacionar-se com o outro, na forma de amizade ou amor, é fundamental para que mantenham a qualidade de vida.

No Coroa Metade, 69% dos homens procuram namoro; 54%, amizade; 21%, casamento; e 38%, sexo. Com relação às mulheres, 70% querem namoro; 51%, amizade; 20%, casamento; e 6%, sexo. Isso tem muito a ver com a liberdade que os maduros estão conquistando, seja na forma de procurar o relacionamento, seja na necessidade de não esconder mais a idade e os cabelos brancos. Grande parte dos usuários maduros quer mesmo é mostrar que aos 50, 60, 70 ou 80 anos ainda é possível namorar, ter uma vida sexual ativa, fazer novos amigos e se divertir.

Prova disso é que este público também está em sites de pornografia. Dados de 2019 do Pornhub – maior site de pornografia no mundo – apontam que os visitantes com idade entre 55 e 64 anos têm 83% mais probabilidade de assistir a vídeos na categoria “Vintage” e 65% acessam os da categoria “Maduros”, quando comparados a outras faixas etárias. Para visitantes seniores com mais de 65 anos, a categoria “Closed Captions” ganhou 77% de visualização e os vídeos “Vintage” foram duas vezes mais populares quando comparados aos visitantes mais jovens.

Esses dados revelam que tanto a pornografia quanto os aplicativos são recursos que estão presentes na realidade dos maduros, um grupo que cresce no mundo todo e tem como característica uma curiosidade de entender as novidades que o mundo oferece. Não é à toa que já existem diversas empresas focadas em oferecer encontros a esse público, como Coroa MetadeSolteiros 50 e OurTime Brasil. E, se o caminho para expandir as relações passa pela internet e pelos aplicativos, eles estão lá, curiosos para entender, aprender e utilizar essa ferramenta.

| Layla Vallias – eleita, em 2021, pela Forbes Under 30, uma das jovens brasileiras mais influentes com menos de 30 anos – é cofundadora do Hype50+, consultoria de marketing especializada no consumidor sênior e da Janno – startup agetech que tem como missão apoiar brasileiros 50+ em seu novo plano de vida. Foi coordenadora do Tsunami60+, maior estudo sobre Economia Prateada e Raio-X do público maduro no Brasil, e diretora do Aging2.0 São Paulo, organização de apoio a empreendedores com soluções para o envelhecimento em mais de 20 países. Mercadóloga de formação, com especialização em marketing digital pela Universidade de Nova York, trabalhou com desenvolvimento de produto na Endeavor Brasil.

Gostou de “A presença dos prateados nos aplicativos de relacionamento?

Layla Vallias, autora de A presença dos prateados nos aplicativos de relacionamento. Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira as notícias do Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mulheres Revolucionárias: Hedy Lamarr

Hedy Lamarr foi uma estrela de Hollywood na década de 1940, mas o papel mais interessante que já interpretou, foi ser ela mesma.

A atriz austríaca era razoavelmente famosa em seu país, mas decidiu se aventurar em terras norte americanas para fugir do nazismo.

Certo dia percebeu que um dos clientes de seu marido, Friedrich Mandl, era Benito Mussolini e percebendo a situação em que se encontrava, resolveu se separar. Mandl era um dos homens mais influentes da Áustria e mesmo sendo contra o nazismo, apoiava o fascismo.

Após fugir do casamento, em 1937, foi para os Estados Unidos atrás de uma nova vida. Conseguiu um contrato com o chefe dos estúdios MGM, Louis B. Mayer, e a partir daí sua carreira crescia cada vez mais.

Conforme os anos passavam, Hedy ficava cada vez mais preocupada com a sua família, que ainda estava na Áustria e correndo risco de vida, já que o nazismo estava tomando conta do país.

Aflita com toda a situação, decidiu tomar uma atitude e criar uma espécie de torpedo. Com todos os anos observando seu marido trabalhando, percebeu que o torpedo era o que mais precisava de ajustes, já que até um inimigo poderia interceptar o sinal.

Começou a estudar e montar um plano com seu amigo, George Antheil. Os dois trabalharam nessa invenção por meses, até que conseguiram transmitir um sinal de rádio sem que houvesse nenhuma interrupção ou intercepção. Levaram o projeto para o Conselho Nacional de Inventores e algum tempo depois, o próprio presidente do conselho admitiu a ideia e aconselhou que fosse usado como sistema dentro da Marinha.

Mas quando o projeto chegou aos ouvidos do presidente dos Estados Unidos, ele se recusou a aceitar um projeto de uma mulher.

Foi apenas em 1962, na  Crise dos Mísseis, que experimentaram pela primeira vez em um combate real. Depois de um tempo, o sistema que Hedy havia intentado foi utilizada para criar novas tecnologias, como o WI-FI e o GPS.

Para conhecer mais da vida da atriz, é possível ler o livro baseado em sua história, A Única Mulher, de Marie Benedict. E assistir ao documentário Bombshell.

Gostou de “Mulheres Revolucionárias: Hedy Lamarr?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no História e Luta e no Blog PS toda semana.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Gigante de tecnologia busca representantes comerciais

Atualmente, 15% das vendas da fintech são realizadas por meio de representantes comerciais – objetivo é crescer a equipe em 900% ainda este ano.

Intuit QuickBooks, fintech americana desenvolvedora de sistemas de gestão financeira para pequenas empresas e escritórios contábeis, está em busca de representantes comerciais para apoiar o crescimento acelerado da empresa no mercado brasileiro. O programa foi iniciado há aproximadamente um ano com apenas 3 representantes e a expectativa é crescer 900% ainda em 2021. 

Entre os perfis que a empresa busca, estão pessoas que possuem conhecimento do mercado de PMEs, contabilidade, consultores financeiros e até mesmo franquias. Para participar, os interessados podem se cadastrar em https://quickbooks.intuit.com/br/representantes/ e passam por um processo de capacitação inicial, no qual aprendem sobre o sistema QuickBooks e seus diferenciais.

A partir daí, os representantes comerciais passam a receber listas de contatos de empresas ou contadores interessados em se tornarem clientes da Intuit. Para cada venda fechada, o representante é remunerado financeiramente e não há teto para o valor: os ganhos podem se acumular de acordo com o número de vendas. O recebimento da remuneração acontece de forma mensal. 

Para Marcelo Tavares, Gerente de Parcerias da Intuit, uma das grandes vantagens da estratégia de representantes é o fato dos profissionais participarem de um programa estruturado, com apoio de marketing. “O nosso maior interesse é estabelecer um relacionamento de longo prazo com os nossos representantes comerciais e, para isso, criamos uma rede de apoio que reúne o conhecimento e a segurança de uma gigante de tecnologia, com possibilidades reais de ganho financeiro”, conta. “A estratégia tem funcionado e atualmente 15% das nossas vendas são realizadas por meio deste canal. Agora queremos acelerar”, finaliza. 

Para conhecer mais sobre o programa de representantes comerciais da Intuit QuickBooks, visite https://quickbooks.intuit.com/br/representantes/


Sobre a Intuit QuickBooks

A missão da Intuit QuickBooks é empoderar o planeta. Nossa missão como plataforma global de produtos financeiros como o QuickBooks aqui no Brasil, o TurboTax e o Mint em outros países é capacitar os consumidores, trabalhadores autônomos e pequenas e médias empresas para melhorar suas vidas financeiras. Nossa plataforma e nossos produtos ajudam os clientes a ganhar mais dinheiro com a menor quantidade de trabalho, dando a eles total confiança para suas ações e tomadas de decisões. Nosso ecossistema de inovação e gestão financeira  serve mais de 50 milhões de clientes em todo o mundo. Por favor, visite nossa página para ter acesso às últimas notícias e informações detalhadas sobre a Intuit, seus produtos e redes sociais.  

Gostou de “Gigante de tecnologia busca representantes comerciais?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Sono Quality investe em colchões que ajudam o sistema imunológico

Manter o sistema imunológico forte e equilibrado ajuda prevenir diversas doenças e infecções; Confira como a Sono Quality investe em colchões e tecnologias.

Fortalecer o sistema imunológico é crucial para quem pretende viver saudável e protegido de eventuais doenças e infecções. Em tempos de pandemia, então, é preciso redobrar os cuidados com a imunidade. Há 13 anos no mercado moveleiro, a Sono Quality Colchões mais uma vez sai a frente investindo em tecnologias para fortalecer ainda mais o sistema imunológico. 

O sistema imunológico do nosso organismo é um conjunto de células, proteínas, tecidos e órgãos que nos defendem de agentes externos, como vírus e bactérias. Mas se ele não tiver uma manutenção adequada, a nossa imunidade fica baixa e qualquer chuva pode nos derrubar” conta o ultrassonografista Dr. Rogério Augusto Pinto da Silva, em conteúdo exclusivo para o site da “CEU Diagnósticos”, clínica de diagnósticos.

Alguns hábitos diários, como, evitar o stress, balancear a alimentação, praticar exercícios físicos, beber muita água e cuidar do sono ajudam a fortalecer o sistema imunológico. No caso de pessoas acometidas de doenças autoimunes por exemplo, muitas vezes optar por doses de vitamina D, são essenciais para manter a imunidade em níveis desejáveis e elevados regularmente. Contra a pandemia do novo Corona Vírus, manter o sistema imunológico saudável e equilibrado é de extrema importância, apesar de não evitar a doença, explicam alguns especialistas.

O sistema imunológico é um dos dois sistemas do corpo inteligentes. Quer dizer que ele recebe um sinal e nem sempre devolve uma contrapartida exatamente igual. Assim como o sistema nervoso central, o sistema inumológico também pensa. Ele recebe informações de vírus, bactérias, vermes de várias naturezas e reflete se aquilo é algo preocupante ou qual o tamanho da resposta que ele deve dar para isso. Frente a um período de epidemia, todo mundo está mais atento para as questões da imunidade, mas na verdade, com imunidade ruim não existe vida”, explica o especialista.

Não tem como uma pessoa sobreviver com imunidade baixa ou ruim com a quantidade de agentes infecciosos que existem no dia a dia. No caso do Covid-19, por exemplo, a pessoa precisa ter uma boa imunidade para que possa combater esse agente externo. Em diversos casos é preciso manter o sistema imunológico sempre fortalecido“, explica o neurologista Guilherme Sciacia do Olival (CRM 135992). “Manter boa alimentação, especialmente com legumes, verduras e frutas; de um sono de qualidade; controle de stress e atividade física, são elementos que fortalecem o sistema imunológico – especialmente o inato – para poder combater as infecções”, completa.

Para ajudar a fortalecer o sistema imunológico, a Sono Quality – maior empresa de colchões tecnológicos do Brasil – fabrica um colchão com partículas de íons negativos, que são átomos que eliminam os íons positivos do ar e que são maléficos para a saúde. Pesquisas provam que os íons negativos em um ambiente têm milhares de efeitos positivos sobre o sistema imunológico e o sistema nervoso. No organismo o colchão também auxilia a purificra o sangue, aliviar dores (inclusive com a vibroterapia), doenças (alérgicas e pulmonares), melhora o humor, promove sono profundo e bem-estar.

Com infraestrutura de última geração, a Sono Quality desenvolve os melhores colchões tecnológicos do Brasil. As 13 tecnologias diferentes e exclusivas – aprovadas por médicos e especialistas – ajudam a prevenir e tratar diversos problemas de saúde, além de permitir noites de sono mais tranquilas, ajudando no descanso.

Sono Quality: A maior empresa de colchões tecnológicos do Brasil 

Foco, determinação, fé, são ingredientes que fazem dá Sono Quality a maior no segmento. Nenhuma empresa de colchões investe o que a empresa aplica à frente das publicidades e merchandisings. O principal diferencial da empresa é o marketing. “Hoje somos a empresa que mais investe em propaganda no Brasil, nenhuma empresa do segmento, estou falando de colchões em geral, investe o mesmo que nós“, afirma Ricardo Eloi. 

Uma empresa que hoje possui 205 funcionários em regime CLT, mais 300 empregados de forma indireta. Um dos principais compromissos da empresa com os colaboradores é o investimento na capacitação profissional e a valorização pessoal de cada um. “Realizamos uma convenção nacional a cada quadrimestre. Todas as segundas-feiras realizamos treinamento operacional e às quintas-feiras treinamento para o pessoal de vendas e externo, inclusive representantes via vídeo conferência“. 

Parafraseando o slogan da empresa: “Pensou colchão, é Sono Quality!”, temos que considerar a potência que a marca se tornou no mercado varejista, suas qualidades terapêuticas e massageadores hoje são mais de 08 funções terapêuticas e diversos níveis de massagem, além de sua tecnologia de ajuste dinâmico, proporcionando ao cliente uma noite perfeita de sono, os colchoes Sono Quality são 100% personalizados. Durante a trajetória de sucesso do produto, os colchões deixaram de ser objetos comerciais e se tornaram aliados na saúde e bem estar de milhares de brasileiros.  “Independentemente de raça, de onde veio, o Brasil é um país de oportunidades. Eu tive todas as oportunidades de ser e de ter nada em minha vida, mas concentrei meu foco e minha disciplina aonde eu queria chegar. Não importa de onde você vem, eu vim de um orfanato e hoje sou um empresário. Só depende de você mesmo, você escolhe ser vítima ou vencedor.”, finaliza Ricardo.

www.sonoquality.com.br 

Com informações da FB Imprensa

Gostou de “Sono Quality investe em colchões que ajudam o sistema imunológico?

Sono Quality investe em colchões que ajudam a fortalecer o sistema imunológico
Divulgação: Assessoria de Imprensa

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Empresa de tecnologia está com vagas abertas, 200 oportunidades

A NAVA Technology for Business, empresa de tecnologia especialista na oferta de plataformas e serviços, está com 200 vagas abertas. Elas estão divididas nas áreas de Desenvolvimento, Infraestrutura (englobando segurança, suporte, monitoramento) e outras de perfis pontuais. As vagas são 100% remotas durante a pandemia, podendo participar do processo seletivo profissionais de qualquer lugar do país.

Assim como vem acontecendo nos últimos anos, em 2021 as companhias seguem na busca por profissionais de tecnologia e outras áreas relacionadas, como Produto, UX e Marketing Digital, e as empresas ampliaram o número de contratações. De acordo com um levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o setor de TI deve contratar cerca de 420 mil pessoas em todo o país até 2024 e as oportunidades se estendem para trabalhadores de todas as idades e com níveis técnico e superior.

As sedes ficam em São Paulo e Belo Horizonte,  existindo a possibilidade de atuação presencial em São Paulo, para algumas vagas específicas.

Entre elas, se destacam as seguintes posições plenos e seniores:

Desenvolvedor .NET; desenvolvedor JAVA; desenvolvedor iOS; desenvolvedor Android; desenvolvedores Front End; especialistas / arquitetos Front End; desenvolvedor Vb6; analista de Suporte Sinacor; analista SIGOM; desenvolvedores Full Stack; entre outros.

As informações e os requerimentos para as vagas podem ser acessados em:  https://jobs.kenoby.com/nava.

A NAVA é uma empresa de tecnologia e cultura lean voltada a negócios, formada por profissionais apaixonados por desafios e comprometidos com resultados. Há 25 anos a companhia conecta talentos, habilidades e oportunidades para entregar soluções tecnológicas alinhadas aos propósitos de negócios de grandes empresas dos setores Financeiro, Telecomunicações, Seguros e Serviços. Está sempre em busca de pessoas para fortalecer seu time e simplificar o mundo dos negócios.

Gostou de “Empresa de tecnologia está com vagas abertas?

Iza Herklotz, chief people officer (CPO)

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no Brasil. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Qual a importância do Ensino a Distância na sociedade atual?

Quando falamos em Ensino a Distância, muitas pessoas se perguntam qual a importância? Ou ainda, será que tem o mesmo nível de ensino que uma aula presencial?

Pois acredite, a educação a distância não perde em nada para o ensino tradicional. Ao contrário, esta modalidade possibilita que pessoas que jamais teriam acesso a uma sala de aula, devido aos valores abusivos ou falta de horários de turmas abertas, possam se formar, trabalhar em uma função melhor, mais qualificada e conquistar, dessa forma, uma melhor qualidade de vida.

Portanto, a importância da EaD está na forma como ela democratiza o acesso ao ensino. Porém, não imagine que esta é a única vantagem do ensino a distância.

Essa modalidade de ensino traz diversos benefícios que corroboram para desmistificar o conceito e mostrar a importância da EaD na sociedade contemporânea ou pós-moderna, em meio aos tempos líquidos, tão falados pelo filósofo e sociólogo polonês, Zygmunt Bauman, em suas diversas obras.

Qual a importância do Ensino a Distância na sociedade pós-moderna?

Você sabia que essa forma de ensino não é tão nova quanto todos pensam? Se você acha que a EaD surgiu com o advento da internet, está muito enganado.

Desde 1728 as pessoas já faziam cursos pelos Correios. Exatamente isso, o ensino era via correspondência e existe desde a época em que as cartas eram levadas a cavalo.

Obviamente, a qualidade que se tem hoje, com todos os recursos digitais e de pesquisa a disposição, é outra. Isso faz a importância da EaD ficar ainda maior, uma vez que o aluno pode acessar as aulas de qualquer lugar.

Por exemplo, supomos que você tenha aula em um determinado dia da semana. Na aula presencial, você teria que faltar e perderia aquele conteúdo.

Já na EaD é totalmente diferente. Você pode levar sua aula consigo para onde quiser e não precisa ficar preso a uma grade de horários fixa, que iria engessar a sua vida. Com certeza, essa é uma liberdade e flexibilidade que todos almejam.

Além disso, como falamos anteriormente, a diferença de valores de cursos presenciais para cursos EaD é enorme.

E é aqui que muita gente comete um terrível equívoco. As pessoas acham que por ser mais barato a qualidade é menor, quando muitas vezes pode ser exatamente o contrário.

  • Mas, então, como um produto mais barato pode ser melhor que um mais caro?

Bem simples, isso se dá devido aos contratos feitos com os professores, que em aulas EaD recebem para produzir conteúdos, os quais são usados diversas vezes e precisam de uma qualidade extrema.

Na aula presencial, o professor é pago para dar diversas vezes a mesma aula. E todos somos humanos, o que faz um dia a aula do professor ser melhor do que em outros. Afinal, são diversos fatores que podem influenciar no desempenho do profissional.

Ou seja, em uma aula EaD, você terá sempre o melhor do professor, porque o material foi feito com um cuidado extremo para oferecer a melhor qualidade possível.

Como você pode notar a importância da EaD na sociedade é imensa e tende a aumentar cada vez mais.

Conforme dados do Censo da Educação Superior de 2018, mais de 6,3 milhões de alunos são de cursos presenciais e mais de 2 milhões de cursos de ensino a distância.

Além disso, o Censo registrou uma diminuição de 2,07% na quantidade de alunos do ensino presencial e um aumento de 14,56% na quantidade de estudantes EaD.

Pense que essa modalidade fez mais de 2 milhões de pessoas terem acesso ao nível superior, número que cresce vertiginosamente todos os anos justamente por existir essa modalidade de ensino.

Vale ressaltar também que, em tempos de pandemia, até mesmo quem havia optado pelo ensino presencial se viu obrigado a ter aulas EaD.

Contudo, os profissionais que ministram aulas a distância possuem toda uma formação para essa modalidade, o que professores presenciais nem sempre têm, uma vez que não necessitam executar a tarefa desse modo.

Entretanto, como você bem sabe, a pandemia mudou tudo, fez todos precisarem se reinventar e o brasileiro perder o medo de diversas coisas virtuais, como comprar pela internet, usar aplicativos de entrega de alimentos e estudar a distância.

  • Mas, quais são as vantagens de estudar online?

As vantagens de cursar EaD são imensas. Por isso, decidimos elencar as três principais, a fim de que você veja a importância dela para realizar todos os seus sonhos.

1 – Flexibilidade de Horários

Como falamos anteriormente, você ser dono dos seus horários e da sua rotina não tem preço. Cada vez a vida está mais corrida e é mais difícil podermos reservar quatro horas por dia para sentarmos em uma sala de aula.

Muitas pessoas precisam conciliar uma rotina quádrupla, entre trabalho, estudos, casa e filhos. E, obviamente, ter essa flexibilidade de horário para os estudos facilita muito a vida.

2 – Custo baixo

Outro ponto super relevante é o custo. Por não ser necessário pagar salários altíssimos para professores ficarem todos os dias em sala de aula e por não ser preciso gastar com estruturas imensas que comportem todos os alunos, o preço acaba reduzindo.

Ou seja, você tem acesso ao mesmo material só que por um valor, algumas vezes, até 90% mais barato.

3 – Melhor aprendizagem

Diferentemente do que muitos pensam, é possível aprender mais de forma online do que de forma presencial.

  • Mas por que isso?

Bem simples, na aula presencial você vai ver o conteúdo uma única vez. Talvez no dia você até memorize o material, mas, um mês depois, será que você ainda vai lembrar do conteúdo?

Na metodologia do ensino a distância, você poderá acessar o material quantas vezes quiser. Poderá voltar o vídeo, reler as apostilas, tudo para a melhor fixação do conteúdo. E, caso no futuro você não se lembre mais do que aprendeu, basta acessar novamente a aula.

Além de que, você pode fazer ela onde desejar, o que irá permitir que estude em ambientes que lhe trarão uma concentração maior, logo, uma maior aprendizagem e fixação.

Como você pode notar são os benefícios que trazem toda essa importância para a EaD.

Duas dicas de como conquistar o seu melhor futuro

Agora que você já conhece a importância da EaD e sabe as principais vantagens desse método de ensino, nada mais justo do que lhe ensinar como você pode usar a educação a distância para conquistar todos os seus sonhos.

1 – Planeje-se

Nossa primeira dica é fazer um planejamento. Como diz o velho ditado popular: “não é possível chegar a um lugar diferente seguindo o mesmo caminho”.

Por isso, você vai precisar de planejamento, tanto para escolher qual curso quer fazer, quanto depois, para gerenciar seus horários e poder estudar para as aulas.

Isso fará você ter mais tempo. Além de que, seu tempo será mais produtivo e irá render mais.

Se você conseguir, um bom tempo diário é uma hora de estudos. Caso consiga mais, perfeito.

Muitas vezes você terá mais tempo em um dia do que em outro. Verifique sua agenda e monte seu calendário de estudos da forma que ficar melhor para você.

2 – Escolha com sabedoria

Tão vital quanto saber a importância do EaD é você saber como escolher um bom curso.

Mas como escolher um curso entre tantos?

Bem simples, observe os professores da grade, veja o que outras pessoas que já fizeram aquele curso estão comentando nas redes sociais.

Atualmente, não existe nada velado. Tudo fica exposto na internet. Então use isso a seu favor para fazer a melhor escolha.

E, caso ainda tenha dúvidas, fale com um dos nossos profissionais.

O Portal da Educação (UOL) está aqui para lhe auxiliar a conquistar todos os seus sonhos e fazer com que você tenha a carreira que tanto merece.

Caso você queira aproveitar e começar logo os seus estudos, o Portal Educação está com promoção de férias, há descontos de até 40% em cursos nas áreas de:

Saúde; Educação e pedagogia; Marketing e design; Administração e negócios; Biologia; Tecnologia; Dentre outras. Aproveite os descontos, clique AQUI.

Fonte: Portal Educação. Gosta de tecnologia? Conheça o Dica App do Dia.

Gostou de “Qual a importância do Ensino a Distância na sociedade atual??

Qual a importância do Ensino a Distância?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no ABC Cidades todo dia no Grande ABC.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Mulheres Revolucionárias: Ada Lovelace

Durante o século XVIII, Ada Lovelace se tornou a primeira programadora da história. Podemos dizer que muito das evoluções científicas e tecnológicas se devem, em parte, a ela.

Nos dias 8 e 15 de outubro é celebrado o Ada Lovelace Day, uma comemoração criada pela ex-diretora executiva do Open Rights Group, Suw Charman-Anderson, para dar mais visibilidade aos grandes feitos de mulheres ao longo dos anos.

Assim que nasceu, em 1815, seu pai (o famoso poeta Lord Byron) ficou extremamente desapontado por Ada não ser menino e decidiu deixar sua filha e esposa por esse motivo.

Sua mãe, Anne Isabella Milbanke, era matemática e estimulou os estudos da filha desde muito jovem, dando ênfase nos ensinamentos de matemática e ciências.

Também conheceu grandes personalidades que acabavam virando seus tutores, como o conhecido pai do computador, Charles Babbage.

Sendo uma criança muito criativa, aos 12 anos já tinha ideias para a criação de máquinas, já que após seu estudo sobre anatomia de pássaros, teve a ideia de construir um mecanismo a vapor em forma de cavalo com asas que voava.

Quando tinha 28 anos fez a tradução de um artigo escrito por Luigi Menabrea sobre uma máquina de calcular mas também adicionou algumas anotações próprias, dicas de como a máquina poderia ser programada. A publicação de seu trabalho aconteceu em 1843, muitos anos antes do mundo sequer ter a capacidade de por os conhecimentos de Lovelace em prática.

Ela acreditava que qualquer coisa poderia ser transformada em números e depois, reproduzidas, assim como os computadores atuais.

Infelizmente Ada faleceu muito jovem, pois estava com câncer uterino.

Foi apenas em 1953 que suas ideias foram estudadas e colocadas em prática. A Linguagem de Programação Ada foi criada em sua homenagem.

Gostou de “Mulheres Revolucionárias: Ada Lovelace?

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Ah, leia mais sobre o que acontece no História e Luta toda semana no Grande ABC e descubra mais matérias como esta no blog PS.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

Certificado Digital por videoconferência é aposta da Valid

A Instrução Normativa 5, publicada em 22 de fevereiro de 2021, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), regulamenta a emissão de certificado digital por videoconferência.  

Certificado Digital por videoconferência Foto: José Luis da Conceição/Governo SP

O objetivo desta normativa é garantir a segurança na identificação dos titulares e responsáveis pelos certificados digitais não só para as renovações de certificados como também para aqueles que ainda não possuem a biometria cadastrada, ao mesmo tempo que simplifica e abre novas oportunidades no mercado de certificação digital. 

As mudanças entraram em vigor no dia 01 de março. A expectativa do mercado de certificação digital da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, que alcançou números recordes de emissões em 2020, é de que ocorra um movimento extremamente positivo, intensificando o uso dos certificados e permitindo a massificação do serviço. 

Vale comentar que a coleta de dados biométricos nesta modalidade remota deverá ser realizada pela captura de face do requerente durante a videoconferência de forma assistida e, opcionalmente, pela coleta das impressões digitais do requerente de forma não assistida e assíncrona - que não ocorre ou não se efetiva ao mesmo tempo à videoconferência – para execução do batimento biométrico junto a uma base oficial nacional ou banco de dados dos Prestadores de Serviço Biométrico – PSBio. 

Para Maurício Valim, Superintendente Operacional da Valid, a experiência que tivemos em 2020 comprovou a grande adesão ao serviço, permitiu maior praticidade, agilidade e segurança para as emissões (primárias e renovações) de certificados digitais ICP- Brasil por videoconferência. “Apostamos em um incremento ainda maior com a regulamentação dos parâmetros para emissão de certificados digitais de forma remota por videoconferência. É a tecnologia facilitando a vida do cidadão em busca de uma sociedade digital, uma vez que o uso do certificado (eCPF ou eCNPJ) se faz necessário para inúmeras operações, transações, obrigações legais com Governo, entre outras”.  

O executivo destaca que com esse modelo há mais agilidade no processo, permitindo que a experiência do usuário seja simples e rápida, algo em torno de 5 a 10 minutos. Além disso, os clientes terão a comodidade de fazer a renovação sem sair de casa, escolher data e horário para realizar a videoconferência. “Em todos os atendimentos haverá um agente de registro autorizado e apto para seguir todos os procedimentos legais que garantem as validações dos documentos”.  

Sobre a Valid Certificadora  

A Valid Certificadora é uma empresa do grupo Valid especializada em serviços digitais de confiança, identificação, acesso, cifragem e autenticação realizando operações criptográficas padronizadas nacional e internacionalmente, de acordo com a regulamentação estabelecida, na identificação de pessoas físicas ou jurídicas para assinatura digital; geração e armazenamento seguro de evidências digitais de uma transação eletrônica e diversas outras soluções. Credenciada pelo ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação) é Autoridade Certificadora emitente dos certificados digitais ICP-Brasil, tais como eCPF, eCNPJ, NFe, CTe, SSL. Entre as áreas de atuação especializadas é PSS – Prestadora de Serviço e Suporte ICP-Brasil, ACT – Autoridade de Carimbo de Tempo, PS EEA – Prestador de Serviço para Entidade Emissora de Atributo, PSC – Prestadora de Serviço de Confiança, PSBio – Prestadora de Serviço Biométrico, Hub de Serviços em Blockchain e Platinum Partner GlobalSign para emissões de SSL raiz internacional. Para conhecer mais sobre os serviços Valid em certificação digital, assinatura digital, carimbo do tempo, certificados de atributo e desmaterialização de processos e documentos, visite: www.validcertificadora.com.br ou https://blog.validcertificadora.com.br/podecontar/   

Sobre a Valid 

Vivemos na economia da confiança. Nessa economia, a moeda é a identidade, e identificação é o que dá valor a ela. Para a Valid (B³: VLID3 – ON), identificação é reconhecer algo ou alguém como verdadeiro. Estamos no seu RG, nos seus cartões de banco, nas transações que faz pelo celular e em todos esses lugares, usamos tecnologia de ponta. Somos 6,000 colaboradores em 16 países levando em consideração as particularidades culturais e regionais, para entregar soluções personalizadas e integradas. No Brasil somos a maior empresa em emissão de documentos de identificação, no mundo ocupamos a 5ª posição na produção de SIM Cards e estamos entre os 10 maiores fabricantes de cartão do planeta. Identificação é nossa razão de ser. Para saber mais, acesse www.valid.com  

Gostou de “Certificado Digital por videoconferência é aposta da Valid”?

Então, aproveite e assine nossa newsletter. Leia mais sobre tecnologia.

Fundo de Telecomunicações para universalizar banda larga nas escolas públicas do Brasil

Banda Larga Brasil: Izalci Lucas (PSDB/DF) destaca importância da modernização do Fust para inclusão digital dos estudantes

Apenas 1,2% dos R$ 19,4 bilhões arrecadados entre 2001 e 2015 pelo Fust, o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações, foram usados, de fato, para melhoria do setor em todo o País. É o que aponta um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), de 2017. 
 
Criado em 2000, o Fundo tinha o objetivo de garantir serviços de telefonia fixa em locais que não oferecem lucro para o investimento privado. Além disso, limitação que não atende, segundo especialistas, as necessidades da conectividade atual, liderada pela internet. 
 
Até por isso, o Senado aprovou, em novembro, um projeto de lei que moderniza o Fust, ao ampliar a possibilidade de uso dos recursos do Fundo que, a partir de agora, vão poder ser gastos para expandir e melhorar a qualidade das redes e dos serviços de telecomunicações. Dois dos principais pontos da nova legislação garantem o acesso à internet de banda larga em todas escolas até o fim de 2024 e melhoria da conectividade no campo. 

Aprovação

O Senador Izalci Lucas (PSDB/DF) comemora a aprovação do PL 172/2020, que reconfigura o Fundo. “Desde quando entrei na Câmara Federal, a gente luta para transformar este recurso em inclusão digital nas escolas. Eu sempre dizia, lá atrás, desde 2004, quando fui secretário, que o analfabeto de hoje não é mais quem não sabe ler e escrever; o analfabeto é quem não tem acesso à internet, ao conhecimento – até chamo “analfabyte”, afirma. 

O texto aprovado tem, entre as prioridades, prover o acesso à internet às escolas de todo o País com recursos do Fundo. Dados do Censo Escolar 2018, divulgados pelo Inep no ano passado, apontam que 30,4% das escolas de ensino fundamental não têm conexão com a internet. Assim, equivalente a mais de 39 mil estabelecimentos. 

Prioridades da Banda Larga no Brasil

De acordo com o PL 172, no mínimo 18% dos recursos do Fust deverão ser aplicados, obrigatoriamente, para dotar todas as escolas públicas brasileiras, em especial as que ficam na zona rural, de acesso à internet em banda larga, até 2024. A internet em banda larga, de maior velocidade, só está disponível em 57,6% das instituições do fundamental. Ou seja, mais de 54 mil escolas não possuem esse tipo de recurso.
 
Segundo Lucas Rocha, gerente de inovação da Fundação Lemann, a aprovação do uso do Fust para levar banda larga às escolas é um primeiro passo. Acima de tudo, importe para universalização da internet no país. “É quase que um atestado de que a educação é uma prioridade nessa luta pela conectividade. Além disso, uma estratégia para conseguir levar internet para todo o Brasil”, afirma. 
 
A dificuldade que os alunos brasileiros têm em relação à disponibilidade de internet é um dos gargalos para a melhoria da educação nos próximos anos. Fato que ficou escancarado com os efeitos da pandemia da Covid-19. De acordo com levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada), cerca de seis milhões de estudantes — da pré-escola até a pós-graduação — não têm acesso à internet banda larga no Brasil ou 3G/4G para participarem de aulas remotas, alternativa que as escolas encontraram para minimizar o impacto da proibição das atividades presenciais. 

Banda Larga Brasil na Zona Rural

Responsável por 21,4% do PIB brasileiro, com faturamento de R$ 1,55 trilhão em 2019, o agronegócio também deve se beneficiar com o projeto de lei. Isso, porque o texto prevê que os recursos do Fust serão destinados a cobrir projetos para serviços de telecomunicações em zonas rurais ou urbanas com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Além disso, o Fundo poderá financiar políticas para inovação tecnológica de serviços no meio rural, coordenadas pela Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater).
 
O desafio é considerável, já que mais de 70% das propriedades rurais não possuem conexão com a internet, de acordo com o último Censo Agropecuário, de 2017, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Extremamente competitivo em escala global, o agronegócio brasileiro precisa de conectividade para o uso intensivo de sensores, drones e operação das próprias máquinas no campo, por exemplo.
 
“Vivemos em uma sociedade cada vez mais tecnológica em que até a área rural precisa se amoldar a esse formato. Boa parte da produtividade de muitas empresas sediadas na área rural, e fazendas precisa de equipamentos modernos e tecnologia para gerar mais renda, fomentar mais ainda a economia”, acredita Amanda Caroline, especialista em direito civil. 

Conselho Gestor

O Conselho Gestor administrará o Fust, vinculado ao Ministério das Comunicações. As pastas de Ciência, Tecnologia e Inovações; Economia; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Educação; e Saúde terão um representante cada no colegiado. A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) também será representada. Por fim, o Conselho contará, com três representantes da sociedade civil e dois das prestadoras de serviços de telecomunicações.

Fonte: Brasil 61

Modernização

Com o avanço tecnológico na área de telecomunicações, existem tantas novidades, tantos meios foram implantados. Modernização

Onde idade não significa absolutamente nada perto destes avanços tecnológicos.

Diante de inúmeras modernidades pessoas tornam-se obsoleta (como se pudesse usar este termo) da noite para o dia.

Idade física, comparada a modernização tecnológica, a vida parece caminhar lentamente, se formos extremistas, parece representar “absolutamente nada”.

Este ano o mundo virtual ganhou força, as Crianças diante de aparelhos eletrônico demostram ter uma maturidade inalcançável. Adolescentes parecem mestres doutorados. Os jovens, estes acompanham o caminhar voraz.

No início, certamente todos tiveram suas dificuldades, mas conseguimos administrar.

Adaptação com louvor, aprimorando incansavelmente diariamente, atendendo as demandas necessárias.
A inclusão se fez real em todas as faixas etárias.

Até o bom velhinho usa do recurso para diminuir a distância, certamente motivado pela sua senhora, rsrs

#Noeltáon

Vivemos um tempo de muito intensidade, muitas descobertas aceleradas, estar ON LINE fez necessário, use com moderação, aprecie o presencial que te cerca.

OFFLINE tem suas vantagens, interação familiar, uma boa leitura, cantigas, use aquele jogo de tabuleiro que parece descontinuado, antiquado talvez, me parece uma boa opção.

Velhos hábitos e brincadeiras se perdem aos poucos com a invasão digital, cabe a nós resgata-los.

A tecnologia é necessária, quando possível desconecte-se e aproveite o presencial limitado que hoje temos!!!

Com fé,
Logo, logo, tudo voltará ao “normal”, será que estaremos aptos para realidade presencial?!?

Valid apresenta soluções para Cidades Inteligentes e Certificação Digital

A Valid, multinacional brasileira e líder no mercado de identificação segura e soluções de rastreabilidade, é patrocinadora do II CONAJ – Congresso Nacional das Juntas Comerciais, que acontece de 2 a 4 de dezembro, na sede da Fecomércio/RJ. Valid apresenta soluções para Cidades

O evento será realizado pela Federação Nacional das Juntas Comerciais (FENAJU). O II CONAJ este ano será semipresencial e trará como tema central: “A transformação digital e sua relevância para o registro mercantil e as Juntas Comerciais”.  

No dia 3 de dezembro, a Valid apresentará suas soluções para Cidades Inteligentes e Certificação Digital para os serviços públicos. Haverá a demonstração de como a expertise da companhia em desenvolver soluções podem fortalecer o registro empresarial no Brasil. Além disso, facilitar o dia a dia de empresas e cidadãos no caminho da transformação digital. 

Serviço

II CONAJ 

Data: 2 a 4 de dezembro de 2020 

Local: Fecomércio/RJ 

End.: R. Marquês de Abrantes, 99 – 11º andar – Flamengo, Rio de Janeiro – RJ 

Informações: www.conaj.fenaju.com.br 

Sobre a Valid apresenta soluções para Cidades

Vivemos na economia da confiança. Nessa economia, a moeda é a identidade, e identificação é o que dá valor a ela. Para a Valid (B³: VLID3 – ON), identificação é reconhecer algo ou alguém como verdadeiro. Estamos no seu RG, nos seus cartões de banco, nas transações que faz pelo celular e em todos esses lugares, usamos tecnologia de ponta. Somos 6,000 colaboradores em 16 países levando em consideração as particularidades culturais e regionais, para entregar soluções personalizadas e integradas. No Brasil somos a maior empresa em emissão de documentos de identificação, no mundo ocupamos a 5ª posição na produção de SIM Cards e estamos entre os 10 maiores fabricantes de cartão do planeta. Identificação é nossa razão de ser. Para saber mais, acesse www.valid.com  

Valid apresentará sua expertise para Cidades Inteligentes e Certificados Digitais

Fatecs abrem inscrições do Vestibular para o primeiro semestre de 2021

Fatecs abrem inscrições do Vestibular: Processo seletivo disponibiliza 17.960 vagas para 84 cursos de graduação tecnológica, em todas as regiões do Estado

O processo seletivo das Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) está com inscrições abertas a partir desta quarta-feira (25) até 15 de dezembro, exclusivamente pelo site vestibularfatec.com.br – no último dia, o prazo vai até 15 horas. O valor da taxa de inscrição é de R$ 39. O Vestibular para o primeiro semestre de 2021 será por análise de histórico escolar, sem prova presencial ou online.

A mudança do critério de seleção se fez necessária para atender ao distanciamento social, recomendado pelo Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, visando preservar a saúde dos candidatos, e observando as notas atribuídas aos estudantes antes da pandemia. A previsão é de que as aulas comecem de forma remota (online).

Serão avaliadas as notas de Língua Portuguesa e Matemática da segunda série do Ensino Médio. Candidatos que estão cursando o Ensino Médio por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou modalidade semelhante podem apresentar notas referentes ao segundo termo deste ciclo, desde que no ato da matrícula comprovem a conclusão do Ensino Médio.

O Vestibular das Fatecs oferece um total de 17.960 vagas, distribuídas entre os 84 cursos superiores tecnológicos gratuitos, em todas as regiões do Estado – aumento superior a 15% em relação ao primeiro semestre de 2020 (15.565 vagas).

Cursos inéditos

As Fatecs passam a oferecer:

Big Data para Negócios, na Fatec Ipiranga, localizada a zona sul da Capital – 40 vagas no período da manhã;

Desenvolvimento de Software Multiplataforma será ministrado nas unidades localizadas em Araras (40 vagas, noite), Capital (Fatec Zona Leste – 40 vagas, manhã), Franca (40 vagas, noite), Osasco (40 vagas, noite) e São José dos Campos (40 vagas, manhã).

Outras novidades

O curso de Gestão Empresarial, na modalidade Educação a Distância, volta a ser oferecido em 47 polos de aprendizagem – são 1.880 vagas no total.

Três Fatecs vão implantar turmas de cursos oferecidos em outras unidades:

– Assis – Gestão da Tecnologia da Informação (40 vagas, noite);
– Cotia – Ciência de Dados (40 vagas, noite);
– Sertãozinho – Gestão da Produção Industrial (40 vagas, manhã).

Inscrições

O candidato que quiser disputar uma vaga no Vestibular precisa ter terminado ou estar cursando o Ensino Médio ou equivalente, desde que no ato da matrícula comprove a conclusão do curso. Para se inscrever é necessário preencher a ficha de inscrição e o questionário socioeconômico, imprimir o boleto e pagar a taxa de R$ 39. O valor deve ser pago até 15 de dezembro, em dinheiro, em qualquer agência bancária, mediante a apresentação do boleto impresso no momento da inscrição eletrônica, ou pagar, via internet, no banco do candidato ou ainda pela ferramenta Getnet (pagamento com cartão de crédito) disponível no site vestibularfatec.com.br.

É necessário também cadastrar o CPF para acessar o sistema e fazer upload legível do histórico escolar (frente e verso) ou declaração de conclusão do Ensino Médio, assinada por agente escolar da escola de origem, contendo as notas finais de Português e Matemática ou equivalentes da segunda série do Ensino Médio. Candidatos que concluíram o Ensino Médio na rede de escolas estaduais de São Paulo podem inserir o Boletim Escolar Digital, disponível no site da Secretaria Estadual de Educação. Estudantes das Etecs do Centro Paula Souza (CPS) podem utilizar o boletim online emitido no Novo Sistema Acadêmico (NSA) ou no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Siga).

O candidato que concluiu o Ensino Médio por meio da EJA ou afins, deve fazer o upload do histórico escolar (frente e verso) ou declaração de conclusão do Ensino Médio, assinada por agente escolar da escola de origem, contendo as notas finais de Português e Matemática ou equivalentes da segunda série do Ensino Médio.

Quem ainda estiver concluindo o Ensino Médio regular, EJA ou modalidades semelhantes precisa inserir declaração assinada por agente escolar da escola de origem contendo as notas finais de Português e Matemática ou equivalentes da segunda série do Ensino Médio – as disciplinas devem ter sido concluídas até 31 de dezembro de 2019.

Candidatos

Candidatos que concluíram o Ensino Médio por meio de provas ou exames de certificação de competências ou de avaliação de jovens e adultos, que sejam decorrentes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) devem fazer upload do certificado de conclusão do Ensino Médio (frente e verso), expedido por órgão competente, contendo as notas finais de Português e Matemática ou equivalentes do Ensino Médio.

No ato da inscrição é possível escolher um curso em primeira opção e colocar como segunda alternativa: o mesmo curso (presencial) de primeira opção em outro período na mesma Fatec; ou o mesmo curso (presencial) de primeira opção oferecido em qualquer período de outra Fatec.

Confira todos os detalhes no Manual do Candidato, que está disponível no site do processo seletivo.

Inclusão digital Fatecs abrem inscrições do Vestibular

As Fatecs vão disponibilizar computadores online aos candidatos que tiverem dificuldade de acesso à internet para fazer a sua inscrição. Os interessados devem entrar em contato com a unidade para verificar data e horário de atendimento. Para utilizar os equipamentos, será obrigatório o uso de máscara de proteção facial e também respeitar as demais medidas de proteção do Protocolo Sanitário Institucional do CPS.

Inclusão Social

O Sistema de Pontuação Acrescida do Centro Paula Souza concede acréscimo de pontos à nota final do processo seletivo das Fatecs, sendo 3% a estudantes afrodescendentes e 10% a oriundos da rede pública. Se o candidato estiver nas duas situações, recebe 13% de bônus.

Fatecs abrem inscrições do Vestibular

Conheça a Internet 6G. E nem chegou a 5G…

A internet 6G será a próxima geração das redes móveis. E a grande promessa é que esse novo sistema entregue uma velocidade muito acima do 5G. Atualmente que este ainda está sendo implementado em diversos lugares do mundo. Desde já, para ficar por dentro do assunto e já pensar no futuro (por que não?) continue a leitura do texto. Conheça a Internet 6G:

Velocidade 6G

A perspectiva atual é de que a internet 6G alcance velocidades de até 1TB por segundo! Comparando com as redes de quinta geração equivaleria a uma conexão oito mil vezes mais rápida. Sensacional para a correria da nossa rotina, não é mesmo? 

Já notamos que, a cada dia, mais e mais dispositivos estão sendo conectados à internet. Sendo assim, com informações transmitidas com tal rapidez, seria possível resolvermos desafios que hoje ainda parecem sem solução. Tal qual os problemas que enfrentamos quando há grandes volumes de dados em movimento ou conectividade massiva em determinada área.

Mudanças no mundo

Algumas metrópoles, como São Paulo, Tóquio ou Nova Iorque, já vivem a realidade de estarem sempre conectadas à internet. A longo prazo, a rede móvel 6G poderia sustentar trilhões de dispositivos funcionando ao mesmo tempo. Sendo assim, diversos outros países a avançarão sua relação com a tecnologia. 

Cidades inteligentes

Carros, drones, smartphones, geladeiras. Não falta muito para morarmos em cidades inteligentes onde todas as coisas à nossa volta estarão conectadas a uma rede de dados. Portanto, o 6G deve chegar para transformar em realidade aquilo que ainda parece ficção científica.  

Novos negócios

Quando evolucionarmos a ponto de o 6G fazer parte do nosso dia a dia, com certeza, muito do que conhecemos hoje sobre empresas e modelos de negócios já terão se transformado. O momento que vivemos, inclusive, acelerou tais mudanças. Uma rede móvel ainda mais rápida, então, vem ao encontro de tudo o que precisamos para a revolução digital do século. O que nos leva ao próximo tópico.

Robôs no comando Conheça a Internet 6G

Pode parecer um exagero falarmos sobre internet 6G quando, aqui no Brasil, grande parte da população se relaciona ainda com o 4G. Fato é que os principais usuários da próxima geração das redes móveis serão as máquinas. Do seu dispositivo de assistência pessoal até a linha de produção das grandes fábricas: todo esse maquinário deverá estar conectado nas próximas décadas.

Mais saúde Conheça a Internet 6G

A conexão 6G também deve evoluir os equipamentos na área da saúde. Um sistema inteligente poderá ser de fundamental importância para cuidarmos da crescente população idosa em todo o mundo. Da temperatura corporal à pressão arterial — imagine se todos os controles puderem estar conectados e sendo monitorados?

Previsão de chegada Conheça a Internet 6G

A conexão 5G ainda está em desenvolvimento — e engatinhando no Brasil. O mais provável é que o 6G não deva estar em funcionamento antes da próxima década, ou seja, deverá ser implementada a partir de 2030. 

Até lá, serão necessários investimentos em novas tecnologias, como processadores, antenas, transmissores e toda a infraestrutura que a próxima rede de dados móveis vai demandar. 

Vale destacar que a internet 6G precisará operar com sua frequência na casa dos terahertz, emitindo ondas de até 3.000GHz. A nova rede também poderá ser instalada em satélites e plataformas, fornecendo conexão até mesmo no deserto ou em alto-mar.

Por enquanto ficamos aqui, acompanhando todas as descobertas e trazendo novidades para o nosso site. E você, como acha que uma conexão móvel de altíssima velocidade pode transformar o nosso dia a dia? Veja mais também em Dica App do Dia

Conheça a tela OLED de 10000 PPI da Samsung

Em um projeto impressionante desenvolvido pela Samsung e Universidade de Stanford conseguiram desenvolver uma tela de 10000 PPI

Os engenheiros da Standford e da Samsung estão trabalhando em um projeto muito interessante há algum tempo e dizem que estão prontos para mostrá-lo ao mundo. 

É a tela de maior densidade de pixels do mundo, com os incríveis 10.000 PPI (Pixel por Polegada). Para se ter uma ideia, os smartphones mais avançados chegam entre 400 e 500 PPI)

A tecnologia é baseada em painéis solares ultrafinos que efetivamente apresentam uma arquitetura totalmente nova para telas OLED

Esses monitores de alta densidade de pixels serão capazes de fornecer imagens impressionantes com detalhes realistas – algo que será ainda mais importante para VR headsets projetados para ficar a apenas alguns centímetros de nosso rosto.

Ilustração da tela meta-OLED e da camada metafotônica subjacente, que melhora o brilho e as cores gerais da tela enquanto a mantém fina e com eficiência energética. 
(Crédito da imagem: cortesia do Samsung Advanced Institute of Technology)

Continue a leitura em Dica App do Dia.

Planos com televisão e internet são as melhores opções

De acordo com estudo da associação Proteste, assinantes podem economizar cerca de R$1 mil por ano

Os planos conjuntos de internet, telefone e televisão por assinatura ainda são as melhores opções para o cliente que busca economizar durante a crise. Segundo estudo realizado pela Proteste, maior associação de consumidores da América Latina, é possível poupar cerca de R$1 mil por ano, contratando o popular “combo”, oferecido por operadoras de todo o país.

A pesquisa, que abrangeu as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, comparou 33 planos disponíveis e comercializados pelas quatro maiores empresas do setor no Brasil. Para chegar aos números, foram analisados os hábitos de consumo de três perfis de assinantes: básico, intermediário e avançado.

Também foram avaliados pacotes com TV e internet, visando clientes que abriram mão do telefone fixo convencional. Neste caso, foi comprovada uma economia de R$960,96, para quem opta por mais velocidade e um número menor de canais pagos.

Mercado em expansão

Com os clientes em busca de ofertas conjuntas, cresceu também o número de operadoras que decidiram apostar em novos serviços. “A decisão de adicionar um novo produto foi principalmente por conta de os players concorrentes ofertarem o combo com televisão”, explica Wagner Furquim, presidente da Assim, companhia que opera no oeste paulista e no leste sul mato-grossense.

De acordo com Marcelo Rodrigues, diretor comercial da MultTV, empresa especializada em compartilhamento de headend, é possível notar um aumento nas vendas de provedores que optam por comercializarem os populares “combos”. “Notamos que as operadoras que passaram a comercializar televisão por assinatura conosco tiveram crescimento de vendas de pacotes de internet, devido a associação da marca do provedor com programadoras como Discovery, Disney, Turner, Viacom e Band”, afirma.

Opção de entretenimento

Cerca de 90 milhões de brasileiros não tem acesso ao cinema em suas cidades, de acordo com dados da Ancine (Agência Nacional do Cinema). Na região nordeste, por exemplo, são 33 milhões de pessoas excluídas deste tipo de entretenimento.

Diante deste cenário, a população busca por outras opções de lazer. Presente em 97% dos lares, a televisão segue como principal alternativa, sendo o veículo de comunicação mais utilizado pela população, segundo pesquisa da Kantar Ibope Media. Estima-se que cerca de 71 milhões de residências, tenham pelo menos um aparelho.

“A oferta de canais fechados para os nossos clientes tem sido uma alternativa, principalmente em cidades que hoje não possuem opções de entretenimento, tais como cinema e teatro. O acesso à variedade de programação oferecida pelos canais fechados tornou-se importante opção de diversão e informação para as famílias, fidelizando nossos usuários pela satisfação em contar com o acesso aos mais diversos conteúdos”, conta Samyr Bechelane, CEO da Netcetera, operadora que atua nos municípios de Mateus Leme e Juatuba, em Minas Gerais.

Sobre a MultTV

A MultTV é uma empresa especializada em compartilhamento de headend que busca viabilizar a oferta de TV por assinatura a custos acessíveis. A companhia, que opera desde 2015, tem um modelo de negócio único, atuando em parceria com a SES (empresa de satélites reconhecida mundialmente) e, apoio da Associação NEO e de programadoras de TV.  http://multtv.com.br/

Colaboração: Bruno Carvalho
Foto: Pixabay

SP cria 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista

Espaço poderá ser usado para trabalhos de cultura maker, robótica, modelagem 3D, entre outras atividades ‘mão na massa’

O vice-governador Rodrigo Garcia e o Secretário da Educação Rossieli Soares inauguraram nesta quarta-feira (18) o 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP). O espaço funciona no prédio da Escola Estadual Professora Zuleika de Barros Martins Ferreira, na Pompéia, zona Oeste, mas atenderá toda a rede estadual de São Paulo.

A coordenação do CIEBP é de Débora Garofalo que no ano passado foi considerada uma das dez melhores professoras do mundo, no Global Teacher Prize.

“Conforme as escolas têm projetos prontos, os alunos poderão prototipar aqui, fazer a impressão 3D e utilizar outros equipamentos ou, ainda, participar de projetos específicos no contraturno. Teremos capacidade de atender até 1.200 pessoas por dia, circulando em vários turnos”, afirma o Secretário Rossieli Soares.

No CIEBP os alunos poderão idealizar projetos e receber mentoria no hub de inovação; trabalhar com cultura maker, programação e robótica; ou ainda, utilizar a modelagem 3D para fazer protótipos com temas transversais. Para utilizar o local, as escolas terão de agendar.

O objetivo do equipamento é desenvolver o protagonismo dos estudantes no processo de ensino e aprendizagem com atividades “mão na massa”, além de ressignificar os espaços ociosos em escolas.

O CIEBP também integra a tríade de inovação da Seduc, que tem como premissa os novos componentes do programa Inova Educação como Tecnologia e Inovação; cultural, com o Movimento Inova, e de experimentação, com o Centro de Inovação.

“O CIEBP é uma importante ferramenta de inovação para professores e estudantes da rede estadual de ensino de São Paulo, por permitir que no espaço de aula e ou contraturno os estudantes e professores possam potencializar os seus projetos e experimentar novas modalidades e ferramentas de inovação em um formato inédito a educação por termos salas multifuncionais e um hub de inovação propondo soluções a educação”, diz Débora Garofalo.

Infraestrutura

O CIEBP conta com seis salas para atividades com uso de computadores, programação robótica, jogos digitais, pesquisa, ideação de projetos. Também abriga um pequeno estúdio do Centro de Mídias de São Paulo (CMSP) de gravação, locução, sala maker de criatividade visual, prototipagem, fabricação digital, além de um Hub Educacional.

Nove professores formados e preparados por grandes parceiros da área Faz Educação, representante da Apple, Microsoft, Telefonica Vivo farão a mediação dos trabalhos.

Entre os parceiros investidores estão a Microsoft Games, Faz Educação e Tecnologia & Apple, Instituto Palavra Aberta, Fundação Vanzolini, Big Brain Education, Grupo Mais Unidos, Ramadam Engenharia e Empreendimentos, FP Projetos e Empreendimentos, Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, Microbit e Instituto Telefonica Vivo.

Cards Inova acredita que o PIX é uma grande evolução

O cidadão brasileiro já está acostumado com as possibilidades que os bancos oferecem para que sejam feitas transferências de dinheiro para pessoas com contas ou entre instituições. São elas a TED – Transferência Eletrônica Disponível e DOC – Documento de Crédito.

Segundo Fernando Muterle, diretor da Cards Inova Certificadora, o PIX chega como uma alternativa a esses meios de pagamentos já existentes e vem com o objetivo principal do Banco Central de oferecer pagamentos instantâneos que serão concretizados em alguns segundos.

Agora as transações serão realizadas em tempo real e sem intermediação de terceiro, o dinheiro sai de uma conta e vai direto para conta de quem receberá o valor. Um grande benefício é que essas movimentações poderão ser feitas 24 horas e os 7 dias por semana.

Para o executivo, o PIX visa ampliar a competitividade e, principalmente, a abertura de novos negócios inovadores no setor, uma vez que os empresários deverão oferecer serviços que correspondam e facilitem a vida dos cidadãos e comerciários.

“O que há de recente como exemplo de revolução no mercado, é o Banking as a Service, um modelo de serviço bancário que permite a pessoa criar sua carteira digital sem precisar de conta corrente para fazer pagamentos. O sistema bancário é um processo completo e garante a execução geral de um serviço financeiro fornecido pela web”, ressalta Muterle.

A ferramenta vem com a proposta de revolucionar esse mercado, agilizando o processo de pagamento, permitindo um maior volume de transações por conta de custos. “Acredito que o PIX tem um grande potencial de reformular tradicionais meios de pagamentos que envolvem empresas adquirentes, bancos emissores e ainda os gateways”.

Esta ferramenta de alta disponibilidades deve ter um papel fundamental nas decisões das empresas que buscam segurança, alta performance para reduzir riscos e custos, ou seja, as empresas irão se adaptar rapidamente. “Por se tratar de uma solução para baixar custos e a simplicidade do uso por meio do mobile terá uma aceitação muito positiva e o mercado deve crescer e atingir rapidamente um grande volume de transações”, destaca Muterle.

Sobre a Cards Inova  

A Cards Inova é uma rede própria para a venda e validação de certificados digitais com tecnologia da AC Valid, emitente dos certificados digitais ICP-Brasil e credenciada pelo ITI.  

Com matriz em Americana/SP, a Cards Inova conta com mais de 60 unidades de validação, distribuídos nos estados de SP, RS, MT, SC, BA, PE, RJ, ES e MG. Para dar maior segurança aos seus clientes, a empresa conta com desenvolvimento e capacitação continua de seus agentes, em cada um dos seus pontos de validação. O projeto de expansão da empresa prevê que, até o segundo semestre de 2020, sejam mais 80 unidades de atendimento no Brasil. 

Informações para Imprensa:
Jornalista Responsável: Soraya Simón
Email: soraya3s.ss@gmail.com
Tel/Fax: (11) 99329-3306

Brasil ganha prêmio de qualidade de atendimento ao cliente

Segundo o site da Anatel, o Brasil venceu, na categoria “qualidade de atendimento ao cliente”, o concurso de Reconhecimento de Boas Práticas Regulatórias do Regulatel, o Foro Latinoamericano de Reguladores de Telecomunicações.

A escolha foi realizada na última quarta-feira, 4 de novembro, durante o Seminário Internacional “El rol de los Reguladores en el empoderamiento del consumidor: una perspectiva post pandemia“, promovido pela entidade.

O projeto brasileiro, apresentado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), concorreu com projetos da Colômbia, da Costa Rica, do México, do Paraguai, do Peru e da República Dominicana.

O principal tema dos trabalhos foram as formas de digitalização de procedimentos de controvérsias e como utilizar reclamações para tomada de decisão.

Continue lendo no Dica App do Dia

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Qual SO é mais seguro: iOS 13 ou Android 10?

Durante anos a Apple leva o título de Sistema Operacional Móvel mais seguro do mundo por conta do seu iOS, mas até quando a Apple manterá este título?

Por anos, o iOS manteve-se firme como o sistema operacional móvel mais seguro, mas os novos controles de privacidade do Android 10 sobre permissões de aplicativos e maiores esforços para atualizações de segurança são uma melhoria notável. 

Além disso, o próximo Android 11 – atualmente disponível como uma  prévia do desenvolvedor – mostra ainda mais que o Google está avançando mais com seus mais recentes recursos focados na privacidade.

Tanto o Android 10 quanto o iOS 13 têm recursos de segurança que oferecem a você mais controle sobre a frequência com que os aplicativos podem acessar sua localização, maneiras de impedir que os aplicativos varram redes Bluetooth e Wi-Fi próximas para adivinhar sua localização.

Seu dispositivo Android já recebe atualizações de segurança regulares, mas você ainda precisa aguardar o lançamento e reiniciar quando chegarem“, disse ela. “Queremos que você consiga isso mais rápido.

O processo acontecerá em segundo plano, assim como o Google atualiza seus aplicativos e não exigirá mais a reinicialização do telefone. 

Embora seja ótimo ouvir os módulos de segurança do Android receberem atualizações, mesmo que seu sistema operacional não seja, isso ainda não resolve o enorme problema do Google com atualizações atrasadas do sistema operacional . 

Fabricantes e redes de operadoras lançam suas próprias versões personalizadas do Android em sua própria programação, o que significa que as pessoas geralmente não estão atualizando seus telefones Android . 

Com o aumento de malware móvel na Google Play Store, as medidas do Google para enviar atualizações de segurança não puderam acontecer mais cedo. 

Leia mais em Dica App do Dia.

Controle de permissão 

Vencedor: Android 10 

Além de manter seu sistema operacional atualizado, a maior ameaça à sua segurança móvel vem de aplicativos que exigem permissões excessivas para acessar os dados do seu telefone – e depois vazam. 

Enquanto a corda de veludo da App Store estritamente controlada é amplamente creditada por impedir a invasão de malware que afeta um número desproporcional de usuários do Android, os usuários do iPhone não são imunes a ataques. 

Em junho de 2019, pesquisadores da Positive Technologies descobriram mais aplicativos iOS do que aplicativos Android, com deficiências de segurança. 

Em agosto, depois de levar uma surra de um ano na imprensa por malware generalizado em sua Play Store, o Google reagiu ao encontrar falhas de segurança no iPhone que, segundo ele, deixaram os sites se soltarem por anos. 

Mas a ferramenta de privacidade obrigatória do iOS 13, o Sign In, ajuda bastante a Apple a salvar a cara e manter sua reputação. 

O recurso de segurança usa seu ID Apple, não seu endereço de e-mail, para verificar suas credenciais enquanto faz login nos seus aplicativos. 

Isso também significa que não é mais necessário usar o  Facebook para fazer login em um questionário de aparência obscura que você encontrou on-line e não criar mais endereços de e-mail falsos para experimentar novos serviços (o Login criará um temporário para você).

Mas o Android 10 não está fora da corrida aqui. 

Ele tem uma seção de Privacidade dedicada totalmente nova em seu aplicativo Configurações, onde você pode monitorar e bloquear solicitações de permissão de qualquer aplicativo. Por que o Facebook precisa dos seus dados de localização? Se você não quer, então não faça.

Anteriormente, o rastreamento de permissões de aplicativos para Android era frustrantemente difícil. Mas um botão de rejeição com um clique para cada item em uma lista condensada? Esse é o tipo de controle que eu quero se estiver trabalhando no “playground” de código aberto do Google. 

Ainda não totalmente enterrado no novo menu do Android 10, está a seção Avançado. O agrupamento intuitivo coloca questões de segurança comuns em um só lugar para controlar, em vez de se espalhar por vários menus:

  • exibição de informações da tela de bloqueio
  • serviço de preenchimento automático do Google
  • informações de atividades
  • e como você deseja que seu dispositivo lide com solicitações de publicidade.

Embora esse controle sobre as permissões melhore, os aplicativos de malware sem permissão ainda podem pegar carona em outros aplicativos que você concedeu. 

Só isso levou os pesquisadores em julho de 2019 a descobrir mais de 1.000 aplicativos na Google Play Store roubando dados dos usuários . 

Ele levanta a questão: quão bons são os controles de permissão do Android 10 se os aplicativos da Google Play Store são o problema?

Leia mais em Dica App do Dia.

Geotracking

Vencedor: Android 10 

Outro aumento na privacidade dos dois sistemas operacionais vem na forma de novas opções de bloqueio de local.

O iOS 13 oferece graciosamente a opção de compartilhar fotos sem compartilhar seus dados de localização. 

A opção de retirar os dados de localização privada de uma foto enquanto estiver no aplicativo Fotos significa que cada imagem não deixa mais uma trilha de dados quando passa pelas mídias sociais, e-mail ou mensagens – enquanto a foto ainda pode ser identificada geograficamente em particular. 

E o processo é simples: selecione uma foto (ou fotos) que deseja compartilhar no aplicativo Fotos, toque em Opções na parte superior da tela e desative o Local na seção Incluir.

O Android 10 sabe sobre isso. Para remover os dados de localização antes de compartilhar uma foto, acesse o aplicativo Fotos do seu telefone Android, toque no menu e selecione Configurações e toque em Remover localização geográfica. 

O Android 10 está fazendo seus próprios progressos aqui, no entanto. Embora as versões anteriores permitissem que você dissesse sim ou não à solicitação de localização de um aplicativo, o Android 10 está adotando uma abordagem mais granular aos controles de localização geográfica. 

Agora você terá três opções: negar permissões, aceitá-las ou permitir que um aplicativo acesse suas informações de localização apenas enquanto estiver usando o aplicativo ativamente. 

Leia mais em Dica App do Dia.

Chega de rastreadores Bluetooth 

Vencedor: Ambos

Depois de desativar as permissões para um aplicativo acessar sua localização via GPS, ele ainda pode começar a procurar sinais de Bluetooth e Wi-Fi. 

Depois de encontrá-los, ele pode analisar rapidamente sua localização. Pior ainda, o Bluetooth está se tornando cada vez mais uma vulnerabilidade , à medida que as conexões domésticas inteligentes superam as correções de segurança. 

Felizmente, o Android 10 e o iOS 13 oferecem controle sobre quais aplicativos têm permissão para detectar sinais de Wi-Fi e Bluetooth nas proximidades. 

Rodada de bônus

Vencedor: iOS 13

Na superfície, pode parecer uma novidade criada em torno da necessidade de uma conveniência social, mas o recurso de senha Wi-Fi do Android 10 pode ser uma ótima medida de segurança. 

O novo recurso permite criar um código QR para sua rede Wi-Fi que seus convidados podem digitalizar para ingressar nela. 

Torne sua senha o mais forte possível e nunca se preocupe em esquecê-la ou ter que soletrar lentamente para seus amigos.

Mas a Apple vence a rodada de bônus em grande escala , graças aos ampliados recursos de segurança HomeKit do iOS 13, criados agora que sua plataforma doméstica inteligente está ganhando suporte para roteadores seguros e câmeras de segurança doméstica criptografadas. 

Você quer controlar se sua geladeira inteligente está conversando com outros aparelhos ? Você entendeu. À parte o potencial de um motim culinário, o armazenamento em massa de dados é a melhor maneira de reforçar a segurança. 

A jóia da coroa aqui para os fãs da Apple é que as câmeras HomeKit em breve terão recursos de vídeo criptografado e armazenamento do iCloud, e todo o HomeKit Secure Video enviado será criptografado. 

Siga o Dica App do Dia em nossas redes sociais e também nos agregadores de notícias Flipboard e Google Notícias.

Via CNET

Fapesp apoia desenvolvimento de filme plástico

Durante testes, a tecnologia mostrou ser capaz de eliminar 79,9% de partículas do SARS-CoV-2 em três minutos e 99,99% em até 15 minutos

Aquele filme plástico de PVC transparente, que pode ser esticado para embalar alimentos, como carnes, frutas e frios, e para proteção de superfícies é capaz de inativar o novo coronavírus. Testes conduzidos no laboratório de biossegurança de nível 3 (NB3) do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), revelaram que o material é capaz de eliminar 79,9% de partículas do SARS-CoV-2 em três minutos e 99,99% em até 15 minutos.

Esse filme plástico é um pouco diferente do tradicional que se têm em casa, pois é um material produzido com nova tecnologia e comercializado pela indústria de plásticos Alpes. O material possui micropartículas de prata e sílica em sua composição, tecnologia desenvolvida e licenciada pela empresa paulista Nanox, apoiada pelo Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE).

Para testar a ação virucida do filme plástico contra o novo coronavírus foram realizados ensaios seguindo a norma técnica de medição da atividade antiviral em plásticos e outras superfícies não porosas, que estabelece que o material tem que demonstrar essa ação em até quatro horas. Os resultados das análises por quantificação do material genético viral por PCR indicaram uma redução de quase 100% das cópias do SARS-CoV-2 que entraram em contato com amostras do filme plástico com as micropartículas de prata e sílica incorporadas após 15 minutos de exposição ao material.

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Inovação pode ajudar micro e pequenas empresas a superarem crise

Micro e pequenas empresas resolveram investir cada vez mais em tecnologia e inovação para não fecharem as portas durante a pandemia

O Brasil ocupa hoje uma das piores posições em rankings de educação. Em uma lista com 65 países participantes do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), do Ministério da Educação, por exemplo, o País amarga o 53º lugar. Fatores sociais podem influenciar diretamente nesse número e é isso que uma startup pernambucana tenta reverter. Por meio da inclusão social, três pequenos empresários resolveram inovar e transformar a vida de milhares de crianças e adolescentes em todo o Brasil por meio da educação. 

Criada em 2015, a startup Prol Educa oferta bolsas de 70% a alunos e alunas que não têm condições de arcar com o valor integral da mensalidade em mais de 400 escolas parceiras. No total, mais de cinco mil famílias em todo o Brasil são alcançadas com a iniciativa. O objetivo é incentivar crianças e adolescentes a não desistirem de estudar e reduzir a inadimplência. 

“A gente ajuda famílias que sonham em matricular seus filhos em boas escolas, mas que não têm condição de arcar com as mensalidades. Nosso modelo se baseia em ofertar vagas ociosas que não foram preenchidas pelas instituições de ensino privadas por um preço mais acessível”, explica Pettrus Nascimento, um dos idealizadores da Prol Educa, com sede em Recife (PE). 

A startup atua em mais cinco estados (Rio Grande do Norte, Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo) e garantiu faturamento superior a R$ 1 milhão em cinco anos de operação. Das cinco mil famílias ajudadas, 90% têm renda média de um salário mínimo. Com a ideia, 40% dos matriculados estão com melhor desempenho no ensino fundamental e 51% no ensino médio. 

Por conta da pandemia, ele e os dois sócios resolveram ampliar o portifólio e passaram a oferecer também auxílio em cursos de graduação e ensino técnico. “Esperamos colocar nossa plataforma com mais inovação em breve e beneficiar cada vez mais estudantes que buscam uma educação de qualidade, é esse nosso papel”, garante Pettrus. 

Parceria e tecnologia

A história dos empresários pernambucanos se cruzou com a do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em 2017, quando foram selecionados para participar do InovAtiva Brasil. De acordo com a entidade, o InovAtiva Brasil é o maior e mais abrangente programa de aceleração de startups do Brasil, oferecendo capacitação, mentoria, conexão e visibilidade a empreendedores inovadores – e o melhor, tudo de graça. Desde 2013, ano de lançamento do programa, mas de mil negócios foram atendidos pela iniciativa. 

“Da forma como os pequenos negócios funcionam hoje não será mais possível sustentá-los. O cliente não está mais na porta da rua. E mesmo aquelas cidades que liberaram para consumo, para reabertura, a forma como cliente está interagindo, está consumindo, o produto mudou. Então, esse pequeno negócio vai ter que se adaptar, vai ter que inovar nesses novos tempos. Ele vai poder alterar o seu modelo de negócio, produtos e processos para continuar no mercado. Todas essas alterações, quando são feitas de forma estratégica, são inovações”, defende o gerente de Inovação do Sebrae, Paulo Renato. 

Antes da pandemia, segundo ele, muitas empresas ainda operavam no “off-line”, ou seja, sem inserção na internet. “O Sebrae criou vários programas que incentivam o pequeno negócio a vender pela internet e interagir com redes sociais, para mudar a visão do empresário também para uma versão ‘on-line’”, diz o gerente. 

A goiana Elizângela de Oliveira sabe bem como é isso. Dona de uma loja varejista de calçados em Posse (GO) há mais de 20 anos, a empreendedora viu que era o momento de começar uma transformação, já que, antes da pandemia, ela só trabalhava com a loja física. “Nós buscamos oferecer o melhor atendimento e qualidade nos produtos comercializados. Há alguns anos, sentimos a necessidade de mudar para o e-commerce, mas por vários motivos não foi possível”, conta. 

Com a crise, segundo ela, veio a necessidade de buscar opções para ampliar as vendas. “Surgiram várias ideias, mas a melhor foi a de criar um site de vendas, tornando realidade o sonho da loja virtual”, lembra Elizângela. O Sebrae entrou na vida da empresária nesse momento. Ela teve ajuda a partir do Sebraetec, que disponibiliza serviços tecnológicos para empresas, conectando os pequenos negócios a uma rede de prestadoras de serviços tecnológicos que atendem em todo território brasileiro.

“Há muitos anos, fazemos parceria com o Sebrae, com cursos de aperfeiçoamento e consultoria”, afirma. “Para mim, o e-commerce é presente e é futuro. Trabalhamos buscando sempre inovar, tanto o site quanto as redes sociais, fazendo parcerias com empresas e sites virtuais”, projeta. 

As vendas da empresária cresceram e as expectativas de ampliar o negócio também. Ela já está pensando, inclusive, nas festas de fim de ano. “Esperamos fortalecer as vendas da loja física, da virtual e um Natal melhor, com ótimas oportunidades de vendas e de negócios.” 

Paulo Renato acredita que, daqui para frente, a tendência é adotar uma estratégia híbrida de negócios. “É uma estratégia tanto on-line quanto off-line, em que você promove um tipo de experiência para seu cliente com atendimento presencial e na internet com outra estratégia de atendimento”, sugere o gerente de Inovação do Sebrae. 

“A inovação, de fato, será fundamental para que esses negócios se adaptem ao novo tempo econômico que vivemos agora”, aposta ele. 

Inovação no Brasil

Hoje, um em cada quatro donos de pequenos negócios implementou alguma inovação desde o início pandemia. Segundo pesquisa do Sebrae, em parceria com a FGV, empresários com práticas inovadoras em seus negócios tiveram mais sucesso no nível de faturamento. Enquanto os pequenos negócios inovadores registraram perda de 32%, as empresas que não inovaram tiveram um percentual de perda de 39%. 

Em 2017, o Sebrae investiu mais de R$ 300 milhões em iniciativas de inovação. No ano seguinte, foram aplicados R$ 245 milhões em ações e programas como as incubadoras; InovAtiva, programa gratuito de aceleração de startups; Like a Boss, competição para fortalecer o ambiente das empresas com foco digital; e o Sebraetec, que promove o acesso a soluções em sete áreas de conhecimento da inovação.

Já em 2018, o Brasil subiu do 69º lugar para o 64º no Índice Global de Inovação, considerada a melhor posição até então desde 2014. Em 2020, subimos mais dois degraus, alcançando a 62ª posição. As dez primeiras colocações foram ocupadas, neste ano, pela Suíça, Suécia, Estados Unidos, Reino Unido, Holanda, Dinamarca, Finlândia, Singapura, Alemanha e Coreia do Sul. O Índice Global de Inovação reúne 126 países e é publicado anualmente, desde 2007, pela Universidade Cornell, pelo Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual. 


O Sebrae conta também com o Programa Nacional de Encadeamento Produtivo. Segundo a entidade, são mais de 270 projetos em todo o País que promovem a aproximação entre grandes e médias empresas e pequenos negócios em diversas cadeias de valor. 

Apoio a gestores

Incentivar a geração de emprego e renda e qualificar quem mais precisa são algumas das dicas que podem ser inseridas nas propostas de governo dos (as) futuros (as) prefeitos (as) e vereadores (as) que serão escolhidos em novembro deste ano, nas eleições municipais. A ideia do Sebrae, em parceria com várias entidades, é inserir a pauta do empreendedorismo nas campanhas. 

Uma delas, por meio do documento “Seja um candidato empreendedor – 10 dicas do Sebrae”, é investir cada vez mais em inovação, garantindo internet de qualidade nas escolas, prédios públicos e praças; apoiando espaços de inovação, startups locais e incubadoras de empresas; implantando serviços online e desburocratizados para a população, modernizando o atendimento da prefeitura; estimulando os empreendedores locais na adoção de fontes de energia sustentável e reciclagem de resíduos, e fomentando a implantação do Código Florestal, a preservação de mananciais e do meio ambiente no meio rural e urbano. 

O documento é uma iniciativa do Sebrae com apoio da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), do Instituto Rui Barbosa, com a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público, e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil. 

Fonte: Brasil 61

Resíduos do tratamento de esgoto poderão se tornar fertilizantes

A estratégia dos especialistas é utilizar a técnica de compostagem para viabilizar o uso desses resíduos na produção agrícola

Cerca de 1200 toneladas de lodo de esgoto, 180 toneladas de poda de árvores e 500 toneladas de grama cortada poderão agora se transformar em um composto orgânico para a agricultura em Piracicaba, no interior paulista. Os resíduos que seriam descartados em aterro sanitário terão um uso sustentável. 

A estratégia dos especialistas é utilizar a técnica de compostagem para viabilizar o uso desses resíduos na produção agrícola. O método permite o pós-tratamento do lodo de esgoto sem que haja mau cheiro e moscas e o processo de decomposição leva cerca de 60 dias.

O projeto é uma parceria entre a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) e a concessionária Mirante do grupo AEGEA. O acordo assinado em 21 de setembro prevê vigência até julho de 2021. 

A implementação em Piracicaba faz parte de um plano maior enviado para aprovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), que busca dar um destino sustentável para todo o resíduo do tratamento de esgoto das cidades do Estado.

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Edição 2020 do Movimento Inova: dias 22 e 23 de outubro

Evento será online e transmitido pelo Centro de Mídias da Educação de São Paulo, com atividades voltadas a tecnologias inovadoras

Falta menos de um mês para o Movimento Inova 2020, evento que permitirá uma maior conexão entre professores, alunos e outros integrantes da rede estadual e conectá-los às soluções tecnológicas inovadoras.

O Movimento Inova acontece nos dias 22 e 23 de outubro e representa uma oportunidade de conhecer, reconhecer e valorizar boas práticas de professores, estudantes de toda a rede estadual de ensino no que tange aos novos componentes: Projeto de Vida, Eletivas e Tecnologia e Inovação.

Além disso, a ação conta com três categorias: a Feira de Ciências que inclui os desafios matemáticos, a Mostra de Aprendizagem Criativa e Robótica e também o Hackathon, que incentiva que os estudantes encontrem soluções a Educação.

Feira de Ciências

A já tradicional Feira de Ciências das Escolas Estaduais de São Paulo (FeCEESP) desde o ano passado está incorporada ao Movimento Inova. A grande final da competição será durante o evento que traz os temas Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

Os projetos finalistas que já passaram pela seletiva regional (DER) e pela seletiva estadual (Seduc), serão avaliados por Professores Universitários, Empresários e parceiros da Seduc para a escolha dos vencedores.

Mostra Interativa de Robótica e Computação Criativa

Na Mostra Interativa de Robótica e Computação Criativa, estudantes dos anos finas (6º ao 9º ano) do Ensino Fundamental e do ensino médio da rede deverão apresentar projetos de robótica e computação criativa, que tenham sido desenvolvidos dentro das unidades escolares em qualquer área do conhecimento, grupos de estudos, grêmio estudantil, entre outros.

Hackaton

O Hackathon é uma maratona de programação com as 10 melhores ideias trazidas por grupos de estudantes do ensino médio de idade igual ou superior a 15 anos, que tenham criado soluções tecnológicas em diversos formatos, como aplicativos, sistemas, processos ou serviços que sejam otimizados por meio de uma ferramenta tecnológica, para os problemas e desafios da rede estadual de ensino.

No fim da imersão de dois dias, como nas grandes Hackatons online que acontecem pelo mundo, o grupo que chegar ao melhor resultado será premiado.

Outras atividades

Além dessas três competições o Movimento Inova 2020 também contará com atividades como palestras e oficinas com profissionais Secretaria de Educação do Estado e convidados especiais da Microsoft, Fundação Telefônica Vivo, Instituto Palavra Aberta, Qualcomm, Grupo +Unidos, Policia Militar de São Paulo, RBAC (Núcleo São Paulo), Gamificação Criativa, Boeing Brasil, Instituto Ayrton Senna, Instituto Educadigital, Unesco, Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa e Tríade Educacional .

Confira alguns temas já programados:

– Desinformação e educação midiática
– Importância da Cultura Digital e do Pensamento Computacional nos dias de hoje
– Programação desplugada
– Como montar uma agência de notícias
– Projeto de Vida: Mercado de Trabalho e Tendências de tecnologia
– Gamificação e Aprendizagem Criativa
– Robótica
– Projetos STEAM
– Como ser um youtuber
– Pensamento Computacional
– Women in STEM
– Projeto de Vida – as competências digitais no Mundo do Trabalho
– Desafio Isso ou Aquilo: De olho no meu desenvolvimento socioemocional
– Bora estudar com Minecraft?
– Cidadania Digital Design Meeting
– Bora criar

Edição 2019

O Movimento Inova surgiu no contexto do Inova Educação, programa da Secretaria da Educação criado com o propósito de atender todos os estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio, oferecendo atividades educativas mais alinhadas às vocações, desejos e realidades de cada aluno, por meio dos componentes Projeto de Vida, Eletivas e Tecnologia e Inovação.

A iniciativa inédita na rede estadual ocorreu nos dias 5 e 6 de dezembro de 2019 na Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Efape). Passaram pelo evento mais de 4 mil pessoas. Educação midiática, scratch, cultura maker e projeto de vida foram alguns dos assuntos tratados.

Brasil e Alemanha incentiva pesquisa a tecnologia em manufatura

Representantes de entidades de pesquisa dos dois países se reuniram para debater ações futuras na última terça-feira (29)

Brasil e Alemanha trabalham juntos em uma iniciativa para incentivar a pesquisa sobre tecnologia em manufatura. Trata-se do programa Bragecrim, fruto de uma parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e a Fundação Alemã de Pesquisa. 

O principal objetivo do programa é a cooperação e o fortalecimento sustentável do setor industrial de ambos os países. Na última terça-feira (29), representantes dos dois países se reuniram para alinhar e planejar as ações a serem realizadas, de modo virtual.  Essa troca de conhecimento ocorrer uma vez por ano. 

Fonte: Brasil 61

Sistema permitirá consultar condenações criminais de candidatos

O sistema é pioneiro e foi criado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) em 2013, e é uma base de dados nacional que contém informações consolidadas sobre condenações criminais e de improbidade administrativa que acarretam a suspensão dos direitos políticos.

Durante sessão administrativa da Corte Eleitoral nessa semana, os presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, assinaram portaria conjunta que regulamenta o uso do Sistema de Informações de Óbitos e Direitos Políticos (Infodip) a partir das Eleições Municipais de 2020. O sistema é pioneiro e foi criado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) em 2013, e é uma base de dados nacional que contém informações consolidadas sobre condenações criminais e de improbidade administrativa que acarretam a suspensão dos direitos políticos.

A partir do cruzamento dos dados disponíveis no Infodip, será possível consultar se um candidato está com os direitos políticos suspensos em qualquer unidade da Federação. O sistema também permitirá acessar informações sobre outras condenações criminais, extinção de punibilidade, cumprimento do serviço militar obrigatório e óbitos, bem como condenações por órgãos colegiados por rejeição de contas ou por demissão do serviço público, além de perda do cargo eletivo, entre outros.

Fonte: Brasil 61

Jornal Grande ABC

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.010 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Projeto do Senai qualificará trabalhadores para a indústria 4.0

Iniciativa será oferecida em parceria com o Ministério da Economia

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) lançou projeto com o objetivo de capacitar trabalhadores em temas relacionados à chamada indústria 4.0. A iniciativa terá caráter experimental e será oferecida em parceria com o Ministério da Economia.

No projeto está prevista a oferta de conteúdos vinculados a essa nova modalidade de indústria, baseada na coleta e no processamento de dados em alta conectividade, como por meio da Internet das Coisas, e em novas tecnologias como inteligência artificial e manufatura avançada.

O curso de metalomecânica, por exemplo, abordará técnicas e recursos relacionados à manufatura avançada. No de Tecnologia da Informação estão previstos conteúdos sobre programação e testes de sistemas de inteligência artificial.

Poderão participar jovens de 14 a 24 anos. Os interessados deverão acessar a plataforma do Senai Contrate-me e fazer o cadastro. A seleção contará ainda com entrevistas para avaliar os perfis dos candidatos.

Segundo o Senai, o objetivo é que os cursos agreguem conhecimento para auxiliar na busca por vagas no mercado de trabalho. A entidade destaca que essa qualificação também pode contribuir para a busca de carreiras no ensino superior.

O projeto prevê parceria com indústrias e empresas, que disponibilizarão 280 vagas aos participantes. Segundo o Senai, seis em cada 10 alunos dos cursos saem empregados após as atividades.

“Vamos fazer não apenas um sistema de aprendizagem tradicional, mas voltado aos fatores da quarta revolução industrial. Estamos falando de um aprendiz que vai ter formação em internet das coisas, big data, digitalização. Como esses são os novos fatores, os cursos têm longa duração e o papel de formar para o mundo do trabalho”, disse o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi.

Fonte: Agência Brasil

Huawei recebe dois prêmios durante 5G World 2020 Summit

Empresa conquistou troféus nas categorias “Parceria Empresarial Mais Inovadora em 5G” e “Melhor solução de Edge Computing”

SÃO PAULO, 15 de setembro de 2020 /PRNewswire/ — Duas aplicações da Huawei, líder global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), acabam de ser premiadas no 5G World 2020 Summit, organizado pela Informa Tech. O evento, que elege as melhores aplicações em 5G da indústria de telecomunicações do mundo, elegeu projetos da companhia como os melhores do ano em Parcerias Inovadoras e Edge Computing. 

Inovação em 5G

O prêmio de “Parceria Empresarial Mais Inovadora em 5G” foi para o projeto de saúde inteligente “Wuhan 5G Smart Anti-Epidemic”, desenvolvido pela Huawei junto a hospitais, instituições médicas e instituições governamentais na China no começo de 2020, logo no início da pandemia de Coronavírus.

Por meio dos recursos da tecnologia 5G (maior largura de banda e menor latência), os dispositivos médicos necessários para um sistema de saúde inteligente garantiram um atendimento rápido às demandas de acesso aos dados. Como resultado, os serviços médicos funcionam com total disponibilidade – incluindo transmissão ao vivo com 5G, colaboração remota para consulta, auto verificação do uso de equipamentos de proteção e suporte de conferência para facilitar a coordenação de prevenção e controle da pandemia.

Por exemplo, redes básicas de informações médicas foram rapidamente estabelecidas nos hospitais temporários de Huoshenshan e Leishenshan e vários serviços de diagnóstico remoto baseados em 5G foram executados, como tomografia computadorizada, exame ultra-B e triagem de filme de raio-X.

O projeto beneficiou 1.850 médicos, 3.400 trabalhadores de enfermagem e 8.350 pacientes, aumentando significativamente a taxa de cura e a eficiência dos cuidados de saúde, ao mesmo tempo que reduziu o risco de infecção para os profissionais da área médica.

Edge Computing

O prêmio de “Melhor Solução em Edge Computing” foi concedido à Huawei pela solução 5G Telco Converged Cloud (TCC), que é a primeira plataforma de infraestrutura hiperconvergente do setor.

A 5G TCC apresenta convergência de pilha dupla (OpenStack e Kubernetes), recursos de aprimoramentos de nível e de automação, o que ajuda na reconstrução da plataforma de nuvem e na implantação rápida da rede 5G autônoma (ou 5G SA, do inglês Standalone) das operadoras de telecomunicações.

No segundo trimestre de 2020, a Huawei assinou mais de 800 contratos comerciais de telecomunicação em nuvem em todo o mundo, reforçando seu comprometimento em ajudar as operadoras a acelerar a utilização de Cloud Computing em suas redes, promover a inovação dos serviços com tecnologia 5G e permitir a transformação digital da indústria.

FONTE Huawei

Casio lançará modelos EDIFICE em colaboração com a Scuderia AlphaTauri

TÓQUIO, 14 de setembro de 2020 /PRNewswire/ — A Casio Computer Co. Ltd. anunciou hoje o lançamento de novos modelos da linha EDIFICE de cronógrafos de metal de alto desempenho com base no conceito da marca “Velocidade e Inteligência”. Os novos relógios EQB-1100AT e ECB-20AT são uma colaboração com a equipe Scuderia AlphaTauri de Fórmula 1, vencedora do GP da Itália de 2020.

A Casio é parceira oficial da Scuderia Toro Rosso desde 2016. Os modelos EQB-1100AT e ECB-20AT da colaboração são os primeiros desde que a equipe mudou de nome para Scuderia AlphaTauri nesta temporada. Os mostradores apresentam um esquema degradê em azul marinho e branco, seguindo as cores da equipe Scuderia AlphaTauri e exatamente o mesmo azul marinho da cor da marca EDIFICE. O ECB-20AT tem caixa e pulseira em azul marinho. Os dois modelos têm a gravação do logotipo da equipe no mostrador, no fundo da caixa e na pulseira, parte de um design que é inspirado na visão de mundo da Scuderia AlphaTauri.

O EQB-1100AT tem uma caixa fina de 9,6 mm e uma moldura octogonal em carbono amplamente utilizada em esportes motorizados. O relógio pode mostrar simultaneamente a hora em duas cidades. O ECB-20AT vem com um cronômetro e pulseira de couro com o logotipo da equipe. Em ambos os modelos, o mostrador é de cristal de safira resistente a arranhões, forte o suficiente para os mecânicos da equipe. Os relógios também ajustam automaticamente o horário quando emparelhados com um smartphone utilizando um aplicativo dedicado. Os dois modelos têm a gravação do logotipo da equipe no mostrador, no fundo da caixa e na pulseira, parte de um design que é inspirado na visão de mundo da Scuderia AlphaTauri. São modelos especiais desta colaboração que auxiliam os membros da equipe que viajam ao redor do mundo e precisam programar atividades de forma minuciosa.

Scuderia AlphaTauri

Com sede na Itália, a Scuderia AlphaTauri é uma equipe de corrida com um elenco de jovens pilotos em ascensão. Nesta temporada, a equipe mudou de nome para Scuderia Toro Rosso. A equipe leva ao circuito da Fórmula 1 energia juvenil, carros de corrida movidos por inovações tecnológicas excepcionais e constante busca pela velocidade. Acreditando que essas qualidades correspondem perfeitamente ao conceito da marca EDIFICE, a Casio é parceira oficial da equipe desde 2016.

EDIFICE: https://www.edifice-watches.com/

FONTE CASIO COMPUTER CO., LTD / PRNewswire

GeneXus cria programa de treinamento 100% online e gratuito

Convênio acadêmico que ocorre em diversos países tem novo formato de ensino à distância com o objetivo de promover a ampliação do mercado de trabalho de desenvolvedores GeneXus, que habilita os alunos como Full Stack

Para ampliar a oferta de desenvolvedores na tecnologia GeneXus, a desenvolvedora global de soluções baseadas em Inteligência Artificial, inicia no Brasil o GeneXus University Online, um programa que nasceu a fim de capacitar os universitários em desenvolvedores para o mercado através dos cursos de desenvolvimento GeneXus Full Stack.

O conceito nasceu a partir do convênio com universidades, que capacitavam seus professores para realizarem cursos presenciais dentro das dependências acadêmicas. Com a pandemia do Coronavírus, o modelo foi alterado para um formato 100% online e gratuito, no qual o aluno passa a acompanhar o curso que foi desenvolvido exclusivamente para as universidades, remotamente.

O programa, que já está na segunda turma, conta com alunos das maiores universidades do País como parceiras, tais como FATEC Jundiaí, Fundação Getúlio Vargas, Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, UNASP (Centro Universitário Adventista de São Paulo), Universidade Estácio de Sá, Universidade Estadual de Goiás, Universidade Federal de Mato Grosso, Universidade Federal do Amazonas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Metodista de São Paulo, Universidade Municipal de São Caetano do Sul e Universidade Presbiteriana Mackenzie.

“O objetivo dos nossos cursos é capacitar os alunos como desenvolvedores, formando analistas na tecnologia GeneXus para que possam obter um certificado oficial. Atualmente, a tecnologia low-code é uma das habilidades mais desejadas e demandadas, o que significa que é um mercado de trabalho atraente para jovens que estão em busca de oportunidades e se