Anvisa orienta laboratórios sobre detecção de nova variante

Em nota técnica, agência recomenda medidas que favoreçam o diagnóstico da nova variante do coronavírus

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou hoje (1º) nota técnica com informações sobre o impacto da variante do novo coronavírus identificada no Reino Unido.

Nesse sentido, a nota recomenda que os laboratórios fiquem atentos às informações das instruções de uso de produtos existentes para a detecção de covid-19 e adotem medidas que favoreçam o diagnóstico, como a utilização de produtos voltados a diferentes alvos virais.

Nova variante do coronavírus nos diagnósticos

Ainda de acordo com o documento, a maioria dos ensaios moleculares do tipo PCR (reação de cadeia de polimerase) regularizados no Brasil utilizam mais de um alvo, o que reduziria o impacto ao diagnóstico.

A nota pode ser lida na íntegra no site da agência.

Consulta

A agência informou ainda que disponibiliza, desde abril de 2020, um painel para consulta da fila de produtos para diagnóstico in vitro para detecção da covid-19.

Nessa ferramenta, é possível encontrar informações sobre a quantidade de pedidos deferidos, indeferidos, em análise, aguardando o certificado de boas práticas de fabricação (CBPF), como informações específicas sobre os produtos.

A consulta aos alvos dos produtos regularizados nesta Anvisa também está disponível no portal da agência.

Informações com Agência Brasil

Jornal Grande ABC

nova variante

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 2.405 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Ribeirão Pires terá testagem ampliada para o feriado prolongado

Moradores com mais de 50 anos e/ou doenças crônicas e profissionais da saúde poderão fazer teste gratuito de covid-19 na E.M. Eng. Carlos Rohm I

A Prefeitura de Ribeirão Pires ampliará a testagem de covid-19 entre moradores da cidade. A partir desta quarta-feira, dia 28, pessoas com mais de 50 anos e/ou doenças crônicas, bem como profissionais da saúde da rede pública ou privada, poderão fazer o teste gratuito na Escola Municipal Engenheiro Carlos Rohm I – Rua Ana Maria Rodriguez Fernandez de Lima 170 – Centro (antiga Rua 1º de Maio). São distribuídas 250 senhas/dia – quantidade limitada à capacidade de coleta e processamento dos exames.

A ação é promovida todos os dias da semana, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h. Para a retirada da senha, é necessária a apresentação de documento com foto (RG ou CNH), Cartão SUS e comprovante de endereço no município. Para pacientes com doenças crônicas que não passam na rede municipal de saúde (e usam Cartão SUS) será necessária apresentação de receita de medicamento de uso contínuo. Profissionais da saúde da cidade deverão apresentar identificação de trabalho (crachá).

A testagem na Escola Municipal Eng. Carlos Rohm I seguirá até dia 12 de novembro.

Reforço na testagem de covid-19 – A Secretaria de Saúde de Ribeirão Pires recebeu neste mês a doação de testes do Instituto Butantan. Além dos kits para testagem, o município foi contemplado com um novo sistema para enviar, via internet, as amostras coletadas, por meio de um leitor chamado Hilab, – dispositivo laboratorial desenvolvido pela Hi Tecnologies em sinergia da Intel e Microsoft.

O novo sistema funciona da seguinte forma: as equipes que estão aplicando o teste registram os dados do paciente no sistema, preenchem questionário com informações sobre a doença, coletam sangue e inserem a amostra no leitor, que envia os dados ao laboratório para análise.

Em cerca de 30 minutos, o resultado do teste é disponibilizado ao paciente por sms e/ou e-mail. Na última semana, a ação foi iniciada entre profissionais da rede municipal de saúde. Os testes realizados nesta nova fase são do tipo IGG/IGM.