Arquivo da tag: texto

Hipocrisia

Acho que essa palavra tá na moda. Por onde passei Virtualmente, hipocrisia está no top 10, está em todo lugar. Hipocrisia associada a um julgamento feito e uma resposta dada.

Sei lá….Seria hipocrisia usar o verbo, com a força da palavra em si para justificar um conceito que tem sido fortemente utilizado?!?

A necessidade que as pessoas têm em se autoafiramarem constantemente não seria uma fábrica de novos hipócritas futuros?!? A banalização da palavra, se faz uma boa ação, mas no momento em que o outro discorda, surge um dedo indicador e grita: *- Hipócrita!!*

Estilo “querem controlar, mas são todos descontrolados” Somos todos falhos em demasia, muito, muito mesmo. Existem estratégias que funcionam na prática, outras preferem a teoria, em tese, como material didático é de fácil manuseio, quando vamos entender que pessoas são complexas?!?

Concordo, cada um com uma forma de pensar, por cada um ter classe social, moral, cultural, religiosa diferente, que as motiva e manteve até aqui. Mas quando uma pessoa se torna hipócrita por pensar diferente do que eu penso?!? Quando a sua verdade que não é a mesma que a minha se torna hipocrisia?!?Estaria eu sendo hipócrita agora, por observar que pessoas pensam diferente, interagem em meios diferentes e que são exatamente as nossas diferenças que nos tornam únicos e especiais.

Que por meio da suposta “hipocrisia” podemos compartilhar novos conhecimentos compreender novas e diferentes formas de pensar e ajustar para que se enquadrem a nossa realidade e as variáveis de nosso hábitat natural.

Seria “antologia” pensar assim e “analogar”, não para me justificar, mas sim deixar claro que somos livres para pensar de maneiras diferentes e agir de acordo com o que achamos mais conveniente e proprício conforme os ensinamentos aprendidos e alguns enraizados?!?

O agir, esse sim foi comprometido brutalmente com o passar do tempo e todas as novas informações, valores foram perdidos, pessoas esfriam-se na Fé, sem diretrizes de caminhar, sem exatamente certo ou extremamente errado , hipócrita seria falar que tudo é muito mais fácil de uma maneira complicada?!?  O “meio” uso das palavras, a separação do diálogo, o afastamento de pessoas por : raça, crenças, grau de escolaridade, bens materiais, entre outros , esses sim são problemas que antecedem a jornada de muitos a qual iniciou-se em navios negreiros e toda comercialização de pessoas como mercadorias de uso e desfruto de seus senhores.

Nascemos em uma sociedade marcada por muitas guerras, intolerância, escravidão, disseminação de ódio, discursos de dias melhores, mínimas foram as ações de esperança, digo, não houve praticamente nenhuma de quem rege o tal poder da nação, estamos sempre diante de seis ou meia dúzia.

O tempo que dedicamos pensando na solução mundial, esquecemos que nós crescemos mal resolvidos e levamos esta indignação até o sepulcro que se repete , se repete incansavelmente.

A ação mundial se inicia em dar atenção primária a nós mesmos, identificar os pontos que necessitamos aprimorar e explorar, lapidar o melhor que possuímos de berço.

Suponha que nascemos, “meta-meta” 50% bondade e 50% maldade, seria justo dizer que somos hipócritas ao não reconhecermos nossas imperfeições, dedicar-se a busca da perfeição Divina que “jamais” atingiremos.

Somos semelhança do Criador, ter a mesma “sagacidade”, clareza de pensamentos e relacioná-los a pessoas e atitudes cotidianas sem julgar, deduzir, especular ou supor criticamente, geralmente, são usadas palavras ofensivas ou maldosas seria um bom ato ou hipocrisia?

Somos hipócritas ao pensarmos em hipocrisia, porque na maioria das vezes nos falta humildade para ouvir, aceitar ou discordar respeitosamente, a partir do momento em que desconheço os aspectos que motivam e a linha de pensamento usada pra chegar até ali.Não são palavras que justificam maus atos, a atrocidade fala por si, por trás de um monstro, um dia houve um ser, o que seria da humanidade se pensássemos assim?!?

Sobretudo respeitar o próximo. Não temos como hábito respeitar a nós mesmos, excedemos e vamos além de nossos limites quase sempre , mas dificilmente dedicamos tempos para nós identificar como seres atuantes de uma sociedade.

Não identificamos de “cara” nossas falhas e somos falhos exatamente por isso, não ouvimos nossas indignações para tratá-las adequadamente, elevaríamos por assim dizer a bondade original destruindo de vez a matriz de fábrica, superando os 50% em busca dos 100% da bondade que podemos atingir.

Aqui chegamos cheias de resquícios, onde o objeto é reestruturar nossa condição e o primeiro passo, não para um sucesso promissor financeiro, mas sim para uma evolução espiritual necessária , quanto mais acertos tivermos, menos dúvidas teremos e ficaremos mais próximos da missão cumprida e despedida deste plano.

A Fé é o melhor combustível, in natura temos essa semente, basta que sejamos solos férteis para o cumprimento de todas as etapas do ciclo de vida, seja ela: mineral, vegetal, animal e hominal.

Como se estivéssemos armados, selecionamos as melhores pedras a serem lançadas, quando intimamente fomos alvos inúmeras vezes, sem motivos explícitos. Feridas foram abertas e jamais cicatrizadas, mas sempre há um bom comentário da vida alheia na agulha a ser feito.

Poderia dizer que nascemos todos hipócritas pela facilidade de nos deixarmos envolver com as belezas materiais, ignorando a verdadeira beleza que não vemos a olho nu, a *Beleza Espititual* , onde a hipocrisia se torna uma palavra vã, sem moral alguma diante do objetivo de ser e existir preenchendo o mesmo momento espaço tempo sem alterações dando lugar a toda bondade em sua magnitude, transbordaríamos alegria e contagiaríamos a todos por onde quer que passemos sem hipocrisia, assumindo o controle de si, sem julgamentos precoces de situação que desconhecemos ou das quais não temos todos os detalhes.

Mente aberta.
Nossa mente e bons pensamentos , nos conduzirá onde quer que originalmente fomos “programados” tenhamos leveza , empatia e gentileza, sem medo do que quer que sejamos julgados ou simplesmente observados, boas ações e tolerância nos afastam da hipocrisia que quer nos consumir para deixarmos de ser e existir.

Exista realmente, sem teatro, dissimulação e fingimentos.Seja temente a Deus sem “beatice”, permita que habite seu coração em essência, compreenda suas intenções sem sugestões de terceiros. Use e abuse da *Boa Fé* não dissemule verdadeiros sentimentos, para o hipócrita só existe a falsidade!

Lorena Pelais ॐ∞.

Gostou da nossa matéria “Hipocrisia“?

Hipocrisia
Foto de Anete Lusina no Pexels

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.702 outros assinantes

Bruma

Lorena Pelais é autora de “Bruma

Ela pregava “felizes para sempre”
Mas no fundo sabia que isso era coisa de menina
Sua mente reflexiva, transitava no passado, futuro e presente
Dormia e acordava
Sorria e chorava
Pensava e escrevia

Sua alma sempre ativa
A cada pulsação seu coração cansado sofria
Sonhava com possibilidades de uma vida que não tinha.

Sonhar não era o erro
Descobrir que viver não era assim tão perfeito
Como sua mente lhe dizia
Amar não era o plano
Liberdade não tinha preço
Da da saudade ao desespero

Desesperada, da saudade de um tempo que sua vivência desconhecia
Sentimentos que atualmente ela nem sabia que existiam

Como é possível??
Sentir saudade do desconhecido (abstrato, aparentemente dito)
Questionava-se, tentando compreender seus porquês.

bruma lorena pelais
Foto de Mati Mango no Pexels

Porque a vida parecia ser tão mágica, encantadora e envolvente, saudade de quando assim se sentia
Porque a vida parece uma “guerra fria”?
Combatente, guerreira sentiu-se em uma guerra que na verdade não existia.

Porque amar??
Buscava entender ao menos, o que verdadeiramente sentia.
Saudade do tempo que seu coração parecia gelado e ninguém nele havia.

Saudade e o tempo perfeitamente conectados
Sensações e a vida interligadas profundamente
Sentir-se perdida
Acreditava que o que sentia, era saudade de tudo aquilo que ela nem mesmo viveu, simplesmente desconhecia

E assim segue, vive em busca de descobrir verdadeiramente o que sente
Em meio tantos enigmas que sua mente abruptamente a conduzia 🛤️

🌻Lorena Pelais, ॐ∞

Gostou de “Bruma”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu emai. Aproveite, leia mais artigos da autora Lorena Pelais. Veja também nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 2.702 outros assinantes

Dríade da mente

Lorena Pelais é autora de “Dríade da mente”

Sabe aquela sensação, acho que não sou daqui, pois é, eu tenho desde sempre, passeio em mim, não sei vocês, mas é um hábito involuntário, perambular em meus pensamentos.

Saio do presente, passo por ontem, anteontem, outrora, antrolas, dantes, chego a sentir que não pertenço a esse tempo, por sorte não é tão ruim de adaptar por aqui.
Esquisito é se deparar com tantas emoções e sentimentos, sensações que muitas vezes não queremos senti-las, mas que somos forçadas a vivê-las para compreender a essência de tal momento e praticar empatia com o próximo, sentir as mesmas dores e alegrias na carne e ter os nervos saltar sobre a pele.

Nítido e espantoso ver a própria linha do tempo, a infância “meus antepassados”, a adolescência tudo o que eu não deveria ou talvez devesse ser, rsrs, destemida era bom, sem limites nem tanto, a juventude, um diamante em processo de lapidação…
A fase adulta, uma mente em busca de paz.

Atípico, mas necessário “sair da realidade”. Noutrora estamos ligadas “entranhadamente”, entranhas e mente conectadas ao “mundo real”.
O pensamento vagueia, seja bem vinda de volta a realidade, aos problemas, as dificuldades, ao desânimo, a todos os “quiproquós” cotidianos que podem ser incontáveis, somados e ampliados de acordo com a perspectiva do momento.

Sinto vontade de chorar, rir, correr, socar, gritar, xingar, implodir, explodir. Particularmente, às vezes, sinto vontade de morrer por um dia e ressuscitar no dia seguinte, seria uma experiência incrível e assustadora, regressar quando tudo já estivesse mais calmo, porque passar, desaparecer só em conto de fadas como em um passe de mágica.
Mas sim, milagres existem!!
Nossas percepção de tempo na Terra é bem diferente do que os astros relacionam entre si, enfim, estamos aqui, vivendo a agonia do dia após dia, buscando a melhor realidade em cada aurora.

Difícil saber, crescer e ser confrontada que “conto de fadas” não existem , sinceramente, sempre me recuso a acreditar, juro em meu íntimo que eles existem , só não aconteceu pra mim ainda, rsrsrs

Mas se eu parar, pensar bem, revirar minhas lembranças, noto que já houve muitas partes eloquentes.

Seria a junção dos bons momentos, com toda a emoção envolvida, minimizando os dias mais cinzentos, capaz de criar uma narrativa de um bom conto de fadas real?!?

Quem nunca?!?
Quem nunca se encantou com os contos de fadas?!?
A importância que dávamos aos personagens, quem os lia, fazia toda a diferença, a “bruxa má” sempre se destacava, não só pela maldade, mas sim pela risada, a gargalhada é uma variável, de engraçada a assustadora.

Dríade da mente
Dríade da mente

Aí, me pergunto, seria a entonação atribuída ou meu estado de Espírito naquele momento que fazia da bruxa má engraçada , ora assustadora, o que me influenciava era o narrador ou minha perspectiva?!!

A realidade e conto de fadas não seriam a mesma coisa dependendo do ponto de vista?!?

Costumam dizer que conto de fadas não existem, porque sempre damos mais atenção a frase: “E vivevam felizes para sempre!”

Recentemente, minha caçula, que tem um temperamento mais …. Forte, explosivo, altruísta, sem pavio, chorona, uma bebê que cresce e não sabe lidar bem com as mudanças…. Nem sei bem, conheço alguns traços, mas não todos ainda, me disse:
“- Mamãe, princesas não precisam de príncipes, princesas podem ser rainhas sem reis!”

Woowwwwwwww
Por essa eu não esperava, a primogênita esboçou um sorriso tímido, amante de finais felizes e admiradora de histórias de amor, mas que não recusa presenciar uma boa treta, rsrs arregalou os olhos e calou-se, concordando com a irmã.

Gente, nesse momento percebi que toda a nossa vivência em comum e elas com pensamentos tão “pra frente” me senti ultrapassada, antiguidade que talvez nem mesmo minha finada avó talvez acreditasse , que talvez exista só pra mim ou que possa ser uma realidade para todos?!? Óh, dúvida cruel!!!
A dor nos enraiza somente o “trash” , aniquilando todo o resto.

E os momentos bons, os “anos dourados”, toda a emoção de cada conquista, não daria um bom trecho de um conto?!?

Se tivéssemos nossa história contada por terceiros, ou se criássemos, ao final arrancaria suspiros da mesma forma, independente da estrutura, quantidade de versos, passado, presente ou futuro, os personagens são os mesmos em sua maioria, não mais como antes, algo mais moderno, o que amarra é o desenrolar e o final que temos , como o final até o momento parece incerto, porque não guardar todos os bons e os mais ou menos de todos os momentos , adicionar a doçura de uma rapadura , “doce mas é dura” .
A falta de cifrões é um detalhe, sua ausência aguça todo nosso processo de criação.

Imaginação…
Da realidade a ficção, do mito a utopia, transformando a vida em bela a ser vivida.

🌻Lorena Pelais, ॐ∞

Gostou de “Dríade da mente”?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu emai. Aproveite, leia mais artigos da autora Lorena Pelais. Veja também nosso parceiro Entre Séries.

Junte-se a 2.702 outros assinantes

Livro aborda técnicas de comunicação para redigir e-mails

Lançado pela editora Aberje, Livro que aborda técnicas de comunicação é da doutora em linguística Vívian Cristina Rio Stella

O livro “Comunicação eficiente: como escrever mensagens com clareza, concisão e funcionalidade”, lançado pela Aberje Editorial e escrito por Vívian Cristina Rio Stella, doutora em linguística pela Unicamp, aborda diversas técnicas de comunicação textual. A proposta da obra foge do comum em relação ao que já existe sobre o tema, trazendo uma abordagem de como estruturar as ideias, organizar as informações e como ser conciso e empático ao redigir um e-mail, além da humanização na escrita corporativa e aplicabilidade em qualquer outro tipo de comunicação. Segundo a autora, foram anos de trabalho para transformar o sonho em realidade, resultado de todos os estudos e leituras sobre linguística textual e cerca de 15 anos oferecendo cursos na área em várias empresas.

“O grande problema não é (apenas) o volume de mensagens enviadas diariamente, e sim como elas são redigidas. Desde mensagens pontuais às mais estratégicas, há muita falta de clareza ou de organização, prolixidade, falta de objetividade e de foco, idas e vindas infindáveis de mensagens, escolha de palavras inadequadas e até mesmo mau uso do canal de comunicação”, destaca Vívian. Com esse cenário, abre espaço para perda de tempo, retrabalho – que pode gerar custos desnecessários, conflitos entre os colaboradores e até mesmo enfraquecimento na reputação do profissional e da organização que ele representa. Sem contar que apesar das atualizações digitais, o e-mail continua sendo fundamental no universo corporativo, por ter segurança e rastreamento maior nas informações e caráter documental ao que é compartilhado.

“No livro, você também aprende sobre netiqueta, empatia, eficácia da comunicação, tudo por meio de exemplos.⠀Apresento técnicas, discuto o papel da humanização na escrita corporativa e mostro, com antes e depois, formas de redigir melhores e-mails”, completa. O livro, recomendado para qualquer pessoa que queira desenvolver a habilidade da comunicação escrita, está disponível pelo site da Aberje e na versão e-book pela Amazon. Para os participantes da segunda turma do programa 3Ps da Comunicação, que será realizado de fevereiro a março de 2021 e foi desenvolvido pela autora, um exemplar da obra ‘Comunicação Eficiente’ será enviado após a adesão.

Serviço

Livro “Comunicação eficiente: como escrever mensagens com clareza, concisão e funcionalidade”

Disponível em: https://www.aberje.com.br/produto/comunicacao-eficiente/

https://www.amazon.com.br/Comunica%C3%A7%C3%A3o-eficiente-escrever-mensagens-funcionalidade-ebook/dp/B08L9M3PZW/ref=sr_1_1?dchild=1&keywords=comunica%C3%A7%C3%A3o+eficiente&qid=1608121078&sr=8-1

Sobre Vívian Cristina Rio Stella

A Prof.ª. Dr. Vívian Cristina Rio Stella é idealizadora e curadora da VRS Academy, onde desenvolve e aplica soluções de aprendizagem criativas e customizadas para diversos clientes. Graduada e doutora em Linguística pela Unicamp, fez pós-doutorado na PUC-SP. É certificada como facilitadora Lego®️ Serious Play®️, Focus play®️, Go Minimal®️ e habilitada a aplicar Big Five Assessment. Professora de cursos de extensão da Faculdade Cásper Líbero e de disciplinas de graduação na UniAnchieta. Ministra cursos e workshops na Casa do Saber, na Aberje, na Atingire e na Integração Escola de Negócios.

Na Aberje, é também colunista no portal e membro do comitê de Comunicação Interna (ano 2018-2019). Atua como palestrante e instrutora de treinamentos empresariais nas áreas de Comunicação, Liderança e Educação. Ministrou cursos de extensão sobre redação acadêmica na Unicamp e foi coordenadora de comunicação do CPDEC, onde também atuou como instrutora de inúmeros treinamentos.

Foi coordenadora e tutora do curso de especialização a distância de Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa, na Universidade Gama Filho – UGF, como tutorado Redefor, programa de capacitação de professores do ensino público. Foi corretora de redação do vestibular da Unicamp e ministrou oficinas de comunicação escrita na Revista Língua Portuguesa, Editora Segmento. Atualmente, pesquisa e desenvolve trabalhos voltados à lifelong learning.

Gostou de “Livro aborda técnicas de comunicação para redigir e-mails?

Livro aborda técnicas de comunicação para redigir e-mails
Prof.ª. Dr. Vívian Cristina Rio Stella. Foto: Divulgação

Então, aproveite e assine nossa newsletter e seja noticiado assim que publicarmos novas matérias! Confira mais em Caderno Cultural. Confira nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.702 outros assinantes