Curaçao adiciona teste de antígeno local aos requisitos de entrada

A partir de 20 de abril, os visitantes de Curaçao oriundos de países de alto risco, que não foram diagnosticados com COVID-19 anteriormente, são obrigados a fazer um teste de antígeno em um laboratório local no terceiro dia de sua estadia.

Curaçao está se concentrando, atualmente, na redução do número de casos COVID-19 na ilha. Simultaneamente, as autoridades locais continuam seus esforços para manter o destino seguro para todos os visitantes e a comunidade local. A obrigatoriedade de realização do teste de antígeno no terceiro dia de internação é uma medida adicional em decorrência desses esforços.

O teste de antígeno exigido do terceiro dia é solicitado para todos os viajantes que entram em Curaçao e é adicional ao teste de PCR obrigatório. O teste PCR COVID-19 deve ser realizado em até 72 horas antes da partida em um laboratório credenciado.

Marcar uma consulta para o teste de antígeno é uma etapa integrada para se registrar com sucesso no Cartão de Localização do Passageiro (Passenger Locator Card). Esta é a última etapa do processo de registro em dicardcuracao.com . Os viajantes podem escolher entre vários laboratórios locais.

Inclusive, o site dicardcuracao.com permite que todos os visitantes completem o Cartão de Imigração Digital, preencham o Cartão de Localização de Passageiros (PLC) dentro de 48 horas antes da partida e carreguem o resultado negativo do teste PCR COVID-19 antes da viagem.

Visite dicardcuracao.com para obter mais informações.

Sobre Curaçao: Ao escolher um destino no Caribe, é fácil pensar que uma ilha é igual a outra. Mas com mais de 35 praias, um patrimônio diversificado com 55 culturas diferentes, uma atitude de “viva e deixe viver” e uma arquitetura tradicional europeia incomparável, Curaçao, no Sul do Caribe, se diferencia do resto como uma ilha a ser explorada. Seus ambientes a tornam o lugar perfeito para relaxar. Um destino onde os todos podem recarregar o fôlego desses tempos agitados.

Praia típica de Curaçao vista do alto
Eduardo Gato
Praia típica de Curaçao vista do alto Eduardo Gato

Ideal para curiosidades insaciáveis, é o cenário perfeito para todos os tipos de viajantes: aventureiros, forasteiros de praia, mergulhadores, aficcionados por história, epicuristas ou exploradores modernos da cidade. Willemstad,Patrimônio Mundial da UNESCO é uma joia rara no Caribe, tem mais do que merecer o título. De todas as coisas interessantes para fazer, a capital em si pode oferecer a experiência mais única em todo o Caribe. A ancestralidade colonial holandesa da cidade é evidente a cada passo e que não é encontrada em nenhum outro lugar fora da Holanda. Os visitantes podem continuar mergulhar e fazer snorkel em mais de 80 locais de mergulho ao redor da ilha ou degustar uma ampla variedade de cafés nas calçadas, restaurantes gourmet, lanchonetes e mercados locais. Um Caribe perfeito para quem procura o calor de férias tropicais com um toque europeu, cultura, culinária deliciosa e história, Curaçao é uma ilha caribenha onde você pode realmente se sentir livre, com todo o espaço de que precisa agora. Sinta Você Mesmo!

Como posso me manter atualizado com as opções de viagem mais recentes? Regularmente as informações de viagem são atualizadas em curacao.com. Localmente, a ilha criou o “Dushi Stay App” que permite aos visitantes se manterem atualizados com as últimas informações quando estiverem em Curaçao. Também contém todo o tipo de conteúdo sobre as medidas que foram tomadas e os protocolos aos quais as empresas aderem localmente. O app está disponível no Google Play e App Store. Isso faz parte do programa “A Dushi Stay, the Healthy Way”, no qual o governo e os empresários trabalham juntos para manter as viagens a Curaçao seguras. Para saber mais sobre Curaçao, visite www.curacao.com, ou através das redes sociais nos seguintes canais: Facebook: CuracaoBrasil, Instagram: @VisiteCuracao, e TikTok: @curacaotb

Gostou da nossa matéria “Curaçao adiciona teste de antígeno local aos requisitos de entrada“?

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.002 outros assinantes

Resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André

Iniciativa realizada em parceria com a Strong Esags; Resultados do estudo de demanda foram apresentados em reunião do Conselho Municipal de Turismo

A Prefeitura de Santo André divulgou nesta quarta-feira (14) os resultados do Estudo de Demanda Turística, ação realizada em parceria com a Strong Esags que mapeou a atividade turística da cidade. Os números foram divulgados em reunião virtual do Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

A iniciativa teve início em outubro de 2020 e teve como objetivo identificar o perfil socioeconômico e hábitos de consumo de turistas de Santo André, bem como seu nível de conhecimento e percepções sobre os serviços e atrativos turísticos oferecidos na cidade. Os resultados são utilizados para alinhar as políticas públicas que promovam e alavanquem o turismo como eixo de desenvolvimento econômico.

A pesquisa desenvolvida atende ao Plano Diretor de Turismo de Santo André e levou em consideração a avaliação dos turistas a respeito da cidade. Como forma de apoio, a Strong Esags utilizou alunos de todos os cursos para suporte técnico e operacional, como projeto interdisciplinar de extensão.

O estudo concluiu que a parte do público que procura lazer e descanso em Paranapiacaba, busca locais próximos à sua moradia para roteiros de curta estadia com bom custo-benefício para viagens em família e com amigos, e a outra parte do público que frequenta a cidade a negócios tem permanência maior e vem de localidades mais distantes, viajando também em grupos, porém menores ou com a família.

No estudo, foi possível verificar que 30% dos visitantes possuem faixa etária de 30 a 39 anos, sendo 51% homens e 49% mulheres. O levantamento mostra ainda que 87% dos visitantes são do próprio Estado de São Paulo e 29% visitam a cidade acompanhados dos filhos. Ao todo, 44% dos turistas são assalariados e 32% possuem ensino superior completo.

A maior parte dos turistas retorna para sua cidade de origem no mesmo dia e visita Santo André a lazer e turismo com veículo próprio. Entre os que fazem pernoite da cidade, 55% se hospedam em hotéis. Quase metade dos turistas gastam até R$ 100 no município, sendo 70% em restaurantes.

Ao todo, foram 638 questionários válidos preenchidos e os resultados têm margem de erro de 5%. A pesquisa foi realizada de forma digital na Vila de Paranapiacaba e em shoppings, hotéis, estações, parques, templos religiosos e centros comerciais.

Para José Marcos Santos, membro titular do Comtur e membro do Conselho de administração do Hotel Blue Tree, o Estudo de Demanda Turística é fundamental para o mapeamento dos turistas da cidade. “Gostaria de elogiar a iniciativa da Prefeitura e a organização do trabalho do Comtur. A pesquisa foi fundamentada para ser colhida em vários locais e isso acaba gerando um resultado muito interessante que nós não tínhamos. Uma informação de qualidade. Vemos com bons olhos e vamos estudar com muito carinho, pois dali vamos tirar várias propostas para trabalhar e inclusive atrair turistas para a nossa hotelaria”, contou.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, as atividades ligadas ao turismo são consideradas estratégicas para a gestão pública, principalmente na retomada econômica após a pandemia.

“Teremos o lançamento do Portal de Turismo de Santo André, campanha dos pontos mais importantes do município, solicitação do selo MIT (Município de Interesse Turístico) e também parte de todo este trabalho contempla o Estudo. Ele foi feito em uma parceria muito importante com a Strong Esags, que nos auxiliou na interpretação dos dados. É com muita alegria que compartilhamos o resultado deste estudo com a comunidade andreense e do Grande ABC”, disse o secretário.

O Estudo de Demanda Turística completo pode ser acessado no site http://www3.santoandre.sp.gov.br/turismosantoandre/wp-content/uploads/2021/02/Estudo-de-Demanda-Tur%C3%ADstica-de-Santo-Andr%C3%A9-2020.pdf.

Município de Interesse Turístico – O Estudo de Demanda Turística é uma das exigências para que Santo André seja reconhecida como Município de Interesse Turístico (MIT). No último mês, o deputado estadual Thiago Auricchio (PL), a pedido da Prefeitura, protocolou na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo a requisição para o reconhecimento de Santo André como cidade turística. A iniciativa agora passará por uma análise técnica pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo.

A cada três anos, o Grupo Técnico de Análise dos Municípios Turísticos (GAMT), do Governo do Estado, faz um ranking entre as cidades com interesses turísticos. O próximo deverá ser realizado ainda este ano e, caso Santo André tenha uma boa colocação, terá a oportunidade de se tornar MIT, podendo obter recursos de até R$ 700 mil por ano, mediante a apresentação de projetos turísticos ou de infraestrutura turística.

Para que uma cidade possa se tornar MIT, seguindo a Lei 1261/15, ela precisa cumprir quatro exigências: entregar estudo de demanda turística referente ao ano anterior ao projeto de lei, inventário da oferta turística, plano diretor municipal de turismo e Conselho Municipal de Turismo instituído e atuante.

Turismo de Santo André – Com seus mais de 700 mil habitantes e sua história de 468 anos, Santo André passou a ter a atividade turística como preponderante em decorrência da ascensão da Vila de Paranapiacaba como patrimônio histórico e ambiental, tombado pelo Condephaat (Estado de São Paulo) em 1987, pelo Iphan (Federal) em 2002 e pelo Comdephaapasa (Municipal) em 2003. A Vila de Paranapiacaba foi incluída entre os 100 monumentos mais importantes do mundo pelo World Monuments Fund, organização não governamental que atua na área de preservação de sítios históricos.

Dessa forma, tendo a Vila como principal atrativo, outras vocações turísticas altamente relevantes foram sendo desenvolvidas, como a gastronômica, referência na Região Metropolitana de São Paulo, e a do turismo de negócios, contando com uma ampla rede hoteleira preparada para receber trabalhadores, técnicos e especialistas que visitam as inúmeras empresas de alta tecnologia instaladas no local.

Desde 2019, o turismo de negócios também vem sendo fortalecido pela atuação do novo Parque Tecnológico de Santo André, que fomenta a inovação na cidade, e pelo programa Turismo Industrial e de Inovação, que realiza visitas guiadas a grandes empresas.

Além disso, o município possui uma série de atrações de lazer, educacionais e religiosas, que a qualificam para o recebimento do título de Município de Interesse Turístico do Estado de São Paulo.

A cidade conta com 11 parques, sendo oito localizados na parte urbana e duas unidades de grande porte situadas em áreas de proteção ambiental: o Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba e o Parque Natural Municipal do Pedroso, este banhado pela Represa Billings, propiciando a possibilidade do turismo ecológico e de aventura.

Como referências do turismo na área educacional, a cidade possui a Sabina – Escola Parque do Conhecimento, com o Planetário Johannes Kepler, um dos mais modernos da América Latina, atraindo milhares de visitantes todos os anos. O município ainda possui mais de dez instituições de ensino superior, dentre elas Universidade Federal do ABC, Senai, Senac, FGV Strong, Fatec e Etec, que atraem visitantes, cientistas e pesquisadores em decorrência dos cursos, eventos e palestras oferecidos por todas estas instituições.

Como não bastassem tantas modalidades turísticas, Santo André também é referência nacional no turismo religioso, em especial por conta do Santuário Nacional da Umbanda, reconhecido em 2019 como patrimônio imaterial do Estado de São Paulo. Trata-se de uma referência nacional e internacional para os seguidores da Umbanda e Candomblé, recebendo anualmente milhares de visitantes de diversas cidades e estados brasileiros.

A cidade ainda tem o benefício de estar em localização privilegiada, no centro da Região Metropolitana de São Paulo, maior mercado consumidor do Brasil, facilmente acessada por transportes públicos (trem e ônibus) e servida diretamente por rodovias como Anchieta e Imigrantes, estando muito próxima ao Rodoanel. Além disso, está próxima do Aeroporto de Congonhas, do aeroporto de Guarulhos e do Porto de Santos.

Gostou da nossa matéria “Resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André“?

Resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André
Resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André. Pinguinário Sabina. Foto: Ricardo Trida/PSA

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 1.002 outros assinantes

Bem-vindos a Coimbra

Chegamos em Coimbra dia primeiro de Maio, nos jogamos de cabeça em uma nova cidade, como uma última oportunidade de fazer nossa imigração dar certo. Com muita esperança, olhamos pra toda as dificuldades que teríamos e que já tínhamos passado tentando tirar delas algum proveito. Aqui em Coimbra conhecemos pessoas tão maravilhosas quanto tínhamos conhecido em Aveiro. Sejam bem-vindos a Coimbra!

Os meses foram se passando e aos poucos tudo foi finalmente se encaminhando, trabalho, um lar, escola, e tudo que finalmente viemos para cá buscar.

Enfim, bemvindos a Coimbra

Natal está chegando e aqui estamos todos encantados com tanta beleza, a cidade inteira está enfeitada cada rotatória mais conhecida aqui em Portugal como rotunda tem uma árvore de natal feita de pisca pisca ou um lindo feliz natal, no centro da cidade na famosa Baixa de Coimbra temos a principal com luzes coloridas, uma árvore lindíssima. O inverno já chegou com baixas temperaturas e tudo deixa o ambiente com ar natalino.

Neste natal muitas famílias não estão unidas por motivos de saúde, ou distância então neste final de ano quando finalmente o ano acabar espero que cada pessoa dê mais valor às coisas pequenas da vida como um abraço, um beijos ou estar junto de quem amamos. Desejamos a todos os leitores um feliz natal e um próspero ano novo e que a saúde do nosso mundo se restabeleça.

Jornal Grande ABC

Bem vindos a Coimbra

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Então, assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.002 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Estado inicia pagamento da Renda Básica Emergencial

Artistas e trabalhadores do setor irão receber auxílio emergencial no valor de R$ 3 mil em parcela única. Foram mais de 13 mil pessoas inscritas

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo inicia no próximo dia 25 de novembro o pagamento da renda básica emergencial aos artistas e profissionais do setor cultural aptos a receber o auxílio da Lei 14.017/20, conhecida como Aldir Blanc. Criada para mitigar os impactos da pandemia do novo coronavírus, a Lei recebeu em cerca de quase dois meses 13.611 inscrições pela plataforma www.dadosculturais.sp.gov.br. Os beneficiários receberão R$ 3 mil em parcela única, e, no caso de mãe/provedora, o valor será dobrado. Os profissionais podem acompanhar o processo diretamente na plataforma com login e senha cadastrados no momento da inscrição ou pelo e-mail: auxiliocultura@turismo.gov.br.

O total de recursos destinado para o Estado de São Paulo pela Lei Aldir Blanc foi de R$ 566 milhões, sendo que o Governo estadual recebeu diretamente R$ 264 milhões. “O setor cultural é muito importante para a economia de São Paulo, com 3,9% do PIB estadual e 1,5 milhão de empregos”, afirma Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa. “O investimento do Governo Federal, em parceria com estados e municípios, por meio da Lei 14.017/20, será fundamental para mitigar a crise e acelerar a recuperação.”

Sobra do auxílio emergencial

Parte dos recursos da renda básica remanescente será realocado para os 25 editais do ProAC Expresso LAB, que teve cerca de 5 mil inscrições. Ao todo, o programa deve apoiar a realização e premiar 1,8 mil projetos e profissionais do setor cultural de todas as regiões do Estado de São Paulo, com uma média de R$ 41,6 mil por beneficiado – os valores das linhas variam de R$ 5 mil a R$ 200 mil. Ao menos 50% dos recursos serão destinados a proponentes do interior e do litoral.

Os processos de avaliação dos projetos culturais cadastrados nos editais estão previstos para serem finalizados até o final de novembro. Já os pagamentos iniciam na segunda quinzena de dezembro. Os propoentes podem acompanhar o status por meio dos e-mails: callcenter@apoioprodesp.sp.gov.brduvidaseditaisproaclab@sp.gov.br e duvidasplataformaproaclab@sp.gov.br .

Jornal Grande ABC

COMUNICAÇÃO: Existem formas de falar

O Jornal Grande ABC é feito para você, e por vocês. Nossos colaboradores e jornalistas estão todos dias buscando novidades e matérias. Assim, produzindo material especial para nossos leitores. Nosso foco são as cidades de Mauá, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Além disso, cobrimos o que acontece no Brasil e no Mundo, incluindo esporte, entretenimento e tecnologias.

Não possuímos nenhuma vinculação política ou partidária. Da mesma forma, sem ligações com outras mídias já existentes na região. Nossa fundação se deu em 07 de Setembro de 2020. Desde então, cada dia estamos crescendo e chegando em mais dispositivos e usuários. Por isso, nossa maior satisfação é entregar material de qualidade para nossos leitores. Portanto, cada nova visita e comentário, nos dão mais fôlego para seguirmos firmes e fortes neste projeto.

Quer receber mais notícias, em qualquer momento? Assine nossa Newsletter, basta inserir seu e-mail logo abaixo, e receba as publicações todos os dias.

Junte-se a 1.002 outros assinantes

É um prazer ter você conosco. Aproveite para deixar comentário aqui embaixo. Salve nosso Site. Volte Sempre!

Lá vamos nós: Portugal

Dia 29 de janeiro pegava algumas malas, minha família e embarcava no avião com o peito cheio de esperança para um novo recomeço em Portugal.
Após uma longa viagem chegamos no dia seguinte finalmente no aeroporto do Porto e lá alguém nos esperava para nos levar para nossa nova cidade, aonde ali coloquei minha esperança para recomeçar.

Foto: Erika Teles

Chegando em Aveiro foi impossível não se apaixonar, primeiramente o frio que fez toda diferença para tornar o ambiente mais lindo e acolhedor, era quase final de inverno havia folhas caindo.

Foto: Erika Teles

No dia seguinte nossa saga de vida de imigrante deu início, fomos na busca de emprego e procurar uma casa para chamar de nossa, todos os dias andávamos muito e com isso íamos conhecendo a cidade, primeiro lugar que conhecemos foi a Ria de Aveiro lugar encantador, romântico e acolhedor, ali passa as gôndolas fazem o percurso por toda extensão da ria, sim aqui não se chama rio e sim ria. Vocês também vão se acostumar e aprender o português de Portugal

Na ria temos o Fórum é igual a um shopping a céu aberto lugar confortável para passear ou trabalhar, tem várias lojas e restaurantes ao seu redor, na margem tem bancos para sentar se e admirar, lá também tem a famosa ponte da amizade muito famosa pelas fitas amaradas com promessas de amor eterno e também de amizades, ao longo do seu percurso tem o monumento dos famosos e típicos ovos moles, e no outro sentindo da ria encontra se a ponte do laço já na praça do peixe onde tem uma vasta diversidade de restaurantes, bares e lojas.

Aveiro me recebeu de braços abertos e temos um sentimento de voltar pra casa todas as vezes que lá vamos, mais infelizmente não foi lá que conseguimos progredir, pouco tempo após chegarmos o mundo começou a parar, e com isso nosso sonho por pouco virou pesadelo. Mais conhecemos grandes pessoas que foram importantíssimas para que nós não desistíssemos.

Viver uma Pandemia fora do seu país, sem casa, com pouco dinheiro, sem trabalho, sem amigos ou família por perto para ajudar é muito difícil , temos que ter algo pra se agarrar e nós temos nossa fé e nossa família que mesmo do Brasil nunca mediram esforços para nós ajudar financeiramente e psicologicamente.

Quando finalmente conseguimos uma casa já tínhamos nos mudado de alojamento três vezes e seria a quarta mudança para o apartamento que finalmente conseguimos. Enfim mudamos era muito bem localizado de frente ao Parque Infante Dom Pedro . Parque simplesmente magnífico , muita área verde , quadras esportivas escorregas pras crianças, e também com uma arquitetura histórica magnífica.

E por mais que estivéssemos fazendo de lá nossa casa , realmente começamos a criar vínculos não estávamos tendo oportunidades, e então como um último suspiro de esperança decidimos mudar de cidade e viemos recomeçar mais uma vez em Coimbra.

Demos então um até logo a Aveiro após três meses de muitas batalhas, choros, amizades e aprendizados, tire sempre proveito de tudo que acontece na sua vida independente de boa ou ruim, devemos ser fortes e nunca ter medo do novo!

Outono em Portugal

A beleza da natureza sempre me cativou. No verão, dias mais quentes virão junto com barulho das folhas dançando ao vento, esse quentinho deixa saudade quando o outono vai se chegando. No outono, essas folhas vão ganhando cores resplandecentes e colorindo os dias cinzas e frios.

Logo iniciará o inverno e dias cinzas serão mais constantes, mas vale nós julgarmos dias cinzas felizes ou não? Achar beleza neles não é difícil, cada estação do ano pode ter sua beleza .

A praticamente um ano deixei meu Brasil, a famosa cidade maravilhosa, pra tentar uma vida de mais tranquilidade em Portugal. Venho me apaixonando cada dia mais pelas coisas simples da vida. A natureza que passa batida por nós diariamente com a correria do nosso viver. Aqui há muitos encantos, temos muito que conhecer e novos gostos a provar.

Gostaria de partilhar um pouco de Coimbra, para ninguém duvidar.

Um passeio a beira do Rio Mondego num lugar pra namorar,
ou trazer sua criança para brincar,
uma caminhada pela ponte pra se encantar
com um lindo por do sol a se deitar.

Já parou hoje pra admirar?

Quero eternizar momentos para que nunca me esqueça das coisas simples que aqui vou conhecendo. Mas quero poder dividir também esses momentos para que todos vejam com meus olhos o que um dia não quero deixar passar despercebido .

Rio Grande da Serra: Conheça onde visitar

A cidade de Rio Grande da Serra fica no interior de São Paulo. Localizada a 780 metros acima do nível do mar, ela fica bem próxima de Ribeirão Pires e do ABC Paulista de uma forma geral. Também pode ser um ponto de passagem para quem vai para o litoral, como para a região de Bertioga.

Embora tenha cerca de 50 mil habitantes, a cidade é uma boa opção para quem deseja viajar, com atrações que envolvem natureza, história e aventura. Por isso, veja a seguir quatro pontos turísticos em Rio Grande da Serra e como explorar a pacata cidade.

Cachoeira da Fumaça é um dos mais procurados pontos turísticos em Rio Grande da Serra

Para quem busca contato com a natureza, tranquilidade e um passeio para sair totalmente da rotina, Rio Grande da Serra oferece exatamente isso por meio da Cachoeira da Fumaça.

Esse é um dos pontos turísticos mais procurados da cidade e o local é pura aventura. A Cachoeira tem uma queda adequada para tomar um bom banho, além de formar uma piscina natural repleta de pedras. Ao seu redor, muitas espécies nativas da região que permitem que você faça uma trilha por lá.

Além disso, tem quem se arrisque a fazer um rapel na região, maximizando a aventura envolvida no passeio.

Veja mais nas páginas abaixo ▼

Consórcio ABC recebe apresentação sobre Programa de Regionalização de Turismo

Representantes do Governo do Estado explicaram que o trabalho regionalizado fortalece os municípios

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC recebeu nesta quarta-feira (30/9), durante reunião do Grupo de Trabalho (GT) Turismo, a apresentação de representantes da Secretaria Estadual de Turismo sobre a importância do Programa de Regionalização do Turismo (PRT). O encontro foi realizado por meio de videoconferência e teve como intuito compartilhar iniciativas para o fortalecimento de planos turísticos regionais. 

O coordenador estadual de Turismo, Rodrigo Ramos, defendeu que o trabalho regional fortalece os municípios e colabora com a visibilidade dos destinos turísticos.

“Turismo é, muitas vezes, a única oportunidade para um município se desenvolver. Só vamos ganhar visibilidade se conseguirmos comunicar e divulgar o turismo dentro da região. As pessoas estão procurando destinos próximos e saudáveis”, explicou Ramos. 

Lançado em abril de 2004 pelo Ministério do Turismo, o PRT tem como objetivo apoiar a gestão, estruturação e promoção do turismo no país, de forma regionalizada e descentralizada. Em 2013, o programa foi reformulado e suas diretrizes foram instituídas pela Portaria 105, de 16 de maio de 2013.   

A resolução foi apresentada pela interlocutora estadual do PRT, Ana Carolina de Souza, que explicou como o trabalho regionalizado permite ganhos não só para o município que recebe o visitante, mas para toda a região.

“Um município que não tem clara vocação para o turismo, que não recebe o turista em seu território, pode desempenhar um importante papel como provedor ou fornecedor de mão- de-obra ou de produtos destinados a atender o visitante”, afirmou Ana Carolina. 


O coordenador do GT Turismo do Consórcio ABC, Christopher Araújo, ressaltou que o Grande ABC vem se organizando para atender o programa, com praticamente todos os municípios no Mapa do Turismo.

“Um dos encaminhamentos do GT é a importância de termos uma articulação maior com o negócio turístico. Cada representante irá encaminhar junto ao seu Conselho de Turismo a proposta de indicação de representantes para a realização de encontros regionais com o Consórcio ABC”, disse Araújo.

Foto: Divulgação/Consórcio ABC

Setor de turismo ganha fôlego na região

Em LIVE realizada pela ACISBEC, a empresária Micheli Rogalski destaca importantes aspectos do atual momento

O turismo, um dos setores econômicos que sofreu grande impacto pela pandemia, causada pelo novo coronavírus, foi tema da LIVE realizada pela ACISBEC (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo) na noite de quinta-feira (24) tendo com âncora o vice-presidente, Valter Moura Júnior. Após seis meses do início da crise, as empresas se surpreenderam com a retomada, que ganhou mais fôlego do que era a expectativa.

A escolha do tema ocorreu em função do Dia Mundial do Turismo, comemorado dia 27 de setembro (domingo), além de destacar os importantes aspectos do segmento durante esse período de isolamento social, medida necessária para conter o avanço da doença. “Queríamos ter muito mais a comemorar, mas a situação pegou a todos de surpresa e agora a nossa torcida é para que os negócios ganhem um novo impulso”, disse Valter Júnior.

A convidada desta segunda edição da LIVE, Micheli Rogalski, fundadora da Rolê Viagens, trouxe um panorama do atual cenário e do potencial da demanda para os próximos meses. O setor passou por um momento grave, que chegou a derrubar o faturamento das empresas em até 90%, conforme pesquisas do setor.

A expectativa é a de que haja aumento na procura como já vem ocorrendo. “O turismo interno vem se fortalecendo tanto a lazer como a trabalho e já estamos nos preparando para essa retomada, especialmente para os destinos nacionais pelo fato de muitas fronteiras internacionais estarem fechadas e também devido à alta do dólar. E simplesmente pelo fato de que as pessoas querem voltar a viajar, depois de tanto tempo impedidas pela situação”, acredita Micheli.

Viajar é seguro – Sobre os protocolos de segurança, as companhias estão levando muito a sério, segundo ela. “É seguro viajar, mas todos também devem estar atentos às orientações de higiene e prevenção. Nos aeroportos, os procedimentos para embarque e desembarque estão sendo seguidos à risca, há higienização das malas e distanciamento entre as pessoas. Mas, por conta de toda orientação é necessário observar os horários dos voos, não dá mais pra chegar 20 minutinhos antes de embarcar, os checkins estão mais demorados. Para viagens nacionais é preciso chegar no aeroporto com pelo menos duas horas de antecedência”, alertou.

Dentro do avião, o procedimento de troca do ar a cada três minutos diminui o risco de contágio pelo ar, semelhante ao que se adota em salas de cirurgia, conforme Micheli.

Durante o bate-papo, Valter Júnior questionou a respeito dos clientes que já têm passagens compradas ou ainda vão adquirir. “As companhias são obrigadas a remarcar e podem cobrar diferença de tarifa se houver, mas devem garantir a remarcação sem multa, que antes eram altas. Mas, se o consumidor quiser cancelar e receber o reembolso, as empresas têm prazo pra devolver até dezembro de 2021. O recomendado é remarcar e não cancelar”, respondeu Micheli.

Já no turismo corporativo, a retomada ocorre de forma mais lenta porque o meio empresarial passa por uma reorganização com a adoção do home office, o que tinha necessidade de ser presencialmente, agora tem sido solucionado à distância. “Mas os voos estão voltando, especialmente agora em setembro que registrou grande movimento, e muitos em função da retomada nos negócios. Esse é um fator importante porque cerca de dois terços da receita das companhias aéreas são provenientes da área corporativa”, disse a empresária.

A Rolê Viagens está atenta às mudanças para orientar os clientes. “Fazemos toda a gestão, monitoramos a abertura das fronteiras e verificamos o melhor custo-benefício, além de oferecer diversos tipos e níveis de serviços personalizados para atender as necessidades das empresas”, adiantou Micheli.

Sobre a ACISBEC

Instituição com mais de sete décadas de existência, foi fundada em 27 de setembro de 1944 e tem como presidente Valter Moura. Instalada em sede própria com área de quatro mil metros construídos, dispõe de ampla estrutura distribuída em seis pavimentos com auditório para 400 pessoas, salas de reunião, salão de exposição para feiras e fóruns de negócios, cursos e palestras, entre outros.

Ao longo dos anos, a ACISBEC implantou serviços, projetos, realizou convênios e parcerias em benefício dos associados e comunidade. Entre os atendimentos prestados estão consulta Pessoa Física e Pessoa Jurídica; Cadastro Positivo; Certificado Digital; Certificado de Origem; ACISBEC Mobile; Cursos e Eventos e dispõe de locação de salas.

ATUAL IMAGEM COMUNICAÇÃO
Fale Conosco | (11) 4332-9697
contato@atualimagemcomunicacao.com.br

Atendimento à Imprensa
Niceia Freitas | (11) 99849-1965
niceia.climaco@gmail.com

Isadora Climaco | (11) 97354-8532
isadoraclimaco@gmail.com

Turismo: Como está o segmento?

Logo mais, 18:00, live especial tratando das expectativas do setor e turismo, nesta retomada das atividades econômicas.

Realização da ACISBEC (Associação Comercial de São Bernardo do Campo), com participação de Valter Moura Júnior e Micheli Rogalski.

Link: www.facebook.com/acisbec

Governo federal regulamenta turismo de trilhas no Brasil

A RedeTrilhas conecta pontos do patrimônio cultural e natural

O governo federal definiu os critérios para a adesão de novos trajetos nacionais e regionais à Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade (RedeTrilhas). A portaria conjunta dos ministérios do Turismo e do Meio Ambiente (MMA) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) foi publicada nesta semana no Diário Oficial da União.

A RedeTrilhas conecta pontos de interesse do patrimônio cultural e natural brasileiro, estruturando e promovendo o ecoturismo no país. As trilhas de longo curso também funcionam como ferramentas de conservação, interligando biomas e impedindo a fragmentação das unidades preservadas.

As propostas de adesão deverão ser apresentadas à Secretaria de Ecoturismo do ministério por entidades e órgãos públicos, organizações da sociedade civil ou entes privados. Novas trilhas e trechos adicionais deverão seguir padrões de mapeamento, identificação visual, acesso a serviços, indicação de pontos de apoio, pernoite e de interesse turístico, a fim de proporcionar mais segurança aos visitantes.

As informações detalhadas dos percursos estão disponíveis no site da RedeTrilhas, que já conta com 74 trilhas em 3,5 mil quilômetros sinalizados. O projeto de estruturação da iniciativa se baseia em experiências internacionais, como o Caminho de Santigo, no nordeste da Espanha.

A rede reúne grandes trilhas nacionais e regionais, uma acabando onde começa a outra, podendo ser percorridas em variados espaços de tempo e atendendo a diferentes perfis de visitantes. Nesse contexto, cada Trilha de Longo Curso Nacional é o resultado da adição de uma série de trilhas regionais.

O Caminho dos Goyazes, em Goiás, por exemplo, é composto pela soma de três trilhas regionais, cujo primeiro trecho, o Caminho de Cora Coralina, com 302 km entre Goiás Velho e Corumbá de Goiás já foi totalmente implementado e já começa a gerar emprego e renda, com hospedagem, transporte e alimentação. O Caminho do Planalto Central  e o Caminho dos Veadeiros.

Fonte: Agência Brasil

Conservação da biodiversidade em área de proteção ambiental

A área de mananciais da região de Paranapiacaba e Parque Andreense, ocupa um total de 52% da área total do território do município de Santo André, em São Paulo e compreende a Macrozona de Proteção Ambiental em relação à Macrozona Urbana.

Não existe vegetação original, exceto remanescentes, que foi modificada devido a extração de lenha para a ferrovia Santos-Jundiaí, madeira para a construção de moradias e para a indústria (olarias e serrarias), além de caça, pesca e extração de palmitos e outras espécies vegetais (PMSA, 2012).

A floresta apresenta 45,2% de vgetação em estágio secundário avançado de regeneração (PMSA, 2012), um número significativo, que evidencia políticas públicas de educação ambiental, fiscalização, licenciamento e de habitação efetivas e possivelmente dentro de alguns anos haverá florestas maduras – clímax (PMSA, 2012).

Contíguo à Vila de Paranapiacaba criou-se uma Unidade de Conservação (UC) de Proteção Integral em 2003, o ‘Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba’-PNMNP, que protege 426 hectares (ha) de Mata Atlântica, permitindo pesquisa científica, ecoturismo e turismo pedagógico.

Forma, com outras duas UCs – Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Itutinga-Pilões e Reserva Biológica do Alto da Serra de Paranapiacaba, um continuum ecológico (PMSA, 2012f), que funciona como um corredor ecológico e de dispersão da diversidade genética, imprescindível para a sobrevivência das espécies. Além de fazer divisa com São Bernardo do Campo, Cubatão, Mogi das Cruzes, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, formando uma única floresta.

Os atrativos que compõem o complexo ecoturístico do PNMNP são, conforme constam no Atlas do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba: Revelando o nosso Parque (2008) e no Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba (2012):

  • Centro de Visitantes: local de recepção do turista, ponto de encontro com monitores ambientais e visão geral do PNMNP (exposições);
  • Núcleo Olho D’Água: portal oficial de entrada no PNMNP e local de interpretação ambiental e com uma nascente em sua entrada, além de ter o sistema de abastecimento de água construído pelos ingleses que construíram a ferrovia;
  • Tanque do Gustavo: local de interpretação ambiental e com sistema de abastecimento de água;
  • Trilhas: 1- Hortênsias; 2- Gravatás; 3- Mirante; 4- Água Fria; 5- Comunidade e 6- Pontinha.

O rio Grande, um dos formadores da represa Billings, nasce nas encostas próximas da divisa Santo André-Santos-Mogi das Cruzes interno ao Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba (PMSA, 2012).

A fauna da região é riquíssima, composta por cerca de 31 espécies de mamíferos; 34 répteis: lagartos, serpentes, quelônios e anfíbios anuros; 14 de peixes e 106 de aves encontrados no PNMNP (PMSA, 2012).

Percebe a riqueza que temos em nossa região? Lembre-se que todos somos beneficiados por essa conservação, seja em nossa saúde, em bem-estar e em outros benefícios que uma floresta em pé nos proporciona, como biodiversidade, futuros fármacos, matérias-primas, alimentos, água para abastecimento público, lazer, contemplação, entre tantos outros.  

Fica aqui minha homenagem ao PNMNP pelo título recebido estes dias, da Reserva da Biosfera da UNESCO, de posto avançado na conservação da biodiversidade: sinal de que as políticas públicas de proteção, fiscalização e uso público estão sendo efetivas.

Você pode visitar o PNMNP em Santo André: para acessar as trilhas é necessário contratar um monitor ambiental credenciado pela prefeitura, pois se trata de uma área de proteção integral, com acesso controlado. Neste período de pandemia e quarentena que estamos passando, a quantidade de pessoas por trilha diminuiu; portanto, é necessário prévio agendamento de monitoria.

Aproveite os benefícios da natureza, convivendo, vivenciando e absorvendo seus ensinamentos de forma harmônica!

Fonte: PMSA, 2008/2012/2020.

Carolina Estéfano
Bióloga, Gestora Ambiental, Mestre em Ciências e Pesquisadora em Meio Ambiente 
Consultoria Caminhos Coletivos: educação e gestão socioambientais
https://www.facebook.com/caminhoscoletivos
carolinaestefano@hotmail.com