Você sabe o que é IELTS?

Fabrício Vargas é autor de “Você sabe o que é IELTS?”.

Para quem está planejando estudar ou morar fora, provavelmente já se deparou com a sigla IELTS, não é mesmo?!

A sigla que significa International English Language Test System. É uma certificação internacional com amplo reconhecimento acerca da proficiência da língua inglesa. O exame pode ser realizado em mais de 100 países, inclusive na China. O IELTS serve, principalmente, para comprovar a proficiência em inglês de uma determinada pessoa.

O IELTS é ministrado, em conjunto, entre a Universidade de Cambridge, Conselho Britânico e IDP Education Pty Ltd.

Como funciona o IELTS?

O exame avalia algumas habilidades, tais como:

Listening (compreensão auditiva);

Reading (leitura);

Writing (escrita);

Speaking (conversação).

Há dois tipos de prova: General e Academic. Qualquer que seja a modalidade escolhida, a prova tem uma duração de 2 horas e 45 minutos.

IELTS Academic

Esse é mais adequado para quem pretende aplicar para universidades ou instituições de ensino superior, ou seja, para graduação ou pós-graduações.

IELTS General

Mais indicado para quem deseja realizar cursos que não sejam de graduação, trabalhar ou para casos de imigração para um país de língua inglesa como Canadá, Austrália, Nova Zelândia ou Reino Unido.

Assim como outros exames de proficiência, não existe uma média de aprovação no IELTS. O que isso significa? Que não há reprovação no IELTS. O resultado mostrará seu nível de proficiência em uma escala entre 0 a 9, onde 0 é a nota mais baixa e 9 a nota mais alta.

Para se ter uma ideia: uma boa pontuação do IELTS corresponde a uma nota entre 6 e 9 pontos.  Os resultados, além de mostrarem uma nota geral, mostra também as notas por cada sessão. Além disso, cada Universidade ou órgão tem autonomia para estabelecer a nota mínima exigida. Por isso, quanto maior sua nota, melhor. 

Assim, é muito importante começar a estudar com muita antecedência para realizar esse teste. Procurar uma escola especializada no IELTS é fundamental e é isso que nós, da Uniway, fazemos. Ajudamos nossos alunos a realizarem sonhos. Somos uma edtech de ensino de inglês com uma metodologia criada para que você atinja os melhores resultados. Somos especializados nos exames IELTS, TOEFL e TOEIC.

Fabrício Vargas é fundador da Mundo Intercâmbio, CEO da Uniway School e um apaixonado pela educação inovadora. Ele morou por mais de cinco anos na Europa, especificamente na Inglaterra e na Irlanda, onde trabalhou como intérprete nas Cortes Inglesa e Irlandesa.

Com o seu retorno para o Brasil, teve contato com o ensino de inglês em escolas e cursos particulares, quando ficou mais evidente que o modelo de ensino brasileiro ainda era muito arcaico e engessado. Para motivar e engajar os estudantes no processo de ensino e aprendizagem da língua inglesa, eram necessários métodos mais criativos, motivadores e estimulantes.

E foi com este propósito, e desafio, que em 2017 foi fundada a Uniway School, uma edtech focada tanto no ensino de inglês como nas avaliações de proficiência, tais como TOEFL, TOEIC e IELTS.  Quatro anos depois, a Uniway School já está presente em mais de 50 países e com mais de centenas de alunos.  Para mais informações: https://uniwayschool.com/

Gostou da nossa matéria “Você sabe o que é IELTS?“?

Você sabe o que é IELTS?
Você sabe o que é IELTS. Foto: Fabrício Vargas/Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.155 outros assinantes

Cursos de idiomas on-line podem alavancar agências de intercâmbio

O ano de 2020 foi extremamente desafiador para as agências de intercâmbio. Com a mudança gerada pela própria pandemia de Covid-19 em relação aos hábitos, as pessoas estão mais propensas e familiarizadas ao ensino não-presencial.

A Pesquisa Belta (Brazilian Educational & Language Travel Association) de 2020, realizada pela Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio, trouxe algumas informações reveladoras sobre essa tendência.

Os cursos de idiomas aparecem em primeiro e segundo lugar, principalmente por conta da crescente procura por programas de intercâmbio que proporcionem a oportunidade de também trabalhar no país de destino.

Diante da necessidade de ganhar fluência rapidamente em um idioma estrangeiro, as EdTechs, organizações que oferecem cursos e serviços educacionais mediados por tecnologia, “devem experimentar um crescimento significativo em 2021 por estarem mais adaptadas aos novos desejos e necessidades dos estudantes”, na opinião de Fabricio Vargas, fundador da Uniway Education Group, EdTech especializada nos exames de proficiência em inglês TOEFL, TOEIC e IELTS.

Segundo o educador, as EdTechs são baseadas em três princípios:

  • Acessibilidade: por permitirem um acesso mais amplo com uso de tecnologias;
  • Engajamento: pelo uso de práticas inovadoras para tornar o processo de aprendizagem mais empolgante;
  • Personalização: por oferecerem uma experiência customizada para cada aluno.

Outra vantagem apontada por Vargas é o fato de, na maior parte das vezes, as soluções educacionais de uma EdTech serem mais baratas que outras de formato tradicional. “Do ponto de vista da agência de intercâmbio, isso pode significar uma margem muito maior de ganho”, estima.

A Uniway é uma EdTech que trouxe inovação para o setor de educação, mais especificamente para o ensino do idioma inglês orientado para a preparação para os exames de proficiência, tais como o TOEFL, TOEIC e IELTS.

Por meio de uma metodologia inédita orientada para resultados, a Uniway oferece aulas preparatórias on-line focadas em estratégias e práticas para essas certificações. E está presente em mais de 50 países.

Vargas ainda ressalta que, para as agências de intercâmbio, as principais vantagens são:

  • Continuar comercializando produtos, independentemente do cenário político e sanitário ao redor do mundo;
  • Flexibilidade para oferecer os cursos da Uniway integrados com outros programas e pacotes pelo fato de a maior parte das universidades, principalmente as americanas, exigirem certificação de proficiência;
  • Comissionamento extremamente vantajoso, podendo chegar até a 50%.

Outro ponto destacado por Vargas é a importância de estudar inglês em uma escola com um método criado exclusivamente para o ambiente digital. “Boa parte das escolas tradicionais migraram o modelo de aula presencial para o digital, sem adequar a metodologia. E isso pode ser muito desestimulante para aquele aluno que está nas aulas de inglês on-line”, avalia.

Sobre Fabricio Vargas

Iniciou a sua carreira na área da educação logo após o seu retorno ao Brasil, depois de morar e estudar por mais de cinco anos no continente Europeu. Estudou e trabalhou em diversas áreas durante esse período, inclusive como intérprete dentro das cortes Irlandesas e Inglesas. Logo após a sua chegada ao Brasil, começou a lecionar aulas de inglês dentro de algumas escolas e, portanto, percebeu que o ensino precisava de mais, os alunos mereciam algo diferente e inovador. Fabricio percebeu que as escolas de idiomas estavam muito engessadas ao modo tradicional de ensinar e avaliar os seus alunos. Em 2017, depois de trabalhar muito e conseguir um certo valor para investir, Fabricio abriu a sua própria escola de inglês, a Uniway School, foi um dos anos mais comemorados por ele e também o mais desafiador. Para mais informações, acesse https://uniwayschool.com/ ou pelas redes @uniwayschool

Gostou da nossa matéria “Cursos de idiomas on-line podem alavancar agências de intercâmbio“?

Agências de intercâmbio
Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter e receba nossas publicações em seu email, fique ligado nas notícias e matérias do jornal assim que estiverem online. Então, aproveite e leia as Últimas Notícias. Conheça nosso parceiro Dica App do Dia.

Junte-se a 2.155 outros assinantes